Oitavas de final da Libertadores da América.

Hoje na Arena o Grêmio recebe o Rosário Central no primeiro jogo das oitavas. O time argentino é uma equipe esperta que fez uma campanha interessante na fase de grupos.

Rosario Central 1 x 1 Nacional-URU
Palmeiras 2 x 0 Rosario Central
Rosario Central 4 x 1 River Plate-URU
River Plate-URU 1 x 3 Rosario Central
Rosario Central 3 x 3 Palmeiras
Nacional-URU 0 x 2 Rosario Central

A arbitragem do jogo é composta por um trio peruano: Victor Carrillo, treatment auxiliado por Jonny Bossio e Braulio Cornejo.

Todos na Arena para torcer pelo tricolor nessa fase!

gremioxrosario

Antes de chegar a hora do jogo é uma boa oportunidade para ouvir o podcast do Mesa de Bar do Grêmio edição 186 com Fane Webber, sales Gabriel Pinto e Rodrigo Azevedo debatem e preparam os ouvintes para o jogo.

Participe da discussão

42 comentários

  1. Uma vez fomos disputar a Libertadores com Lins e viçosa. Nesta fomos com Fred e Bressan. Não se passa impune assim.

  2. Hoje, o Rosário Central deu um banho de preparo físico. Jogou um clássico no domingo. Correu mais do que o Grêmio correu hoje e contra o Juventude.

    Futebol pune a incompetência. O negócio começa na direção, passa pela comissão técnica e termina nos jogadores.

    No início do ano eu disse e volto a dizer, quem planta as mesmas coisas, colhe os mesmos resultados. Quem comete os mesmos erros, obtém os mesmos fracassos. É uma simetria lógica.

    O Grêmio não tem qualidade nas laterais. Isso já dificulta a equipe quando pega uma adversário que marca forte. E, além disso, a zaga é inconfiável.

    O Grêmio poderia perder mesmo com Geromel. O grupo do Grêmio quando precisou fazer resultado, fracassou.

    E hoje foi a mera consequência do que vem acontecendo.

    O Grêmio precisou fazer o resultado quando o Juventude e não fez. Ano passado, o Grêmio precisou fazer o resultado aqui na Arena contra o Atlético-MG para se manter na briga do título, não o fez. O Grêmio precisou ganhar do Corinthians lá em São Paulo, também não fez.

    Na Copa do Brasil ano passado, precisávamos fazer o resultado contra o Fluminense aqui na Arena, o Grêmio não conseguiu jogar, tendo cometido os mesmos erros de hoje.

    O time fica nervoso, joga apressado, erra passes, não consegue finalizar e é eliminado. É o mesmo filme que se repete.

  3. Quando eu falo na preparação física, não estou dizendo que falta preparo físico. Mas esse preparo físico não é de ponta.

    Contra o Coritiba vimos isso. E hoje vimos que não há discussão e que jogadores podem jogar quarta-domingo sem problemas.

    Basta ter um profissional de ponta na preparação.

  4. Rosário jogou clássico domingo e hoje voou em campo. Não tem essa de cansaço, Grêmio foi dominado na tática e na técnica. Roger mais uma vez patéticos em jogo decisivo, ficou dominado e perdido, não consegue mudar o formato do time, quase sempre as mudanças são pra pior.
    Hoje inventou o Giuliano pela esquerda, como nunca joga. Luan pela direita, como não joga bem, longe da área. Melhor fase do Luan foi na frente e aí o Roger resolver colocá-lo de lado.
    Mas mesmo assim, o problema maior tá na defesa. O ano todo tem sido assim, toma gol sempre!
    Aí a culpa é da direção, não reforçou, montou o grupo pela metade, de novo.

    Tudo merecido, incompetência premiada novamente, vamos fechar 4 anos com o Rui Costa montando grupos pela metade!

  5. Quem ainda escala Bressan depois de tudo o que foi dito e visto realmente merece o purgatório do futebol. É muita imbecilidade futebolística.

