O Grêmio criativo de 2014

Recentemente o Grêmio anunciou em seu site oficial que irá voltar-se também para o ramo de Fast-Food com uma franquia própria que está sendo criada.

0_shopping2_l

O Grêmio tem se mostrado muito criativo e esforçado para conseguir dinheiro para os cofres do clube de formas alternativas, viagra buscando caminhos diferentes aos tradicionais (empréstimos e receita da TV). É sabido que o clube tem dificuldades financeiras e que diferente de outros clubes do pais, não é um clube que consegue se manter em pé devendo dinheiro em nível de clube carioca.

O Grêmio começou o ano fazendo a Pré-temporada Topper em Bento Gonçalves que já se pode dizer, é um sucesso. Tanto financeiro quanto de estratégia para o clube. Não ficarei impressionado se a prática começar a ser copiada no país inteiro, simplesmente não ficarei.

O ano de 2014 começou muito bem para o Grêmio nesse sentido, o clube está muito mais criativo que nos anos anteriores, isso é bom e significa que tem um esforço sério dentro do clube para mudar a situação atual.

Quero dizer que esse texto é a minha opinião e você, leitor, tem todo o direito de discordar. (Mas eu só o considero inteligente se você concordar com pelo menos alguns pontos meus abaixo!)

Produção desastrosa anterior

Quem tem o costume de ler os textos que escrevo para esse site sabe que sou, no mínimo, bem reticente com o marketing e com a publicidade do clube, principalmente se tratando de internet.

Tudo que o Grêmio pensou, abraçou e executou (ou executaram para eles, que seja) nos últimos 4 anos foi meio desastroso. Olha, não vou me estender mas:

  • Bonecos toscos do Andre Lima, Dinho, Rochenback*, Jardel…
  • Vídeos motivacionais de jogo. Alguns em particular foram muito toscos, principalmente aquele do ano passado com a torcida, JESUS!
  • As ações de despedida do Olímpico também não foram grande coisa e as melhores coisas nem foi o Grêmio que fez.

Isso só para me ater a alguns exemplos.

– ai fane mas o Grêmio é um dos times que mais vende camiseta, que mais vende produtos licenciados etc etc etc.

Isso é verdade, mas as vendas não são por causa da qualidade da propaganda gremista online, off-line ou qualidade dos produtos. É ssó porque tem a marca Grêmio e no que se diz respeito a Grêmio, não existe concorrência. Mas de fato é ruim, O Grêmio só vende camiseta para gremista, outros clubes do planeta Terra vendem camisetas para todo o tipo de pessoa que gosta de futebol.

Vendemos muitas camisetas porque as últimas camisetas são lindas, não é porque existe camiseta do Grêmio em Xangai para vender.

Aliás, pouco adianta ter uma camiseta do Grêmio para vender em Milão – por exemplo, se a marca do clube não alcança Milão e que a maior promoção do clube no exterior é justamente o torcedor. A melhor propaganda gremista é o torcedor usando a marca do Grêmio.

Não, o vídeo motivacional maluco e mal feito não ajuda em nada. Vou parar aqui porque estou me estendendo demais com essa questão.

* Nunca soube escrever o nome desse camarada, não será hoje que vou aprender.

Voltando a comida.

A ideia de lançar uma marca oficial de comida rápida é genial.

Se o produto for bom, não tem como dar errado. Ter a marca do Grêmio ajuda muito, principalmente no começo. Agora, a excelência do produto vendido é fundamental, principalmente para agregar clientes além do que é esperado, gremistas. Até porque se for ruim, não vai ser porque é Grêmio que vá vender bem. E se tratando de negócio, vender bem é fundamental.

Aliás, se for bom nem a questão clubística vira impeditivo para os consumidores. Sério, se for bom vai ter torcedor de qualquer clube comendo, não acredito em xenofobia por causa disso. Você acha que um colorado iria deixar de comer algo que fosse realmente bom? Alguns mais fanáticos sim, mas existe muita gente tolerante ou que nem gosta de futebol tanto assim e só se importa com o produto. Por isso a qualidade é fundamental, repito.

A crítica.

