rosarioxgremio

O desafio do Grêmio é na Argentina hoje e a situação difícil pode ser revertida. No estádio Gigante de Arroyito o Grêmio tem a missão de vencer do Rosário Central. Vitória por 1 x 0 leva o jogo para os penaltis e se fizer dois gols, health vitória ou empate é Grêmio classificado.

A missão não é simples, mas não é impossível!

FICHA TÉCNICA:
ROSARIO CENTRAL X GRÊMIO

Data: 5 de maio de 2016, quinta-feira
Local: Estádio Gigante de Arroyito, em Rosario (Argentina)
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Enrique Cáceres (Paraguai)
Assistentes: Carlos Cáceres e Dario Gaona (ambos do Paraguai)

ROSARIO CENTRAL: Sosa; Salazar, Donatti, Pinola e Villagra; Montoya, Musto, Fernández e Cervi; Herrera e Marco Ruben. Técnico: Eduardo Coudet

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Ramiro, Geromel, Fred e Marcelo Hermes (Marcelo Oliveira); Walace, Maicon, Giuliano, Douglas e Luan; Miller Bolaños. Técnico: Roger Machado

Enquanto você se prepara, ouve o podcast 186 do Mesa de Bar do Grêmio. Nessa edição além de Fane Webber e Rodrigo Azevedo, nosso padrinho Miguel Fraga esteve presente e uma breve participação do jornalista Vicente Fonseca.

Se liga!

Novamente um agradecimento aos padrinhos que nos ajudam! Ajude você também em padrim.com/mbg

 

Publicado por Fane Webber

Minhas redes sociais. @faneinbox no Twitter. /faneinbox no Facebook. faneinbox@gmail.com é o e-mail de contato.

Participe da discussão

63 comentários

  1. Que vergonha….. Time pequinês em.campo. laterais horríveis, Fred entregador…..esse é. O New Gremio geração 20000.

    Aí tu tem que aturar panacas dizendo que o gauchao não vale nada. PARA O GREMIO A UNICA COOSA PLAUSÍVEL DE GANHAR É O RURALITO.

  2. Espero que o Rosario tenha pena do Gremio e tire o pé, pq se não vai voltar com a mala cheia de gols

  3. Saia da campo e o Maicon fala: ” o time está bem, tomamos dois gols de bobeira”. Não pode ser sério. O time não chuta a gol.

    O Rogerlando Lero já deu o que tinha que dar. É um fardo de merda na casa mata. Parece tatu que não sai da toca. O treinador do Rosario corre ao lado do lateral. O técnico é espelho do time dentro de campo.
    Já enchi o saco só português escorreito do Rogerlando Lero.

    Fora Rogerlando Lero, Pacheco e Ruim costa.

    1. Maicon não precisa voltar pro segundo tempo, aliás, não precisa voltar pra Porto Alegre.
      Grêmio meteu R$ 7 milhões numa moça que se caga com pressão.
      Bom jogador, mas tem espírito de perdedor, não pode montar time com jogador assim.

      1. Não era de graça que a torcida do São Paulo festejou na avenida paulista qdo esse cara foi vendido. Não foi de graça que a torcida do São Paulo chamou de jogador cagao e foi escorraçado de lá

  4. Cirurgia urgente no departamento de futebol, do profissional à base.
    Chega de perdedor, de formador de perdedor, de achar que importante é só formar jogador pro profissional e não vencedores.
    Chega de achar que ser eliminado é normal, de manter perdedor no cargo após 3 anos e meio de fracassos constantes.

    Saudade dos tempos em que fracasso no futebol vinha seguido de pedido de demissão

  5. O Gremio tem que ganhar um dois, três gauchões, criar uma base estrutural vendedora e a partir daí alçar vôos maiores.

  6. O embromildo disse que poderia ser CINCO???? acho que pode acertar….só faltam DOIS para os CINCO

  7. Grande mudança do nosso treinador para surpreender o rosario trocar o oliveira pelo hermes e de rir para não chorar.

  8. O Grêmio foi eliminado. Até iniciou tentando alguma coisa, mas sem objetividade. Apresentou os defeitos do ano passado quando enfrentou um time mais organizado e fechado.

