Participe da discussão

227 comentários

  1. Dizer o que? os medalhões voltaram a ter espaço e nós créééu!

    por que o mythiue não jogou e o leandro e o hugo sim?

    quando o contracheque vai deixar de ser determinante pra se jogar no Grêmio? fora medalhões!

    que esse salto alto sirva de lição daqui pra diante…

  2. FORA MEIRA e FORA SILAS…

    SILAS porque é um treinador sem postura e sem definições… Porque colocar os medalhões se estes estavam fora a tempos e o GURIS (Mythiue) porque nem no banco ficou….
    Voltamos ao mesmo ponto de 2 meses atrás…

    MEIRA, esse não preciso falar nada. É ele quem manda no Grêmio e é ele quem escala o TIME, digo isso porque os medalhões voltaram amigos e os Guris vão sumir aos poucos como Mythiue quem nem no Banco Ficou (PORQUE??????) O guri era titular…

    Vou voltar ao pensamento de 20 dias atrás… só pegamos time ruim e ficamos se enganando com 15 vitórias e o escambau… agora a casa caiu e deu para ver que quem escala é o MEIRA pois é ele que contrata…

    Só piso no Olímpico quando MEIRA e SILAS sairem…

    QUE VERGONHA ONTEM AMIGOS, TO COM VERGONHA…

  3. Perder ontem foi sacanagem.

    Sacanagem também foi o J-7 não ter jogado porra nenhuma!

    E juizinho, o que dizer?

    Só pode ser uma conspiração dos Deuses contra o Imortal.

    Mas talvez seja uma conspiração a nosso favor, proporcionando última derrota dentro do velho casarão, logo pra um time insignificante em uma competição insignificante em um momento mais insignificante ainda, afinal já estamos na na final.

    Afinal, Deus deve estar guardando algo melhor para nós, não foi o que disse um ilustre gremista em 1995 ao perder o título da copa do brasil para curintia?

    Então que venha nova série invicta até a construção da Arena, que venha o título da copa do brasil, e do gauchinho, preferencialmente com gre-nothing nas finais!

    MFR

  4. Sei, sei, a Muralha cometeu um erro infantil ontem ….assim não vai prá seleção, já disse aqui isto, ele tem imensas dificuldades de sair no mano a mano, o Danrlei fazia isto com perfeição MAS ele tem crédito…. sei, sei, os laterais foram mal ontem, para o Fabio, normal ….sei sei o Hugo, sei sei o árbitro, sei….o Douglas no fim, infantilidade, vai farzer falta no 1o grenal para reter a bola no campo deles, sei sei….
    agora
    o Seu Jonas ….. ele tem de receber 15 gols feitos por jogo para meter dois … ontem recebeu só 4 e, não fez nenhum … aquele de cabeça o Azambuja fazia, a Dna. Ema fazia …
    Ah, amigo Marcos, tu te enganou: o jogo x o Juventude, em que ele Jonas fez gol, não era decisivo, decisivo era o de ontem, ele não fez … de novo.
    Volta Borges ….
    Por outro lado, Sid, por que a casa caiu ? Uma derrota, ruim, é verdade, mas pô a casa caiu ? Não, assim não … Não é prá ti esta, mas certamente vão aparecer aqui aqueles que só aparecem nas runs para meter o pau em tudo e fazer terra arrasada.
    O time vinha bem, todo mundo concordava aqui, nada de espetacular, adversários mais frágeis, exceto o Novo Hamburgo, mas é o que se tem, logo, tem-se que se pensar no que se tem não no que não vem…. O Time tava indo bem, ontem acho que o excesso de confiança fez mal, o time entrou achando q mataria o jogo a hora que quisesse e se deu mal. Bem, estamos na final, vamos esperar contra quem … até lá, fazer terra arrasada e achar que a casa caiu não só não ajuda em nada como atrapalha e não é verdade. Simples, como um aperto de mão.

  5. Josias,

    Acho que tu deves ter entendido no rumo que dei a esse comentários…

    Foi com relação ao SILAS e MEIRA…. A casa deles vai cair e espero que caia meu amigo… e foi sobre a volta dos medalhões que se provou que o salário manda na escalação do time.

    Maylson é melhor que HUGO e Mythiue é melhor que Leandro.

    Esse MEIRA vai acabar com o Grêmio Josias… é ele quem manda e manda até mais que o Presidente.

  6. Segundo o treinador: ESTAMOS NA FINAL! Será que isso serve de consolo para a má jornada de ontem? Será que Silas sabe o que realmente aconteceu? Creio que não. A frase pode ser entendida como um premio de consolação a quem não esperava chegar aonde chegou: chegamos na final, graças a Deus e cumprimos com nosso dever! Ou ainda, como uma desculpa antecipada para um eventual fracasso na decisão. Acho que o treinador deve uma explicação à torcida, principalmente. Afinal, o que pensa realmente? Quais suas orientações? Como se preparou para o jogo? Qual a eficácia dos “treinos secretos”. Não se pode conceber nem aceitar tamanha desorganização. Não estou falando de individualidades apenas, todo o “conjunto” foi muito mal. Cá pra nós, faltou também humildade aos dirigentes para reconhecer que o resultado não pode ser creditado unicamente à eventuais erros de arbritagem e sim, à péssima atuação da equipe, conseqüência natural de uma orientação equivocada e despreparada, que salta aos olhos. Repito: elevemos nossas preces aos céus e peçamos a Deus que nos ajude a vencer nossos adversários, porque se formos depender do “otimismo” do treinador diante do péssimo futebol que nos foi oferecido, não tem mais volta e Jesus está chamando. Nas entrevistas, ninguém soube explicar o que aconteceu. Só falta agora colocar todo esse pessoal no divã. É de arrepiar…

  7. O Imortal não perdeu para o Pelotas, mas para a uam equipe mais poderosa – a estatística. Ninguém fica eternamente invicto em casa, um dia perde, melhor perder ontem do que na decisão final. O caminho é iniciar uma nossa série estatística e ser derrota novamente em alguma jornada infeliz, processo inevitável. É a vida.

    Sempre achei o tal Fabrício Correa uma ave de mau agouro, lembra daquela 3 a zero para o Caxias? Esse cara dá um azar danado. Talvez a explicação seja mais para a macumba do que para racionalidade esportiva.

    E em que posição joga mesmo esse tal de Meira?

  8. Josias, quanto ao Jonas fui irônico no comentário do Juventude, transcrevo me citando:
    “Foi nosso jogo mais difícil e nos saímos bem, até o Jonas foi decisivo finalmente, em um jogo que a rigor não valia nada…”

    Não vi o jogo estava de cama me recuperando da sedação que fiz para uma endoscopia, meio grog ainda ouvi pelo rádio e senti a merda quando narraram o gol feito perdido pela boneca. Ou seja do Jonas não sai nada, a culpa pela derrota de ontem é DELE

    Derrota que vem se desenhando desde o jogo com Novo Hamburgo pela final da taça Aprendiz e até aqui em casa contra o Votoraty. Sempre a defesa está aberta em casa no início do jogo, sempre.

    Quando vão parar com essas papagaiadas de homenagear jogador por 100, 150, jogos?

    Pior do que a homenagem pelos 100 jogos ao Jonas é ele ter jogado 100 jogos como titular do Grêmio

    O time vem se arrastando, ganhando de ninguém e tendo dificuldade contra equipes medíocres.

    Para as finais vamos para o primeiro jogo sem Victor e Douglas e com MEIRA e SILAS.

    Quarta contra o Avaí vai ser um terror, que tenhamos sorte mas a convicção que tenho HOJE com base na amostragem é que só se está protelando a derrota e a troca do comando, exceto o MEIRA, nesse nem o Presidente mexe.

    Jonas é 100 vergonha

  9. Perder ontem foi sacanagem.

    Sacanagem também foi o J-7 não ter jogado porra nenhuma!

    E juizinho, o que dizer?

    Só pode ser uma conspiração dos Deuses contra o Imortal.

    Mas talvez seja uma conspiração a nosso favor, proporcionando última derrota dentro do velho casarão, logo pra um time insignificante em uma competição insignificante em um momento mais insignificante ainda, afinal já estamos na na final.

    Afinal, Deus deve estar guardando algo melhor para nós, não foi o que disse um ilustre gremista em 1995 ao perder o título da copa do brasil para curintia?

    Então que venha nova série invicta até a construção da Arena, que venha o título da copa do brasil, e do gauchinho, preferencialmente com gre-nothing nas finais!

    MFR

  10. Tem que rir pra não chorar,
    afinal como já disse o poeta:

    “É melhor ser alegre que ser triste…”

  11. Eu não disse que é bom, e nem seria louco para assumir isso, afinal não sou masoquista e fui dormir puto da cara. Mas perder é do jogo. Vamos lamber as feridas e tocar o barco.

    Gosto muito dos textos do Tostão e ele tem uma frase muito boa: quem ganha e quem perde são os jogadores.

    O Meira já fez (e vai fazer) uma montanha de burradas, mas ele não entrou em campo ontem. As duas penalidades foram cometidas por dois queridinhos da torcida, o que dá um elemento trágico para a derrota. Imaginem se fosse o Ferdinando e o Willian os faltosos.

  12. Josias:
    o Jonas é o famoso ” goleador de jogo amistoso “.. qdo faz gol , aproveita prá aparecer e prá tirar vantagem pq no fundo sabe que é um merda e q tá enganando.
    pagar 170 mil por mes prá esse cara!!! e ontem fiz uma força nas economias prá pagar mil e pouco pela minha cativa, e saber q um bosta desses ganha 170 cativas-ano por mês ( 1.700 cadeiras cativas ao ano!! ) prá nos f**^!!
    Me lembro várias decisões onde esse b*s** se escondeu, especialmente grenais, contra eles, onde todo centroavante de time interiorano se lava…

    dormi 3 hs, saco estorando, mas não me queixo. conheço vários gremistas, aí desde zeladores de prédio, empregados de garagens, gente simples, com a vida familiar complicada, sem dinheiro, saude ruim e que só tem uma felicidade: ver o Gremio ganhar.

    e fica a mercê de bostas de jogadores como esse e mais o Fabio, o Escalona com grife, burocrata da bola!!!
    chega!!!

    cbimbi

  13. que dizer do Meira?
    ninguem acha o cara competente, ninguem sabe pq se mantem no cargo, é incompetente para o cargo, mas não larga o osso por nada.
    foi-lhe oferecido o Paulinho l.esq. do NH, que joga e tem muito mais personalidade que o Fabio-faz-de-conta, e ele não quiz.. tá indo pro Vitória… Não sabe de futebol, palestras pré jogo sonolentas, não se expressa bem, aposentado, pegou o futebol do Gremio prá aparecer pros amigos.
    e ninguem tira ele de lá!!

    que dizer do Silas:
    levou um nó tático do Beto Almeida, esse sim gremistão de amplos serviços ao clube em momentos dificeis ( já assumiu de treinador uma vez contra o Flu ). entrevista de final de jogo: ” hoje perdemos 2 jogos em um… perdemos pro pelotas e perdemos o Douglas prá final… ”
    ou seja:
    já se considera derrotado no primeiro grenal!!

    cbimbi

  14. O Escalona, pelo menos, dava uns 100 carrinhos por jogo.

    É verdade que de vez em quando errava e era expulso, como na batalha dos aflitos(!)

    Já o fábio é uma piada, cria do autori, só não entendi como não foi pra arábia sentar no colinho paizinho…

  15. Jorge…
    Pior é que a posição do Meira no Grêmio é a principal… É ele quem manda naquela porra… por isso nada é feito…

  16. Uma coisa eu apreendi depois de acompanhar o Imortal em mais de quarenta anos de arquibancada, e pay per view, cornetear depois de um mau resultado é muito fácil.

    E fiquem preparados até a inauguração da Arena (eu era MDB, tenho dificuldade com essas letrinhas)vai ser choro e ranger de dentes.

    A turma do ex-clube do povo sofreu muito até a inauguração do tal Gigante. O grande São Paulo teve uma secura de quase vinte anos até o surgimento do Morumbi. O Atlético Paranaense só se firmou após a tal Arena Kyocera, antes nada.

    Então meus patrícios, vamos tentar ficar com a maior dignidade possível e ter uma paciência chinesa. Tenho pressentimento que as glórias só virão após a mudança de endereço. Antes talvez só um gauchão, o que é a mesma coisa que nada.

  17. Estudei no IPA em 89-90, este Fabricio Correa também estudava lã e é doente do inter. Onde está a direção que aceita um árbitro ruim e colorado??????
    Independente do Mario dizer que tocou no cara no segundo penalti, lá na hora aquilo nunca foi penalti, além do mais o tal Fabricio estava no meio do campo e deu o penalti com uma convicção que vou te contar, AMARGO!!!!!!
    Pô Silas!!! Não colocar o Mithyue foi sacanagem, o guri depois do Borges é o melhor jogador que temos no ataque. Mas tudo bem, pelo jeito a teoria dos medalhões é a que vale.
    Bota sina, quando achamos que vamos começar a decolar vem uma bordoada.
    Se preparem, contra o Avaí tem tudo para ser um parto novamente, sacanagem Meira e Silas!!!!

  18. Jorge…
    Se for assim fechemos o Grêmio por 3 anos até a ARENA ficar pronta….
    Quero ganhar dentro do Olímpico e ser campeão antes que derrubem o Olímpico…

    E não sei se leste os post desde o início do ANO. Eu venho metendo o PAU no Meira e Silas desde o início do ano.

    Não foi pela derrota de ontem que virei oportunistas… Sempre disse que MEIRA e SILAS não servem para o Grêmio… e outra, não precisa-se de 40 anos de arquibancada para ver que esses dois não servem para o Grêmio…

    A TEORIA DOS MEDALHÕES FUNCIONA AMIGOS…

    Para justificar os gastos nessas contratações equivocadas tem que coloca-las para jogar e quem pagará o PATO… Os guris é claro, assim como aconteceu ontem… mais guris sofrerão o penalty…

    Ou alguém pode me responder…

    Mythiue é pior que Leandro e Bergamotson?????
    Mailson é pior que HUGO?????

    Se para as duas perguntas a resposta for sim eu largo o futebol…

    E quanto ao SILAS, porque nos ultimos jogos Mythiue era titular e ontem como os medalhões estavam prontos ele dançou o REBOLATION…

  19. A análise do jogo de ontem é importante, pois mostra os conceitos que o Silas tem e a falta de conceitos que a direção tem.
    O Silas achou a zaga ideal. Mario e Rodrigo estão bem, Rodrigo é o grande destaque atual.
    Os laterais são razoáveis, a imagem do Fábio Santos chutando o chão diz tudo.
    No meio, o Silas fará de tudo para manter o Ferdinando, jogando bem ou mal. Pra ele, time de verdade deve ter um cabeça de bagre na frente da área. William Magrão disputa com Adilson e Rochemback. Fernando já era, não terá espaço ali.
    Maylson é titular, mas nada garantido. Leandro esta de volta e vai levar no carteiraço.
    Douglas é titular, nada a contestar. Porém seu reserva é Hugo, que até agora não disse a que veio. Mesmo assim, Silas não da espaço ao Mithyue, que fez mais em menos oportunidades.
    No ataque, com todos disponíveis, é Borges e Jonas. Acho que é unânime que é uma boa dupla. Mas ai vamos às opções, William, Bergson e Mithyue.
    Batoré é o preferido, nada muda a cabeça do Silas. Assim como Ferdinando, Batoré será defendido com unhas e dentes pra satisfazer o ego do professor.

    Quem perde com isso tudo é a gurizada, pra variar. Mithyue, Bergson, Fernando, Maylson e, na sequencia, Pessali são opções visivelmente melhores que as preferidas do Silas.

    E os conceitos da direção?
    A gurizada, além de patrimônio a ser valorizado e investido, já é o presente desse grupo de jogadores.
    Ta na hora do Grêmio, através do dep. de futebol, impor a utilização de quem ta melhor. Idade e inexperiência não são desculpas pra não utilizar a gurizada.
    O Santos que o diga…

  20. Pelamordedeu!

    Pelo papo do silas depois do jogo (exaltando a volta de hugo e principalmente leandro), não duvido que ele volte a inventar um 3-5-2 pra escalar o leandro na ala…

    Tomara que eu esteja enganado e ele não ouse nem treinar essa aberração!

    Por falar em lateral direita, o edilson é outro que passou pelo avaí em passado recente…

    Ferdinando e William Batoré é brincadeira do seu silas!!

    Pode até ter no grupo essas perebas, isso acontece, agora sacanagem é dar preferência aos dois pelo fato de terem uma boa convivência fora do campo com o pastor silas…

  21. VERGONHA!
    DIREÇÃO MEDICORE!

    “DIREÇÃO DO GRÊMIO MUDA PLANOS E DÁ FOLGA A JOGADORES”

    AAAAAAAAAAAAH COM TODO RESPEITO AMIGOS GREMISTAS,

    MAS VAO SE F@@#$#$!

    PERDEM ESSE JOGO IMPORTANTE , EM CASA, NÃO CORREM, GANHAM MILHARES DE REAIS POR MES E GANHAM FOLGA????????????????????

    EU TRABALHO QUE NEM UM BURRO DE CARGA E NUNCA TENHO FOLGA.

    ISSO NÃO ADMITO.

  22. Podem me chamar de louco, mas pra mim o Mario tem que jogar na lateral direita, onde por varias vezes ele foi o melhor em campo.
    Bota o Rodrigo e o Rafa Marques na zaga e o Mario na direita!
    AH, nao temos laterais, nem esquerdo e nem direito!
    Porque nao rescindem com o Rockembach e contratam um 5 de verdade? Battaglia do boca por exemplo, muito experiente e tem apenas 29 anos!
    Abracos a todos!

  23. Não morro de amores pelo Meira nem pelo Silas. Mas a infantilidade do penalti do Muralha e aquele gol perdido ridiculamente pelo Jonas, francamente, não para debitar na conta deles. Ontem o time esteve horrível. Então se vamos debitar ontem aos dois, os bons resultados term de ser creditados tb aos dois, se não fica fácil: Meira e Silas perdem …. e quem ganha ? Não ficaria mal dizer que o Pelotas tem um time interessante e já lá no primeiro jogo quando viramos a coisa tinha sido dura; sem contar que o Beto Almeida conhece e muito futebol. Já fiz diversos programas com ele, tenho otima relação com ele, e acho que o único obstáculo que ele possui para treinar um grande time é sua modéstia e humildade ( isso às vezes atrapalha por incrivel que pareça ) mas eu não tenho nenhuma dúvida de dizer que ele é o melhor treinador do interior hoje, aliás já disse isto por aqui, e é melhor que o Silas e o Fossati.
    Marcos = tens razão sobre a ironia do Jonas, eu me lembrava do ´toque` mas não fiquei com o texto na cabeça; ademais pensamos de forma igual com relação a este moço.
    Pois bem quando se tem que elogiar, elogia-se, quando se tem que criticar, se critica. Ontem os responsáeis diretos pelo mau resultado foram Vitor e Jonas. O goleirão tem crédito, acontece com todo mundo, uma partida infeliz, uma noite infeliz dele, acontece, é assim o futebol. Mas me desculpem, atirar ao Silas e ao Meira o mau resultado de ontem não é razoável. Mas serve como desabafo, só !
    O Vitor tem que treinar mais estas saídas, poderia pedir dicas ao Danrlei já que o nosso treinador de goleiros, o meu querido amigo Chiquinho excelente pessoa, mas a meu juízo muito particular, não desemenha sua tarefa à altura da grandeza do clube. E tem que treinar mais ´jogar com os pés`. Ontem, pela saída, ele comprometeu o time, e já fez isto em Grenais. Ele é uma muralha, nosso idolo, mas é bom que ele saiba, tb, que IMORTAL é o clube, não ele. Fica Vitor, sim, mas te cuida ! Volta e meia ele falha, e ontem foi um dia não, acontece. Repito, atirar o mau resultado de ontem sobre Silas e Meira, por mais criticas que eles mereçam, me perdoem, mas é muito oportunsmo.

  24. Enquanto isso, o Ypiranga, quase rebaixado, vai às semi-finais, com o mesmo técnico que colocou, ano passado, o Santa Cruz nas semi-finais (não foi às finais porque foi glosado pelo meretíssimo árbitro de então). Esse é técnico de futebol. Não usa e nem precisa de celular, metade da família, assim como o técnico do Pelotas.

    Que não se coloque a arbitragem no resultado do jogo. O próprio Mário encarregou-se de confirmar a falta, ainda que eu possa ter discordado do árbitro. Pegar o viés da arbitragem é esconder (ou tentar faze-lo) o nada de futebol que a equipe vem apresentando há já bem mais tempo. Enganou-se quem quis. Aliás, quê ou qual equipe?

  25. PQP. Jonas???, Hugo??, Leandro? Pq o Maylson foi retirado do time se era o único que estava recebendo bolas do Douglas e “tentando” ser um atacante, abrindo espaço? ERA HORA DE TIRAR UM LATERAL, FICAR COM 3 LÁ ATRÁS…ENPURRAR O ADVERSÁRIO MODESTO PARA DENTRO DE SUA GOLEIRA…TUDO ISSO NATURALMENTE. Pô Silas dá um ajuda,Jonas e Hugo juntos…não dá! Isso é sacanagem com a torcida, tortura!

  26. Apatia. Não admito apatia em campo. Jornada ruim acontece, as coisas não funcionam, perfeito. Agora apatia no Monumental? É reflexo do vestiário, que reflete a direção. Até porque é…”do futebol”.

    E como gremistas, até no fiasco somos garfados.

  27. “Bem aventurados os “mansos”, porque irão para a final” E eu tenho que conviver com as RESIGNADAS e DEPRIMENTES declarações do treinador do meu time. Também, nada de indignação e de preocupação nas manifestações de jogadores e dirigentes, apenas SURPRESA E TERGIVERSAÇÃO. Ontem tivemos a oportunidade de testemunhar, ao vivo, a verdadeira “crônica de uma morte anunciada”. Estou chegando a conclusão, para o meu desencanto, que o “AVAÍ” É AQUI! e que acabaremos nos tornando, logo,logo, num “mané” qualquer da vida, sem querer ofender, é claro. Nada mais a declarar, apenas orar…

  28. Darcilio,

    porque preocupação se mesmo fazendo vexame dentro de casa e quase entregando o campeonato os jogadores ganham o dia inteiro de folga na sexta-feira?
    Começo a pensar em fazer acórdão errado aqui no tribunal pra ver se me dão folga também….

