Feitoria, illness nação tricolor.

162

 

Edição podcast elegante. com Fane Webber, vialis 40mg Rodrigo de Azevedo e Gustavo Mundo Perdidão debatendo a série de jogos contra equipes de uniforme verde, medical Coritiba, duas vezes, Figueirense (tem verde!) e Goiás (próximos jogos do Brasileiro). Além disso, falamos sobre 1995, o sorteio da Copa do Brasil e outras coisas…

Não deixe de ouvir e passar para os amigos!

 

Escuta aí e espalha a palavra do Mesa de Bar do Grêmio!!

—-

Se quiser, faça o download do programa clicando aqui com o botão direito e escolhendo salvar como.

Participe da discussão

31 comentários

  1. Róger não selecionou o Bryan para a viagem. E relacionou o garoto Kaio ao invés do Araújo. Finalmente, alguém que está vendo futebol.

  2. Rodada foi boa pra disputa do G4, só o CAP venceu.
    Se vencermos hoje podemos até ultrapassar o Galo no final de semana, então só a vitória interessa hoje!
    Sem desculpas pra cansaço e tudo mais!!

  3. Acho que a palavra cansaço deveria ser proibida hoje. Afinal, teremos cinco “novas caras” na equipe, que estarão “na ponta dos cascos”, descansadinhos, bem alimentados e bem preparados fisicamente.
    Talvez a dificuldade maior seja o entrosamento. Mas, como diz o nosso técnico: todos estão em condições de bem representar o clube. Jogo difícil, onde a dedicação coletiva é a condição que se impõe para que possamos alcançar um resultado satisfatório. Que o Grêmio não se limite apenas a marcar o adversário. Que seja vibrante e ambicioso durante toda a partida e que saia vitorioso. Dá-lhe, tricolor!!!

  4. Pitacos sobre o podcast e os próximos jogos:

    – Iremos mutilados para o jogo hoje contra o Figueira, que vem em ascensão. Posso entender o cansaço, as baixas, enfim, as dificuldades que o Grêmio vem passando, só que a questão é que hoje o Corinthians está 11 pontos à frente do Grêmio. Então que há a necessidade de ganhar de qualquer jeito, há. É aquela história que o William Douglas fala nos livros dele em que dá dicas sobre concursos públicos: a bancada não quer saber se você tem família/trabalho e não tem tempo pra estudar. A concorrência é grande, se não cumprir o que exigem de você, não vai passar. Do mesmo jeito é o Grêmio. Se não fizer os resultados, não vai ter pelo que lutar no nacional.

    – Da minha parte, acho que se o Grêmio não vencer hoje, pode colocar os reservas no resto do campeonato brasileiro pra ganhar ritmo. O time está visivelmente desgastado e as chances de título serão mínimas. Não seremos rebaixados. Não vale a pena perder a Copa do Brasil para o cansaço só para lutar por vaga. Se a questão é vaga, dá pra buscar ela dando um gás depois, quando o time estiver completo e melhor fisicamente.

    – Ainda que vença hoje, tem que vencer domingo e ainda cometer o crime em São Paulo na semana que vem pra continuar sonhando.

    – Vale salientar, mais uma vez, que grande parte da torcida não acha o Maxi Rodríguez um craque (pelo contrário, tenho visto muita gente xingando o fato de ele provavelmente ir de titular contra o Figueira). Isso vem de uma época (2013-2014) em que o Grêmio tinha uma dificuldade homérica em entrar na área adversária e em sair do meio para o ataque, enquanto ele era o único meia ofensivo de todo o elenco, mas era preterido em prioridade a Barcos, Vargas e Riveros, na época em que só 3 jogadores estrangeiros podiam compor os relacionados.

    – Giuliano não rende nada jogando centralizado. E Maxi Rodríguez a meu ver também não tem as mesmas características do Douglas. Para mim, o único substituto dele no elenco é o Lincoln. Maxi não tem entrado bem nos jogos. Mas ele e outros estão também carecendo de sequência.

    – Braian não viajou. Já é um avanço. Sem querer pegar no pé dele ou chover no molhado (é mais um pitaco sobre o treinador), o fato é que nos últimos anos o Grêmio tem tido elencos limitados que vêm sido abraçados por treinadores “paizões”. Não que eu ache isso errado, não sou simpatizante da conduta de xingar jogador. A questão é mais porque temos tido jogadores que não mereciam sendo bancados pelo treinador na hora errada (especialmente centroavantes), e isso às vezes nos prejudicou quando podíamos conseguir mais. Ver um jogador ser barrado por questão técnica era raro aqui. Aliás, não tão raro: com jogador da base, os critérios parecem ser diferentes; basta não ir bem em 2 ou 3 partidas, que já não joga mais.

