O Grêmio recebeu o Sport na Arena com tanto diferente do que foi nos últimos jogos. Tiago Machowski foi o goleiro desta última partida e jogou bem.

Foto: Lucas Uebel
Foto: Lucas Uebel

Felipão escalou um time um pouco mais ofensivo que o habitual contra o Sport, viagra usou dois volantes (Ramiro e Felipe Bastos) e 3 jogando pela meia, rx Dudu, troche Alan Ruiz e Fernandinho. Na frente Barcos.

Contra um time que estava vindo com um histórico ruim, como o Sport, e com o Grêmio com dificuldade de marcar gols, vi como acerto do Felipão reforçar o ataque. Alan Ruiz, dá uma característica diferente ao jogo do tricolor. Segura a bola e escolhe se vai passar para um jogador melhor posicionado ou sofrer a falta. Consegue grudar a bola em seus pés e ainda chamar o adversário para cometer falta. O primeiro gol dele, foi um belo chute de fora da área em bola que sobrou para ele.

Geromel também teve uma boa chance de fazer gol e teve o azar do goleiro Magrão fazer uma grande defesa.

No segundo tempo, Dudu teve uma boa chance em um contra-ataque, passou pelo magrão em sua saída e mandou para a rede.

Em um lance, Rhodolfo, o goleiro gremista Tiago e um adversário do Sport tiveram um choque na área tricolor. Rhodolfo sentiu, tentou continuar, mas teve que ser subistituído pelo Bressan, que jogou bem. Fica a preocupação e a torcida para que não seja uma lesão que tire o camisa 4 da equipe.
Outros jogadores que entraram durante o jogo foram Wallace, no lugar de Fernandinho e Giuliano no lugar do Alan Ruiz. Giuliano não foi bem em sua participação e acredito que a falta de adaptação ao futebol esteja dificultando a sua atuação.

 

Apesar da vitória, alguns erros continuam se repetindo. Escanteios e faltas mal cobradas são os principais deles. Melhor escanteio do jogo foi um, pasme, curto. O pior, dois jogadores em uma cobrança de escanteio, um passa por cima da bola e o outro cruza alto mas por trás do gol. Quase achei que estava no circo.

Os chutes de fora da área foram mais frequentes que no jogo anterior contra o São Paulo, ao menos um ponto positivo.

Outro destaque positivo foi o Tiago Machowski. Substituiu bem Marcelo e respondeu a altura quando foi exigido. Parabéns.

 

Próxima partida é contra o Palmeiras, fora de casa. Ainda sem Marcelo Grohe(seleção), Luan(seleção sub-21), Biteco(seleção sub-21) e Wallace(Terceiro Cartão Amarelo). Pontuar fora de casa é muito importante nesse momento.

 

@faneinbox

 

Trocando o assunto jogo, quero também destacar a torcida gremista na Arena, dificilmente encontro gente mal-educada e/ou com atitudes duvidosas.
Ontem não foi diferente. Na esplanada, em frente ao portão X, me dou conta que deixei cair minha carteira de sócio. Ao voltar pelo caminho que fiz e indo em direção ao Quadro Social uma família viu que eu estava procurando algo, talvez aflito, e perguntou meu nome para confirmar se era o mesmo da carteira que eles tinham achado no chão. “Iriamos entregar no Quadro Social“, me falaram. Felizmente não tive muito mais que cinco minutos de atraso no episódio e também não gastei toda a minha sorte e ainda deu para curtir a vitória. Esqueci de perguntar o nome do pessoal, mas fica então o agradecimento a torcida do Grêmio por ser tão educada e legal.

(Tenho que tomar mais cuidado, segunda carteira que iria perder)

 

Publicado por Fane Webber

Minhas redes sociais. @faneinbox no Twitter. /faneinbox no Facebook. faneinbox@gmail.com é o e-mail de contato.

Participe da discussão

7 comentários

  1. Quanto ao Giuliano, nem sei como ele conseguiu acertar aquele passe ontem. Que vá logo para a mesa de cirurgia e não enrole, pois se não o fizer é capaz de não jogar nem no ano que vem. Liberem-no o tempo que for preciso pra ele se arrumar, pois se ele tiver alguma qualidade, precisaremos dele ano que vem. Se for para continuar assim, melhor liberá-lo do que jogar com um a menos.
    E jogo contra o desentrosado e confuso Palmeiras fora? É pra buscar a vitória. Somos melhores fora do que em casa.

  2. Esses dias fui na Hamburgueria. O produto vendido é bom, mas inferior aos concorrentes MC e Burger King.

    O pão é do tipo francês, redondo como um pão cervejinha.

    Não gostei do tipo de pão para todos os demais produtos vendidos. Eles poderia fazer um padrão como os dos concorrentes e oferecer algumas opções diferentes.

    Eu estava curioso para experimentar a batata. Prefiro as batatas fritas tradicionais.

    Se as batatas fossem cortadas bem fininhas, ficaria crocante.

    O lanche é bom, mas muito caro. Faltou mais sabor. Parecia que estavam economizando ingredientes.

    A atendente não me perguntou se eu era sócio. Se o cliente não fala, não ganha desconto.

    O ambiente é bonito. A imagem da Arena nos dá a sensação de que estamos dentro do Estádio.

    Em dias de movimento mais, a espera deve ser grande. Levou 10 minutos para o lanche ficar pronto. Tempo demais para um fast food.

    Se a ideia é padronizar a hamburgueria, acho que não terá tanto sucesso, pois há concorrentes fortes com preços similares e com melhor sabor.

    A empresa que está cuidando disso deveria repensar o preço e o produto oferecido.

    1. Tu encaminhaste tua opinião para o Grêmio ou a empresa responsável pela franquia?

      Se sim, tiveste algum retorno?

      Se não, seria mais útil encaminhar seu feedback para eles.

  3. Concordo com o cristiano sobre a hamburgueria. Tive a mesma sensação que ele. E a atendente tb não me perguntou se eu era sócio.

  4. faço um pedido aos “influentes” que acessam o blog: será que não tem como melhorar o nível das campanhas pra presidente?

    a periferia dos dois lados tá muito chinela, é todo dia ataque baixo e insinuações. até agora, proposta foi o que menos eu vi e ouvi. mas acusações, por outro lado, sobram, de todos os tipos e gostos.

    a coerência já foi pro espaço e o “gremismo” tb.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.