Feitoria!

149 (1)

Edição 149 do Podcast. O podcast contou com as presenças de Fane Webber, salve nosso ancora,  Miguel Fraga e Rafael Mayer comentando a copa do brasil e o resultado ruim no campeonato brasileiro.

 

Ouça enquanto você não é surdo!

 

 

 

Escuta aí e espalha a palavra do Mesa de Bar do Grêmio!!

—-

Se quiser, faça o download do programa clicando aqui com o botão direito e escolhendo salvar como.

 

 

 

 

 

 

Participe da discussão

43 comentários

  1. Grêmio sem dinheiro efetiva o auxiliar da preparação física a preparador físico.

    Oremos!! Acho que esse ano, nem Jesus salva.

  2. Fluminense demitiu hoje o treinador. E está no mercado!!

    Façam suas apostas. Qual dos dois clubes irá anunciar o técnico primeiro Grêmio ou Fluminense?

  3. Fuminense sonha com Cuca, Mano Menezes e Tite.

    Grêmio sonha com Cristóvão Borges, Doriva ou algum técnico do interior, mas que ninguém sabe quem poderia ser, nem mesmo os dirigentes.

  4. Felipão: “Eu mesmo pedi demissão. Eu, como gremista gostaria de ver muito mais, um Grêmio muito melhor”

    Rui Costa será gremista?

  5. Nesta fase draga que o Grêmio vem passando, sugiro um “tema de gaveta” pro podcast. Poderiam falar sobre “a zueira dos apelidos que a torcida chama os jogadores”, exemplos: Douglas “Barriga de Cadela”, “Geromito”, Bruno “Soneca”, Leandrinho “CNH” e tantos outros.

    Abraço.

  6. Tenho lido nas redes sociais e escutado por aí, que os culpados de todos os problemas do Grêmio são os grupos políticos e todos sugerem um grande pacto, que se acabe com os grupos ou que todos se unam em favor do Grêmio. Não me parece que este seja o problema, a menos que me provem que aquela bola atrasada pelo volante do Grêmio no GREnal, tenha a mão ( ou o pé) de algum grupo de oposição, ou que o Juliano no jogo contra o Coritiba não chutou em gol e jogou a bola nas costas do Mamute porque o MGI ou MGN ou outro grupo político tenha combinado com ele.

    Mas já que todos sugerem um grande pacto, eu também acho que devemos fazer e trazer junto o maior grupo político do mundo o “Grupo dos Sem”, que é o grupo dos sem grupo, que dizem ter oito milhões de componentes. Nem precisa que os oito milhões participem desde grande pacto, o Grêmio precisa que apenas 2% do “Grupo dos Sem” participem do pacto, que todos se associem, paguem em dia, não cancelem a associação na primeira derrota e que todos voltem para a Arena, gritem, cantem, cobrem, chorem, torçam, façam o que quiser, mas paguem a mensalidade no final do mês, que em breve voltaremos a ser o Imortal Tricolor. Certamente vamos ter os recursos necessários para dispensar estes jogadores médios e contratar jogadores de ponta, que é justamente o que esta faltando.

  7. Bobagem essa dos grupos políticos ser a causa do que está acontecendo com o Grêmio.

    Está faltando competência para executar alguns projetos institucionais de administração.

    Futebol vencedor é feito com investimento.

    Se formos olhar para a Europa como todo mundo faz, veremos que os times investem forte. Uns investem em contratações mais pontuais.

    Os grandes vencedores possuem critérios como o Barcelona.

    Os Barcelona busca sempre jogadores com alto potencial técnico. A ideia é descobrir um Messi ou contratar um jogador já nos profissionais pronto como o Neymar.

    O Grêmio precisa criar uma estrutura administrativa inovadora cercada de profissionais. A partir de uma estrutura administrativa forte, poderemos buscar a valorização da marca, criar novas fontes de receitas, potencializar as receitas da Arena, buscar patrocínios próprios para a base.

    Uma ideia do MGI interessante era fazer a contabilidade específica para a base.

    Poderia ser criado um sistema de investimento para a base. Colaboradores colocariam dinheiro para que o clube possa investir. Numa eventual venda, os investidores perceberiam 40% do valor de venda do atleta.

    De qualquer forma, é preciso organizar a administração e executar ideias para que o clube cresça e tenha potencial de investimento para o futebol profissional e base.

    Precisa investir forte na base na busca de jovens jogadores com potencial para serem bons jogadores no futuro. Criar um sistema de aperfeiçoamento técnico para os jogadores da base e para os profissionais.

