Feitoriaaaa!!

mbg144

Outra edição do podcast oficial da torcida tricolor. Novamente gravada pela rede mundial de computadores usando a ferramente de skype. Foram comentados no programa principalmente o jogo contra o São Paulo de Rio Grande, order Luan – nunca criticamos -, help a copa do brasil e fugimos da pauta umas 10 vezes.
O podcast contou com as presenças de Fane Webber, shop nosso ancora, Gabriel Pinto, Rodrigão AzevedoRafael Mayer. Foi debatida a vitória sobre o Lajeadense e vários aspectos do jogo. Também breves comentários sobre os jogos de quarta e domingo.

Escute e repasse para os amigos!

Escuta aí e espalha a palavra do Mesa de Bar do Grêmio!!

 

—-

Se quiser, faça o download do programa clicando aqui com o botão direito e escolhendo salvar como.

 

 

Participe da discussão

41 comentários

  1. O Grêmio joga hoje. Peço vênia ao pessoal do Mesa de Bar para dar prioridade e focar meu comentário na partida.
    Acho que o Grêmio deve se empenhar ao máximo e, de preferência, vencer para não correr riscos. Se não for possível fazer dois gols e eliminar “de cara” o adversário, que não tome gol. Então, no jogo de volta, teria três vantagens: o apoio de uma grande torcida, uma boa renda na Arena e, estando fora das duas partidas, o “Cebolla” cumpriria 50% da suspensão (04 jogos). Mas o que importa, no jogo de hoje, é vencer sem tomar gol e isso só será feito – porque temos mais time e mais tradição – se a equipe jogar com seriedade e empenho.
    Dá-lhe tricolor!!!

  2. Muito boa a trilha sonora do Mesa de Bar nessa semana. Qual a música que toca aos 42 min quando o Fane fala dos ex-gordos escalando o Everest?

  3. A propósito, esqueçam o primeiro lugar no Novellettão. A quantidade de pênaltis que o Inter terá nos próximos jogos não está no gibi

  4. Se depender da arbitragem, o campeonato Gaúcho já tem um campeão. Qualquer dúvida, passa no posto Ypiranga.

  5. Yuri tá crescendo, tem muito o que ajudar o time. Hoje já tá merecendo a titularidade, pois o Brian vem perdendo muitas chances.
    Aliás, de novo o time teve dificuldades em fazer mais gols e teremos o jogo de volta. Menos mal que o Cebolla vai cumprir só dois jogos de suspensão agora.

  6. Em relação ao Grêmio, o jogo de hoje foi um prostíbulo.

    O Grêmio parece que quis o segundo jogo. O adversário muito fraco.

    Ramiro, Marcelo oliveira e Matías Rodrigues foram muito mal no jogo. Giuliano e Douglas foram regulares. Luan iniciou bem o primeiro tempo e depois alternou bons e maus momentos muito pela falta de parceria. Esse trio foram prejudicados pela falta de parceria.

    Mamute entrou no segundo tempo e foi bem. Fez a jogada do primeiro gol e incomodou o adversário.

    Geromel e Rodholfo seguros. Maicon também foi regular.

    O Brian Rodrigues é um centroavante dependente. Se não municiá-lo, ele faz pouco na partida. Foi substituído por isso.

    No mais, o Grêmio foi muito preguiçoso. Troteou em campo e fez questão de ter a segunda partida, talvez, para eliminar mais um jogo sem o Cebola.

    Vou ficar com esse raciocínio e acreditar que o time amoleceu, porque se o Grêmio não queria o segundo tempo, com esse futebolzinho não vai longe.

  7. Atuação pro gasto com repetição de escalação equivocada do Felipão no primeiro tempo. Repetiu-se o 0x0. No fim, ter o segundo jogo até pode ser bom pelo time precisar mais testes e pelo Cebolla cumprir mais um jogo.

