Feitoria, health amigos tricolores!

164

Mais uma edição do podcast mais gremista que existe na internet brasileira!

Na edição 164 do podcast mais elegante que vocês já ouviram, patient Fane Webber, Anderson Kegler, Gabriel Pinto e Rodrigo de Azevedo recebem os responsáveis pelo DRS – Departamento de Responsabilidade Social do Grêmio, Evandro Kerbs, Alexandre Mayer e Giovani Forneck.

Então o assunto começa com o jogo contra o São Paulo e depois é muito sobre o Departamento de Responsabilidade Social. Para desvendar para quem está longe, ou mesmo perto, do Grêmio e da Arena o que é e qual a finalidade desse departamento que já começou agir no entorno da Arena e nos bairros ao redor do nosso estádio.
Deixo os comentários (do Sempre Imortal) em aberto para quem tiver dúvidas e assim repassamos e sanamos elas no futuro.

Não deixe de ouvir e passar para os amigos!

Escuta aí e espalha a palavra do Mesa de Bar do Grêmio!!

—-

Se quiser, faça o download do programa clicando aqui com o botão direito e escolhendo salvar como.

Participe da discussão

31 comentários

  1. GOSTARIA DE DEIXAR meus PESAMES , a FAMILIA DO ” GAUCHO DA COPA ” CLOVIS FERNANDES . E PEDIR pra VCSSSSSSS , pedirem para que o GREMIOOOOOOOOOOOO faca 1 HOMENAGEM na ARENA / PROX. jogo OK ! valou .

  2. Que vitória chorada. No fim do jogo o Grêmio parecia um motorista que dirigiu por dois dias seguidos sem dormir. Notadamente esgotado e atordoado.

    Também o fato de não termos um ladrão de bola faz com que o Grêmio passe muito aperto, tendo que esperar o adversário.

  3. E o Grohe tem que parar de jogar. Não pode jogar assim. Se não está 100%, não joga. Ou teremos só duas substituições por jogo. É importante que ele se recupere do jeito certo.

    Jogar com o Tiago não é tão ruim assim. Ele segura as pontas na maior parte do tempo. Salvou até o empate.

  4. Próxima rodada….santos x Corinthians; CAM x Fla.

    Olha, se fizermos jogo estratégico contra o Palmeiras vamos para as cabeças. E dificílimo o jogo, mas quem sabe.

    Santos atropelou o Galo.

    Alguns times como Santos, Fla estão atropelando para entrar no G4. Todo cuidado e pouco.

  5. REALISMO …
    NÃO TEMOS TIME PARA SERMOS CAMPEÕES DO BRASILEIRO …
    COLORADO DEVE ESTAR NO G4 PELO TIME CARO E MUITO BOM QUE TEM …COM ARGEL EMBALOU …
    QUEM TORCEU PELO INTERNACIONAL HOJE … TORCEU ERRADO …
    GRÊMIO TEM QUE SUAR SANGUE PARA CHEGAR NA LIBERTADORES …

  6. Mesmo com a derrota do curintia será muito difícil reverter os 6 pontos, perdemos pontos bobos em casa que hoje nos tiram a esperança. Somente contra Coxa e Ponte foram 9 pontos perdidos no total, sendo 4 em casa.
    Ao menos voltamos a vencer e o G4 fica cada vez mais próximo. Um objetivo alcançável ainda é a 2ª colocação. O negócio é torcer pra que uma crise ocorra no curíntia, fora isso não vejo muita chance.

    Sobre o jogo, não gostei do 1º tempo, repeti-se a atuação contra o SP, um excesso de passes errados e zero criação. Até que acordou o craque que dorme dentro do Luan e o jogo mudou de rumo. No 2º tempo nem precisamos de muita força pra fazer o 2º gol e controlar o jogo. Mesmo assim sofremos o jogo todo com o buraco deixado pelo Marcelo Oliveira, que mais uma vez foi muito mal. Acabamos tomando o gol nas costas dele e por pouco não deixamos empatar.
    Roger precisa corrigir isso, contra o SP já havia sido um baile em cima dele.

    A zaga dessa vez se acertou, não comprometeu. As mudanças do Roger acabaram não dando certo, Bobô nada fez e Schuster… até agora não disse a que veio. Temos Lucas Ramon, Moisés e Raul pra jogar, mas é Schuster quem entra na direita. Quando Douglas saiu o time parou de segurar a bola, faltou alguém com esse perfil.

  7. Esse Marcelo Oliveira é o Pará canhoto. Que coisa ruim! O Galhardo quebra o galho, mas penso que teríamos de trazer DOIS laterais para titularidade. E o Erazo? EU não confio, acho fraco (facilmente driblado)!!
    Se alguém do blog tiver acesso à direção, ao CA, gostaria que levassem alguns nomes para, quem sabe, o Grêmio contratar: Bruno Henrique do Goiás e Otávio do CAP. Ótimos jogadores!!!

  8. – Vitória não se questiona, se comemora. Por isso, mesmo que a equipe não tenha feito uma grande partida, mostrou, mais uma vez, que, quando joga com empenho, os resultados aparecem. Ontem, o Grêmio foi efetivo e soube manter o resultado. Valeu pelo jogo coletivo e pela dedicação dos jogadores. O resultado frustrou os secadores de plantão que, mais uma vez, quebraram a cara. A vitória, na casa do adversário, significa que o Grêmio, dos seis pontos possíveis em disputa contra adversários fortes fora, já conseguiu três, ou seja 50%. O resultado deixa a equipe confiante para o confronto com o Palmeiras. Espero a volta do Maicon para que a equipe possa contar com o maior número possível de titulares, pois o jogo vai ser uma “pedreira”.

    As últimas atuações do Marcelo Oliveira tem deixado muito a desejar. Está sempre fora do lugar e parece que não está em boa forma física. Não tendo se recuperado totalmente de uma parada por lesão, tem sido presa fácil para os atacantes pelo seu lado. Dá para notar a sua imensa dificuldade em marcar jogadores velozes. Acho que o Roger tem que reforçar a marcação no lado esquerdo da defesa, pois os adversários já “manjaram” o caminho da roça.

    – Agradeço ao Roger por ter me proporcionado dormir sem sobressaltos. Ultimamente a equipe, mesmo com desfalques, tem correspondido dentro de campo. A mão do técnico melhorou o astral e a competitividade da equipe, trouxe de volta a esperança ao torcedor e até tem dado, aos dirigentes, a tranquilidade para seguir com seu plano de trabalho, sem maiores problemas. Nas próximas eleições quero Danrlei para presidente e Roger como treinador!

  9. Eduardo Baptista no Fluminense.
    Grêmio não dá sorte mesmo, crise lá explodiu uma semana antes do tempo, agora pode complicar o confronto

  10. Vejo isso de uma outra forma. Acho provável não haver tempo para colocar o Fluminense nos eixos em só uma semana.

    Mas com crise ou sem crise, devemos entrar com todo cuidado possível. Não existe jogo jogado pra nós.

  11. Só para não deixar de dar o feedback, o programa sobre o DRS foi muito interessante, e é uma coisa que todo mundo elogiou quando saiu na mídia. Recomendo aos amigos ouvirem.

  12. O brabo é pensar que poderíamos ser líderes com um pouco mais de esforço/qualidade. Só em pontos perdidos em casa pra Ponte (2, no último minuto), Sport (2, vencíamos a partida) e Coxa (2, o jogo do “desgaste físico”) tiraríamos a diferença

  13. Precisamos embalar de vez para ser campeão… agora é a hora.
    Não há mais espaço para o 1 papo de cansaço etc etc etc…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.