    Com o adversário mais organizado e fechado, essa equipe não consegue muitos espaços para criar e finalizar.

    O Presidente quase acertou o placar do confronto. O Grêmio no placar geral levou 4.

    O time argentino não precisou atacar muito. Bastou se aproveitar dos erros defensivos que ocorrem em todos os jogos porque falta qualidade a determinados atletas.

    A direção prejudica o clube por sua incompetência. Mais uma vez previmos lá no início do ano que se não ocorressem mudanças seria mais um ano improdutivo e perdido.

    O Grêmio é gerido por perdedores. É gerido por pessoas sem ambição de ver o clube vencedor.

    Esperava um pouco mais desse time em jogos decisivos em casa. Mas até o momento, esse time treme as pernas.

    É um time que não está a altura do Olímpico, tampouco da Arena. Time que treme as pernas em decisões não pode representar o Grêmio. .

  9. Copa do Brasil será eliminado como sempre. Eu optaria pela SulAmérica na, mas vao.optar pela CB.

    É a 4 eliminação seguida mas oitavas da libertadores.
    Universidade Católica,
    Santa Fé
    San Lorenzo
    Rosario…

  10. Quero deixar meus parabéns a direção do Grêmio por todo empenho até o momento!!!!!!!

    Desde 2013, a direção segue a risca o planejamento perdedor. Se algum dirigente de outro clube quiser saber como perder no futebol, temos um corpo diretivo certo.

    No Grêmio, o que mais se tem é perdedor.

    Vou colocar na OLX para doar dirigente perdedor!!

    A direção do Grêmio é tão perdedora que, por incompetência, são capazes de perder a competição entre os perdedores.

  11. Essa direção do Grêmio é patética. Todos os grandes clubes trocam o executivo, menos o Grêmio cuja direção deve estar no Canadá.

    Rui Costa deve saber muita coisa podre para não ser demitido. Não tem outra explicação.

    Ele é o verdadeiro vice-de-futebol travestido de executivo remunerado. Pacheco é a eterna figura decorativa. Nunca Pacheco será o protagonista.

  12. A atual direção ao invés de aprender com tantas derrotas, se especializa ainda mais. E continuam a nos dar lições sobre 1001 maneiras de fracassar no futebol.

  13. Faz tempo que participo do blog, hoje vocês vão ter me aguentar, falarei minhas impressões desde o começo do ano e especialmente este último jogo, pena não ter tido tempo antes para escrever.
    A única chance de título do Grêmio era no gaúcho, porque é muito superior as demais equipes, inclusive a sofrível equipe do time do aterro. Não só conseguiu dar um import6ancia desnecessário para um competição claramente direcionada, com isso inflando a conquista do timeco do aterro, como deixo claro o fraco plantel formado, contra equipes ruins conseguiu levar gol em praticamente todos os jogos, logo, imaginem contra equipes mais qualificadas! O restante do ano será nada produtivo, é brigar para não ser rebaixado, o que acho que não ocorrerá, embora com essa defesa ridícula devemos ficar alertas.

    A direção é inacreditável, faz com que eu tenha saudade de duas pessoas que não anseiam ver no Grêmio nunca mais: Odone e Pelaipe. Os atuais dirigentes são pessoas sérias, não duvida disso, só não sabem absolutamente nada de futebol. Não vejo problema na existência dos grupos políticos, esses que se alternam no poder desde os anos 2000, meu problema com eles é que nada entendem de futebol, dos anos 80 para cá, que é o período que lembro, somente duas pessoas entenderam de futebol, os presidentes Helio Dourado e Fabio Koff. O discurso do Bolzan é bonito e eu apoio, conter gastos, readequar o clube, porém esta faltando coerência, gastar 7 milhões num jogador como o Maicon é um desperdício.

    A permanência deste senhor chamado Rui Costa é algo que foge da minha compreensão racional, um dia essa explicação se tornará pública. Ele participou da gestão Duda Kroeff, não conseguiu nada, deu sorte na contratação do Renato e só, na gestão Koff-Bolzan não fez absolutamente nada, isso que gastou muito, e mal, no primeiro do Koff. Paguem-me a metade que ele recebe e garanto que consigo melhores resultados.

