Ontem, mind após  o final do reencontro entre Luxa e Grêmio, me peguei pensando no quanto estes dois se parecem. Pois, vejamos:

 

Luxemburgo não ganha nenhum título de expressão há pelo menos 10 anos, apenas alguns estaduais esparsos aqui e ali. O Grêmio não ganha nenhum título de expressão há pelo menos 12 anos, apenas alguns estaduais e a série b aqui e ali.

Luxemburgo continua se gabando e cobrando salários altos em cima de seus resultados do passado. Nunca seu passado recente é levado em conta quando o contratam. o Grêmio continua se gabando e gastando tubos de dinheiro baseado nos resultados do passado. O passado recente é ignorado na hora de tentar fazer o certo.

Luxemburgo fez midia training e nas entrevistas é desculpinha aqui, refugo ali, uma desviada de foco acolá. O Grêmio não fez midia training, mas parece. É “não vendemos craque” aqui, “o boca é um caxias com grife ali”, um “no grenal vamos patrolar” acolá.

Luxemburgo tem “pojeto”. O Grêmio tem planejamento.

Luxemburgo não se renova, treina futebol como se o mesmo nao tivesse evoluído, não se envolve, não busca conhecimento. O Grêmio não se renova, administra o futebol como se o mesmo não tivesse evoluído, os que estão lá não se envolvem, não buscam conhecimento.

Luxemburgo vai pingando de clube em clube sem nenhum resultado efetivo, apenas engana aqui, quase chega lá e enche o bolso numa demissão praticamente planejada. O Grêmio vai pingando de campeonato em campeonato sem nenhum resultado efetivo, engana aqui, quase chega lá e vai esvaziando o caixa do clube numa falência praticamente anunciada.

 

Quando Luxemburgo foi anunciado para treinar o Grêmio, os sensatos sabiam que tinha um prazo de validade, era só olhar os resultados recentes do treinador e do clube. Quando Luxemburgo foi demitido do Grêmio, os sensatos sabiam que não ia ser diferente o final do ano. É só olhar os resultados atuais do treinador e do clube.

Ontem, não podia ser outro o resultado do jogo. Um empate que não leva nenhum dos dois para nenhum lugar, o treinador segue enganando ali pra ser demitido em breve com o bolso cheio e o clube segue enganando aqui pra encher a torcida de expectativa e comemorar uma vaga depois.

 

Pensei nisso tudo após a entrevista do Koff, depois do jogo. Ele admitiu ter sido “condicionado” pela imprensa e pela torcida para renovar o contrato do ~pofexô~ no ano passado. Não consigo aceitar um presidente campeão do mundo com o clube ser “condicionado” por alguém. Onde andam as convicções, o planejamento, o “vamos estruturar o clube”?

Eu sei onde anda tudo isso, enfiado dentro da politicagem feita dentro do Grêmio. Politicagem que faz o ciclo se repetir a cada ano e não será diferente no ano que vem. Infelizmente.

 

Sigamos.

Participe da discussão

1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.