Qual a solução para o GRÊMIO?

Durante os anos de existência do blog sempre tentamos apresentar soluções para o clube, viagra 60mg algumas cornetas, discount algumas brigas e várias sugestões.

Agora gostaríamos de saber tanto da situação, quanto da oposição, quanto dos que não são nem situação nem oposição: qual é a solução para o GRÊMIO?

O que você sugere para o clube em 2015 em termos de elenco, direção, atitudes, campanhas, marketing, ingressos, torcida…?

Queremos propostas!

A Gerência!

Sempre Imortal, o blog da torcida GREMSITA!

Participe da discussão

41 comentários

  1. pro time:

    – não contratar medalhões inúteis (ex. giuliano, fernandinho);
    – aproveitar a base (tinga, everton, leandro canhoto, nicolas careca);
    – mandar embora nabas que já deram os doces (pará, werley, edinho, zeroberto, ramiro);
    – aproveitar o maxi, como armador, nem que seja na reserva;
    – se livrar de jogadores emprestados: dudu, felipe bastos (começou bem e terminou mal), matias rodrigues (lembram dele?), alan ruiz;
    – contratar apenas o estritamente necessário, deixando outras posições para apostar em jogadores da base. pex: não precisamos de atacantes, temos o luan e o everton. centro avante temos barcos e lucas coelho, além do nicolas. temos que trazer armadores e laterais.
    – apostar na única coisa que deu certo nestes últimos dois anos: comprar jogadores baratos e jovens, tais como everton, luan, wendel, etc. pra isso essa direção prestou, o projeto lapidar não pode parar.
    – mandar embora rui costa, o bundinha depressivo, e não deixar o dudinha entrar no vestiário (vai que o derrotismo passe pelo ar, nunca se sabe).

    espero ter ajudado…

  2. Fecho com o João Luiz.

    Contratações só de apostas e jogar as fichas na base. Mas tem que mudar a mentalidade do vestiário, o Grêmio se apequenou demais com Rui Costa e agora Duda Kroeff.
    Discurso fraco que não empolga ninguém, mentalidade perdedora de jogar por empate fora de casa, medo de arriscar.
    Quero um time montado pra vencer jogos e não pra não tomar gols!

    Mas não me iludo, nada vai mudar.

  3. Concordo com boa parte dos comentários acima , apostar na base , não contratar jogadores encostados ou que venham a serem encostados no TRICOLOR!

    E o mais grave de tudo , PRECISAMOS DE UM ARMADOR , com Lua e Dudu tentando fazer isso me da uma baita saudade de Tcheco , e até do Douglas .
    Abs

  4. Depois do Matías Rodríguez, tenho medo do que podem trazer com a saída do Pará, que se na frente é absolutamente improdutivo, atrás é no mínimo decente.
    Também não me livraria do Ramiro. De resto, tentaria incluir esse Fernandinho num acordo pra saldar aquela dívida com o Flamengo. Pelo menos o salário dele sai da folha.
    Com a saída do Geromel, temos que absolutamente apostar no Saimon. Nada contra o Bressan, que até já teve boas atuações, mas tá na hora do Saimon.
    Há quanto tempo não temos armadores? 3 anos? Como se faz um time assim? Sei lá, não tá meio que na hora de buscar resolver esse problema de uma vez? O resto pra mim é secundário. Tenho certeza de que podemos trazer meias melhores que o Alán Ruiz por um preço mais barato. Basta saber procurar. Onde estão os olheiros do Grêmio? O Grêmio tem olheiros?
    Quanto à torcida, apesar do ocorrido esse ano, a torcida do Grêmio é fantástica. Que times lotam um estádio mesmo com o time péssimo, sem vencer nada há 14 anos e ainda o apoia por 90 minutos? Amigos, no eixo Rio-SP a maioria não o faz. Talvez nenhum. Se o time estiver mal, lá vai tomar vaia. E ainda há quem consiga arrumar o que reclamar da nossa torcida, jogando nela a responsabilidade pelos fracassos do time. Em 2015 nossa torcida tem que ser valorizada. O clube tem que arrumar meios de trazer sempre o torcedor ao estádio, tem que correr atrás do torcedor. Porque o torcedor tem sido maltratado e não vai correr atrás do Grêmio pra sempre.

  5. As notícias de jornais dão conta de uma lista de dispensas que inclui Barcos, Zé Roberto, Cleber, Marcelo Moreno, Dudu, Pará, Fernandinho e outros menos votados.Acho que está certo, tem que dispensar todos os que não deram uma resposta positiva. Precisamos contratar dois laterais, pois Tinga e Breno tiveram algumas oportunidades e não aprovaram. Tinga estava emprestado ao Boa. Jogou lá? Acho que era reserva.