  29. O Borges vai estar à disposição quarta? Porque ontem não figurou no banco?

    está criado o clima para quarta-feira, contra o Avaí

    torcida contra o time e contra o treinador, teremos pouco público…

  30. 9abr
    ASSISTA HOJE O TORCEDOR REPÓRTER COM JONAS
    Soldados cadastrados no Exército participam ao vivo a partir das 15h

    Nesta sexta-feira, a partir das 15h, tem o Torcedor Repórter, programa comandado pela jornalista Bianca Ramos, que receberá mais um jogador do futebol profissional para responder às perguntas dos torcedores do Exército Gremista. Desta vez, o convidado é o atacante Jonas e as perguntas serão feitas ao vivo pelos torcedores, via web. Para isso, basta entrar no site do Exército Gremista, clicar em Promoções, entrar no link do Torcedor Repórter e se inscrever previamente.

    Na primeira edição o convidado foi o atacante Borges, seguido pelo zagueiro Mário Fernandes e pelo Coordenador de Preparação Física, Paulo Paixão.

    As inscrições já estão abertas, se você ainda não é um soldado do Exército Gremista, aliste-se e não perca as exclusividades dos torcedores cadastrados.

    Clique aqui e inscreva-se no Torcedor Repórter!

    Saiba mais sobre o Torcedor Repórter:

    O que é esta promoção?
    De quinze em quinze dias, sempre em uma sexta-feira, a partir das 15h10, você terá um encontro marcado com os craques do Grêmio. Durante trinta minutos, sócios, participantes da rede social e torcedores cadastrados no Exército Gremista poderão participar de uma entrevista online com expoentes do futebol gremista, enviando perguntas e assistindo em tempo real as respostas.

    Como funciona a entrevista?
    O torcedor deverá fazer login com o seu nome de usuário e senha no site do Exército Gremista https://exercitogremista.websiteseguro.com/home/index.php. O login dos participantes deverá ser feito minutos antes do início da entrevista.
    Cada um terá direito a fazer, pelo menos, uma pergunta, que passará por moderação e será respondida pelo entrevistado.

    Como faço para participar?
    Participam somente soldados alistados no Exército Gremista. Para se alistar clique no link “Aliste-se” https://exercitogremista.websiteseguro.com/home/?area=regulamento, no menu acima. Feito isso, basta se inscrever através do link “Torcedor Repórter” https://exercitogremista.websiteseguro.com/home/index.php?area=torcedor_reporter e se logar minutos antes do início da entrevista.

    Posso fazer qualquer tipo de pergunta?
    Sim, desde que sejam respeitosas e não possuam caráter ofensivo, discriminatório, violento, etc. Lembrando que as perguntas estão sujeitas à avaliação do moderador.

    Não me inscrevi, posso assistir à entrevista?
    Sim. Basta estar alistado no Exército Gremista.

    O conteúdo estará disponível após a realização da entrevista?
    Sim. Basta acessar o link “Torcedor Repórter” no menu acima, fazer login e após clicar sobre a entrevista desejada.

    Qual é o cronograma de entrevistas?
    Os entrevistados e as datas das entrevistas estão sujeitas a alterações de acordo com a disponibilidade e a agenda do Departamento de Futebol do Grêmio.

    FOTO: José Doval

  31. Marcos, fui sorteado para participar mas não efetua o loguin aqui no meu trabalho, quer minha matricual e senha para participar do chat?

  32. É verdade, Darcílio, SURPRESA E TERGIVERSAÇÃO, exatamente isso veio do presidente.

    Quanto ao meira, é uma piada, já disse e repito, seu discurso de lunático lembra o obino!

    Acho que o silas tem sua parcela de culpa pelo resultado de ontem sim, pq a derrota não foi coisa de um ou dois lances, falhas individuais.

    Acho que a derrota passa pela apatia dentro de campo e por escolhas equivocadas antes e durante a partida.

    Lembro de quando olhávamos pro banco e tinha lipatim, marcel, luciano ratinho, pedro junior, e mesmo assim o treinador conseguia muitas vezes surpreender um adversário.

    O silas é fraco, talvez cresça, mas ainda não é do tamanho pra treinar o Grêmio, nem mesmo na condição de aposta.

  33. http://www.clicrbs.com.br/esportes/rs/noticias/futebol-gremio,2867359,Meira-confirma-reuniao-com-Silas-e-diz-que-faltou-equilibrio.html

    Meira confirma reunião com Silas e diz que faltou equilíbrio
    Dirigente nega preocupação com o trabalho do técnico do Grêmio

    Logo após a derrota por 2 a 1 para o Pelotas, que tirou o Grêmio da disputa pela Taça Fábio Koff, o vice-presidente de futebol do Grêmio, Luiz Onofre Meira, culpou a arbitragem pelo resultado. Na tarde desta sexta, no entanto, o dirigente foi mais crítico com a própria equipe. Ele disse em entrevista à Rádio Gaúcha que sobrou energia, mas faltou equilíbrio ao Tricolor para furar a retranca pelotense.

    – A energia o Grêmio teve. O que não tivemos foi o equilíbrio necessário para vencermos o esquema tático que o Pelotas apresentou durante os 90min. Era uma disciplina defensiva muito forte e o Grêmio não teve a condição de superá-la – diz o dirigente, que vai conversar com o técnico Silas nesta tarde. – Estamos nos reunindo praticamente todos os dias – acrescenta.

    Meira alerta que as deficiências apresentadas no Olímpico precisam ser trabalhadas, porque o Grêmio terá jogos “mais competitivos” nesta quinta. Apesar da crítica, o dirigente manifestou o apoio ao trabalho de Silas.

    – Em nenhum momento tivemos preocupação com o trabalho da comissão técnica.

    Não basta simplesmente marcar mais gols que o adversário na Copa do Brasil. Meira salientou a importância de não levar gols em na partida de ida contra o Avaí, marcada para as 21h50min desta quarta no Olímpico.

    – Como o regulamento prevê o jogo qualificado, temos de fazer e não tomar gols. São os princípios básicos deste tipo de jogo. O Grêmio terá de enfrentar equipes que certamente virão com esquemas defensivos – avisa o dirigente.

    CLICESPORTES E RÁDIO GAÚCHA

  34. Perdemos e ponto final.
    Perdemos o que, afinal?
    Perdemos mas estamos na final.

    Perdemos um jogo onde tudo deu errado.
    Mas foi daquelas coisas que não se repetirá. Tenho certeza disso.
    Já contra o Avaí, iremos iniciar a contagem da invencibilidade no Monumental.

  35. Melhor que o poema do Bernardon foi a declaração do SILAS.

    “O Corinthias e o Palmeiras ficaram fora das finas do Paulista, o Real Madri foi eliminado e o Manchester também caiu essa semana”

    Depois disso amigos, o que eu vou falar lá em casa…

  36. Querido parceiro BERNARDON, para esperança da 6ª MAIOR TORCIDA DO BRASIL, tomara que tenhas razão!Quando um time inteiro vai pessimamente mal em todos os quesitos, exceto RODRIGO, inclusive no de DETERMINAÇÃO (RAÇA, VONTADE,..); quando um time, durante o jg inteiro, apresenta-se mal posicionado; quando um treinador não enxerga “o jogo” diante de si (não substituiu quem deveria, compôs o banco corretamente, não alterou o sistema tático,…); quando o discurso diretivo no final não nos convence, ALGO TEM DE SER FEITO sob pena de sermos eliminados para o AVAÍ (lembram de Juventude e A. Goianense na sequência??). Minha intranquilidade maior é que, caso não vençamos nada em 2010, 2011 em diante poderá ser pior. SOMENTE UMA TORCIDA COM A PAIXÃO DOS GREMISTAS MANTÉm-SE FIEL AO SEU CLUBE, MESMO DIANTE DE TANTOS EQUÍVOCOS. Começo a pensar novamente que SILAS não é treinador para o Grêmio e que MEIRA deveria pedir seu afastamento (na boa, sem crise)!!

  37. Bernardon,

    Não é tão simples assim.
    Estamos sim na final do campeonato que quase não vale nada. Porém, já perdemos a vantagem de decidir o campeonato em um jogo, no Olimpico. Agora temos dois, o 1º fora, provavelmente gre-nal e sem o Douglas.
    Todo o drama pode retornar com um jogo ruim no beira-lago, onde não ganhamos há tempos.

    Tudo isso pode novamente comprometer a outra competição, copa do brasil, como em 2009.
    Além do mais, a eliminação ressuscita os macacos que estavam em crise e agora sobem na gangorra.

    E o mais importante, mostra que o técnico não sabe o que fazer com as peças qualificadas que tem e em 4 meses não tem um time confiável como se imaginava.
    Isso é preocupante…

  38. Por falar em gangorra, quem sabe o jonas (deu dicas via imprensa aos jogadores do inter), o silas (disse que iria ligar pro fossati para prestar-lhe solidariedade) e o leandro (apadrinhou o walter) recebem algum telefonema ou visita amiga do outro lado, em solidariedade…

  39. Fraterno Ruschel, mas aí voltamos ao tema de um post anterior: “QUEM?”
    Apesar de eu entender que existam nomes possíveis de serem indicados, tanto no G6 como no MGI, resta saber se esses, despojados de questões ideológicas, pessoais e até mesmo profissionais, aceitariam.

  40. bah.. essa tese, Bernardon, sinceramente… a tese do:” ninguem quer pegar então tem que ser o Meira “, bom , isso é de um conformismo incompativel com o Gremio.
    o Cruzeiro paga o Eduardo Maluf, porque não podemos ter um profissionalizado? já viu o Cruzeiro contratar um rochembach da vida?
    Nada justifica Meira no futebol , isso é um atraso e um castigo prá nós.

    cbimbi

  41. quem sabe o Koff também não recebe um aconselhamento do Carvalho? ou o contrário: não reclama com o Carvalho pq eles estão assediando os melhores gurís da base?
    agora é o Mamute, q estão falando…
    ABRAM O OLHO!

    cbimbi

  42. Marcos Almeida!
    Não creio em clima negativo na quarta-feira. As críticas que aqui são feitas ao Silas e ao comportamento dos jogadores, se justificam na medida em que o rendimento nos jogos tem sido preocupante. Creio que tanto eu quanto os demais companheiro de blog, gostaríamos de estar elogiando e exaltando as virtudes da equipe ao invés de lamentar as coisas que estamos assistindo. Já não se restringem a fatos episódicos, estão se tornando uma rotina alarmante. Mais do que um direito, temos o dever de exigir uma imediata e convincente resposta em campo, haja vista a invejável estrutura que é colocada à disposição do treinador e dos jogadores, cuja contrapartida tem deixado a desejar. A torcida não pode ficar silente e assistir passivamente as coisas acontecerem. Não é momento de se dar “tapinhas nas costas”. O momento é de decisão e comprometimento. Isto tem que ficar bem claro para os dirigentes, comissão técnica, jogadores e torcida. O que passou, passou. Daqui pra frente é que vamos ver quem é quem.
    Na quarta, tenho certeza, estaremos torcendo como nunca, mas, vigilantes como sempre, para o bem do GREMIO.

  43. “Mas foi daquelas coisas que não se repetirá. Tenho certeza disso.
    Já contra o Avaí, iremos iniciar a contagem da invencibilidade no Monumental.”

    Tchê, vai me desculpar, mas esse é discurso da diretoria. Como tem tanta certeza? Acreditar eu também acredito, como acreditei ontem, mas dizer que tem certeza? Se a certeza vai por terra, é porque são “coisas do futebol”. Impressionante que essas “coisas “do futebol” se apresentam no discurso da direção com muito mais frequência quando a falta de vontade anda ao lado da inefetividade. Foi o que vimos ontem. A derrota pode até ser aceitável (normal não é, ainda mais dentro do Olímpico!), da mesma forma que a crítica é nessa ocasião.
    Isso é Grêmio! Time grande, sem passar a mão na cabeça quando dos vacilos, ainda mais quando se trata de desconsideração à tradição, ao princípio institucional gremista, no caso, vontade, perseverança, raça…abaixo a bundamolice, ao “é do futebol”. Não correu em campo? Multa. Juiz garfou? Não entra mais no Olímpico. Isso sim pra mim parece simples. Cadê os jogadores que se cobram em campo? Devem pensar: pra que vou me doar se eventual fracasso “é do futebol”. Já o técnico, “ahh..é gente boa, já foi boleiro também, vai entender.”

  44. Só tenho uma coisa a dizer na hora da pomada estes jogadores do Grêmio não aparecem.

    – Victor ( é um bom goleiro ), mas reitero novamente enquanto acharmos que é um mito, que não pode sair do clube, fica Victor, campanha no twitter e que os títulos começam por ele, estamos perdidos, ele mesmo deu a entender ontem que vai sair, se quiser ir que vá, nunca ganhou nada mesmo, exemplifico o caso Réver que se achava, e pergunto alguém sente falta dele com a chegada do Rodrigo, eu não.

    – A gurizada – base, vamos com calma, é nestes jogos com a carga emocinal elevada que a gente vê valor que cada um tem e pode acrescentar no time.

    – Mário Fernandes, dou razão para o Silas vai ter que aprender muito ainda para ser um grande zagueiro, não tem imposição fisica e nem cabeceio bom e últimamente aparece mais pelas suas arrancadas, do que efesas e desarmes.

    – Jonas quando precisa não aparece, tomará que vendam ele no meio do ano.

  45. BERNARDON, a última vez que me atrevi a sugerir nomes foi qdo do episódio DEITOS. Portanto penso que os “ícones” do clube, os grandes gremistas (comprometidos de verdade) com um certo grau de influência dentro do Grêmio, estão no momento de agirem (indicar nome ou nomes). Acredito modestamente que a hora é AGORA. Ou se muda a direção de futebol ou apostamos do jeito que está. Mas aí virão os discursos de “convicção, planejamento, continuidade,…..” e 2010 estará sendo perdido. Espero estar redondamente ERRADO. Sendo objetivo: apesar de sua juventude e talvez pouca experiência na área, por seu gremismo, inteligência e pelo pouco que eu o conheço, daria a TITULARIDADE DA PASTA FUTEBOL ao próprio ALBERTO GUERRA. Bastaria o apoio de um gremistão experiente e altamente comprometido com o clube como o DR. SAUL. Então está aí, pessoal: GUERRA E SAUL!

  46. Vai vendo..
    Com a palavra os “oportunistas” ou o “grupo do ódio”…
    Sério?? Alguém achou que com essa direção e esse grupo a gente ia longe? Tu imagina se fosse contra um clube maior e mais organizado em campo…
    Mas seguimos acreditando.
    Quarta-feira todo mundo no OLÍMPICO. Porque no fim é onde todo mundo vai ir mesmo não é??
    Dá-lhe GRÊMIO, mesmo com tudo isso sigo acreditando

  47. Informo que não estou no rol dos admiradores do trabalho do Meira.
    Igualmente ao Amigo Rusche, penso ser chegado o momento do mesmo solicitar o seu afastamento.
    Mas isso não me impede de estar sempre no Monumental, independente de quem esteja conduzindo o futebol ou vestindo a gloriosa jaqueta tricolor.
    Sou um eterno otimisma em relação ao Imortal.
    Perdemos apenas 2 jogos na temporada. Não me preocupo em jogar bem todos os jogos. Sejamos pragmáticos. O que importa são os 3 pontos e a volta olímpica no final do campeonato.

  48. o problema, bernandon, é que faz anos que não temos volta olímpica no final do campeonato…

    por isso, acho bem razoável essa grita toda da torcida após o fiasco de ontem…

    sendo sincero, eu não acredito nesse time. vou aos jogos porque sou gremista, mas pelo que vi até agora não dura muito e vamos bailar na CB e faremos campanha mediana no brasileiro…

    na verdade, nossa melhora se deveu mais as lesões dos medalhões do que convicções do treinador. a convicção dele, pelo que se viu de novo ontem, é a de que medalhão em condições, joga, e guri da base voando nem banco pega…

  49. Volta olímpica, ressuscitando os mortos? Por incapacidade, estão fazendo as coisas muito mais difíceis. Tem gente que não dá valor a sorte que Deus lhe dá. Depois, arramjam desculpas frias para justificar os fracassos. Por isso, vivem na corda bamba e mesmo assim, nunca aprendem a lição.

  50. Bernardon, continuarei indo ao Olímpico, porque o SILAS não poderá impedir minha entrada, tampouco o sr. MEIRA. Hj meu sentimento é de que teremos MUITO TRABALHO para passar pelo AVAÍ. Acho que o momento requer muito trabalho e muita conversa no vestiário. O problema é saber quem puxará essa necessária conversa. O que a direção fará com a indisciplina do Douglas e a apatia de todo time, inclusive Victor (seu “discurso” coadunado em SAIR ou NÃO foi inoportuno – aqui volta o assunto ASSESSORIA DE IMPRENSA – É MUITO EQUÍVOCO!!)?? A que ponto chegou nosso GRÊMIO!! Um bom goleiro, mas q chegou ontem do PAULISTA, já começa a pensar em sair do MAIOR DO SUL DO BRASIL e ainda dá discurso antes de uma DECISÃO. ESTÁ DIFÍCIL PASSAR PAIXÃO PELO FUTEBOL/GRÊMIO AOS NOSSOS FILHOS!!

  51. é mesmo, a nota do Vitor foi de uma infelicidade, e de uma insensibilidade violentas. Esses caras ainda pagam uns malandros prá “asessoria de imprensa” particular que acabam redigindo essas notinhas infelizes.

    caberia apenas reposicionar o Meira, quero dizer com menos poder de decisão. Ele é o atual gestor, ou executivo do futebol. acho q se reposicionassem ele atrás de um executivo com poder de fogo, a coisa poderia melhorar sem traumas

    cbimbi

  52. Repito o comentário que postei fora de contexto assim que acabou o jogo agora no lugar correto:

    Beto Almeida termina com uma grande invencibilidade do Grêmio no Olímpico e de virada com um time do interior pela segunda vez (Esportivo, 2007, 26 jogos invicto).

    Um time de Pelotas ganha de virada, deixa Grêmio sem reação, vem com numerosa torcida, se classifica no lugar do Grêmio dentro do Olímpico pela segunda vez (Brasil, 1998).

    Duda Kroeff estava nas duas (diretor de futebol, gestão Cacalo, técnico Lazaroni).

    A arbitragem errou muito menos do que se falou. O único erro foi o pênalti não dado a favor do Grêmio. No mais, foi nó tático do Beto Almeida e um time mordido. E a informação do amigo está equivocada. O Fabrício é GREMISTÃO, podia ser encontrado facilmente na Social até uns 8 anos atrás. Além disso, eu sou dois anos mais velho do que ele e fizemos teatro juntos no IPA, dirigidos pelo Isaías Quadros.

    O Grêmio não perdeu para ele mesmo, como se fosse uma “máquina” onipotente. Não houve salto alto nem o que alguns levianos falam (afrouxar pra jogar dois grenais e garantir casa cheia na decisão). Qualquer anta sabe que colorado bom é colorado morto (no sentido figurado, sem violência, por favor!!!). Não se pode dar chance.

    Na estréia, só vencemos o mesmo Pelotas porque eles tiveram um homem expulso.

    O Pelotas empatou com o T.A. na beira do lago Guaíba. Somente o Zequinha e o Caxias tiveram melhor campanha do que o Lobão entre os times do interior.

    Era impossível permanecer invicto a vida inteira. Um percentual de 75% de aproveitamento em casa, desde que se obtenha pelo menos 40% fora é EXCEPCIONAL: é campanha pra título em qualquer campeonato. Prefiro ganhar quatro e perder uma, ganhar quatro e perder uma sem essa pressão absurda da mídia e da torcida sobre todo o clube do que passar 51 jogos invicto em casa, mas fazer campanha de rebaixado fora de casa ou perder um único jogo, porém decisivo. A regularidade da média harmônica é sempre mais saudável em todos os sentidos. Até mesmo por causa desse recorde ousou-se menos, com certeza.

    Perder é ruim sob qualquer circunstância: não importa como nem para quem: não existe “hora certa” nem “hora errada” para a derrota. Mas é normal aceitar que não se pode ganhar sempre.

    O Grêmio está muito longe de ser ruim. Mas também não é a última bolachinha do pacote.

    Silas não é “o” cara. Mas o momento de investir em um técnico emergente era esse. Afinal de contas, todos os medalhões estão em péssima fase.

    As peças não funcionaram bem nem individual, nem coletivamente. Mas isso não significa de maneira alguma que houve salto alto, nem tampouco que o Pelotas exigiu o seu limite: houve um trabalho minucioso de um técnico muito mais experiente do que o nosso do outro lado e pronto.

    Não existe sorte nem azar e a arbitragem não decide jogos entre times desparelhos ou despreparados: o erro decide e a bola pune.

    O Gauchão não deveria existir para quem não precisa dele. Se perder, não se perde quase nada. Se ganhar, não serve como parâmetro para nada: jogamos em pocilgas, sustentamos clubes mal administrados (bem piores do que aqui), fazemos uma média com os torcedores do interior, perdemos tempo, dinheiro e acumulamos lesões.

    Foi merecido para os dois lados. E acho que o Grêmio perde também o favoritismo, pois perdeu a chance de matar o torneio bovino (com todo o respeito aos animais ruminantes de leite e de corte) ou Novelettão agora.

    Depois, não sei não…

  53. tbém achei que o primeiro não foi penalti. mas o do Jonas tbém não foi. se eu sou juiz, e vejo o Jonas cair na area sempre vou pensar que foi simulação pois o JOnas é simulador por natureza.

    Beto Almeida é um profissional que há alguns anos já pede espaço , pelo bom trabalho em clubes do interior; chega a lembrar um pouco o inicio de carreira do Mano. Mas o Josias falou sobre o fato dele ser humilde demais, o que talvez seja um fator limitador…

    cbimbi

    cbimbi

  54. Gostaria de lembrar, quer dizer, relembrar – só isto e nada mais do que isto – que quando se fez aqui neste blog um grande debate sobre o QUEM, e que ficou aqui pipocando para que dissessem quem, menos do que meia dúzia referiram nomes, houve de tudo, escreveu-se, escreveu-se, dissertou-se, houve tergiversação etc …. e não deu 6 indicando nomes dos quais 3 recairam sobre o Paulo Deitos: o mesmo Paulo Deitos que quando foi indicado lá atrás, no inicio do ano, na saída do Rodrigo Caetano tomou um pau danado aqui, foi uma saraivada de porrada em cima dele e que na sua saída virou, repentinamente, Herói aclamado. Bem, eu estou livre dessa, ergui a voz em seu favor lá no inicio, lembram disto, nas categorias de base, fiquei quase solitário, se juntou a mim o Bernardon e mais um ou dois, e eu o conhecia de há muito por isto acreditei; pois, repito, ele tomou um pau danado … ai depois….. Então repito, apareceu uns 6 indicando nomes e três foram para ele.
    Provoquei aqui também um amplo debate e analisamos todos os treinadores do RS, todos os do brasil e alguns de fora. Quantos nomes ´sobraram` para aprovação = N E N H U M. E só o seu Raul declinou um nome N O V O e que todos ficaram olhando e pensando, uns dizendo, poxa, quem sabe.
    Falar e escrever é uma barbada. Vai prá lá dirigir prá ver o que é bom prá tosse. Os caras tão ganhando há horas e tomaando pau todos os dias; ai perdem, e o pau aumenta. A mídia fazendo um auê 400 x maior do que aquele quando eles cairam par o NH…..
    Repetindo pela milésima x, não sou apaixonado pelo Meira nem pelo Silas mas tá faltando equilibrio não só ao time no jogo de ontem …. Pensem só um pouquinho. Ou então continuem assim, dando porrada a torto e a direita, pode ser que ajude.
    Por estas e outras é que eu prometi pra mim e pros meus filhos: DIRIGENTE ? NUNCA MAIS ! Fiquei lá de 93 a 98 ganhos tudo e era porrada e porrada todos os dias, não dava nem prá respeirar. Voltei em 2005 sai em 2007 e a cena era a mesma. Eu heim ? Como to feliz aqui no meu escritório. Daqui não saio daqui ninguém me tira !

