Técnica ou tática.

O GRÊMIO venceu fora e isso é o que importa? Tenho certeza de que isso é o que importa, seek mas não é só o que importa. Precisamos analisar algumas coisas do time e avaliar os acertos e erros desta vitória, purchase antes de começar a chamá-la de “a retomada”.

O time ainda está perdido? Creio que sim. Acho que o Renato tem procurado um esquema, acertado em algumas escolhas táticas e errado em outras. Mas não é do dia para a noite que se conserta um semestre inteiro de abandono. Sim, o que percebo no GRÊMIO hoje é que durante todo o primeiro semestre o GRÊMIO não treinou nada. Posso estar enganado, mas não vejo uma jogada automática do time – daquelas que são resquício de meses de treinamento – e com isso percebo que nada se fez no primeiro semestre. Estamos pagando por manter um técnico que no fundo TODOS sabiam que não era para o GRÊMIO. O GRÊMIO, pela milésima, vez está iniciando o ano em agosto, aí fica difícil. Mas acho que agora com um técnico da convicção da direção, uma direção da convicção do técnico e uma torcida que apóia o técnico (não vão dizer que estão engolindo essa papagaiada da imprensa de que o Renato estava na marca do pênalti) e o clube acho que teremos uma chance de reconstruir o GRÊMIO.

Tecnicamente é que a coisa está braba. Temos alguns jogadores que não tem a menor condição de estar ali. O rapaz esse que usa a 9 por exemplo. Ele nunca está no local certo, na hora certa. Quando recebe a bola ou perde, ou dá um passe errado, ou cai… Nunca acerta uma. Já me disseram que ele não recebe uma bola em condições, só bola espirrada… Ah, para lá! Gato Félix para todos vocês. O Barcos se atrapalha com a bola no pé, com a bola no peito, com a bola na cabeça e sem bola. Ele sempre está atrás do marcador, fora de posição ou, incrível, marcando um jogador do GRÊMIO. Se ele é bom eu não sei, mas não está jogando absolutamente nada. Pode ir para o banco e dar chance para outro. Quem? Tanto faz, qualquer um da base. Se há tanta paciência com um centro-avante que não marca gol nunca, acho que podemos ter paciência com um prata da casa. E como ele muitos outros medalhões. Ou não.

O lado bom dessa vitória, fora ela por si só, é que nos dá um tempo para respirar, evita a crise e o circo armado pela imprensa. As colunas para derrubar o Renato devem estar prontas e salvas nas edições dos jornais ao lado dos elogios a um estádio com arquibancadas de madeira…

Até nem ia falar nisso, mas: a “arena” de Novo Hamburgo é mais segura que o espaço da Geral na Arena do GRÊMIO? É isso produção? Posso achar que os Bombeiros e a BM estão de chacota com a inteligência das pessoas e que a imprensa é omissa e tendenciosa? Ainda existe alguma dúvida que estão com inveja e perseguindo o nosso clube simplesmente porque entenderam que por mais que façam nunca serão o GRÊMIO?

Dizem ou disseram que se escrevemos uma mentira mil vezes ela vira verdade, mas discordo. Uma mentira escrita mil vezes é apenas uma mentira escrita mil vezes. A Arena é o melhor e mais completo estádio do país, não adianta dizer o contrário, criar leis para tentar diminuir ou atrapalhar o seu funcionamento. A Arena do GRÊMIO é uma realidade que dói no peito dos amargos, mas é a realidade e o futuro. O resto, bom, o resto é emenda de soneto.

Anderson Kegler

Participe da discussão

22 comentários

  1. Diferença primordial entre M. Biteco e Adriano. Aos 20 min. do primeiro tempo o jogador do Bahia erra um passe onde a bola para nos pés do Adriano que estava no campo do Grêmio, quase na linha do meio campo. Adriano domina e ao invés de puxar o contra ataque, levar o time pra frente e pegar a defesa aberta, ele recuaa pro Bressan. Final do jogo, M. Biteco pressiona o adversário, rouba a bola e sai em velocidade levando o time pra frente, serve seu irmão e o Grêmio marca o terceiro gol.

  2. Sobre o jogo. O Renato tem que insistir no 352, desde q ele assumiu o único jogo onde eu não vi o time do Luxemburgo em campo foi no Grenal, talvez esse seja o caminho pra desenluxar a equipe. Porém, precisamos urgente achar uma maneira de jogarmos com mais velocidade e sermos mais agressivos do meio pra frente.

