O Campeonato Brasileiro está próximo do fim e nosso único objetivo pode ser conseguir chegar em segundo lugar. O Corinthians já é campeão do ano de 2015. O segundo lugar é importante por causa da premiação que paga e no Grêmio todo dinheiro que venha é bom para uma campanha melhor em 2016 e para os investimentos que o clube faz.

Nosso desafio de hoje é o Sport do Recife no estádio da equipe rubro-negra, viagra Ilha do Retiro. Para o Grêmio a vitória é importante para tentar ganhar distância dos adversários e também se aproximar do segundo lugar. O Grêmio atualmente é terceiro lugar.

sportxgremio-divulgacao

ARBITRAGEM: Héber Roberto Lopes (Fifa/SC), auxiliado por Kléber Lúcio Gil (Fifa/SC) e Carlos Berkenbrock (SC). Héber Roberto Lopes nunca é um nome que vamos ficar felizes de ler.

O time provável do Grêmio:
Marcelo Grohe; Galhardo, Pedro Geromel, Erazo e Marcelo Oliveira; Moisés, Walace, Giuliano, Douglas e Pedro Rocha (Everton); Luan.
Técnico: Roger Machado.

 

Enfim, o Sport é uma equipe que geralmente vence em casa e o Grêmio uma equipe que joga bem fora de casa, é o confronto de duas forças. O Grêmio pode ter uma vantagem caso o Sport resolva sair para jogar, o Grêmio pode tirar vantagem dos espaços.

Participe da discussão

29 comentários

  1. Segundo turno acabando e o grêmio com o mesmo jogo de não agredir o adversário. Aí chama pra cima e toma o gol.

    O tal maestro errando tudo e mais um pouco. Vai renovar e vai colocar o cu na sombra e vai se acomodar.

  2. Tem que perder mesmo. Errando gols feitos em cima do gol.

    Outra coisa o velho ladrão safado desse careca filho da puta deveria ser proibido de apitar os jogos do grêmio. Mas a direção dos bons moços, moços fidalgos não vetam ninguém. Para o Grenada se a direção dormir vamos perder nos bastidores

  3. Como sempre, uma correria inicial, depois pé no freio e contentamento com o empate fora de casa, que se transforma em derrota como consequência. Estamos sem novidades.

  4. Doga10, craque incontesti, malandro, fumante, bagaceira, cara do Grêmio dos aflitos e so século XXI.

    E vai renovar, pq 1 ano só deste craque é pouco, temos que ficar no mínimo 3, pra aproveitar toda essa categoria e malemolência.

    Ah, mas vendo o twitter hoje o problema é o luan o everton e o wallace. Vende eles e fica com galhardo, douglas, edinho e fernandinho. É o que merecemos mesmo…

    1. A geração batalha dos aflitos, adoradora de castelhanos Perebas sempre culpa os jovens. Paciência com Luan e os demais pratas da casa não mesmo. Agora, amavam e aplaudiam de pé, os herreras, o maxis, os miralles, os bertoglios….15 anos e pouco.

  5. Não quero ver esse Galhardo na lateral no ano que vem. Se quiserem mandar o Bressan e o Fernandinho por ele, vai só pela oportunidade de se livrar do Fernandinho. Mas que o Galhardo fique na reserva. Um bom reserva no máximo é o que ele poderia ser.

  6. O grêmio peça em certos jogos por não ter um nove relativamente bom. Esse André está longe de ser a melhor coisa do mundo, mas no começo do ano não veio pq a direção concluiu que fazia muita festa e bebia demais. Aí trouxeram o glorioso Bryan, este não bebe álcool, não fuma e também não joga nada.

  7. Roger foi a grande noticia do ano. Salvou e alavancou a politica de futebol do baratilho da direção e levou um plantel com sérias carências e limitações a um digno terceiro lugar até o momento. Mas ao mesmo tempo seu esquema e bom desempenho coletivo da equipe vem vem levando a alguns jogadores a serem sobre-valorizados, como Galhardo, M. Oliveira, Edinho, Douglas, nenhum destes ao meu ver seria titular absoluto numa equipe que almeje títulos.

