Amigos Gremistas, pilule

Os mais jovens não sabem (e alguns mais velhos não lembram), check mas quem fazia jogos épicos como o do Atlético-MG de ontem era o Grêmio.

Pegada, raça, marcação, esforço e muito UPA-UPA-VAMO-VAMO. Por que o Grêmio não joga como o Atlético? O time atual do Tricolor não tem isso? Creio que até tenha. Entretanto, há uma VALÊNCIA que falta para a nossa equipe e que os mineiros possuem: QUA-LI-DA-DE! De nada adianta ralar o bumbum no gramado se tua equipe não sabe o que fazer com a bola quando a recupera.

jardel

Tenho lido em blogs e nas redes sociais murmúrios contra a escalação e a formatação tática que Scolari tem mandado a campo. “Excesso de volantes”, eles dizem. “Por isso que o time não faz gol”, comentam alguns. E é aqui que volto ao texto que escrevi na última semana sobre Felipão.

Nosso treinador, ao chegar aqui em 2014, tentou montar um esquema bem próximo ao FUTEBOL TOTAL. Ou vocês esqueceram do PARTIDAÇO que fizemos no Mineirão contra o líder Cruzeiro? E qual foi o problema naquela partida e em outras tantas no ano? A falta de qualidade para fazer os gols e matar os jogos.

Felipão viu que falta QUALIDADE para fazermos gols. E que isso dificilmente seria resolvido em 2014 sem contratações, só com os jogadores do grupo. Tratou de fazer o quê? Repito o que disse antes: FECHOU A CASINHA. É o que temos para o momento: jogar para não levar gols e, QUANDO e SE DER, fazer um. É duro, é triste, mas é a realidade do momento.

As críticas devem recair sobre quem é o responsável pela montagem do grupo. Tanto em 2013, quanto em 2014, deixou-se muito na mão dos treinadores da época as indicações de jogadores. E eles não decepcionaram: pediram jogadores com a sua cara. Luxa, o humilhado de ontem, por exemplo: indicou os zagueiros Cris e Werley e o lateral Pará. E o END, que ontem achou NORMAL levar 3 em casa, aprovou nomes como o de Dudu (que tem potencial pra ser bom jogador, só que é um atacante que simplesmente NÃO FAZ GOLS).

Os treinadores citados estão errados? Ao meu ver, não. Fizeram o papel deles. Errado está quem avaliza contratações ruins e a montagem de um grupo de jogadores medíocres.

Em tempo: não foram só contratações ruins. A atual direção acertou a mão em algumas coisas no futebol: Geromel foi um achado e a nova política de aproveitamento da base me parece bastante interessante (ter, no mínimo, 60% dos direitos de um jogador para ele estar no clube fará muita diferença ali na frente).

Espero sinceramente que, pra 2015, a coisa mude bastante. E conto também com uma melhor participação do técnico nas decisões. Felipão já mostrou que ainda pode contribuir muito nesta questão.

Enfim, que os jogos de ontem sirvam de lição. E ela, a lição, não está só nos vencedores. Santos e Flamengo repetiram erros Tricolores recentes. É preciso aprender com os erros dos vencidos e não repeti-los.

Os mais jovens não lembram ou não viram. E os mais velhos já esqueceram. Mas o estádio que pulsava e via partidas épicas até poucos anos atrás era o Olímpico. Que a Arena tenha esta chance em breve.

Quanto ao Grenal, é vencer ou vencer. Força, Grêmio!

Abraço de gol.

Rafael Pinto
@rafatpinto

Participe da discussão

27 comentários

  1. Quando vejo o Ramiro jogando e não um Walace, da vontade de desistir de tudo.

    Não que o Walace seja a solução, mas ele soma muito mais no time.

    E o Pará, nunca gostei do Pará pelo simples motivo…. lateral que não sabe driblar, não é lateral.

    O Grêmio não tem plantéu ruim, mas o time é capenga.