Nem tudo são flores no caminho alimentício.

O Grêmio irá abrir para votação o nome da franquia.

Eu acho esse tipo de atitude muito preguiçosa e omissa. Não quer se responsabilizar por um nome que tu não achou tão bom? Abre uma votação aí e deixa que o “povo” escolha.

Eu tenho um desgosto natural por esse tipo de ação. Certamente alguém pensa que vai gerar um buzz, mas não me lembro de uma boa aceitação para isso. O povo fala, mas fala de como é tosco. Não por ser legal.

Garanto que alguém pensou: “Vai dar visibilidade“. Visibilidade a quê? Se a marca nem existe ainda, porque o principal está em votação, meu filho!?

Acho que vocês entenderam que eu odeio esse lance de votação de nome de empresa, marca, produto, criança, filgo de personagem animal em novela… Acho muito preguiçosa essa atitude de “jogar para a galera” uma decisão que deveria ser pensada e planejada na empresa.

O Grêmio apresentou 3 ideias de nomes já com seu pseudo-projeto visual para cada uma das opções:

BrasaAzul, TriBurger e Hamburgeria1903.

Veja os logos.

gremioburger

Honestamente os três nomes são legais, na minha opinião. Mas eles não representam o mesmo produto. Cada um parece tratar de um segmento diferente no ramo de alimentos. Por isso que deveria existir a coragem e escolher o nome internamente!

Não sei se vocês concordam comigo nesse ponto, comentem na postagem. Quero realmente saber o que vocês pensam.

Por que para mim, basicamente é assim:

TriBurger é um nome para lancheria, que vende algo parecido com xis, refri, lanches saborosos e rápidos.

Hamburgeria 1903 parece nome de um lancheria gourmet, um pouco mais refinada que o nome anterior. Em Porto Alegre temos vários exemplos disso, porque virou moda no último ano.

BrasaAzul. Não parece Lancheria de Xis. Não parece algo meio termo como o Hamburgeria 1903. Parece algo mais executivo. Vejo em minha mente pessoas de terno e gravata comendo e se divertindo com gente que talvez nem goste tanto, algo mais profissional.

Os nomes são bons, mas não significam a mesma coisa. Como pode ser aberta uma votação se cada nome remete a um estilo diferente?

Isso deveria ter sido feito de acordo com o tipo do empreendimento, é planejamento! Vocês estão entendendo?

Se eu escolher o nome estou escolhendo o ramo de atuação também?

Se o estilo já está pensado não seria melhor ter escolhido o nome e ter feito o Branding baseado na escolha. Será que fazer uma coisa dessa magnitude de forma séria e profissional é demais?

Eu ser gremista é o meu maior defeito nessa avaliação, porque eu sei que o Grêmio pode sempre fazer mais e melhor do que é apresentado.

Para finalizar, na noticia do site do Grêmio informa que serão três as modalidades de lojas: Em praças de alimentação de shoppings, lojas de rua e lojas móveis (Será que teremos um FoodTrucker tricolor? acho bacana!).

Outra coisa que é informado é que 3 lojas serão abertas em 90 dias!

Eu, obviamente, não tive nenhum contato com o processo de criação. Essa é a minha impressão e opinião sobre o projeto que tem tudo para dar certo. É uma ótima ideia e estou torcendo!

O que eu mais quero é ser cliente e tornar um hábito alimentar novo na minha vida!

Todos tem o direito de opinar. O que vocês acham?
Fane Webber – @faneinbox

Publicado por Fane Webber

Minhas redes sociais. @faneinbox no Twitter. /faneinbox no Facebook. faneinbox@gmail.com é o e-mail de contato.

Participe da discussão

38 comentários

  1. Achei interessante a preocupação do missivista com a investida do marketing do clube no ramo do fast-food, ainda que prematuro o otimismo.
    Tem tudo para dar certo, desde que a idéia – que é bem bolada – seja executada com profissionalismo.

    Pode ser até pretensão de minha parte, mas, acho que entre as milhares de sugestões de gremistas, há de haver alguma que com criatividade e forte apelo comercial, desperte a atenção e caía no agrado do público em geral.