  55. Olha, não quer ver pelo em ovo,mas vi agora umas 20 x cada lance do penalti.
    1. O do vitor, não consigo ver penalti na jogada, simplesmente não consigo ver, me esforço para ver mas não vejo …

    2. O do Mario FErnandes não cnsegui tirar a dúvida. Dizem que ele teria dito que teria feito depois do jogo, não acho isto relevante, porque se é para dar importância quando o cara diz que fez, tem que dar para quando o cara diz que não fez … as jogadas são muito rápidas, o cara pode ficar com a sensação de ter feito e não fez, eu já joguei bola e sei como isto se passa; mas, de qualquer forma, este penalti eu dou de barato, se eu não cnsigo vendo e revendo tirar a dúvida, vá lá, mas o do VITOR não tem como dar aquele penalti…

    3. O do Jonas, foi claro, este eu vi ontem, não tenho dúvidas

    4. E a acabeçada que o Jonas deu que errou o gol, ele podia dominar no peito e furar a rede, preferiu a cabeça … se olharem bem ela pica no lugar certo para entrar mas toma efeito e sai ….

    O futebol é assim !

  56. O Cesar, o juiz não tem que achar que o cara é simulador ou não, ele tá lá pra apitar o que é e não apitar o que não é: no caso, foi, tinha que dar ! E pronto. Se é no maracanã no Adriano que se atira a toda hora com aquele corpanzil, ele dá, se é com o time da Beira Lago aterrado e o argentino anão cai no chão, como ocorreu há pouco, ele dá, então não vou poupar este juizinho filho da puta, ele foi um grandissimo fdp ontem. Não justifica nos termos perdido para o Pelotas, mas uma coisa não exclui a outra. Se tivesse ontem um juiz DECENTE o jogo poderia ter tido outro rumo e os comeontários aqui seriam de outra natureza. Ou não ? Aliás, como eu previ, apareceram várias caras novas outras sumidas como sempre ocorre nos resultados ruins … nos bons eles somem… Coisas do futtebol e da vida, tb.

  57. JOSIAS, na boa. O Grêmio é grande demais para nos resignarmos e aceitarmos um fiasco como o de ontem. As críticas estão sendo construtivas. O que o sr. Silas fez ontem (ou deixou de fazer) é motivo para uma discussão muito séria do CA com ele, Paixão e outros. O comportamento do time e o futebol apresentado não condizem com a história do Grêmio. Não enxergou minimamente o jogo, a ponto de fazer um mudança tática simples: tira o Edilson, desloca o Mário e põe o R. Marques. Tira o Bergson e põe o Mityuê (ah, nem no banco estava), tira o Magrão de noite infeliz e põe o Adilson. Por favor, estamos aqui para construir, alertar e auxiliar do jeito que podemos, pois não estamos lá dentro. Vitórias não se fazem “pessoalmente”, mas por um grupo e aqui incluo o torcedor simples como nós (eu, Hélio, Bernardon, Josias, Almeida, Darcílio,….). Qto ao Meira, não o estamos obrigando a permanecer lá. Como referiu o Bimbi: que fique no depto de futebol, mas não no comando. Nada pessoal contra quem quer que seja, mas por puro compromisso e interesse para com o Grêmio. Então não estamos dando “pau”, mas chamando à atenção da Direção para não jogarmos outro ano fora. Até porque a atual Direção é merecedora de conquistas por tudo de bom que vem fazendo. Mas o futebol tem de ter sim uma mexida. SEm agredirmos e ou atacarmos pessoalmente ninguém, temos de defender os interesses do clube do jeito q for possível. Abração!

  58. é isso aí Vitor, concordo com a maior parte.
    mas acho o Bergson muito bom jogador; o Hugo excelente – nitidamente fora de forma, voltando de lesão, e o Leandro tbém.
    o time jogava muito bem até o penalti. depois, ou sentiu o impacto ou faltou raça. se no entanto o time estivesse jogando com 11 ( ié: com outro no lugar do Jonas ) a coisa seria diferente
    mas manter um jogador assim no time certamente vai se pagar o preço, ainda mais numa competição mata-mata.

    cbimbi

  59. Bimbi, o Bergson não teve qq responsabilidade. Sugeri sua saída, desde que Mityuê pudesse entrar. Entende? O que o sr. SILAS deveria explicar é por que razão, após a lesão do Borges, jogava o Willian Ridículo Batoré, mas Mityuê entrava sempre. Após a lesão da coisa mais horrível que assisti jogar no Grêmio (pós Zé Afonso), Bergson virou primeira opção. E olha q ontem ele estava incomodando o Pelotas. Falam tanto em convicção. Essa atitude do Silas tem relação com convicção. Minha bronca hj com o sr. Meira é que percebi o descontrole emocional do time e uma injustificável apatial. DUVIDO que isso aconteceria com o FELIPÃO, CACALO (no bom sentido, acho q até porrada rolava). Mas com um discurso cordial e cansativo, “quem teria algum receio”? Qto ao Hugo, querido Bimbi, eu particularmente joguei a toalha. Não sinto vontade, dedicação, profissionalismo, pois sei q ele sabe jogar muita bola. Jonas: é um bom jogador, mas temos de ter BOAS opções. Depender dele realmente é COMPROMETER 2010.

  60. william x zé afonso?
    zé afonso jogava mais.
    já ví centroavante ruim no Gremio, mas talvez Tião Quelé tenha sido tão ruim qto William.
    um tal de Nando lambada era muito ruim, o Bizú tbém… só que o W. jogou no Santos, aí temos que dar um crédito.
    sem dúvida! chega de treinador educadinho e correto, autuori já superou a cota. me assustei ao ouvir o Silas dizer “hoje perdemos 2 jogos: o do Pelotas e o próximo, pois perdemos o Douglas ”
    ouví poucas coisas tão infelizes nos milhares de horas que já somo na escuta do rádio sofrendo com o nosso time; as vezes dá vontade de dar um tiro na cabeça, tamanha é a dor, ontem foi de dar pena… um gurí no pátio tava desesperado gritando.. pqp Gremio é um sentimento prá arrebentar!!
    me lembro eu, meu pai e a gringalhada gremista na frente de um radio General Eletric suando frio escutando um grenal em 1961 ( acho ) um ano em q estavamos 8 pontos atrás e conseguimos ganhar o campeonato… em 3 ou 4 rodadas!!

    cbimbi

  61. Bimbi, estimado amigo! Esse sentimento não se explica! Talvez esse “gremismo desesperado” tivesse de ser sentido também por alguns de nossos dirigentes. Essa história deles referirem que “estando dirigente” não podem agir como torcedores não deveria ser bem assim. Sobriedade, racionalidade, responsabilidade, SIM, mas paixão pelo clube é essencial enquanto “residirmos” nesta terra chamada Brasil. Aqui não queremos lucro, juros sobre capitais investidos (e olha q investimos MUITO comprando tudo q a marca Grêmio oferece, além das mensalidades), dividendos, retorno financeiro de qq espécie. Pelo amor que sentimos pelo Grêmio queremos VITÓRIAS E CONQUISTAS – ÓBVIO, mas especialmente LUTA, ENTREGA, aquela sensação de DESISTIR JAMAIS! E como que se deve passar isso para uns caras que vieram do Sudeste, Norte, Países diversos? Com discurso filosófico, de irmãozinhos ou amiguinhos? Talvez sim, mas é imprescindível a IMPOSIÇÃO, a CAPACIDADE DE LIDERANÇA, o RESPEITO, porquanto enquanto sofremos e suamos em cada jogo do Grêmio, somente por amor e paixão, os jogadores recebem seus salários e direitos de imagem (e com justiça), todavia o mínimo de “plus” que exigimos é HONRAR A CAMISA TRICOLOR. Infelizmente nem mesmo o ótimo goleiro Victor demonstrou esse sentimento nas últimas horas. Aliás, confesso-lhes que DESANIMEI em participar da campanha FICA VICTOR a partir de ontem, por volta das 18 horas. Do PAULISTA para o MAIOR DO SUL DO BRASIL! Quantos não teriam a HONRA SUPREMA de vestir essa ARMADURA, essa “TOGA”, pois a camisa do Grêmio é mais do que manto, jaqueta; é PELE!!!BOA NOITE!!

  62. Josias!
    A equipe do Gremio não tem “tesão” para jogar. Isso é de responsabilidade do comandante do vestiário: o treinador. Nem falo no Meira porque ele é “galo” só no microfone. Lá no “buraco do amor”, parece que ele não tem voz ativa. Sei que é difícil comandar um “bando de marmanjos endinheirados”, mas é por isso que o treinador também é bem pago. Ou ele serve ou pega o chapéu e vai pra casa. Não serve. Vimos um Pelotas com jogadores medianos jogando arrumadinho, bola no chão, com ambição, não se intimidando na casa do “poderoso” adversário. Será que é difícil fazer o Gremio jogar assim? Me desculpe Josias, mas se é para apostar num treinador emergente, que se aposte numa prata da casa. A performance do Silas não passa tranquilidade nem para os jogadores, nem para os torcedores. Para ninguém. Pode Ter certeza que o Gremio não vai acabar se ele sair. Gostaria de não ter que dizer estas coisas aqui. Mas não podemos deixar para amanhã uma mudança de rumo porque pode ser tarde demais. O Gauchão é o limite. Quem não ganha aqui na aldeia, não pode almejar vôos mais altos.

  63. Bimbi, uma capacidade intelectual as vezes se deixa levar pela emoção.
    A atuação do Jonas foi desastrosa. Porém, tivemos outros até piores. O Rodrigo foi a exceção. O resto todos japoneses. O Mithyuê deveria ter ficado ao menos no banco.
    O Adilson é muito mais jogador do que o Ferdinando. O Fernando da mesma forma.
    Porém , além das individualidades faltou organização.
    Quanto aos juízes, o Simon está largando, mas sempre aparece alguém para nos prejudicar.
    Choro de perdedor? Só quem já ganhou uma Copa do Brasil com ” a queda sublime do Pinga” é que não reclama.
    A batalha do Avaí vai dizer o que a gente quer no ano. O Borges será um baita acréscimo.

  64. Cbimbi disse:
    “o Cruzeiro paga o Eduardo Maluf, porque não podemos ter um profissionalizado? já viu o Cruzeiro contratar um rochembach da vida?

    cbimbi”

    E dizer e ou pensar que uma eleição tirou esse profissional de vir pro Grêmio. Podia ter mudado tudo pra melhor…

  65. GUILHERME B, estou postando o assunto sugerido, todavia não vamos NOS ENGANAR: o Grêmio não perdeu pela atuação desse péssimo árbitro (os maiores erros, para mim, foram as inúmeras faltas contra o Grêmio, fora a série de impedimentos INCRÍVEIS do Pelotas no 1 tempo não marcados,…). FALTA DUPLO COMANDO DE VESTIÁRIO: organização, equilíbrio emocional e determinação. SILAS E MEIRA até podem “crescer”, mas é um risco. TEMOS DE VENCER O GAUCHÃO E A C. DO BRASIL, pelo menos.
    O ESTRANHO É A DIFERENÇA DOS ERROS; QUE TIME É FAVORECIDO. SCI X NH: o Sandro tinha de ser EXPULSO. Será q o sr. V. Costa não percebeu que era chance clara de gol e último homem? A política FORA DOS CLUBES está a cada dia ainda mais nojenta. Vejam o q está acontecendo no C13. Dá vontade de LARGAR!!

    Grêmio eliminado pelo maldito pênalti à brasileira, a maior praga da arbitragem
    por Mauro Cezar Pereira, blogueiro do ESPN.com.br
    Avalie este post Bronze Bronze Prata Prata Ouro Ouro
    tamanho do texto
    Diminuir Texto Aumentar Texto 81 comentários

    O Grêmio foi eliminado do segundo turno do Campeonato Gaúcho e perdeu uma invencibilidade de 51 jogos no Estádio Olímpico. Foi batido pelo Pelotas por 2 a 1. Independentemente da má atuação tricolor, chama a atenção a maneira como o time foi derrotado, graças a dois pênaltis absurdos, marcados por Fabrício Neves Corrêa.

    No primeiro o goleiro Vitor disputou a bola na grande área com Thiago Duarte. Sem chances de levar a melhor na jogada, o jogador do Pelotas optou pela queda. Ao despencar no gramado, foi “premiado” com uma penalidade máxima absurda. O próprio Thiago converteu, empatando o cotejo que era vencido pelos gremistas com gol de Maylson.

    Houve o contato do camisa 1 com o adversário, mas nada que justificasse o desabamento do mesmo. Aliás, havia sim o que explicasse: a chance de “ganhar” um penalti à brasileira. E deu certo. Detalhe: Victor chegou a levantar os braços na disputa normalíssima. Mas com esse árbitros a malandragem (quase) sempre leva a melhor.

    O jogo seguiu até que Clodoaldo avançou pela esquerda. Na área, disputou com Mário Fernandes e… caiu, claro. Pênalti! Sim, na visão de um apitador louco para apontar a chamada “marca fatal” é só cair nas imediações da meta adversária que ele dá a penalidade. Assim, o mesmo Thiago cobrou e deu a vitória ao Pelotas.

    Infelizmente não tenho acesso ao ranking completo dos que mais deram pênaltis no Campeonato Gaúcho. Mas o do torneio paulista ajuda a escancarar a falta de critério, que não é um problema regional, mas do futebol brasileiro com suas faltinhas e penais criados por árbitros ruins. E com o apoio de parte da mídia. Um saco.

  66. Treinador novo tem que ser encostado pelo dirigente, senão a cada crítica aumenta a ansiedade e insegurança. Vejam o caso do Fossati, que não é novo como o Silas, mas que entrou em crise quando foi chamado de BURRO. De imediato, os dirigentes colorados atropelaram a imprensa e reduziram a exposição do treinador. Pode até ser que não dê certo, mas tomaram a decisão correta.

  67. conheci bem o Eduardo Maluf num churrasco aqui em casa, Diego. Além de inteligente e excelente camarada, tem um conhecimento sem igual de empresarios, jogadores, clubes.
    O Gremio, via Meira, disputou o Wellington Paulista com o Cruzeiro. Adivinha quem levou?
    se tivessemos um executivo desse nivel …..

    cbimbi

  68. Por que é tão difícil admitir que o resultado contra o Pelotas não foi um fiasco?!

    Por que é tão difícil admitir que, tão-somente na última partida (mas quase na primeira) o técnico Beto Almeida foi melhor (no momento; não se sabe ainda se, em uma continuidade, o seria na maioria das vezes) do que Silas?!

    Por que é tão difícil admitir que os jogadores do Pelotas têm, sim inteligência tática, um domínio técnico suficientemente bom na média do grupo e capacidade de jogar contra o Grêmio sem medo?

    Por que é tão difícil entender e aceitar que o Grêmio pode, sim, perder no Olímpico para um time do interior sem deixar de se esforçar, desde que o adversário seja preparado?

    Por que é tã difícil admitir que o Pelotas como um todo estudou muito bem o Grêmio?

    E por que é tão difícil entender que o Gauchão NÃO DEVERIA EXISTIR. Que é um torneio que NÃO LEVA A NADA. Que nenhuma conquista nele é importante e que nenhuma derrota é o fim do mundo?

    São quatro meses inteiros perdidos, de riscos seriíssimos para a integridade física dos jogadores que impede a adoção do calendário europeu, duas competições continentais em paralelo e a Copa do Brasil poderia então contar com os times que disputam a Libertadores.

    Sinceramente, se preocupar com o Gauchão é pensar pequeno demais.

    Eu encaro essa época do ano como um período exageradamente prolongado de pré-temporada, que atrapalha demais ou a Copa do Brasil, ou a Libertadores.

    Gauchão é pra quem precisa. E nem os times do interior precisam dele. Um Série E nacional com grupos regionalizados entre clubes médios e pequenos todos contra todos em ida e volta, depois uma fase nacional nos mesmos moldes que levaria os oito melhores para a Série D.

    Rivalidade não se mede na pequenez. O futebol profissional não pode mais ser considerado em nível local. Quem é morto de fome e joga contra o morto de fome da esquina ao lado não tem parâmetro pra disputar qualquer competição contra um clube de Série D do centro do país.

    Tirem Caxias, São José e Pelotas: o resto é uma grande Copa Paquetá. O resto e os times da Segunda Divisão gaúcha, caso não se enquadrassem em uma realidade regional (não estadual) rumo à nacional, são amadores.

    O futebol profissional é caro. Um time de futsal, de vôlei, de basquete ou de handebol é o que movimenta a comunidade inteira de uma cidade e atrai patrocinadores locais que podem bancar a equipe. Nisso tmabém o Rio Grande do Sul, que morreu nacionalmente por arrogância, racismo, ignorância e por ser do contra em tudo o que envolve política e economia (o Brasil ainda precisa melhorar muito, mas está melhor do que nunca em muitas áreas), está hiperatrasado.

    Mas é assim: deixam o Noveletto e a RBS tomar conta e se calam: a culpa é toda dos grandes e da CBF. Mas o próprio C13 ainda não disse a que veio, isto é, não era para os grandes clubes organizarem uma lliga profissional?!

    Subservientes. Todos. Sem exceção.

    []’s,
    Hélio

  69. Hélio se o Pelotas tem tantas qualidades assim pq se classifcou no apagar das luzes contra o são josé e se tem tudo isso o que os jogadores e técnico fazem num time de série D? E como o Grêmio com toda estrutura e investimento atua como atuou e ainda por cima perde?

  70. As coisas não são tão difíceis, mas cabem duas pequenas observações: 1) há técnicos e técnicos, os que estudam o jogo e os que pensam que é suficiente terem bons jogadores; 2) calendário paralelo: hemisfério norte versus hemisfério sul, horários diferentes e climas opostos.

  71. Marcos,

    Todos os grandes paulistas, todos os grandes cariocas e todos os grandes mineiros têm campanha pior do que a do Grêmio em 2010.

    Pergunto: os times do interior, em geral, são melhores do que os daqui? Não. Nem em São Paulo.

    Outra: todos os grandes do país não jogaram com times mistos ou reservas e também não enfrentaram lesões e suspensões até aqui? Claro que sim!

    E mais: segue-se perdendo tempo e dando importância absurdamente exagerada para quatro meses perdidos.

    Ninguém tem coragem de se indispor com federações estaduais, CBF nem com a TV pra acabar pelo menos com a participação de quem disputa as séries A e B nacionais dessas excrecências que só existem no Brasil.

    []’s,
    Hélio

  72. Presidente de Federação não deve ser conselheiro de clube, nem árbitro que apita com receio da chefia, imprensa escalado.
    No compacto, não aparece o pênalte no Jonas… Adilson, titularíssimo.
    Copa do Brasil, prioridade.

  73. oncordo com o Helio quanto a data de validade do Gauchão: está vencida faz horas. Mas, enquanto não for revogada nossa participação na competição, é o campeonato a ser vencido. Não pode o Gremio simplesmente participar sem ter a ambição de ganhar. Pior do que dele participar, é perdê-lo, sendo desclassificado dentro de casa. É demais pro meu orgulho gremista e uma “pisada na bola” na hora errada e que põe em risco todo o trabalho feito até aqui. Se o Gremio não tem a obrigação de vencer em casa, porque contratar jogadores caros e dar-lhes do bom e do melhor? Afinal, qual é a contrapartida que se espera do endinheirado elenco e da muito bem remunerada comissão técnica? Pra que serve então todo este esforço se na hora “H” as coisas não funcionam. Não me venham com as avasivas de sempre: o adversário tem muita qualidade ou o adversário se fechou bem e explorou os contrataques. Senhores! não tenho receio de dizer que o campeonato que estava “no papo”, agora é uma loteria. Para finalizar pergunto: alguém de sã consciência acredita que o Pelotas tem futebol suficiente para ser campeão gaucho? Podem ter certeza que vai dar GRENAL. O Silas e seus jogadores deram uma sobrevida ao seu mais ferrenho adversário e estão cavando o próprio túmulo. E o pior de tudo é que só quem tem a perder com toda essa “lambança”, infelizmente, é o GREMIO.

  74. mas Hélio a tua tese está baseada em que o gauchão é uma copa paquetá… O Grêmio não enfrentou ninguém nem jogou aliás; se os amigos lembraram nosso técnico afirmou que ali de baixo ele não enxerga o jogo, aliás ele vive no telefone… pelo amor de deus

  75. Alfrdo Carlet. Aqui o cara ou nasce azul ou nasce macaco. Não tem outra. Pra o presidente da FGF não ser nenhum nem outro, só se for de fora. Assim mesmo chega aqui e se apaixona por um dos dois…. O problema é que há anos a FGF está nas mãos deles e eles, espertos, dão prá nós uma ´vice` que não influencia em porra nenhuma. Desde o Homfmeister todos são deles, a Ughini, o Perondi, o Noveleto, e nós os Vice, Denis Abraão, hoje o Luciano Hocsman, e por ai vai…

    Darcilio. Quanto ao teu ultimo comentário acima = Tu tens razão. Quanto ao Meira e ao Silas, continua a indagação que ninguém responde = Quem ? Vou repetir, leiam lá em cima, reviramos o clube e apareceu um nome, Paulo Deitos, que quando foi indicado para a base tomou pau de todo mundo aqui, foi ou não foi ? Querem que eu vá lá atrás copiar colar eu vou…. depois virou herói, e olha, gosto muito dele defendi ele nas duas ocasiões, falo de barriga cheia. Silas, repito, apareceu um nome novo pelo Sr. Raul, nada mais. Ah sim, o Marcelo Rospide …. me poupem ….