    O Roger é uma boa pessoa, estudioso, mas tem muito o que aprender, muito mesmo. Ano passado fez um bom trabalho, na minha opinião, apenas no primeiro turno, formatou bem a equipe e contou com os fracos desempenhos das demais equipes do campeonato brasileiro, por isso obteve a vaga na Libertadores. Esse ano não fez absolutamente nada de significativo, a equipe esta mal formatada, o sistema defensivo mal estruturado, aqui cabe ressaltar que é um preferência dele, de uma equipe mais ofensiva e com posse de bola (muito toque e pouca objetividade), a qual não gosto, só tolero. O Grêmio campeão sempre foi mais marcador, levava poucos gols, quando tinha a posse de bola era objetivo e mortal, o que leva equipes a títulos como o Leicester e o Atlético de Madrid ( que na minha opinião vai ser campeão da Champions). O Roger deve ser muito cobrado, ele tem muita responsabilidade em tudo isso, tem escalado mal, substitui mal, mantido as ovelhinhas dele jogando mal na equipe, a cobrança é simples ou ele muda para melhor ou passar bem e vida que segue.

    Por último a comissão técnica precisa ser modificada, digo com relação ao departamento médico e de preparação física. Os médicos do Grêmio há anos deixam a desejar, é inconcebível que se mantenham trabalhando lá, e a falta de um profissional que trabalhe a parte mental/emocional da equipe, as dificuldades são sempre as mesmas destes jogadores, os resultados são sempre os mesmos e nenhuma medida é tomada. A preparação física é ruim desde que o Felipão assumiu, colocou o sobrinho e mandou embora o melhor preparador que o clube teve em muitos anos.

  14. Lateral Pikachu tem 22 anos e mais de 50 gols na carreira, aí o camarada fala de um centroavante de 300 anos que não fez 50 gols em toda sua carreira….

  15. Vou escrever um livro sobre essa atual direção. Irei realizar pesquisa de campo, irei entrevistar os atuais dirigentes.

    O título do meu livro será 1001 maneira de como fracassar no futebol. Terá Prefácio de Rui Costa. E fotos e autógrafos dos atuais dirigentes.

    1. Nosso CD está igual a política do país. Se DIlma continuar, o negócio vai piorar. Se Dilma sair, entra Teme e sua turma. Não tem por onde correr.

      No Grêmio é a mesma coisa, se sair essa atual direção que não entende de futebol, entra outra turma que não entende de futebol. Não temos para onde correr.

  16. Se o torcedor olhar as caras dos oposicionistas, começa a chorar. Vai ver o Antônio Vicente Martins, André Krieger, Renato Moreira, Odone, Antonini, Meira , Pelaipe e assim vai. Não tem muito para onde correr.

  17. Eliminação humilhante.

    Mas previsível. Aliás, revoltante de tão prevísivel. As falhas nos dois jogos ocorreram pelos motivos que cansamos de elencar aqui, falta de um xerifão bom na bola alta, falta de laterais de qualidade, falta de dois ou três jogadores sanguineos, falta de uma direção do ramo, dep. médico defasado…

    Esses motivos para eliminação acachapante foram e vem sendo alardeados há muito tempo. Junto a eles, mais um: Roger, um treinador que estagnou desde o segundo semestre do ano passado e morreu abraçado a bondes como Douglas, Bressan, Fred e bruxinhos como Marcelo Hermes. Jogar uma Libertadores com um Douglas vagabundo como camisa 10 é estar morto sem saber. Eu já tinha avisado isso aqui. Jogar uma Libertadores com um Bressan que nem pra reserva serve e já havia nos eliminado e entregado numa Libertadores ou que Fred que no máximo deveria ser reserva, não exigir da direção um zagueiro de imposição na bola alta, acreditar em laterais esquerdos fracos e comprometedores como M. Oliveira e M. Hermes, tirar do time os jogadores de velocidade Éverton ou Pedro Rocha e o PIOR de TUDO, PERDER RESIGNADAMENTE SEM SAIR DO BANCO PARA ORIENTAR O TIME, É DE UMA COVARDIA INDIGNA DE TREINAR O GRÊMIO NA ATUALIDADE, É MOTIVO DE DEMISSÃO JUNTO A TODO O DEP. DE FUTEBOL E DEP. MÉDICO.