    Sugeriria, ainda, uma campanha publicitária convocando o torcedor para enviar sua sugestão. No ano da Copa, com jornalistas e turistas de todo o mundo na cidade, o lançamento da Rede teria repercussão mundial imediata.

    No embalo, sugiro um nome: BIG BLUE. Logicamente, o distintivo do clube deve fazer parte do visual que vai ornamentar a fachada das lojas da Rede, para que todos saibam com quem estão lidando!

    Uma frase de efeito e chamativa (slogan) seria o mote que embalaria a campanha.

    Da mesma forma, essa é apenas a minha opinião.

    Um abraço.

  2. Bela análise!!!

    A ideia é ótima, mas tb tive a mesma má impressão sobre a escolha dos nomes. É difícil comentar sem saber ao certo até que ponto o mkt do Grêmio se envolve no negócio, mas concordo que as opções de nomes remetem a produtos/serviços distintos, o que seria um erro no posicionamento da marca.
    Não ficou claro ainda a proposta da franquia, se são lanches em geral, hambúrgueres, almoço…

    Pra descontrair, acho que o cube perdeu a chance de escolher um nome que seria espetacular: Avalanches!

  3. Primeiramente, desculpe, Messias, mas BIG BLUE parece nome de ator pornô.

    Depois, espero que não seja um hamburguer ruim como o do Bob’s, mas algo que realmente tenha vontade de comer quando se estiver na rua e não quiser uma refeição pra valer. Pode investir em lanchonetes no interior, em cidades menores, pois lá as pessoas além de terem um contato menor com o clube, não tem muitas opções nesse sentido e uma rede de fast food com certeza faria sucesso.

    Uma pergunta: essa rede vai ser do Grêmio ou vai funcionar por franquia?

  4. de fato o mkt do Grêmio está começando a deslanchar em 2014, pelo menos no que é público.
    Revista 1903, Grêmio TV, Pré-Temporada e agora essa das franquias.

    Incrível que com o Renato em 2011 ficamos em Porto Alegre na pré-temporada, porque o Renato decidiu que não queria ir pra Bento. Em 2013 também ficamos em POA com o Luxa, dividindo parte do tempo no Equador.

    Essa escolha jamais deveria ser exclusiva do treinador! O impacto que gera na torcida da serra é enorme, vai muito além dos critérios técnico e físico dos jogadores.

  5. Messias.

    Nada contra a tua ideia, mas abrir escolha de nome é pior que votação genérica. Por causa de coisas desse tipo que nomes tipo “fuleco” e “brazuca” existem. Sério. Terei de discordar dessa ideia. hahaha

    Tanga.

    Se não me engano tem um Ava Lanches perto da Arena já. hahahha

    Hugo.

    É verdade, ser um lanche bom é fundamental para o sucesso. Se for tipo um bob’s começa errado. Parece que a ideia é ir pro interior o mais rápido possível e acho que pela falta de opção, como tu mesmo falou, será uma boa!

    Anderson Kegler.

    Dúvido que seja Burgerking a marca por trás, pode ser feito nos moldes do “rei americano”, mas nada diretamente ligado. Nenhuma marca grande associaria o nome a um clube de futebol. Principalmente porque as marcas de BK já está mais que consolidada no Brasil.

    Obrigado pelos comentários pessoal!

  6. Se for Burgerking seria uma boa, dos rápidos é o que mais gosto. O meu medo é alguém que tenha poder de decisão ache que “tem a marca Grêmio, então põe qualquer merda que vai vender”. O sorvete do Grêmio nos anos 90 era muito bom, só que nunca via pra vender, só no estádio.

  7. fast foods, franquias, qualidade etc…

    Idéia é ótima, mas se não consguimos gerir o nosso negócio, que é o futebol, imagina uma rede de alimentação.

    Não quero ser do contra, mas só colocar o escudo do Grêmio na porta não irá garantir o sucesso disso.