    A politica do baratilho mostra-se como é sua tendência, cria times coadjuvantes, os times de maior investimento é que disputaram o título, o Grêmio sempre correu por fora e tropeçou em suas próprias limitações.

    Ano que vem ou essa direção vai ser mais arrojada ou montar mais um plantel coadjuvante para correr por fora. Honestamente continuo descrente num dep. de futebol como Pacheco e Rui Costa. Acho esses dirigentes fracos e sem personalidade e detecto a mesma falta de jogadores de brios e personalidade na equipe. Sem esse tipo de jogadores não se levanta taças e já cansei de repetir isso aqui.

    O Grêmio precisa qualificar suas laterais se quiser almejar algo ano que vem. Galhardo e M. Oliveira seriam bons reservas tão somente. Douglas não me serve pra titular e cérebro da equipe. É um meia para quem não tem ambição de ser campeão. Há meias melhores como Nenê, Diego Souza, entre outros, acessíveis de serem contratados.

    Alguns reservas também mostraram-se insuficientes como Lucas Ramon, Braian, Vitinho, M. Hermes, Moisés, Araújo, William Shuster, todos bem aquém das necessidades de um time grande. Outro que defendia pela velocidade mas que mostrou pouco é Fernandinho por ter certos cartaz entre os times da série A pode ser uma boa moeda de troca. O Cruzeiro o quer e tem bons valores em baixa por lá, me agrada muito o meia Marquinhos, Mike, Willians, Henrique.

    Há algumas boas revelações no campeonato e alguns nomes que foram destaque ano passado e estão em baixa neste ano como Erik do Goiás. Rodinei lateral da Ponte fez um bom campeonato. Marquinhos zagueiro do Figueira. Me agrada alguns jogadores que vem sendo especulados como o avante Rafael Marques do Palmeiras.

    Mas falta trazer jogadores com espírito de liderança, levantadores de taça, sanguíneos e de qualidade, além de tentar ao menos um grande nome ou para meia ou centroavante. Aí teria que se fazer o maior investimento, ousar mais. E colocar um dirigente mais cascudo no vestiário a frente do Pacheco e Rui. Alguém com mais voz de comando e arrojo nas contratações, dirigente com mais ambição e moderno pois Pacheco está defasado e Rui é mais burocrata.

    E esperamos que questão Arena seja resolvida finalmente. Se essas questões forem melhor encaminhados do que foram em 2015, quem sabe finalmente em 2016 passemos de coadjuvantes a protagonistas…

  8. Deu para notar, ontem, que não faltou esforço. A equipe se entregou ao jogo do início ao fim. Esbarramos, como sempre, na falta de qualidade nas conclusões. Acho, também, que Douglas e Wallace não fizeram um bom jogo. Geromel, um gigante. Muitos erros de passe, numa média acima do razoável. Apesar disso, o Grêmio não fez uma má partida. Foi um jogo parelho com predominância, ora de uma equipe, ora de outra. O Sport jogou sua Copa do Mundo e, no final das contas, o escore não foi injusto. Poderíamos ter vencido, não fosse as defesas do goleiro adversário e a falta de pontaria dos nossos atacantes. Se tivéssemos um ou dois jogadores de qualidade diferenciada, em posições onde são visíveis as carências, não estaríamos lamentando a falta de perícia na hora de definição das jogadas e, consequentemente, os gols e os pontos perdidos, principalmente dentro de casa. Esperar mais dessa equipe, é desconhecer a falta de investimentos no futebol e os equívocos decorrentes na formação do plantel.
    Na partida de ontem, pudemos assistir um jogo duro, disputado e até com alguma violência. Acho que o juiz foi condescendente com jogadas ríspidas e repetitivas durante todo o jogo. A Expulsão do Pedro Rocha foi justa e deveu-se a imaturidade do jogador.
    A equipe do Grêmio lutou até o fim, mesmo com dez jogadores e isso merece ser ressaltado.
    Ficou a impressão de que não foi por falta de oportunidades que perdemos o jogo. Mais uma vez ficou provado o ditado: “quem não faz, leva!”. O treinador fez a sua parte. Pecamos, como sempre, dentro de campo, na minúcia, no pormenor, na ineficiência na hora decisiva.
    O que falta, todo mundo sabe. Eu disse todo mundo? Putz!!!…

