Feitoria!

img-155

Mais uma edição do podcast mais gremista que existe na internet brasileira!

Edição voltando as origens com o time dos sonhos do podcast, salve Fane Webber, Anderson Kegler, Rafael Pinto e Rodrigo Azevedo. Falando entre uma cerveja e outra sobre as vitórias contra o Cruzeiro e contra o Santos. Passando um pouco por Copa do Mundo (wtf?) e dicas de como se vestir bem.

 

Repasse para os amigos gremistas!

Escuta aí e espalha a palavra do Mesa de Bar do Grêmio!!

—-

Se quiser, faça o download do programa clicando aqui com o botão direito e escolhendo salvar como.

 

Participe da discussão

26 comentários

  1. Eu acho que o torcedor gremista ainda não tem absoluta confiança na equipe. Mesmo que a Chapecoense, em tese, seja uma equipe de segunda linha e que o Grêmio seja o lider do campeonato por pontos, sempre vamos ficar receosos quando temos que enfrentar um adversário fora de casa. Até agora está dando tudo certo, o time está correndo bem, sem lesões graves, e os reservas, mesmo que não tenham a mesma qualificação dos titulares, estão dando uma boa resposta. Vencendo hoje, acho que sábado contra o Vasco é mais fácil, podemos começar a sonhar com o título.

  2. Falei uma grande mentira quando, há cerca de dois meses, disse que não via a camisa do Grêmio pesar há algum tempo. E foi necessário um comentário de um colorado, copiado por um gremista em outro blog, para enxergar isso. Reproduzo aqui.

    “Junior Vieira

    Não entendo como pode um clube quase falido, com um time cheio de jogadores mais ou menos, que até pouco tempo não jogava nada, é só chegar um técnico novo e os caras começam a jogar como nunca, tudo dá certo, isso só acontece no Grêmio, eles já conseguiram ser vice-campeões em 2008 com um grupo parecido com este, tão medíocre quanto, se é o Inter que monta um time meia boca assim fica na zona de rebaixamento. O Douglas é titular nesse time, o Edinho também, quem é Pedro Rocha? Quem era o Geromel? Marcelo Oliveira não jogava um ovo pelo Palmeiras, nem o Rodolfo pelo São Paulo, mas no Grêmio dá certo, o Giuliano no Inter só jogava bem quando entrava como reserva, agora é titular absoluto. Os caras tão correndo feito loucos e não se lesionam, parece que quando começa a dar errado pra nós pra eles dá tudo certo. Espero estar errado.”

    Em que pese os exageros, que tacham o Grêmio como “falido” ou desdenha de bons jogadores como o Rhodolfo ou Geromel, a verdade é que o time deles não mostra esse desempenho todo mesmo com elencos caríssimos.
    Faz algumas temporadas já que vejo o Grêmio não montar um time e mesmo assim sair com uma boa campanha. Não terminamos um só campeonato nacional com o mesmo técnico. Ainda assim, na hora H ganhamos força e chegamos brigando na ponta da tabela. Ainda que o time ainda se mostre fraco numa característica que era nossa, que é o mata-mata, o desempenho visto nos longos campeonatos de pontos corridos não é de se ignorar. Mesmo num futebol brasileiro hoje combalido, não é todo time que tem mostrado isso, seja clube de tradição, seja muito menos clube sem tradição.
    Se isso não é força da camisa, não sei o que é. Fico imaginando onde chegaríamos se tivéssemos montado realmente um time.

    1. Do lado deles, pode ser feito o mesmo questionamento. O que era Inter na América há dez anos? Seus maiores feitos estavam relacionados aos anos 70, nos campeonatos nacionais, que, ainda que numa época de mata-mata, premiava o desempenho. Muitos dirão que na América ainda hoje o Inter não é nada, não sem alguma razão. Em pesquisas feitas pela América do Sul, o Inter sempre fica no mesmo patamar de clubes como Corinthians ou Fluminense, em termos de ser temido ou lembrado por outras torcidas.