  3. abraço ao Eremildo, o eterno Idiota, que me chamou de corneteiro.
    Sou o mesmo corneteiro, assim com o Felipe Neri, que vem falando o que tá errado desde o Luxa…
    Mas tem gente que prefere não ver ou não entende porcaria nenhuma mesmo!

  4. nenhuma palavra na imprensa daqui sobre o atoleiro do estacionamento padrão phipha no camp nóia…

    já quando era na arena tudo era problema…

    mas o Grêmio fez o que pra se defender? nada, já o clube da macacada tá sempre na mídia fazendo marketing.

    tá na hora do clube começar a reagir, a torcida tá indignada com essa passividade.

    sobre o jogo, ganhamos mas sem jogar bem (até o gol, depois melhorou muito). o maxi tá pedindo passagem e o barcos e o elano, também tão pedindo, mas para ir pro banco. ô dupla desgraçada essa!

  5. Matheus Biteco merece ser titular. Maxi precisa começar jogando pelo menos um jogo, assim como o Lucas Coelho e o Mamute.

  6. a questão do Barcos é que ele é um dos poucos experientes que restou no time, com Zé, Vargas, Kléber fora e Elano em má fase. Aí fica difícil de tirá-lo pra colocar mais um guri.
    Na hora que o time se ajustar é que veremos se o Barcos pode voltar a ser aquele do Palmeiras.

  7. “o time ganha e todo mundo some…” [2]

    E seu Andre Pedrozo: tenha mais respeito, rapaz, não vou mais aceitar ofensa tua.

  8. João Luiz,
    Tem gente que não gosta de vitória do tricolor. Evidente que são apenas os torcedores dos filhos do PAIsandú e da MÃEzembe.

  9. O problema do Barcos parece força física, cai muito no choque. Acho que ainda fará muitos gols, mas ele tem que saber que gol de bico vale a mesma coisa que driblar todo o time adversário.

    A impressão que eu tenho é que ele só quer fazer golaço.

  10. Centroavante pra mim tem que derrubar zagueiro no choque. Gosto dos que são trancos e barrancos mas metem a gorducha na rede.

  11. Acho que a troca de ofensas entre os debatedores nada agrega ao blog, nem ao Grêmio.

    Já fui chamado de corneteiro, secador, amargo e até de macaco por criticar essa direção.

    Até levo na esportiva porque geralmente se apela pra esse tipo de precedente quando não se tem bons argumentos contrários. E tá difícil defender a gestão Koff, ela está pior que a de Odone até o presente momento no futebol. Fato.

    Não vi nada demais nas críticas do Targa.

    E o André Pedroso, odonista ou não, tem direito a tecer críticas, quem discorda que contraponha ele com argumentos então, não com ofensas. Se não vira o clube dos odoninhos x koffinhos enquanto o Grêmio amarga derrotas e fracassos ano após ano.

    Fui um dos grandes entusiastas de candidatura do presidente Koff aqui neste blog e esperava muito mais do que estou vendo.

    Me considero bastante exigente no futebol e não consigo NÃO me indignar com esse Grêmio atual que tem ambição de time médio e joga como time pequeno, que não consegue trocar três passes, fazer uma triangulação sequer, que não tem bola parada, nem jogada ensaiada, que não tem líderes natos, que não faz o básico de um time de futebol, que dirá vermos alguma jogada de efeito.

    Tem sido duro ser gremista nos últimos anos, mas em especial em 2013, até pelo que se prometia dessa gestão… em contraste com a realidade vista… tem sido mais duro ainda, desalentador, intragável.

    A maneira como o futebol vem sendo conduzido por essa direção e essa sombra ou rascunho de time de futebol que tem sido nos apresentado tira qualquer credibilidade de que se possa aspirar algo mais e isso ainda é o mais dolorido de tudo.

    Querer desvirtuar esse escopo de discussão do futebol pra troca de ofensas pessoais é prestar desserviço ao Grêmio. Rebater críticas a atual direção com ofensas a outros gremistas, para o bom interprete é dar razão aos críticos defendendo o indefensável que são os resultados de campo pífios que obviamente não se resumem a uma única partida ou vitória circunstancial, mas pelo conjunto da obra.