    Precisamos de um camisa 10, este sim, tem que ser de primeiro nível e um atacante de velocidade, goleador. O restante do time tem que tirar da base. Eu prefiro perder com um time barato do que perder com um time milionário.

    1. Tinga estava de titular no Boa Esporte e foi muito bem.
      O grêmio tem que investir na base e a torcida tem que ter paciência com a gurizada, não adianta por os guri pra jogar e depois do segundo jogo já queimarem eles(como é o caso do próprio Tinga, quais foram as oportunidades dele??) . Eu prefiro os jogadores formados no clube ganhando 10% do salario dos medalhões e que certamente tem mais vontade.

  6. Se um time barato, formado pelas categorias de base não der a resposta no primeiro semestre, aí sim, para o brasileiro tem que gastar mais e montar um time mais qualificado, porque aí tem rebaixamento.

  7. Grohe (Thiago), Lat.Direito(Fabiano, Chapecoense) (Tinga), Geromel (saimon), Rodolfo (Thiago Heleno), Lat Esquerdo (Carlinhos Fluminense, fim de contrato) (Breno), Wallace (Matheus Biteco), Volante (Nilton, Cruzeiro, troca Moreno), (Riveros), Giuliano(Felipe Bastos), Anderson (Maxi Rodrigues), Luan (Everton), Barcos (Coelho). 22 Jogadores, titulares e resevas, mais pra compor grupo, Busatto, Grolli, Volante(base), Eric, Joel (Coritiba).

  8. Creio que sair dispensando não é solução, senão ficamos naquela dos jogadores sair daqui para ser campeão em outros times.

    Grêmio precisa ser reavaliado, a base é sim solução. Mas para que base tenha sucesso, temos que ter vestiário forte, temos que ter dirigentes que entendem do riscado. Os alicerces devem estar preparados para colocar um time da base em campo e o Grêmio peca quando o assunto é fora das 4 linhas.

    Vejo o time do Grêmio com um bom plantel, onde se tivéssemos 2 laterais que soubessem driblar e cruzar a bola, já seria uma grande evolução. O mesmo vale para a meia cancha.

    Mas o maior achado seria ter jogadores com perfil de comando dentro de campo, Grêmio precisa desse tipo de jogador. Sempre fomos bem com jogadores com esse tipo de liderança.

    Estamos fechando 2014 com jogadores indo embora, e uns poderiam nos dar alguma resposta positiva. O gringo Alan Ruiz fez em poucas apresentações o que nenhum jogador do Grêmio fez.

    Essa história de fechar ano com jogador já indo embora antes do campeonato acabar é regressão, é meio amadorismo, coisa de time pequeno. Não gosto disso, voltamos alguns anos no tempo.

    Não sei se o Grêmio consegue se arrumar para 2015, são muitas coisas para fazer, é muito tempo sem ganhar nada para simplesmente sair mandando todo mundo embora, pegar a base e ser campeão.

    Está difícil para o Grêmio e está difícil ser gremista.

    Mas sempre penso, temos uma torcida incrível, um super estádio, temos gente forte com dinheiro, temos base, temos tanta coisa, como não conseguimos ganhar sempre.

    É má gestão escrita, com todos os sintomas…

  9. Dos emprestados o único que eu apostaria seria o Alan Ruiz, jovem e promissor. Foi o único que ousou mostrar algo diferente, o único que peitou os coloridos e desestabilizou o time deles.
    Mas não tem o perfil que a direção quer, ele passa bem, chuta bem, lança bem, tem porte físico e é malandro. É a antítese do que essa direção prega, no jogador modelo deles, o Ramiro.

    Temos uma base qualificada, precisamos das peças diferenciais.
    Marcelo
    ? / Tinga
    Rhodolfo / Bressan
    ? / Saimon
    Zé Roberto / ?
    Walace / ?
    Bastos / Biteco
    Giuliano / Maxi
    Luan / ?
    Everton / Erik
    Barcos / Coelho

    Pra começar o ano precisamos de um lateral direito e um zagueiro titulares. Mais pro meio do ano precisaremos de um meia de verdade, do porte que não foi investido nos últimos 10 anos.
    No ataque precisa ver o aproveitamento ou não do Moreno, que fecharia o ataque.
    Fora isso, um lateral esquerdo reserva e um volante da base.

