Repercutir

O GRÊMIO perdeu o jogo contra o Goiás no Serra Dourada, cialis de novo.

As desculpas são mesmas de todos os anos e todos os times: tamanho do campo – espero que no novo CT tenhamos um campo com aquelas dimensões – ;cansaço da viagem; era hora de perder; o Renato não é técnico…

Tanto faz a desculpa, purchase o fato é que perdeu! Mas considero o seguinte: O GRÊMIO perdeu porque perdeu! Simples. Não há nada de sintomático, nada de “eu estava vendo que iria acontecer”, nada de “o grupo é fraco”. O GRÊMIO perdeu porque no futebol às vezes se ganha, às vezes se empata e às vezes se perde. Não vislumbro a tragédia apocalíptica que está sendo cantada em prosa e verso pelos oráculos das redes sociais. Não acho que o Renato apequenou o GRÊMIO, na minha opinião ele apenas tentou seguir com o grupo que estava jogando e vencendo! Eu faria igual, até para manter a confiança do grupo em sim mesmo e no técnico.

Sábado jogaremos contra a Portuguesa, na Arena, horário de boate em dia de boate, e nossa obrigação é lotar nossa casa e apoiar o time. Eu acredito no time, no técnico e no GRÊMIO! O resto é conversa para boi dormir!

Ah, só uma perguntinha: qual seria a reação de alguns se o primeiro gol de ontem fosse em cima do Marcelo Grohe?

Anderson Kegler

PS.: amanhã teremos a estréia de uma colaboradora aqui no blog! 

Participe da discussão

25 comentários

  1. Kegler, respeito tua opinião..mas…….
    Minha análise sobre o time do Grêmio, mesmo quando este time vem ganhando, não me engano, ja disse isso em outros blogs anteriormente é a seguinte:
    O time é limitado demais. Vem ganhando alguns jogos, um pouco devido ao esquema 3x5x2 ter encaixado, e outro pouco devido a sorte. Quando um destes fatores não marcar presença no jogo, complica-se a situação gremista, como ontem. Quando se precisou velocidade, qualidade e competência, resultou em derrota ao natural.
    Aliás competência que o gordo Valter mostrou aos atacantes do Grêmio.
    Dida: Não vinha comprometendo, até ontem. Está lento, não sabe sair do gol, e é terrivel com a bola no pé. Está na hora de voltar o Grohe, ou trazer outro de bom nível.
    Pará: É que nem gato castrado: Corre atrás da fruta por instinto, mas não cruza ecom isso não produz nada.
    Bressan: Saimon, Gabriel e até o emprestado Gerson jogam muito mais que ele. Tenho um amigo aqui em Caxias que conhece bem o Bressan. Este tosco era reserva do time de colégio dele. E é titular indiscutivel no Grêmio ?
    Ramiro: Não compromete, mas para nível de Grêmio é fraco.
    Maxi Rodriguez: Vou repetir o que disse em psot anterior. APLICARAM no Grêmio que Maxi jogava futebol. Nem Maxi acredita nisso. Só se no futuro aprender a jogar, por enquanto não pode nem fardar. Mas Renato insiste. Jean Deretti joga mais, Guilherme Biteco joga mais, e até o emprestado Wangler joga muito mais.
    Barcos: Enganou no começo. Caiu na real agora. Compraram o Barcos do Palmeiras, e receberam o Barcos da LDU. Não sabe cabecear ? Não acerta passe de 2 metros, e perde gol feito.

    Resumindo: Para ser campeão faltam 4 jogadores de qualidade. Um lateral direito, um zagueiro, um meia armador e um centroavante matador.

    Renato as vezes demora demais para trocar peças durante o jogo. E porque insistir com Pará, Bressan e Barcos ?

    Quanto ao jogo de ontem.
    Um time de 1 ganhou de um time de 7.

    Valter, gordo e cansado joga mais que Barcos e Kleber juntos.

  2. Dalmir
    A tua definição do Para foi a melhor de todos os tempos!!! To rindo alto aqui.
    Quando ao Barcos, eu sempre digo que ele é um enganador, centro-avante que não faz gol não me adianta nada.