    – Tiago pode ter falhado algumas vezes, mas demonstra que tem técnica pra se tornar um bom goleiro. É diferente do Busatto, que mesmo sendo titular em outros times por aí demonstra ser fraco.

    – Em Harry Potter, Lord Voldemort era chamado de “Aquele-Que-Não-Deve-Ser-Nomeado”, além de “Você-Sabe-Quem”. Da minha parte, prefiro “Você-Sabe-Quem” para se referir ao irmão do Assis, já que a outra alcunha conota medo, e nós não temos medo dele.

    – O melhor foi a incoerência do fim do programa pedindo e-mails, enquanto no começo disseram que não enviassem porque haviam esquecido a senha do e-mail, haha.

  5. Grêmio mostrou que tem grupo e que faltava gás novo no time pra retomar aquela intensidade do início do campeonato.
    Gostei muito do Maxi e do Bobô hoje, dando o desconto de toda a fragilidade do Figueira e os espaços que deu.
    Maxi não tem a mesma qualidade técnica do Douglas, mas faz o time jogar, se movimenta, tem mais velocidade, acho que deveria jogar mais frequentemente, até pra dar um fôlego ao time.
    Já o Bobô conseguiu se movimentar melhor, não ficou tão preso na marcação. Talvez funcione melhor com jogadores mais velozes como Fernandinho e Maxi e não tanto ao lado de Douglas e Luan.
    No mais, segue uma segurança defensiva muito boa, sem gols sofridos ainda no returno. Bressan fez algumas trapalhadas, mas se recuperou, vai ser uma boa opção pra zaga.

  6. Pedro Rocha não entrou tão bem no jogo, só foi aparecer mesmo no finalzinho, mas sabe fazer muito melhor aquela jogada de entrada na área do que o Fernandinho. Mesmo perdendo muitos gols ele aparece pra finalizar e agora já tem 9 gols no ano. Uma pena que levou a suspensão.
    Além dele vamos sem Galhardo e Edinho pro findi, com a possibilidade de jogar o Balbino ou até o Schuster na volância.
    Lucas Ramon tinha entrado bem contra o Coxa, acho que pode substituir à altura o Galhardo.

  7. Sobre o jogo, o primeiro tempo do Grêmio foi razoável. As duas equipes foram bem e depois foi caindo a qualidade de jogo mais para o final. A equipe conseguiu controlar bem o Figueirense, apesar da falta de ritmo dos jogadores que entraram no time.

    Achei que Maxi fez uma boa partida, nada de excepcional.

    Bobô foi bem também. Marcou um gol. Perdeu outro no segundo tempo. Deu o passe para o gol do Pedro Rocha.

    O segundo tempo as duas equipe jogaram mal. Erraram muitos passes e rifaram muito a bola.

    Pedro Rocha realmente não entrou bem. Achei que recua demais. Provavelmente, por orientação fica mais fixado na esquerda. Róger poderia fazê-lo usar os dois lados de campo. No entanto, sua função é também acompanhar a subida do lateral, fazendo-o recuar demais muitas vezes.

    Depois do gol, ele cresceu na partida. Ficou mais confiante e realizou uma grande jogada que quase resultou num golaço.

    No tocante as substituições, mais uma vez Róger continua sendo infeliz. Novamente, colocou o Vitinho que quase não tocou na bola.

    Eu achava que poderia ter colocado o Éverton para ver se o jogador está melhor. O garoto está numa situação que não joga no time de transição, nem no time dos profissionais. Se não tem o Vitinho, seria o Bryan, se não tem os dois, teria o Bobô e assim vai.

    Os jogadores da base ficam de lado.

    Eu até acho aceitável a entrada de Schuster, porque foi indicação do técnico, algo que os dirigentes teriam que tomar cuidado.

    Não gosto que treinador indique jogadores com quem eles já trabalharam. Cria uma panelinha e a desconfiança de que sempre terá preferência pelo jogador que foi indicado pelo técnico. Historicamente, isso sempre ocorre.

    Jogador de futebol tem que ganhar a posição na bola e não no nome, no contracheque, experiência ou pelo fato de ser indicado pelo treinador.