    O Grêmio poderia montar um time B com atletas até 22 anos e fazer parceria com outros clube para recolocar esses atletas quando não forem aproveitados.

    Diante disso, os grupos políticos atuais do Grêmio são incompetentes. Muitos ali não torcem para o clube. são aventureiros querendo aparecer.

  8. Cristiano, eu não acredito que o Grêmio resolva seus problemas num curto espaço de tempo e recupere a capacidade de investimento e por via de consequencia volte a ganhar títulos, mas também acho que a retomada do crescimento e a solução de seus problemas financeiros, administrativos e do futebol, vai acontecer no máximo dentro de tres anos, que é o tempo necessário. Esta nova fase pode ser antecipada se a compra da Arena se concretizar imediatamente, porque aí o Grêmio pode lançar uma campanha de sócios no outro dia e os resultados também são imediatos. No final de 2012, quando se vivia, se respirava a Arena, o Grêmio chegou a ter 70 sócios pagantes. Eu não sei o que aconteceu que quase a metade dos sócios deixaram de pagar, quando a expectativa era de poderiamos chegar a 100 mil sócios no ano seguinte e aí a história seria outra. Agora só nos resta torcer para esta retomada de crescimento e que o time fique ao menos numa zona intermediária para não prejudicar ainda mais os projetos de crescimento.

  9. Eu não acho que os dirigentes do Grêmio sejam incompetentes. Todos os dirigentes de futebol do mundo erram. Ou alguém acha que aqueles poderosos times da Europa não erram. Eles comprar tudo o que lhes são oferecidos e depois os jogadores retornam quase de graça. Poucos dão certo. O Grêmio, como de resto todos os clubes brasileiros, enfrenta uma crise financeira desde a sua fundação em 1903, mas nós convivemos e tomamos conhecimento disto apenas nas tres ultimas décadas, quando tudo passou a ser difundido de maneira mais clara.

    Se a Grêmio tivesse a capacidade de manter no grupo apenas as revelações das categorias de base dos últimos cinco anos, e as contratações que deram certo, teríamos certamente um dos melhores times do Brasil, disputando títulos, levantando taças.

    Já pensaram num time com Mario Fernandes, Wendel, Fernando, Adilson, Douglas Costa, Jonas.

    E o pior, quando surge a possibilidade de comprar um jogador promissor, como foram os jogadores que vieram do Juventude e o Wendel, já vem com perna de anão, porque o GRêmio não tem dinheiro pra comprar e os investidores ficam com a maior fatia. O dia que isto acabar, e espero que não demore muito, vamos ter a capacidade de manter estes atletas no grupo e quando vender, receber 100% do valor do passe.

  10. Desculpe-me Marcelo, mas o Grêmio precisa ajustar o futebol imediatamente.

    Torcedor pode ficar animado pela aquisição da gestão da Arena, mas, ao mesmo tempo, se os resultados de campo não vierem não há campanha de sócios que sobreviva.

    O clube está perdendo sócios a cada mês enquanto o inter está aumentando.

    Isso decorre com os resultados de campo.

    A atual gestão fracassou nos primeiros dois anos de administração. E continua fracassando porque a maneira de administrar é a mesma.

    O Grêmio tem que saber o tamanho da sua grandeza. É certo que tem que olhar para o horizonte, mas não dá para esquecer do presente. Os resultados devem ser buscados a curto prazo, sem esquecer que podemos colher frutos a médio a longo prazo.

    A capacidade de investimento depende dos recursos. Os atuais recursos são destinados ao pagamento de dívidas.

    O Grêmio tem que otimizar sua administração e focar na produção de atletas com qualidade, especialmente no setor ofensivo.

    Se conseguir ter competência nisso, vamos exportar atletas equilibrar as contar e voltar a ter poder de investimento. Com capacidade de produzir atletas qualificados, podemos direcionar o dinheiro para contratações de exceções e não apenas contratações medianas. Vai dar para equilibrar melhor a qualidade entre o aproveitamento da base e jogadores de qualidade vindo de fora.

    Isso pode levar certo tempo. Essa direção teve dois anos e não aproveitou esse tempo para planejar melhor as contratações, porque o executivo e os dirigentes sabem pouco de futebol.

    E corremos risco de rebaixamento.

  11. O Grêmio teria que por ordem, definir o vice-de-futebol. Depois, demitir o executivo.

    Nesse momento, até o Pelaipe serve para executivo. Se tiver um bom vice, é capaz do Pelaipe ajudar a formatar um time capaz de vencer um título como aconteceu no Flamengo, onde ele não era tão fanfarrão.

