O Grêmio que entrou em campo contra o rival no clássico foi um Grêmio diferente. Se defendeu bem durante boa parte do primeiro tempo e depois soube achar espaços para atacar. No segundo tempo retirou um volante para a entrada do Giuliano e ganhou mais qualidade a frente, cialis mas perdeu um pouco na defesa.

Estou feliz com o resultado e o gol não veio por detalhe, ambulance alguns detalhes.

Douglas teve a falta do jogo no pé, diagnosis bateu displicente por cima do gol do coleiro rubro. O jogador que tem como sua maior arma a bola parada, errou feio, errou rude.

Foto: Bruno Alencastro
Foto: Bruno Alencastro

Grêmio fez muito mais que não perder, Grêmio se defendeu bem e achou lugar para o ataque. O adversário foi bem também e deu sustos, Marcelo Grohe fez uma defesa espetacular em um cabeceio do adversário. Estamos muito bem de goleiro mesmo.

Matias Rodrigues jogou na lateral direita e me deixou surpreso, foi bem na marcação, auxiliado frequentemente pelo Rodolpho. 

Aliás, Rodolpho e Erazo, estão muito bem na zaga.

Pontuando outros jogadores. Wallace também jogou muito bem. Lincon jogou bem, foi acima da média. Tomara que continue assim. Douglas, não comprometeu e deixou de cobrar seriamente a falta do jogo.

Quem me conhece sabe, eu perdi a confiança em Yuri Mamute. Quando foi anunciado na equipe fiquei com medo. No jogo o rapaz me deixou feliz. Foi bem quando o Grêmio se propôs em atacar.

Grêmio armou-se defensivamente para, não perder e tentar a vitória. Quase conseguimos.

Zero a Zero para nós.

@faneinbox

Publicado por Fane Webber

Minhas redes sociais. @faneinbox no Twitter. /faneinbox no Facebook. faneinbox@gmail.com é o e-mail de contato.

Participe da discussão

20 comentários

  1. Num Grenal morno de torcida mista, empate é um resultado até esperado. Mas é triste ver o time titular do Grêmio jogando retrancado, acovardado contra os reservas deles. É muito apequenamento. E não culpo o Felipão por jogar com três volante, apesar de que no segundo tempo com apenas dois e a entrada de Giuliano empatamos igualmente em 0×0 e o Inter só foi melhor porque o Diego Aguirre substituiu melhor, colocando dribladores como Vitinho, Luque e Alisson Farias (muito bom jogador por sinal), enquanto Felipão alijou o nosso ataque colocando a figura NULA do Everaldo, jogador de empresário. Só pode.

    O que vi: um primeiro tempo de domínio do Inter mas de duas ou três boas chances pro Grêmio através do melhor jogador do nosso time no jogo o menino Lincoln, abusado e aproveitando a fragilidade do lateral deles, Wink. Não gostei de Araújo, completamente envolvido na marcação, vazando de tudo que é lado e destoando de Fellipe Bastos e Walace que se impuseram. Matias teve dificuldade com Valdívia e Marcelo “Pará II” Oliveira não passava do meio e tinha atuação modesta. A zaga foi segura e Mamute por ser forte ao menos dava válvula de escape para o ataque apesar de sabermos não ter presença de área pois não é de fazer gols. Enquanto isso Douglas fazia o seu joguinho, até movimentou-se e deu alguns passes mas muito longe de ser solução pra algo num time que tenha ambição. Terminamos o primeiro tempo um pouco melhor, com algum perigo através de Mamute e Lincoln.

    No segundo tempo Giuliano entrou até bem mas foi caindo de produção junto com o time devido as alterações melhores e mais ofensivas de Aguirre em relação a Felipão. Lincoln continuou sendo abusado e sendo nossa única opção ofensiva, Everaldo entrou e paramos de atacar. Matias teve de enfrentar Vitinho ao invés de Valdívia e deu-se bem, conseguiu fechar o lado direito apesar de não passar muita confiança pois era visado o tempo todo pelos adversários justamente por saberem de sua fragilidade defensiva, mais pro fim Luque entrou levando alguma vantagem por ali mas a zaga conseguiu se safar até porque o Inter não tinha um centroavante de maior presença de área. Marcelo Oliveira mais solto para ir a frente, nada produziu mesmo com Lincoln estando inspirado e dando boa sequencia nas jogadas pela esquerda.

    Comemoramos um empate com os reservas dele pelo nosso momento muito ruim.