    Roger mostrou precisar mais rodagem. Pode ser que com uma direção de futebol mais forte e maior cobrança, orientação e ajuda pudesse evoluir, agora com Poção Mágica e o Despachante, não tem chance alguma e se for demitido junto, não terá sido injustamente. Total decepção de quem ao menos se espera algo, já que o dep. de futebol não esperava nada, pois dois dirigentes fraquissimos e que são mantidos por um presidente que como todo político, não passa de um enrolador e fanfarrão que não sabe nem ter a humildade para admitir que não é do ramo para buscar se assessorar mais decentemente.

    Ou Bolzan admite sua cartolagem e amadorismo, buscando se cercar melhor, ou o ano está perdido e sua gestão também, bem como, possívelmente, as eleições.

  18. Pior é que tem gente que ainda acha que essas gestões Koff/Romildo ajustaram os custos do clube.
    NÃO!!!!
    A dívida do Grêmio duplicou nesse período e hoje faturamos menos que em 2012.
    Fracasso completo, dentro e fora de campo!

  19. Marcelo Oliveira no mercado.
    Perdi a paciência com o Roger, é mais do mesmo, morreu abraçado com os bruxos.

  20. Comentando sobre a os jogadores individualmente.

    Marcelo Grohe é ídolo, isso é indiscutível, mas pela sua história anterior, esse ano esta muito mal, inseguro, cometendo muitas falhas bisonhas, principalmente na saída de bola. na minha opinião, tivesse um reserva qualificado e menos cartaz com a torcida, deveria estar na reserva.

    A lateral direita é inexplicável, deu sorte ano passado com o fraco Galhardo e esse ano acho que conseguiria o mesmo com Wallace Oliveira, que não atoa perambula por equipes fracas da Europa, é ridículo, péssimo ‘investimento’. Ramiro como tapa-buraco serve por hora, não soluciona, especialmente porque seguido o lateral deve disputar a bola cabeça com o atacante e também pr ele afunilar para o meio muitas vezes, ao invés de abrir. O gurizão da base que entrou algumas vezes, cujo nome não recordo, mostrou qualidade, só não esta pronto ainda, ano que vem quem sabe.

    Confesso que tinha restrições em relação ao Geromel, acho ele franzino demais, falta imposição física, para mim zagueiro deve ter, mas ele me surpreendeu e é incontestável. Seus companheiros esse ano não merecem vestir a camisa do Grêmio, tive paciência, esperei para observar algum resultado, porém não dá para suportar Fred e Bressan mais, nem para a reserva são aceitáveis. Zagueiro que perde tempo de bola e cabeceia para trás (Bressan)… que não consegue se impor em nenhum lance sem fazer falta contra o atacante (Fred)… não pode!

    A lateral esquerda é complicada, Marcelo Oliveira quebrou bem o galho ano passado, esse não merecia sequer ser reserva. O Marcelo Hermes entrou numa fria, tendo que resolver, dou um desconto para ele, acho que precisa amadurecer mais e talvez apresente bons resultados, só precisa de respaldo e insistência.

    O meio campo é o setor fundamental para qualquer equipe e não produz o suficiente. O Wallace é o termômetro da equipe, quando ele joga bem a equipe consegue desenvolver, quando esta mal fica difícil. Grande jogador, qualidade técnica e imposição física, infelizmente sentiu os dois jogos, a catimba adversária principalmente, falta-lhe um trabalho psicológico para suportar melhor isso. É inconcebível a braçadeira de capitão pertencer ao Maicon, não possui liderança para isso (é o retrato da direção e dessa equipe apática e patética) jogador tecnicamente bom, bom passe, mas marca mal numa posição que é essencial que o faça. A contratação do Giuliano até agora não se justifica, fisicamente mal e que pouco contribui. O Douglas resumirei, é ex-jogador, pouco efetivo, não bate bem nem falta nem escanteio e jogar bem contra equipes do gauchão até o damião consegue.

