Em primeiro lugar, sales só para constar, generic não existe equipe perfeita. No mundo inteiro não existe a equipe perfeita, a equipe que sempre vence, a equipe que não perde, a equipe com o esquema de jogo infalível, etc e tal. Sempre tem um esquema que funciona contra outro esquema e sempre pode ter um jogador que jogue melhor que outro e por aí vai até o infinito.

Dito e sabendo disso, nada impede de eu ver no Grêmio possibilidades de melhora.

Dando sequência aos pontamentos daqueles problemas pontuais que o Grêmio sofre, no meu ponto de vista, quero falar de um problema que perturba o sono de até o mais narcoléptico dos gremistas: A falta de efetividade das cobranças de escanteio do tricolor.

(Foto: Diego Guichard)
(Foto: Diego Guichard)

Sinceramente não me lembro do último gol que o Grêmio tenha feito de uma cobrança de escanteio. Tenho uma impressão que ano passado pelo menos um escanteio cobrado pelo Alex Telles, mas não tenho certeza. E mesmo o Alex Telles, que é um bom lateral e que cruzava bem, teve momentos ruins ao lado da bandeirinha. Em seus últimos meses de Grêmio começou a errar muito os escanteios e a torcida começou a pegar no seu pé em troca. Combinação que não ajuda muito a confiança dele na época.

Voltando ao presente, o fato é que não me lembro de um gol vindo de uma jogada de escanteio no ano de 2014. Não consigo acreditar que não tenha, deve ter e eu apenas não me lembro. Não é possivel que não tenha. Me ajude a lembrar nos comentários!

Tenho uns pequenos palpites de porque os escanteios estão cada vez menos efetivos. Vamos a eles.

Os cruzamentos não são bons. É uma bola jogada a “esmo” na área sem ter a intenção de achar um tricolor para cabecear para o gol. Fico com a impressão que é a bola lançada não procura um jogador, ela é atirada a própria sorte na área rezando para achar um desvio amigo para o gol.

Falta de Padrão. Não existe um padrão definido. Forte e no primeiro poste. Fechado e no meio da área. Aberto no segundo poste. Longe da pequena área. Curto. As características dos nossos jogadores não são observadas nas cobranças, se antes existia o “zagueiro artilheiro” que aparecia, agora nem isso mais temos. Comum é ver a bola ser afastada por um defensor livre.

Posicionamento. Até consigo encher um padrão aí, mas dai não sou fã do modo como alguns fazem, entre eles o Barcos. Para mim o argentino espera muito o erro do marcador e pouco tenta tomar a frente do mesmo. Barcos é mais efetivo com a bola em jogo do que em um escanteio.

FOTO: DUCKER.COM.BR
FOTO: DUCKER.COM.BR

Em resumo, quem está na missão de cruzar no escanteio não sabe o que irá fazer e quem está na área não sabe como a bola ira vir. O que deveria ser uma jogada de perigo é quase tão inútil que nem me empolgo mais tanto. Talvez falte conversa, comunicação nesse sentido.

Por outro lado, o maior vilão do futebol, escanteio curto, não é praticado com frequência e isso dá alívio, mas não diminui a gravidade do problema.

A situação de escanteio é tão desesperadora que começo a pensar que melhor é recuar para a defesa e ir pro ataque contra uma defesa fechada. Ao menos manteríamos a posse da bola.

Deixo aqui para avaliação mais uma das pequenas coisas que acho que podem melhorar no Grêmio e que ficaria feliz de ver sendo treinada.

 

@faneinbox

Publicado por Fane Webber

Minhas redes sociais. @faneinbox no Twitter. /faneinbox no Facebook. faneinbox@gmail.com é o e-mail de contato.

Participe da discussão

14 comentários

  1. Os problemas de bola parada se resolvem com trabalho. Também depende da qualidade de quem cruza e de quem conclui.

    O Grêmio não tem um exímio batedor. Mas também não tem jogadores que se impõe na bola aérea.