    Manda pastar Ramiro, Edinho, Pará, Werley e Fernandinho. Tenta compor a renovação do Bastos pelo Kléber.
    Não conto com o Dudu também, pra mim não vale nem R$ 1 milhão, quanto mais 6 milhões de euros.

  10. o tinga recebeu, a bem da verdade, 3 oportunidades: uma no forno do passo d’areia, uma no último jogo da primeira fase do gauchão, com todo o time reserva e outra entrando no decorrer de um jogo.

    se isso é ter tido oportunidades, então tá. paro por aqui…

  11. Aproveitar a base é ótimo, mas dispensar todo mundo pra jogar só com a base é suicídio. Precisamos montar um grupo para o ano todo, não um grupo para o qual vamos ter que fazer contratações emergenciais quando descobrirmos que está indo muitíssimo mal. Precisamos de um grupo suficiente que vai jogar e aumentar seu entrosamento e rendimento com o decorrer do tempo ao invés de ficar mudando e estragando a única chance que temos, que é montar um time de longo prazo. Na época de transferências, podemos até trazer uma ou outra peça pontual pra fortalecer a equipe ou solucionar problemas pontuais, mas não pra formar um time praticamente novo que vai ter que render assim que chegar. Estaremos fazendo o mesmo que o Palmeiras

  12. jaaaaaaaaa deixei 1 LISTA de NOMES na PAG . anterior . UNS 8 / 10 nomes ! ONTEM !!!!!!!!!!!!!!! mas o problema do gremio sao os = caras la DENTRO . que continuam ” BRINCANDOOOOOOOO com o CLUBE e TORCIDA / SOCIOS ne ” . JA SUAS ( EMPRESAS ) ESTAO muito BEM ADMINISTRADAS / obrigado !!!!!!!!! PERGUNTA : TEM COMO nos SOCIOS FAZERMOS 1 abaixo ASS . pedindo a SAIDAAAAAAAAAAAAA DOS bunda MOLE = PASSIVO COSTA e FALA lunatico DUDA ! alguem poderia RESPONDER ??????

  13. A BASE NAOOOOOOOO TEM A ” MINIMA CONDICAO ” DE ENCARAR 1 BR / C BR / SULA . desistam PF ! REDUZIR A FOLHA SO , NAO e o PROBLEMA . MAS SIM ( SABER ) QUALIFICAR – LA melhor neee . SO GANHAREMOS SE TIVERMOS 1 TIME MELHOR em campo / SO DESTE JEITO . MAS ELES nao APRENDEM ” NUNCA ” , HA 14 ANOS JA .

  14. O Grêmio não tem como manter a base atual e ainda reforçar o time. Este grupo custa 7 milhões por mês e não tem como pagar. Tem que dispensar meio time, deixando alguns jogadores que deram uma boa resposta e enxertar com a base. Esta é a solução. Se ganhar o gauchão está formada uma nova base para o brasileirão. Se perder, aí não tem solução, tem que ir as compras e se endividar outra vez, mas aí pelo menos o clube vai estar menos endividado. Com dois novos laterais, um camisa 10 e um atacante e o resto formado pelo que sobrou da faxina, mais a base, acho que fica melhor que o time atual.

  15. 60 MILHOES da TV / 15 / 18 M . BANRISUL / 15/20 M. + – GREMIO MANIA / + PLACAS de PUBLICIDADE dentro E fora DA ARENA e CT / + VENDA DE CAMISAS etcccc == QUANTOS MILHOES DA tudo ISSO ????????? !!!!! ( E SIMPLESMENTE FALTA DE CAPACIDADE ADMINISTRATIVA , R$$$$$$$$$$$$$$ E PLANEJAMENTO ) .

  16. Tenho dito e insistido que a combinação de talentos e competências é mais importante que individualidades. E isso vale desde a diretoria até o plantel de jogadores.

    Infelizmente o torcedor e os abnegados dirigentes tricolores preferem acreditar em mitos e pensamento mágico de nomes como Koff e Felipão que só foram vitoriosos em contextos específicos de boa combinação de soma de talentos em momentos oportunos bem aproveitados pelo auge em que se encontravam.

    No entanto, os momentos de Koff e Felipão já parecem ter passado e ambos estão em franca decadência, basta observar os números dos últimos trabalhos do treinador e do nosso próprio presidente, cujo mandato que vai se encerrando foi o pior desde a era Obino. Nem Odone foi tão mal.

