Antes de a bola rolar no Serra Dourada eu assinaria 1 x 1 como um bom resultado para o Grêmio, treat mas é claro que meu ponto de referência seria o Grêmio das últimas 3 partidas.

Hoje, stuff um dia depois, viagra 40mg vejo o empate como uma injustiça. Para não usar duras palavras cotra o juiz Daronco, claro.

17430219

Interessante a maneira como o Grêmio se movimentou no jogo, com uma marcação forte e abafando o Goiás em seu próprio estádio. Realmente a equipe não sentiu tanto a pressão psicológica que o Serra Dourada gera em nós torcedores. Que estádio desgraçado.

Daronco mostrou a falta de habilidade no apito quando Mamute recebe um bom lançamento e o zagueiro do Goiás marca falta para impedir a entrada na área de Mamute. Daronco apita, mas apita errado. Apitou uma falta de Mamute no zagueiro. Nem no dia mais pessimista eu pensaria que seria possível isso.

Gostei muito das movimentações de Luan e Giuliano. Os dois jogadores frequentemente se encontravam durante o jogo. Marcelo Oliveira e Galhardo também fizeram boas partidas. Mamute até balançou a rede, mas estava impedido. Em outro lance não teve calma e isolou um chute na frente de Renan, um belo passe de Giuliano.

Nosso gol saiu de uma jogada improvável de Galhardo, que tabelou com Luan e trombou no goleiro Renan, a bola sobrou para Giuliano completar para a rede.

O gol mostra algo que a impressa comentou durante a semana nos treinamentos. Nossos jogadores possuem mais liberdade agora para chegar na área e arriscar o lance. Surtiu efeito nesse lance.

No segundo tempo o Grêmio perdeu um pouco o ritmo intenso que teve no começou do jogo, compreensível. Em um lance bisonho, para dizer o mínimo, o Goiás achou o empate. Em bola cruzada na área tricolor, Marcelo Grohe tenta interceptar e é bloqueado por Wesley, a bola acaba sobrando para Rodrigo que em um estranho peixinho marca o gol. Na minha opinião, falta clara em cima de Grohe. Mas parece que Anderson Daronco não tem tanta convicção quando a jogada é favorável aos adversários do Grêmio.

Quarta-feira o Grêmio enfrenta na Arena o Corinthians, mas não se sabe qual equipe do Corinthians que vai entrar em campo. Se é essa equipe atual, despedaçada e mal-organizada, ou se é pelo menos um rascunho da equipe que jogou bem a Libertadores desse ano.

De qualquer forma, é um jogo importante e uma grande oportunidade para o Grêmio vencer e adquirir confiança.

Publicado por Fane Webber

Minhas redes sociais. @faneinbox no Twitter. /faneinbox no Facebook. faneinbox@gmail.com é o e-mail de contato.

Participe da discussão

27 comentários

  1. Parece que os clubes estão com medo de contratar o Yago Pikachu pelo nome, para evitar gozações. Então porque não mudam o nome do cara, tira o chu.

  2. Eu não sei se o cara tem tudo isto de gol como profissional. Acho que deve estar computado aí os gols do tempo em que ele jogava no colégio. No ano passado ele deve ter feito uns seis ou sete.

    1. Sou torcedor do Paysandu. O Yago tem 52 como profissional pelo paysandu de 2012 pra ca, ano em que ele subiu. Lembrando que ele é lateral direito e que a maioria das assistencias para gols de outros jogadores tambem é dele.

    2. Ola. Eu sou torcedor do Paysandu. O Yago tem 52 gols na carreira de 2012, ano em que se subiu para o time principal) até agora. Vale lembrar que ele é lateral direito e que a maioria das assistências para gols de outros jogadores também é dele. Um abraço!

  3. Vou deixar aqui, como sempre, os meus insignificantes pitacos:

    1. Essa de pôr juiz do mesmo estado era um desastre anunciado. Porém a notícia estava aí faz um tempo e não vi o Grêmio nem nenhum outro clube tomar alguma atitude. Não vou falar mais nada sobre, então. Já cansei de me indignar com esses absurdos mais do que o próprio clube, que limita sua indignação às coletivas folclóricas após os jogos.