    Olhar os times mineiros jogando, com velocidade, energia, jogadores fortes e com vontade, chega dar pena do que é nosso time.
    Grêmio é nojento de olhar, deprimente, lento, sem jogadas, sem continuidades de jogadas boas. Sempre tem um perna de pau no meio do caminho.

    E quando parece que vamos fazer um gol, a bola vai pra fora.

    Solução disso tudo… BASE. Temos que remodelar na fábrica, mudar o layout, trazer máquinas novas e colocá-la no século 21.
    A velha fórmula de fazer jogadores não serve mais.

    E que venha o colorado, que também não estão com essa bola toda.

  2. Rafael!
    Assino embaixo o teu texto. Mas, cito apenas uma “pequena-grande” diferença entre as equipes do Grêmio e a do Atlético: “Luan”. O nanico deles, como o nosso, é esforçado, veloz e driblador, só que joga com inteligência e para o time. Mais ainda, faz gols. Esse é apenas um dos fatores. Poderia citar outros, mas, todos sabem onde está o “furo” e só não vê quem não quer ou é teimoso.
    Vou ao Grenal esperançoso, uma vez mais. Não que a equipe me dê a certeza da vitória. Isso é improvável mas, é mais uma chance de vencer o nosso maior clássico jogando em casa. Será que os nossos jogadores, técnico e dirigentes que são muito bons nas entrevistas pré-jogo e que consideram 1X0 goleada, vão acertar dessa vez e nos dar a alegria de soltar o grito da vitória? Olha, gente, estou tão carente de uma vitória sobre o nosso maior rival, que até estou pensando em embarcar nessa. E, se a vitória vier, vou mudar meus conceitos sobre futebol e sair por aí a comemorar, mesmo que seja com as “calças na mão”. Jamais pensei que um dia chegaria a esse ponto.
    Mas, vamo que vamo Grêmio!

  3. – Wanderley e Enderson. Dois treinadores que passaram pelo Grêmio.
    Ontem, ambos demonstraram que estão defasados tecnicamente. Pior o Mengo que fez três e conseguiu tomar quatro. A maionese desandou no segundo tempo. Já o Santos, jogando em casa, também se deu mal no segundo tempo depois de estar vencendo. Creditar a queda de rendimento da equipe e a “virada” unicamente à qualidade do adversário, foi uma tentativa marota de tentar justificar a desclassificação “tirando o corpo da jogada”.

    – Nada de novo no front. Se classificaram as equipes que jogam futebol de verdade. Que ousaram, que disputaram a bola com vontade e energia, que procuraram o gol. Nem pensar em 0X0 ou 1X0. Futebol de encher os olhos, de muitos gols, de provocar alegrias e tristezas durante 90 minutos. Lógico que teve um vencedor, mas, todos os que participaram saíram gratificados.

    – O Grêmio atual passa longe dessa “turma” no quesito “VONTADE DE VENCER”. A vitória, para nós, é uma possibilidade remota, pois entramos em campo mais preparados para não perder do que para vencer.

    – Algo precisa imediatamente ser revisto. A mudança não pode ser apenas um discurso vago e inconsistente. Insistir no que não deu certo é prolongar a agonia. É preciso muita competência e agilidade para estancar a rotina de incertezas e estabelecer uma nova ordem. Não dá mais para iludir o torcedor com frases de efeito!