    Róger e a direção têm que ter esse cuidado de não deixar os garotos na inatividade. Eles precisam de competição para poder adquirir maior experiência e aplicar na prática aquilo que trabalham nos treinos.

    Comparando Bressan e o Thyere, o primeiro ontem foi um pouco inseguro e quase entregou um gol para o adversário. Já o segundo entrou numa partida contra o Sport, uma equipe mais forte. E foi muito seguro e fez boa partida.

    Penso que o Róger tem que arriscar. Tem que testar os atacantes da base também especialmente na ausência dos titulares.

    Sabemos que o Vitinho aparenta ser um jogador muito fraco tecnicamente.

    O Grêmio tem que ganhar do Goiás. O Grêmio tem grupo para ganhar desse time do Goiás.

  8. Olha, já sou mais crítico, não vi tudo isso nem do Maxi, nem do Bobô, achei que ambos ganham desconto por terem sido decisivos nos gols, Maxi bateu o escanteio na cabeça do Bobô, e esse fez gol e deu passe para o do Pedro Rocha, mas tecnicamente no jogo jogado ambos foram muito mal como de resto todo o time a exceção do Geromel que teve atuação destacada. Agora coletivamente o time manteve a organização e a pegada e contou com muita felicidade de nas poucas chances criadas marcar, enquanto o Figueira pecou demais nas finalizações perdendo gols feitos.

    Achei que Thiago continua bem debaixo dos paus e na reposição de bola com os pés mas muito mal na saída de bola pelo alto, onde compromete.

    Bressan foi deficiente e salvo em muitos momentos pelo Geromel. Acho Thierry melhor. Pra meu gosto, Bressan é fraco demais e em não serve nem para reserva. O mesmo digo de Vitinho, Shuster, Araújo, Marcelo Hermes, Braian e o próprio Bobô. Pra mim não podem fardar no Grêmio dentro do meus critérios de avaliação, isso não significa que não tenham qualidade, só que pra meu gosto tem deficiências que superam as qualidades.

    Já Maxi vi atuar melhor em outros momentos, ontem foi mal. Parecia um peladeiro e conseguiu ir pior que o Douglas. O Grêmio poderia ter trazido o Alan Ruiz e ter tido mais paciência com o Lincoln.

    O Edinho de segundo volante é um brucutu esforçado, se de primeiro volante já é limitado, de segundo, tanto ele quanto o Wallace que tentou se soltar mais nesta partida, deixam muito a desejar, foram bem na marcação ontem e péssimos nos passes.

    Já o menino Pedro Rocha mesmo com a sua imaturidade poderia ter saído jogando no lugar do Bobô pois acho que o time se ajusta melhor a um centroavante com mobilidade do que com um mais parado como o Bobô, mas são opções diferentes e a do Roger deu certo pois Bobô foi efetivo, apenas não jogou nada e nem dá perspectiva de se ajustar ao esquema do time no jogo jogada ainda mais substituindo o Luan.

    Fato é que o resultado foi excelente e veio muito pela organização e aplicação coletiva da equipe e menos pelas individualidades técnicas que estiveram bem abaixo do que espera para almejarmos título, considerando que saímos esfacelados para a próxima peleia e jogando esse futebolzinho fica difícil acreditar que possamos enfrentar o líder de igual para igual com tantos desfalques, muito menos ainda ultrapassá-los na tabela.

  9. Li esses dias não sei onde que o zagueiro Gabriel (aquele vindo do Lajeadense e que não joga há dois anos) perdeu peso e finalmente começou a ter treinos leves depois de todo esse tempo. Não vai ser agora que vai voltar, mas o Grêmio já possui 50% dos seus direitos, comprados do Lajeadense, e ele pode voltar ainda este ano.

    Fico imaginando uma final da Copa do Brasil numa Arena já nossa e lotada, com Gabriel entrando nos minutos finais pela primeira vez em 26 meses e conquistando seu primeiro título pelo Grêmio. Um roteiro fascinante que lembraria de longe o Abidal. Sonhar não custa nada, hehe…

  10. O Grêmio é mesmo um clube zicado. Conseguiu transformar uma situação de pênalti com um jogador a mais em um drama

  11. Falha dupla no gol. Bressan e Tiago. Um deixou o cara cabecear livre em cima dele. O caçador de borboletas sai que nem uma marreca louca e não acha nada.