    De que adianta jogar com centroavante limitado tecnicamente isolado na frente, sem atacante para fazer companhia e com dois laterais que não apoiam quase nada. Aliás, Mathias vou apresentar diarreia… não surpreende pois no Gauchão joga contra ataques limitadíssimos e engana… mas é um jogador dispensável que não deveria ter seu contrato renovado. Marcelo Oliveira bem defensivamente e nulo na frente… reprisando o que avaliava do Pará. Dizia exatamente o mesmo. Creio trocou um zagueiro pela direita por um pela esquerda. E apoio que é bom nada. Laterais insuficientes para série A. Enquanto isso perde-se a oportunidade de dar experiencia ao Júnior e Raul para chegarem mais afirmados no Brasileiro. A base fica de castigo no banco.

    E o time continua lento demais, aliás, o jogo foi devagar. Douglas fez gol mas jogou pouco. Maicon não esteve inspirado e errou passes o que não é de seu feitio mas tem crédito pois vem jogando bem. Já o Ramirinho… é muito fraco na marcação. Tecnicamente até melhorou do ano passado pra cá, mas defensivamente não tira a bola de ninguém. Como dizia em 2014 era por causa dele o esquema de três volantes pois não dava conta da marcação… é só enxergar o jogo… e não poderá ser titulat com Maicon pois esse tb não é um grande marcador. Nossos melhores marcadores são Wallace e Felipe Bastos. Um destes vai precisar ser titular em jogos mais difíceis ou iremos sofrer como aconteceu com o Nóia com a defesa exposta.

    Mamute entrou bem pelo lado do campo, aliás tem jogado bem por ali, feito jogadas, na força, no jogo de corpo e até com certa habilidade mas não é um goleador, pouco chuta a gol, é mais um jogador tático e tem sido útil assim o menino.

    Já Éverton teve pouco tempo pra mostrar algo, mas é um jogador vertical que agrega essa característica ao time… seria mais útil do que Douglas. Mas é da base. E não é bruxo. Nem foi indicado pelo treinador…

    No mais Giuliano e Luan, sempre eles, vão resolvendo. E pensar que se Cebolla estivesse jogando, Luan estaria de castigo no banco… e nunca é demais perguntar, quando será que Felipão vai se curar do seu trauma de velocidade? Guri que faz correria é banco ou fica em casa como o Raul assistindo o Diarréia Rodriguez (bruxinho do Rui Costa) jogar…

    o Brasileirão não vai perdoar esse erros de avaliação.

  8. A arbitragem no Gauchão já retirou uns três a quatro gols do Grêmio em razão de impedimentos e faltas que não existiram quando o time marcou.

  9. A direção do grêmio que se atente pq o favorecimento ao inter com pênaltis a torto e a direta. Se nao berrar vai ser estuprado pela fgf.

  10. Haha, só vi agora. Não falei? Nunca contei com essa liderança no estadual. Tava óbvio o que aconteceria

  11. O Grêmio ganhou mais uma. A primeira fora do “gauchão” e na casa do adversário. Não fez uma grande partida a me pareceu que a estratégia era deixar para resolver tudo em casa, fazer renda e abater dois jogos da suspensão do “Cebolla”. A equipe rendeu o suficiente, após uma viagem desgastante. Ramiro e Maicon, jogadores escalados como volantes para fazer a contenção, não guardavam lugar, se mandavam desordenadamente para a frente e deixavam os laterais desprotegidos, por isso, as seguidas investidas dos atacantes adversários pelos lados. Várias vezes os atacantes adversários fizeram o 2-1 em cima da marcação isolada do Marcelo Oliveira e do Matias Rodrigues. Douglas como sempre a 40 km por hora, ganhou uma “papinha do Mamute, fez o primeiro gol e depois, sumiu do jogo. Luan, Juliano e Mamute foram os responsáveis pelas boas articulações ofensivas e de seus pés saíram os gols que nos deram a vitória. Marcelo Grohe, Rodolpho e Geromel, tranquilos, não tiveram maiores dificuldades. Ficou evidente, mais uma vez, a dificuldade de conclusão das jogadas de ataque, principalmente o Bryan Rodrigues. Resolver o pouco aproveitamento da jogada terminal, deve ser a preocupação maior da Comissão Técnica. O aproveitamento das chances de gol é de apenas 30% e isso representa 1/3 das situações criadas. Wallace e Everton tiveram pouco tempo para jogar. Valeu pela vitória, mas, ainda estamos jogando em marcha lenta e errando muitos passes. A característica dos nossos jogadores de meio campo retarda o jogo e dá condições ao adversário de se reagrupar taticamente, ocupar espaços e dificultar as nossas jogadas ofensivas. Treinos específicos para superar essas deficiências, seria uma boa pedida daqui pra frente.

