Libertadores 2014: Não pintou campeão (ainda bem)

Depois de uma demorada, capsule muita dem o r   a   d     a , help cerimonia de apresentação da libertadores 2014. O sorteio foi realizado e a primeira vista o Grêmio… ó, se fudeu.

13345781

Para quem dormiu no meio do sorteio ou apenas não teve saco para ver… Grêmio caiu no Grupo 6. Que automaticamente recebeu o carinhoso apelido “Grupo da Morte”.

Vamos aos adversários: Newell’s Old Boys (ARG), Nacional de Medellín (COL) e o vencedor do jogo entre Nacional (URU) e Oriente Petrolero (BOL) na primeira fase da Libertadores.

Os nomes podem até assustar, mas assustam a todos. Torcedores das 5 equipes sabem que terão jogos difíceis e de grande disputa. Não é o Grêmio que caiu em um grupo da morte, são os adversário que estão em um grupo duro. Que o Grupo da morte seja o grupo de morte dos adversários.

Entrar “pilhado” na Libertadores pode ser uma boa e até uma solução para o Grêmio na competição, começar mole no “vamo que vamo” não deu muito certo nas outras competições. Ter que começar com “sangue no olho”, vai dar uma moral absurda a cada vitória, o suficiente assim para seguir na fase do mata-mata. Acho que podemos crescer muito por causa das dificuldades que teremos, não existe jeito melhor de vencer uma competição que desse modo.

Particularmente entre Nacional e Oriente Petrolero, prefiro que o Nacional ganhe. Por uma questão geográfica e assim estratégica. Na contra-mão do comentário anterior também ressalto que campeão além de vencedor, não teme o adversário. Então que venha qualquer um.

Algumas mudanças de equipe o Grêmio terá que fazer em 2014. Não em toda a equipe, pelamordopapainoelazul, apenas alguns jogadores. Um dos que saíram foi o goleiro Dida, a dúvida que fica é: Será que vamos de Marcelo Grohe ou apostar a sorte em outro goleiro?

Enfim, começou a libertadores. Clube que está nela nunca tem férias.

Douglas “Fane” Weber

@faneinbox

Sempre Imortal, o blog da torcida GREMISTA!

Participe da discussão

26 comentários

  1. Ou mata ou morre.

    Com corpo mole como jogamos todo o brasileiro, não passamos.

    Mas por outro lado, temos nesse grupo uma grande oportunidade de colocar a moral lá pra cima.

    Muita dedicação

  2. 1995: Grêmio, Palmeiras da Parmalat, Emelec (Equ) e El Nacional (Equ).

    Primeiros 3 jogos:

    Palmeiras, em SP.
    Emelec, no Equador
    El Nacional, na altitude com jogo sendo marcado ao meio dia.

    ou seja, grupo difícil e tabela mais complicada ainda mas o resultado final todos já sabem.

  3. Não vejo problema no grupo do Grêmio. De nada adianta pegarmos um grupo fácil e sermos eliminados nas oitavas, como em 2013. Prefiro o Nacional ao Oriente Petroleiro, pois aumenta o equilíbrio, provocando uma espécie de entredevoramento.

    A minha preocupação é com o “grupo” de jogadores e com a falta de definição do técnico para 2014.

  4. Prefiro o Nacional pela distância. Montevideo é logo ali, e voo pra Bolívia sempre é uma encheção de saco, com 10 mil conexões.

  5. Em outras edições pegamos o Boitatá, o Cucuta, o Acheiopato e tomamos fumo.

    Pegar essas pedreiras mostrar a direção que se entrar com time pão com ovo não passa da primeira fase.

  6. Não considero grupo de morte como falam, pois os clubes Argentinos e Uruguaios não estão com toda essa bola, acho que da para passar, mas como sempre nada é fácil na vida do Grêmio. O que precisa é definir logo o treinador e os atletas, também acho que não deve fazer loucuras, temos uma boa base, e eu completaria com os jovens e buscaria um meia que saiba organizar,,lançar, criar, dar ritmo ao time. Agora se iniciar como estão falando com Celso Roth? Ai é brincadeira, ai sim que o Grêmio morre já de cara. Se é para trazer Roth, então invista no Roger. E não esqueçam de um lateral pela direita, pois Pará é muito ruim.