  4. O Grêmio não joga como o “bom” (nada demais) Atlético MG porque não há planejamento de futebol; porque a montagem do grupo de jogadores é realizada em desacordo com a filosofia de jogo que se pretende (ou distoante da filosofia histórica de jogo do Grêmio: determinação, pegada, suor, organização, VONTADE DE VENCER….). Apontar somente Luxemburgo e Enderson seria uma “meia verdade”. Os maiores responsáveis pela montagem de um grupo CARO e RUIM foram o Presidente e seus Diretores de Futebol.
    LUAN: está aqui um jogador que poderá estar sendo “perdido” pelo Grêmio, a partir da pouquíssima falta de compreensão e ou paciência da torcida gremista. Afirmo: Luan é o ÚNICO jogador de quem se pode esperar uma jogada diferente; aguda. Sim, ele tem errado bastante, mas jamais se omite nos jogos. Ele tem muito, mas muito futebol. Basta “ligá-lo”, motivá-lo, passar confiança e apoiá-lo. Com algumas diferenças (características), lembro de DOUGLAS COSTA. Foi trocado por HUGO (vendemos à Ucrânia e contratamos Hugo). Isso mesmo: HUGO, aquele que jogou no Juventude e no Flamengo.
    GRENAL: domingo é dia de fazermos a nossa parte: torcer e acreditar, pois somos GREMISTAS. A única CHANCE de o Grêmio (menor em qualidade técnica do que o SCI) vencer ao SCI será jogar como se fosse o último jogo, a última oportunidade de classificação, uma final de MUNDIAL. Se os jogadores gremistas jogarem com determinação, vontade de vencer e emoção (suando a camisa), será possível vencer! Do contrário…..
    QUE O GRÊMIO TENHA 90 MINUTOS DE UM GRANDE GRÊMIO (1994/1997)!!!

  5. Grêmio já cometeu o primeiro erro da era Scolari de mandar embora todos os meias do time, com o pedido de redução de grupo partido dele. Ou colocam alguém que entenda da coisa, ou só a ajuda de Scolari não vai servir pra montar time.

    Quanto aos 3 volantes, a conversa é outra. Não me incomodo realmente com os 3 volantes. O problema pra mim é que no começo Scolari conseguia montar um time que ficava com a maior posse de bola, mesmo com 3 volantes, e isso se traduzia em superioridade e, mais frequentemente do que não, em vitórias. Não sei o que aconteceu, se foi a saída do Giuliano ou do Fellipe Bastos, ou se o time simplesmente mudou do nada de atitude. O fato é que agora jogamos esperando pela bola em vez de com ela, no maior estilo Portaluppi ou mesmo Luxemburgo, que hoje está acadelando outros times e perdendo pros Atléticos da vida.

    Scolari fazendo o mesmo aqui é adorado. Quem disser que o Grêmio rendia menos com a posse de bola do que rende agora, estará mentindo ou cego de fanatismo por Scolari

  6. O Rafael fez a pergunta e deu a resposta. O Grêmio não joga como o Atlético porque não tem qualidade e culpa não é desta direção e também não foi da outra. Quantos jogadores surgiram nos últimos anos três ou quatro e que poderiam fazer a diferença? Vamos lembrar alguns?

    Mario Fernandes, Alex Telles, Wendel, Fernando, Douglas Costa, Jonas. Coloquem estes caras no time de hoje e vamos ver o que vai dar. Alguém se lembra de mais algum?

    Tivemos que vender para pagar as contas e é assim que vai ser amanhã. Enquanto nós não tivermos um clube sólido financeiramente vai ser sempre assim.

  7. Acho que o novo presidente não vai ganhar nada também, pode até ganhar um gauchão, e vai morrer na práia como todos os outros pagando conta. Acho que daqui a cinco anos recuperamos a hegemonia no RS e quem sabe no Brasil, se nenhuma tempestade acontecer pelo caminho.

  8. Certa ocasião o Internacional contratou um sujeito que pediu ou disse que os resultados viriam em cinco anos, que era o Medina. Parece que o cara estava certo. Agora o Grêmio trouxe um sujeito para s categorias de base, que parecia ser competente, mas dizem que não era da turma do Felipão e está indo para o São Paulo. A turma do Felipão é o Ivo Wortmann, que deve assumir e o Cacau.

    Onde anda o Cristiano Ferreira que é o especialista? E aí, é bom ou é ruim?