  76. Pra mim o Gauchao vale muito, eu como gremista quero ganha-lo, comemorar e tocar flauta nos colorados.
    Nos últimos anos, quase uma década o Gremio nao tem nos dado titulos importantes que possam nos fazer desprezar um gauchao. Agora que estou conseguindo fazer minha filhinha torcer pro tricolor, mas nao tem sido fácil, os útimos anos nos reservaram tristes episódios o crescimento do rival.
    Para se ter uma ídeia, aqui na minha cidade com todas as demais cidades do mundo tem mais torcedores tricolores doque do rival, mas hj infelizmente o que se ve é uma renovacao na torcida deles que está crescendo.

  77. No próprio conselho de administração tem ex-dirigentes do futebol: Marcos Hermann e Cesar Pacheco, além do Alberto Guerra e do Irany Santana, que foi diretor da Base. Qualquer um deles poderia assumir o mandato tampão. Além disso, são amigos do presidente. Ou poderia fazer como o Cacalo, que buscou o Preis que era da oposição para substituir o Duda e o Marcos na época. O Odone, recentemente, buscou o Krieger que também era seu opositor. Essa de não sai porque não tem outro é balela.

  78. Olha Josias
    na boa, se o duda pode ser presidente e o meira dirigir o futebol QUALQUER UM PODE!!!
    Não se exige nada deles, por que exigir de alguém??
    Te poupem do Rospide?? Ah por favor, melhor que o Sila ele é.
    Eu não dei pau no Deitos. Pode procurar.
    Essa conversinha de QUEM? É papo para jacaré nadar de costas. Se está lá que trabalhe direito, tenha vergonha na cara.
    E Hélio, se o gauchão é essa merda toda temos obrigação de ganhar todos.

  79. Tá bem: já que o calendário permanecerá sendo irracional durante muitos anos, fujo do assunto pra descontrair. Proponho aos moderadores um exercício na base da brincadeira: que tal um post assim:

    – QUAL O GRÊMIO DOS SONHOS?

    Como regulamento, proponho os seguintes ítens:

    1) Apenas os 11 titulares, sem banco. A lista pra completarmos um plantel de 25 jogadores deverá surgir naturalmente entre vários jogadores citados, porém com menos votos do que os 11 titulares;

    2) Só vale 4-4-2, pra manter a política de valorização das categorias de base e a sua consequente integração ao grupo profissional;

    3) Só podem ser escolhidos jogadores atuais;

    4) Só podem ser escolhidos no máximo três estrangeiros, de acordo com as regras da CBF;

    5) O técnico seria opcional;

    6) Nada de “mas”: o orçamento é livre.

    Eis o meu Grêmio dos sonhos: Victor; Maicon, Mário Fernandes, Lúcio e Abidal; Fernando, Lucas, Carlos Eduardo e Anderson; Fernando Torres e Messi.

    Fiz questão de valorizar os pratas da casa e de pôr os estrangeiros onde não fosse possível estabelecer comparação com algum jogador brasileiro na posição correspondente.

    []’s,
    Hélio

  80. Olha Anderson,
    não adianta tirar o Meira se o Duda continuar escolhendo treinador.
    Lendo o Jardel lembrei que a dupla Duda Kroeff-Marcos Hermann contratou Sebastião Lazzaroni em 1998.
    Agora a mesma dupla com os seus companheiros e o reforço do Meira contrataram Roth, Autuori e Silas. Em 2003, depois do escândalo das ovelhinhas, o Meira trouxe Dario Pereira.

  81. Com o advento do moderno profissionalismo no futebol acabou o romantismo. Os jogadores a partir de então não são mais do clube: estão no clube. O vínculo afetivo, já era. É um toma lá, dá cá e deu. Os clubes ainda se ressentem de uma apropriada política para fazer frente a essa nova situação e equilibrar a balança. São a parte mais fraca. A eles se sobrepõem a vontade de jogadores e empresários que não estão nem aí para seus interesses.
    Restou-lhes a triste condição de “barrigas de aluguel”. O pior de tudo é que nas raras ocasiões em tem o mando da negociação, sucumbem aos argumentos de seus algozes sem pestanejar, com o receio de serem boicotados em negociações futuras tanto por empresários quanto pelos jogadores. Esta é a realidade. Por esse motivo que perder ou ganhar, tanto faz quanto fez, é a mesma coisa. Simplesmente faz parte do ofício. Se não der certo aqui, outro clube haverá de lhe dar guarida, e assim se vão de um lado para o outro como uma mercadoria qualquer, até que o ciclo não mais se renove. Digo isso porque a relação que atualmente existe entre clubes e jogadores é tão tênue que os contratos nada mais são do que DOCUMENTOS DE MÚTUA TOLERÂNCIA POR TEMPO INDETERMINADO. E nós, torcedores, numa inexplicável e modorrenta ingenuidade, sustentamos todo esse circo.

  82. eu assumo: queimei mesmo o Deitos, quando assumiu no lugar do Rodrigo Caetano, cujo trabalho era impecável. Agora o Deitos faz (prá miinha surpresa, e admito que devia ter me informado mais sobre ele) e faz um trabalho melhor ainda e é demitido também. Tem várias leituras disso, respeito. O Caetano queria sair de qualquer forma, é o q foi dito. O Deitos, não. Na reunião do Conselho constou que foi demitido por discordar do Meira. Que é o responsavel pelo futebol.
    Me desculpe, mas não me parece positivo isso, é um pouco autoritário.

    cbimbi

  83. Meu “Gremio-dos-Sonhos-Possiveis-e-Pragmáticos”:

    Victor ( Cássio )

    Edilson
    Mario Fernandes
    Schiavi ( Domingos )
    Anderson Pico ( Paulinho )

    Fernando, Adilson, William Magrão e Maylson

    Ronaldinho Gaucho* ( Hugo, Bergson )
    Borges

    técnico: Adilson Batista ( Beto Almeida )

    *nesse sonho, o Ronaldinho tinha brigado com o irmão,o q pode ser um sonho,mas não é impossivel…

    cbimbi

  84. Pois é, eu não entendo como o Meira segue no Grêmio, depois dizem que não temos ninguém para substituí-lo, mas ninguém quer largar o Conselho Deliberativo.
    Ou seja, ninguém quer largar o CD, mas ninguém quer pegar o futebol, alguma coisa tem que ter aí.
    E para completar o Meira nem do CD faz parte, como vamos entender esta salada de frutas.
    Toda a nação tricolor sabe que a “charla” do Meira é FRACA, somente o Duda não quer ver isto, além do mais ele briga com tudo e com todos e a folha salarial do Grêmio é enorme, só quero ver se ele perder tudo este ano. Eu aposto que caso o Grêmio leve sal este ano o Meira vai sumir e deixar o rombo nas contas como se ele não tivesse nada a ver.
    Estava mudando meu pensamento, mas já voltei a estaca zero, enquanto o Meira estiver no Grêmio vai ser difícel levantar alguma taça.
    Adios pampa minha!!!!!

  85. Campeonatos estaduais, regionais, nacionais (copa do Brasil, Brasileiro), internacionais (Sulamericana, Recopa, Libertadores); divisões A, B, C, D, E, ad nauseam. Tudo isso comprova o grande desarranjo dos calendários do futebol no Brasil e já se estendendo para a América Latina. Esses verdadeiros torneios abecedários se superpõem , se contrapõem, se antepõem, e outros verbos mais, numa grande salada cujo maior consumidor atualmente são as grandes empresas ligadas à área, os ditos agentes dos jogadores e alguns destes últimos (pois os demais ficam só no desejo). E claro, nós, torcedores, dando um jeito de pagar a conta… deles.

    Por semelhante modo, não dá para assumirmos campeonatos do tipo europeu, porque só o Brasil engloba aquele continente todo, com todos os percalços logísticos e organizacionais (a “organização” da Copa do Mundo já começa a mostrar isso), menos ainda em paralelo. Precisa-se encontrar uma fórmula própria, não do tipo “latino” mas para América do Sul, para que nossas disputas tenham força, credibilidade e independência daqueles e para que se deixe de ser, como em tantas outras áreas, um mero celeiro de exportação de produtos primários que, paradoxalmente, elevam os nossos custos (e não os deles) operacionais. Todavia, isso só se concretizará com racionalidade, honestidade e percepção clara de nossas realidades regionais/nacionais, o que, certamente, demandaria muito tempo, dedicação e firmeza de propósitos. E começar a tarefa por casa; notar a falcatrua a ser perpetrada para a eleição para o tal Clube dos 13.

    A pergunta é: somos, ou seremos, capazes disso?

  86. Raul e demais amigos,

    Tenho uma proposta de calendário que pretendo apresentar ao Fábio Koff no C13 que já havia mandado para vários comentaristas da RBS e da Record. Porém, não tive respaldo exatamente pelo fato de eles viverem da e para a mídia corporativa e seus patrocinadores, que são quem sustenta a sua indústria.

    Em linhas gerais, obedeceríamos às duas janelas coincidentes nas seis principais ligas do planeta e pressionaríamos para que todas as demais que não seguem o mesmo calendário só pudessem realizar transferências internacionais seguissem uma periodicidade rígida via FIFA.

    Daí para a frente, quase tudo de mais importante reunir-se-ia dentro de um período de nove meses. Hoje, no Brasil, temos oito. Além disso, há, sim, uma forma de se evitar que a Copa do Mundo pegue os jogadores esbagaçados do fim da temporada anterior ou recém vindos de férias.

    Ao mesmo tempo, basta apenas que as rodadas de meio de semana das copas nacionais e dos campeonatos continentais de América do Sul e Ásia não coincidam com seus correspondentes na Europa e as TVs viverão felizes: proponho rodadas sempre de sábado e domingo (c/jogos televisionados às 15h, 17h e 19h) e a rodada de meio de semana (copas) nas terças e quartas às 19h e 21h.

    Também pensei em valorizar as fases decisivas (mata-mata) de Libertadores/Sul-Americana/Copa do Brasil das quartas-de-final (isto é, dos oito melhores até a decisão) para o fim de semana, fazendo com que a rodada de meio de semana anterior à esses embates seja a dos campeonatos nacionais.

    Mas o que mais importa é que o fim dos estaduais seria compensado por campeonatos nacionais (séries D e E) subdivididos em zonais regionais, porém com mais clubes e com uma quantidade maior de jogos para todos. Estima-se que o Brasil hoje possua algo entre 500 e 600 clubes federados, mas apenas 100 com potencial de investimento e cerca de 30 que se pode dizer que realmente tenham apelo popular, massa, interesse da mídia, repercussão além fronteiras e capacidade de captar investidores graúdos. Aos poucos, os 500 menos expressivos irão entrar nas Copas Paquetá da vida ou, então, investir em outros esportes e não no futebol profissional.

    Enfim… O volume de informações e o nível de detalhamento é bem maior do que isso e precisei adaptá-lo em função do aprendizado de n culturas e de uma maior percepção acerca da necessidade dos clubes, da TV e dos torcedores.

    Dentro de algumas semanas, apresentarei a todos para apreciação.

    []’s,
    Hélio

  87. Raul,

    Discordo da preocupação com a cultura essencialmente brasileira relacionada à rivalidade secular predominantemente municipal e da suposta necessidade/importância dos campeonatos estaduais até mesmo para os pequenos clubes.

    Isso é o que mantém a insanidade que sustenta a existência dos torneios estaduais: caso não houvesse imposição da CBF e das federações e caso não houvesse a subserviência dos grandes clubes à RBS e à Globo (poderia ser Record, SBT, Band), ninguém perderia tempo e dinheiro com isso.

    Nacionalizar e racionalizar é a solução. Se os grandes clubes passarem a ser melhor geridos, não precisarão da justificativa pífia, oportunista e hipócrita de “valorizar” os estaduais como um torneio de consolação para sobrevalorizar a possibilidade única que os mais endividados e mais bagunçados teriam de ganhar o único título que lhes seria possível de conquistar na temporada.

    No Brasil, por uma cultura idiota que não existe nem no Primeiro Mundo, costuma-se dizer, a la Nelson Piquet, que “o segundo é o primeiro dos últimos”. Graças ao Brasileirão por pontos corridos, temos um nacional coerente, com equilíbrio de forças e que premia o melhor pela regularidade e não por um jogo ou dois. À medida que o país foi aprendendo, podes ver que em qualquer pesquisa de opinião que se faça, a maioria (em média, 65%) prefere os pontos corridos.

    As copas nacionais também possuem um atrativo. No entanto, são muito mais fáceis. E eu considero injusto premiar o seu campeão com uma vaga na Libertadores. No entanto, merece uma vaga na Sul-Americana, que precisaria aí ter a mesma fórmula da Libertadores, com eliminatória inicial e fase de grupos.

    A Libertadores, por sua vez, precisa dar ao 3º colocado de cada grupo a chance de entrar no 1º mata-mata da Sul-Americana, como uma forma de valorizar a campanha nacional da temporada anterior. Até na África é assim!

    Bem… Essas impressões também fazem parte do projeto que tenho em mente.

    []’s,
    Hélio

  88. Sim Cesar, eu sei que nem conselheiro ele é, por isto que digo que cada vez entendemos menos as coisas do Grêmio.
    Dá uma olhada lá em cima e verás que escrevi que ele não é conselheiro.
    Lastimável!!!!!!
    Que vamos fazer, quarta vamos novamente com aquela fé cega, vá que ligue!!!!!

  89. se o Fabio Koff vem aí, talvez ele possa ligar pro amigo Carvalho, que tá tentando levar ou aliciar uma promessa a nivel de Carlos Eduardo, que é o gurí Iuri-Mamute, de 14 anos.
    ” pô, Fernando,isso não se faz… ”
    coisa assim.

    cbimbi

  90. Amigos, Gauchão é a Copa Paquetá “com grife”; MAYLSON tornou-se unanimidade aqui; MEIRA e SILAS permanecem porque não há nomes; o PELOTAS é um time de qualidade; temos de aguardar a ARENA, para sonharmos com conquistas. As conclusões são essas e definitivas? Então o pavor, pós jogo contra o PODERESO LOBÃO veio para ficar. Sim,pois sequer vencemos a COPA PAQUETÁ; MAYLSON não sabe dar um único drible e seus chutes são sem potência (suas únicas qualidades são a disciplina tática e um bom fôlego); MEIRA e SILAS poderão SIM ser substituídos desde que DUDA queira; PELOTAS é muito fraco; o OLÍMPICO não pode ser comparado aos Eucaliptos. O Grêmio é muito grande para tais resignações (conformismo); quem vesta a camisa tricolor tem de, pelo menos, SUAR e se EMPENHAR; um goleiro que veio ontem de um CLUBE INEXISTENTE, jamais poderá dar a declaração que ele deu no dia do jogo contra o PODERSO LOBÃO. FALTA COMANDO DE VESTIÁRIO SIM!! E TAMBÉM NA ASSESSORIA DE IMPRENSA!!

  91. 1. Anderson. Na boa também, Jacaré aqui é tu, que fala, fala, escreve, escreve, mas não dá nome nenhum e acha que tudo é simples assim e se resolve num piscar de olhos. Tu não deu pau no Deitos, segundo tu dizes, mas muitos deram, a grande maioria, ta ai o Cesar – bonito isto – assumindo… Logo ….

    2. Não é necessário ser conselheiro para dirigir o futebol, isto é ruim ? Não acho, aliás nem para ser do CA. O Reinaldo Lopes foi vice do CA e na época não era conselheiro. E foi o melhor que andou por ali nos ultimos anos. Então isto é o de menos

    3. Eu disse que no primeiro resultado ruim voltariam muitos sumidos e apareceriam muitos nomes novos….

    4. Marcos Herman não quer o futebol. Não teve sucesso por lá o meu querido amigo, foi quando veio o Lazaroni e perdemos a classificação do gauchão para o
    Brasil de Pelotas, perdemos o título também ali. O Pacheco no futebol foi um desastare, o Herman entrou no lugar dele, não se lembram ? E o Irani não quer porque não pode e não é a área dele. Mandem mais nomes, vamos andar em circulos como já foi feito aqui lá atrás, bem atrás, antes de vencermos 14 ou 15 cnsecutivas, nem sem mais…

    4.1. Buscar na oposição, foi tentando isto, também não se lembram ? O assunto foi amplamente abordado neste blog e até hoje não sabemos se o cara não aceitou porque não quis ou porque o grupo não deixou -que foi o que rolou. Eu falei pessoalmente com ele, ficou de me contar o q houve, mas não tivemos mais oportunidade de conversar sobre isto. Era um belo nome, mas não deu.

    5. Então trocar Silas e Meira depois de um resultado ruim e de longo silêncio de muitos pelas vitórias, não é uma tarefa assim tão facilzinha não … vou relembrar, fizems ampla debate aqui sobre isto, andamos o rs todo, o brasil todo e até fora, em busca de treinador, e o que apareceu de novo ou quem sabe uma aposta ? Um nome dadopelo Sr. Raul, nada mais. E de homem para o Futebol, ninguém. Então vou continuar nadando de costas até a darem os nomes….

    5.1 E digo mais, qualquer nome que for efetivado, tanto no futebol como de treinardo, vai entrar aqui debaixo de porrada …. e no segundo jogo vão dizer … se era prá trazer essa naba então que ficasse o outro. ETA FUTEBOL …………

    6. Eu repito meus nomes que dei na ocasião e que fora eles não vejo nada que possa ser muito melhor não:

    6.1. Esforço enorme, bota dinheiro em cima, e fizemos uma revolução no clube = traz o Felipão = manda o Paixão e o Cacalo com a missão de trazê-lo …. ou uma comissão prá isto …. Ele vem. Ah tem que por grana, por que Gremistas aqui somos nós ….

    6.2. Homem do futebol … quer revolucionar o vestiário ? quer mudar o espírito todo e enlouqucer o vestiário e balançar a torcida ? Põe o Odone. É, o Odone sim. Junta as 2 coisas, o espirito dele que prá isto é excelente, o discurso, quase imbativel, ele vai fazer os caras chorarem dentro do vestirário e se rasgarem em campo COM a vontade dele se eleger bem no final do ano. Com o vestiário ele nem precisa campanha. Ele movido a voto e gremismo como diria o Bernardon, a coisa vai ….

    6.3. Ou o Cacalo. Sempre com o Felipão.

    Fora isto, meus amigos, tudo é aposta e fora isto todos que entrarem chegam aqui tomando pau do Anderson, do C Bimbi, dos meus filhos, dos fakes, dos autenticos, meu, etc. É isto, gostem ou não é isto.

  92. JOSIAS, meu caro, por que criticar aos parceiros que “dão PAU”? Acho que a construção começa por aí; pelas críticas, desde que os “autores” das “pauladas” tenham propósitos nobres ou verdadeiros. Lendo todos os comentários, aqui postados, fazem-me crer que os críticos que escrevem adoram “desesperadamente” ao Grêmio; querem o melhor para o Grêmio. Divergimos aqui e ali, em nomes, em posições, em convicções, em estratégias, todavia temos um PONTO EM COMUM: somos apaixonados pela Instituição Grêmio. Então, caro JOSIAS e demais amigos do blog, vamos discutir, criticar, “meter o pau e dar porrada”, mas sem atacarmos a honra de ninguém e pensando sempre que queremos o melhor para o Grêmio. Vamos aceitar qualquer divergência, desde que sintamos que há boas intenções no “PAU”! Não foi o jogo contra o PODERESO PELOTAS que fez com que minha “acidez” retornasse. Óbvio que percebi avanços no futebol do time, todavia há muito que ser feito. Não temos bons laterais (o Edilson é um bom jogador, mas para a reserva); o Ferdinando tb é para o banco; o MAYLSON não pode ser o “destaque” do time (aí a coisa realmente é desesperadora), apesar de seu esforço e disciplina; não podemos depender do JONAS (embora esteja jogando um bom futebol – não contra o Pelotas); Hugo não quer jogar bola; alguns contratos terão de ser rescindidos (sim, sei, requer dinheiro),….}. Bom domingo a todos, mesmo com a vergonha que sinto por o Grêmio não estar “ativo” neste dia!

  93. Lembro que o Pacheco foi campeão da Copa do Brasil de 1997 como vice de futebol. Já que trazer Odone, Cacalo, Regis e Preis é sonho tanto quanto querer que o Hermann ou o Pacheco assumam quem sabe busca o Vicente Martins e ele escolhe alguém mais da sua confiança? Esse seria um importante passo em busca da tal CONVERGÊNCIA que o Krebs insiste. Senão deixem o Meira trabalhar.

  94. 1. Primeiro a critica da critica é permitida não é meu amigo Ruschel ? Se não fosse assim não meteríamos o pau na imprensa. Então é permitido criticar quem critica não ?

    2. Eu não sou direção, logo, estou apenas externando um ponto de vista não sendo procurador. Critico a direção e muitas coisas, mas acho que o cara para exercer a critica e meter o pau, que é que estão fazendo, tem de ter fundamento. Não posso achar que é razoável o cara vir aqui e dizer um monte de coisa sem uma ponderação razoável e sem conhecer sobre o que fala. Ora, indicam nomes como Pacheco, Herman, que já passaram por ali e dera errado, então isto é erro de historia e tem de ser apontado. Dá prá fazer isto não dá ?

    3. Também não basta criticar por criticar ou primeiro desgostar depois arrumar o fundamento. Não gosto do cara … bem então vou ponderar = o cabelo dele é feio. Ora, isto não é argumento cacete. Não gosto e não quero mais o Meira lá = mas bah, ele nem é conselheiro … Opa, descobriram isto agora ? O cara tá lá faz dois anos e agora descobriram mais um motivo para não desejarem ele: o cara não é conselheiro … E precisa ser conselheiro para exercer a função que ele exerce ? Não, não precisa !
    Então ?

    3.1. E ainda mais, sabem porque ele não é conselheiro ? Sim, ele era, e deixou de ser … Deixou porque na ultima eleição não se reelegeu. E por que ? Aonde ele estava. Bernardon, me ajuda: ele teve a coragem de concorrer por um grupo que tinha e tem um grande ícone, que é o Presidente Dourado, mas que na ocasião da eleição ainda não tinha estofo como grupo e cujo risco de não entrar no percentual era imenso e todos sabiam disto. O próprio Bernardon poderia, se quisesse, entrar em qualquer grupo, menos no MGN, que seria aceito e entraria no CD

  95. O que faria o Koff aqui, na segunda-feira? Ele está no meio de uma enrascada, ocasionada por mais um eclipse moral da CBF. É disso a que também me referi acima.

  96. ……… mas teve CULHÃO e se fixou naquele que acreditava e acredita como projeto e plano de Grêmio. Pois é, então é censurável a atitude deles, Bernardon e Meira, e nenhum dos dois é conselheiro.

