Que saudade…

Que saudade de um goleiro que catava borboleta, ed mas dava voadora num palmeirense qualquer atrás de uma goleira. Que quando a bola era aérea, search todos temiam, mas quando ia dar entrevista, falava grosso e dedo em riste.

Que saudade de um lateral que cobrava falta com maestria e tabelava para ir ao fundo colocar a bola na cabeça do centroavante.

Que saudade de um zagueiro que não ria, dava pancada e se impunha frente ao adversário.

Que saudade de um volante DO MAL.

Que saudade de um meia gordo, cachaceiro, mas que resolvia na hora do jogo.

Que saudade de um ponta, driblador, metido a mulherengo e que suava a camisa em campo.

Que saudade de um centroavante matador, tosco, mas matador.

Que saudade do Grêmio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.