    Douglas deveria ser proibido bde bater mais pênaltis.

    Joguinho barbada que o grêmio vai se complicando.

  12. Hoje o Grêmio mais desorganizado do que de costume fez gol de qualquer jeito, do jeito que tinha que ser, aos trancos e barrancos! Não importa o futebol, a vitória tem que sair

  13. Botaram um juizinho de Goiás que nunca ninguém ouviu falar para o jogo contra o Corinthians. O pator Tite tá se vacinando contra as arbitragens que a partir se agora vão prejudica-lo. Velho e surrado condicionamento. Direção abra o olho e condiciona também, pq senão vamos marchar.

  14. Pois eu gostei do time, vi que o coletivo funcionou bem e o que prejudicou foram os erros individuais do Douglas e do Tiago. Aliás o que aconteceu estava sendo testado em jogos anteriores e mesmo assim o Roger não fez nada pra mudar. Foi o 4o penalti perdido pelo Douglas em 6 cobranças no ano e mais uma saìda errada de gol do Tiago. Por sorte escapamos de um deslize, mas pra mim no mínimo o Tiago deveria ser repensado, assim como o Galhardo deveria assumir os penaltis.
    No mais, praticamente só deu Grêmio no jogo. Repete-se o padrão de time mesmo com desfalques e isso é um grande passo.
    Agora vem o jogo do ano e qualquer ponto em SP será lucro. Infelizmente vamos na obrigação de vencer, pois perdemos pontos bobos pra Coxa e Ponte…

  15. O Tiago falhou ao sair. Mas acho que não chegaria naquela bola nem se tivesse ficado. Se alcançasse, seria uma defesa muito difícil

  16. O Grêmio desta vez teve uma boa atuação tecnicamente e coletivamente falando, a volta de Maicon qualificou a saída de bola e Éverton foi muito bem, se apresentou para jogar. Bobô melhorou em relação a si mesmo, apesar de ser um jogador que não me convence, não chutou uma bola sequer em gol, mas foi mais participativo e vem dando opção na bola área ofensiva.

    Desta vez o menino Lucas Ramon não entrou bem, teve dificuldade técnicas e pareceu afobado, mas não chegou a comprometer, pra mim, quem comprometeu o time neste jogo foi, pra variar, Douglas que fez um primeiro tempo péssimo, lento e errando passes fáceis e armando contra-ataques e quando teve oportunidade de se redimir, errou bisonhamente outro penal. Jogador desleixado e displicente não pode ficar na responsabilidade de decidir pois pode dar nisso. Aliás, Douglas de titular absoluta no time é um dos motivos da minha descrença em títulos neste ano. Melhorou no segundo tempo, fez seu gol, compensando um pouco sua atuação pífia no primeiro, mas é aquilo, segue enganando os querem se enganar… Pra mim é o jogador que mais destoa do time entre os titulares junto aos dois laterais meia-boca, Galhardo e M. Oliveira. Aliás, o M. Oliveira não apoia praticamente nada e vive tomando bola nas costas… ontem, outra atuação ruim, fazendo faltas perigosas e desnecessárias… enfim para o ano que vem um meia e dois laterais se farão necessários, os titulares hoje seriam bons reservas, não mais que isso.

    Claro, isso se queremos ambicionar mesmo algo, porque pra quem tá bom assim, a fila de mais de década sem títulos não parece importar tanto.

    Maicon voltou nitidamente antes do tempo, e agora fará falta pois Roger tem utilizado Edinho que reforça a marcação mas piora muito o fluir do jogo da equipe pois é o volantão brucutu clássico. Moisés entrou bem de novo, boa qualidade de passes do menino, poderia ser uma boa aposta contra o Timão, até para vermos seu poder de marcação e se tem personalidade. Ontem entrou muito bem, foi tranquilo. Na base gostava de seu futebol simples e eficiente. Já Wallace teve altos e baixos na partida, foi voluntarioso, teve bons lances e alguns erros de passe, mas na média foi bem.

    Shuster na lateral quebrou um galho tranquilo, acho que compromete bem menos do que na meia, onde não mostra estar em condições de vestir a tricolor.

    Outro que vinha fazendo falta e deu muito boa reposta ao entrar foi o Mamute. Pra mim joga mais que o Bobô e dá opção assim como o Pedro Rocha de jogar tanto pelos flancos como de centroavante. A recuperação do menino Éverton também foi uma ótima notícia. Ao lado de Luan era um dos maiores destaques da base e acho que seu problema era a timidez, faltava confiança. Futebol ele tem. Se ganhar moral, pode se tornar opção interessante ao Roger, pois é um jogador rápido e finalizador.