    4. Ora, Ruschel, por favor. Isto me faz lembrar, embora não seja absolutamente igual, a um idiota que apareceu lá naquele post do Ilgo, e que chamou todo mundo que apoia a ARENA de Babaca, Otário, etc e não disse o porquê.

    5. Todo mundo aqui sabe que eu não morro de amores nem pelo Meira nem pelo Silas. Nem nem outro eram os meus prferidos quando foram escolhidos. Já joguei a toalha pelos dois. Isto não me autoriza a vir aqui e dar porrada a todo momento. Já propus e foi feito aqui um amplo debate sobre os dois e quem ingressaria no lugar deles do qual o amigo deve ter participado. E o que deu ? Nada ! Então enquanto ficar assim, não adianta jogar pedras ! Só tumultua. Sugestão ? A minha tá ali em cima, é a que vejo, não vejo outra, por hora.
    Assim, me perdoa, mas faço sim a critica da critica se entender necessário, e não posso ficar admirando a porrada solta sem fundamento apropriado ou sem conhecer a história do clube de quem o fez. Como disse, indicar Herman e Pacheco para que ? Para que os dois assim que assumirem passarem a ser alvos de pedradas no segundo jogo e lembrar que eles no passado fracassaram.
    Por isto o que estou pedindo é simples. Pensem antes de criticar e fundamentem porque não gostam e sugiram, bem sugerido, bem pensado, em que colocar no lugar.

    Façam o seguinte. Incorporem o dirigente. Se eu fosse o fulano agiria assim … e ai pesem todas as consequencias do ato mas antes da consequencia pesem como praticá-lo. Do contrário, vira desespero de torcedor em boteco. A propósito deve ser por isto que o Ilgo deu ao seu blog o nome que ele leva.

  97. Jardel. O Pacheco foi campeão em 97 quando o vestiário ainda rugia Cacalo e trazia toda a herança daquela campnha maravilhosa de 93 até ali…. O Grêmio não tinha mais o teu xará mas tinha Paulo Nunes que acabou goleador da copa. Acabou a copa e acabou o rugido lembra ? O Pacheco não resistiu mais um dia, ele era ruim de vestiário e sempre foi o que todos sabem, um belo auxiliar, ao ficar sozinho e comandar, afundou e com ele afundo o vestiário. Os jogadores ficaram sem rumo e de donos. Ai veio o Herman e o Duda, por que ele, Pacheco, afundou. Esta é que é a verdade. Nuna mais desempenhou função ali perto, nem na zona mista. Indicar o Vicente Martins não é indicar alguém, é indicar um alvo de mira. Depois da gestão 2000, a pior da hisyória do clube, Amato, Astrada, passando por Leão e cia, tu não queres um dirigente, queres um foco prá pedrada: antes dele assumir o pau já estaria comendo. Não, me perdoa, mas não dá.
    Nesta tua visão de convergência o Belini, seria um belo nome, não sei se aceitaria, mas lá do MGI penso que só ele e o Cesar Cidade – smj – possuem condições para esta função – o Maineri já passou por ali 2 x e tb fracassou. Já falei sobre os dois algumas vezes mas o Cidade tb não sei se aceitar, mas lá é isto, que eu saiba. No MGN não vejo ninguém, posso até estar enganado, mas se tiver me indiquem.

  98. O que o Kof estaria fazendo … não sei Sr. Raul, sei o que todos sabem aqui, ele e o Cacalo já há algum tempo estiveram com o Presidente e declinaram querer a troca do comando do futebol. Não sei se simplesmente não foram atendidos ou se o Presidente não encontrou quem substituisse o comando atual, sei que pouco depois um nome oposicionista foi procurado e não aceitou ou o grupo não deixou e um pouco mais ainda depois o Alberto Guerra foi para o vestiário. Isto é o que sabemos ter ocorrido, embora tudo possa ter sido coincidência. Eu não tenho estas questões confirmadas, mas tenho a cronologia dos fatos.

  99. Pô Josias, tu achas que somente hoje eu fui saber que o Meira não consta como conselheiro do Grêmio. Te admiro como tricolor e defensor das sausas tricolores, mas as vezes me representa que somente teu ponto de vista é que vale, não estou aqui para simplesmente atirar pedras e dar pauladas. Como escreveu o “vitor ruschel” somos todos gremistas e lutamos pelo Grêmio, não quero ser melhor ou mais sabedor das causas do Grêmio dos que as outras pessoas que postam aqui, somente quero colocar meu ponto de vista e não desejo ser a única ou a opinião mais relevante aqui no “sempreimortal”.
    Respeito tua opinião, mas tenho certeza que algumas das pessoas que já tocaram o Grêmio, tipo o Cacalo, o Koff, o Odone e vários outros que tiveram êxito poderiam deixar um pouco seus projetos pessoais para tentar levantar o Grêmio novamente, pode ter certeza que podemos não pensar sempre as mesmas idéias, mas quando nos toca de ser Grêmio ou “amargo”, sempre seremos Grêmio… e como diz a torcida, “NAS RUINS MUITO MAIS”. Levantar taça é fácil, quero ver ser gremista na hora do aperto.
    Hoje estamos necessitando de diretores de VERDADE, ando cansado de LEVAR PAU DOS ADVERSÁRIOS, diga-se de passagem, estamos levando bordoadas a horas.

  100. Edison.
    Isso é uma grande verdade.Discutimos, temos opiniões diversas, mas tudo converge para o GRÊMIO nossa verdadeira paixão. Duvido que aqui alguém coloque interesses pessoais acima do TRICOLOR.
    Josias. Se eu indicar alguém, Rogéro Fallavenna do GRÊMIO do PRATA por exemplo, todos vão dizer que não dá, vão perguntar quem é (com um arzinho de ironia) e no fim vão dizer que o Meira tem que ficar… é ou não é?
    E tenho uma pergunta para todos participantes do blog: Vão apoiar o Duda na eleição?

  101. Se o Meira não é conselheiro, baseado em que artigo do estatuto se sustenta sua posição? Alguém poderia informar? Pensava eu que para ocupar um determinado cargo de direção no clube o candidato deveria ser conselheiro com alguns anos de casa. Se existe uma licença no estatuto, o mandato de Meira se justifica, embora a atuação do departamento de futebol não me convença, apesar de sua abnegação.
    Alô, Hélio! Achei interessante teu ponto de vista na análise dos campeonatos. Mais ainda sou a favor da manutenção dos campeonatos regionais e da preservação das rivalidades locais. São a vitrine por onde desfilam as revelações das categorias de base das pequenas e médias agramiações, que mais tarde serão contratados por clubes de maior hierarquia. Entendo que os grandes clubes – no caso do Rio Grande do Sul,
    Gremio e Inter – deveriam participar apenas de um Quadrangular Final com jogos de ida e volta, estimulando a competitividade, dando visibilidade para os clubes e comunidades classificadas e possibilitando um bom retorno financeiro. Temos, isso sim, que estimular e apoiar os esforços gigantescos de abnegados dirigentes de clubes do interior que, mesmo com todas as dificuldades, se propõem a manter viva a custa de muito safrifício suas equipes. cidade

  102. eu ainda acho que estamos numa conclusão precipitada, de q ninguem quer o futebol. falamos dos de sempre ou dos que já pegaram antes ( Mainieri, Bellini,Hermann ), mas alguem já pensou ou convidou Iura, ou outro que nunca esteve lá?

    cbimbi

  103. JOSIAS, claro que a crítica da crítica é livre! Apenas pretendo que haja o entendimento do quanto todos aqui estão com bons propósitos, amigo Josias! Então, de maneira alguma o censuro, parceiro! Penso que para parte de NOSSOS comentários ou críticas há necessidade de um maior fundamento por NÃO TERMOS TODAS AS INFORMAÇÕES. Acima, caro Josias, expuseste um bocado de relevantes informações, inclusive com nomes, e sem qq ataque pessoal (pois entendo q referir que um e outro não ir bem numa área é uma crítica sem ataque pessoal, mas construtiva. É o que acabaste de fazer acima). A compreensão tem que haver, neste espaço, pois somos “políticos emergentes” em termos de Grêmio. Acho que juntos podemos criticar e construir, no entanto necessitamos de dados e informações como as que tu, com teu gremismo, vem nos passando. Vamos em frente, caros amigos, na boa, com educação e quereendo o melhor para o Grêmio. Deixo claro, acreditando ser o melhor para o clube, que gostaria que o MEIRA saísse da titularidade do departamento. Acho que alguns nomes citados são ótimos (Homerinho, Guerra, Deitos,..outros não conheço) e outros nomes poderão igualmente dar suporte ao Guerra (por ser jovem), ao Deitos (talvez pela pouca experiência no profissional) e mesmo ao Homerino do MGI, como p/ex o Dr. Saul e tu mesmo Josias (embora tenhas uma característica semelhante a de muitos aqui, inclusive a minha: NITROGLICERINA DE ÓTIMA QUALIDADE – risos). Penso que o vestiário tem de conciliar temperamentos moderados com outros “levemente” explosivos, do contrário os “boleiros” não respeitam: lembro das declarações do Souza (cirurgia), do Hugo (grife) e do Victor (manifestando claramente o desejo de conhecer “novas culturas”). E a assessoria de imprensa? Vem bem? Mesmo não sendo da área, acho que devam ser aparadas inúmeras “arestas”!!

  104. …após deixar claro a questão MEIRA, completo escrevendo que continuarei apoiando (torcendo) do meu jeito a atual gestão, mesmo que a administração fique com bronca do que escrevo sob, simplesmente que, do jeito deles, pensam estar fazendo o melhor para o Grêmio. Com referência a apoiar quem nas próximas eleições? Kegler, é impossível haver sempre acertos. A gestão DUDA vem fazendo um ótimo trabalho em todas as áreas (até no futebol, mesmo que com alguns equívocos). Portanto, escrevendo POR MIM (não pelo meu grupo), afirmo que estarei com o G6. Se o DUDA for o escolhido, sim o apoiarei e tentarei conversar com cada torcedor, a fim de explicar as razões do meu posicionamento (isso não tem qq relação com “cabresto” ou interesse político ou pessoal, mas por conhecer um pouco do Grêmio, acho q estarei mantendo gremistas comprometidos com o Grêmio dentro da Instituição). Abração!

  105. continuando…
    … a custa de muito sacrifício suas equipes. Este esforço e esta coragem devem ser louvados e preservados para o bem do futebol. Caso contrário, estariamos desestimulando a formação de novos talentos em um de seus importantes nascedouros. Também é sabido que as categorias de base dos grandes clubes não conseguem suprir em número e qualidade suficientes as exigências do plantel principal e que por isso não podem prescindir da garimpagem que é feita nos clubes médios e pequenos. Acho que a saída honrosa é a realização de competições compatíveis com as realidades dos clubes, ao mesmo tempo em que lhe sejam oferecidas garantias mínimas de sobrevivênvia, premiações e ranqueamento. Extingui-las seria como matar a “galinha dos ovos de ouro” e um atestado claro de desconhecimento de sua importância para a sobrevivência do futebol.

  106. Já que ninguém serve ao Carlos Josias, então indico o Carlos Josias, apesar de ser figura carimbada, mantendo o Alberto Guerra que é cara nova, para comandar o futebol.

  107. Darcilio. Não entendi. Em que artigo do estatuto de baseia a posição ? A pergunta é ao contrário, em que artigo ela não se fundaria. O Estatuto ao não vedar, permite. Ele, estatuto, estabelece regras para o sócio ser conselheiro … tantos anos … estar em dia etc …. Estabelece regras para ser Presidente …. Não há regra para ser assessor de futebol nem Vice do CA, basta ser Gremista … e, claro, no caso do Meira, em especial, ser indicado, e ele foi pelo Presidente, então sua posição se justifica por isto: Pode, quis e foi indicado ! O Estatuto consta do site do clube.

    Andersn. Não disse para indicar, disse para sugerir. Eu dei dois nomes, illustrativamente, Belini e Cesar Cidade, referi antes dois que revolucionariam o clube, mas sei das dificuldades em tê-los, por isto deu outros dois nomes conhecidos de todos, só não sei quem dos dois poderia e iria querer, ou se os dois. O nome que tu indicas, não conheço. É o máximo que poderia te dizer. E para ocupar uma posição destas tem de ser ao menos conhecido Se ele ou tu tem pretensões comecem a plantar seus nomes no clube, é direito de vcs fazerem isto, e se podem, é dever.

    Edison, não confunde veemência com egocentrismo. Não acho que só o meu ponto de vista vale, mas tenho convicção de que para tentar valer qualquer ponto de vista tem que vir bem fundamentado.

    obs.: houve exclamações várias sobre Meira não ser conselheiro e revelando supresa por isto, é só ler ai em cima, tanto que o Darcilio agora indaga o que sustentaria o cargo do Meira se não é conselheiro …. pois como disse e repito, nada tem a ver uma coisa com a outra ! qualquer um de vcs ou de nós pode ser o cara do futebol, basta querer, poder e ser indicado; e continuo aguardando nomes pelos amigos, dentro de um certo padrão de aceitação ….. por hora só eu deu, me desculpem, dois dificeis de aceitarem, é verdade, e outros dois que não se se tão dificeis assim, mas se não aceitarem …. segue o Meira amigos, não há o que fazer, quando nada se tem o que se tém é o que se tem … e o resto é conversa fiada prá boi dormir e jacaré nadar de costas …

  108. A propósito, façamos assim, cada um aqui tem de cereta forma um grupo ao qual está ligado. O Ruschel tem um grpo, o Brenardon tem outro e por a vai … e quem não tem – eu e o cesar – já teve. Indiquem alguém ligado ao grupo e depois perguntem a ele se topa ou não. Vou mais longe, pergunte antes de indicar, para não constranger, inclusive quem não é do grupo. Perguntem no MGI por exemplo – repito, para não constranger, não revelem o nome, mas perguntem se topariam. Só por curiosidade.

  109. Escrevi lá no outro tópico. Como o debate se desenvolve é aqui vou repetir:

    Por que não o Sr. Josias no Futebol?
    Tem decisão
    Tem discurso
    Não tem medo da imprensa
    Tem nível intelectual
    É louco o suficiente para encarar certas questóes que exigem peito.
    Que me lembre só o Prais e o Cacalo faziam isso

  110. ja pensou se o meira morre, é teremos que ficar sem diretor de futebol, ate o fim dos tempos! ja que ficou decidido que nao ha ninguem disposto ou com competencia, para assumir o cargo. fora a brincadeira, acho preocupante, esta falta de interesse de alguns, dos grandes dirigentes do nosso clube, ou será que a maioria apoia o meira, mas nao quer se queimar antes das eleiçoes?

    p.s: nao tenho nenhum nome para indicar, ate porque nao conheço a politica do clube por dentro, sou so mais um torcedor do imortal.

  111. mas se, o meira contratar um lateral esquerdo(ja desisti do lat direito)um volante de primeira funçao, e um atacante, para caso o borges se machuque ou o jonas resolva só pensar em dancinhas e esqueça de jogar. vamos pra frente levando meira, silas o cachorro do silas e o papagaio do meira kkkkkkkkkk

  112. Com todo respeito. Para opinar, o sujeito tem de conhecer alguns princípios básicos. Um deles o ESTATUTO DO CLUBE.

    Senão fica pura poesia. Quando o sujeito escreve bem como o Darcílio.
    Mas sem proveito prático.

    Pura baboseira.

    Tem de estudar, gente!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Só palpite. Achômetro só cria confusão.

  113. e as contrataçoes deste ano?
    mauricio- ja esta sendo emprestado para a portuguesa

    edilson-acho que é do nivel do joilson

    borges- achei que seria acrescimo, e esta sendo, mas pensava em uma dupla ele e maxi lopez.

    leandro- achei boa contrataçao, mas esta abaixo do que joga.

    hugo- sempre disse que era revista lida

    ozeia- nem vai jogar pelo jeito

    ferdinando-insuficiente para a grandeza do gremio.

    willian- quando o sr josias estava lamentando a saida do maxi lopez e eu concordava com ele, muitos do blog diziam que willian era mais barato e igual o maxi, esta se vendo como ele é bom.[

    resumo de tudo isto, pelo segundo ano seguido, nosso querido diretor meira mostra todo o seu “conhecimento!” do mercado da bola, se pode errar mas nao tanto quanto o meira erra!

  114. Juvencio. Sobre eu no futebol. Já dei minha contribuição ao clube. Fui dirigente de 93 a 98 e de 2005 a 2007. O Grêmio precisa de renovação especialmente ali, no vestiário. Tive esta oportunidade quando era Vice de ir com o Pelaipe prá lá e indiquei o Renato Moreira que foi com ele e deu certo. Achei que ajudaria mais o clube aonde fiquei e dali emprestei apoio ao Futebol; segundo o próprio Renato, na época, eu era o único do CA que apoiava politicamente o vestiário, não que os outros fossem desleixados, mas estavam cuidando de outras coisas…. eu cuidava do Juridico, que, na verdade verdadeira, é o que eu realmente sei fazer. Talvez como apoio, como fiz, sim, jamais como homem de vestiário efetivo, até porque profissionalmente estou em idade de ir plantando minha aposentadoria com tranquilidade. Brinco aqui e ali que posso me dar ao luxo de não ter horário mas é pura sacanagem, faço isto para implicar ….Quem tá começando é o Juliano, e acho que não agora mas mais adiante irá poder e querer, por hora ele tm de esperar até porque tem duas filhas muito novas, gemeas, que precisam dele bem perto.

    Francisco França = tu tens toda a razão, na brincadeira e fora dela e nos dois comentários.

    Sobre apoiar o Duda ou não em eleição. Olha, eu apoiei o Duda na ultima e não me arrependo em nada. Quando se apoia uma candidatura tem que se ter em mira o contexto. Apoiei o Duda na última porque no enfrentamento tive convicção, e continuo tendo, que o grupo por ele encabeçado era superior ao grupo adversário. Bem claramente, entendia, e entendo, que o Duda x Vicente ele, Duda era e é mais capaz e mais afeiçoado ao cargo. Entendi, e entendo, que o grupo do CA escolhido pelo Duda tinha sim um calcanhar de Aquiles, o Pacheco, mas era, no conjunto, mas preparado -com todo o respeito- ao grupo do CA adverso. E penso que acertei neste confronto inclusive quanto ao ponto fraco do CA do DUDA. Não tenho uma única dúvida sequer de que acertei na escolha do apoio.

    Quanto ao amanhã não sei. Não sei se o Duda irá concorrer, acho que não. E se cncorrer não sei contra quem seria. E se concorrer não sei qual seria o CA dele e tampouco sei qual seria o CA adverso ao dele. Portanto sobre o que passou posso definir mas com relação ao futuro só me dando nomes para definir.

    O que não pode acontecer é como aconteceu com o Collor. Eu votei nele e me arrependi amargamente. Só que aqui no RS ele foi vitorioso, milhões votaram nele e hoje eu não encontro ninguém que votou nele além de mim ….. Impressionante.

  115. Mais um detalhezinho …. esta de dizer que se o Duda e o Meira podem qualqur um pode … sem comentários, não dá prá perder tempo com uma afirmativa destas

  116. acho engraçado o pessoal criticar jogador por estar machucado. Caso do Hugo, Borges e Leandro.
    mais engraçado era criticarem o Douglas Costa como decepção, esquecendo q o gurí não era escalado!
    acho q grupo bom o Gremio tem; um bom treinador pode fazer chover com esses jogadores

    cbimbi

  117. Tem muito pensamento mágico.

    Na fantasia, o sujeito se acha o Super Homem, tudo o que ele pensa e desja se realiza sem dificuldades maiores.

    Infelizmente ou felizmente a vida não é assim.

  118. É claro que na fantasia pode tudo, no pensamento mágico todo mundo pode fazer o que sonha… Mas alguns ainda acreditam em si mesmos. E eu acredito em mim, no grupo e em todas as pessoas que acham que o GRÊMIO é muito mais do que futebol.
    Nunca achei que faria sozinho o GRÊMIO ser o que ele merece, mas se for preciso farei. Enchi o saco de tanto abnegado que não entende o valor de ser GREMISTA.
    Quem quiser que lute ao meu lado quem não quiser que se agarre na barra das calças dos eternos homens que tem relevantes serviços prestados.
    Eu não desistirei nunca do GRÊMIO que sonho.

  119. domingo é dia de futebol e na exata hora em que o time DEVIA estar em campo tivemos aqui 28 comentários de todos os tipos EXATAMENTE pela incompetência de última quarta. Está na hora do Duda mexer no vestiário simples pois os insucessos e fracassos vem se acumulando. Há dias coloquei aqui que o Dourado assumiu em 75 e foi ser reconhecido depois de também perder e perder faz parte FODA é o imobilismo. E garanto o Bandeira não foi seu único VF teve o Olmedo o Koff o Zacoutegui… E até hoje o Duda continua com meio depto de futebol do Odone pois o Krieger pediu pra sai coisa que o Meira não fará.

  120. Acabo de chegar do Passo D’Areia. Fui lá torcer pelo Pelotas. Falei com o Cesar Dias, conselheiro licenciado do Grêmio e que hoje comanda o futebol do Pelotas. Disse-me que foi diretor das Categorias de Base do Grêmio na época do Saul e do Evandro, junto com o Jorge Bopp e o Beto Almeida. Fiquei com a impressão de que é um talento desaproveitado no Grêmio. Lembrei que o Flávio Dal Pizzol tempos atrás falou na Guaíba que ele havia sido indicado pelo Cacalo ao Duda para fazer parte do futebol e que foi vetado pelo Meira e o Alberto Guerra.

  121. JUVÊNCIO: não posso concordar com a tua posição de considerar como válidos ou como legítimos apenas os comentários de quem conhece o estatuto do Grêmio. Eu mesmo já o li, mas não sou advogado e nunca fui conselheiro já propus alterações que até mesmo conselheiros experientes consideraram válidas. E não fui só eu. Tem muita gente aqui que é ou já foi conselheiro e se precipita ou se refere a determinados assuntos bastante densos de uma maneira simplista. Nem por isso deve-se anular essa posição. Afinal de contas, um complementa o pensamento do outro e, assim, podemos construir algo maior.

    VITOR RUSCHEL: meu querido amigo, preciso discordar de ti em relação a um detalhe. Ser assertivo para manter um acesso direto à Direção e poder participar do CD mais adiante não significa que seja necessário contemporizar com uma série de problemas. Aliás, um bom princípio gestor é observar pequenos problemas e tentar resolvê-los antes que se transformem em um incêndio. Por que digo isso? Porque, apesar de ainda termos a melhor campanha do país no ano e de o Gauchão só servir como uma longa pré-temporada, o futebol não está tão bom assim. Fora o Meira e um certo fechamento que restringem contatos valiosíssimos em nível nacional e mundial por falta de conhecimento e excesso de centralização que existe um nível ACIMA dos técnicos em Marketing, posso concordar contigo que a gestão Duda está sendo boa. Mas, se não for resolvido o vestiário nem uma política que possa dar maior autonomia, abertura e investimento (leia-se mais pessoal) em Marketing em Comunicação, certas possibilidades bastante claras de conquista infelizmente tenderão a vir apenas em passo de tartaruga.