    De qualquer modo, não iríamos longe com esse time “acadelado” em casa e que é a cara dessa direção borra-bosta. Bolzan, Pacheco e Rui Costa são três dirigentes sem personalidade e o time os representa fielmente em campo. Esse Bolzan é tão amador que conseguiu dar motivação extra ao adversário. Patético. Ridículo. Presidente juvenil. Mais um politico metido a dirigente e que ainda consegue se cercar de incompetentes tão cartolas quanto ele, como Pacheco Poção Mágica e o despachante Ruim Costa cujo currículo de eliminações e perdas de campeonatos é de fazer inveja a dirigentes do Íbis.

    Lamentável o banho de bola e o nó tático que levou o Roger e seu time lento e burocrático que sucumbiu a marcação. O Grêmio tomou uma lição de como se joga Libertadores hoje, era um time de homens aguerridos, disputando a vida em cada lance contra um time de bundões, apáticos e entregues a marcação. Some-se a isso um defesa PENEIRA, insegura e sem imposição e a falta de qualidade nas laterais e na saída de jogo que foi bem marcada e resta mesmo a bola parada. Só que essa inócua desde o ano passado e há tempos por total falta de capacidade de montagem de time da direção e treinador. Jogos assim, sem espaço, a bola parada é fundamental, mas o Grêmio inexiste nesse quesito. Foi uma caricatura de time, mas um fiasco diante de seu torcedor, em plena Arena, mais uma DERROTA para a coleção desse DIREÇÃO PATÉTICA, PERDEDORA, BURRA E INCOMPETENTE e que mesmo avisada das defecções NADA FEZ MAIS UMA VEZ, achando que enxerga mais que seu torcedor quando deveria é aprender a escutá-lo, PERDEDORES CONVICTOS.

    Ou esse presidente fanfarrão e pateta demite esse dep. de futebol perdedor e coloca lá dirigentes que tenham culhões e que tragam uma defesa inteira de jogadores SANGUÍNEOS para jogar com o Geromel ou ano termina agora mesmo em termos de títulos pois nem no Brasileiro morno iremos vingar com essa BUNDA-MOLICE que viceja no clube desde o dep. de futebol, a comissão técnica e plantel de jogadores. Prova disso é Maicon ser capitão sem perfil pra isso. O Grêmio mais uma vez foi montado pra PERDER.

  6. gestão Romildo (continuação de Koff) é uma calamidade no principal produto do clube. Calamidade na gestão do estádio. Calamidade no controle de gastos, apesar do discurso bonito. Calamidade no jurídico, eliminado da Copa do BR com papelão no STJD. Calamidade no Dep. Médico e a caxumba.
    Mas nada muda!

  7. Roger foi engolido pela pressão do jogo, se escondeu na casamata.
    Aí temos Rui Costa e Poção Mágica pra cobrar/aconselhar o treinador.
    LARGUEI!

  8. Quinto, eu repito, quinto caso de caxumba, agora o goleiro Tiago.

    A confraria de amigos obvio não vai fazer nada com o DM

  9. Lendo os comentários, tudo já foi explicado.
    Mas evidencio alguns pontos:
    1 – O Grêmio entrou em campo com uma loucura desnecessária favorecendo o também jogo porra louca do Rosário. Até os 15 minutos do primeiro tempo foi correria e todo mundo se chutando. Até levarmos o gol.

    2 – Como faz falta ao menos UM lateral que saiba jogar futebol. O Rosário nos encurralou porque não temos NENHUMA jogada pelas laterais. Não sai nada pelas alas. Dai um time porra louca, com “11 Herreras” em campo, endoidecidos, faz o que fez com o nosso time, não conseguimos jogar.

    3 – Cobrar o que do Bressan ???? Todos já conhecemos o seu potencial, é isso ai. Alguém esperava alguma outra coisa ?? Temos que cobrar a direção, o Rui Costa que não consegue trazer nem zagueiro.

