GRÊMIO x Fluminense – 16h – Arena Monumental

O  GRÊMIO enfrenta hoje às 16h o Fluminense pelo Dilmão 2014. É o último jogo na Arena antes da parada da Copa! Precisamos destes 3 pontos para seguir na luta.

Avante GRÊMIO!

A Gerência

Sempre Imortal, clinic o blog da torcida GREMISTA!

Participe da discussão

8 comentários

  1. Ganhar sempre é bom em qualquer circunstância, mas o Flu com dez homens passou a dominar o jogo, até mesmo porque o Grêmio também tinha dez. Barcos é sempre menos um. Até quando vamos ter que aturar esta naba no time. Pior que outra naba está voltando e certamente vai tirar o lugar de um garoto. As três piores contratações do século, Marcelo Moreno, Kleber e Barcos e os três maiores salários do século.

  2. Mais um resultado excelente e mais uma atuação preocupante.

    Não vejo evolução no Grêmio, nosso time se repete, estamos de novo ganhando e Grohe sempre sendo o melhor em campo…
    estamos de novo jogando por uma bola… estamos de novo fazendo campanha sem jogar bem… e acontece que já vi o final de filme e ele geralmente não é feliz pra nós.

    Então tem que melhorar muito. Tem que contratar. Urgem acréscimos técnicos a equipe. Hoje tomamos outro rodião em plena Arena contra 11 e contra 10 do Flu. Falo não só do resultado, mas de jogar futebol. Não estamos jogando nada.

    O Flu foi bem melhorou, tocou bem a bola e tinha jogadas por ambos os lados com seus boons laterais. Teve mais chances do que nós e realmente Grohe foi iluminado.

    Pará foi o esforçado inútil de sempre. Werley, pra ser justo foi nosso melhor jogador de linha, grande atuação. Bressan foi bem. E apenas Breno destoou demais mostrando estar sentindo o peso da responsabilidade, não sei se segura a titularidade pois é bastante inseguro ainda. Ou Marquinhos entra pra resolver ou Zé por ali pode ser uma opção, ou precisaremos outra contratação.

    Não gostei do volantes Ramiro e Riveros, faltosos, com dificuldade de sair jogando, tanto que fizemos muita ligação direta numa deu certo pois Werley deu um passe de Rivelino pra Rodriguinho de boa atuação marcar.

    Alan Ruiz foi apenas razoável, e Dudu segue sendo pouco efetivo, muita luta, muita correria mas pouca eficácia. E Barcos perdeu mais um gol feito pra nós enlouquecer mas teve papel importante de segurar a defesa deles e fazer pivô nas ligações diretas que eram nosso único desafogo. Muito pouco pra um time que aspira ser campeão de algo.

    Gostei das entradas de Maxi, Zé e Biteco pois entraram mais ligados que seus antecessores. Enfim, se a direção quiser algo mais que classificação pra Libertadores do ano que vem, é hora de investir no time pois esse campeonato é ganhável, só que nos faltam recursos técnicos para tal.

    É contraditório pois vi num Flu que saiu derrotado muito mais chances de título que nós e a não ser que a direção crie um fato novo com boas contratações que nos tragam perspectiva, fica difícil do torcedor jogar junto e abraçar a causa rumo a sintonia que se faz necessária para ganhar campeonato.

  3. O Flu é um dos candidatos ao título, jogamos especulando e não se expondo em demasia. Estamos com 10 pontos com três partidas fora de casa. Já pegamos Santos , CAP e Chapecoense fora de casa. Flu e CAM em casa.

    Já o candidatásso cantado em prosa e verso por essa imprensa cretina só pegou cego até agora, com três partidas em casa e o único mais ou menos foi o Botafogo e se cagou. Até a parada da COPA do Mundo pegam Coritiba (outro morto), Cruzeiro (já focado no BR, dureza), Chapecoense (morto) e Fluminense (dureza).

    1. Ahhhh se fosse o Grêmio que não ganhasse de um time que havia tomado SEIS na última partida e com um a menos!

  4. pois é… tivemos sorte, se houvesse justiça não seríamos nós a vencer o jogo. mas valeu o resultado, não crucifico o Barcos porque ele foi um bom defensor… que contradição…Alan Ruiz, puxa, dava gosto ver ele entrar e jogar bem, de certa forma desandou, Riveros também está bem abaixo e, na verdade, tem um monte de gente correndo, se esforçando, mas falta meio de campo, falta alguma coisa além do lateral direito e do esquerdo, duas avenidas para o Flu se esbaldar.
    Fazem promoção e fecham portões, essa é a Arena! um monte de gente só entrou depois de começado o jogo.

  5. Anderson Kegler,
    No ano passado tu fostes o maior defensor do Marcelo Grohe. Hoje ele fez uma partida exuberante.
    Um time sem um grande goleiro não obtém grandes conquistas. Félix foi exceção na Copa de 70, mas aquele time era muito bom.

  6. – Não me arrependo de ter ido ao jogo. Me arrependo de ter visto um desempenho sofrível do Grêmio.
    Alguns dirão: o que importa são os três pontos! Mera visão simplista de quem se acostumou com atuações como a de ontem, que só tem de bom o resultado. Estamos longe de ter uma equipe confiável.
    Eu que sou um crítico do treinador, tenho que reconhecer, para ser justo, que ele não é o maior culpado pelo fraco futebol da equipe. O material humano colocado à sua disposição carece de qualidade, esta é a maior verdade. Fico me perguntando: o que é que passa em sua cabeça, quando tem que montar a equipe sem os seus três melhores jogadores, sem reposições à altura e “rezando” para que os escalados consigam dar uma boa resposta em campo?
    Isso tudo não o absolve de ainda não ter dado à equipe um padrão de jogo. Exemplos não faltam de equipes bem montadas, tendo como base a mescla de jogadores “rodados” com jovens egressos da base e que conseguem jogar um bom futebol e fazer boas campanhas.

    – Marcelo Grohe fez uma grande partida e mais uma vez tirou o Grêmio nas costas. Está se tornando rotina. A defesa se saiu razoavelmente bem, embora as vacilações e falhas costumeiras, o que não é novidade.
    Agora, o que esperar da nossa meia-cancha? Não pode o setor de criação errar tantos passes e ser tão ineficiente na cobertura à defesa e na assistência ao ataque.
    Por outro lado, vejo o setor ofensivo com problemas de lentidão pela demasiada retenção de bola e pelo excesso de individualismo, o que inviabiliza os contra-ataques e o fator surpresa, facilitando a marcação da defesa adversária. O ataque do Grêmio quase não chuta à gol e, nas raras vezes em que tenta, carece de pontaria.
    Estamos em terceiro lugar no campeonato, um ponto atrás do líder. Temos tido mais sorte que juízo. Felizmente a parceria tem colaborado para nivelar a competição por baixo.
    Não me satisfaz estar entre os melhores (ou menos piores) durante toda a disputa e morrer na praia.
    Quero mais. Quero ter a certeza de que meu clube está apto e qualificado para ganhar títulos e não apenas participar deles honrosamente, como tem sido nos últimos anos. Mas, isso só vai ser possível com uma equipe e uma comissão técnica de qualidade e competitiva e, todos nós sabemos, que tudo depende de um bom planejamento e de uma direção competente e forte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.