    MARCOS ALMEIDA: o grande calcanhar de Aquiles está em quem pode, quem quer e qual seria o tempo necessário para uma mudança de prática e de política no vestiário, nas contratações, no uso racional do orçamento e, acima de tudo, no aproveitamento não meramente por necessidade dos jogadores oriundos da base. Em função de várias outras questões, não sei se seria uma boa. Mas é preciso reconhecer que não temos um diretor de futebol de bons resultados como Cacalo, José Otávio Germano ou Pulo Pelaipe há muito tempo. E a culpa disso é a falta de interesse dos grupos políticos como um todo de formarem novas lideranças. O MGI e o Grêmio Unido até esboçaram manter uma periodicidade de palestras com especialistas. Porém, sai caro e mesmo aqueles próximos geograficamente e identificados com o clube nem sempre podem colaborar em função de suas agendas ocupadas. Estamos pagando por isso agora.

    DARCÍLIO: o melhor texto deste blog e um dos mais lúcidos amigos, sempre merece bastante o meu apreço. Todavia, a questão dos estaduais é meramente afetiva e só enche o bolso de oportunistas locais, que são os Kléberes Leites e os Ricardos Teixeiras locais. Como diz o Juca Kfouri, campeonato estadual é pra quem precisa. E quem precisa deles hoje? Apenas os clubes dos estados do NE à exceção de BA, PE e CE; no SE, apenas o ES, mais locais pouco populosos, sem massa nem capacidade de investimento como CO e N. Não sei se conheces o excelente programa O Brasil da Copa do Brasil da ESPN Brasil (canal 70 da Net). Ali, surge tanto a importância da visita de clubes grandes do país inteiro aos pequenos centros como também o quão paupérrimos são os clubes de nível Série C para baixo. Os grandes clubes do próprio estado não são mais os “trens pagadores” nem aqui, nem em SP nem no RJ. Eles não lotam mais estádios fora do período de férias de verão nem nos fins de semana. E, a bem da verdade, apenas os grandes possuem torcida de verdade. No RS, à exceção de Brasil e Pelotas, ninguém mais tem torcida. Se ninguém daqui investe, então eles precisam de um novo parâmetro, de abrir seus horizontes. Do contrário, que assumam o amadorismo e disputem a Copa Paquetá, ou que mobilizem mais as suas comunidades e gastem menos investindo em equipes profissionais de futsal, vôlei, basquete, handebol, natação, ginástica e atletismo. Hoje, nenhum jogador da base precisa aparecer nos estaduais: eles têm o Brasileirão Sub-20, Mundiais Sub-17 e Sub-20, Copa São Paulo e o preparo físico e psicológico é bem forte. Tanto é que não aproveitamos jogadores do interior há muitos anos simplesmente porque eles chegam aqui e não jogam nada.

    Escrevi muito e todos podem discordar à vontade. Mas é isso o que eu penso sobre essas questões no momento. Não discordo a possibilidade de ser convencido em um ou em outro item, mas procuro ler bastante e acompanhar quem entende – que não está na nossa imprensa extremamente bairrista, para a qual o RS é “tudo de bom sempre”.

    []’s,
    Hélio

  122. JARDEL: olha aí os desmandos e os erros de avaliação do Meira… Primeiro, o César Dias; depois, o Paulo Deitos. Tudo por medo e por uma convicção dada a quem foi diretor de futebol quando o vice-presidente era Guerreiro na gestão Rafael Bandeira no ano da primeira passagem do Grêmio pela Série B. Essa é a autoproteção dos medrosos, que se agarram ao osso mesmo sem saber direito o que estão fazendo. Ele acertou em várias das contratações neste ano. Porém, a sua postura está apontando para o princípio do fim. Torço para estar redondamente enganado.

    []’s,
    Hélio

  123. Jardel: acredite ou não, além de Gilberto, Marcelinho Carioca, Adilson Batista e alguns outros que não lembro, o Meira vetou também o Paulo Paixão!!
    se acha que estou mentindo aceito, afinal isso é dificil de acreditar
    por esforço supremo, foi finalmente ” convencido ” a aceitar o Paulo Paixão na preparação fisica…
    esse é o Meira.

    A pergunta que não quer calar é:
    quem está dando sustentação politica ao Dr. Luiz O. Meira??

    cbimbi

  124. Perfeito Marcos Almeida. Em 5 meses tem eleição. Se o futebol der errado cresce a oposição. Se o futebol der certo cresce a situação, mas dentro desta tem muita disputa de espaço. Concordo contigo, tem gente pagando para que o Duda e o Meira se f…., de todos os lados.

  125. MARCOS ALMEIDA, JARDEL e CESAR BIMBI: nestas questões, não há como pensar diferente de vocês. Isso significa que o umbiguismo, a confraria do charuto e a troca de favores enaltece o amadorismo e a incompetência.

    Chegamos a um ponto no qual não se trata mais de “corneta” nem de oposição x situação mas, sim, de saber quantos dentro do CD e do CC realmente pensam em Planejamento Estratégico. Estão se lixando para a equação permanente entre “qual o Grêmio que queremos” + “qual o Grêmio possível”: o que eles fazem é tornar o Grêmio abaixo do possível.

    Todos os movimentos, ao preservar os amigos de anos e os parceiros comerciais pessoais por puro constrangimento de dizer-lhes NÃO, confessam que são falhos: quem tem má vontade e quem está lá só pra aparecer possui, sim, forte influência na inércia e no imobilismo.

    Ou os cinco, seis líderes de TODOS os movimentos sentam pra conversar e admitem gente nova que não pertence a nenhum deles nessa mesa pra depurar o pensamento infanto-juvenil, ou a maioria dos nossos esforços e das nossas sugestões irão parar na lata do lixo.

    []’s,
    Hélio

  126. AS CHANCES PERDIDAS DE DEMITIR MEIRA
    1. DUDA assume e mantém a diretoria de futebol de ODONE: Krieger e Meira
    2. Perdemos TODOS Grenais do Gauchão de 2009, Roth é saído e Krieger pede pra sair
    3. Perdemos o Gauchão 2009
    4. Somos ELIMINADOS na Libertadores 2009
    5. A campanha é ruim no Nacional e o técnico do Meira pede pra sair
    6. Somos ELIMINADOS pelo Pelotas em casa das quartas-de-final

  127. HÉLIO, meu tb caro amigo, só um pouquinho, parceiro! Jamais contemporizaria uma situação com a qual não concordo ou entendo estar errada para ter acesso direto à Direção e ou para ser Conselheiro.iSe é que entendi, parceiro, por gentileza, não diga ou escreva isso, caro amigo. Sou um gremista transparente e verdadeiro. Estou sempre escancarando o que penso do Grêmio e de como está se dirigindo. Estás totalmente equivocado, Hélio, se é que entendi o que quiseste dizer. Se tiver de fazer média com quem dirige o clube ou é conselheiro, para participar da política gremistas, PULO FORA. Tenhos minhas convicções e prezo, por demais, minha dignidade. Pára aí, Hélio! NÃO NECESSITO SER CONSELHEIRO PARA TRABALHAR PELO GRÊMIO. ALIÁS, NEM QUERO!! Meua amigos que convivem diariamente comigo sabem o que estou afirmando. Acho que o caso DEITOS comprova o que estou escrevendo. Recebi inclusive mensagem contrariada do DUDA e manifestação aborrecida do Pacheco, porque não concordei com a saída do Deitos. Então, Hélio, não faça ou escreva isso. Não sou interesseiro e jamais usarei de subterfúgios para “entrar no clube”. O que é isso, Hélio? Perguntes ao Guido Spengler, por exemplo, a fim de saber que eu sou de fato! Tenho grande apreço por ti, todavia agiste mal comigo.

  128. acho q o Helio não se referia a tí, Vitor.

    se referia a oposição secadora, e isso existe, infelizmente: gente que torce pro Gremio… mas se o time perder acha bom tbém, pq aí na proxima eleição se favorece…

    cbimbi

  129. prá piorar o final de semana: gol do Maxi contra o Milan e – lembram qdo eu implorava prá trazerem o Durval, zagueiro do Sport? lider em campo e xerifão? – pois marcou o gol no S. Paulo…

    Paulinho, do NH, muito melhor que o burocrata Fabio Santos, foi oferecido de graça ( percentual em venda )e Meira não quis: tá indo pro Vitoria..

    cbimbi

  130. Pessoal Concordo com o pessoal que diz que tem que ter renovação no vestiário em nível de dirigentes e também reitero que um bom dirigente hoje em dia tem que assistir a maioria dos jogos dos campeonatos do
    Brasil e europeus, pois tem que estar atualizado para não cair somente na mão de empresário. Conversando com alguns integrantes do MGN e MGI me pareceu que tem bons valores la, pelo menos o pessoal tem um banco de dados de jogadores e assistem jogos direto, (lembrei que me mostraram em 2008 uma relação de possíveis contratações, onde constava Maxi Lopes), mas claro eles não tem experiência ate porque acho que nunca passaram no futebol, ate menciono alguns nomes de integrantes que fazem este trabalho Lucas Sachet, Ronei, Simões, André Morini, Gabriel Mello, Mauricio Pereira.

  131. materia interessante…no site zh:

    O jornal Folha de São Paulo publicou reportagem neste domingo informando que alguns clubes mudaram o voto na eleição para presidente do Clube dos 13 por pressão e por dinheiro da CBF, que apoia o candidato Kleber Leite. Paulo Vinícius Coelho, que apurou a denúncia juntos com o repórter Eduardo Arruda, falou em entrevista à Rádio Gaúcha sobre o assunto.

    O Botafogo manifestou apoio ao candidato Fábio Koff, porém, três dias antes, havia firmado um acordo com a CBF para o empréstimo de R$ 8 milhões. O clube teria mudado de chapa após receber o comunicado de que o empréstimo estaria vinculado ao apoio a Kleber Leite. Goiás e Coritiba estariam sendo pressionados por outros motivos:

    — Goiás e Coritiba receberam pressão. O Goiás tem a pressão que tem a ver com o jogo com o Inter em 2007

  132. No jornalismo há um ditado ´silencioso` que diz que o que vende é a noticia ruim.
    Me convenci que é isto.
    O Grêmio ganhou 15 seguidas, record mundial de clubes e encostou no de seleções -não importa contra quem, no mundo inteiro todo mundo joga contra grande e contra médios e contra pequenos e contra perna de pau, cheio de estrelas, por exemplo, o campeonato francês não é melhor que a copa Artur Dalegrave – e o n. de comentários aqui ficava entre 10 e 15 extrapolando. Perdeu, vamos bater nos 200 contando, como eu disse, com sumidos e novos nomes….
    O Pelotas ganhou nos penaltis e teve dois dos seus melhores jogadores expulsos …. Vai enfrentar o SCI capenga.
    Culpa de quem ?
    Do Meira, do Silas, do Duda ….

  133. Hélio:

    O sentido foi de que as coisas não acontecem por VOLUNTARISMO.

    O sujeito tem de ter conhecimento.
    Conhecer legislação de futebol, dos clubes, de negociações.
    Saber o que é débito o que é crédito.
    Saber as consequências de descumprimento contratual.
    Conhecer o Estatuto é uma parte, elementar mas essencial.

    Saber o que é endosso de cheque (????!!!!!!!)

    Saber o que é uma multa contratual. Quando pode ser cobrada. Qaundo tem de ser paga.

    E assim por diante. Tem de ter conhecimentos mínimos sobre questões essenciais.

  134. Josias e Juvêncio!
    Reconheço que deveria ter recorrido ao estatuto antes de fazer meu questionamento. Mas, na minha desatenção ou se quiserem, ignorãncia, achei estranha essa liberalidade, embora sua sustentação seja legal. Se o presidente indicou, tem todo o direito de fazê-lo. Eu também tenho o direito de não estar satisfeito como não estou. Não é o Meira gremista, cidadão, pai de família, colaborador abnegado que está sendo questionado. É o assessor/diretor? do departamento de futebol e sua ação, nada mais. Não sei se tem ou não tem alguém que queira ou possa substituí-lo, nem estou pregando sua substituição, só não estou satisfeito e pronto. Será que é difícil entender? Prometo que vou procurar ler e entender o estatuto de cabo a rabo. Muitos aqui o conhecem muito bem – inclusive conselheiros – e não deixam de criticá-lo. Devem ter suas razões. Quanto ao fato de minhas opiniões terem pouca ou nenhuma consistência e de minha escrita estar sendo alvo de contestação pela sua pouca objetividade, sinto dizer que assim como o Meira, não vou largar o osso, até que alguém com mais talento e sabedoria me faça mudar de idéia pois aqui estou para participar, e não para competir. Agradeço aos que me tem ajudado a entender melhor as coisas do Gremio.

  135. Nosssa, BIMBI, qta bandalheira! Não sei se terei estômago para conhecer profundamente os bastidores do futebol! Não perco a ilusão de acreditar num futebol limpo e bem administrado por conhecer DIRIGENTES como Irany Santana Júnior, gremista de verdade e cidadão da maior integridade. Para encerrar a noite de comentários, deixo claro NOVAMENTE que gostaria SIM da saída do MEIRA da Direção de Futebol. Reconheço seu bom trabalho relacionado com as contratações de 2010 (embora algumas não tenham AINDA dado certo), todavia penso DE LONGE que ele não tem perfil para COMANDAR VESTIÁRIO (empatia e liderança com jogadores, discurso contagiantes,…). Posso estar enganado, mas é o que penso. Boa noite!!

  136. Darcilio. Me limitei a te esclarecer sobre a questão estatutária. Não tripudiei em cima da tua falta de conhecimento por isto. Não entendi o teu ´desabafo` no que me diz respeito. Repito, me limtei a te escalarecer que o Estatuto não veda nem é impecilho para que o cargo seja exercido por alguém que não é conselheiro. Nada mais do que isto. Então prá mim não serve o teu recado.
    De qualquer forma duas coisas a mais:

    1. a leitura do estatuto não fará mal a nenhum gremista;
    2. o estatuto tem muita coisa que merece aprimoramente, é verdade, mas não vejo nesta questão qualquer reparo e é de se salientar que o Estatuto vem melhorando consideravelmente a cada reforma; nas comissões de reforma tem gente de todos os grupos e portanto há acertos e erros de todos; não é nada fácil construir um regramento, quanto mais um estatuto que é a constituição do clube; me recordo que certa feita o Cacaio Azambuja foi escolhido para redigir o regulamento da calçada da fama; coisa aparentemente simples concedida a um ´cobra` do direito a elaboração; pois levou meses e numa reunião do CD ele, regulamento,foi deversas vezes alterado e por duas ou três vezes o Azambuja teve que deixar o salão para ir até a sala da Presidência remodelar artigos que havia redigido … Logo …. eis outro detalhezinho que é preciso compreensão e entendimento para dele se queixar … com quase tudo na vida !

  137. Sou favorável à Liga dos Clubes, com participação efetiva de todos, desde calendário, tabela, comissão de arbitragem, patrocínio, televisão. Gerenciamento dos clubes, valorizando menos seleção com seus inúmeros amistosos caça euros, dando mais espaço para competições entre os grandes clubes.

  138. Josias os comentários estão em 200 não por termos perdido, mas pelo acúmulo de insucessos e incompetência e por ter sido contra o PELOTAS. Quanto a culpa a palavra é meio pesada e se aplica mais aos que jogam, como o seu JONAS; aos que comandam chamo de RESPONSABILIDADE. E se a gestão é contestada é por apostar, valorizar e idolatrar figuras como o JONAS de onde NADA sairá, erros que vão se acumulando a olhos vistos, a notícia de hoje é que Borges sai jogando quarta e no último jogo não podia ser banco?

  139. http://clicrbs.com.br/blog/jsp/default.jsp?source=DYNAMIC,blog.BlogDataServer,getBlog&pg=1&template=3948.dwt&tipo=1&section=Blogs&p=1&coldir=2&blog=132&topo=3994.dwt&uf=1&local=1

    Domingo, 11 de abril de 2010

    Recado aos torcedores gremistas:

    Pense num time que não perdeu em casa durante 51 jogos, quase 2 anos. Inclua nesses 51 jogos partidas de Campeonato Brasileiro, Gauchão, Sul-Americana e uma Libertadores até a Semi-Final. Esse time é o nosso Grêmio.

    A marca poderia ter sido atribuída a uma gestão, a um timaço, a um grande treinador. Mas a direção mudou, os técnicos também, e os jogadores mais ainda. Essa marca foi construída com times mistos, times bons, times desfalcados, técnicos com características diferentes. Não dá pra atribuir essa marca histórica a ninguém em específico.

    Ronaldo, Adriano, Nilmar, Diego Souza, enfim, muitos ótimos jogadores pisaram no Estádio Olímpico Monumental buscando a vitória. Mas, de setembro de 2008 à abril de 2010, ninguém conseguiu. Ninguém.

    Alguém mais cético pode dizer que foi sorte. Mas os números são muito expressivos. É possível ganhar um “cara e coroa” na sorte. Até uns 3, quem sabe. Mas não 51 vezes seguidas: se isso acontecer há de haver uma explicação.

    Bom, então quem é o “culpado” por isso tudo? Se tudo mudou no time nesse período, a quem atribuímos esse feito? Ao acaso? À sorte? A uma mera coincidência que durou 1 ano e 7 meses?

    É, meus amigos. Os responsáveis somos nós. O Renato teve importância vital na conquista do Mundial, com 2 gols na decisão. O Baltazar teve contribuição ímpar no nosso 1º título Brasileiro, com um golaço na Final. Jardel e Paulo Nunes na 2ª Libertadores foram essenciais. Mas essa marca histórica, põe na minha conta, por favor. Na minha, na do João, do Pedro, da Maria, e de todos os gremistas que vão ao Monumental.

    Nós fizemos a diferença. Todo mandante vence mais que o visitante. Toda a torcida apóia seu time. Mas nem todos ficam 51 jogos invictos. Um período que dispensa coincidência, números que eliminam a chance de ser sorte. É um dado concreto que exige uma explicação racional. E a única que me vem à mente somos nós, torcedores.

    Saudações tricolores.

  140. Caríssimo Vitor,

    O Cesar Bimbi compreendeu o que eu quis dizer. Em relação a ti, apenas uma única objeção – que não passa nem perto do tema que pensaste que eu estivesse avaliando em relação a ti.

    O que quis te dizer foi que não dá apenas pra passar a mão na cabeça de uma gestão a qual apoiamos simplesmente porque conseguimos ter acesso a conversas diretas com eles – o que é uma virtude deles, sem dúvida.

    []’s,
    Hélio

  141. Anderson, se o Duda for candidato à reeleição não teria nenhuma dificuldade em voltar nele novamente.
    Josias, houve um engano da tua parte. O Collor perdeu para o Lula no segundo turno no RS. O Brizola transferiu os seus votos no RJ e em nosso Estado para Lula.
    No primeiro turno Briza ganhou disparado. Lula só venceu em Aratiba, porém no segundo turno, ganhou Lula disparado, pois teve o apoio dos trabalhistas e Olívio era o prefeito da capital.
    Brizola declarou que iria engolir o sapo barbudo.
    Meu estimado amigo e grande gremista Vitor Ruschel, entendo fraternalmente que o momento é de total união. Vamos esquecer eventuais erros e buscarmos passar pela Batalha do Avaí e ganhar o gauchão. Depois a gente discute os erros. Acho que o momento é de total apoio.

  142. Tranquilo HÉLIO e ARTUR, vamos unidos enfrentar ao Avaí, sonhando que poderemos superar alguns equívocos da gestão que ajudamos a construir e a eleger, sem escondermos os erros, mas tb sem deixarmos de reconhecer os acertos, pois HOJE o objetivo comum de todos os gremistas, independente da corrente política, é o de vencermos o Gauchão (ou o Bovinão) e a Copa do Brasil. Fraternal abraço!

  143. qual a medida que a direção vai tomar para trazer a torcida de volta ao estádio?

    e para trazer o torcedor para o lado do clube?

    Há poucos dias o SCI teve partida decisiva pela Libertadores em meio à crise pela goleada sofrida frente ao Zequinha, eles inundaram a mídia com propagandas sobre pensamento positivo e mensagens de apoio ao time e deu resultado…a animosidade foi arrefecida

  144. blog batendo recorde de postagens por causa do Pelotas…
    Não vou discutir mais o Meira, afinal o Grêmio e ele são imortais, não há nada que possa tirá-lo do cargo!

    Vou confiar em alguma força superior que encarne no Silas e faça com que a lógica volte à casamata do Grêmio.
    Que Mithyue seja titular do ataque e Fernando e William Magrão sejam nossos volantes!!!
    Fora isso, não há muito o que mudar.

    E ai voltamos ao Meira novamente. O grupo do Grêmio não é suficiente para um Brasileirão ou até para a Copa do Brasil. As deficiências são as mesmas apontadas desde o inicio do ano.
    William não pode ser opção de ataque pro Grêmio, não precisava testá-lo pra saber disso.
    Douglas não tem reserva, só o Souza e olhe lá.
    Fábio Santos vai fechar dois anos no Grêmio e até hoje não consegue acertar um cruzamento (e o Paulinho do Noiá jogando muito…)
    Edilson ainda acho que pode vingar, mas ta muito mal.
    A zaga não tem reserva, só não deu problema ainda pq Mario e Rodrigo estão jogando direto.

    Mas enfim…
    Quarta todos no Olimpico, esse tem que ser o foco!!
    Gauchão, como diz o Hélio e com quem concordo plenamente, não vale nada!!!
    Uma boa vitória na Copa do Brasil e a tranquilidade retorna.

  145. A preocupação do Marcos é procedente, preocupação de gremista.
    O que deu da torcida Geral?
    do nosso publico, sempre acima do esperado?
    no jogo contra o Pelotas, foi constrangedor, a torcida deles gritou o tempo todo mesmo enquanto perdia.
    culpo a Chapa 1 que politizou a torcida prá se beneficiar em votos, atitude tipica que brazinhas e manos-changes tomam prá se eleger, mas culpo tbém a Gestão Duda Kroeff, por não ter sido capaz de resolver o impasse.
    que a torcida é rebelde e dificil de controlar isso é inegavel, mas tem que entender ser proprio da fafixa etária q predomina alí.

    cbimbi

  146. mudando de assunto:

    ALGUEM ME EXPLIQUE PORQUE O GOIÁS ESTA SENDO PRESSIONADO PELA CBF A VOTAR CONTRA O KOFF ” POR CAUSA DO JOGO CONTRA O INTER EM 2007 “????