  7. Veremos..se a ideia é “manter” o elenco teremos imensas dificuldades..vale lembrar que o elenco atual teve dificuldades com o Huachipato. É quem será o treinador??? Será que vão cometer o absurdo erro de contratar o Celso Roth? Não consigo entender como esse treinador tem tantos admiradores no Gremio..Sempre que querem elogiar ele a primeira coisa que dizem é que é “trabalhador” o que deveria ser uma obrigação de qualquer empregado. Celso Roth ficou desempregado o ano inteiro, várias trocas de treinador nos clubes da seria A e ele sequer foi cogitado para assumir um clube. Caros Koff, Chitolina e Rui Costa…entrar em uma LA com esse elenco deficitário e achar que pode ser campeão é um erro gigantesco mas até compreensivel pelo atual momento financeiro, mas cogitar a contratação de Celso Roth é simplesmente indesculpavel, Não merecemos que em pleno dezembro..mês que se comemora o MazembeDay ele seja anunciado no Grêmio e viremos motivo de chacota para os vermelhos.

  8. O que mais me surpreende é o Celso Roth aceitar treinar, mesmo depois de tantas demissões.

    Sei que a grana é muita, mas o que falar na entrevista na chegada ? Como se portar num lugar onde sabe que não bem aceito ?

    Sobre o grupo, concordo que não é da morte como nossa imprensa querida está pintando. Mas temos que abrir os olhos, pois são times que o fator casa conta muito, times de tradição tem isso.

    Mas o Roth ??? Sinceramente, eu duvido que virá ? Aposto 1 ceva.

  9. Sobre o trabalho da base, Chavare esclarece o perfil:

    Para isso, porém, Chávare mostra que há outras preocupações no trabalho de formação de talentos que vão além dos resultados em torneios das categorias iniciantes.

    “Buscamos a potencialidade técnica, a parte física para as posições específicas e o perfil psicológico. Mas, em geral, sempre priorizamos o bom jogador. O biotipo não é variável de corte para a gente. Eu quero jogador que jogue. E estamos provando que a maturação faz diferença até a página dois. Temos conseguido resultados em torneios da base com jogadores mais técnicos do que fortes. E isso até contribui para uma possível venda para o exterior. O mercado europeu, por exemplo, não vem buscar o atleta grande e forte, porque eles têm isso de monte lá. Eles vêm buscar o baixinho e habilidoso, como um Bernard. Eles vêm buscar o diferente. Além disso, estamos buscando cada vez mais jovens comprometidos com o sucesso. Tanto na sua vida pessoal quanto na profissional”, completou.

    Chega de jogador grande e ruim. Precisa vir alguém de fora para ensinar o óbvio.

    O problema não o tamanho do atleta, mas a bola.

  10. Saiu a tabela:

    GRUPO 6

    1ª Rodada

    Atlético Nacional (COL) x Newell’s Old Boys (ARG)
    Oriente Petrolero (BOL)/Nacional (URU) x Grêmio (BRA)

    2ª Rodada

    Newell’s Old Boys (ARG) x Oriente Petrolero (BOL)/Nacional (URU)
    Grêmio (BRA) x Atlético Nacional (COL)

    3ª Rodada

    Grêmio (BRA) vs. Newell’s Old Boys (ARG)

    Atlético Nacional (COL) x Oriente Petrolero (BOL)/Nacional (URU)

    4ª Rodada

    Newell’s Old Boys (ARG) x Grêmio (BRA)

    Oriente Petrolero (BOL)/Nacional (URU) x Atlético Nacional (COL)

    5ª Rodada

    Oriente Petrolero (BOL)/Nacional (URU) x Newell’s Old Boys (ARG)
    Atlético Nacional (COL) x Grêmio (BRA)

    6ª Rodada

    Newell’s Old Boys (ARG) x Atlético Nacional (COL)
    Gremio (BRA) x Oriente Petrolero (BOL)/Nacional (URU)

  11. Com todo respeito as opiniões contrárias, mas cogitar o Roger é loucura. Qual experiência ele tem como treinador? Não pode estrear seu trabalho profissional numa libertadores. Além do mais precisaremos mexer muito no time. Os jogos em que ele treinou o Gremio, já tinhamos uma base e padrão de jogo.
    Falando em padrão de jogo, isso foi o que o Renato não conseguiu dar ao time. Ataque inexistente com gols ao acaso. Time apenas marcador, totalmente desequilibrado.
    Precisamos de um técnico que rapidamente treine o time e dê padrão. E esse nome, no momento, é Celso Roth, queiram ou não.