    Airton Ruschel como vice e Pelaipe o executivo.

    Chega de ter um executivo bunda-mole.

    Falam em trazer o Mancini, o mesmo que esteve aqui e fechou a porta na cara do Pelaipe. Depois do jogo, foi demitido.

    Está faltando alguém com culhão. Mas não dá para esperar alguma coisa dessa direção mesmo.

  12. Quando eu falo que o Grêmio só vai se recuperar a médio prazo, obviamente que fica subentendido que precisa começar a reestruturação agora, para colher os frutos ali na frente. Se tiver um pouquinho de sorte e competência pode abreviar a colheita. Um célebre filósofo teria dito que o futebol é dinâmico. Eu também acho, quem sabe amanhã mesmo não iniciamos esta retomada, com um novo treinador, algumas substituições na direção e no time.

    Cristiano, não é brincadeira o que eu vou te falar. Acompanho os teus comentários há muito tempo. Tu acompanha as categorias de base, demonstra conhecer futebol. Eu acho que tu deveria se aproximar mais do Grêmio e dar a tua contribuição. Posso te garantir que pé facil contribuir. O Grêmio precisa muito de colaboradores e só não colabora quem não quiser. Vai lá carta, te apresenta e mostra que tu tens capacidade e pode contribuir. Quero que tu entendas não estou ironizando as tuas criticas, estou apenas sugerindo, porque acho mesmo que tu pode ajudar de alguma forma.

  13. Essa história de que os culpados são os grupos políticos já está ficando fora de moda. A nova moda é culpar a Arena ou dizer que o Grêmio precisa “voltar às origens” com um técnico gaúcho.

    Pra mim já deu de “volta às origens”. Ouço o mesmo faz anos. Confiar em fórmulas prontas do passado é escantear a importância do trabalho, que é o que sempre traz sucesso e inclusive um dia já trouxe pra nós. O Grêmio de hoje precisa renascer e aprender a encontrar seu caminho mesmo que seja com fórmulas vindas de fora. É a prova que decidirá se o Grêmio renascerá ou morrerá. Não podemos viver à mercê do passado, ou só conseguiremos sucesso quando um conjunto de condições se reunir ao acaso para nós. Não sejamos, por exemplo, como o Santos, que só consegue algum sucesso quando de vez em quando revela jovens muito talentosos.

  14. Levaram um baile do Santa Fé e poderiam ter tomado no mínimo três. Quando a sorte não acompanha eles se ferram. Mais uma vez os zagueiros entregaram, mas desta vez o Lizandro errou e aí tomaram aos 48. Se alguém acredita na gangorra, quem sabe quarta feira ela vira.

  15. Falando um pouco sobre o elenco, ultimamente, mesmo pro setor ofensivo, temos ido atrás apenas de coadjuvantes. Nossas contratações têm sido sempre o volante, o zagueiro, aquele segundo atacante faceiro que não faz gol e aquele meia que não corre nem chuta. O resultado disso é um time que fica rodando passes despretensiosos em torno da área e nem cria chances claras nem finaliza. Aliás, quando tentam a finalização, erram, porque não são bons nisso, não têm a finalização como característica.

    Lembro de assistir à Libertadores 2011 no Sportv ouvindo o comentarista dizer “o Grêmio passa e passa a bola, mas não chuta”. Poderia ser hoje o comentário, continuaria atual. O Grêmio é aquele time cujos atacantes ficam na cara do gol sem goleiro e tentam devolver a assistência pra outro. Teve um lance do Kléber em 2013 assim. Jogadores vêm e vão, mas a característica é a mesma.

    Temos que ir atrás de jogadores agudos: o lateral que apoia bem e adiciona opção de passe ao meio-campo; o meia que bate falta, que finaliza, que tenta bolas matadoras em profundidade, que faz gol; o atacante que busca espaço, que cabeceia, que bate pênalti, que faz gol, que dribla (não precisar ser um grande driblador, o drible pode se resumir só a limpar e chutar). Nosso ataque precisa de mais versatilidade. Por isso, por mais que não seja nossa solução, acho que deveriam trazer de volta o Maxi Rodríguez. É um jogador que embora tenha cultura de futebol amador, adiciona a imprevisibilidade ao time.

