Acabou, drugs finalmente acabou.

Acho que não foram mais que 2 meses de eleições oficiais do Conselho do Grêmio, mas aqui na internet pareceu que foram 6 meses. Internet é maravilhosa (veio para ficar, inclusive), mas dá poder e potência para uma minoria barulhenta. Pensando melhor, será que apenas na internet que isso ocorre? Enfim, divago.

conselhogremio-e1370633364818

Com o fim das eleições e os novos nomes do conselho chegando e se acomodando nas cadeiras, sinto uma obrigação de dizer para quem ira sentar na cadeira em que ocupei: Faça mais, melhor e mais vezes do que eu fiz.

Aproveite que pegou a cadeira quente, de nada, e comece a fazer algo. De todas as coisas que vivi como Conselheiro do Grêmio a única que eu não vivi foi uma: NUNCA. Ninguém. Nem pessoalmente. Nem na internet, muito menos escondido sobre o anonimato que ela proporciona. Nunca fui questionado sobre a real função do conselheiro do clube.  Não estou mentido, é a pura verdade. Pensando de forma pessimista, essa é a maior decepção da minha participação lá. Pensar de forma otimista me leva a crer que todo mundo já saiba, o que duvido.

Eu ajudei em tudo que eu pude, mas fica aquela sensação de que eu poderia ter feito mais. Não é uma sensação agradável, mas seria necessário mais tempo para mudar algumas coisas que acho errado. Nesse tempo em fiz de tudo um pouco. Elogiei publicamente as coisas que eu considerei certas, critiquei publicamente muitas coisas que julgo erradas. Critiquei reservadamente e algumas vezes publicamente pessoas, animais, fakes, instituições, profissões e ações que achei idiotas, erradas ou simplesmente sem sentido. Acho que fiz o certo, mas posso ter errado em alguma coisa. Como diria o ídolo Kléber Bambam: Faz Parte.

Engraçado pensar que um cara como eu que não venho de uma família de gremistas tradicionais que possuem uma história presente no clube e todo aquele papo que se ouve nos corredores do feudo ter chego onde cheguei. Não venho nem de uma família fanática por futebol, sou gremista por causa do meu padrinho que é torcedor comum nos olhos dos gigantes do clube, mas que para mim isso não faz diferença alguma. Fui no Olímpico pela primeira vez com ele e graças ao meus amigos consegui levar ele na Arena, infelizmente no pior jogo do ano – contra o Cruzeiro de POA-Quase-Cachoeirinha.

Eu pensei em pedir desculpas, mas não acho que cabe desculpas. Penso em tudo como um marketing de guerrilha fraco ou um Case de Quase-Sucesso.

Foi engraçado representar algo para que na real não valia nada e que na real muita gente acreditou nisso. Essa brincadeira que era tão interna e depois ganhou um corpo maior por causa do tuiter. Eu percebi que o lance era sério quando outros conselheiros me questionaram sobre a veracidade do fato, foi aí que a ficha caiu e percebi que na real fora época de eleição, ninguém lembra direito que é o conselheiro do clube ou não.

Por isso permaneci e muitos dos amigos entenderam a brincadeira e levaram de boa. Estudei por um tempo o que algumas dessas pessoas faziam na rede e na vida e percebi que não sou tão diferente assim. Só não tinha acesso – ou melhor, nunca procurei ter acesso – as reuniões do conselho. Não gosto muito de pactos e fazer circulo em volta de um pentagrama, mesmo sendo azul.

Fui o pior conselheiro por de fato nunca te-lo sido, mas sempre que questionado publicamente sobre algum assunto ou mesmo respondendo uma dúvida ou dando uma opinião, sempre o fiz. Ou seja, atendi o torcedor e o associado assim como um conselheiro faria e fui o melhor no que eu poderia fazer, expor as deficiências de um sistema que não se conhece e que precisa ainda melhorar.

Espero que os novos conselheiros mantenham a linha que eu tive, de ajudar à todos sem pensar no que poderia aproveitar posteriormente.

Que o felizardo que usar a mesma cadeira que eu usei, tenha até mais vontade de melhorar que eu tive e também tenha a mente aberta que não parece ser um padrão.

Desejo a todos os novos conselheiros muito trabalho e sucesso, os dois devem andar juntos.

@faneinbox – ex-conselheiro que ainda pode dar conselhos.

Publicado por Fane Webber

Minhas redes sociais. @faneinbox no Twitter. /faneinbox no Facebook. faneinbox@gmail.com é o e-mail de contato.

Participe da discussão

1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.