  12. Para aqueles que não querem aceitar…

    Celso Roth foi vice-campeão brasileiro com um plantel medíocre e levou a culpa por não ganhar o título.

    Liderou o gremio na melhor campanha da fase de Grupos da LA 2009 e foi demitido por falta de apoio politico do Krieger, apos perder grenais no gauchão!!! (Embora o discurso da direção era priorizar a LA e poupar no gauchão).

    Arrumou a massaroca do Fossati, recuperou o Taison, bateu o São Paulo, e foi campeão da LA2010.

    Claro que ele tem erros no curriculo, carrega a pecha de perder pro mazembe, mas aqui na aldeia já virou folcrore odiar o Celso Roth.
    Analisem friamente o trabalho e deixem de lado o humor (péssimo) dele.

    Fora Tite, acho que é o cara ideal para o Gremio contratar.

  13. Com o atual plantel de jogadores e essa Direção de Futebol o “povo” preocupado com treinador! Até o Roth é demais para plantel e gestão atual de futebol! Quando referi que o melhor seria pensar no Gauchão e Copa do Brasil…….
    Espero muito que eu esteja bem enganado……
    E o desesperador é que uma gestão é pior do que a outra! Enquanto alternarmos os pólos (está vindo um q se apresenta como “terceira via”, somente se for dentro dos 3 pólos que apequenam o clube há 13 anos) fica extremamente complicado ser otimista como o Kegler.
    A ÚNICA forma de mudarmos o “quadro negro” é a PARTICIPAÇÃO MACIÇA do sócio gremista. Enquanto 5 a 8 mil votarem, continuarão no poder os seguidores/simpatizantes de Koff, Odone e Guerreiro!!!
    Bom final de semana a todos!

  14. gostei do grupo da libertadores. Ano passado tinhamos o caminho dos sonhos pra chegar na final e conseguimos a proeza de cair nas oitavas.
    Ao menos assim teremos bons jogos desde o inicio e força a montagem de um grupo forte já no inicio do ano.

    Quanto ao treinador, acho uma piada cogitar o Roth, depois de tanta cagada na carreira dele. Mas os entendidos amam essa pulha, amam treinador “trabalhador” e rabugento. Vamos jogar mais uma vez uma geração da base no lixo com o Roth, pois com ele a gurizada não tem chance! Douglas Costa que o diga…
    Não consigo acreditar nisso então não vou me preocupar, seria a cereja do bolo na gestão fracassada que o Koff vem fazendo.

  15. Penso que o Róger não é solução, mas o Roth nós já conhecemos.

    Basta levantar a plaquinha: EU JÁ SABIA! E mais um ano perdido.

    O Celso Roth só foi vice-do-brasileiro porque perdeu o Gauchão e foi eliminado pela Copa do Brasil. Depois que perdeu, ele mexeu no time.

  16. Sao sempre os mesmos tecnicos. É um pepino isso.
    Pq eu nao fui tecnico de futebol?
    Acabei estudando engenharia.

    Pior que a imprensa faz muira força para que o roth venha pra ca.

    Com todo respeito. Se vier, boa sorte ao gremio, mas esse ano to fora.

  17. Grêmio 2 X 0 Atlético-PR.

    O Grêmio colocou um time misto. Sobrou no primeiro turno.

    Éverton de 17 anos, titular do sub-20, poupado, entrou no segundo tempo e mostrou toda a qualidade que fizeram a rádio galera escolher o craque da partida.

    Mostrou um grande futebol segundo os comentaristas.

  18. e VCS ainda estao na ONDA da midea VERME 69 . ” larguem de MAO estes CORVOS do aterro AG ” . A torcida do gremio e GUIADA PELA MIDEA cocolorada ! ate QUANDO ??????????????????