  12. Teremos entrevista com familiares do Fabrício? O B V I O que não! Entrevista com familiares somente com jogadores do Grêmio.

  13. Parece que RBS é uma das empresas suspeita de pagar propinas nessa operação Zalote.

    Vamos aguardar as investigações.

  14. Impzone!

    A liderança, como foi visto ontem, não dependia só do Grêmio. Afora um início de campeonato com derrota e empate na Arena, fatores extras – que claramente beneficiaram nosso principal adversário a partir do momento em que o Grêmio começou a vencer – também contribuíram para esse desfecho. Será que a obviedade a que te referes, é por que sabias, de antemão, que a distância entre os dois clubes e a consequente liderança do campeonato, seria decidida da forma que foi – com as “calças na mão” – com um gol de penalti dentro de casa e com a contestação de algumas decisões duvidosas da arbitragem? Se tens essa capacidade de premonição, meus parabéns! Devo lembrar que um simples empate servia ao Grêmio. O Grêmio resolveu mudar a fotografia durante o campeonato. Isso retardou a formação de uma equipe ao menos razoável. O que se viu no início, todos sabem. Aos poucos o grupo foi tomando forma e crescendo na competição. Em contrapartida, o tradicional adversário – que em alguns jogos usou equipes mistas – pois disputava a Libertadores – jamais mostrou superioridade e no confronto direto que teve com o Grêmio, em sua casa, deu graças a Deus pelo empate. É fácil vir aqui, depois de saber os resultados, e dizer: eu não falei?
    Estou, desde agora, esperando os vaticínios para o resultado do próximo Grenal. Será que alguém se habilita? Depois, não vale, é covardia!

    1. Poxa, amigo! Não havia visto a mensagem, perdão. Não sou médium, muito pelo contrário, só disse o que era óbvio e todos já esperavam, mas mantinham uma mínima esperança de que não acontecesse, inclusive eu. Fui realista, porém: 9 pênaltis em 14 jogos é uma estatística absurda!

  15. por FAVOR , J J == pegue este VIDEO e ” GRAVE ou SALVE ok ” . peco TBM a GERENCIA ok . e ENVIE ao saudoso AMIGO nosso == STJD ! vamos FERRAR com eles jaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa . P FAVOR . ( pq a MIDEA VERME 69 nadaaaaaaaaaaaaa FARA ) . INAGINEM SE FOSSE 1 TORCEDOR GREMISTA . meu deus NE . FONTE // JORNALISTA == @ S XAVIER FILHO !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! DA PLACAR ok .

  16. Saiu o adversário do vencedor de Grêmio x Campinense, será o CRB. Tem ainda Criciúma, Bragantino e Lajeadense pra quem passar do CRB.

  17. Vergonhosamente o presidente da FGF justificar que o torcedor estava certo em chamar o Fabrício de macaco, pq o mesmo provocou a torcida. E tem gente que acha que esse canalha do novelleto é isento.

  18. : “Todo dia morrem 15 negrões por aí e ninguém se preocupa”. NOVELLETO, FRANCISCO.

    Onde estão os paladinos da justiça?

    Gostaria que aquele movimento dos direitos dos negros, que foram a frente da delegacia malhar a menina com todo direito fizesse o mesmo com o Nevelleto.