  8. Calma, Hugo Santos! Apenas dei uma sugestão. Mas, no meu tempo de adolescente quando assistia filmes pornôs pra valer, nunca me fixei no nome do ator. Tinha coisa melhor com que me refestelar, ah!, ah!, ah!.
    Agora, falando sério, uma enquete dirigida, tal e qual a que foi feita para dar um nome ao símbolo da Copa no Brasil, não pode servir como parâmetro. Tudo não passou de um jogo de cartas marcadas. A escolha final foi da Globo que até hoje está se perguntando: onde foi que eu errei? Só podia dar no que deu…
    Fuleco? Putz!!!

  9. cawink,

    Franquia é diferente, sem gestão do clube, igual às lojas Grêmio Mania.
    O clube só define as regras e controla, o resto é função do franqueado

    O sorvete do Grêmio era demais! Quantas boas lembranças dos anos 90…

  10. Brasa Azul dá impressão de ser churrascaria. Não seria uma má ideia se eles se propusessem a disseminar a culinária gaúcha pelo país.

  11. A ideia do é muito boa. Acho que irá dar certo esse empreendimento.

    Concordo com aqueles que desaprovam a torcida votarem no nome. Acho que deveriam é ouvir sugestões.

  12. É por aí, João Luiz. Realmente a zaga do Grêmio perdeu praticamente TODAS as bolas aéreas pro Lajeadense que tem um zagueiro muito bom por sinal que é o que marcou o gol, Gabriel Atz.

    Eu ia elogiar o Cleylton que vinha muito bem na partida até entregar dois ou três lances de bola alta, perdendo todas, mostrando séria deficiência e até ingenuidade nesse quesito. Se corrigir isso, pode até dar zagueiro pois de resto foi melhor que o Canavésio que tb é fraco na bola alta.

    E o tal de Follman é um senhor entregador nas saída de bola alta. Segundo jogo consecutivo que tem falhas gritantes.

    Meus destaques vão para o menino Éverton, de 17 anos que vai confirmando suas qualidades, é um excelente finalizador e tem personalidade, vai pra cima.

    Luan que no segundo tempo, na sua posição, ou seja, como atacante pela direita desequilibrou. O Mabília consegue fazer a proeza de escalar mal, no meio-campo, nosso jogador mais habilidoso. Luan é atacante, estão queimando o guri no meio, onde se perde. Na sua, foi atrevido e cavou o penal.

    Outro que parece ser bom jogador mas fica no banco nas escolhas esdrúxulas do Mabília é o Canhoto.

    Mas ele nunca deixa de colocar seu bruxinho ruim de doer que só sabe fazer faltas que é o irmão do Maílson. Por falar em ruindade, pensei que já haviam se livrado do tal Spessato, eis que ressurge. Isso tendo o Canavarros no banco…

    Gostei de novo do Moisés que é discreto e eficiente. E do lateral Breno que nunca havia me chamado a atenção por fazer partidas comuns na base mas que vem se destacando, assumindo responsabilidade, mostrando personalidade e um bom apoio pela esquerda. Vai aproveitando as chances.

    Alguns decepcionaram como Everaldo, Ângelo que entrou depois e Jéferson que chegou a sofrer vaias pela sequência de erros. Foi mal, muito mal… mas ainda quero observar mais esse jogador.

    A gurizada jogou pro gasto e ganhou apesar do Mabília que desde o episódio do doping da base na qual estava envolvido nunca mais foi o mesmo…

  13. Enquanto isso estamos a ponto de perder Rhodolfo, tudo porque essa direção ainda não fez a troca pelo moleirão Souza.

    Mas isso não me surpreende, preferem jogador bunda-mole e deixam escapar o único de personalidade do elenco. É muita fraca essa direção de futebol.

    O Palmeiras arrumou investidores e comprou o Leandro. Todos arrumam investidores, menos os bananas dessa direção.

    Sem comando no futebol, mais uma ano de sofrimento… e fora de campo de rusgas entre Koff e a OAS. Tá duro ser gremista.

    Torcida vive só de ilusão. Mas ao menos vai viver de barriga cheia com a rede fast food tricolor… agora só falta reformular o site e levar o buraco do amor pra Arena…

    Triste fim de mandato se desenhando para nosso presidente mais vitorioso, mas que infelizmente, mostra estar bastante ultrapassado…

  14. Acerca do jogo de hoje, achei que o Grêmio foi razoável no primeiro tempo.

    No segundo tempo, a equipe caiu de rendimento especialmente depois das substituições do Mabília.