    Diferente da imprensa e de muitos gremistas sou um críticos dos últimos trabalho do Felipão. Acho temerário deixar a formação do plantel tricolor do próximo ano seja com ou sem dinheiro considerando que os mesmos poderes lhe foram dados quando rebaixou o Palmeiras e levou 7×1 da Alemanha. Felipão formou e indicou muitos jogadores daquele Palmeiras que caiu. E na seleção seu desempenho se sustentou bem muito até quando pode contar com a individualidade de Neymar, depois ruiu num desastre de proporções gigantescas.

    E confirmando sua curva descendente está o atual trabalho que fez pelo Grêmio, pois pra mim, apenas ser melhor do que Enderson Moreira é uma grande decepção!! Felipão fez o básico, o trivial a frente do Grêmio, nada mais! Encheu o time de volantes, preteriu jogadores técnicos e abdicou do ataque para jogar pelo resultado só que ao contrário de Renato que foi vice com um grupo pior, o resultado não veio.

    Pra mim, Felipão fracassou junto a esse direção de futebol que é uma das piores da nossa história. É um treinador caro, de ego grande e custo-beneficio questionável. Sua metodologia e preferências futebolísticas igualmente vem apresentando mais problemas do que soluções. Mas não acho que ele seja a causa dos nosso problemas, a diferença é que tampouco acredito que passe por ele nossas soluções.

    Precisamos de uma direção mais forte. Tenho gostado do presidente Romildo em suas entrevistas mas acho que ele está mal assessorado no futebol. Koff vive de seu mito e autoridade conquistada mas não parece mais gozar do mesmo discernimento futebolístico de outros tempos, nem ter a saúde e o pulso e personalidade necessárias para estar a frente do futebol nos tempos atuais. Duda então nem se fala, parece ser uma figura boníssima, um gremista gente boa, um bonzinho, bem intencionado e tudo mais, enfim um cavalheiro, mas é exatamente esse o perfil que não precisamos visto que já é o mesmo personificado por Rui Costa que não pode ser comandante de vestiário pois não tem personalidade pra isso, nem um dos dois tem, diga-se de passagem, nem Duda, nem Rui, não tem perfil de liderança. E comandante fracos e inseguros, exércitos de homens mortos.

    Por isso a marca dessa gestão foi o acadelamento e a perda de decisões em frente a sua própria torcida. Esta no DNA da direção, dos comandantes. Se essa for a direção de futebol pra 2015, o ano já começa perdido.

    O presidente Romildo está avisado. Aliás, se eles lessem mais os avisos e previsões vaticinados aqui nesse blog, talvez não tivéssemos uma gestão tão ruim quanto a essa que fez a proeza de superar o Odone e só não foi pior que a gestão Obino que nos rebaixou. Fora isso e um Grenal único e solitário, foi um ano pra todos os gremistas esquecerem.

  17. Ainda acho que Pelaipe é melhor que Rui Costa, mas acho que ele não fecha com os atuais mandatários por ter sido muito ligado a Odone. De qualquer modo, ele é um profissional muito experiente e só precisa de um dirigente acima dele para segurar seus impulsos. Na última gestão Odone ele ficou de dono do vestiário junto com Luxemburgo, sem nenhum dirigente por perto para fiscalizar seus atos. Não foi tão mal assim, mas poderia ter sido melhor.

  18. Acho que Romildo vai ter que engolir alguns sapos para não bater de frente com Koff. Koff inventou Rui Costa e um executivo vindo do Clube dos Treze, que é colorado. Será que Romildo vai desempregar os amigos do Rei?

  19. Sobre as avaliações do plantel, concordo em parte com o que alguns escreveram, mas creio que é preciso cautela para não liberar mais atletas para fazerem sucesso em outros clubes porque aqui não soubemos aproveitá-los.

    Acho que jogadores de velocidade como Fernandinho são úteis e difíceis de encontrar. Não o dispensaria. Aliás o Felipão que parece não gostar dele é o mesmo que depois ficou na mão do Jô numa Copa do Mundo… Aliás, é o mesmo que nunca substitui o fraco Ramiro, que o verdadeiro motivo de termos de jogar com três volantes pois não dá conta do recado e se no meio como volante isso as vezes passa batido, bastou ser escaldo na lateral contra o Corinthians para evidenciar toda a sua deficiência na marcação pois ali teve que marcar sozinho e sucumbiu pateticamente. Mas é o bruxinho e o jogador símbolo dessa atual era Felipão ao lado do mito Pará. sempre elogiadíssimo pelo treinador. Morreu abraçado a mediocridade de ambos como avisei aqui neste blog que aconteceria. E olha que torci muito pra estar errado.