    Agora o Tiago que acho muito bom no gol e na saída com os pés, continua mal demais na saída de bola. E temos Bruno Grassi como opção, um goleiro que tem qualidades. Outro que falhou no gol do Goiás pois cabecearam em cima dele esteve intranquilo em algumas saídas de bola foi o Bressan. Gostei mais do que vi do Thierry. Bressan não é de hoje é um jogador inseguro, sem imposição e com dificuldades de sair jogando. Já Geromel vem jogando muito, dá show de posicionamento, fez mais de uma vez cobertura ao Bressan, tem boa saída de bola e está se sentindo confiante até para ir a frente. Tem se mostrado um zagueiraço, lembrando o estilo Mauro Galvão de jogar. O gringo Erazo tb vem jogando muito e suprindo a falta do nosso capitão Rhodolfo.

    Agora é tudo contra o líder, pelos nossos desfalques o Timão aumenta seu favoritismo até pelo fator local, mas podemos fazer o crime se além da organização tática, nosso time tiver inspirado e o Roger escolher bem os substitutos dos titulares, lembrando que não adianta só investir em segurança e experiência e não conseguir jogar. Contra o Timão se não jogarmos como aconteceu contra times piores, não vamos empatar ou ganhar, perderemos ao natural. Então vai ser preciso uma dose de ousadia e jogadores novos podem dar boa resposta nessas horas, como Moisés, Mamute, Éverton, volta o pedro Rocha, levar o Lincoln ao menos para o banco, assim como o Batista. O vigário costuma jogar bem contra o Timão, quem sabe vai ser o seu dia?

    Certo é que empate ou vitória podem colocar fogo no campeonato.

  17. A diretoria já iniciou conversas pra ampliar o contrato do Roger, com aumento de salário. Justo. Já pensou se algum invejoso leva?

    Suas entrevistas mostram como ele manja do riscado. É até difícil entender como ele sabe ser tão preciso com a leitura da partida. Suas substituições, ainda não sejam incontestáveis, revelam mais uma característica dele, que é a de surpreender. Muitas vezes ele coloca alguém que o treinador adversário não espera, e o time adversário não sabe como reagir.

    No entanto, não é só de conhecimento tático e das situações da partida que ele entende. Roger é um excelente gestor de pessoas, e isso é raro. Se Renato tinha a qualidade de avaliar muito bem o elenco, Roger não só faz isso, como tira o que há de melhor de cada jogador. Sabe fazer com que o grupo assimile muito bem a sua ideia, como mantê-lo motivado e no que cada um pode render mais. Com isso, espreme o time até a última gota como uma laranja suculenta. Vai ser preciso elaborar uma lista nova de atributos no Football Manager 2016, uma sem o Roger, outra com, porque com ele todos ganham boost.

    É por isso que acho exagerado quando os gremistas falam que ele revela demais seus detalhes táticos. Ele pode falar o que quiser, mas é extremamente difícil prever ou copiar o que ele faz. Acaba não fazendo diferença.

    Por essas e por outras, se ele fala que uma das maiores virtudes do Tiago é a saída e que, por isso, confia em demasia nela, minha tentação é acreditar, mesmo que ele possa estar errado. Roger sabe melhor do que ninguém o que está fazendo ali.

    _____________________________________________________________________________________________________________________________

    Obs.: Se houver podcast essa semana, peço encarecidamente para que assinem de novo um empate do Grêmio fora de casa no próximo jogo. Isso tem dado uma sorte danada.

    (Se for possível ainda chamar pros próximos programas aquele cara que fala que assina a Taça Sétimo Lugar, melhor ainda.)
    _____________________________________________________________________________________________________________________________

  18. Vamos sem Fernandinho e Maicon pra SP. Perde muito o meio campo sem o Maicon, pois é quem tem dado posse de bola e fôlego pra defesa em momentos de pressão. Com Edinho a saída de bola piora e o time tende a sofrer maior pressão com as bolas perdidas.
    Na frente acho que Pedro Rocha pode dar boa resposta no contra ataque, mas dificilmente repetiremos o perfil de jogo que houve contra o Galo, pois o Corinthians não dá tanto espaço e não teremos o Luan pra abrir esse espaço.
    Então será um jogo em que sofreremos muito mais, a defesa precisará ser perfeita novamente e o ataque vai depender de melhor construção de jogada e posse de bola, leia-se Douglas e Giuliano em noite iluminada.
    Considerando toda a dificuldade, o único resultado que não serve é a derrota, que realmente nos tira qualquer chance de título.