    O ataque esse ano melhorou, muito por causa das boas atuações dos reservas Everton e Pedro Rocha, com a ressalva de serem contra equipes inferiores do campeonato regional. Sobre o Miller não dá para ter uma opinião definitiva, contudo dá para esperar algo. Tenho minhas ressalvas ao Luan, hoje mostrou mais vontade que os demais jogadores, só ele precisa ser mais objetivo, parar de querer apenas driblar, fazer jogada de efeito, tem se perdido nisso e esta fora de posição, tem que jogar centralizado no ataque como ano passado. Henrique Almeida e Bobo se somados não dão um, fracos demais. O Lincoln tem grande potencial, mas não é meia centralizado, ele joga como atacante de lado, como o Douglas Costa no Bayern.

    Reformular plantel e equipe, repensar maneira de jogar são imprescindíveis para quem deseja almejar algo. Como não acredito que isso ocorrerá, hoje foi o último jogo do Grêmio que vi nesse ano, não suportar mais ver tamanho falta de respeito com o manto tricolor, com o torcedor. Continuarei sócio para poder votar e depois ser votado, não aguento mais ver esses incompetentes se alterarem na direção e não poder fazer nada, vou fazer minha parte.

    1. Alterarem não, alternarem.

      Meu último comentarei é direcionado aos administradores do blog, gosto de os ler e escutar no podcast, continuarei o fazendo, mas não da para deixar passar em branco a forma como vocês, especialmente o Kegler, tem se omitido de criticar essa direção. Vocês possuem muito mais meios de conseguir uma mudança de postura dos dirigentes que um comentarista anônimo de um blog, meu caso, e tem relevado o péssimo desempenho dos dirigentes.

  21. 1 goleiro QUE NAO ” ENTREGUE em DECISOES ” 1 zagueiro , 2 laterais , 1 camisa 5 ou 8 , 2 MEIAS com VELOCIDADE / TECNICA e 2 MUITO BONSSSSSSSSS GOLEADORES !!!!!!!!!! e 2 CARAS QUE SAIBAM DIRIGIR o DEP. de FUTEBOLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL .

  22. Última contribuição, prometo, na NBA se usa uma expressão que encaixa bem para essa atual equipe do Grêmio. A temporada regular tem 82 jogos, competição longa e desgastante onde as equipes buscam a melhor classificação para sediar mais jogos da pós-temporada em seus domínios, mas nenhuma comemora pois sabe que isso é só uma parte, que os jogos de playoff’s mudam bastante e nem sempre se consegue vencer me casa. O ponto que quero chegar é na expressão usada para definir os jogadores que se destacam na temporada regular e nos playoff’s, em português mata-mata: Os playoff’s separam os homens dos meninos.

    Isso ilustra os últimos anos do Grêmio, faltam homens, sobram meninos, faltam jogadores que assumam a responsabilidade, sobram jogadores que se escondem, medrosos, cagões.

  23. Essa falta de vontade, comprometimento e sem sangue nos olhos mostrado em campo se dá devido ao reflexo de quem manda no clube. O Pacheco e o homem do futebol. Logo, convenhamos que ele e nada e a mesma coisa. Vivemos ainda doa tais abnegados. O Pacheco está lá pq é aposentado.

    Depois da derrota para o Rosario em casa tinha jogador no dia seguinte passeando em Gramado com a família.

  24. o Ramiro não serve pro Grêmio, parem com isso!
    Nem pra quebrar galho, é uma nulidade. Joga em todas e não joga em nenhuma, é o Itaqui dos tempos modernos, nada vai acontecer pela direita enquanto jogar ali!
    Preferiria ver o Wesley ganhar experiência do que improvisar o Ramiro.
    Além do mais o Grêmio tem só 10% do Ramiro, é um absurdo um jogador tão fraco e que mal é do clube jogar há 3 anos, quase sempre titular.