  19. FGF é uma vergonha completa!!!
    Tem que ter muito estômago pra aguentar o futebol, tá cada vez mais difícil com tanta palhaçada

  20. Está ai para quem quiser ouvir. Potter torcedor e jornalista colorado disse que ouviu e viu xingamentos de injuria racial ao Fabrício in loco.

    Já o auditor do TJD que nem recebeu a denúncia, de antemão, já disse que o SCI não será punido caso seja julgado. Então, meu amigos ?????

    Vidraça é só no Grêmio.

  21. A todos os colaboradores do Sempre Imortal, uma FELIZ PÁSCOA, e que o sacrifício de Jesus na cruz, nos sirva de inspiração para uma convivência respeitosa e fraterna.

  22. A desculpa do auditor do TJD é de cabo de esquadra: “o ato isolado do torcedor ao ofender o jogador não se configura como racismo”.
    Meu Deus! Quer dizer, então, que estando eu lá na Arena ou em qualquer outro lugar, posso chamar um negro de macaco que fica por isso mesmo? Ah! estão de brincadeira com os gremistas. E, além disso, me vem o Noveletto com aquela “pérola” para justificar a atitude do torcedor? Que hora mais imprópria para o presidente da FGF externar sua opinião. Falou como torcedor e conselheiro do inter ou como ‘magistrado”? Já pensou se a moda pega? Vamos ver no que isso vai dar. Quem sabe os acontecimentos do Beira Rio façam com que as ações dos procuradores, daqui pra frente, sejam imparciais e desprovidas de clubismo.

  23. Já que minha previsão anterior deixou os fãs ávidos por mais, aqui deixarei outra previsão sobre a rodada de hoje: pênalti pro Inter

  24. Jogo para esquecer. Ninguém jogou bem. Para mim, esse foi o segundo erro da direção e da comissão técnica. No início do ano foi a infeliz decisão de remontar a equipe durante o campeonato. Agora, a opção por zerar os cartões para seguir adiante sem maiores preocupações .De que adiantou preservar os titulares para que não recebessem o terceiro cartão e empatar a partida, ficando quatro pontos atrás do lider?
    Erro de avaliação, mais uma vez. As estratégias não vem dando certo porque são imediatistas e não enxergam o macro. Esses dois pontos deixaram nosso tradicional adversário fora de nosso alcance. Se antes era de dois pontos a diferença, agora são quatro que, na soma dos dois turnos é uma vantagem considerável e, a não ser que haja uma reviravolta, desde já é uma carga muito pesada. Os jogadores, pela enésima vez, disseram aos microfones que é preciso não errar mais. Mas como? Estão dando esse recado para quem, se eles são os protagonistas? Não vou analisar as atuações individuais. Não é possível que jogadores profissionais entrem numa partida sem o comprometimento de que depende deles um bom resultado. Vi falta de foco. Aquele algo mais que intimida o adversário e mete respeito. Perder gols na cara do goleiro adversário está virando rotina porque está faltando “sangue nos olhos” e aquela vontade de passar por cima. Só falta um dirigente dizer que o Novo Hamburgo é o novo Barcelona e que todo o cuidado é pouco. Sou da mesma opinião do Cacalo: em casa temos que vencer todas as partidas do “gauchão” e não tem desculpa. Senão, é melhor mandar todo mundo lá no Grêmio procurar sua turma.

  25. Pra mim segundo lugar, disputando praticamente todo o campeonato contra os reservas do Inter é resultado insatisfatório.

    O trabalho do Felipão e direção desde o ano passado segue deixando muito a desejar.

    Questiono as convicções de Felipão, está escalando mal e combinando equivocadamente jogadores. O time é lento e burocrático. Melhorou o o toque de bola para ganhar de times do interior mas não mostra nada que entusiasme e ainda preocupa e muito para o começo do Brasileirão. Hoje mais uma escalação e substituições erradas. O que Everaldo ainda faz no plantel? Jogador insuficiente que ao entrar acabou com o ataque gremista mais uma vez. Pior, sacou o Éverton que assim como Luan é perseguido pela impaciência do treinador. Acabou com o nosso ataque que já estava mal na partida, mas Mamute e Everaldo vão fazer gol em quem? Tenho dito que Mamute é quarto homem, tem sido bom garçom mas não é efetivo em finalizações, fazer gol não é com ele. Jogamos sem centroavante os dois tempos pois Everaldo não existe. Só na cabeça do Felipão.