  3. Ontem enquanto assistia ao jogo fiquei tbém conectado à algumas redes sociais (algo que normalmente não faço durante as partidas pois é difícil não se estressar com a corneta dos próprios gremistas). Porém, que esses torcedores reflitam na hora de acusar a imprensa de colorados quando esta criar crise no Grêmio ou fizer agenda positiva no aterro pois, o que me parece desta vez, é que quem está fazendo terra arrasada é nossa própria torcida.

  4. Os vermelhos estão sem ganhar a tempão e nenhuma crise. Nós, segundo na tabela, apesar que podemos cair para quinto, e bastou uma derrota, ainda que dolorida pelas circunstâncias, para termos uma crise. O time é ruim, precisamos de contratações, blá, blá, blá …
    Os corneteiros parecem gostar de perder e colocar o dedo em riste para acusar do presidente até o roupeiro.

    Foi ruim, horrível, mas vamos criar um temporal?

    Olhem o que os corneteiros da mídia estão dizendo? O Wianey e outros, desviando o foco do beira lago.

  5. Caro Jorge Vieira,
    Não estou corneteando tanto assim.
    Fiz uma análise do time, e não é de hoje que penso assim sobre este time.
    É muito limitado sim, para almejar um titulo de brasileirão ou CB.

    Torço para ganhar os dois.
    Mas, vamos ser sinceros…….Pará, Bressan e Barcos, não dá para acreditar.

  6. por que o Grêmio não fecha de uma vez? afinal, depois de perder uma partida, houve uma revolução nas redes sociais, eu pensei que tínhamos sido rebaixados de novo.

    menos, menos… perdemos por causa de erros individuais (dida e bressan). chega de corneta, já basta essa eleição, com um grupo acusando o outro e um monte de fake acusando todo mundo…

  7. João Luiz
    revolução das redes sociais é embasada nos movimentos políticos que vão “salvar o GRÊMIO”…. ahahahahahahahahahaha

  8. A grande sorte do Enio Andrade e do Felipão, nas campanhas em que foram campeões do Brasil, foi a inexistência das redes sociais. Em ambas campanhas tivemos resultados lamentáveis, com o Felipão uma derrota para esse Goiás, no Olímpico, por 4 x 0 (não tenho certeza) e com o Enio Andrade teve algo semelhante com um time de Brasília, também no Olímpico.

    Então meus amigos, muita calma nessa hora que sábado tem jogo e precisamos ganhar. A corneta não soma e as carências são conhecidas e não vão ser sanadas. Novos jogadores só no ano que vem.

  9. Ontem pensei que teria início no twitter a 3ª guerra mundial, estava até achando engraçado porém me dei conta que alguns dos envolvidos muito provavelmente entrarão para o conselho. É minha gente, tirem as colinas da sala, corram para as crianças.

  10. Valter joga bem porque é gordo, porque se afinar perde a força pra enfrentar a maioria dos zagueiros raquíticos que tem por aí.

  11. E como incomoda zagueiro um centroavante forte (gordo), trombador que não tem medo de tomar porrada. Gosto deste tipo de centroavante que machuca (incomoda) zagueiro. Já o Barcos quer só fazer golaço.

  12. Dalmir fez a síntese, em termos de bola, do que se tornou o Grêmio. Mas o que quero registrar é que se torna muito complicado analisar grupo de jogadores e discutir a melhor tática ou formação para o time do Grêmio, pois , na realidade, o PROBLEMA do Grêmio, desde 1997, está nos gestores do clube e do futebol. O Grêmio tem de ser reestruturado. Isso ocorrerá mudando-se NOMES e IDÉIAS (conceitos, objetivos institucionais, comprometimento, cultura política, filosofia de jogo,..). Abraços!

  13. Perder para o Goiás no Serra Dourada, após várias vitórias consecutivas é absolutamente normal e não é motivo para crise. Uma derrota neste momento, pode até ser didática, caso o nosso técnico e nossos dirigentes tenham percebido por quê ganhávamos e por quê perdemos. É uma boa oportunidade do Renato vestir as sandálias da humildade e reconhecer que Zé Roberto não pode ser reserva e que Bressan não pode ser titular. Gostei do discurso dos dirigentes, ontem após o jogo, reconhecendo os defeitos do time, sem atribuir desculpas esfarrapadas, tipo ” o grupo está cansado”.