  9. irretocavel o texto, parabéns.
    gostaria de fazer um pequeno adendo, nós torcedores precisamos ter mais paciência, grandes equipes não são formadas de uma hora para outra, o Grêmio campeão do mundo levou alguns anos para ser montado, o Grêmio de 1995 é exceção.
    Devemos cobrar a mudança de temperamento dos atletas e dirigentes, esse deve ser o nosso foco, além do alento.

  10. Acho que ninguém espera um Grêmio do mesmo nível do campeão do mundo. O futebol muda. Mas um clube não precisa necessariamente ter um time inesquecível pra lutar por algo. Quem se lembrará do Fluminense de 2012 ou do Flamengo de 2013?

    A paciência do torcedor está esperando o retorno do Grêmio desde o rebaixamento. Tomara que Scolari fique por muito tempo e que tenha gente competente do lado dele pra fazer esse tal planejamento, que já devia ter começado uma década atrás, ter continuidade e dê frutos. Senão continuaremos aqui em 2015 conversando sobre o grupo ser deficiente e que devemos esperar pelo ano seguinte. Aí os resultados não vêm, ficamos com receita baixa, temos que vender os únicos jogadores bons que aparecem, formamos outro elenco deficiente e aí até chegar no ideal, entra o próximo presidente, demite o técnico, desfaz o grupo e continuaremos a saga do Grêmio Eleições Porto-Alegrense.

  11. O Grêmio jogou duas Copas do Brasil em 2013 e 2014, já na era dos “3 volantes”, e marcou 2 gols em 6 jogos.
    Já o Galo, em duas partidas somente na CB de 2014, fez 8 gols e chegou na final.
    A diferença está na postura, de uma direção que tá com sangue nos olhos e sempre de olho no mercado com o Kalil dentro do futebol e a nossa direção, que vai buscar o Duda Kroef pra controlar o futebol! O Duda que esperou 45 dias pelo Autuori!!!!!

    Vejam só o que nos aguarda pra 2015: Duda Kroef e Rui Costa no futebol e Paulo Paixão na preparação física (o homem das 40 lesões por ano no inter). Quantas lesões musculares tivemos em 2014 com o Fábio?
    Na base sai o Chavare e recomeça o trabalho, pela milésima vez. Mudam os conceitos e nada de trabalho de longo prazo.

    Vamos começar mais um ano igual aos 10 anos anteriores e chegar no final de 2015 lutando por vaga.

  12. Vejam os elencos de Galo e Cruzeiro. Contratações de jogadores velozes e de múltiplas funções.
    O Luan deles é o Dudu nosso, é uma usina pra fazer uma jogada. Mas ao lado dele tem o melhor atacante do Brasil, o Tardelli. Do outro lado tem o útil Maicosuel. No meio tem o Dátolo. Todos sabem chutar a gol. Na centroavância o Carlos, baita revelação. Além disso um zagueiro que é arma ofensiva e mortal na bola parada.

    No Cruzeiro a mesma coisa. Um centroavante chutado do Grêmio e ainda jogando bem. Ao lado Willian e Goulart. No meio Everton. TODOS sabem driblar, chutar e são velozes. Ainda tem um baita volante que sabe chegar na frente, Lucas, mais Julio Batista, Dagoberto, Borges…

    No Grêmio, além do esquema prejudicar o time, contratamos jogadores sem vocação ofensiva. Fernandinho e Dudu têm velocidade, mas não sabem fazer a jogada final, não chutam bem. Luan, que deveria jogar avançado, joga no meio campo, cobrindo o Pará. Além do que o Grêmio abandonou a ideia dos meio campistas. Enquanto Galo tem Dátolo e o Cruzeiro Everton Ribeiro, o Alan Ruiz é banco por aqui!

  13. targa, não esquece do imortal ramiro, o anão ruim de bola que é titular incontestável desse time maravilhoso do Grêmio.