  9. O jogo foi o retrato do campeonato, Grêmio superior, criando bastante, mas perdendo muitos gols e complicando a partida. Gostei da atitude do time, conseguiu controlar o Sport e foi pra cima, mas daí apareceram as deficiências na finalização, algo que vimos em vários outros jogos. Everton, Luan e Pedro Rocha têm essa dificuldade, ainda não adquiriram aquela calma/confiança de um goleador. É justamente essa peça que falta, do cara diferenciado, de um Ricardo Oliveira.
    De outra parte a registrar de novo as limitações de outras funções do time. De novo gol em cima do Galhardo, que já deixou claro não ser bom em jogadas aéreas.
    Moisés/Ramiro mostraram como teremos dificuldade se apostarmos nessas soluções que não conseguem sair jogando. Erram demais em passes bobos. Precisamos de um volante de qualidade de passe caso o Maicon não fique.
    Douglas… o que falar do que ainda não foi dito? Como outros blogs salientam, arquivaram o Maxi Rodriguez depois do jogo contra o Flu, em que entrou e mudou a partida. É um mistério!!! Tenho certeza de que se ganhasse sequência ninguém mais falaria em Douglas, mas no Grêmio há algo além da razão para ser entendido.
    Por outro lado Fernandinho segue entrando no time.
    Esse merece um estudo mais aprofundado, pra mim consegue ser uma contratação pior do que a do Amoroso! Não acrescenta porra nenhuma ao time!

    Sobre reforços, o jogo de ontem reforçou o que pensava, Diego Souza acrescentaria muito mais que vários jogadores que temos hoje. André então nem se fala. Pra ver como faltam jogadores mais qualificados em pontos chaves do time, o Sport tem esses jogadores…

  10. tão dando vitrine pro fernandinho, só que tá dando o efeito reverso, quanto mais joga mais se desvaloriza.

    arquivaram o maxi, o mamute, o everton (por um bom tempo) e o lincon, mas nada de arquivar o fernandinho. estranho isso…

  11. Ontem, Róger mostrou como um treinador estraga um time.

    Deveria ter tirado o Douglas que não vinha jogando bem. Em qualquer partida, ele toca na bola 50 vezes, acerta dois passes e erra todos os outros.

    Walace e Moisés possuem características parecidas. O Walace possui um índice de erros de passes alto para volante.

    A entrada do Ramiro foi temeroso. Entrou mal. Ele inteiro já tem dificuldade de marcação.

    Róger precisa ser aconselhado por alguém que entenda de futebol. Há coisas que o treinador faz que foge da lógica.

    O Éverton estava bem na partida. Já o Douglas era a alegria do adversário, porque ele costumava a presentear a bola.

    Também não entendo a não utilização do Maxi Rodrigues, do Lincoln ou de outro meia da base.

    Se o Santos não tivesse a Copa do Brasil, acho que poderíamos perder o terceiro lugar.

    O Grêmio não vem jogando bem.

    Ontem, foi visível a falta de preparação física. Os jogadores tentando correr, mas já desgastados.

    Faltou futebol, faltou qualidade e faltou treinador.

    Róger faz um grande trabalho, mas comete os mesmos equívocos dos treinadores do quase.

    O Grêmio fez uma partida equilibrada no primeiro tempo, teve momento em que foi melhor. No segundo tempo, o jogo continuou equilibrado, sendo o Sport um pouco mais agudo até ter feito o gol.

    Depois, só deu Sport.

  12. Quando a direção busca a renovação de Edinho, Douglas e Galhardo manda um sinal claro de que 2016 é ano pra não disputar nada, novamente. Não podemos nos contentar mais uma vez com um não lateral, que não consegue acertar cruzamentos, e de novo não aproveitar a gurizada, como Tinga e Raul.
    Por muito menos investimento teríamos no mínimo o mesmo retorno dentro de campo.
    O mesmo ocorre na esquerda, mas M. Oliveira tem contrato até fim de 2016.
    Com Douglas a situação é ainda pior pois temos uma grande revelação na base que poderia jogar ali, Lincoln, além do mistério Maxi Rodriguez, que ganha muito menos e costuma entrar bem nos jogos. Douglas até poderia fazer parte do grupo, pode ser útil, mas precisamos de mais!!!