    ESTAVA NO SITE ZH ONTEM

  147. Marcos, se depender do otimismo do blog, não vai ter ninguém no estádio.

    Amigo Artur. O que decidiu foi o segundo turno, não o primeiro, e o Collor ganhou ! E bem ! O resto é com o amigo lá em cima do jacaré nadando de costas ….

  148. Marcos, ainda …. mas poxa, acumulo de insucessos ? não neste ano né ? de se repetir, estamos jogando contra times menores, mas é o que se tem, não estamos jogando cntra times maiores porque ainda não se está na época de tal …. e o que se exige de times menores ? que se ganhe … e vinhamos ganhando todas, aliás batemos o recorde de vitórias consecutivas de times e encosamos no de seleção, mais a invencibilidade, recorde de novo, de jogos em casa. Pensa que eu acho isto um feito extraordinário ? Não, não acho, mas é histórico, sim, e vinhamos ganhando, então não é um acumulo de insucesos. A unica coisa até então disputada havia sido ganha, a taça do Carvalho. Demais isto, momunemtal isto ? Não, claro que não, mas era o minimo que se exigia e estávamos cumprindo, abaixo de porrada da mídia, e de nós mesmos que vitória após vitória antes do eleogio era pau e pau …. Só se te referes a insucessos do passado …. pode ser, mas ai conta desde 2001 …. não sepode exigir em 1 ano e 4 meses tudo que não tem sido feito desde 2001, nem em 4 meses, este ano, que se ganhe contra quem não se joga e se conquiste o que ainda não se está disputando. Então eu não tenho duvida estas 200 e tantas postagens se dão pelo resultado negativo, ele é o responsável por 200 e tantas postagens. Como disse, quando se ganhava e se ganhou 15 seguidas, e se ganhou a taça fernando carvalho e se manteve 51 jogos invictos no olimpico, as postagens mal e mal passavam de 20.
    O que é isso ?
    Tens razão quanto ao Jonas, fecho inteiramente contigo nele, mas estou olhando o todo.
    E é preciso que se diga, a torcida no final dojogo não foi hostil, não vaiou, não bagunçou, deixou o campo ordeiramente e na boa: a mim me passou uma sensação de pô, fizemos direitinho mas não deu, coisas do futebol. Pode não ter sido isto, pode que não tenhamos feito nada direitinho, mas convenhamos há e esteve havendo durante este ano um brutal exagero. Não é prá tanto. Assim não vamos longe mesmo, a propósito, repito, se o otimismo do blog vigorar, no próximo jogo não vai ninguém.

  149. A PROVA DE FOGO

    NÃO TENHO DÚVIDA DE QUE O MAIOR FEITO E O MAIS HISTÓRICO DA GESTÃO DUDA E DOS ULTIMOS 2 OU 3 ANOS FOI A VITÓRIA NO CLÁSSICO DO CENTENÁRIO. E FOI SEM DÚVIDA O QUE A TORCIDA MAIS VIBROU DENTRO E FORA DO ESTÁDIO.
    AGORA VEJAMOS OS ARTIGOS SOBRE O CLÁSSICO AQUI NO BLOG E O QUE RENDERAM:

    1. VÍDEO 100 ANOS DE ALEGRIA – 30.09.2009 = DOIS COMENTÁRIOS.

    2. DIRETO DEL OLÉ – FUE CLÁSSICO LETAL – 20.07.09 = 5 COMENTÁRIOS.

    3. DIRETO HILTOR MOMBACH – O CLÁSSICO DE ONTEM – 20.07.2009 – 11 COMENTÁRIOS

    Acho que não preciso dizer mais nada !

    Boa semana a todos o Avai vem ai !

  150. Me referi aos insucessos de 2008 e 2009

    Podemos não ter tido titulos importantes de 2001 pra cá, mas o período de 2005 a 2007 foi de sucesso, de muitos resultados, de estádio cheio, de autoestima RENOVADA que disputava títulos e era COMPETITIVO

    E o que preocupa Josias é que das 15 vitórias contra NINGUÉM, nenhuma foi categórica.

  151. BIMBI, na relação entre Torcida Geral e Direção há SOBERBA em ambas as partes. Uns influenciados ainda pela campanha eleitoral, outros por se acharem DONOS DA INSTITUIÇÃO GRÊMIO. No mais, ZINI PIRES hoje reproduz praticamente tudo que nós, “oportunistas, corneteiros, secadores e gremistas desesperados” pensamos. O time não tem esquema, jogadas, posicionamento, organização tática. Silas preferiu Ferdinando a Léo Gago; não quis Marquinhos mas trouxe William e Ozeia (que nem sei se joga). O mais dolorido é que já estou inclusive temendo pelo desempenho no Brasileirão. Mas, bola pra frente, e como gremistas temos de apoiar o time até o final dos campeonatos, com ou sem MEIRA E SILAS. Tenho certeza que os Grenais trarão desfechos: positivos, em caso de vitória, pois iremos com tudo para a C. do Brasil (se ainda estivermos disuputando-a)e Brasileirão;NEGATIVOS com a DEMISSÃO DO SILAS e a “solicitação de saída” do senhor MEIRA (como pode esse senhor permanecer tanto tempo na Direção de Futebl não tendo sucesso, como dirigente do clube, em ano ou momento algum?). Mistérios que somente numa “confraria” poderão ser esclarecidos!!

  152. Eu, como sou maluco, acredito que quarta-feira o Olimpico estará lotado!! Daremos A resposta aos que duvidam da torcida do GRÊMIO, vamos alentar, cantar e empurrar o IMORTAL. Será a grande virada. GRÊMIO rumo a um ano de títulos.
    Mas isso porque sou maluco, e não consigo deixar de ser!!

  153. Eu fui ao jogo com o Pelotas e sai nocauteado, sem ânimo, desiludido. Este era o quadro naquele dia. A maioria do pessoal se apressou em ir para casa de “cabeça quente” e rapidamente. Não foi apenas o resultado da partida que “brochou” a torcida, foram suas conseqüências: a péssima atuação coletiva, a perda da invencibilidade, deixar escapar a chance de ganhar também o segundo turno e trazer para casa o Taça que leva o nome de Fábio Koff, dar uma tremenda “colher de chá” para o tradicional adversário ressurgir dos mortos e, para terminar, ouvir as mesmices das explicações do presidente, do Meira do Silas e dos jogadores. Tudo isso mexeu com os brios da torcida e, como fazemos parte indissociável dela, repercutimos toda nossa frustação aqui no blog. Portanto, não pode haver surpresa, nem argumentos que possam minorar nossa insatisfação. Mas, para alguns, perder o Gauchão, tanto faz quanto fez. Não é o que parece. De minha parte, não gosto de perder nunca, embora saiba que faz parte do jogo. Agora, perder como o Gremio perdeu, em casa, tem que ter uma explicação como deve haver também para a sua longa e recentemente perdida invencibilidade. Somos inteligentes o bastante para não acreditar que fatores aleatórios possam justificar determinadas coisas cuja realidade salta aos olhos. O Blog inchou, não porque o Gremio perdeu, mas sim, porque não sabe porque perdeu. Quando se ganha, todos ganham. Quando se perde, também.

  154. JUVÊNCIO e VITOR: é conversando que a gente se entende. Sabemos que desejamos a mesma coisa. Às vezes é necessário levantar certos assuntos delicados para que a convergência do próximo post dicionarizado funcione.

    Pra que não fique nenhum mal-entendido: dentro dos movimentos em geral (talvez não em todos, mas na grande maioria isso acontece, sim) há pessoas que atiram para todos os lados. E está claro que, pelo menos entre a maioria que enriquece este blog e em grande parte de todos os eventos dos quais participei, existe precipitação, simplismo e ou exagero no elogio, ou tendência à “terra arrasada”.

    Quando isso parte do calor do resultado ou de um desmando que atingiu a algum membro do seu grupo, é até natural que isso aconteça. Porém, há quadros que só fazem isso o tempo inteiro e não participam. Não é necessário citar nomes nem conhecer a todos. Tampouco que um dado movimento ponha o dedo na ferida do outro mas tire os seus da reta. Isso deve (ou pelo menos deveria) fazer parte do processo de escolha interno lá adiante.

    Eu, mesmo, sou muito “verde” em uma série de questões do Grêmio e procuro aprender. Muitas vezes, a minha opinião foi bastante equivocada em função do meu desconhecimento. Felizmente, ouvir e repensar é fácil. Mas, apesar disso, pessoalmente prefiro arriscar e demonstrar a minha posição do que ficar quieto aparentando infalibilidade, inteligência ou sabedoria acima da média. Portanto, ainda acho bastante válido opinar sem esperar alguém mais competente falar primeiro.

    De um modo geral, me alegra ver que há muita gente assim neste blog. Normalmente, magistrados ou pessoas com estilo de senador ou de catedrático agem de forma totalmente diferente. Esses nem vêm até aqui. Não considero errado – é apenas uma questão de estilo e eu respeito.

    Enfim… Vejamos o que acontece e vamos torcer muito para um resultado positivo em “Honolulu” contra o “Hawaii”! ;)

    Aliás, quando é que sai outro Costela no Rolete? Preciso rever os amigos e conhecer tantos outros! :)

    []’s,
    Hélio

  155. O problema da má avaliação não é só resultados de campo. tbém as finanças estão arrebentadas, pagando 200 mil por mes pro rochembach, 170 mil pro cara das dancinhas e outras cagadas.

    claro que vamos lá na 4a feira, isso independe uma coisa da outra. só espero que o nosso generico de autuori e roth não deixe o Maylson no banco.

    estive pensando… ( doeu! ):
    faz falta no Gremio um grupo de fora, não-conselheiros, gente sem ligação nenhuma com movimento algum, mas organizados.
    Que possam se reunir e cobrar da direção ( educadamente! ) os desmandos e rumos que achar existentes.

    cbimbi

  156. JOSIAS: concordo com o Marcos. Estamos imitando o T.A. da década de 1990 e eles estão nos imitando – ambos na pior assepção da palavra.

    Comemorar um único Grenal como um feito relevante?! Ora… Mesmo sendo uma efeméride e mesmo se tratando de um clássico que povoou o nosso imaginário desde a infância, falamos de uma única partida que não foi decisiva nem para um lado, nem para o outro.

    Isso digo antes de afirmar que, assim como o Artur, eu votaria em Duda novamente. Mas aí com a condição de que o Conselho de Administração precisará ser alterado. Ao mesmo tempo, não sei se consideraria positivo indicar um nome qualquer do atual CA (talvez à exceção do Irany, muito querido e muito respeitado, e também do Guerra, a quem ainda não conheço mas que é igualmente respeitado pela sua atuação no Jurídico).

    Pessoalmente, eu prereria que o discurso fosse outro. Seria mais contundente e muito antipopular porém necessariamente pragmático dar uma de Fernando Miranda e dizer que esta gestão veio para pagar títulos para que outros pudessem vir a conquistá-los. Nesse ponto, embora a preocupação com a equação capaz de fazer o estádio lotar e o QS bombar seja a de investir parte do que não se tem (até o limite racionalmente aceitável) para não deixar de obter bons resultados, o extrapolamento de 600 mil/mês de Meira irá pôr por água abaixo aquela economia de cerca de 7 milhões que possibilitaria ao Grêmio encerrar esta gestão Duda com 0% de déficit no exercício.

    Sabemos de toda a ronha que houve em função da diferença de visão do aproveitamento e da função do investimento nas categorias de base por parte dos profissionais e dos abnegados que conhecem o departamento e têm uma visão holística de futebol, que foram sobrepujados pelo Meira, que teve respaldo do Duda. A diferença está exatamente na economia + investimento + lucro futuro que sabemos que será atrasado e minimizado em função do fato de Silas querer ou ter sido instruído a preferir os medalhões tecnicamente inferiores aos meninos já física e emocionalmente prontos.

    Meira está rasgando dinheiro: se não for campeão da Copa do Brasil e se não houver classificação TRANQUILA para a Libertadores 2011, terá sido uma gestão perdida também por alguém que não é do financeiro que está interferindo no planejamento desse setor.

    O tamanho do Grêmio e a esculhambação que faz com que esse tipo de pensamento seja frequente no Rio de Janeiro não pode permitir que um único vice de futebol trate o Grêmio como se estivesse lidando com o Botafogo.

    Acho que, neste ponto, concordamos quase todos. E é como o Marcos falou: uma derrota para um Pelotas bem fisicamente, motivado, com um técnico e com uma direção de futebol BEM MELHORES DO QUE OS NOSSOS motivou toda essa indignação, esses mal-entendidos e também várias convergências.

    De uma maneira ou de outra, mesmo que o inimigo esteja na beira do lago e que nos esforcemos ao máximo pra melhorar e pra preservar a imagem da gestão Duda, infelizmente, a opção por Meira está tornando dificílimo tentar defendê-lo.

    []’s,
    Hélio

  157. MARCOS.
    2005 A 2007 foi o melhor período do clube depois de 93 a 98 com exceção da ´caríssima` copa do Brasil de 2001 e que certamente nos impediu, com aquele gasto, ganharmos uns 3 ou mais campeonatos daquele nível para cima diante das dívidas deixadas naquela desastrosa gestão. Por coincidência eu estava lá nos dois períodos, digo isto porque algumas coisas posso testemunhar, entre elas o fato de que de 2005 a 2007 todo o CD pegou junto e nunca se governou de forma tão tranquila na história do clube – esto dizendo isto aqui mais uma vez – e quando todos pegam absoluamente juntos o Bernardon mata: vai ! O grande segredo do sucesso de 2005 a 2007 foi este, tivemos uma oposição respeitosa, pegando junto com o governo. E foi. Mesmo à distância, hoje não faço parte da direção, em 2009 não foi assim. Agora também já registrei isto aqui, em 2010 está sendo – digo isto também à distância – mas o que me aparenta é que a oposição desde janeiro está atuando na sua, sem espalhafato, sem ´de canela`, na boa e com responsabilidade. Então agora insucesso não passa por instabilidade politica. Não sei se a oposição poderia ajudar mais, ou ajudar, mas o fato é que não atrapalha, ao contrário. Então numa coisa não há o que reparar, a critica que se faz, bem ou mal feita, está endereçada a quem de direito. À direção.

    Quanto às contratações que hoje estão à disposição do treinador, parece que há uma quase unanimidade. Foram boas. Esta de rasgar dinheiro, francamente, não posso concordar. Tem dois jogadores ganhando excepcionalmente bem e que divirjo do que recebem, o Jonas e o gordo Fabio, mas isto não é anormal. Em todas as gestões houve dois ou três jogadores que receberam mais do que deveria e nem por isto se dizia que rasgavam dinheiro. Isto faz parte do risco, embora o do Jonas foi um risco a meu juízo anunciado, desnecessário, mas foi de convicção do Presidente, errado,a meu juízo, mas de convicção. Na gestão Odone tb teve gente ganhando muito, mas muito mesmo, mais do que deveria. Sem contar os bixados que aportaram por aqui, como o R Mendes, por exemplo. Certa x o Vicente lascou uma frase antológica: Quem nunca comprou um bonde por uma fortuna e nunca pagou uma ninharia por um craque ? Na gestão Cacalo se pagou uma fortuna por aquele bebado do Beto e se pagou uma ninharia pelo Paulo Nunes. Então, me perdoem, acusar o Meira de rasgar dinheiro é aquela história que eu digo: na insatisfação se toma na maioria das vezes uma metralhadora giratória e se dispara para todos os lados acertando em todo mundo !
    O Meira pode ser criticado por tudo,mas fez boas contratações e não há exagero anormal – que não tenha sido praticado por todos que por ali passaram – nos salários que são pagos. O que parece carecer, ele, é de um bom discurso – realmente ele é ruim de lata – e a falta de segurança que se tem no que respeita à capacidade de mobilização dele dentro do vestiário. Mas por favor, vamos cncentrar a critica com um minimo de razoabilidade, se não ela perde consistência e credibilidade. Isto esá acntecendo muito por aqui.
    Silêncio, por outro lado, quando aos dados que forneci sobre comentários na vitória e na derrota ! Estão certos os jornalistas, o que vende é a tragédia.

  158. Desde 2008 estamos definhando e aí sendo RACIONAL, Anderson o estádio não vai lotar, sequer teremos metade dele ocupado e a torcida não tem motivo nenhum pra confiar na vitória, podemos até torcer e ter esperança por ela. Eu não duvido da torcida mas ela duvida do time.
    Não houve uma voz sequer da direção convocando-nos e pedindo para acreditarmos, lembra do Pelaipe quando tomamos 3 na Bombonera? Pois falta exatamente isso voz e time que em campo demonstre que quer vencer, enchemos o olímpico tanto pelo discurso como por aquilo que o time vinha fazendo em números e em atitude. Lembram que com o time do Felipão na saída de bola em menos de um minuto tínhamos ou bola na área, ou chute a gol ou escanteio? Ia-se ao estádio com a certeza de vitória.

    Josias eu credito o atual momento do Grêmio ao Meira e por tabela ao Duda que o mantém com ele no cargo não vamos pra lugar nenhum, esse assunto aflora sempre e vamos andar em círculos nele até que a medida cabível seja tomada a SAÍDA DO MEIRA DO CARGO DE GESTÃO DO FUTEBOL DO GRÊMIO.

  159. JOSIAS E MARCOS ALMEIDA, vocês estão com a razão. MEIRA não tem capacidade de mobilização = não tem comando de vestiário. PELO BEM DO GRÊMIO, Meira tem de (obrigatoriamente) pedir para sair. Essa postura seria digna e ajudaria ao DUDA. “Não duvidamos da nossa torcida, mas nossa torcida duvida da capacidade do time.” Grande frase, caro Marcos! Aí é que a Direção tem de (obrigatoriamente) entrar. Então, caro PACHECO, use o MKT e CHAME O POVO TRICOLOR! Então, caro DUDA, passe uma mensagem bem bacana para a MAIOR TORCIDA DO SUL e nos chame para apoiarmos o time contra o Avaí. Esse é o jogo de nossas vidas!!!

  160. Marcos,

    Repito aqui o que escrevi nos comentários do post seguinte sobre “convergência”: tudo bem. Vamos lá: Meira está no poder e tem suas convicções. Como o Josias recorda da frase do Vicente e que é normal pagar-se muito a dois ou três “bondes”, digamos aí que temos argumentos sólidos que nos conclamam a apoiar o Grêmio.

    OK: hoje, ele (Meira) define como ele quer que funcione o futebol do Grêmio. Pode até nos surpreender com algum título inesquecível (embora, como tu, eu também creio que não).

    Temos, então, o degrau abaixo da cadeia hierárquica, que é o do técnico Silas: este, por sua vez, precisa do respaldo da direção para realizar o seu trabalho igualmente repleto de convicções tão subjetivas quanto as nossas, do Vitor, do Artur, do Cesar, do Evandro. E, mesmo como empregado do Meira, necessariamente as escolhas do Silas não precisam concordar com as do seu chefe.

    Tudo isso a gente e a mídia discutimos. Aí, não importa se a gente conhece ou não (embora muitas vezes eu tenda a acreditar que sim, pois não imagino que um Wianey Carlet, mesmo depois de 40 anos de carreira, sempre obeso e de idade mental sempre bastante avançada em relação à sua idade cronológica, entenda realmente de futebol apenas baseado na maneira de noticiá-lo e com base nos seus contatos de dentro dos clubes): se a gente tiver a possibilidade de influenciar quem está lá, então podemos conseguir ajudar o Grêmio. Do contrário, permanecemos como palpiteiros – o que não é nada errado.

    Porém, como palpiteiros, a gente fica aqui à espera de uma leitura que sensibilize e faça Duda, Meira e Silas levarem pelo menos alguns de nossos argumentos em consideração.

    []’s,
    Hélio

  161. Mas nessa hora eu digo: Que se danem todos os problemas políticos que estamos enfrentando!!!
    É hora de lotar o Estádio, fazer nossa Cancha pulsar!
    O Silas não é grande coisa? Não, não é! O Meira mais atrapalha que ajuda? Sim! O Duda não tem o perfil de Presidente que inflama a torcida? Não tem também!
    Mas eu pergunto: E daí? Eles passarão e n´so seguiremos indo ao MONUMENTAL! Alguém aqui deixou de ser GREMISTA em 2004? em 1991? Não!
    Então azar! Quarta-feira é todo mundo no Olímpico porque o GRÊMIO é a verdadeira razão de tudo isso.
    Não poderei ir ao Costela no Rolete porque vou estar no Olímpico o quanto antes. Por mim já era quarta-feira…
    Hélio: Tu ta de brincadeira né??? PPV????

  162. Comecei a me perguntar sobre se não estou sendo ansioso ou bipolar demais. Isso me faz perder o equilíbrio. Quero, sim, criticar e participar. Porém, dependendo de como falo, não estaria eu cumprindo o desgostoso e repreensível papel de “fogo amigo”?

    A maioria dos frequentadores deste blog ou é conselheiro, ou possui simpatia pelo G6. A independência (ou dependência) do modelo da situação ou da oposição é altamente subjetiva e repleta de nuances. As discordâncias são normais, assim como a concordância não sem antes haver alguns debates. O que não pode é haver divergência pura e simples, nem tampouco falsos consensos.

    Mas, voltando ao assunto: como contornar o difícil dilema entre apoiar a situação e não me abster de criticá-la e evitar dar a falsa impressão de que estaria fazendo o circo pegar fogo?

    Quero, aos poucos, à medida que a minha obrigação acadêmica e o meu orçamento permitirem, poder adquirir os mais diversos livros sobre gestão, sobre esquemas táticos, sobre biografias e sobre a história de vários clubes importantes do Brasil e do exterior. Acho que isso ajuda a reforçar a opinião de todos.

    Inclusive proponho a todos que divulguem quais livros possuem, o que acharam de mais interessante neles e se estariam dispostos a montar uma biblioteca – ou, melhor: de incentivar o Grêmio a abrir uma biblioteca (livros, periódicos e DVDs) + banco de dados digital vinculado ao Memorial Hermínio Bittencourt, que pudesse ser consultado sem retirar, tanto para lazer quanto para alguma pesquisa em prol do clube.

    Cada um na sua área também poderia tentar trazer personalidades que possam ajudar em termos de Direito Esportivo, Preparação Física, Engenharia, Arquitetura, Economia, Nutrição, Psicologia do Esporte, Marketing Esportivo, Comunicação e assim por diante. Simpósios abertos, independentemente do movimento de quem tenha feito o contato.

