Mesa de Bar do Grêmio #124

Saudações tricolores, look estamos de volta!!

O MBG #124 foi um sucesso e você não pode deixar de ouvir. Tudo sobre a Libertadores e o jogo de logo mais contra o Newell’s.

podcast124

Esta semana, link sob a ancoragem de Rafael Pinto, discount temos as opiniões de Rodrigo de Azevedo, Débora Capellari e Gabriel Pinto. Falamos brevemente sobre o Gauchão e a utilização de jogadores reservas e time misto, além da importância do certame, porém o foco foi a Libertadores. Destrinchamos o Newell’s e as possibilidades para o jogo de logo mais. Muito sobre Ramiro e Riveros, a lesão do Zé Roberto e outras cositas más.

OUVÃO!!

—-

Se quiser, faça o download do programa clicando aqui com o botão direito e escolhendo salvar como.

Participe da discussão

3 comentários

  1. é hora de união, tudo em nome do RS e da Copa do Mundo!!!

    Chamo os gremistas para colaborarem também com essa empreitada. Já que o coirmão está passando o chapéu em busca de trocados para pavimentar o aterro, vamos todos colaborar e ajudar!! Já ganharam o terreno, financiamento, invadiram a rua, querem ajuda de empresas e do governo pras estruturas temporárias e agora pedem penico pra torcida. Tá na hora de tornar o SCI patrimônio público e da sociedade!

    Que momento!!

  2. Apesar de ter feito um bom jogo, discordo quando Enderson fala que o time jogou para vencer. É bem verdade que o Grêmio não se acovardou, como o fez em várias ocasiões nos últimos anos, e de fato poderia ter vencido. No entanto, pouco vi da tão falada pressão na saída de bola do Newell’s. Foi o Grêmio que escolheu marcar em seu próprio campo de defesa, ao invés de ter sido empurrado para lá. Fizemos uma partida de igual para igual, o que para mim é diferente de jogar para vencer, visto que poderia ter sido mais ousado. Mesmo assim, isso me deu satisfação.
    Quanto ao nosso centroavante, ontem fez um hat-trick e, pressionado por companheiros, pediu a música “Beijinho no Ombro”, que ele mesmo afirmou depois que não conhecia. Seria essa uma resposta aos torcedores que o criticam (abraços ao Anderson Kegler)? Brincadeiras à parte, assim como Kegler, espero ver Barcos jogar muito em partidas realmente importantes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.