    Mas é muito pouco para um clube da grandeza do Grêmio. E continua preocupando muito a carência ofensiva do time e as teimosias de Felipão com Matias, Oliveira, Araújo, Galhardo, Douglas, Everaldo, logo voltará Ramiro como se fosse solução e assim vamos perdendo tempo com jogadores questionáveis sem nem experimentar, Raul, pro exemplo. Felipão vive tirando Walace mas quando a parada é torta e tem Grenal aí volta rapidinho com o jogador… Logo, logo as paradas serão bem mais tortas no Brasileirão e esse time atual e plantel (que é o que pode ser avaliado sem futurologia!) que sofreu e teve de parir uma bigorna para empatar com o expressinho colorado é candidato sério a rebaixamento.

  2. Um empate suado e sofrido com escalação emergencial e retranca contra os reservas do Inter, contra o banguzinho deles parece ser o suficiente para os torcedores de direção respirarem aliviados.

    É um conformismo com a mediocridade de assustar.

    Os torcedores de direção são a cara da direção: perdedores convictos.

    É assim que se rebaixa um clube, considerando natural, um bom resultado, empatar sofridamente contra o expressinho colorado sem ambição de vitória alguma, somente no pega ratão eventual, no jogar por uma bola, é assim que o Gauchão pode ser tornar enganoso e isso me preocupa mais ainda.

  3. Embora não tenhamos feito uma partida brilhante contra um adversário também sem nenhuma coloratura, e, levando-se em consideração as raras oportunidades de gol, acho que o resultado foi justo. As duas equipes mostraram disposição. Foi um Grenal sem muita técnica e ao contrário do otimismo presidencial, o jogo não serviu de parâmetro para uma avaliação mais consistente da capacidade competitiva da equipe. Discordo dos que culpam o treinador. Numa equipe onde recai sobre os “garotos” da base a responsabilidade de acabar com o jejum de gols e quando olhamos para o banco e vemos as opções que estão à disposição para alterar as coisas dentro de campo, chega a ser covardia “cornetear” o treinador. Sabe, Felipão, que o pepino que tem nas mãos é imenso e que, “na hora do pega”, vai ter que carregar sozinho o piano. Também acho que Raul deve ter mais chances, mas daí a esperar que venha a resolver, com a sua simples entrada os problemas da lateral direita do Grêmio, é uma demasia. Os jovens oscilam muito e tem que ter sequência de jogos. Se são lembrados, é porque os titulares não dão conta do recado, mas, precisam de tempo para sua adaptação, senão, correm o risco de ser “queimados”. Felipão os tem colocado aos poucos e alguns vem evoluindo gradativamente. Precisamos de dois ou três “cascudos” bons de bola para dar consistência ao grupo. Foi preciso o “fantasma da segundona” se tornar uma possibilidade para os dirigentes acordarem de vez. A mudança radical na fotografia da equipe, sem o devido planejamento, a deixou capenga e desestruturada. Felipão está tentando levar adiante sua reestruturação, mas, sem o aporte de jogadores mais qualificados, há que se ter paciência com as novas peças da engrenagem, a fim de que ganhem experiência e entrosamento. Com os jovens a equipe ganhou velocidade e verticalidade, mas Douglas continua sendo o “tranca rua” e suas raras assistências estão muito aquém do que dele se espera. Giuliano ainda não deslanchou e, na minha opinião, conduz demais a bola retardando o jogo.
    Torci muito hoje pelo Grêmio. O que mais me chamou a atenção foi a obediência tática de equipe, pois só assim, poderá superar as suas dificuldades. Confio muito mais na estrela do Felipão do que nas “convicções” dos dirigentes.

  4. A que ponto chegou a decadência desse clube, que se comemora empate contra o time reserva dos vermelhos. O Grêmio hoje em dia não passa de um São José da vida.

  5. Quer dizer que o Raul não pode ser experimentado porque não pode ser solução? Santa coerência.

    A gente pede chance para o garoto, pede pra ver ele jogar, pra ver como se comportará mas a tese é de que por ser garoto não será solução.

    Veja que ninguém está cobrando que ele seja solução… mas apenas que vá recebendo oportunidades. Ainda mais quando quem tem jogado não convence, ou vão querer me dizer que o Matias faz uma partida de exceção (com cobertura de três volantes e retranca) e já afirmação como tenho lido por aí. Tão de brincadeira.

    E é claro que a direção é a maior culpada pela pequenez desse Grêmio que estamos vendo agora o Felipão não poder ser contestado é outra piada pois estamos em oitavo no lugar no Ruralito senhores, que tal os outros plantéis que estão a nossa frente. O Inter tem praticamente jogado com reservas.

    Nós sem ataque, sem velocistas pois o Felipão dispensou todos, disse, todos (a exceção do Paulinho Avestruz!), e temos de ver o menino Erik estreando pelo VEC fazendo gol em alta velocidade… com todo o respeito, mas o Felipão atual não tem merecido ser digno da minha confiança. E currículo das antigas não torna ninguém isento de críticas. Quem plenos poderes assume mais responsabilidade e é cobrado, faz parte do futebol, o resto é conformismo com a pequenês.