  19. O Grêmio liquidou com o Goiás porque é superior ao time goiano. Deveríamos ter vencido no Serra Dourada.

    Gostei de ver que o Éverton teve oportunidade e jogou bem. Primeiro, foi colocado onde sempre jogou na base. Jogou pelo lado esquerdo. É um jogador que finaliza bastante e se alcançar mais efetividade será um grande jogador.

    Em relação ao Tiago, saiu muito mal do gol. Não é característica apenas dele. Marcelo Grohe também tem saído mal.

    Mas as saídas do Tiago tem sido comprometedoras. Deixa a zaga apreensiva.

    Goleiro tem que saber quando a bola é para o zagueiro e quando é para o goleiro. Ele não tem um bom tempo de bola.

    No jogo contra o Sport, a bola era mais para o zagueiro e ele perdeu o tempo da bola.

    Em outros jogos também ele foi muito afoito na saída de bola.

    Concordo que o Grassi mereceria ser testado pelo campeonato gaúcho que realizou.

    Entendo a entrevista do Róger ao amenizar a falha do Tiago,sustentando que se ele tivesse no gol, não defenderia.

    É um fundamento que o Tiago precisa trabalhar.

    No mais, acho que dá para vencer o Corinthians lá em São Paulo, exceto se a arbitragem novamente ajudar o clube paulista.

  20. A cada dia se comprova que os 7×1 foi pouco.

    Palmeiras faz acordo com o STJD e o Dudu que havia pego 180 dias por agressão ao árbitro no paulista e estava jogando com efeito suspensivo desde então vai cumprir apenas 4 jogos.

    O grêmio foi sumariamente estuprado a seco ano passado por está corja de crápulas do tribunal. Bando de vagabundos.

  21. O STJD, a comissão de arbitragem… tudo tem uma origem só, a CBF. É por isso que criar a liga de clubes é tão importante, o mais rápido possível. Mas parece que os maiores prejudicados, os clubes, não concordam, pelo menos não a maioria. Só agora isso está mudando.

    Quanto ao Corinthians, virá praticamente com o sistema defensivo todo reserva. O segundo volante, dois laterais e um zagueiro não jogarão.

    Pode ter uma das melhores defesas do campeonato, mas toma muito gol de bola aérea (até por isso manda os laterais pressionarem para não haver o cruzamento). Se cruzar fizesse parte do jogo do Grêmio, arriscaria dizer que seria jogo pro Braian… como não é, a melhor opção é explorar a dificuldade que o Corinthians tem de lidar com inversões de jogada. Será jogo para fazer passes como o que o Mamute deu para o Pedro Rocha fazer o segundo gol contra o Goiás.

    Outro problema é que o guri que o Tite provavelmente usará como segundo volante é lento na recomposição. Então haverá ocasiões em que só o Ralf protegerá a entrada da área.

    Do meio para frente, o Corinthians contará praticamente com todos os titulares. Se esperarmos demais, correremos risco de não sair de lá sequer com um pontinho. Por isso creio que a entrada do Edinho é benéfica. Maicon é importante no meio-campo, mas é deficiente na marcação e na recomposição.

    Por fim, mas não menos importante, Luan saiu machucado do jogo de hoje. Era isso que eu mais temia. Vamos ver no que dará…

  22. A propósito, o discurso da arbitragem, assim como o do cansaço, é algo que não pode haver do vestiário pra dentro. É bom que o grupo já tenha sido orientado a lidar com arbitragens em geral. Mas especialmente para jogos como o de amanhã o grupo precisa focar no jogo.

    O árbitro de amanhã não apita há quase dois meses e é daqueles que se sentem imperadores intocáveis dentro de campo. Também mostra muitos cartões. Muito cuidado.

  23. com todo o condicionamento ao árbitro em relação ao curintia é mais provável que haja um erro a favor do Grêmio do que contra, a menos que realmente haja algo de podre ocorrendo.
    Mas o Grêmio tem que olhar pra dentro de campo, tem time pra encarar esse jogo, apesar das dificuldades.
    A pressão vai estar do lado deles, acredito que temos chances boas de vencer hoje!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.