O GRÊMIO enfrenta hoje, ask utilizando seu time titular, store o Juventude em Caxias. É hora de analisarmos o trabalho do Enderson Moreira diante de um desafio mais complicado.

Teste fora de casa (Foto: globoesporte.com)
Teste fora de casa (Foto: globoesporte.com)

O jogo é às 17h e passará na TV então, todos de olho no #Xarmozo

Avante GRÊMIO

Anderson Kegler

Sempre Imortal, o blog oficial da torcida GREMISTA!

Participe da discussão

10 comentários

  1. acordei feliz e faceiro pois o nosso Zé Roberto que vem nos dando tantos títulos estará de volta prá arrasar o JU em Caxias! obrigado ao diretor-remunerado e ao diretor-escolhido por terem conseguido manter o vigoroso atleta em nossa fileira de craques, do contrario estaríamos perdidos!

  2. primeiro jogo que poderei acompanhar, espero alguns lampejos de boa atuação mais do que a vitória. início de temporada com treinador novo é isso que devemos esperar.

  3. partida horrorosa de se assistir!
    Mas esse é o futebol brasileiro, do charmoso gauchão.

    Grêmio assistiu o Juventude jogar, pouco fez pra vencer o jogo. Em momento algum tivemos o controle do jogo, pelo contrário, era o Ju quem levava perigo. Nosso meio campo não marcava, Zé e Maxi fora do jogo e Kleber mais uma vez ridículo em campo.
    Tudo bem que o Maxi não foi bem, mas não pode sair de campo antes do Kleber!!
    O que justifica a escalação do bundiador ainda?
    Deretti pede passagem nessa posição.

    Mas trouxemos um treinador que parece que não terá forças pra mexer nos medalhões.
    O jeito é sofrer por mais um ano aguentando as mesmas escolhas erradas de 2013.

  4. Além de não ter força para mexer nos medalhões ainda exigiu a renovação do zé enceradeira. Mas teve gente que se derreteu porque o zé disse que queria ficar…

  5. Achei preocupante a atuação do Grêmio.

    No primeiro tempo, o Grêmio foi inferior ao Juventude e em alguns momentos foi igual ao Juventude.

    As pessoal pegaram no pé do Zé Roberto. Entendo que ele não é mais o mesmo jogador.

    No entanto, a melhor jogada do Grêmio no primeiro tempo teve participação do Zé Roberto.

    Wendel jogou bem. É bom jogador e pode fazer boa parceria com Zé Roberto.

    Maxi Rodrigues ficou devendo, mas é um jogador que mostra qualidade. Nesse jogo, ele não foi bem.

    O zagueiro Bressan foi horroroso no primeiro tempo.

    Kléber apenas se fardou.

    Pará continua o mesmo guerreiro raçudo inoperante.

    A má atuação não pode ser justificada em razão do calor, do campo, do vento, etc.

    Se for isso, o Juventude pareceu não sentir esses efeitos.

    Jogamos um futebol pequeno do tamanho de um time da série C.

    Também não dá para justificar que a Libertadores é mais importante.

    Então, deem espaço para os garotos mesmo ou não participem mais do Gauchão.

    É sempre a mesma desculpa para encobrir a incompetência do time.

    Vamos ver quando começara Libertadores.

    Se os resultados não vierem na Libertadores, qual será a justificativa?

  6. A passividade do time no primeiro tempo e a inoperância ofensiva foram de dar dó (de nós torcedores).

    É triste ter de repetir, mas o desempenho da equipe tem tudo haver com a politica de futebol dessa medíocre gestão Koff e continua sendo a cara da atual diretoria de futebol nas pessoas dos noviços sem pulso Chitolina e Rui Costa; o resultado é um time sem brios, sem criatividade, malemolente, sem imposição contra um modestíssimo Juventude que foi escalado cheio de zagueiros e volantes apenas pra não perder.

    O Grêmio não conseguiu construir uma jogada sequer mais elaborada de ataque no primeiro tempo, pois Kléber e Barcos são lentos demais, não tem movimentação, o que prejudica muito o trabalho dos meias. Concordo que o estilo do ZR10 seja pouco objetivo, mas não vejo ele como nosso principal problema… ao lado de Wendell, melhor do time, foram os que mais tentaram jogar. Problema mesmo é a inoperância ofensiva e a ruindade do bruxinho da direção Pará que não cruza uma bola e ainda compromete lá atrás. Ou as falhas do Bressan quando exigido, passando desconfiança, pois para um time que aspira títulos, segue sendo muito inseguro e principalmente a manutenção do Gladiador cujo esporte deveria ser outro, o rúgbi: onde certamente seria craque.

