O Gandalf dos pampas

Para quem não sabe, seek nunca viu ou ouviu falar em Senhor dos Anéis, pharmacy Gandalf é o ser supremo da história, troche é tipo o Deus lá que faz e acontece, a antítese do mal e pra resumir, ele é FODÃO. Para quem não sabe, nunca viu ou ouviu falar na Copa do Brasil, Felipão é o ser supremo da história, é tipo o Deus que vai lá e ganha sempre, a antítese do favoritismo e pra resumir, ele é FODÃO.

Foto: Fernando Gomes

Felipão é o Gandalf dos pampas na Copa do Brasil.

Já ganhou 3 títulos (o único treinador até aqui) e chegou em mais 2 ou 3 finais, além de mais 2 ou 3 semi-finais. Matreiro, experto, EXPERIENTE Y COPERO. Assim como nos idos de 1990, Felipão deu outra sumanta de laço no Luxa, só que agora com os papéis invertidos e aí, amigos, azar do Grêmio. Não foi um jogo fácil (como alguns imaginavam) como era de se prever, o Palmeiras retrancou muito bem mas com uma diferença do jogo do Brasileirão ao qual ganhamos de 1 a 0. Felipão botou mais um zagueiro no time, só que na volância, truncou mais ainda o meio campo com outros dois volantes a marcarem as subidas de Souza e Léo Gago, fazendo com que Marco Antônio sumisse do jogo. Nem o Fernando que vinha fazendo partidas excelentes jogou bem, foi mediano. Felipão encaixotou o Palmeiras Grêmio, e como jogavamos com dois a menos (Gabriel e Marco Antonio), o Luxa não foi capaz de mudar o esquema durante a partida.

Não vou remar aqui nos problemas do time, das carências da equipe e do plantel, mas ontem o Luxa errou ao meu ver. Começar com o Kleber foi um desperdício e depois trocá-lo junto com o Miralles (que vinha razoavelmente bem) por André Lima e Marcelo Moreno foi pedir para não ganhar. Marco Antônio é ruim, mas o Rondinelly é ruim que tenta driblar, de longe é a salvação da lavoura e ouvir a torcida pedir Edílson, é porque o Gabriel tem que se aposentar ontem.

2×0 contra é impossível? Não. É difícil? Muito, mas tem que jogar e no campo, homem a homem o time do Grêmio é melhor sim que o Palmeiras, só tem que mostrar isso dentro das quatro linhas. Se eu não acreditar, quem vai?

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.