    Não é pegação de pé, mas algumas substituições dele são inexplicáveis.

    Jogadores que gostei tecnicamente na partida: Breno, Éverton e Luan.

  15. Em dia de vitória não cabe “corneta”. Agora, é duro ouvir as explicações do treinador do Grêmio que, durante toda a partida, ficou na posição “açucareiro” (com as mãos na cintura) dentro de sua área, sem esboçar qualquer reação.
    Spessato é dose. É como bumerangue: vai e volta. O pior, é que sempre arranjam um lugarzinho para ele no time.
    Destaco Luan, Everton e Breno. Num segundo plano, sem comprometer, : Moises. Os demais, com altos e baixos, com um destaque maior para Follmann que foi muito mal.
    Mabília, é um grande gremista e só. Como treinador ainda não disse a que veio. Deve ter um padrinho muito forte no clube.
    Mas, ganhamos, graças a três ou quatro individualidades que estão carregando o time e o treinador nas costas.
    Mas, vamos em frente. Quem sabe as melancias se acomodem com o andar da carroça.

  16. E a idéia não é do Grẽmio

    http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=152073

    Empresa chamada SportFood que tem todo o modelo de negócio.

    Só pediaria que o Grêmio le-se bem esse modelo para não levar ferro depois, como está acontecendo no caso Arena.

    A força da marca Grêmio deve prevalecer nesses negócios e não se prostituir ao encanto de ganhar uma “Grana Extra”.

    Li em outros blogs que a SportFood teria tentado o Corinthians, que não aceitou as condições.

    Abra o olho Grêmio.

  17. Na verdade o mkt do Corinthians havia aceitado o mesmo negócio, mas o presidente vetou. O diretor de mkt deles saiu brigado de lá, por não concordar com o conservadorismo do presidente do clube

    e o blog do Demian está sendo processado pela RBS!
    Essa é a imprensa que prega liberdade de expressão e autorregulação…

  18. tem razão o autor do artigo . quem deve escolher nome são os marketeiros pagos pra isso . chega de incompetente dando palpite

  19. mais uma vez estamos fora da Copa Santiago, caminho aberto pro 6º título seguido dos coloridos.
    Vencemos gre-nal mas novamente caímos na hora da verdade.

    E a comunicação do Grêmio precisa evoluir e parar com o amadorismo de omitir notícias negativas. Quando a base vence temos notícia no site, já quando cai nada é escrito.

  20. O Grêmio foi eliminado na Copa Santiago.

    Não temos goleiro no Juvenil e nem zaga. Os dois zagueiros e o goleiro falham muito.

    Podíamos ter chegado a final se não fossem tantas falhas na defesa.

    Os dois zagueiros são muito fracos.

    Na categoria, temos bons jogadores tecnicamente. E os que se destacaram tecnicamente foram: Junior Tavares, Arthur e Lima.

    O atacante Vico foi bem também. Mas acho um jogador muito irregular.

  21. Bimbi!

    O pessoal daqui vive dando “pau” no marketing do clube faz tempo. Agora, de repente, são competentes?

    Anderson!

    Finalmente descobriram a posição na qual o Saimon rende mais: na cama!

  22. Pois é, eu sinceramente quero ver muito mais trabalho por parte do marketing do que vender a marca Grêmio para uma rede de fast food quando a iniciativa é a da própria rede interessada.

    Marketing do Grêmio inexiste. E é mais um dos indicativos da gestão ultrapassada do Dr.Koff. É com pesar que digo isso.

    Quanto aos juvenis, quem se importa lá no Grêmio com mais uma eliminação e com um possível sexto título do Inter.

    O projeto da base não é de conquistar títulos, mas o de revelar jogadores — perdedores, ou seja, acostumados a perder. Essa é a filosofia empregada e está sendo seguida risca na principais categorias: profissional, jnrs e juvenil que vem sendo surrados em todos os campeonatos que disputam.