      No entanto, na Libertadores, embora eu pessoalmente não tenha visto nenhum jogo deles esse ano, o que se fala é que o time joga mal, leva um banho de bola e ainda assim consegue passar, mesmo que às vezes com ajuda da arbitragem. A força do Inter no mata-mata no cenário da América do Sul mudou, não há dúvida. Já no campeonato nacional, não se vê essa camisa pesar. De certa forma, o papel dos dois clubes do RS parece ter se invertido.

      Mesmo assim, ainda há diferença na identidade de ambos. No caso deles, foi necessário um parto de gestão e elenco inchado caríssimo pra acontecer. Nós, por outro lado, conseguimos boas campanhas com elencos deficitários. É até irônico que não consigamos fazer valer essa força nos mata-matas, que favorece times mais modestos.

  3. Eu tenho receio de “momentos”, e o “momento” do Grêmio é super positivo, não devemos desmerecer ninguém, mas aceitar que essa colocação é surpreendente.
    Gosto sim de ver planejamento e saber que ano que vem, não precisaremos de forças ocultas e uma dose de sorte para começar a ganhar DO NADA. Não desmerecendo o trabalho do Roger, mas convenhamos, ele caiu de paraquedas no Grêmio e salvou a lavoura.

    O elenco do Grêmio está dando conta do recado e creio que continuará dando, pois o campeonato brasileiro é de muito baixo nível. Ganha quem se organiza, mesmo que seja um pouco, e acho que o Grêmio se organizou.

    Temos que organizar a casa para ganhar títulos e não baixar a guarda, tipo, troca a direção e vamos começar do zero novamente. Creio que a presença da Arena não nos permite começar do Zero todo ano ou mandado, porque ela está ali, esperando pessoas capazes de faze-la render lucros incríveis.

    Bolzan também contou e está contado com a sorte e inteligência (acho eu), pois mandou todos altos salários embora e não é que deu certo. Até gostaria de ter o Marcelo Moreno nesse time, acho que ele faria muitos gols. Barcos é goleador em jogos que não valem nada.

    Comparar elencos do cococirmão com o nosso é impossível, eles tem uma máquina inchada que até certo ponto está dando certo. Vem levando essa LA meio que na sorte pois já era para ter caido fora na fase de grupos, onde achou uns gols espíritas.
    O mesmo vale para o início do Brasileiro, onde tb acharam uns gols, muito deles de bate e rebate ou entregue pelo adversário.

  4. vender o Rhodolfo por 3 milhões de euros (como estão dizendo) é muito broxante!
    Não resolve em nada a necessidade de dinheiro do clube, perde a referência defensiva do time e acaba com qualquer chance de melhoria do time.
    Dá um aumento generoso pra ele e acaba com as especulações. Não vão encontrar um zagueiro desse nível sem investir algo parecido, então não vale a pena vender.

  5. 1º tempo abaixo dos últimos jogos, Grêmio até criou chances, mas tá deixando a bola muito “viva”, acelerando demais o jogo e assim errando muitos passes.
    Luan um tanto enfeitado, prendeu demais a bola. Depois dos 20 min. os laterais começaram a subir mais e o time melhorou.
    Já a Chapecoense tá mostrando o que nos espera enquanto estivermos nas primeiras colocações, time marcando muito forte, principalmente o Luan. Tá claro que o Roger vai ter que criar novas opções pro time não cair na mesmice.

  6. Luan não fez um bom jogo, mas é o dono do time. Chama o jogo, sofre faltas, faz o jogo rodar. JAMAIS pode ser o 1º a sair, jamais!
    Errou feio o Roger, acabou com o time depois da mudança. Ainda mais colocando Yuri, Braian e Fernandinho, os 3 muito pesados e ainda por cima com o Douglas já cansado.
    Grêmio do 2º voltou a ser aquele do Felipão, centralizando jogadas, trocando passe sem objetividade. Quase não finalizamos no 2º tempo, enquanto a Chapecoense cansou de chutar em gol.
    A realidade bate à porta. Falta o algo a mais quando o Luan é bem marcado. Mesmo assim, Roger não pode desorganizar tanto o time como fez hoje nas mudanças.