    4 – Grohe é goleiro estranho, falta um pouco de loucura nele. Muito certinho.

    5 – Dos 11 jogadores em campo, talvez tenhamos 2 ou 3 com perfil de serem campeões, o resto, nunca farão parte de uma grande equipe.

    Enfim, a frase do Cristiano Ferreira “… quem planta as mesmas coisas, colhe os mesmos resultados.”, é perfeita em se tratando de Grêmio e explica em poucas palavras a incopentencia da nossa direção.

  10. – Nos últimos três jogos, sem Geromel, tomamos quatro gols. Como uma direção pode almejar títulos quando a defesa vaza feio em jogos decisivos? Acompanho o Grêmio desde a inauguração do Olímpico e raras vezes vi uma atuação tão calamitosa como a de ontem, onde o resultado não refletiu o que se viu em campo. Não é crível que jogadores rodados como os do Grêmio tenham se submetido ao adversário, sem qualquer reação, durante 90 minutos. Atirei a toalha. Aqui têm-se falado dos inúmeros equívocos administrativos, técnicos e médicos que contribuíram, nesses quatro meses de 2016, para a insatisfatória campanha da equipe nas duas competições em que participou e na que ainda participa. O clamor da torcida nas redes sociais, nos estádios, nos bares e nos meios de comunicação, não foi suficiente para comover os dirigentes diante das visíveis carências no plantel e da eminente possibilidade de surpresas desagradáveis ao longo dos jogos. Pois esse receio do torcedor, que no início da temporada deu-se a conta-gotas, tende a redundar, nos jogos decisivos, num tsunami de proporções imprevisíveis. Tal e qual crônica de uma morte anunciada – a não ser que os deuses se apiedem deste Grêmio moribundo – ficamos com a sensação de que, por suas próprias forças, caminha, inapelavelmente, para uma prematura eliminação na Libertadores. Creditar o mau desempenho coletivo unicamente ao cansaço é forçar a barra. A maioria das equipes estão com sua agenda lotada e tem problemas parecidos com os nossos. O Grêmio tem um plantel experiente e milionário e uma atuação rasteira como a de ontem não se pode aceitar sob qualquer pretexto. Saiu barato o 1X0. A exemplo dos últimos anos, na hora “H” abrimos as pernas.

    – Com chuva, sol ou frio, lá está o torcedor dando seu apoio. A atual instabilidade da equipe não pode ser creditada ao acaso. Um somatório de equívocos administrativos e de comando, baseados em “convicções” de discutível efeito prático, são a causa maior da instabilidade que se espraiou pelo clube. Aonde vamos parar ninguém sabe. Fica, com o torcedor, a esperança de uma radical mudança na velha e tacanha mentalidade diretiva do clube. Sangue novo, vida nova. É só o lhe resta diante de tanta incompetência!

  11. Já falei isso várias vezes, o grêmio tem que resgatar a vontade de ganhar títulos e não importa qual título seja. Mas, a arrogância de certos dirigentes e parte dos torcedores muitos ufanistas querem a Libertadores. Ora senhor, não passamos em mata mata de um time da série C e vem com essa ladaia de que o que importa é a Libertadores.

    O grêmio como instituição perdeu o trem de sua história. O grêmio é igual aquela pessoa que sofreu um acidente gravíssimo e está entrevado em cadeira de rodas, e logo não sairá correndo. O grêmio tem que começar a ganhar um gauchão e posteriormente uma copa do Brasil e assim por diante, mas os “arrogantes” dizem que gauchão não leva a nada e não leva, mas caso do grêmio um título gauchão é o começo da instituição começar novamente a saborear a doçura de um título.

  12. Eu sempre torço para o Grêmio entrar na Sul americana… teoricamente mais no nosso nível.
    Infelizmente temos time para ficar sempre em 3 ou 4 no brasileiro.

  13. Teve um tempo em que o Grêmio não admitia perder jogo de botão. Hoje, o Grêmio perde da base ao profissional, porque o importante é competir.