    Quanto à defesa, acho que ela vem sofrendo especialmente com a desorganização do time. Não temos jogado compactamente. Matías Rodríguez não era bom na marcação, a defesa não funciona sozinha sem os laterais. Nossos volantes não sabiam se posicionar, nosso meio-campo defensivo parecia uma peneira. E como segundo volante, Ramirinho faz falta, sim. Corre bem mais que o Maicon e o Marcelo, faz pressão. O primeiro volante precisa guardar posição, e o segundo precisa ter velocidade e fôlego pra ir atrás de quem está com a bola e se apresentar como opção no ataque. Fellipe Bastos, especialmente, vinha sendo escalado como primeiro volante, mas tentado jogar como segundo. Isso desmonta totalmente nosso sistema defensivo. Ramiro podia não ser isso tudo, mas pra segundo volante era o melhor que tínhamos.

    No meio-ataque, como já dito em outros podcasts, Douglas não rende criando sozinho. Scolari tentou fazer um esquema à la Atlético-MG 2013, com Tardelli, Ronaldinho e Bernard (ou seria seleção brasileira? Neymar + Oscar + Hulk faziam basicamente as mesmas funções), pondo Douglas no centro e com dois meias carregadores de bola dos lados. Assim como Ronaldinho, Douglas simplesmente sumia quando a gente mais precisava. Nossos outros “meias” não eram tão rápidos e finalizadores pra compensar essa perda. Não criavam, também, pois são atacantes. Também não havia alternância de posições. Com Luan, Douglas e Giuliano na esquerda, centro e direita sempre o ataque fica muito previsível, fácil de marcar, sem fluidez, sem versatilidade. Mesmo o esquema tático precisa mudar às vezes, não só por causa de situações fortuitas como lesões. Precisamos adequar o esquema ao que estamos precisando.

    Já no ataque, já falei sobre isso. Basicamente Mamute abre espaço na defesa, mas não tem pra quem passar, sendo ele o último homem e sendo que os outros jogadores não têm característica de finalização. Também não temos jogadas aéreas para utilizarmos a única qualidade do Braian, que é a sua cabeça dura.

  16. O Grêmio precisa de três a quatro bons jogadores para acertar o time, mas precisa prioritàriamente de um jogador para desentortar o time. Num passado não muito remoto, tinham dois jogadores no futebol brasileiro, que por onde passavam, sozinhos arrumavam o time, que eram o Mario Sergio e o Wilson Tadei. Chegavam, acertavam o time e não ficavam muito tempo. Estavam sempre sendo disputados por todas as equipes. Hoje acho que no futebol brasileiro não tem ninguém com esta capacidade. O Douglas quando quer jogar pode ser este jogador. Este ano ele teve duas ou tres grandes atuações, uma que lembro bem foi em Passo Fundo. Acho que ele não tem condições físicas para jogar quarta e domingo.

  17. Eu lembro do Luiz Felipe na Taça São Paulo de Futebol Junior. Ele teve boa presença, marcou alguns gols importantes e não é pior do que os atacantes que hoje estão no profissional. Acho que ele errou em fugir, mas é um garoto ainda e pode dar certo. Nunca se despreza um centro avante. Eles há qualquer momento podem desencantar. É muito forte, tem boa presença na área e precisa ser mais trabalhado. Se voltar mordido, pode dar certo.

  18. O Centroavante Luis Felipe é um jogador interessante. Tem um ótimo cabeceio. Quando a bola chegava na cabeça dele, guardou.

    Ele tem dificuldades com os pés. Precisaria finalizar melhor com os pés. As chances que ele teve com os pés, ele perdeu.

    Tem presença de área. É um tipo de centroavante brigador. Tem muita energia.

    Fernando Carvalho colocou o olho dele e até referiu que o Felipão poderia ter testado o garoto no Gauchão, já que o Grêmio não tinha ninguém.

    Como é um garoto, o ideal seria fazer trabalhos específicos para o melhoramento técnico.

  19. Grêmio poderá demorar para anunciar um técnico.

    Depois que vi a lista de jogadores pretendidos, a tendência é voltarmos a segunda divisão.

    É de chorar essa diretoria.

    Aposto que a busca do técnico ficou a cargo de Marcos Hermann. Levaremos de 3 a 6 meses para ter um técnico.

    Essa direção é de quinta categoria.

  20. pois Alan Ruiz e Maxi eram dois exemplos de jogadores que faziam coisas imprevisiveis, alem de saberem chutar a gol. Foram escanteados por Renato, Enderson e Felipao. No Gremio joga quem marca, corre e passa a bola pros lados, tipo Ramiro e Dudu. Quem tenta algo diferente nao tem vez

  21. perdemos pro Coxa no sabado e ainda nada de treinador novo. Pior, segue a diretoria fracassada no comando. Vice presidente de futebol nao temos ha quase 3 meses. Romildo repete Duda Kroeff e deixa o clube a deriva…

  22. Ué, quando tivemos um vice-de-futebol??

    Está falando de Koff Targa??