    Como o Gladiador é um dos que manda no vestiário do Grêmio… a hierarquia de vestiário do poder paralelo ano passado era 1-Luxa(depois Renato), 2-depois Barcos e Kléber, 3-depois Koff e só depois 4- Rui Costa e por último 5-Chitolina, quem vai tirar o verdadeiro pior atacante do mundo (não, não é o Jonas, é o Bundiador!) que acumula atuações pífias e NUNCA é sacado da equipe ou criticado?

    Ano passado o Renato queimou publicamente o meninos Mamute e Lucas Coelho pela partida ruim contra o Atl-PR numa fogueira fora de casa. O Kléber vai mal em todas as partidas e não é criticado NUNCA e nem sai do time tb!!! É por essa e por outras que tenho dito que o Grêmio não tem comando no futebol. Não tem culhões pra peitar o Glúteador no vestiário. É tudo CAGÃO sim. E continuam sendo em 2014. Nada mudou.

    O Kléber não sai do time, joga todas mal e SÓ é substituído ao 40 do segundo… aí é pra liquidar!! Treinador tem medo dele ou não entende nada de futebol, não sei o que é pior.

    Vão ser CAGÕES assim lá no raio que o parta! E querem me dizer que temos algum chance de ganhar algo com esse bando de “encolhidos” na direção? Direção CAGONA, time CAGÃO, assim tem sido. E continuará sendo. Pois 2014 inicia do mesmo modo que terminou 2013… eu já vinha avisando antes da bola rolar… pois se ilude quem quer.

    E como é que esses CAGÕES do futebol – Rui e Chitolina – vão implementar aproveitamento das categorias de base se não tem nem peito pra chegar junto do treinador nem nos medalhões pra isso? E o Koff coitado não tem nem mais forças pra falar…

    Então é o conto da carochinha de que vão apostar nos meninos. Breno nem subiu, pois temos o glorioso Léo Gago agora de lateral (dai-me paciência), Tinga nem banco pega pois temos o Moisés trazido por essa direção (o que explica estar no banco pois pela bola não!), e que dirá do Éverton com 17 anos, ou do Luan que nem no banco fica pois se jogar 15 minutos desbanca o Gladiador e gera uma crise no vestiário que a direção não tem “culhões” pra segurar.

    E assim vai passando mais um Gauchão e o conto da carochinha de aproveitamento da base vai enganando os bobos, não dão chance aos guris junto aos titulares e depois lançam na fogueira por necessidade em Copa Brasil, Brasileiro e querem que os meninos dêem resposta.

    Gestão Koff (mito ultrapassado) é a CONTINUIDADE da gestão Odone (fanfarrão imortal), cuspida e escarrada… na nossa cara.

  7. Se o time jogar aquele futebol de ontem estamos ralado. Se o Juventude fosse um pouco melhor teria goleado o Grêmio. O time só melhorou depois que Jean Deret e Riveros entraram. Alias, Riveros é muito superior ao Edinho em tudo, e outro é o Pará, é muito ruim, tem que colocar o Tinga ou contratar outro, e o treinador é só de fachada pois quem esta escalando e mandando no time é o Rui Costa e aposto que Enderson não emplaca, aposta por aposta, deveriam fixado o Roger como treinador, que já estava no clube, conhecia todos os jogadores, ambiente e vestiário. O time esteve mal, mal distribuído em campo. Outro erro foi liberar Souza, este fara muita falta agora. Trocar Souza por Edinho é não conhecer nada de futebol. Um mês se preparando para apresentar aquele futebol, é de tirar todas as esperanças, mas vamos ver até onde iremos

  8. De nada adiantará continuarmos a “enaltecer” a escancarada ruindade/deficiência do Pará, do Bressan, do Ramiro, do Kleber, do ZR,….Quantas vezes já referi: “gestão” é a ÚNICA razão de não termos time, grupo e clube forte. Nossos administradores, Koff e cia (perdedores e ou noviços), hoje estão em “Nárnia”! Infelizmente esta e as outroras más gestões levaram o Grêmio a uma espécia de universo paralelo. Como está (com Koff inerte e ou em alfa, dois diretores sem “característica” alguma para o futebol, um CA – escolhido a dedo para não haver críticas à autocracia) o Grêmio continuará indo “chão a dentro”! Pobre clube!!
    Vejam a manifestação do “executivo”:
    “Estamos trabalhando para que esse grupo tenha cada vez MAIS FORÇA. Tendo a Libertadores, não faria sentido contratar jogadores que não possam atuar na competição. Por isso temos esse prazo para fechar os negócios, mas TEMOS UM BOM GRUPO”, declarou Rui Costa após o empate com o Juventude.
    AMIGOS: discuso inócuo, tergiversador, sem conteúdo, ……Como sempre houve em 2013. Meu limite de sócio será dezembro de 2014. Se não houver mudança RADICAL no Grêmio, usarei o valor que dispendo com minha TRÊS cadeiras com rubricas que me tragam satisfação (cerveja, cinema, …..).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.