  13. ATENCAO SR : ### NADAAAAAAAAAAAAAAAAA ACONTECEU . ##### NADA DISSO E VERDADE . #### NOS NAO TEMOS CULPA ALGUMA !!!!!!!!!!!!! VIDE CASO na ARENA contra o santos !!!!! ate QUANDOOOOOOOOOO ?

  14. Não se pode negar que o Romildo tem e seus pares tem mais sorte que juízo, pois queriam porque queriam o Doriva. Com apenas 7 jogos foi demitido do SP.

  15. Eu não faria um juízo definitivo do Doriva. Ele fez um bom trabalho no interior de São Paulo. Foi contratado pelo Vasco onde fez um primeiro semestre bom.

    Saiu do Vasco e foi para a Ponte Preta. De lá foi para o São Paulo.

    No São Paulo, já passaram vários técnicos. Nem Muricy deu certo com o atual grupo paulista.

    O problema do Sâo Paulo é o grupo.

  16. Grêmio deve dar o Raul para o São Paulo e o Lincoln para o Santos para ter respectivamente o Maycon e o Galhardo.

  17. Entrei para comentar exatamente o que o amigo Cristiano Ferreira está escrevendo.

    SP quer Raul, Junior ou Araujo pelo Maicon. Pelo Raul e Júnior nem pensar, já pelo Araujo até vai pq é volante por volante. Se mandarem o Raul ou junior é caso de polícia. Depois o SP vende um dos dois por milhares de euros.
    Maxi pode ser colocado no negócio. Esse ai nunca disse a que veio. Por mim pode ir.

    Lincon pelo Galhardo tem que implodir a arena. É caso de Impeachment.

  18. Araújo por Maicon seria excelente! Desse aí não espero nada, até pq volantes formamos sempre.
    Já colocar Raul ou Junior no negócio ou até o Maxi é caso de polícia mesmo!

    Em relação a colocar Lincoln na troca pelo Galhardo, só rindo mesmo, é piada.
    O problema é que os abnegados do Grêmio adoram esse tipo de piada…

  19. Pois o Ramiro, se estiver plenamente recuperado, me serve para o grupo. É jovem e seu futebol é de um nível aceitável. Logicamente que estando em plena forma e com ritmo de jogo, sua resposta será bem melhor.
    As especulações com relação a Roger, Raul, Júnior, Lincoln, Moisés e Maxi, acontecem justamente no momento em que falta assunto para preencher a agenda da mídia esportiva pelas “paradas” no “Brasileirão” e na Copa do Brasil, e é preciso criar fatos novos.
    Os jogadores do Grêmio se valorizaram. É normal que sejam cobiçados. Acho que a direção está atenta e saberá decidir o que é melhor para o clube.
    Nosso maior inimigo tem sido a CBF, por submeter o clube a sucessivas convocações de jogadores com sua política caça-níquel.
    Toda atenção no próximo jogo contra o Fluminense. Uma vitória, praticamente nos colocará na Libertadores 2016. Quanto à imprensa da aldeia, continua na sua “imparcial” normalidade. Estão mais preocupados em ressaltar a campanha do técnico Argel em relação a Roger no segundo turno do campeonato, do que valorizar toda a campanha do Grêmio. Inclusive, não conseguem dissimular sua aflição com as dificuldades do Inter em garantir uma vaga para a LA. A recente constatação de “doping” e a possível condenação de dois importantes jogadores colorados, não foi bem digerida pela “ala isenta” da crônica”. Como sempre, tergiversaram sobre um assunto que indiretamente os afeta, dada sua identificação com o clube da Beira Rio.
    O Grêmio não precisa da ajuda de resultados paralelos para ser feliz. Basta fazer o dever de casa, na Arena, com o apoio da torcida e, sem estresse, comemorar a classificação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.