    2. Tenho notado uma STFização (ou seria CBFização?) do Grêmio ultimamente: diante de situações em que é imperativo apresentar soluções ou realizar mudanças, o clube parece ter maior preocupação em mostrar que não cederá aos “clamores populares”.

    Longe de mim dizer que A, B ou C são os maiores responsáveis pelo nosso momento, até porque creio que nossos insucessos são consequências de muitas coisas juntas. Porém tenho visto dirigente consagrado sair criticado, técnico ídolo do clube cair, jogadores bons serem queimados e preteridos (especialmente guris), enquanto algumas figuras do time e dos bastidores do clube permanecem com cadeira cativa sem mostrar resultados.

    Lógico que a torcida não entende tanto de futebol (peraí, mas quem lá na direção realmente entende?), que tem a tendência de tirar pra Judas uma ou outra figura e que é muito mais fácil falar do que estar no meio. No entanto, não seria o caso de ao menos cogitar algumas mudanças, especialmente dentro da estrutura do clube? O que me preocupa é que não há essa cogitação. Existem limites pra continuidade de trabalhos sem resultados em toda organização. Não podem ser só alguns a pagar sempre o preço do fracasso.

    3. Por que jogamos apenas 45 minutos? Tá bom, o clima quente e seco de Goiás pode justificar dessa vez, por isso é sempre difícil jogar lá. Mas o problema tem acontecido demais pra dispensar atenção. Não vejo o time “se arrastando” de exaustão em campo, como alguns veem, porém vejo um time contido, talvez se poupando. E se poupar demais também pode indicar falta de preparação física. É preocupante ver um time inteiro jogando como Elano e Zé Roberto jogavam quando ficavam 90 minutos em campo. Um time mediano, mas voando fisicamente e com um técnico ambicioso, não pode ser subestimado.

    4. Edinho foi reintegrado. E acho muito justo. Na impossibilidade de sair, melhor voltar ao grupo, pois a volância está precisando. Não tem nenhum trato com a bola no pé, é um volante à moda antiga. Porém sabe disso e se limita a defender. Joga também de zagueiro, o que será útil, já que não teremos Erazo na reserva. A propósito, apesar de cornetado, prefiro muito mais o Edinho que um certo outro volante que tem entrado muito ultimamente. Vocês sabem de quem estou falando (e podem jogar as pedras).

  4. Simplificando, não fosse a falha varzeana do festejado pela mídia vermelha e ingênuos gremistas Grohe. ganhariamos os três pontos …
    Não existe um clube ucraniano, europeu, árabe … interessado nesse fenômeno ? ……..

  5. Impzone disse:

    – “Existem limites pra continuidade de trabalhos sem resultados em toda organização. Não podem ser só alguns a pagar sempre o preço do fracasso”.
    Também penso assim. O “compadrismo” tem blindado algumas figuras cuja contribuição para o clube tem sido praticamente nula. O pior, é que os escolhidos são considerados intocáveis pelos seus mentores e continuam sendo prestigiados, à pesar dos pesares. Erram, endividam o clube, não dão satisfação a ninguém e deixam uma salgada conta a ser paga, como sempre, pelo torcedor.

    – Edinho é mais uma daquelas contratações feitas pelos que gastam, descompromissadamente, as finanças do clube. Jogador caro e em fim de carreira, é reinventado pelas “mentes brilhantes” de nossos dirigentes, para, numa segunda oportunidade, tentar dar à equipe o que todos nós estamos “carecas de saber” que não pode dar porque não tem: aquele algo mais de qualidade.
    O Grêmio está sofrendo muito com a precariedade de suas finanças, com o seu “futebolzinho” e, principalmente, com o que sai da cabeça dos dirigentes!
    As soluções apresentadas para enfrentar os problemas, são de arrepiar. Fala sério! Brincadeira tem hora, gente!

  6. No Grêmio, quem manda é o treinador. Se o Leão fosse o técnico, mandaria os dirigentes fazer flexões e eles obedeceriam.