    Ele nem assumiu o cargo.

  23. A direção do Grêmio é INCOMPETENTE!

    Se fossem verdadeiros gremistas, renunciariam os cargos. TODOS ELES!!

    Do Presidente ao CA.

    É uma vergonha ter “gremistas” desse tipo.

  24. A contratação de um novo técnico pode levar meses.

    Parece que o Marcos Hermann iniciou a sua tese de monografia.

    Espero que o Sebastião Lazaroni não desembarque novamente.

  25. Eu não acho que a diretoria esteja errada por não ter anunciado ainda o novo treinador. Não dá para contratar o primeiro que aparecer só para dar satisfação para a torcida e para a imprensa. Se eles tem uma filosofia de trabalho ou estão procurando implantar uma nova, tem que pesquisar, conversar, ajustar e isto demanda tempo. Também não dá para demitir o Diretor de Futebol e o executivo e não ter outro para colocar no lugar. Se demitir e não colocar outro no lugar imediatamente, o clube fica acéfalo. Como diria um célebre comentarista esportivo, paciência e caldo de galinha não faz mal a ninguém. É claro que depois de demorar tanto tempo, contratar mal, ou não fazer as mudanças necessárias, aí sim podemos cair de pau. Mas agora, acho que ainda não é a hora. Mas tudo bem, respeito a opinião de todos.

  26. Eu também não vejo problema nenhum em buscar jogadores no interior do Paraná ou SC, ou em qualquer outro lugar, mesmo que sejam de equipes da terceira divisão, desde que estes jogadores não venham como solução, mas para compor o grupo, ou até mesmo para estagiar nas categorias de base ou na sub 23 ( que não existe no Grêmio). O Wendel era um garoto ainda, veio do interior do Paraná e já estava pronto. Já um lateral direito que veio do Figueirense como a grande revelação do campeonato de SC, não jogava nada e foi devolvido.

  27. teoricamente havia um vice, mas se formos colocar na prática, desde quando o cargo está vago?
    Grêmio desaprendeu o caminho de como se faz futebol, de como se dá a hierarquia no clube.
    É inacreditável o que está ocorrendo, Romildo nos brinda com uma transição catastrófica, ao contrário de todos os elogios que recebia até então sobre sua coragem e a postura austera.

  28. Concordo com o Marcelo sobre a parte de contratar treinador, não pode ser qualquer um. Se aqui discutimos se a diretoria tem planejamento, lá no Flu, desde a demissão de um técnico ficou 2 meses, eles têm certeza. E agora contratando o Enderson (gelei aqui vendo a notícia, achando que tinha sido o Grêmio), eles mostram que não têm grandes ambições. Depois da saída da Unimed, não serem rebaixados tá bom. Não que aqui tenhamos um projeto muito ambicioso hoje. Desde que não seja aleatório…

  29. Se é verdade que o Grêmio vai comprar a Arena pelo saldo da dívida no BNDEs, ( 170 milhões) vai ser o melhor negócio do mundo. Hoje parece que ele já repassa mensalmente hum milhão e oitocentos para a Arena Porto Alegrense. Paga um pouco mais e é dono do negócio. E se for refinanciado em 20 anos como estão falando, vai ficar melhor ainda.

  30. Para essa direção, a demora na escolha do técnico não fará diferença alguma.

    Estamos correndo risco de cair para segunda divisão.

    Se o Grêmio empatar ou perder para o Figueirense, aumentará a pressão.

    Eles gostam de viver perigosamente.

    Essa direção não tem convicção.

    São INCOMPETENTES!

  31. Denis Abraão criticando Rui Costa chega a ser hilário. Na minha opinião foi tão incompetente quanto Rui Costa está sendo.

    Além disso, baixou a cabeça para o Émerson Leão que mandou ele ficar quieto na frente do grupo.

  32. “chegou a consultar alguns jogadores sobre o técnico, mas nenhum deles ainda havia trabalhado com o futuro comandante”.

    Presidente chegou a consultar jogadores do clube.

    Oremos, porque eles não sabem o que fazem.

  33. Essa direção está tentando contratar o lateral direito Luís Ricardo, jogador que passou por aqui em 2005.

    Que competência dessa direção!! Que genialidade!! Como é bom esse Rui Costa!!

    Grêmio segue a risca o planejamento, rumo à segunda divisão. Lamentável!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.