  25. Vou pedir desculpas publicamente ao Botafogo de Futebol e Regatas pela comparação feita ao Grêmio.
    O Botafogo ao menos disputa títulos cariocas e o seu último título foi em 2013.

  26. 1 – O time deles é muito melhor que o nosso.
    2 – Preparação física muito melhor que a nossa.
    3 – Grêmio sem a bola, não achou em momento algum o Rosário.
    4 – Time do Rosário com ótimo preparo físico, rápido e com ótimas triangulações encaixotaram o Grêmio facilmente.

    5 – Grêmio com a bola, não conseguia jogar, não conseguia dar 3 passes seguidos, pelos seguintes motivos:
    5.1 – Marcação forte do Rosário.
    5.2 – Essa marcação obriga o time adversário a tocar a bola e temos deficiência grave no passe.
    5.3 – Como válvula de escape a essa marcação, a qualidade dos laterais é fundamental, e todos nos sabemos que não temos laterais.
    5.4 – O passe dos nossos jogadores sempre era fraco ou mal feito, isso mostra a falta de preparo físico e técnico.

    6 – Grêmio contratou muito, mas muito mal para essa LA. Podemos dizer que só contratamos o Bolanos.
    7 – A defesa, que historicamente é nosso ponto forte, esse ano simplesmente foi deixada de lado, algo secundário e morremos justamente por falhas na defesa em ambos os jogos.

    Enfim, Grêmio precisa se reencontrar, buscar o fio da meada da sua história para ver como fazíamos, evoluir a maneira de como fazíamos, pois viramos um clube cagão, com sempre os mesmos jogadores no planteu, logo nada muda.

    Nosso colega de blog descreveu muito bem nossa fase… “quem planta sempre a mesma coisa, colhe os mesmo resultados…” PERFEITO.. isso é Grêmio.

    Estamos sempre “os Douglas” da vida ao nosso redor, “os Bressans” que vão e vem… são sempre as mesmas apostas… E os resultados sempre são os mesmos.

  27. Em 2013 tínhamos ataque e laterais, mas não tínhamos defesa e meias.
    Em 2014 tínhamos defesa, mas não tínhamos ataque e meias.
    Em 2015 tínhamos defesa, laterais e meio-campo, mas o ataque não fazia muitos gols.
    Em 2016 temos ataque e não temos defesa/laterais.

    só esperando pelo ano em que teremos um time completo…

  28. pra terminar, o Grêmio é o 2º clube que mais se endividou nos últimos 3 anos (por acaso o tempo das gestões Koff/Bolzan):

    Corinthians: + 276 milhões
    Grêmio: +236 mi
    Santos: +162 mi
    Cruzeiro: +147 mi
    São Paulo: + 98 mi
    Botafogo: +93 mi
    Palmeiras: +85 mi
    Galo: +82 mi
    Inter: +66 mi
    Vasco: +38 mi
    Flu: +31 mi
    Fla: -270 mi

  29. Falar o quê? Todo mundo já sabia, menos os comandantes do clube. Clamar pela imortalidade como solução derradeira, é apostar no imponderável e reconhecer que a derrota é uma questão de tempo. Aconteceu o óbvio. D e onde pouco se espera, daí é que não sai nada. Para reverter um resultado adverso na casa do adversário, é preciso muito mais do que um discurso otimista. Jogadores e dirigentes tem-se saído muito melhor aos microfones do que no exercício de suas respectivas funções. Tudo, na “latinha”, é possível e mais fácil., ao contrário da realidade dos gramados. Quando nada funciona é porque o trabalho, como um todo, não satisfaz. Não existe meio termo: ou é bom ou não é. Há um manifesto e progressivo descontentamento da torcida com o desempenho do futebol do clube, que inicia na direção, passa pela comissão técnica e deságua no elenco de jogadores. Ações saneadoras não podem ser proteladas, sob pena do torcedor também ser “presenteado”com um segundo semestre de surpresas ainda mais desagradáveis. Aguardamos uma atitude forte e imediata da presidência do clube, para que as demais instâncias de comando empenhem todos seus esforços na busca de soluções para os problemas do clube que não são poucos. O Grêmio precisa buscar seu ponto de equilíbrio e sair da rotina sinuosa do 08 ou 80 em que se meteu. Recomeçar para valer – com uma nova “cara” – é o que todos nós, gremistas, esperamos daqui para a frente.