    E o tal Avenida Diarréia Rodriguez? Que jogadorzinho bem ruim, apoia mal e defende pior ainda. E querem prolongar o empréstimo dessa ferida? Por isso não ganhamos nada há 14 anos. Já tinha um monte de gente acreditando em seu futebol… como gostam de se iludir. Ainda mais se for gringo. Por conta dessa ruindade preteriram o Raul. Como gostam de perder tempo. Depois não sabem porque não ganham absolutamente nada. Pior é o Felipão ganhando salário milionário para insistir com essa naba.

    O goleiro Tiago tem virtudes mas também tem um defeito sério na saída de bola pois sai do gol estapeando todas as bolas altas como um verdadeiro mão de pau. Ou corrige. Ou não serve. É uma deficiência grave para goleiro. Aliás que já deveria ter sido corrigida… será que não enxergam isso lá comissão técnica?

    Foi uma atuação péssima, quase ninguém se salvou, todos tiveram altos e baixos na partida, os menos ruins foram Giuliano, Felipe Bastos, Geromel e Júnior. A defesa foi regular, vazou muito pelo lado do Mathias, inclusive na cobertura. Wallace foi mla no segundo tempo. Douglas trotou na sua média na primeiro tempo. Mamute se esforçou. Éverton oscilou demais. E MAthias foi péssimo. Everaldo não existe. Podiam dar chance ao Luis Fellipe, ao Klauss, ao outro Erik (melhor atacante da base atualmente), mas não, insistem com esse Everaldo que nunca jogou nada e tem todas as chances do mundo.

    Precisamos contratar atacantes para o Brasileiro. E se não derem chance para o Raul, que contratem um lateral direito. No resto das posições temos bons jogadores, o que falta é o Felipão combinar melhora as peças e aumentar a velocidade e verticalidade da equipe. Ou faz isso ou não passaremos do meio de tabela na série A, com grandes chances de fracassarmos em Copas de mata-matas. Talvez o Ruralito seja nossa única chance de título em cima da insegurança do Aguirre e olhe lá…

    É muito pouco para um time do tamanho do Grêmio com um treinador medalhão de salário milionário.

  26. Os discursos após os jogo, tanto dos jogadores como do presidente, mais uma vez repetiram as velhas explicações, que já se tornaram rotina no clube após os jogos em que a equipe não foi bem. Esse tipo de alerta que é sempre repetido e já está na ponta da língua dos jogadores e dirigentes em caso de um resultado insatisfatório, demonstra muito bem a falta de comprometimento da equipe dentro de campo e a falta de um argumento convincente para satisfazer o torcedor. O presidente, ao invés de repetir o mesmo chavão, deveria, isso sim, demonstrar publicamente sua insatisfação pois, parece que as recomendações de vestiário não surtem o efeito desejado. Bem fez Felipão em desabafar aos microfones. A equipe se desarrumou taticamente, o que foi reconhecido pelos jogadores num “mea culpa” após o jogo. O grupo como um todo deixou a desejar. Pode-se reclamar do treinador a opção por jogar com reservas, mas, Felipão não pode ser culpado quando os jogadores que são reclamados pela torcida no time titular não correspondem nem individualmente. Em um dado momento ninguém mais guardava posição e a equipe se desarrumou propiciando ao adversário condições de marcar. Está faltando uma voz forte no vestiário e não pode ser só a do treinador. É hora da direção de futebol entrar em ação pra valer.

  27. Quanto o time todo vai mal a culpa é menos individualmente do jogador e mais da comissão técnica.

    O Felipão desde o Palmeiras vai pra imprensa para reclamar dos jogadores. E não assume responsabilidade.