    Atualmente, o Grêmio possui um grupo de perdedores que administram as cosias do clube. Pessoas que não possuem o feeling para o trato do futebol.

    A atual direção desde 2013 comanda as coisas do clube. Mudou o presidente tão somente. Os demais nomes continuam no clube.

    Modificou os nomes dos dirigentes do futebol. Sairam assessores e recriaram o cargo de vice-de-futebol como se isso fosse trazer de volta as conquistas.

    Ledo engano de quem não tem o trato do futebol.

    Futebol exige-se competência, inteligência, agilidade, habilidade, decisão, comprometimento, liderança, ação, planejamento e convicção.

    Podem ter outros atributos ainda relacionados ao futebol sem dúvidas.

    Mas a atual direção tem poucos atributos.

    Time de futebol campeão se forma com uma boa defesa, bom meio de campo e um ataque bom e eficiente.

    As duas laterais carecem de qualidade. E a zaga necessita de jogadores que deem segurança na bola aérea e na marcação aos atacantes.

    A atual direção começou o trabalho em 2013. Na ocasião, o ataque não funcionava muito bem e o sistema defensivo falhava em mmomentos de decisão.

    Quanto tem faz que não temos um lateral direito??

    O Grêmio promoveu dois laterais esquerdos de lá para cá. E teve que vender os dois. Essas vendas não passam batidos.

    Hoje, temos o fraco lateral esquerdo Marcelo Oliveira. Muitos se debateu as razões de não gostar de seu futebol.

    A resposta está dentro de campo. O melhor momento dele foi no primeiro semestre. Talvez, o melhor momento dele na carreira tenha sido o primeiro demestre de 2015, pois a torcida do Palmeiras não gostava do seu futebol também.

    É como a investigação da lava-jato. Vai ligando um ponto com o outro e descobrindo os furos.

    A direção do Grêmio deixou furos em 2013, perdemos todas as competições. A direção deixou furos em 2014, continuamos a perder as competições. Em 2015, não foi diferente.

    Em decisões, a atuação dos times montados desde 2013 até 2016 foi exatamente a mesma.

    Ano passado, por exemplo, o time não se achou em nenhuma das decisões.

    Eu falou nos momentos realmente decisivos. Quando foi colocada a corda no pescoço dos jogadores, eles fracassaram.

    E as razões são simples. Quando a deficiência não era tanto a defesa, o ataque não correspondia ou o meio de campo não correspondia. Agora, o ataque corresponde, mas a defesa não corresponde.

    Um dirigente não pode levar 04 meses para detectar os problemas da equipe. É preciso ser ágil e já olhar o mercado na busca de soluções. É o que se espera de um dirigente.

    A responsabilidade dos resultados ruins em decisões passam pela direção e termina na comissão técnica.

    O trabalho da atual diretoria está incompleto.

    O grupo de jogadores do Grêmio é bom e promissor.

    Penso que que seriam necessários mudar o vice-de-futebol e colocar alguém com mais personalidade e entenda de futebol. Penso que o executivo já contribuiu o que tinha que contribuir.

    Todos os times mudaram seus executivos após fracasssos, menos o Grêmio.

    Em relação a comissão técnica, o prepador físico fez um bom trabalho. Mas ele não é de excelência. E time que quer vencer precisa buscar a excelência no trabalho. Penso que seria salutar a troca da preparação física. O DM médico precisa de uma transformação. Só trabalha contra. Está na hora de mudar algumas figuras como o Dr. Márcio Bolzoni.

    Na base, é preciso criar novamente um pensamento vencedor. Cada garoto tem que treinar e jogar a morrer. Se os profissionais não conseguem fazer isso, tragam outros até acertar.

    Precisamos de mais personalidade fora de campo e dentro de campo.

    Ainda dá para acreditar em título esse ano, desde qe ocorram mudanças na direção e no plantel onde o time tiver carência de qualidade técnica.