    Parabéns ao planejamento estratégico dos obinistas que vem sendo implantado com sucesso pelo “Projeto Vamos nos Acadelar Juntos” da gestão Koff.

    Que venha 2015.

  23. categorias de base : 2010 : vencedor Duda Kroeff , numa churrascaria – durante comemoracao da eleicao – ouço de rabo de orelha 2 conselheiros reclamarem da posição pro Odone do R Caetano que comandava uma base vencedora ( BH e outra ) : ” se nao obedece comando demite !! ” …..André Krieger na radio de viva voz declarava q se tratava de funcionário do clube e que não podia segura-lo se o Vasco ( 2 divisão ) estava fazendo propostas . Contratou Mauro Galvão e demitiu meses depois . Entrou Paulo Deitos , organizou e ganhou uma Copa BH . Foi demitido por queixa do Diretor de Futebol Dr Meira . O Grêmio esta sendo loteado há tempos

  24. cbimbi,

    Paulo Deitos metia pau na base no tempo do Odone. E só ganhou algum título porque pegou a herança deixada pela gestão Odone.

  25. Em relação a eliminação do Juvenil, acho que não se pode vencer todas.

    Mas é preciso vencer e ter o espírito vencedor.

    O Grêmio já venceu inúmeras competições de base, e quantos são aproveitados?? Um número muito pequeno. Às vezes, nenhum jogador é aproveitado.

    Agora, não adianta ter uma base fraca tecnicamente e vencedora. Tem que ser uma base que revele talento e seja vencedora. As duas coisas devem andar juntas.

  26. Grêmio está na final da Copa Promissão sub 17.

    O Juvenil B está representando o Grêmio. E o Juvenil “A” estava na Copa Santiago.

  27. Pô Cristiano, não se pode vencer todas, mas perder pode?

    O Grêmio vem perdendo tudo na base nessa gestão. Até o Juventude tem nos superado, daqui a pouco vamos virar uma terceira-força nos jnrs,eles forma mais adiante no Gauchão e na Copa SP. O Inter vem empilhando vitórias em Grenais nos juvenis e jnrs, não posso ficar satisfeito com isso.

    Geralmente os times da base que jogam BOM futebol revelam bons jogadores, disputam títulos, podem até não ganhar todos, realmente, mas algum vão ganhar. Nós não ganhamos nem o ruralito na base.

    Mas o pior é que é muito raro ver um time juvenil e jnr do Grêmio encantar, jogar bom futebol, é difícil lembrar um time gremista que tenha marcado nos juvenis e jnrs, até mesmo em alguns de nossos últimos títulos (em outras gestões) jogávamos um futebol muito pouco vistoso, num geral defensivista e revelador de volantes, pois atacantes ou um centroavante não revelamos há tempos.

    Isso pra mim é muita INCOMPETÊNCIA não tem outro nome.

    Infelizmente é como outros tem alertado pro aqui, os critérios técnicos foram deixados de lado e superados pelas brigas e picuinhas políticas, pelas negociatas dos bastidores do futebol, pelo revezamento de neófitos, de dirigentes que não são do ramo ou não estão a altura dos cargos de gestão que ocupam ou que são despreparados ou com filosofias escancaradamente perdedores, como os atuais diretores da base gremista.

    Fábio Koff antevia. Hoje é o último a saber. A demissão de Luxa ano passado foi só um exemplo disso. Nosso presidente mais vitorioso está superado, já não é mais o mesmo. A idade chega pra todos. E o piro de tudo, a sua volta, a obinolândia.

    Não tem como eu não me preocupar. Eu prefiro criticar antes pois dá tempo de corrigir, depois que os resultados pífios de campo vieram, ai é já vai ser tarde e já estou até vendo o mesmo filme dos últimos anos de gestões perdedoras, onde os que reclamam da corneta depois são os primeiros a fazerem drama e terra arrasada, queimando a tudo e todos do plantel… num verdadeiro círculo vicioso do fracasso. Tem sido sempre assim.

    Tenho dito que se ganha (ou se perde) campeonato na época de montagem dos plantéis (inicio ou meio do ano).

    O Grêmio tem um plantel muito deficitário. Entre o mediano e o medíocre. Já tinha o ano passado e é por isso que Renato conseguiu os melhores resultados se retrancando.