  6. O pior não foi a atuação do Grêmio que dentro das sua proposta de jogo, foi relativamente bem em relação ao próprio Grêmio.

    O que não podemos aceitar é o discurso de conformismo da direção de que estamos no caminho certo.

    O Grêmio precisa encontrar o caminho que leve o clube a uma posição digna. O oitavo lugar no Gauchão é vergonhoso, porque clubes menores e com poucos gastos comparados ao próprio Grêmio, possui um futebol melhor.

    Isso demonstra que não estamos no caminho certo e falta qualidade técnica a ser agregada ao clube.

  7. 8 jogos sem definir esquema e repetir jogadores. Todo jogo tem uma improvisaçao e Felipao queima um guri. Ontem foi Junior, antes Lincoln, Everton, Walace. Mas quem rende sao justamente os guris enquanti os bruxos do treinador travam o time

  8. júnior reserva do marcelo oliveira, everton fora do banco, everaldo, douglas e araújo jogando… e se contentaram com o empate.

    o Grêmio virou o botafogo, só falta assumir de vez essa condição. jogamos cagados contra os reservas do inter, imaginem como vai ser no BR15, em que as equipes serão sempre titulares.

  9. – Antes de mais nada, também sou a favor do Raul e acho que pode vir a ser uma solução. Só que o jogador ainda não foi testado no time principal. Não teve uma sequência mínima de jogos. A alegação de que vai entrar e resolver o problema da posição, pois, pior do que está não vai ficar, é meramente especulativa e diz bem do desespero do torcedor em procurar uma solução imediatista para resolver, entre outras, a questão da lateral direita que, também reconheço, está deixando a desejar. O treinador, na minha opinião, tem mais acertos que erros. Antes da venda do Barcos e do Marcelo, estávamos em boa posição na tabela do campeonato e diversos jogadores da base foram testados e ainda são. Não tenho medo de dizer que a pouca qualidade que tínhamos ficou ainda mais reduzida com a precipitada e desastrada “reformulação” do elenco sem a devida compensação. O Grêmio foi desmontado essa é que é a verdade. Por isso é que reconheço a dificuldade do treinador diante de tanta adversidade. Está conduzindo com cautela a renovação da equipe. Os que mostraram evolução estão sendo preparados para a titularidade, nos jogos do gauchão. Sua maior dificuldade é remontar a equipe partindo praticamente do zero em meio a competição e isso não se faz em dois meses. Como gremista também estou apreensivo, mas, diante das dificuldades: contenção de despesas, venda de jogadores, cirurgias e a utilização de jogadores da base sem a devida experiência e entrosamento, acho que o resultado alcançado é bastante satisfatório. Vou dar mais um tempo ao treinador. Confio na sua experiência. Sei que com mais treinamentos e tempo para uma preparação e uma avaliação mais apuradas, teremos um esboço de equipe logo ali adiante. Disse e repito: confio mais no “taco” do treinador do que nas convicções dos dirigentes. Acho que eles (os dirigentes) também pensam assim.

    – Bem, o que dizer do Grenal? O “banguzinho colorado” deu com os burros n’água, mesmo jogando em casa com 35.000 torcedores a seu favor. Ia dar goleada ou era o favorito para a maioria da imprensa. Não foi o que se viu. Mérito do treinador gremista e do esforço dos jogadores. Acredito que a partida de ontem dará a todos eles um pouco mais de confiança e tranquilidade para seguir trabalhando e melhorar ainda mais. Só acho estranho a insatisfação de alguns com o empate, justamente os que mais temiam por uma goleada na casa do adversário. Se não me falha a memória, D’alessandro comemorou um empate no Olímpico como se fosse vitória. Dizem que a vitória em Grenal serve para arrumar a casa. O de ontem, mesmo sem ter um vencedor, mostrou um Grêmio jogando com seriedade. Se está no caminho certo, só o tempo dirá, mas, não se iludam: só discurso e boa vontade não vão resolver nossas carências. É preciso pensar o Grêmio como um grande clube que ainda é, apesar dos pesares.

  10. Darcilio, a alegação de que o Raul vai entrar e não vai ser solução nem resolver o problema também é especulativa.

    A verdade sobre o lançamento de garotos é que só tem um jeito de descobrir: põe pra jogar. Pode ser aos poucos, mas ao menos que se dê chance a quem merece e que vem sendo destaque na base desde os juvenis. O menino foi eleito o melhor da posição na Copa SP. No Morumbi querem ele… mas no Grêmio não oportunidades de jogar uns minutinhos que seja contra Aimoré, Passo Fundo, etc, mas será que é pedir demais? Ou será que os critérios lá dentro são outros e não sabemos…

    Eu não concordo que o felipão venha acertando mais que errando eu acho – e os resultados, a(s) tabela(s), os dados concretos – vem concordando comigo – que infelizmente é o contrário, ou então, estaríamos na Libertadores ou bem mais acima na tabela do campeonato Gaúcho.