    Quem assistiu o jogo de ontem, deu a impressão que ninguém presta. O sistema ofensivo (meio-campo e ataque) foi inoperante e a defesa foi frágil e com pouca qualidade. Um Grêmio amarrado na marcação do adversário. Um Grêmio amarrado sem saída pelas laterais. Um Grêmio amarrado num esquema de jogo que precisa de movmentação e acertos precisos nos passes.

  14. 1 ZAGUEIRO , 2 LATERAIS direito / esquerdo , 1 BOM MEIA CANHOTO RAPIDOOOOOOO , E 2 BONSSSSSSS MESMO ATACANTES camisa 9 GOLEADORES NATOS . ##### ACORDA BOLZAN e CA ! NAOOOOOO QUEIMEM R$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$ com NABAS REFUGOS e APOSTAS ok .

  15. MICHEL BASTOS , MAICON LATERAIS / PATOOOOO / HERNANES / GODIN ZAGUEIRO / JAMES RODRIGUEZ MEIA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! ” VCSSSSSSSS GREMISTAS == BANCARIAM / SOCIOS R$$$$$$$$ ESTES JOGADORES ?????????????????????????????????????????? ” PRA DAR FIMMMMMMMMMMMMMMM a 15 ANOS SEM titulos ????? . ( LOUCURA POR 1 / 2 GRANDE TITULOS ) . EU FARIAAAAAAAA .

  16. concordo com o Marcelo Costa e o cawink, Grêmio não pode ser dar ao luxo de botar reservas em competições, tem que começar vencendo de baixo.
    Por isso vejo que o grande erro do ano foi começar poupando atletas justamente na 1ª partida, contra o Avaí, pra priorizar o jogo do gauchão. Ali perdemos a 1ª Liga, que era uma chance fácil de título, em um curto período, que daria uma tranquilidade pra torcida e um estímulo de vencer a esse grupo.
    Depois outro erro ao botar reservas na semifinal do gauchão! Jogamos metade da fase classificatória com titulares e na hora da decisão foram os reservas, tudo pra colocar titulares em um jogo da Libertadores, em que já estávamos classificados.
    O Grêmio vive em uma constante falta de rumo e de estratégia. Priorizaram o gauchão ao invés da 1ª Liga, depois priorizaram a Libertadores ao invés do gauchão. E deu no que deu, perdemos tudo (dúvida de uma virada em Rosário)!

    Time vencedor é moldado jogando, vencendo e subindo degraus. Se molda nas decisões e o Grêmio não quis jogar decisões antes da Libertadores. Nosso grupo joga como juvenis em decisões, já tinha sido assim contra o Flu na CB 2015, time nervoso e perdido em campo, facilmente dominado.
    Talvez no Brasileiro tenhamos mais chances, pois há qualidade no grupo, ao menos do meio pra frente. Mas enquanto não aprenderem a aguentar a pressão não venceremos decisões.

  17. e não são só os jogadores que jogam como juvenis, o Roger também. É treinador de primeira viagem, inexperiente, o jogo contra o Rosário mostrou isso. Falta ao seu lado um dirigente que conheça, que tenha rodado já, que tenha vencido.
    Aí voltamos à estaca zero, nossos dirigentes do futebol são patéticos

  18. “Quando um time se vê nas oitavas de final da Libertadores após 15 anos sem títulos com Fred & Bressan na zaga é porque o clube tem problemas muito mais sérios do que caxumba” (Cauê Fonseca).
    Ao acessar a coluna do referido jornalista encontrei, em seu pertinente comentário, essa definição que julgo a mais lúcida e realista sobre o desempenho do Grêmio na Libertadores 2016. Sintetiza, em poucas palavras, os equívocos administrativos e de comando que, praticamente inviabiliza um julgamento otimista sobre o futebol do clube neste primeiro semestre. Embora os dois zagueiros não sejam os únicos “vilões” da história, o retrospecto de quatro gols sofridos em três jogos decisivos fala por si só, levando-se também em conta, que dois destes jogos foram realizados na Arena com casa cheia. Olhando a trajetória dos dois jogadores, podemos concluir que houve um brutal erro de avaliação quanto a qualidade técnica dos mesmos, o que denota o despreparo do(s) dirigente(s) responsável(eis) pelas contratações.
    Dá para notar que alguma coisa vai mal lá pelas bandas do bairro Farrapos (ex-Humaitá). Por essas e por outras é que a “cabeça” do executivo Rui Costa está balançando. São quase quatro anos de jejum de títulos sob seu comando e isso, numa agremiação com a história vencedora do Grêmio, é imperdoável.