    O Edinho não é nenhuma maravilha e o oposto do bom futebol. O Grêmio é formador de bons volantes, mas prefere gastar em um jogador comum.

    O Kaio do Júnior fez uma boa Copa São Paulo assim como o Raul. E não receberam oportunidades.

    Existem coisas que são inexplicáveis.

    Essa direção é colorada, estou dizendo. Eles volta e meia buscam um jogador que passou pelo Inter.

    O Grêmio iria pagar um caminhão de dinheiro para ter o zagueiro uruguaio Lugano. Será que também não seria dinheiro posto fora?

    Pagou uma fortuna para ter o Vargas, mas ele era sempre convocado para seleção chilena.

    Falta conhecimento, bom senso, planejamento e tantas outras qualidades para essa direção colorada do Grêmio.

  7. Palmeiras tirando o Alecone do Grêmio, Vasco brigando pro Doriva não sair…
    como diriam os mais velhos, estamos com mais sorte que juízo!

  8. o Edinho é um resumo dos absurdos que ocorrem no Grêmio e o desperdício de recursos do clube.
    Alguém em 2014 teve a ideia de contratar um volante (acredito que os pais da criança sejam Enderson e Rui Costa), mesmo tendo no grupo na época Riveros, Ramiro, Biteco, Leo Gago e Adriano. Edinho, no meu conceito, não é melhor que nenhum deles, mas é a minha opinião.
    Foi contratado e jogou 31 vezes em 2014 (10 no Brasileiro), sendo praticamente esquecido após a saída do Enderson.
    Fica claro que era escolha do treinador, mais uma terceirização do futebol do Grêmio para treinador contratar seus bruxos.
    Aí chega Felipão e tira o Edinho do grupo, outra terceirização, e o clube fica pagando pra jogador só treinar. Agora sai Felipão e Edinho volta a ser convicção da direção!

    Resumo, contratam jogador velho, caro e que não acrescenta nada em relação aos que já estão no grupo, retiram ele do mercado por ordem de treinador perdendo a chance de o emprestarem, gastam recursos do clube em vão pra ele não jogar e agora o recolocam no grupo pra tirar espaço de quem está surgindo na base.

    Como gostam de rasgar dinheiro!!!

  9. Blatter acusou o golpe, mas, ainda assim, deu um jeito de “esticar” sua permanência à testa da FIFA. Não sei no que vai dar tudo isso. Acredito que seja só o começo e que muita coisa ainda vai rolar, sobrando, inclusive, para os contumazes espertalhões aqui da “aldeia brasilis”.
    O futebol agradece.

  10. Consequências no Brasil? Duvido. É o único país onde procurado em 186 países pela Interpol (Maluf) é eleito e empossado em cargo político, recebendo ainda homenagens. País que toma 7 a 1 em semifinal de Copa do Mundo e em vez de aumentar transparência e evolução no futebol, ela diminui e anda pra trás. Temos o dom absurdo de formar figuras de caráter escancaradamente podre e que na hora dos fracassos mais vergonhosos, fingem que não é nem com eles, e fica tudo bem. Ah, é, me esqueci, o culpado é só o Scolari e o sistema de pontos corridos. Hahaha…

  11. Galhardo,ótimo apoiador, execrado pela mídia colorada …
    Formadores de opinião …

    Quando vão investigar possíveis lavagens de dinheiro de ¨investidores¨ que colocam jogadores caros nos seus clubes preferidos ?……;) …

  12. Bem, amanhã é quarta, é dia de Grêmio. Me voy para a Arena. Faça frio, faça sol, lá vou eu ver e torcer pelo Grêmio, esta instituição que faz parte do meu dia a dia desde guri. No caminho, momentos mágicos e dias de grande tristeza me vem à lembrança, mas, assim é a vida e vamos adiante, sempre com o Grêmio no coração. Dia para abstrair da mente, mesmo que por instantes, toda a frustração dos últimos anos e acreditar que finalmente um novo tempo se avizinha. A esperança é nossa sempre bem-vinda companheira, contra tudo e contra todos. Some-se a isso a necessidade inadiável de que todos nós, dirigentes, jogadores e torcedores, nos unamos numa corrente positiva contra o Corinthians. Só assim, poderemos superar as nossas fraquezas, vencer as dificuldades e derrotar o adversário. Sou Grêmio, sempre!!!

