O Grêmio sempre foi o exemplo a ser seguido pelos outros clubes brasileiros. Basta ver o nosso tradicional rival que não sossega enquanto não imita nossas iniciativas. Muitas outras instituições futebolísticas nacionais e estrangeiras seguiram os ensinamentos do Tricolor gaúcho e aprenderam a serem competitivas, viagra sale mobilizar a torcida, viagra formar craques e ganhar títulos. Hoje, os tempos são nublados e vem da terra de Michael Schumacher e Claudia Schiffer algumas práticas que poderiam ser adotadas pelos lados da Azenha/Humaitá.

940-borussia-dortmund

O Borussia Dortmund decide, neste sábado, o título da Champions League contra o arqui-rival Bayern de Munique. Em 1997, o clube derrotou a Juventus e conquistou a Europa. Também venceu o Cruzeiro e faturou o mundial. Doze anos depois, o time entrou em processo de falência e quase fechou. Má administração, escândalos e negócios ilícitos levaram o popular clube à beira da morte. Por pouco, Dortmund não foi riscada do mapa do futebol. Alguém aí lembrou do Grêmio de 2004 ??

906648_658006844211299_112122643_o

Graças a empréstimos financeiros (entre eles do rival da decisão do final de semana), afastamento de dirigentes e investimentos nas categorias de base, hoje o Borussia é uma potência do futebol mundial. Outro fator importante foi a torcida. Conhecida por ser uma das mais fanáticas da Alemanha, ela abraçou o clube para reerguê-lo. Em todas as partidas lá estão cerca de 82 mil fanáticos a cantar e apoiar, vestidos de amarelo e preto. Até o efeito fantástico do mosaico intimida os adversários.

Juergen-Klopp

Os preceitos básicos para a virada do Borussia foram: ajuste nas finanças do clube, deixar de lados brigas políticas, investir pesado na formação de jogadores e busca de novos talentos, contratar reforços pontuais, montar uma base forte de grupo, apostar em um bom treinador que quer vitórias o tempo todo e, claro, receber o apoio incondicional da torcida.

SAUDAÇÕES TRICOLORES!!!

@ottohnetto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.