  19. Em 2013, com a migração para a Arena, houve um substancial aumento na receita do quadro social. A maioria dos associados optou por pagar mais, indo no embalo da inauguração da Arena. Este ano, o sentimento é o oposto, pela frustração de mais um ano sem títulos.

    Este impasse entre Grêmio e OAS, assim como a revelação remuneração da Geral, estão causando um desânimo em nosso associado.

    A escolha de um técnico que agrade a maioria dos associados pode ajudar a reverter uma queda de arrecadação no Quadro Social.

    Renato tem rejeição de 70%. Roth mais ainda. Somente Tite poderia animar o nosso associado. Economizar 150 ou 200 mil por mês, poderia causar um prejuízo muito maior.

    Tanto Renato com Roth, assumiriam sob grande pressão negativa. No primeiro tropeço, a crise seria insustentável.

    A situação financeira é muito grave. Uma saída precoce da LIbertadores causaria uma grande frustração e consequente debandada de associados.

    Tite está disponível, é gremista e conquistou o nosso último grande título. Não podemos perder esta chance.

  20. estou bem desanimado, esperava mais dessa gestão. continuam os mesmos, fazendo a mesma porcaria, só endividando o clube. mas o objetivo do meu comentário não esse, desculpem-me desvirtuar o assunto. venho deixar o link de uma reportagem do site impedimento.org que mostra um pouco de como é o submundo do futebol, esclarecendo porque tem muita gente não querendo largar o ‘osso’ e ainda mais pessoas querendo entrar. para evitar má interpretação, há pessoas honestas no meio assim como aspirantes. apesar de ser específica sobre uma determinada transação, podemos transpo-la para qualquer outro jogador ou clube.

    http://impedimento.org/fabrica-de-santos/

  21. Eu não tenho rejeição ao nome do Renato. Ele fez um bom trabalho, embora mereça críticas por seus erros e falta de ousadia.

    Agora, alguns falam que Roth levou o Grêmio ao vice com um time pior.

    Vamos analisar aquele time:

    Victor: goleiro selecionável. Teve um grande ano pelo Grêmio. Campeão da Libertadores
    Léo: Campeão brasileiro pelo Cruzeiro
    Jean: inferior ao Pará
    Réver Campeão da Libertadores
    Souza: meia que jogou pelo São Paulo. Veio no lugar do Róger que abandonou o barco por dinheiro.
    Rafael Carioca: Foi a grande revelação. Bom jogador.
    Willian Magrão: foi o melhor ano dele antes de se lesionar.
    Tcheco: Não deve nada aos meias que o Grêmio tem hoje. Talvez, teríamos melhor sorte se tivéssemos ele no Grêmio como jogador, porque tinha a bola parada.
    Helder Inferior ao Alex Telles
    Perea: foi melhor que o Barcos e o Kléber
    Marcel: Teve um bom ano também. Superior aos nossos atuais atacantes.

    Posso concluir que o nível técnico do time do Roth era no mínimo igual ou superior ao atual time do Grêmio. Penso que até era superior tecnicamente.

    Dida: goleiro fim de carreira. Victor daquela época era superior ao atual Dida.
    Werley: inferior ao Léo tecnicamente
    Bressan: inferior ao Léo Tecnicamente
    Rodolfo: do mesmo nível do Réver.
    Pará: superior ao Jean
    Ramiro: inferior ao Souza
    Souza: inferior ou mesmo nível do Rafael Carioca
    Riveros: mesmo nível do William Magrão. Na época, W. Magrão seria superior ao Riveros.
    Elano ou Zé Roberto: Tcheco foisuperior ao Elano ou Zé Roberto naquele ano, comparando-se o final de carreira dos atuais jogadores
    Alex Telles: superior ao Jean
    Kléber: nesse ano fez menos do que o Perea fez na época.
    Marcel: foi superior ao Barcos. Isso que não era grande coisa.

    Na média, o time do Roth era superior e perdeu o título depois de estar 11 pontos na frente do São Paulo.

    Até agora, o único time que conseguiu essa façanha foi o Grêmio. Todos os times que disparam não cederam o lugar e foram campeões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.