  13. O Grêmio no sub 20 venceu o Corinthians por 2X1 no Pacaembu. O Grêmio que teve um primeiro muito bom, um início com muita boa qualidade. Depois que abriu o placar iniciou aquele sistema de ficar atrás e tentar aproveitar o contra-ataque.

    Funcionou bem mais no primeiro tempo em que tivemos algumas oportunidades claras para marcar.

    No segundo tempo, o Corinthians retornou com maior ímpeto. Embora com maior volume, o Grêmio conseguiu controlar bem as ações. E num contra-ataque conseguiu ampliar o placar.

    O Corinthians conseguiu descontar alguns minutos depois do segundo gol do Grêmio que veio a perder algumas chances de ampliar o placar.

    Os destaques do Grêmio ficou por conta do Kaio, Tilica,Ty, Tontini e Batista. O goleiro Léo foi muito bem. Gostei das intervenções pelo alto e quando exigido foi bem. Apenas dois lances se equivocou.

    Os gols foram marcados por Batista e Tontini.

    Batista foi o centroavante. Jogador interessante. Perdeu alguns gols, mas é um jogador que pode ser trabalhado.

    Lima foi o meia de criação. Alternou bons e maus momentos na partida. Iniciou muito bem e depois foi se apagando no decorrer do jogo.

    Nas laterais, Liverson é um lateral mais marcador. foi razoável. Já o lateral direito teve dificuldades. O gol saiu em cima dele que deixou o atacante do Corinthians ganhar na boa aérea. Teve dificuldades defensivamente.

    O primeiro tempo foi muito bom. O Grêmio jogando em velocidade.

    Com alguns ajustes essa equipe pode crescer. Poderia ser mais forte se tivesse o Raul na lateral direita ou até jogao Júnior na esquerda.

    Espero que o time possa jogar em casa na Arena do Grêmio.

    Mas se depender desses dirigentes colorados, vamos jogar no Estádio do são José.

  14. Cruzeiro mostrando como a competência no futebol brasileiro, quando existe, é muito passageira. Acaba de demitir Marcelo Oliveira (que nunca achei ótimo técnico, mas uma injustiça perante seus recentes trabalhos) e pôs adivinhem quem? Pofexô! E com amplos poderes de manager.

  15. Marcelo oliveira fez um ótimo trabalho. Aproveitamento de 68%. Foi bi-campeão brasileiro.

    O problema é que nesse ano o Cruzeiro perdeu jogadores importantes e as reposições não estavam a altura.

    O Cruzeiro não foi bem no Estadual. E foi eliminado na Libertadores.

    Existe duas possibilidades: contratar reforços ou demitir o técnico.

  16. Sem dúvida, um ótimo trabalho. No entanto, em mata-mata o Cruzeiro na mão dele nunca conseguiu render o que podia. Técnicos que não conseguem fazer bons times renderem em jogos decisivos são um problema. Me parece que o Marcelo Oliveira é um técnico bom só para campeonatos longos como o Brasileiro. Não gosto desse tipo de técnico, sem veia para decisões… não ia gostar de ter um técnico assim no meu time. Porém hoje não podemos nos dar ao luxo de querermos só um time copeiro, na situação que estamos, precisamos mais renascer do que nos apegarmos à nossa identidade histórica. Se fosse ele o técnico, teria que servir se fosse o caso. Porém creio que ele foi só uma engrenagem no bom trabalho feito no Cruzeiro nos últimos anos, o mérito maior está no trabalho feito na montagem do time.

