Participe da discussão

17 comentários

  1. Mais uma virada.
    Pois por puro masoquismo resolvi ouvir o sala de domingo e fui brindado com três pérolas.
    Duas do Benfiquinha:
    O Mário não sabe marcar e Douglas não é combativo o que compromete o meio de campo…
    a outra fio ochoro de um tal de Siegman sobre a tabela do gauchão e o problema de datas com a Libertadores, onde está a assessoria de imprensa gremista nessa hora? Nã há rádio escutas que possam acionar algum dirigente que ligue pra rádio e rebata esses impropérios e bobagens postas ao vento toda hora?

  2. Muito calor. Jogo medíocre. Nenhuma novidade. Muitas improvisações e um confuso sistema tático. Vitória da folha mensal de R$ 3.000.000,00. Este filme eu já vi. Fato a comemorar: a vitória. Fato a lamentar: a lesão do Lúcio. Vamos adiante, pois, pois…
    De saída, peço vênia para descontrair fazendo uma pequena brincadeira com a célebre sentença de Camões: “vencer é preciso, jogar bem não é preciso”.

  3. Messias, além da vitória , a atuação do Mithyuê deve ser ressaltada. O menino é bom de bola. Foi destaque no brasileiro sub-20 em 2009. Está voltando de uma grave lesão.
    Foi craque no futsal e está mostrando futebol e personalidade. O Fernando é outro garoto com futuro promissor.

  4. Um momento poéitico no blog, a bem da verdade.

    Navegar é Preciso

    Navegadores antigos tinham uma frase gloriosa:
    “Navegar é preciso; viver não é preciso”.

    Quero para mim o espírito [d]esta frase,
    transformada a forma para a casar como eu sou:

    Viver não é necessário; o que é necessário é criar.
    Não conto gozar a minha vida; nem em gozá-la penso.
    Só quero torná-la grande,
    ainda que para isso tenha de ser o meu corpo
    e a (minha alma) a lenha desse fogo.

    Só quero torná-la de toda a humanidade;
    ainda que para isso tenha de a perder como minha.
    Cada vez mais assim penso.

    Cada vez mais ponho da essência anímica do meu sangue
    o propósito impessoal de engrandecer a pátria e contribuir
    para a evolução da humanidade.

    É a forma que em mim tomou o misticismo da nossa Raça.

    Fernando Pessoa

  5. Artur Ferreira!
    Realmente os jovens Mithyuê e Fernando são afirmações dentro do atual plantel. Acredito que no plano individual, além deles, sobressaem o Mario Fernandes o Borges, o Vitor e o Douglas. Os demais, com a ressalva do William Magrão (rezo para que volte a jogar o que jogava) e do Jonas (que perde, mas faz muitos gols), são jogadores medianos e razoáveis, sendo que um ou dois não tem o perfil e nem a qualidade mínima exigida para fazer parte do elenco. É um bom grupo. No Rio Grande do Sul, só o co-irmão tem melhor, mas não tanto. Sei, também, que o treinador não vai dar futebol pra quem não tem. Portanto, tá na hora de definir quem é quem (titulares e reservas) e dar continuidade de trabalho aos escolhidos. As constantes mudanças de posição e função dos jogadores e alterações na estratécia de jogo, ao mesmo tempo que auxiliam o treinador a fazer suas avaliações e tirar cocnclusões, também servem para confundir os jogadores que a cada jogo se deparam com formações e esquemas distintos, dificultando o entrosamento e inibindo uma ação coletiva mais qualificada. Posso estar sendo exigente demais uma vez que o ano recém começou. Mas, o mesmo se pode dizer dos adversários que tem o mesmo tempo de preparação e muito menos recursos. Queremos ver em campo um time bem postado, senhor de suas ações e que durante todo o tempo de jogo inspire preocupação nos adversários. Agora, é de se esperar uma resposta mais rápida e convincente, haja vista a estrutura e o material humano que o Departamento de Futebol vem colocando à disposição da Comissão Técnica. Dá-lhe Gremio!

  6. Caro Messias,
    Excelente a tua análise, porém como dizia o gen. Geisel ao fechar o Congresso e criar a figura do senador “biônico” em 1977: “A democracia é relativa”.Futebol também é relativo. Um jogador como Fábio Santos pode crescer ao longo de um campeonato. Leandro da mesma forma.
    O time do Felipão e do Cacalo era maravilhoso, talvez o mais discreto fosse o Arilson que chegou à seleção. Lembras dos reservas: Luciano, André Vieira,Jaques…

  7. Jorge Vieira!
    Obrigado pela lembrança. Trocar Fernando Pessoa por Camões, ambos expoentes da poesia portuguesa e unioversal, mesmo que no açodamento da escrita, foi um erro imperdoável, De qualquer modo, sinto-me lisongeado com a companhia de um interlocutor tão atento. Que a forma elegante com que fui alertado de meu equívoco sirva para estreitar ainda mais nossa convivência neste espaço.