  14. nem tão ao céu nas vitórias, nem tão ao inferno nas derrotas.
    Não tem nada de crise. A questão é o Renato corrigir erros pontuais do time e alguns defeitos seus, como a teimosia e a demora em mexer no time. Nisso todos treinadores são iguais, têm conceitos que poucos conseguem entender, as vezes nem eles mesmos.

    O Grêmio perdeu por ontem por falta de ousadia e por uma leitura errada do time do Goiás. Se o Renato montar opções pra esse 3-5-2 teremos uma solução de time. Só não dá pra se abraçar nessa ideia, que funcionou sim, como única opção, pois deu pouca segurança ao time e à torcida.

    Os outros times não têm muita coisa melhor que o Grêmio. O Cruzeiro e Corinthians são times regulares, coletivos, sem muito brilho individual. Se o Grêmio acertar o time, até o Pará pode crescer junto e aí podemos incomodar também.

  15. ontem eu li um cara que tá quase saindo do conselho detonando o mamute. pra que? um guri que ainda não tá pronto, detonar ele é covardia e não leva a nada.

    mas é esse tipo de conselheiro que temos. detonam o patrimônio do clube pra todo mundo ver.

    ps. 7 grupos, mais ou menos mil candidatos. éééé, a boca deve ser muito boa mesmo…

  16. O Valti tem 10% de uma tonelada! Fez solito o que bem quis com a defesa do Grêmio.
    Valorizaram ainda mais o Bunda de Baiana!

  17. Não dá para deixar de reconhecer que a “atabalhoada” saída de gol do Dida – algo inaceitável para um jogador pra lá de rodado – abateu sensivelmente a já sofrível defesa do Grêmio. A ausência de Rodolfo foi outro fator desestabilizador do setor que, mais uma vez, mostrou um Bressam extremamente incapaz e sem condição de ser titular e um Werley inseguro e peladeiro. Teles e Pará para mim estão no mesmo nível: ambos são jogadores com pontuais deficiências de fundamentos. Pará tem vitalidade e disposição mas, se complica quando dele se exige algo mais. Já, Teles, que tecnicamente é mais bem preparado, peca nos cruzamentos para a área adversária e fisicamente deixa muito a desejar o que tem prejudicado suas avançadas pelo setor.
    A meia cancha treinada e preparada para somente defender, não saiu do feijão-com-arroz costumeiro e dos sucessivos passes errados, nada acrescentando na ligação da defesa com o ataque deixando Barcos e Kleber se virarem sozinhos entre os zagueiros do Goiás.
    Ficou visível a diferença de marcação dos zagueiros de ambas as equipes. Enquanto nossos atacantes eram marcados de cima com muitas faltas, o solitário Walter tinha todo o tempo de mundo para dominar, dar ‘balãozinho” e passar tranquilamente por dois e até três jogadores do Grêmio ser ser sequer parado com falta.
    Conversando com outros gremistas que também assistiam o jogo, foi unânime a constatação da apatia e da falta de pegada da equipe, que passivamente se limitava a cercar e a olhar o adversário trocar passes.
    Me desculpe o treinador Renato de bons serviços prestados ao clube ate agora, mas, seu gesto pedindo para a torcida calar a boca, a meu ver, foi uma demasia e uma falta de respeito para com o torcedor que não estava satisfeito com o fraco desempenho da equipe e estava no seu direito de clamar por mudanças.
    Acho que o treinador deve estar preparado tanto para os elogios quanto para as críticas, pois é passível de erros e acertos como todo o ser humano e não pode ficar insensível à insatisfação do torcedor quando a equipe não está jogando bem e só ele tem o poder de fazer as mudanças. É isso aí.

  18. Pará: É que nem gato castrado: Corre atrás da fruta por instinto, mas não cruza ecom isso não produz nada.

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk……………………..kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk muito boa essa definição.

    Também poderia ser.
    Uma usina em funcionamento para acender um palito de fósforo.

  19. Nesse momento já estamos em terceiro.
    Rodada passada tudo deu certo para nós, já nessa as coisas vão meio mal.

    Brasileirão não pode ratiar em nenhuma rodada pois o cruzeiro está disparando.

    Vamo Grêmio, força nessa perna.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.