    Porém acho que depois de dois anos de bons trabalhos, demiti-lo foi um erro quase ofensivo com o trabalho do técnico. Pra contratar o Luxemburgo com amplos poderes ainda? Cruzeiro está abrindo mão do que realmente o fez alcançar sucesso: gente que entenda de futebol nos bastidores pra formar um time e um técnico com paz pra desenvolver o seu trabalho com um novo elenco. Luxemburgo chega pra fazer os dois. E todos nós sabemos o que faz o Luxemburgo com poderes de técnico e de dirigente num clube.

  17. Renato Moreira, antes situação e agora oposição, muda de opinião e agora diz que a aquisição da Arena é prejudicial ao Grêmio.
    É o velho caso da politicagem nefasta que tomou conta do Grêmio ou, melhor, o Grupo Foot-ball Porto Alegrense.
    Tudo em nome do meu Grupo, nada em nome do Grêmio.

  18. Breves comentários sobre o Cruzeiro. É uma equipe a qual não gostaria de torcer, pois possui dono, os Perrela, aqueles mesmos do helicóptero flagrado com meia tonelada de pasta base de cocaína. Marcelo é um bom técnico, fez bom trabalho no Coritiba e agora no Cruzeiro, mas não é um treinador que me agrade, assim como os especulados Doriva e Cristovão, porém não merecia a demissão. Com a contratação do Luxemburgo entendi como necessária outras características ao novo treinador do Cruzeiro, ou a necessidade do retorno do investimento feito na equipe, logo, a equipe está fora da disputa elo título e os próximos 2 ou 3 anos de briga para não cair.

    Jogo bom para dar ânimo a equipe e aos torcedores em caso de vitória ou de uma boa apresentação. Equipe adversária em mau momento, com dificuldades financeiras, provavelmente um ano de debandada de jogadores, o que não o deixa menos difícil e perigoso.

  19. O Luxemburgo quando teve time bom, conseguiu fazer bom trabalho. Mas acho que os técnicos que conquistaram títulos ficam arrogantes. E acham que a mesma fórmula irá funcionar sempre.

    Além disso, no caso do Luxemburgo, ele se preocupa muito com as coisas extracampo e deixa de fazer o trabalho pelo qual foi contratado, que é o trabalho de treinador.

  20. Sobre a compra da gestão da Arena, uma coisa me chamou atenção.

    Renato Moreira falou que o custo para manter o estádio é elevadíssimo.

    Eu lembro que a justificativa para fazer o “up grade” do estádio Olímpico era o prejuízo que dava ou o custo para manutenção era muito alto.

    Queria saber qual se proporcionalmente o custo para manter a Arena em funcionamento é menor do que seria manter o Olímpico ou é maior??

    A Arena já arrecadou em bilheteria o valor de R$ 63.979.363,75 em 29 meses de uso, equivalente a R$ 2.206.184,95 por mês. Provavelmente, nesse valor, consta os valores não pagos pelos sócios patrimoniais, já que quem deve repassar os valores é o Grêmio.

    Não sei o percentual de áreas alugadas ou desocupadas na Arena. E, ainda, há muito para explorar em termo de publicidade. Também muitos camarotes podem ainda ser locados ou até disponíveis em dias de jogos para venda.

    Tem o naming rights que a atual gestão da Arena não conseguiu vender.

    Por exemplo, o Palmeiras vendeu por 150 milhões num período de 10 anos, ou seja, 15 milhões por ano.

    Se o Grêmio conseguisse vender o naming rights por um valor equivalente ao do Palmeiras, seria mais uma receita para o Estádio.

    A compra da gestão só poderá ser ruim se o clube não puder arcar com as despesas do financiamento nos próximos 05 anos.

    Não sabemos o custo anual do financiamento. Sabemos que a dívida gira em torno de 170 milhões.

    Se o Grêmio efetivar um acordo com a OAS só pelo financiamento, penso que é um bom negócio. Mas se tiver que pagar 170 milhões + um valor a OAS, bom aí teria que parar para refletir.

    Se o Grêmio tivesse um time confiável e que começasse a ganhar títulos, acredito que a arrecadação da Arena dobraria em relação a bilheteria, aumentaria o número de sócios.

    Por enquanto, temos que aguardar as informações oficiais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.