  8. Time medíocre…
    9 jogos e em 8 saímos perdendo…

    Quando vão abrir os olhos e deixar de acreditar em papai noel.

    Essa direção de futebol é F…
    E to para falar, o Rospide é melhor que esse Silas…

    Temos que parar com desculpas e cair na real galera… O TIME ta foda e não temos zaga, esse ano será F… se continuar assim…

    Tem coisas que são reais, papai noel e coelhinho da páscoa não amigos… e o time do Grêmio é real e tá muito fraco…

  9. Carlos!
    Qualquer equipe do interior do Rio Grande do Sul por mais que treine, não pode entrar driblando na área do Gremio, e muito menos a defesa pode se deixar envolver tão facilmente. Eu, pelo menos, não aceito isso. Se tal acontece, é porque algo não está bem. Não devemos apontar o condicionamento físico das equipes adversárias como o fator de desequilíbrio (por estarem treinando há mais tempo), porque na prática o Grêmio vira o jogo no segundo tempo e isso requer dos atletas uma condição atlética razoável. Da mesma forma, não devemos creditar esta instabilidade defensiva à falta de entrosamento, porque, se não me engano, com exceção do Maurício (que chegou este ano) e do Saimon (que no ano passado jogou na lateral e pouco), os demais jogadores já estavam no plantel como titulares ou como reservas imediatos. Portanto, treinavam juntos. Tenho a convicção de que a zaga atual do Gremio é técnicamente superior as dos times do interior. Fica então a pergunta: qual o motivo para tanta instabilidade? Será falta de cobertura? Será falta de pegada ou está faltando a mão do treinador para posicionar melhor o grupo? Tenho reparado que o meio de campo é um grande latifúndio por onde transitam livremente os jogadores adversários. Que aos laterais ou aos alas não é dada a cobertura quando somos atacados e que tampouco são apoiados quando vão à linha de fundo. Faço uma ressalva para o Maílson que me tem surpreendido com sua movimentação e dedicação. Porque o clube vem fazendo um grande esforço para dar ao treinador um bom plantel, tudo o mais me preocupa, uma vez que os resultados, a meu ver, e tendo como parâmetro o gauchão – o “cafézinho”, segundo Fábio Koff – não são de entusiasmar.

  10. Carlos!
    Entenda “os resultados, a meu ver, e tendo como parâmetro o gauchão, não são de entusismar”, não como uma referência aos resultados dos jogos que tem sido positivos em que pese as dificuldades , mas sim, quanto ao desenho tático e à dinâmica de jogo que, estas sim, deixam a desejar.

  11. Marcos.
    1. O BENFIQUINHA JÁ É UMA PÉROLA. ELE NEM PRECISA ABRIR A BOCA.
    2. ASSESSORIA DE IMPRENSA. GRÊMIO. SETOR COMUNICAÇÃO. ESTAMOS DE FÉRIAS.

    ABRAÇO

  12. A PROPÓSITO, DO BENFIQUINHA, ESTA PÉROLA DO NOSSO JORNALISMO, HÉLIO ALÔ HÉLIO.
    ALGUNS POST ATRÁS REGISTREI O AMIGO FLANDO SOBRE DIOGO OLIVIER ….
    ESTE CARA ERA O SECRETÁRIO DO BENFICA NO CASO DAS OVELHINHAS.
    AQUELA REPORTAGEM, LEMBRA, QUE O PROF. RUY CARLOS OSTERMAN MUITO ACERTADAMENTE DENOMINOU DE P A T I F A R I A !

  13. Almeida…

    Tenho uma grande preocupação.
    Talvez não foi pra mim, o que tu disse, mas achei uma oportunidade boa de falar.
    Sei que resultado é ao final da partida. Mas estamos saindo perdendo contra 90 % dos nossos adversários.
    Ja pensou que desses 8 que sairam ganhando de nós, um só pode ser considerado clube grande, e tu lembra o resultado… DERROTA em mais um grenal.
    Agora o que me preocupa é num brasileiro, onde sair perdendo significa que do outro lado não temos esses times do interior gaúcho e sim time da Serie A do brasileirão.
    Por isso que to metendo tanto o PAU, pois é hora de acordar…
    E quando a fase é ruim meu amigo eu ja vi onde tudo acaba 2 vezes e estou preocupado

    Grande abraço

  14. Josias,

    O Diogo Olivier é bem informado e, até prova em contrário, correto. Inevitavelmente, também escorrega nos problemas inerentes à dependência do patrocinador que põe o pão à sua mesa e ao gigantismo arrogante da indústria da qual faz parte. Estar inserido nesse contexto significa, entre informações e apurações tecnicamente corretas, polemizar para vender mais.

    Quando isso acontece, fica claro que não existe imparcialidade nem isenção e que a verdade depende de quem conta e de quem escuta a história.

    A depuração da mídia de massa está ocorrendo na internet. Porém, como o Brasil é um país ainda pouco conectado, aqui esse processo irá demorar mais tempo.

    []’s,
    Hélio

Deixe um comentário

Deixe uma resposta para Hélio Sassen Paz Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.