    Creio que para 2015 precisamos um dirigente de perfil forte no futebol ou tudo começará perdido.

    Depois, treinador, pode ser Felipão mas se esse for pra China, tb não deixará saudades. A China é mercado de jogadores e treinadores na curva descendente da carreira…

    Acho que precisamos dois laterais pra titularidade e Pará pode continuar como reserva. Egídio do Cruzeiro seria uma boa na troca com o Cruzeiro, talvez mais Dagoberto, William Farias, Mike, Bruno Rodrigo ou Manoel. Até Marlone pode ser interessante, embora não me empolgue tanto com esse jogador.

    2015 é o ano da base, Gauchão é sempre um bom laboratório. Eric, Éverton, entre outros precisam ser mais acionados. Gostaria de ver o zagueiro Mancine. O lateral Raul. O meia Lincoln. Lucas Gabriel, Balbino, o centroavante Klauss. O outro Erik do juvenil, dentre outros bons nomes a ser observados. Creio que devemos manter a espinha dorsal.

    Felipe Bastos precisa continuar basta renovar seu empréstimo com o de Maxi. 2015 poderá ser o ano de Giuliano. Fernandinho se Felipão sair pode ser melhor aproveitado.

    Vender Ramiro, Bressan e quem sabe Barcos. Precisamos atacantes goleadores. Nixon pode ser boa aposta. Mas é só outra aposta, assim como Joel. Geromel tem contrato até meio do ano, mas se sair, é substituível, só não sei se pelo tosco Thiago Heleno que se não me engano era do plantel rebaixado pelo Palmeiras.

    Vagner, Bruno e Carlinhos do Flu, bons nomes. O volante Gabriel do Botafogo. O zagueiro Lucas Claro do Coxa, o meia do Goiás, Esquerdinha, Erick Lima e Samuel do Goiás. Lucca do Cricúma. Marcelo Sirino do Atl-PR, Kadu zagueiro do Vitória. Fabiano lateral do Chapecoense. Cléber zagueiro ex-Ponte e Timão. Ver destaques da série B e mercado paulista.

    Creio que um grande lance fosse repatriar Andershow para alavancar o time e a torcida caso tivesse condições favoráveis. Tem muita personalidade que falta ao atual elenco e uma volta poderia fazer bem a ele e pra nós.

    No mais é compondo o elenco buscando sanar o que nos falta, jogador de bola parada, jogadores goleadores, jogador de mais personalidade e laterais bons apoiadores. Isso foi o que nos faltou em 2015.

  20. Acho que devemos ir devagar com essa história de valorizar a base. Valorizar,sim, o que ela tem de bom e promissor. Chega de botar jogador só para satisfazer empresários e investidores. Jogador bom não precisa de muita chance não. Ligeirinho se entrosa na equipe porque tem bola no corpo. Jogador com qualidade e com personalidade não esquenta banco e até os leigos notam que é diferenciado. Cabe aos dirigentes e ao treinador, com pulso forte, a tarefa de introduzi-lo gradativamente na equipe, mesmo quando os “ciuminhos” se manifestam.
    O Grêmio está carente de comando em setores vitais. Quando o treinador diz aos microfones, depois de uma derrota, que está contente com a produção de seus jogadores, é sinal de que nem tudo está bem. Ou quer ficar de bem com eles ou perder virou sinônimo de satisfação. Mas, vamos em frente gremistas, com esperança, porque se nós arriarmos a guarda, a coisa tende a piorar.

  21. Vou postar aqui uma opinião vaga e talvez impopular. Não sou especialista em nada, podem dizer se eu estiver falando muita besteira.

    Não acho que nenhuma das ditas “nabas” no Grêmio hoje sejam problema. Todas elas juntas talvez sejam. Mas não é esse o ponto central da ideia.

    Há uns anos, quando via mais jogos de futebol, lembro que o Flamengo precisava muito de um lateral-esquerdo. Não havia ninguém pra posição. Na época do Luxemburgo, cogitaram usar o Egídio, garoto da base que vivia de empréstimos. Testaram, nunca se firmou. Luxemburgo preferia improvisar um infinito de jogadores de outras posições. Egídio foi emprestado ainda a um par de times por nunca haver vingado. Hoje é o lateral titular do Cruzeiro campeão.

    A questão é: o lateral que nunca foi bom pro Flamengo, hoje é bom pro Cruzeiro. Isso tem acontecido bastante com a gente, de jogadores que não eram bons pra nós, serem campeões por outros clubes. Mas dá pra ver que não é só com a gente que isso acontece. Por quê?