  7. Hoje o Róger pediu para perder. Tirou o Luan que tem recursos técnicos superiores ao do Pedro Rocha que saiu logo depois.

    Além disso, a defesa do Grêmio no lance da falta foi muito infantil. Deixou três jogadores livres.

    O time do Chapecó é vencível. Dava para obter um resultado de vitória.

    Mas roda derrotista que cerca o clube empregada pelos dirigentes fracassados continua. Primeiro, Rodholfo será negociado. Um time que precisa de mais qualidade no grupo, perde qualidade.

    O objetivo da atual gestão está claro. É não ganhar títulos. Se o time começa a ter um bom desempenho na competição, os dirigentes puxam o tapete, abrindo as pernas para os empresários.

  8. e a bola parada do Grêmio é uma vergonha!!!
    Perdemos o jogo hj assim, enquanto o Douglas errou todas cobranças!

  9. Wallace e Luan mesmo que não jogando bem não podem sair do time. Pedro rocha não jogou nada, Douglas voltou a ser o Douglas preguiçoso e não saíram do time. Derrota por burrice do Roger.

    O Cléber Santana tem trezentos anos e jogou livre dentro do campo do grêmio. Aí tem que perder mesmo.

  10. Ele não queria tirar o Pedro Rocha porque ele era o marcador do Apodi. Por isso não tirou nem pra evitar o segundo amarelo. O time entrou pra se defender. Mas tudo isso vem por água abaixo quando leva gol. Temos levado um gol por jogo, por isso precisamos fazer ao menos um.
    Grêmio fez o que não pode fazer na Copa do Brasil e que tem dado errado pra gente nos últimos anos. Creio que o Roger sabe disso, já que fez o time jogar do jeito que a gente queria. Tenho confiança nele e ainda acredito na possibilidade de título esse ano. Temos duas competições pra isso.

  11. Acredito que o Grêmio não precisa de uma sumidade pra centrovância. O time já tem mostrado que pode render. Precisamos só de uma peça pra estar ali na frente, pra se posicionar com o único objetivo de fazer gol, ainda que ajude na marcação. Basta não ser tão ruim quanto o Braian.

  12. Atuação ruim num jogo nivelado na média do campeonato, bom para cair na realidade de que tem que se ligar mesmo contra times médios como a Chapecoense pois é tudo muito parelho, perdemos como podíamos ter ganho ou empate e seria dentro do esperado pela atuação das equipes.

    Hoje o jogo foi decidido pelos treinadores, um foi arrojado e mudou sua equipe na hora certa para atacar e neutralizar o adversário e outro, Roger, em noite péssima e vacilante, esperou demais ainda mudou mal.

    Douglas, Edinho e Pedro Rocha estava abaixo dos demais e ele resolveu tirar o Luan porque estava prendendo demais a bola. Burrice, perdia porque tentava o algo diferente pois o time estava sem mobilidade, sem intensidade, Douglas e Pedro Rocha não vem não é de hoje. Douglas pra mim o pior do Grêmio disparado, nem nas bolas justificou sua escalação. E o pior é que continuou até o último minuto.

    E Roger demorou demais para colocar o Fernandinho no lugar do Pedro Rocha, esperou estar perdendo e aí põe o jogador na ruim. Brian Rodrigues quando entra é desalentador e não se encaixe nesse estilo de jogo. Mamute entrou bem. Galhardo foi bem.

    Não gostei do lado esquerdo da defesa sem Rhodolfo, Apodi fez o que quis por ali.

    O campeonato é isso aí, parelho, o time que se destacar dos outros, se acontecer, talvez o Galo, pode disparar, o Grêmio não bala na agulha pra isso, temos de torcer pelo perda ganha para nos mantermos na briga, nosso time é isso aí, joga de igual para igual com a Chape, não conseguiu ser superior. Derrota merecida em noite não do Roger.

  13. Reger e o time tem créditos. Não jogamos tão bem como em outras oportunidades, mas jogamos o suficiente para ganhar o jogo. Perdemos algumas oportunidades, não marcamos, e quem não faz leva. Agora é confiar na equipe, lotar a Arena no sábado e vencer o Vasco. Aliás vencer o Vasco, não deve ser problema, até o time do asilo Santa Luzia ganha deles.