  30. P.S. Não falei do jogo de ontem, porque seria “chover no molhado”. Apenas prolongar o sofrimento. Essas coisas não se comenta nem se explica, a gente simplesmente passa a borracha por cima. Passou! Fim!

  31. Desde a criação do cargo de Executivo de Futebol o Grêmio teve:

    1) Denis Abrahão: dirigente da patrola quebrada. Gastou mal os recursos do clube no tempo da ISL. Trabalho mais competente foi no tempo do Cacalo quando estava longe do futebol;

    2) Mário Sérgio: entende de futebol, mas não teve competência no desempenho da função. Pegou o clube na época que estava a beira da falência;

    3) Rodrigo Caetano: fez belo trabalho no RS. Chegou ao Grêmio e arrumou um pouco a base que estava sucateada. Assumiu o cargo de executivo e saiu porque não quis se submeter a quem não entendia nada de futebol e queria mais autonomia na função;

    4) Mauro Galvão: ficou submetido ao Meira. Foi discreto no exercício da função;

    5) Alexandre Farias: deu segmento as atrapalhadas de Antônio Vicente Martins;

    6) Paulo Pelaipe: entende de futebol, transpira futebol, mas no exercício da função também não conseguiu sanar as carências do time. Mesmo com poucos recursos conseguiu fazer levar o Grêmio a ser Vice-da-Libertadores;

    6) Rui Costa: O eterno perdedor. Já superou Meira. Tenho dúvidas se já passou Antônnio Vicente Martins.

    Dos citados acima, apenas o Alexandre Farais não tinha ligação com o clube e fora demitido em 30 dias por incompetência ao contratar um jogador que não poderia jogar segundo as regras da FIFA. e junto com ele saíram Antônio Vicente Martins por deixar o cargo a disposição.

    AVM ficou 06 meses acumulando atrapalhadas. E só saiu por pressão.

    Já o executivo contratado por ele, foi demitido por Odone. Não teve tempo de deixar o cargo à disposição.

    Odone foi cirúrgico em relação ao executivo, mas foi incompetente e complacente em relação aos dirigentes.

    Futebol não admite omissão.

    A permanência de Rui Costa e a escolha de Pacheco só tem uma explicação: a incompetência começa pelo Presidente.

  32. Na minha opinião, todo vice-de-futebol e executivo tem prazo de validade de 06 meses a partir do início da temporada..

    Se em 06 meses não conseguiu obter êxito no futebol, o vice e o executivo têm que ser demitidos.

    O Grêmio não conseguiu disputar a final do Gauchão. A direção comanda o clube desde 2013. Isso inadmissível.

    1. Rui Costa pediu demissão. O mais grave disso tudo é que os homens do futebol pediram demissão.

      Está faltando atitude ao Presidente.

      Nem tudo está errado no Grêmio. Mas as coisas que estão erradas foram cruciais para mais um fracasso.

  33. Alguns setores da imprensa estão questionando o trabalho do Róger. Alguns torcedores entraram numa onde e começam a cobrar o Luan.

    Penso que o Róger não conseguiu dar objetividade a equipe no primeiro jogo e a equipe sucumbiu a forte marcação. Faltou jogadas laterais no primeiro jogo e o time não conseguiu nem tocar a bola direito. Teve uma chance na bola parada do Fred que bateu na trave.

    Ontem, o time conseguiu impor melhor o toque de bola, mas não teve quase jogadas de linha de fundo e também a não teve profundidade. A jogada mais clara de gol foi com o Giuliano num lance em que ele cabeceia e o goleiro defende. Talvez, a bola não estivesse em direção ao gol.

    Mara não deixar de apontar outra oportunidade, teve outro lance foi com o Marcelo Hermes que ele chutou cruzado.

    É muito pouco.