  14. peraí, então quer dizer o hein confirmou que o anúncio da “compra” da arena foi eleitoreiro? porque eu não me surpreendo mais…

  15. Que título sensacionalista. Dá a impressão de que a compra não irá se concretizar, quando os rumos apontam em outra direção. Se é eleitoreiro ou não, não é nada realmente surpreendente ou mesmo relevante, afinal ninguém acha mesmo que a gestão do Grêmio é composto por monges absolutamente desinteressados numa reeleição, ou acha?

  16. O Hein só disse o que então era especulado, escancarou os métodos e propósitos dessa direção.
    O que eles querem é permanecer no poder, então inventam situações pra iludir o torcedor médio. Inventaram o fundo de investimento e o jogador do kofre, agora anunciaram a compra da Arena, quando nós sabíamos que não havia negócio fechado ainda.
    O Futebol não é prioridade, isso tá claro. Hein cita a falta de título, mas que é compensada por fatos eleitoreiros.
    É o Grêmio de Eleições Porto Alegrense!!!

  17. Impzone!

    – Mais do que sensacionalista e/ou relevante o texto é “bombastico” Escancara e traz à publico, o que todos nós já sabíamos há tempo. Manifesta, ainda que de forma velada, uma certa “cumplicidade” com o comportamento nada ético das lideranças dos grupos políticos dominantes no clube. Considera normal o acontecido. A partir destes conceitos, podemos deduzir que nessa briga onde impera o “vale-tudo”, “mentir é a palavra de ordem” e “o fim justifica os meios””, a fim de que a “nossa verdade” se sobreponha às demais. No meu ponto de vista, por trás de tudo isso, há uma perceptível dose de desencanto cujas razões desconhecemos. Foi uma manifestação surpreendente.

    – Domingo, na Arena, todos os que puderem ir. Está chegando o “dia da virada”. É amanhã, 09 de Novembro de 2014. Dia para fazer história! VAMOS, GRÊMIO!!!

  18. Não me leve a mal, eu só não me surpreendo mais com isso nem vejo uma alternativa melhor pra gestão do clube… os grupos políticos do Grêmio precisam se renovar

  19. Enviei um outro comentário antes desse, mas o blog engoliu e não me deixou reenviá-lo dizendo que é repetido. Não redigitá-lo, talvez uma outra hora…

  20. Enfim, como disse no outro comentário que o blog engoliu, política e ética não andam juntos, e no Grêmio isso não é diferente, infelizmente. Um grupo político, com boas ou más intenções, quer poder. E quando consegue, com boas ou más intenções, quer permanecer. Natural.

    Também me decepcionei por deixarem a compra pro ano que vem, uns 2 meses a mais pra gestão dividir suas atenções entre o estádio e o futebol, que já deveria ser a prioridade em tempo integral há um bom tempo. Também não aprovo mentiras na relação do clube com o torcedor.

    No entanto as negociações estão acontecendo. Não é como se não fosse acontecer. Se ela se concretizar no tempo prometido, não será mais mentira. Se demorar mais, nós vamos cobrar. Se não se concretizar, aí sim será um escândalo.

  21. ATENCAO : GOLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL DO ALAN RUIZ ! haaaaaaaaaaaaaaaaaaaa. QUERO VER AGORA SE eles ( DIRIGENTES ) VAO TER vergonha na cara , E CONTRATAR – LO de VEZ ne . e DAR passe LIVRE pro ==== dudu etc .

  22. Mais que a vitória, grêmio deixou o acadelamento de lado e as coisas funcionaram.

    Parabéns Grêmio pelo dia de hoje.

    E o dalebiba não recebeu cartão? Esse gringo provocou todas as confusões.

  23. MAIS 1 GOLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL DO ALAN RUIZ !!!!!!! QUEM ” VCS ” QUEREM EM 2015 = A. RUIZ ou dudu ( PAPAI NOEL / 1 GOL PRO ANO ) ??????????

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.