  19. Time toma uma saranda na primeira partida das.oitivas, está praticamente eliminado, visto o futebol apresentado e as bonecas vão passear em.gramado na quinta feira, pós derrota.
    Isso acontece.pq.não temos um vice de futebol macho dentro do vestiário. Aí o boleiro não tem.cobrança, pois pra ele se ganhou, ganhou. Se perdeu, perdeu.

  20. O Grêmio reverteu uma derrota para o Corinthians no mata-mata do brasileirão de 1998 . Perdemos aqui e vencemos lá.

    O time de 1998 era inferior a esse atual do Grêmio. Chegou a correr risco de rebaixamento e se recuperou.

    Dá para surpreender na Argentina. Se o Rosário procurar jogar futebol, terá que diminuir a intensidade na marcação. E irá abrir espaços.

    O Grêmio tem condições de ir lá e fazer o placar.

    Mas conhecendo o histórico desse elenco, ficamos com o pé atrás.

    Se eles entrarem em campo como entraram contra o San Lorenzo, quem vai fazer 5 é o Rosário Central.

  21. Agora olhando cocolorado meter o juventude.
    Que erro de estratégia do nosso Grêmio descartar na hora H o gauchao. Ainda mais numa semana já classificado na LA.

    Não dá para entender esse clube. Foda é aguentar a corneta…

    Ninguém pede as conta no nosso lado

  22. Nos últimos 100 anos é o gauchão mais fácil de se ter vencido. Esse time deles é o pior nos últimos 10 anos, e o grêmio jogou o hexa no colo deles.
    O grêmio como instituição não poderia ter se dado ao luxo de ter perdido esse título. Vergonha, escárnio.

    E o torcedor que acha que não se deve dar valor ao gauchão que se foda!!!!!!! Para o grêmio que não chega nem em.final de gauchão esse título é copa do.mundo.

  23. Cawinck,

    a corneta dos cocos faz parte. O que me irrita são torcedores dizendo que gauchão não vale nada. Que o que importa é a Libertadores. Para o grêmio gauchão seria ter o resgaste do sabor de um título.

  24. O grêmio e seu auto poder de destruição….

    O.juventude da série C voltou a seu devido lugar…

    O poderoso toluca tomou uma lambada do SP e hj demite seu treinador.

    Eita grêmio velho de guerra….

  25. O Marcelo tem razão.

    O Juventude passava por cima do Inter. E nunca mais foi a toca deles depois que levaram 8.

    O “poderoso” Toluca levou 4 do São Paulo que foi mal no paulista. DE duas uma, ou o Toluca foi de salto alto, ou o time é muito ruim.

    Estou curioso com o jogo da volta. Vamos ver o desempenho do SP na altitude.

    O Grêmio tem sido um desastre em todos os departamentos.

    O DM comete inúmeros equívocos e ninguém é demitido. Dá para fazer um levantamento de quantos erros médicos ocorreram nesses 15 anos que prejudicaram o clube.

    Pode ser coincidência, mas desde que o Márcio Bolzoni integrou o DM, o Grêmio foi um desastre nesse departamento.

    O Robert foi contratado tendo sido aprovado pelo DM, vindo de uma recuperação de cirurgia de joelho, no primeiro jogo teve uma lesão grave.

    Sorondo foi avaliado pelo DM do Grêmio após inúmeras cirurgias feitas no Internacional. Um mês depois sofreu uma grave lesão.