    Pode se dizer que a culpa não é só do Felipão, e aí tudo bem, concordo plenamente, mas ele já começa errando ao meu ver ao aceitar atribuições que não são suas, isolando-se no poder. O que é sempre muito perigoso para qualquer instituição. No futebol não é diferente. Onde o personalismo é grande, o conjunto se enfraquece. A partir daí o fracasso (mesmo que não chegue a rebaixar o clube) é praticamente certo.

  11. Pra ser justo coma direção e Felipão, gostei da contratação do Braian Rodriguez. Achei uma boa solução encontrada nesse momento de austeridade financeira.

    Como também acho o Maicon um bom jogador (nunca em troca de meninos da base!). Creio que sejam dois bons reforços para o tricolor.

    Braian Rodriguez é o estilo de centroavante que o Felipão gosta, com presença de área, mesmo que com eventuais limitações técnicas.

    Agora é fazer o time jogar para ele, senão não funciona. Por ex, ajuda muito um lateral que saiba cruzar… tipo era o Arce, com o chamado efeito procurante… aliás nas transmissões da Taça SP teve um garoto que foi comparado ao Arce pelos jornalistas justamente pela precisão dos cruzamentos… bate muito bem na bola e me lembra tb muito o Jorginho, ex-Flamengo.
    O nome desse garoto é Raul, eleito o melhor lateral-direito da Taça SP. Experimenta colocar ele cruzando bola para o Braian Rodriguez e vamos ver o que acontece, oras.

    Que medo de ser feliz que tem os conformistas, impressionante.

  12. boa a contratacao do Braian Rodriguez, acho muito valida a tentativa pelo que ele mostrou na Copa. Finalmente a direcao deu uma dentro, precisamos de motivacao pra torcida voltar a acreditar!

  13. poderia ter vindo em 2013 quando mostrou bom futebol no Huachipato, inclusive o inter tentou traze-lo. Teria sido um investimeto mais barato na epoca, mas por emprestimo de 1 ano ta valendo

  14. Felipe Neri!
    Também tenho acompanhado a trajetória do Raul. Aliás, o Cristiano foi o primeiro a trazer informações sobre ele aqui no blog e, a partir daí, comecei a acompanhar sua carreira. Sou testemunha de suas qualidades, mas porque será que o Felipão está relutante em aproveitá-lo se o tem tão próximo? Há algo de estranho nisso. Acho que outros interesses estão retardando seu aproveitamento.
    Felipão veio para tentar recuperar um Grêmio que estava desacreditado nas mãos de Enderson Moreira. Fez um trabalho razoável, apesar do pouco tempo que teve o treinador para trabalhar o grupo. Todos aqui reconhecem que as limitações do plantel do Grêmio foram determinantes para a implementação do esquema com três volantes, que foi a saída encontrada para equilibrar a equipe, dada a inoperância dos jogadores de frente. Acabou com a invencibilidade do tradicional adversário em Grenais com uma goleada surpreendente para um ataque de poucos gols no campeonato. Diga-se de passagem, que a prática de vender jogadores titulares em meio a competição sem a devida reposição, debilitou ainda mais um elenco tido como medíocre já no ano passado. Faltou qualidade ao Grêmio para ir mais adiante. Veio 2015 e as dificuldades se acentuaram com o “enxugamento” do plantel e a aposta na base como a “salvação da pátria”. O resto todo mundo sabe. Por isso que eu digo que os erros do Felipão são menores do que seus acertos. Que outro treinador – a não ser Felipão que tem identificação com o Grêmio – seguraria esta bronca? Está em andamento a formação de uma nova equipe com quatro ou cinco jogadores da base como titulares. Felipão conhece e vai desentortar o Grêmio. Esperem para ver.

  15. Eu também acho que o Felipão tem competência para desentortar o Grêmio, Darcilio, mas se for SÓ treinador… não o salvador da pátria.

    Dirigente, dirige, treinador, treina e jogador, joga. É assim que o Felipão foi multicampeão. O conjunto (a combinação) de talentos e competências é mais importante que os personalismos (com suas ações entre amigos!)

  16. Segundo matéria do site da globo, o Grêmio tem o 10º elenco mais valioso do brasil.

    e eu ainda tenho que ouvir choradeira e coitadismo da direção. por favor…

  17. Cristian Rodriguez me serve! Se de fato esta por vir pode ser um grande reforco, jogador que falta no nosso meio campo. E o Walace se machucou, agora o Felipao tera 45 de tranquilidade pra escalar seus bruxos Oliveira e Araujo, deve estar bem feliz!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.