    É por essas e por outras que deixei de acreditar nesse treinador medalhão que perdeu totalmente a humildade. E por isso tb que tenho reivindicado uma direção de futebol mais enérgica e atuante, o que não é o perfil do Pacheco que é um bom segundo dirigente mas não o primeiro no escalão.

    O Grêmio, infelizmente, continua estruturado para perder. No máximo, podemos ganhar o Ruralito e isso porque o Inter dá rachado entre Libertadores e críticas ao Aguirre que balança mas não cai… até o momento. Mas veja que conseguimos a proeza de ficar atrás na tabela, deixando a vantagem pra elas, jogando contra os reservas colorados o campeonato todo praticamente.

    Outro vexame do Felipão meio milhão.

  28. A imprensa faz força para o caso Fabrício não ir para o lado do racismo.

    Pensem, em um GREnal, o Grêmio foi penalizado porque alguém disse, que alguém disse, que alguém disse …. que alguém tinha chamado o zagueiro Paulão de macaco.

    Não discuto o caso de racismo, pois é óbvio que condeno qq tipo.. mas ai que fica minha pergunta, o caso do inter não ganha repercussão porque ???

    O tal de Potter da rádio Atlântida falou que tinham gritos de macaco no jogo, tem uma imagem de 1 segundo, pequena sim, mas suficiente para incriminar o colorado…
    O que estão esperando ???

    O caso do Aranha, em 2 semanas o Grêmio estava condenado, excluido da copa do brasil em um dos julgamentos mas teatrais da história.

    Julgamento chegou a ser passado ao vivo pela globo.com… eu vi e me lembro muito bem os procuradores brincando com seus smartphones durante a defesa do Grêmio. Fomo execrados naquele dia. Nós a moça que vive escondida hoje em dia.

    É impressionante isso.

    Depois de um tempo, de cabeça fria, começamos a avaliar esses fatos e ver como tem falcatrua nesse mundo.

  29. Na minha opinião, quando todo o time vai mal, principalmente quando as mudanças são muitas, é por falta de entrosamento. Nessa hora o jogador que tem qualidade deve mostrar serviço o ser o diferencial. Mas não, o que se viu Foi um festival de “feijão com arroz” e ninguém se salvou. A culpa de Felipão, foi escalar uma meia cancha com apenas um volante (Wallace) em má jornada e tendo a seu lado o “faceiro” Felipe Bastos e três meias (Douglas, Juliano e Everton) que não cobriam os laterais, não guardavam posição, se mandavam para o ataque e deixavam um “buraco” na meia cancha para os velozes atacantes adversários fazerem um salseiro na nossa defesa. Não acredito que a desorganização seja culpa exclusiva do treinador. Não houve uma obediência tática e a equipe se foi descontrolando, a ponto de nem as mudanças surtirem efeito. Se a equipe com todos os titulares tem lá suas dificuldades, imaginem recheada de jovens que oscilam de um jogo para outro e que precisam de companhia de qualidade e com experiência para se sentirem à vontade e deslanchar. Falta de entrosamento, lentidão, passes errados em profusão e finalização deficiente. A pergunta que fica: afinal o que está acontecendo com o futebol brasileiro? Serão os jogadores ou os treinadores os responsáveis pela baixa qualidade das respostas que vemos em campo?

  30. Concordo com o Felipe Neri.

    Quando toda a equipe vai mal coletivamente, a responsabilidade é do treinador. Está na hora do treinador assumir a responsabilidade.

    Primeiro, ele escala o Éverton no meio de campo e pelo lado direito, mas o garoto é, no mínimo, meia-atacante. É colocado no lado direito, sendo que, na base, jogava pelo lado esquerdo.

    Mamute não tem vocação para fazer gols. O que o treinador pode fazer? Trabalhar finalizações com Mamute.

    Mamute é forte, tem explosão, mas pouca qualidade nas conclusões. É um defeito grave para um atacante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.