    Além do mais, esses defensores do status quo geralmente o fazem por simpatia politica, ou amizades, até aí tudo bem, só que partem do pressuposto distorcido de que quem crítica parece não querer o bem do Grêmio, não ser gremista, quando é justamente o contrário.

    Não faço corneta pela corneta, nem critico por criticar, a intenção é sempre apontar diagnósticos do que pode estar errado, as vezes até saltando aos olhos, a fim de alertar aqueles em quem depositamos a nossa confiança e que detém o poder de decisão, de que tomem as atitudes necessárias, de que façam algo a respeito pra melhorar, de que busquem soluções.

    Saber conviver com as críticas e com o negativo é fundamental em instituições que visam crescer, tão fundamental quanto jogadores com resiliência pra crescer através das adversidades.

    Considero isso tão importante que às vezes acho que os jogadores deveriam ter treinos específicos sob vaias para aprenderem a lidar com essa pressão seja fora ou dentro de casa. Lidar com as adversidades, com o negativo que faz parte da vida, tanto quanto o apoio, o positivo.

    Time e direção quando estão mal tem aceitar críticas e filtrar o que serve e o que não serve. E torcedor tem entender de uma vez por todos que criticar pode ser tão importante quanto apoio, cada coisa no seu momento certo ou então viramos um time de bundões com uma direção passiva, inerte e acomodada e torcedores apoiando cega e incondicionalmente toda e qualquer merda que se faça.

    Daí não me surpreende estarem até cagando em nossa Arena. Viramos um time de cagados. E tem gente que parece satisfeita e ainda defende. Tá na hora de usar essa merda toda como adubo para alguma indignação. A começar pela direção.

  12. É disso que estou falando… parabéns ao presidente Koff pela manifestação oficial do clube,

    http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/esportes/gremio/noticia/2013/08/fabio-koff-rebate-artigo-de-zero-hora-que-comparou-aproveitamento-do-gremio-na-arena-e-no-olimpico-4232195.html

    Precisamos de mais indignação dentro e fora de campo, a comunicação social e institucional do clube precisa melhorar, vinha sendo uma das minhas críticas aqui.

    Esse tipo de atitude do presidente é que tenho sentido falta, esse é o Koff que aprendi admirar, esse é o Grêmio peleador, inconformado e
    contundente que queremos ver em campo e fora dele.

    Precisamos mais disso. Muito mais, Esta gestão está devendo muito. E o torcedor tem de cobrar, até porque lá tem gente inteligente e capacitada como o Dr. Koff pra reagir e encontrar soluções em conjunto com seus pares.

    Se cobra mais, de quem tem mais a oferecer.

    Esse Koff me representa.

    Que a cabeçada do Riveros seja um marco em 2013.

  13. Finalmente a direção se mexeu! Que bom, antes tarde do que nunca…

    Tomara que pare aí. Tem muito jornaleiro fdp por aí precisando ouvir poucas e boas…

  14. PARABENSSSSS AO KOFF . PELA CHINELADA NO zh ! sera que estao comecando a ACORDAR de vez ? ( OS INGRESSOS FORAM ” BAIXADOS / precos ” OK ) , AGORA QUERO VER A DESCULPA P NAO IREM AOS JOGOS NA ARENA ne !

  15. Felipe Neri,
    Targa e A. Pedrozo tem direito de opinar sobre o que quiserem, mas não têm o direito de ofender.
    Há uma diferença grande entre chamar de corneteiro, ou até mesmo colorado, e de idiota.
    Quem quer ser respeitado tem que saber respeitar.

  16. Eremildo, autointitulado O Idiota, do que tu quer que eu te chame então?

    Se tem uma coisa que não sou é corneteiro. Faço críticas aos problemas evidentes que estão acontecendo no Grêmio, desde o início do ano. Como fazia nos outros anos, sem nenhuma conotação política, pois não tenho envolvimento com nenhum grupo.
    Só não vê os problemas do clube quem não tem noção nenhuma do que é o futebol moderno ou não quer ver por algum envolvimento…

  17. Dei um tempo para que outros gremistas manifestem-se, mas sempre que posso acompanho os debates por aqui. Neste instante, registro: FELIPE NÉRI tu me representas, parceiro! Impressionante teu gremismo, livre e independente. Tu não é Odone, nem Koff: ÉS GREMISTA!! Imenso abraço, irmão gremista!

Deixe um comentário

Deixe uma resposta para MArcelo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.