    Creio que esse, sim, seria um passo aparentemente singelo, mas de suma importância rumo à profissionalização. Afinal de contas, um conhecimento maior difundido entre o associado mais engajado e entre os conselheiros certamente diminuiria muito o peso da cornetagem interna e externa.

    []’s,
    Hélio

  163. Aliás, dia 21 é feriado, então seria um dia tranquilo, sem pressa e maiores compromissos.
    Assim, pdoeriamos desfrutar mais das conversas sobre o Grêmio.
    Abraços

  164. VITOR.
    SE O GRANDE PRESIDENTE HELIO DOURADO FOSSE PENSAR ASSIM, QUANDO NINGUÉM QUIS E ELE ASSUMIU, TINHAMOS FICADO SEM VESTIÁRIO. ELE NÃO TINHA MAIS IDADE NEM SAÚDE PARA ENFRENTAR, MAS NÃO DEIXOU POR MENOS. FOI PARA LÁ. DEU NO QUE DEU, QUEM CONHECIA BEM O G DE PERTO SABIA QUE IA DAR NO QUE DEU. FICO CONSTRANGIDO DE FALAR ISTO PORQUE ESTOU FALANDO DE UM GRANDE PRESIDENTE. MAS NÃO EXIJA DE UM GREMISTA QUE ELE PEÇA PARA SAIR SABENDO QUE O PRESIDENTE VAI TER ENORME DIFICULDADES – E JÁ TEVE – DE ENCONTRAR QUEM O SUBSTITUA. FICARIA O GUERRA NO VESTIÁRIO SE ELE MEIRA CAISSE FORA. E EU NÃO TENHO DÚVIDA DE QUE É PREFERIVEL O MEIRA COM TODA A DESCONFIANÇA DE TODOS DO QUE O GUERRA QUE É VERDE NO ASSUNTO.

    OBS. AS 20 E 30 NA METROPOLE, LÁ NO FUNDO, À ESQUERDA, JUTNO AO PAREDÃO DO BANHEIRO, COSTUMO ESTAR COM MEUS FILHOS. QUEM NÃO PROVOU AINDA A COSTELA DO SEU FELIPE NÃO SABE O QUE É BOM.

  165. Josias:
    Eu já almocei ali várias vezes, já inclusive conversei contigo ali depois do jogos, junto com o Ducker. Mas parei de ir ao descobrir que o senhor de mais idade, acho que pai do que atende, é torcedor do TA. Confere?
    Mas igual estarei presente e para um bom papo!

  166. Anderson. Vou te dizer o seguinte. Conheço o Sr. Felipe há quase 40 anos. Ele foi garçon no barranco há muitos e muitos anos atrás. Depois teve diversos lugares. Uma churrascaria na Getulio chamada A MOENDA que ficava aberta toda a noite e era muito bem frequentada. Depois teve uma galeteria no centro. Teve um outro bar na getulio chamado o Rancho e foi dele o Frango ao Cesto que até hoje anda lá. Até que comprou o prédio da Métropole e ali trabalha com os filhos que o ajudam. Ele tá com a vida, hoje, dono do imóvel, na boa. Seus filhos o ajudam de noite, são trabalhadoares ao extremo, um é um belíssimo professor de matemática, fisica e quimica, e vive de aulas particulares, dá aulas para os meus filhos, o outro trabalha não sei exatamente ocm o que mas ele sozinho reformou toda a churrascaria, pintou, rebocou, fez os banheiros, um negócio. Acho que o seu Felipe no passado deve ter sido colorado, mas ele nunca falou de futebol comigo torcendo para um ou para outro. Já sequei o SCI ali vendo tv na churrascaria e ele nunca esboçou nenhuma reação cm jogos dos vermelhos, ganhasse ou perdesse, nem ele nem os filhos. E olha, eu vou ali não só em dias de jogos, vou muito seguido ali. E digo o mesmo dos seus filhos. Prá mim, te confesso, que tanto faz como tanto fez, o certo é que é uma pessoa de bem, decente, trabalhadora, e criou sozinho seus filhos com muita luta. E a comidinha que fazem ali é um espetáculo. Tudo que é feito é bom, a massa é demais de boa, a polenta com queijo, frita, não conheço outra em Porto Alegre e se pedires com tempo um galeto assado vais lamber os beiços meu amigo. Como se não bastasse isto ele compra a cerveja que eu peço e o vinho que gosto mais. E se frequentares ali com assiduidade, idem idem ….
    É o que posso te dizer dele.

  167. http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Gremio/0,,MUL1566378-9868,00.html

    O Grêmio faz um dos jogos mais importantes do ano nesta quarta-feira. Às 21h50m, recebe o Avaí pelas oitavas de final da Copa do Brasil. A previsão da diretoria tricolor é de público entre 15 mil e 20 mil pessoas na partida. Será o primeiro jogo desde a derrota de 2 a 1 para o Pelotas, que quebrou sequência de 15 vitórias seguidas e encerrou a invencibilidade de 51 partidas no Olímpico.

    Se a direção do Grêmio espera só 20 mil nesse jogo então o que eu vou dizer…
    Nada de discurso inflamado, mobilização zero, esse é o retrato dessa gestão. Desde 2009 o discurso fraco espantou a torcida!
    Gauchão 2009:
    Média Público Total 13.561
    Média Público Pagante 10.185
    Ocupação estádio 26,59%

    Gauchão 2010:
    Média Público Total: 12.037
    Média Público Pagante: 10.143
    Ocupação estádio 23,60%

    Mesmo com uma final de turno em 2010 e uma melhor campanha, a média é menor.

  168. Caro amigo Josias,
    Esse é um espaço esportivo, mas também cultural. No segundo turno no RS em 17-12-89, Lula fez 3.366.802 votos e Collor apenas 1.532.826 votos. Portanto, em nosso Estado quem ganhou foi Lula.
    Esse é o resultado final do TSE .
    Fonte: As eleições no Rio Grande do Sul de 1982 a 1989( inclusive para a Presidência da República ). Suplemento. Ed. Síntese Ltda.

  169. Amigo Hélio, gostei da obesidade do Wianey. Sabes por que ele não consegue enxergar o futebol? Porque ele via Nei, mas não vê mais. Infame né?

  170. Últimos quinze minutos do Avaí contra o Brusque mostraram uma equipe marcando muito e com ataque rápido, Roberto e Vandinho são velozes. Pela pequena amostragem, jogo complicado. Pareceu-me bem superior ao Pelotas. Teremos que jogar no limite.

  171. bah é mesmo, pqp! direção espérar só 20mil, e alardear isso!! é pensar pequeno,cacete!!
    tanta gente querendo ajudar no mkt prá agitar, e com competencia, ficam esses caras de donos do queijinho, não querem largar, pouco importa o clube..
    desculpem o DESABAFO MAS TÁ DIFICIL DE AGUENTAR ESSA DIREÇÃO!! reconheço que existe gente boa e muito boa lá dentro , mas na proxima eleição tem que ser feito uma oxigenação!! pqp!!

    cbimbi

  172. JOSIAS, meu caro, às vezes tenho a impressão que meus pensamentos enroscam-se qdo conversamos eletronicamente. Veja bem, de um lado, afirmas que o MEIRA não tem capacidade de mobilização. De outro, concordando com tua assertiva, concluo que, não tendo o principal requisito para comandar um vestiário, o gremista e dedicado MEIRA tem de solicitar sua saída. Nada contra ele, pois o tenho como um grande tricolor e que inclusive ajudou, quase no final, a obtermos 9 votos a mais para a quebra da antidemocrática CLÁUSULA DE BARREIRA em set de 2007. Apenas acho que ele, MEIRA, não tem o perfil para COMANDAR O FUTEBOL. Minha contrariedade em relação ao que pensas fica por conta da compreensão em torno do GUERRA. Eu não tenho dúvidas de que o GUERRA, mesmo com sua juventude, mobilizaria o grupo de jogadores. Apenas sugiro que algum gremista com serviços prestados ao futebol fique ao lado dele. Espero que todos acreditem que acreditar no trabalho do GUERRA, no futebol, não tem qq relação com política ou G6. Espero que o CA acredite nisso. O GUERRA é inteligente, tem muito boa oratória e muita energia para inflamar o bom grupo de jogadores montado pelo tb grande gremista MEIRA.

  173. Toda razão com quem está identificando a falta de convocação e mobilização.

    Isso não é corneta. Isso é colaboração.

    ACORDA DIREÇÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  174. Pensei num detalhe que não me parece nada sutil. E vai de encontro ao dilema (que pode ser integrado, vide exemplo do Paulo Deitos) abnegados e profissionais.

    Imagina se eu fosse psicólogo e, por ser um cara legal e muito dedicado ao Grêmio, depois de alguns anos ajudando o clube até mesmo financeiramente, alguém me convidasse pra uma chapa do Conselho de Administração focado diretamente em finanças.

    Deveria eu aceitar?! Honestamente, acho que não.

    Deu pra entender o que se passa no Grêmio? O fato de o jurídico dar certo só ocorre porque a maioria dos conselheiros são advogados. Nesse caso, felizmente, é como no caso de um país que investe decentemente em esporte e educação: tem tanta gente praticando que é impossível não tirar um craque dali. O problema é que, não raro, se faz um cara que jogou vôlei a vida inteira ter que disputar patinação no gelo só pra gente ter um representante nessa competição.

    []’s,
    Hélio

  175. Se a mobilização ai em POA não está lá estas coisas, o que não entendo, para o jogo do Avai, aqui em Floripa vai faltar espaço pra torcida do GRÊMIO e faremos a maior festa já vista fora do RS para receber o IMORTAL, depois do 7×1 no Figueira.

    E tenho dito!

  176. Sério?? Não deu para entender o caso do retaurante? Deixa pra lá isso então…
    Sobre a mobilização para o jogo, esse é outro ponto onde a direção falha bizarramente. Ta começando a ficar difícil de achar o ponto onde essa direçao é boa. Mas certamente alguém vai me contar alguma coisa, ou me ofender por perguntar, ou ainda falar muito sobre o nada.. Mas pode ser que essa gestão seja realmente excelente. Digo, não que importe, não apoio mesmo. É ruim demais. Não saber nem convocar para um jogo.
    E olha que eu torço para queimar a língua, mas ta difícil.

  177. Artur. O RS ainda é um Estado da Federação Brasileira. Apenas 1.532 … ? Ou seja, apenas mais ou menos a população da capital ? É isso ? Ah tá. Eu acho que tu não entendeu a minha ironia. Mas vamos lá vou desenhar pra o amigo: eu disse que eu votei no Collor, como todo mundo ( ele ganhou as eleições no território nacional, só no RS foram os teus apenas 1.532 …. ) mas hoje eu pergunto quem votou e não foi ninguém …. Deu prá entender agora ? Não ? Então façamos o seguintes = deixa assim !

    Anderson: vou desenhnar pra ti também: não sei se ele e os filhos são gremistas ou colorados; nunca demonstraram gremismo nem coloradismo: e, por derradeiro, à mim pouco importa o que sejam …

  178. Ruschel. Se o Guerra possui tais qualidades então por que não a emprega ? Não te esquece que hierarquicamente ele está acima do Meira. Vou te relembrar, o Evandro, quando estava com o Saul, era o 2o homem. No vestiário, contudo, o inflamador era ele, não o Saul, primeiro homem. Se o Meira não está te aprovando, bem, então o Guerra também não pode estar. Vamos colocar outra coisa tb por ser imperioso. Nós não sabemos o que se passa no vestiário. Eu nunca assisti uma palestra ou um discurso do Meira antes do jogo. Nem nunca perguntei para qualquer atleta qual a repercussão e influência do Meira lá dentro. Eu não sei. Por exemplo, ele teria alguma influência nestas 15 vitórias consecutivas e nesta invencibilidade no olimpico e na conquista da taça Fernando Carvalho ? Será que ele apena influenciou no mau resultado ? Não sei Ruschel, estou te perguntando. Se é para debater, que seja debatido tudo.
    Sobre mobilização. Qual tem sido a média de público no Olimpico este ano ?
    Não sei, juro que aqui não vai ironia alguma, não sei qual a média mesmo ! Ano passado andou por volta de 30 mil pessoas, o que me parece ser excelente uma das melhores do país e o Grêmio vem há anos pontiando ou muito perto. Alguem podeia ver isto, e ai poderíamos ter uma idéia da mobilização. A geral invariavelmente lota, parece que, historicamente, o problema fica nas cadeiras que não lota, só em decisão – e ai aparecem os que não vão nunca para dar carteiraço – e é de onde nascem as vaias e a corneta … depois desce para a social que, invariavelmente lota só no meio e nas extremidades voltada para o ataque do time, exceto, claro, em decisões, que nem as cadeiras.Mobilizada a Geral sempre anda, vejo pelos meus filhos que são geraldinos. Parece que a falta de mobilização quando ocorre se dá ali, entre nós, cadeiras e sociais.

  179. é muito dificil aguentar assistir jogos das cativas; começa um idiota a berrar opiniões contra jogadores já a 2 min de jogo. todo mundo é obrigado a ouvir.
    tenho uma tese, levantda pelo Evandro e eu adoto, que esses caras estão nervosos com o que pode estar passando em casa
    os caras são muito malas.
    gosto de asistir pro lado da geral, pq aí o barulho da vibração abafa os corneteiros
    qto ao Meira, admiro a lealdade do Josias, mas é uma tarefa árdua ( a defesa dele )…

    cbimbi

  180. Josias!!!!!!!
    Amanhã a gente acaba com todos esses problemas de comunicação. O problema da internet é esse, a não ser que se tenha genialidade ao escrever, as coisas podem soar diferentes do que se quer realmente dizer. Vários mal entendidos acontecem.
    20:30h lá no bar Metrópolis, que eu frequentei MUITAS vezes. Abraço

  181. Em 2009 a média de público foi uma das piores dos ultimos anos do Grêmio.

    Brasileiro Média de Publico Total
    2006 25.630 1º lugar
    2007 21.937 6º lugar
    2008 31.725 2º lugar
    2009 20.941 9º lugar

    Gauchão Média de Público Total
    2007 15.264 8 jogos + 2 em cidreira
    2008
    2009 13.561 9 jogos
    2010 12.037 12 jogos

    Libertadores Média de Publico Total
    2007 42.671 7 jogos
    2009 34.588 6 jogos

    Não consegui os numeros do gauchão 2008

  182. Anderson: sem stress, na boa …. o problema é que a escrita ´não tem entonação`, então ás vezes parece que se está gritando, censurando, o chinelando, e não se está …. mas fica frio to na boa ….

    Cesar: não estou sendo leal a ninguém; não tenho nenhum compromisso com o Meira de espécie alguma; não faço e nunca fiz parte do(s) grupo(s) dele; tampouco sou direção, menos ainda apoiei ou incentivei ele ser indicado pelo Krieger e depois continuado com o Krieger saiu …. então não me sinto leal nem desleal…. procuro ser justo, só isto, nem sempre consigo, mas procuro …. ademais em já tendo sido dirigente e sabendo como é duro desempenhar funções na adversidade, acho que posso compreender um pouco mais a situação de quem está lá trabalhando para tudo dar certo e acorda tomando pau, passa o dia tomando o pau e dorme tomando pau, sendo que ele é que tem que resolver tudo e contentar a todos num lugar que nunca ninguém fica contente … como disse, ele vai sair, vai entrar outro e em 2 resultados ruins começa: se era para entrar esta naba que ficasse o que foi embora …. vide Roth, Autuori etc….. só isto nada mais do que isto

  183. Vou dizer aonde baixa a média de frequencia, por isto se vê a olho nu nos jogos: nas cadeiras ! ali que se faz a diferença ….. por isto quando eu digo que a verdadeira torcida está na geral, tem gente que fica braba comigo, mas é só olhar ….

  184. Pois é, se é evidente que a média de público vem baixando já desde o ano passado, não seria um sintoma de que está na hora de mudar alguma coisa?
    No lado subjetivo tem o distanciamento entre a atual direção e a torcida que ocorreu no inicio de 2009 e vem se prolongando junto com o discurso pouco atrativo.
    A Geral enfraqueceu e perdeu adeptos, o estádio ficou mais morno e perdeu um pouco da graça.
    Esses poderiam ser motivos para a queda de público.

    Também tem a questão dos horários dos jogos, pelo menos no gauchão. Realmente é duro de ir no Olimpico domingo as 19:30 pra ver jogos
    contra Universidade, Porto Alegre…
    Jogo quarta ou quinta as 21:50 é palhaçada também.

    Porém, a média no Brasileiro, que tem jogos em horários um pouco mais acessíveis e contra times de massa, também caiu em 2009.
    Muito se deve a campanha mais fraca em relação a 2008, mas nada que justifique a pior média desde 2004!

    Mesmo na Libertadores a média em relação a 2007 ficou bem mais baixa.

    Outro ponto que pode ser causa dessa redução de presença é o valor do ingresso, cada vez mais caro.
    Cobrar R$ 30,00 na arquibancada e R$ 50,00 na cadeira central para um jogo de gauchão é demais.
    Ta certo que o ingresso não pode ser tão barato a ponto de desestimular o associado, porém para esses jogos pífios do gauchão
    poderia haver alguma excessão, alguma promoção, incentivar o torcedor a ir ao estádio.
    Mas a inércia impera.

    O cara que não é sócio jamais vai sair de casa em um jogo sem apelo popular, as 21:50 para pagar R$ 30,00 de ingresso + transporte + comida. Só louco mesmo!

  185. Josias, o teu texto aparece: “só que aqui no RS ele foi vitorioso”. Ele não foi vitorioso no RS.
    Quem sabe eu não interprete um texto?

  186. Na verdade, não se pode dizer que a média diminuiu ou aumentou. Aparentemente essa redução fica por conta do acaso (faltam dados para um estudo estatístico melhor), vale dizer, uma diferença menor de 25% não nos autoriza a nada. Talvez, e não mais do que isso, poderia indicar uma tendência. Inúmeros fatos podem ser levantados: preço, hora, época, clima (temperatura e condição atmosférica na hora do jogo), adversários, interesse, outras atividades, resultados e desempenhos abaixo do esperado (mesmo com vitória), falta de apelo promocional, e por aí afora. Querem um exemplo de distorção estatística: o maior número de torcedores em 2008, no Brasileiro, se deve ao motivo Celso Roth. Olhando em bruto os dados expostos, não parece que uma categoria social tenha prevalência sobre a outra, dados os números totais de público e de pagantes. Tipo da informação que, bem trabalhada, poderia ser um importante instrumento de planejamento, controle e avaliação. Programas computados existem e muitos. Falta é perceber a importância de trabalhar esses dados.

  187. Raul,
    Podemos discutir as possíveis causas da diminuição da média, mas é fato que houve uma redução, ou uma tendência à redução.
    Concordo contigo que os dados precisam ser melhor trabalhados. Eu to fazendo uma análise simples, é claro que o assunto merece um estudo mais completo.
    Quero acreditar que os responsáveis no Grêmio pensam a respeito disso tudo.

  188. o principio é exatamente esse, Kegler: haverá na Arena diversos tipos de acomodações ( mais de 10 ) com preços radicalmente variados, de modo que o lugar de luxo meio que subsidia o ingresso popular.
    é mais ou menos assim

    cbimbi

  189. Bom comentário, Rafael. Pois é, eu não tenho como afirmar redução. A série histórica é pequena e faltam os dados agrupados mes a mes e por ano. Ocorre que, sabe-se, a média é uma medida de tendência central, que ignora os extremos e sem os dados brutos, não temos como saber o grau de desvio, a sua variação e nem se pode estabelecer uma medida de tendência mais do que palpite. É o que fiz, palpitei. E só com medidas multivariadas é que se poderia saber qua(is) a(s) variável(is) que está(ão) influindo na freqüência do público. Mas a Direção Administrativa bem que poderia fazer isso, posto que é de muita importância conhecer quais as variáveis para poder corrigir e apontar novos rumos para a política de administração e de mercadização do Clube. Como escrevi: tudo isso está à disposição, é só querer.

  190. Senhores, já que, neste tópico, comentam sobre Meira, aproveito para lhes colocar o seguinte nome para “Gerente Remunerado de futebol” (espécie de R. Caetano ou M. Galvão): DANRLEI! Ontem à noite, lendo aqui e ouvindo ali, pensei exatamente em DANRLEI. Explico: além de seu passado VITORIOSO (para mim, o maior goleiro da história do Grêmio – nosso Pelé do gol), da sua explícita PAIXÃO pelo clube (q inclusive o prejudicou na profissão, pois, não tenho dúvida alguma em afirmar que, não sendo tão identificado com o Grêmio, seria o MAIOR GOLEIRO DA SELEÇÃO BRASILEIRA), da sua IDENTIFICAÇÃO com a torcida (é uma BANDEIRA TRICOLOR), da sua boa forma de EXPRESSÃO (boa oratória) e do seu TEMPERAMENTO PASSIONAL , espécie de “GREMISMO DESESPERADO”(suava sangue pelo Grêmio, seus gestos eram de pura raça durante os jogos, suas inúmeras lágrimas derramadas em cada decisão e conquista emocionavam a todos nós,..) e do RESPEITO que todos os jogadores devem ter por ele (é um LEVANTADOR DE TAÇAS, MULTICAMPEÃO, foi um CRAQUE do gol,…), penso que DANRLEI teria o perfil para trabalhar dentro do vestiário, a fim de MOBILIZAR PERMANENTEMENTE CADA JOGADOR DO GRUPO GREMISTA. Penso inclusive que, caso Meira permaneça, DANRLEI trabalharia normalmente com ele e tb com o GUERRA (Guerra tem um admirável perfil de racionalidade, moderação, tranquilidade,..). DANRLEI portanto tem o perfil e a capacidade necessária para MOBILIZAR O VESTIÁRIO; sacudi-lo e transmitir determinação e espírito de luta, pois seu passado no Grêmio o avaliza. Acho que o COMANDO DE VESTIÁRIO estaria reunindo os perfis certos para o atual momento do Grêmio. DANRLEI inclusive já manifestou que um de seus sonhos é o de ser PRESIDENTE DO CLUBE. Então acredito que, caso DUDA faça o convite, DANRLEI aceitará. Amigos, temos de vencer o Gauchão e a C. do Brasil! Temos de ir bem na Sulamericana e tb no Brasileirão (vencê-los!?). Posso estar redondamente enganado, mas acredito que DANRLEI tornaria o vestiário motivado sempre!!! O que acham?

  191. Artur, o tema já mudou umas 15 x …. de qqer forma, não tem mais a menor relevância esta questão e nem ela era o foco da discussão, o foco era: o mundo votou no cara, eu assumi, e cade os outros ? Entendeu ? Anderson, me faz um favor … dsenha pra ele … obrigado….
    Artur…. Abraço.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta para Jardel Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.