Participe da discussão

18 comentários

  1. shuashuashua
    Cade o Bernardon pra escrever AGORA VAI?
    Esse é o jogo pra ele ter dito isso o tempo todo.
    Volta Bernardon.
    Agora vai.

  2. Al
    is blue, blau, blauw, bleu !?
    Al go a dizer ?
    Al disney ?
    Will be ?
    Vamos ver !
    Esperar e pagar !
    Vamos torcer !
    Al quaeda neles !

  3. Aconteceu o que já sabíamos. Não se podia esperar outro resultado dada a disparidade técnica entre as equipes. Continuamos com os mesmos problemas defensivos, que a meu ver são conseqüência da falta de proteção ao setor que por si só é instável. Dada as características ofensivistas dos jogadores da meia-cancha, os avanços dos alas quase sempre deixam generosos espaços às suas costas, o que enseja rápidos contra-ataques ao adversário. Cabe ao treinador ajustar a mecânica de jôgo, a fim de estabelecer um equilíbrio entre as ações de ataque e defesa, exigindo dos jogadores um melhor posicionamento, conforme a situação.
    Ainda continuamos com as improvisações de jogadores em determinados setores, sem que os mesmos tenham aptidão para tal. A meu ver, carecemos de um “xerife” na defesa e um meia com vocação defensiva posicionado à frente da zaga, mas com qualidade para sair jogando. Aos poucos o Lúcio vai entrando em forma e readquirindo o futebol que conhecemos. Deixará de ser titular só se vier alguém melhor de fora. Quanto ao Borges – mesmo reconhecendo a fragilidade do adversário – bastou o Jonas (que se movimentou bem) encostar nele para sua vocação de artilheiro deslanchar. Gostei do Douglas, é objetivo, joga pra frente e tem muita técnica. O Maílson, embora discreto, deu mais proteção ao setor. Acho que o esquema ideal é o 4-4-2. O Rockemback melhorou, mas precisa passar por testes mais exigentes para almejar um lugar no grupo. Gradativamente vamos evoluindo. É só o treinador ter a coragem de botar o jogador certo no lugar certo. Sem protecionismos e pensando sempre no melhor para a equipe e para o Gremio.

  4. Nunca esquecendo que o time da Universidade não existe, vamos lá:
    – Maurício não comprometeu na zaga.
    – Rafael Marques, mal posicionado e lento, quase tomamos um gol por um bote errado dele.
    – Lúcio cada vez mais solto, melhorou bastante a esquerda.
    – Rochemback voltou melhor que 2009, pode ser muito util ainda.
    – Maylson deixou o meio mais combativo e veloz. Pra mim tem que jogar de 2o volante, não de meia. É titular!
    – Ferdinando não mostrou nada. É fraco, no máximo pode ser um reserva de grupo.
    – Douglas é titular e o Souza vai ter que ser lateral ou reserva. Finalmente temos uma bola parada decente. Os escanteios começaram a passar do 1o poste!
    – Como é bom ver o William Magrão de volta!!!!
    – Silas errou ao não colocar o Saimon pra jogar, pois na Copa do Brasil o Maurício ta suspenso. Perdeu uma ótima chance pra ambientar o guri. Poderia ter testado também o Fernando desde o início do jogo, como opção pro Ferdinando.
    – Victor é craque, mas armou mal a barreira, só 4 jogadores na entrada da área…

    alguém sabe se Grêmio x Araguaia será transmitido na TV?

  5. Contra time morto tem que pedalar…
    Ainda sigo com meu pé atrás, mas vamos ver no que vai dar.

    obs.: sem SOUZA “peladeiro” o time fica mais coletivo, sem aquela individualidade do seu SOUZA. To preocupado com a ZAGA, não está me passando confiança.

    Agora VAI

  6. Darcilio: concordo contigo
    Rafael : idem; o Souza leva seis meses fora e o Ferdinando vai ser banco
    Sidnei : idem quase idem idem …