    Aí eu penso: será que nossos jogadores são ruins mesmo ou nos faltou sempre comando técnico e gestão profissional no futebol pra montar uma estrutura que permita que certos jogadores vinguem?

    Não me interpretem mal, não estou dizendo que o Parazinho ou o Kléber com seus mais de 30 anos vão um dia ser no nosso clube tudo que nunca foram (embora até o Pará tenha servido pro Santos campeão da Libertadores). Mas hoje em dia estamos querendo nos livrar desesperadamente de jogadores que podem muito bem ser úteis ao clube. Nem todo garoto da base ou contratação jovem vai chegar um jogador completo como era nosso Wendell ou mesmo terão condições de ser autossuficientes logo de cara. Não é chegar no clube, decidir se ele é bom ou não e não aproveitá-lo mais se não for. Nem tudo se resume a contratar jogadores bons ou revelar jogadores bons. Tem que haver uma moldagem, uma estrutura. E se não tiver como chegar no time principal, podem até mesmo ser emprestados. Sim, não é crime emprestar nossos jogadores, desde que já tenhamos gente estabelecida nas posições deles e que seja analisado o clube ao qual eles serão emprestados, para que haja condição de evoluírem.

    Precisamos montar um grupo mais sólido que crie condições desses jogadores se desenvolverem e mostrarem no que podem ser úteis ou quanto podem evoluir. Imaginem o quanto meias como Éverton e Maxi Rodríguez ou atacantes como Lucas Coelho e Everaldo, todos patrimônio do nosso clube hoje, poderiam evoluir com as orientações de Scolari, recebendo mais oportunidades como titulares e com um jogador mais velho e mais efetivo comandando a meia-armação no meio-campo. Será que se tivéssemos meias que soubessem criar oportunidades e jogadas de linha de fundo, ou jogadores de área que soubessem se posicionar hoje sentiríamos tanta falta de um lateral que soubesse cruzar bem uma bola?

    Ainda que nenhum desses jogadores citados se revelem ser realmente bons o suficiente, ainda assim evoluirão mais do que estão evoluindo hoje sem experiência no time principal. Podem valer dinheiro no futuro.

    Pelo que estou vendo, do jeito que nosso grupo está hoje, não adianta trazer o Moreno de volta (e olha que sou fã do futebol dele). Mesmo sendo um dos artilheiros do campeonato pelo Cruzeiro, aqui vai continuar não vingando. Assim como foi no Flamengo. Não só ele.

  22. Espero que Scolari ajude a preparar uma lista com jogadores que solucionem os problemas do nosso grupo. E que o Grêmio seja melhor pra ele do que o Palmeiras foi

  23. Acho uma boa baixar a folha pra 5 milhões mensais, a questão é que pra fazer isso tem que ter conhecimento e acertar em cheio nas contratações. O risco é montar um time que não se sustente no Brasileiro e fique brincando com o Z4.
    Não vejo no Duda e no Rui Costa toda essa capacidade. Rui Costa trouxe algumas apostas que deram muito certo, mas acabou trazendo o dobro ou mais de jogadores que não vingaram.
    Assim incharam a folha em 2013 e prejudicaram o grupo pra 2014.

  24. Palavras de Romildo Bolzan, numa entrevista, respondendo uma pergunta do repórter sobre sua participação nos assuntos da Arena.

    – O senhor não tem participado das negociações?
    – Participei das discussões das obras do entorno. O presidente Koff tem tratado de forma reservada, junto com o jurídico.

    O cara vai assumir logo, logo e não sabe o que está acontecendo? Vai ser informado quando? Vai pegar uma “batata quente” em cima do laço?
    Espero que a resposta tenha sido apenas uma saída pela tangente, para não adiantar algo que cabe ao atual presidente fazer.
    Esta história se explica muito bem por aquele rifão de uma música do Roberto Carlos: “quem sabe menos das coisas, sabe muito mais que eu”.
    Vou aguardar os acontecimentos. Não posso pré-julgar dirigentes que nem assumiram ainda. Mas, que o fato é curioso, isso é.
    O Grêmio, a cada dia, nos surpreende mais.

  25. Time para iniciar o ano de 2015:

    Grohe; Pará, Rodholfo, Geromel (Bressan); Breno; Wallace, M. Biteco (Ramiro), Giuliano, Luan e Fernandinho (Everton); Barcos (L.Coelho).

    Opções para testar: Tinga, Erick, Careca, Maxi, Wangler (Foi muito bem no Caxias e é novo).