    Mário Fernandes teve uma luxação em fevereiro. Os médicos indicaram o tratamento convencional Se tivesse feito uma cirurgia de cara, talvez, teria participado dos jogos decisivos das etapas seguintes da Copa do Brasil. Como fez o tratamento convencional, ocorreu novas luxações e teve que fazer cirurgia.
    Fato: uma amiga minha teve uma luxação e o que fizeram os médicos?? Cirurgia. Não teve tratamento convencional.

    Giuliano teve problema no púbis. O que fizeram os médicos do Grêmio?? Tratamento convencional Meses depois teve que fazer cirurgia, prejudicando o Grêmio nos momentos mais decisivos.

    O caso mais inusitado é do zagueiro Gabriel. Alguém lembra dele?? É um alemãozinho que passou pela base, foi dispensado e se destacou no Gauchão. Ele ainda é jogador do Grêmio.

    Simplesmente, o zagueiro Gabriel passou por CINCO cirurgias. Pasmem, cinco cirurgias no joelho.

    O volante Émerson foi vendido pelo Cacalo, porque o DM disse que a carreira dele seria breve por causa do problema de uma das pernas ser mais curta do que a outra. E o recomendável era a venda.

    Se eu for me lembrar de todos os erros do DM do Grêmio, ficarei o dia inteiro escrevendo.

    Quem protege esses médicos?? Por que não são demitidos?

    A maioria dos erros do DM do Grêmio foram em momentos decisivos

    O futebol pune a má gestão do futebol. Pune a má gestão do clube.

    Eu acho que esse DM joga contra. Não é possível.

    Agora, o caso da Caxumba. Imaginem se os atletas começarem a pegar o H1N1. O perigo é morrer todos mundo com um DM desses.

  26. O Gauchão mostrou mais um erro de arbitragem.

    Teve um pênalti em favor do Juventude. Se fosse lance em favor do Inter, aí seria pênalti porque o jogador colocou a mão na bola.

    A IVI disse que não foi pênalti.

    Já no lance de pênalti reclamado pelo Inter, a IVI , em sua maioria, disse que foi.

    Vendo o lance no primeiro tempo, o lance do Vitinho não foi pênalti. O zagueiro do Juventude primeiro firma o pé no chão sem encostar no adversário. Em seguida, o Vitinho bate sua perna no pé do jogador do Juventude. A imagem é nítida quando repetida na TV.

    Acertou o árbitro.

    No lance do Juventude, o braço estava afastado do corpo. Pouco importa a velocidade da bola. É imprudência do jogador, então, é pênalti pela determinação da FIFA. O critério está mais objetivo do que subjetivo. Mas aqui os árbitros não vão prejudicar o Inter quem vem a cada ano sendo beneficiado pela nossa tão “competente” arbitragem.

  27. A própria situação criando crise dentro do clube as vésperas de uma.decisão. A oposição pedindo calma. Esse é o Gremio e seu auto flagelo.

  28. Todo mundo sabe, todo mundo vê, menos a direção do Grêmio. Não foi por falta de aviso. Os mesmos erros nas mesmas posições. A repetição do obvio diante de nossos impotentes olhos . Dizer o quê quando o que todos temiam aconteceu mais cedo do que se esperava. Falhas gritantes de jogadores que são a cara da atual direção de futebol. Erros primários de marcação e falta de um mínimo sequer de entrega diante de um adversário que não deu tréguas para o Grêmio. Voltamos à estaca zero de cima para baixo. O desânimo é total e a perspectiva de mudança é uma incógnita com a manutenção das mesmas pessoas no comando do futebol. Falta tudo para o Grêmio, uma vez que perdemos até a capacidade de indignação. Somos a escória do futebol do Rio Grande no momento atual. Nem gauchão, nem nada. E tem gente que apoia tudo isso que está acontecendo com o clube. Mas, tem eleição ali adiante e o que realmente importa é continuar mandando. O resto, é o resto…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.