    Esse ano, estamos rejuvenescidos mas cheio de apostas que podem dar em nada e em algumas posições continuamos carentes.

    Hora, o Cruzeiro e o Galo mostraram a todos ano passado como conquistar títulos. Investimento forte no futebol, arrumaram investidores e contrataram no mínimo dois jogadores por posição.

    O Galo contratava dois jogadores de características semelhantes por posição e o Cruzeiro empilhou qualidade principalmente no ataque. O terceiro ataque do Cruzeiro hoje é capaz de render mais do que renderam Barcos e Kléber ano passado que não faziam gol em ninguém. E eles continuam se reforçando, Galo tentando Elias e Cruzeiro Neílton do Santos.

    Não se pode discutir com os resultados de campo.

  28. O Grêmio foi vice no meio da japonesada, jogando um futebol feio de se ver, num campeonato de fim melancólico com o Cruzeiro líder disparado sem ninguém para lhe fazer frente, enquanto o Grêmio agonizava pra ser vice em jogos que a própria imprensa teve que admitir que mostraram um campeonato de baixa qualidade técnica.

    Mas que sabe se eu encher o bucho de chopp, ceva ( tem até latinha do Grêmio) e hambúrgueres do Grêmio, tudo estará resolvido!

    É como tenho dito, se for escolher ficar entre os “amargos” em detrimento as “polianas gremistas” e seus óculos cor-de-rosa, sou mais os amargos, daqueles bem chatos, estilo da social. Ao menos é mais honesto.

    Além disso, a social chata me relembra a época em que conquistávamos títulos. Sem apoio incondicional e por cima de toda a imprensa IVI e de toda a corneta.

    Mas hoje os blogs gremistas pelo que tenho lido preferem criticar a imprensa e se preocupar com o co-irmão, do que com os problemas sérios de seu próprio clube.

    Estamos as cópia cuspida e escarrada dos colorados da época de fracassos deles.

    E quem critica é corneteiro. Vão gostar de perder assim lá no raio que o parta!

  29. Felipe Neri,

    Não quis dizer que perder todas pode. O Grêmio não foi derrotado em todas as categorias de base.

    Foi derrotado nas principais: Juvenil e Júnior. No Juvenil houve troca de treinador.

    Do sub 12 ao sub 15. Vencemos a sub 12, sub14 e sub 15.

    Há deficiências nas categorias de base. É um ano de trabalho.

    Não sei se um ano é suficiente para mudar totalmente o panorama.

    O Grêmio não revelava atacantes, porque avaliava mal e tinha a filosofia de montar equipes mais marcadoras e com jogadores mais fortes.

    Hoje, estão procurando cada vez mais a qualidade técnica.

    Provavelmente, nem todos os setores foram bem avaliados.

    Perder nunca é bom, mas o Grêmio enfrenta clubes que fazem investimentos na base também.

    Eu expressei a opinião que o ideal é vencer e revelar jogadores de qualidade diferenciada.

    Não adiantou o Grêmio vencer duas Taças BH e não aproveitar muita coisa do time porque a qualidade era insuficiente para os profissionais.

  30. Duas coisas:

    1- já notaram que sempre o Grêmio tá iniciando o trabalho da base? Sério, todo ano tem essa desculpa de “perdemos porque é início de trabalho”. Talvez se colocassem alguém na base por competência e não política isso acabasse.

    2- mais uma vez um conselheiro vai ao programa do vidarte falar merda. Até quando? E o vidarte é uma merda mesmo, só atrai essas varejeiras pro programa dele. Pensei que o clube tinha começado a reagir contra a ivi, mas pelo visto foi um caso isolado a atitude do nestor hein.

  31. João Luiz,

    Se te referes ao Marco Souza, ele não é mais conselheiro faz alguns anos. Seguidamente está presente nos programas do Vidarte para falar mal da Arena e das direções do Grêmio, em geral. Ele é uma espécie de “tudólogo” em matéria de administração de clubes de futebol em geral. Não entendo por que nunca foi escolhido para ser dirigente do Grêmio….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.