    Trabalhar 2 meses fortes com estes jogadores e tirar uma febre no Gre-nal a partir daí começar a buscar reforços pontuais que poderiam vir:

    Cícero (reserva do Flu); Carlinhos (fim de contrato); Walter (reserva do flu); Wesley (palmeiras, fim de contrato); Henrique (Palmeiras, fim de contrato); Esquerdinha (Goias, não sei a situação dele) Gil(Coritiba, bom jogador), Anderson (M. United, Caso o salario não seja acima de 300 mil, utilizar um contrato de produtividade seria ideal)

    Acredito que as prioridades deveriam ser nesta ordem: Meia articulador e cobrador de faltas, Atacante com maior velocidade q nossos centroavantes atuais, lateral esquerda, meia de velocidade e chegada na frente, lateral direito, volante de chegada, zagueiro.

    Direção: Acho que o Rui Costa está desgastado e deveria ser trocado. Gosto do Pelaipe.

    Marketing: Acredito que apesar do futebol ter ido mal, o nosso marketing foi o que salvou o ano. Precisamos seguir fortes e atacar o interior do estado. É ridículo um clube do tamanho do Grêmio ter menos sócios que o Benfica de Portugal.
    Temos mais de 500.000 inscritos no Exército Gremista. Se 400.000 não são sócios e criarmos uma forma de atrair este público com promoções, sorteios, eventos no interior, Arenas virtuais para sócios (ex. R$ 5,00 sócios e R$ 30 não sócios) para meio que obrigar o pessoal a se associar.
    Melhorar a divulgação dos descontos já oferecidos por ser sócio do Grêmio. Se as pessoas fizerem as contas, os R$ 26 cobrados para o sócio ouro saem de graça só pelos benefícios já existentes.

    Pela primeira vez em muito tempo, teremos um treinador qualificado e interessado em futebol desde o início do ano. O Processo é lento e a torcida está triste e impaciente. Mesmo assim acho que teremos grandes alegrias no próximo ano basta que o maior tripé que já existiu no clube volte a acontecer: Torcida+Koff+Felipão.

    Vamos tricolor!
    Abraços,
    Edgar – Sócio desde Jan/2005 (naquele ano tínhamos 6 jogadores e estávamos na 2ª divisão, eu fiz minha parte e me associei. Para de reclamar e vai lá e te associa)

  26. Darcílio,

    No Grêmio tudo gira em torno do Koff.
    Vamos sair de sua gestão sem ter formado novas lideranças e continuar com o messianismo dirigindo o clube, com todos dizendo amém.
    O que será do Grêmio quando o Koff largar o osso?

  27. Eu tenho alertado aos participantes do blog: competência não se delega!
    O Grêmio está sofrendo da “abstinência de Koff”, uma síndrome que acomete, principalmente, os “aspones’ que não tem luz própria, que perderam o rumo e que estão à deriva sem saber o que fazer. A consequência dessa dependência todos nós sabemos qual é.
    A “fadiga dos metais” é uma realidade no nosso clube. O desgaste de nossas lideranças e de seus métodos é visível. O Grêmio não se preparou, e isso é uma evidência, para dar conta da drástica mudança estrutural que o advento da Arena iria causar e que causou. Está enredado nas suas próprias pernas e cada passo é um parto.
    O Targa disse: “o que será do Grêmio quando Koff largar o osso?”
    Boa pergunta. Para mim, uma incógnita. O que causa espanto é que nem os seguidores de Koff e nem seus opositores tem uma resposta que satisfaça.
    Volta e meia temos que conviver com dirigentes “carimbados” que já demonstraram sua ineficiência.
    A coisa funciona assim: atira-se a moeda para o alto e Bingo! daí, seja o que Deus quiser.
    A nós, torcedores, fica o pesado fardo de dar sustentação, ainda que contra a nossa vontade, às “experiências” de gente despreparada. O resultado todos nós sabemos e isso se repete não é de hoje.
    O Grêmio está precisando se reinventar de cima para baixo. Tudo isso em nome de seu torcedor que merece coisa melhor do que lhe é posto na mesa. Afinal de contas, se o “bicho” é feio, que seja dada a oportunidade para alguém que saiba lidar com ele.
    O que não podemos mais aguentar, é esse “faz de conta” inconsequente.

