[Pré-Jogo] Internacional x Grêmio

Muito boa-tarde, estimados gremistas!

Nada melhor, após um Carnaval com 5 dias tórridos de sol nos Pampas, que um Clássico Gre-Nal para brindar “o início do ano de 2012”. Sim. Como todos sabem, o ano brasileiro só se inicia após o Carnaval.

O que esperar do Gre-nal 391? Difícil prever, tal como todo clássico, mas é possível fazer alguns exercícios de futurologia. O time da Beira do Lago Guaíba deve vir escalado por Dorival Júnior com Muriel; Élton, Moledo, Índio e Kléber; Sandro Silva, Bolatti, Oscar e D’Alessandro; Dagoberto e ‘Carroceiro’ Damião. De outro canto, o Imortal Tricolor deve ser projetado pelo treinador interino Roger Machado (gize-se, ainda invicto em Gre-Nais, tendo vencido todos que disputou) com Victor; Gabriel, Saimon, Naldo e Bruno Collaço; Fernando, Gilberto Silva, Souza e Marquinhos; Kléber Gladiador e Marcelo Moreno.

No papel, os times se equivalem. Contudo, o momento do arquirrival gremista é bem melhor. Os vermelhos virão pra cima, na tentativa de “dar as cartas”, como é praxe de Dorival Júnior. Roger Machado tentará aplicar uma arapuca. Povoando mais a frente da defesa gremista e expondo menos a frágil dupla de zagueiros, Roger Machado apostará na experiência de Marquinhos para a centralização das jogadas ofensivas com Kléber Gladiador e Marcelo Moreno. Marquinhos já é considerado um “homem Gre-Nal”, tendo vista a sua presença constante nos últimos clássicos como scorer. Ademais, o novo contratado Souza demonstra grande aptidão ofensiva, além de recomposição defensiva “cirúrgica”. Souza será o elemento surpresa.

O único receio deste blogueiro que vos fala é a excessiva lentidão adquirida pelo time do Grêmio face às lesões e às negociatas. Mário Fernandes não é mais rápido que Gabriel, mas ele tem a passada mais larga. Júlio César é bem mais rápido, efetivo e agudo que Bruno Collaço (é como comparar água do Arroio Dilúvio com vinho chileno). Douglas não é o mais célere dos articuladores, porém é mais incisivo e ágil que Marquinhos. Essa morosidade do meio de campo gremista pode facilitar as coisas para o rival.

Afora isso, prevejo um belíssimo clássico, com grandes jogadas, muito nervosismos de parte a parte e uma vitória consistente do Imortal Tricolor. Será um prenúncio de que Roger Machado ainda será nosso comandante da casamata.

Com a chegada de Bertoglio, Cristian Rodrigues e os dois zagueiros (possivelmente Guillhermo Burdisso e Leandro Almeida), é indubitável o fato de que Wanderley Luxemburgo terá qualificada matéria-prima para reencaminhar o Grêmio ao caminho dos títulos.

Tchüss, fussballteigers!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.