    Não vi o primeiro tempo. Vi a partir do segundo e logo no AL VORECER o Jonas me meteu aquele gol estranho. A propósito eu que nunca gostei do Jonas sou forçado a reconhecer que o cara mete gol, e nem se diga que só contra time pequeno, ano passado era goleador no brasileiro quando se lesionou. Gol de gogó, de barriga, de peito, ou com a cabeça do adversário como ontem também ocorreu, sinal que está ou anda bem posicionado. Tomara que seja um cisne, ainda que acanhado para tal, e não o patinho feito que eu desenhei lá atrás. Tomara. Mas já dá prá perceber que o ataque, como no ano passado, é bem aceitável, o Borges vem metendo gol e gol e alguns com marca de grande habilidade. O Douglas se jogar assim ajeia aquilo ali
    MAS
    sempre ele, o MAS
    com razão que se queixa da proteção à zaga, e eu sinto mais falta dela do que de uma zaga mais qualificada, porque sem prot~ção até zaga boa marcha. Precisamos daquele famoso 5, centro médio, primeiro homem, volante que contenha ( meu Deus que saudades do Dinho e do Goiano ). A zaga fica seguidamente no mano a mano com o ataque adversário. Quem se acostumou o ver futebol, em especial o Grêmio, sabe quando se desenha sofrer um gol. Os caras vem vindo, começa a pinta e pronto, a gente leva. Ontem quando o fraco time da Universidade ( ué, a RBS agora não chama mais de CANOAS ? ) fez o gol, já estava dando para advinhar antes que faria, porque teve duas ou três jogadas em sequência que já dava prá antecipar que ele viria. Ai eu me indago: se a gente, aqui de fora, pode advinhar que o gol tá pintando, lá dentro o atleta não encherga isto ? E o treinador ele não vê isto ? E não dá prá fazer nada ? Ajeitar a marcação ou o posicionamento ? Não dá ? Bem, acho que quando se tem um 5 que seja o cara ali na frente da zaga, ele encherga e toma uma providência. Nem que seja aquela atitude que o Dinho e o Goiano tomavam: espanta o cara daqui.
    Pra Copa do Brasil vamos ter que ter um cara assim se não não vai dar. Falta este homem, sem dúvida. Quem seria ? Não sei, problema dos homens do futebol que o vão achá=lo ou vamos ficar sem a copa do brasil e quiçá sem o gauchão.

  7. Comentários como os feitos pelo Darcilio, o Josias, o Rafael e o Sidnei, acima, dão gosto de ler. Não é a critica pela critica pura e simplesmente, vem com base, com fundamento. Sem fazer terra arrasada apontam a ferida. Por estas e por outras que este blog ganhou credibilidade e não por textos forjados a porrete como do ANDRE AL DISNEY entre outros. Estes caras entram aqui para tumultuar, apedrejar todo mundo, criam conflitos e vão embora como os Julios Trindades e tantos. Há algum tempo convidado por um amigo do Rodrigo Karan andei indo a algumas reuniões do MGN. Grupo bom, é verdade, com pessoas muito bem intencionadas, mas com um grupo de raivosos que pensam que descobriram o Grêmio e que o clube lhes deve a entrada graciosamente. Estes são os que se revezam em fakes para sabotar a direção e meter o pau em tudo que vem pela frente. O André é tipico deste time, pode até não ser, mas se entrar lá sai jogando, já tá fardado. O bom seria se pudesse ser feita uma triagem nos comentários, quem entrar aqui só prá bater, sem fundamento, é saído. Independentemente disto, o tempo se encarrega de separá-los e caem no vazio e vão embora, aliás, entra outro, muitas vezes o mesmo, claro. Mas o que me admira é que alguns talentosos daqui, e ai Josias tu me desculpa mas serve prá ti também, acabam dando espaço para esses caras e respondendo. Não devias dar atenção, eles não agregam nada, passa por cima e segue a nossa caravana, eles ficam latindo à beira do caminho.

    Sobre o jogo, o time da Universidade muito fraco, muito mesmo, jogando abertinho, sem marcação acirrada, e até mesmo frouxo em muitas jogadas. Mas deu prá ver que o Grêmio tem coisas muito boas, e o Douglas é diferenciado. Se o Magrão acertar o passo e não mais se lesionar talvez se ajeite o time. Mas com razão o pessoal ai de cima, falta cobertura na zaga, e até com um time frágil isto se percebe.

  8. Quero e preciso ser otimista. Sei que o Grêmio vai melhorar, confio em uma vaga na Libertadores, mas ainda acho que temos deficiências no plantel que, caso não sejam sanadas a tempo, não nos trarão títulos.

    O levantamento do UOL Esportes de que o Grêmio foi, dentre os grandes clubes brasileiros, aquele que menos treinou tanto fisicamente quanto com bola durante a sua pré-temporada me deixou preocupado, pois, até agora, Silas mudou a escalação e o esquema tático mais do que as lesões e suspensões o forçaram a fazer.

    Ano retrasado, caímos fora da Copa do Brasil e do Gauchão muito cedo. Ficamos Um mês e uma semana sem jogos. Foi essa longa intertemporada que permitiu ao Grêmio (então com um plantel bem mais limitado do que o atual) ser vicecampeão brasileiro – mesmo apesar do Juarez.