  14. Ultimamente temos elogiado o treinador com justa razão. Ontem, Roger cometeu seu primeiro vacilo, perdeu a meia cancha para um adversário nada mais que mediano e demorou para fazer as alterações necessárias, uma vez que algumas peças deixavam a desejar.
    O Grêmio poderia ter vencido a partida mas, esbarrou na imperícia e na falta de empenho de seus atacantes e na má jornada de sua meia cancha que voltou a jogar um futebol medroso e abusou dos passes laterais sem objetividade e improdutivos. Luan e Pedro Rocha, especialmente, em noite apática, não conseguiram desenvolver o seu futebol e ficamos sem ataque. A lamentar, a perda de pontos num jogo em que a equipe poderia ter vencido, caso tivesse ambição. Roger esperou demais e quando mudou, errou.
    Passou, não adianta mais lamentar. Agora é o Vasco na Arena. Esperamos uma melhor atuação no sábado para que continuemos entre os quatro melhores. Uma chance como a de ontem, não acontece todos os dias. Adversários, de qualidade inferior ao Grêmio, são poucos no campeonato. Então, não dá para desperdiçar as raras oportunidades quando do enfrentamento com essas equipes. Roger cometeu seu primeiro erro e ele foi fatal. Mas, vamos em frente.

  15. Eu não sei se o Roger errou no jogo de ontem. Mesmo que o Pedro Rocha tenha feitos alguns gols importantes, eu acho que ele é um jogador limitado. Tem alguma velocidade, mas não é um jogador agudo, que entra na diagonal à drible. Joga pouco, tem poucos recursos técnicos e se mantem na equipe porque é o que temos. O Mamute, com todo o respeito aos que acham que ele é bom jogador, eu acho que é muito deficiente em todos os fundamentos. Sei que é muito novo ainda, mas não vejo nenhum progresso. O Douglas é sempre uma incógnita. Um dia joga bem, em outro não joga absolutamente nada. Pois são com estes jogadores que o Roger conta. Estamos bem na tabela porque ele está tirando o máximo destes atletas, que estão correndo, querendo vencer, são mais transpiração do que inspiração.

  16. roger errou ontem, mas tem crédito. e parece que o luan machucou, por isso saiu. sem crises, portanto.

    e o campeonato só tem japonês, com exceção do melhor elenco fifa das galáxias playstation. dá pra gente buscar esse campeonato com um atacante de velocidade goleador. mas essa posição é difícil de conseguir.

    se o rhodholphoh sair tem que buscar um substituto, urgente. mas acho que era melhor dar um bom aumento e ficar com ele, não mexe na estrutura do time e o cara é bom. mercenário, mas bom…

  17. Roger tem muito crédito, mas nos fez querer algo a mais no campeonato devido a sua competência. Agora terá que aguentar a exigência. Time que quer ser campeão precisa buscar umas 10 vitórias fora de casa, ou mais.
    Ontem era chance de vencer fora pois era contra a Chapecoense. Agora vamos ter que buscar os 3 pontos contra times melhores.

    Não entendo a insistência com o Braian, ontem de novo quase não tocou na bola. É muito pouco pro Grêmio, tendo o Lincoln, Fernandinho, Yuri e agora Maxi e Schuster. Braian deveria ser a última opção, só para uma jogada aérea de desespero.
    Mesmo assim, tem entrado em todos jogos…

  18. A direção tem dito que pretende reduzir ainda mais a folha para o próximo ano e parece que não abre mão deste objetivo. Para reduzir mais não basta dispensar os jogadores de baixos salários, até mesmo porque são os garotos das categorias de base. Se a idéia e ter um teto salarial baixo, acho que além do Rodolpho, no final do ano saem o Giuliano e o Pedro Geromel, que são os salários mais altos. O Edinho sai porque acaba o contrato. Todos tem mercado e acho que não vai ser difícel vendê-los. Duro vai ser se livrar do Fernandinho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.