    O time do Grêmio enfrentou o Coritiba que se fechou e o Grêmio teve dificuldade. Enfrentou o São José e teve dificuldades. Enfrentou o inter também não conseguiu criar.

    Penso que Róger tem responsabilidade nisso. Mas também foi quem conseguiu fazer o time jogar mais ano passado e esse ano o desempenho foi irregular.

    A avaliação tem que ser criteriosa. Acho que o trabalho do preparador físico é bom. Mas ele não é de excelência. E o futebol exige a excelência para ajudar a alcançar os objetivos.

    Tem que haver troca na preparação física.

    A preparação de goleiro também teria que ser avaliado. O preparador de goleiro tem que corrigir o goleiro. Se o goleiro comete os mesmos erros, então, o preparador não está fazendo um bom trabalho.

  34. O Grêmio não teria aproveitado o Júnior por fatores extracampo. Essa é justificativa mais absurda. Dirigente tem que saber administrar.

    Ontem, vimos o desastre da atuação do Marcelo Hermes. Até ele cometer o pênalti estava fazendo um feijão com o arroz. Mas depois, o rapaz afundou.

    O Grêmio precisa de dirigente inteligente e que tenha um bom entendimento de futebol. O Grêmio precisa reencontrar sua identidade de futebol.

    Eu gosto de times que saibam tocar bem a bola, mas que tenham objetividade.

    Não sei se Raul ou Júnior poderão vingar. Não foram testados. Se o dirigente e o técnico demonstrar medo, a tendência é os jogadores tremerem. É preciso mostrar confiança aos garotos para que adquiram personalidade.

  35. Esse é um dos milhares de problemas do Gremio, pois se o jogador não é aproveitado como o Junior por problemas extra campo o jogador não é aproveitado, aí joga o Marcelo Hermes que nao bebe, não fuma, mas tb não joga nada.

  36. Sai tb a velha da praça e nossa. Só não pode cair no círculo vicioso da lista já postada pelo Cristiano Ferreira, pois é a velha novidade dos fatos.

    Se vier Meiras, Kruegers, Antônio “deficiente” Martins, não adiantará nada pq são todos testados e velhos derrotados.

  37. Eu tentaria e convidaria Airton Ruchel. Esse entende de futebol e agregaria o clube. Sem.dizer que não é os mesmos de sempre

  38. O Romildo é fraco como dirigente. O momento é de urgência. Deveria ter comunicado todas as mudanças de uma só vez. Mas parece que fará em prestações.

    Fala-se na saída e Pacheco e no Departamento Médico de Márcio Bolzani.

    O jogador Gabriel fez cinco cirurgias no joelho. Praticamente, está acabado para o futebol.

    Na minha opinião, tem que sair todos os médicos que atuam com os jogadores profissionais. A limpa tem que ser geral. Foi muito amadorismo.

    O caso da caxumba nunca aconteceu na história do Grêmio. E se fosse esse erro apenas ainda dava para tolerar como uma excepcionalidade. Todavia, podemos elencar muitas decisões equivocadas do departamento médico. ao longo dos 15 anos e, coincidentemente, é o período que o clube permaneceu sem títulos de maior importância a nível nacional.

    O Pacheco é mera figura decorativa. Então, se ele permanecesse não faria diferença alguma para o futebol.

    Dentro de uma organização administrativa, as pessoas são inseridas de acordo com o seu perfil e aptidão para função. Pacheco não tem o perfil para o trato do futebol.

    O Grêmio precisa traçar os perfis do executivo e do novo vice-de-futebol e de seus diretores.

    Também tem que trocar o pensamento desde as categorias de base. É preciso ter espírito competitivo ao máximo. O importante é competir ganhar e melhor se mostrar a qualidade no desempenho individual e coletivo.

    Os jogadores querem levantar a taça??Então, corram por ela. Trabalham por ela. Lutem por ela. Não desistam jamais por ela. Deem a vida em campo por ela. Passem pela arbitragem por ela. Chorem por ela.

    Está na hora de transforma o pensamento neutro para um pensamento arrojado em busca de conquistas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.