  2. Já temos cinco candidatos e parece que vem aí o sexto. Alguns terão seis 15 minutos de fama.

    Romildo Bolzan
    Homero
    Nilton Cabistani
    Pierre Gonçalves
    Jorge Bastos

  3. Como eu faço pra concorrer?

    porque, assim, pelo jeito tá fácil ser candidato…

    ps. isso tá com uma cara de manobra…

  4. João Luiz, não tem manobra nenhuma. Os grupos nanicos não tem poder de fogo para exigir uma Vice Presidência nas coligações e preferem marcar território, lançando candidatos próprios. Não vão para o segundo turno, mas estarão nas mídeas, e quem sabe até poderão participar de debates na televisão. Será a glória para alguns. Acho até que algumas dissidências do Grêmio Vencedor poderão lançar uma sexta candidatura.

  5. VALEU MATEUS !!!!! E POR ISSO QUE O FUT. no BR ta EM ” RUINAS ” CULPA DESTES GRUPELHOS SANGUE – SUGAS que EM TODOS OS CD / CLUBES tem ne ! ( FELIPAO SERA PUNIDO PELO STJD ) vem + PERSEGUICAO por AIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII ! AGUARDEM os VERMES 69 da MIDEA RS .

  6. Buenas!
    Acompanho a tempo esse problema do Tricolor e também não lembro de escanteios bem batidos ou jogadas ensaiadas.
    Confesso que também não sou fã do escanteio curto. Na maioria das vezes o atacante perde a bola e os zagueiros de desgastam atravessando o campo.
    Mas uma jogada que vi exaustivamente nesse fim de semana, e acho que foi do Flamengo, é um passe do escanteio para trás e mais ou menos da linha da grande área há o cruzamento de primeira.
    Os zagueiros adversários estão saindo e se repetida exaustivamente vão acabar pegando um zagueiro atrasado e dar condição de jogo pro atacante. Ou o bandeirinha errar.
    Grande abraço e quinta a Arena tem que pulsar contra o Santos.

  7. Às vezes me pergunto por que precisamos de um bom cruzador se não temos um bom cabeceador. É uma relação de negação com negação.
    O fato é que quando não se sabe cruzar, recomenda-se que se cruze na primeira trave, pois é tecnicamente menos desafiador. No entanto, nosso centroavante se posiciona sempre atrás de dois marcadores no mínimo. Teríamos que ter um balão certeiro daqueles do Renato Portaluppi para chegar nele, isto é, admitindo que ele se jogará na bola com vontade caso ela chegue mesmo.
    Não acredito que vou dizer isso, mas que saudades do André Lima.

  8. Romildo deu entrevista dizendo que Ruim Costa e Chitolina continuarão.

    Homero colocará o Maineri. Se assemelha ao Záchia. Só tem papo na língua.

    Só nos restam os outros. Mas eles não têm força política para passar ao segundo turno.

    Oremos!

  9. Segundo um ex dirigente, o chitolina foi mandado embora e começou a chorar (sim, abriu o berreiro). daí, por pena, mantiveram ele no cargo.

    isso sim que é profissionalismo e governança. imagina essa gente gerindo a arena, vai ser literalmente um “quem não chora não mama”…

  10. Romildo morando em Osório, Koff cada vez menos presente no Grêmio, Chitolina e Rui Costa seguindo no futebol… que 2015 nos espera!!!

  11. E o pior de tudo, não sabemos quantos passarão para o segundo turno.

    O ideal era que tivesse votação direta, sem passar para o Conselho antes.

  12. eu vou me candidatar. já tenho até slogan, uma nova novidade novíssima: “Grêmio de todos, para todos!”

    gostaram?

    depois de eleito, das duas uma: ou eu chuto todos que se opõe a mim e instauro uma ditadura, ou eu me submeto aos grupelhos e coloco só naba na direção, de preferência com passagem pela vitoriosa gestão obino “nowhere man”.

    vote em mim! não me deixem só!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.