  28. Amigos, creio que vocês ainda não perceberam que Koff, na real, é uma “ficção”. Sim, exatamente isso! Uma ficção! Hoje, após conhecê-lo, não tenho dúvidas de que as vitórias, enquanto dirigente, vieram meio que “sem querer” (sem planejamento, sem convicção,….). Sim, exatamente isso! KOFF é um mau administrador! O que ele fez com o clube, nesses 2 anos, provam o meu entendimento; minha percepção. Entre abril e agosto/2012, prometia deixar um LEGADO para o Grêmio. O que fez, a partir de suas atitudes, atos e estratégias puramente políticas-eleitoreiras? Praticamente desmontou uma mínima estrutura de clube que já era muito deficiente. Reduziu em 25.000 o número de sócios (e estão saindo outros), aumento a dívida em mais de 50% e deixou um grupo de jogadores sem qualidade! Esse senhor, pelo desejo “pessoal” de mostrar que é mais “poderoso” do que Odone, praticamente afundou o clube. O Grêmio de hoje – dez/2014 – está muito menor do que o de 12/2012!!! Então o Grêmio, para ser reconstruído, tem de livrar desse “mito”, dessa ficção Koff! Assim como está livrando-se de Odone, Guerrero,……O problema é que que os sócios não se organizam (organização social que pense NO GRÊMIO, não em usá-lo) e o atual CD foi TOTALMENTE montado por essa “filosofia” política DESTRUTIVA!
    Na boa: temos pelos próximos 2 anos do Grêmio. Tomara que Bolzan aja PELO GRÊMIO e longe dos “planos” de Koff!!! Do contrário, o caminho será um BURACO sem fim!!!! De bom: ainda estamos na SÉRIE A!! Sei que muitos (a maioria) discordarão de mim!!!

  29. ”O GRÊMIO NÃO FOI MERECEDOR DA VAGA NA LIBERTADORES” (Rui Costa)
    Partindo de quem é o responsável pelo futebol do clube, concordo plenamente. Só faltou reconhecer que foi sob seu comando.

  30. Giuliano finalmente vai passar pela tal cirurgia do púbis! Agora que não temos jogos importantes, resolveram tomar logo a decisão mais óbvia

  31. Precisamos de agenda positiva mesmo em momentos ruins, isso também ajuda.
    Falo isso porque no Grêmio é 8 ou 80 e ainda passamos do 80 para o 8 muito facilmente.

    Não somos regulares, quando estamos no 80, conseguimos cair de rendimento muito facilmente sem recuperação. A imprensa e politicagem nos puxam mais para baixo ainda.

  32. Meus amigos!
    Colocamos aqui no blog nossos questionamentos, nossa indignação, nossa revolta, nossas alegrias e tristezas quando falamos do nosso Grêmio. Quem faz a agenda não somos nós. Não acredito que os torcedores torçam contra a instituição Grêmio mas, se existe um percentual que manda contra, me desculpem, não os considero gremistas. Deixar a coisa como está, isso sim é conspirar contra o clube. Enquanto dirigente: não mentir, bem administrar, ser transparente, parcimonioso e ter consciência de que o clube deve estar acima do “eu”, são as credenciais prioritárias para a consolidação de uma agenda positiva. Tudo começa por aí. Quando as boas ações vão ao encontro de seus anseios, o torcedor responde com força e avaliza o que está sendo feito. Não dá para exigir cumplicidade quando as coisas não vão bem. Há, sim, que se fazer as devidas cobranças, para chamar a atenção para o marasmo e a resignação vigentes. O ponta pé inicial da agenda positiva não está nos pés do torcedor. Antes de tudo, é preciso reconhecer o delicado momento de instabilidade porque passamos e buscar a resposta com quem está habilitado a dar. Somos apenas um acidente na construção da agenda positiva e não a essência, como pensam alguns.

  33. http://globoesporte.globo.com/blogs/especial-blog/dinheiro-em-jogo/post/gremio-usa-contabilidade-criativa-para-fechar-orcamento-de-2015-no-azul.html

    Descontrole!
    Se não reorganizar os custos do clube não tem como se manter a longo prazo. Não existe mágica. Continuamos entregues nas mãos de meia duzia de irresponsáveis que não sabem/conseguem botar ordem no clube.
    Vamos pra mais um ano fechando em prejuízo recorde, praticamente aumentando em 50% a nossa dívida somente na gestão atual.

  34. Alguém tem que dar o nome do médico que operou o Gabriel, senão fica sempre a desconfiança. Se o Dr. Bolzoni diz que não foi nenhum médico que trabalho no Grêmio nos últimos 20 anos, então não foi o Dr. Fábio Krebs, como estão falando por aí.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.