    Estranhei a medida. Mas a família Paixão sabe o que faz.

    No mais, Douglas me passa a ótima impressão de que será muito mais do que o foram Tcheco e Souza como principal armador. O ataque é bom, mas sinto falta de uma alternativa ficada na área e com estatura para o cabeceio.

    []’s,
    Hélio

  9. 1. Alex. Tu tens toda a razão. Eu fico dando papo para uns boca mole, para esses caras não tem que dar resposta mesmo, passar por cima e pronto, eles se isolam, acabam sozinhos. É a famosa turma do latido. Uivam de fora e não passam dalí = de fora. É que eu ainda guardo os ensinamentos do meu velho pai e parto da presunção que todo mundo é bom, tem boa fé. Já era isto.

    2.Hélio, a jogada aérea tb faz falta, e tínhamos isto como a principal jogada do time. Mudou a fotografia e mudou a jogada principal, o Souza já tinha denunciado isto, agora a bola tem de sair rolando por baixo. Como no futebol o treinador tem que ter alternativas, acho que não faria mal à direção procurar alguém que pudesse suprir esta deficiência, nem que fosse para agregar ao grupo e como alternativa em meio ao jogo, até para o abafa. Isto é importantissimo, mas o fundamental é a proteção à zaga, sem isto vamos passar trabalho.

  10. O William não poderia ser o tal centroavante de área que procuramos? Estatura ele tem. Para mim o futebol dele é uma incógnita. Não me lembro de telo visto jogar. Mas, afinal ele foi contratado para ser o centroavante ou não? Está no DM agora, mas, deverá ser experimentado ainda no gauchão para mostrar ou não o acerto de sua contratação. Talvez a solução esteja bem perto de nós que vivemos pensado em medalhões caros e impossíveis.

  11. Darcílio,

    Falam tanto em Maxi e Borges…
    Mas sabe que eu acredito em Borges e Wiliam, poxa, o Wilian não precisa ser craque nem nada, só quero que ele faça GOL, assim como Jardelaço, era ruim com os pés, mas era matador…
    O Dadá, era perna de pau, mas “com DADÁ em campo, não tem placar em Branco”..
    Centro-avante é bola na rede… e é isso que espero do Wiliam, que meta a bola na rede.

    Jonas, esse para mim ainda é um reserva de luxo..

    Abraço a todos…

  12. Marcos,

    O levantamento do UOL leva em consideração apenas o tempo. Pareceria inconclusivo caso não levasse em conta uma série de quesitos, tais como: coletivos, conclusões a gol, treino físico, treino tático, etc.

    Ora, como sabemos que é preciso definir um esquema e que muitos jogadores além dos atacantes precisam saber arrematar, o problema é: considerando os quatro grandes de RJ e SP e os dois grandes de MG mais Grêmio e T.A., excluindo o Corinthians (que treinou cerca de 30% a mais do que a média), o Grêmio treinou cerca de 30% a menos do que a média de tempo da maioria dos clubes.

    Posso estar enganado, mas creio que o clube esteja pensando na possibilidade de eliminações prematuras no Gauchão e na Copa do Brasil, além de precisar de um tempo maior para fechar o plantel nas posições nitidamente carentes.

    Nesses termos, pode ser que estejam confiando na hipótese de poder fazer uma intertemporada antes do Brasileirão. Afinal de contas, a última lembrança de um campeonato sem queda física (apenas tática e emocional) foi exatamente o vicecampeonato brasileiro em 2008.

    Posso estar redondamente enganado. Mas acho que essa possibilidade existe, a fim de que os jogadores não atinjam o ápice antes daqueles dois meses com jogos em todas as quartas e domingos, isto é, antes de agosto e setembro.

    Com isso, também penso em outra detalhe importante, que é o de levar a sério a Sul-Americana: o presidente pode não dar valor a essa competição, mas um técnico iniciante e a preparação física, sim.

    Enfim… Só o tempo dirá se essa escolha foi a melhor.

    []’s,
    Hélio

  13. Gostei muito do Douglas. Não pelo jogo em si, mas pelos fundamentos que demonstrou possuir. Se for aquele mesmo jogador dos tempos de Corinthians, o Grêmio estará bem servido em termos de armador. No mais, insisto que o Grêmio necessita de um ZAGUEIRÃO (com alguma técnica, mas muita liderança e imposição = respeito). Necessita tb de um volante (de um nr. 5). Tb entendi q o Victor falhou ao armar muito mal a barreira. Lembrei=me do gol do Avaí. Ficaram dois adversários na barreira e os nosso permitiram (deveriam ficar atrás deles. Isso é ELEMENTAR).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.