Participe da discussão

87 comentários

  1. Josias

    Ainda bem que tu nunca vai ser diretor de futebol, tuas idéias são de altista, tu é da era Obino ” vivia no mundo de Al Disney “. Só tu está conseguindo enxergar algo bom neste time, concordo com o colega que falou que o pior está por vir, eles terão a melhor campanha e vamos tomar outra porrada no chiqueiro. Talvez um dia alguém assuma o vestiário e contrate jogadores com qualidade e que assista jogos de todos os campeonatos e não contrate por DVD e esqueça está falácia de ” cara de Grêmio ” ou ” perfil de Grêmio “.
    Infelizmente com o andar da carruagem a Gestão Duda perderá para quem quiser se candidatar nas eleições deste ano no Grêmio, infelizmente pois provavelmente aquele bundão do Odone voltará, ou seja, nada mudará.

  2. ehhehehe al disney hehehhehehe

    agora, sério: li o comentário do hélio no outro post e concordo com quase, menos com uma coisa: dá pra jogar com 3 volantes sim, como o Grêmio jogou final do ano passado, usando, pex, maylson, fernando e a porca gorda, digo, rochemback. apesar que eu queria, e muito, ver o bruno renan nesse time. por que ele NUNCA recebeu uma chancezinha sequer, se o ferdinando “sou bruxo do ômi” é titular e não joga nada?
    continuo a campanha: dê uma chance pra gurizada bi-campeã sub-20 e concorra a prêmios (ou títulos…).

  3. Todavia, diante da frase do nosso técnico e filósofo pós-existencialista: “o empate de hoje foi consequência de uma não-vitória”, o que dizer?

  4. André, concordo com o Josias. Entendo que ainda é muito cedo para críticas tão pesadas.
    O Grêmio na minha visão fez boas contratações, algumas ainda nem jogaram. Acho que deverias aguardar mais algumas semanas para fazer uma análise mais profunda. O tempo é o melhor conselheiro. O Josias não precisa de advogado, porém ofensas não levam a lugar algum. Já vi muita gente neste blog, quebrar a cara com os seus comentários mais ríspidos.

  5. Olha…

    Eu sempre pareço louco, 6º jogo na temporada e 6º jogo que saímos perdendo.

    Desculpe-me o Hélio e o Josias, mas eles vivem num mundo encantado, onde os duendes caminham, onde tudo é alegreia. Por favor amigo, venham ao mundo real, onde as coisas acontecem na sua frente, parem de achar desculpa para tudo e achar que tudo está num mundo encantado e o caminho é este, seja críticos e olhem a M que estão fazendo no Grêmio. Qual a desculpa de hoje??? Qual a bela teoria de páginas e página que tu nos escreverá Hélio…

    Futebol é resultado, organização e convicção e o Grêmio não apresenta nada disso. Repito outra vez, 6º jogo e 6º jogo que saímos perdendo.

    Daqui a uns jogos jogaremos no 6-3-1.

    Sei que vão falar do CALOR, mas o calor foi para os dois times, mas isso não quero muito falar, pois o Josias me disse, tu és um “ignorante futebolistico” então não entendo muito mesmo. Mas futebol é resultado e o resultado está aparecendo a cada dia e a cada dia mais e mais desculpas esfarrapadas aparecem.
    Hugo doente, Adilson Mal, Jonas Cansado…. e o pior novamente veio do DUDA, o Rochemback entrou bem… ”

    Pior que o DUDA como Presidente é ver que ele não entende nada de Futebol e vive um conto de FADAS pois na realidade quem ganhou a eleição foi o KOFF e quem assumiu foi o SR. DUDA. Que ja disse várias vezes, não estava preparado para o que ia ASSUMIR.

    Futebol é vitória e se querem tempo amigos, vão olhar jogo de BOCHA na Praia. Treinador do Grêmio tem que chegar arrebentando a boca do Balão e se impor, mostrar convicção das coisa e o SILAS não está mostrando nada disso. Mas como mostrar né amigos, com MEIRA o negócio é assim mesmo, ele polui o ambiente e o do Grêmio ja está poluído.

    Grande Abraço ao amigos tricolores que estão preocupados..

  6. Prezados leitores gremistas, por mais que eu apoie a atual Direção e torça pelo sucesso do Grêmio em 2010, consigno meu PAVOR ao assistir ao jogo de ontem. “O que” vi ontem não é o Grêmio! Não pode ser o Grêmio! O Grêmio da pegada, da entrega, do “suor” a 40 ou 50 graus, da luta, da raça e da história mais vencedora do SUL DO BRASIL. Jogadores como Rafael Marques, Maurício, Joilson e Ferdinando (essa contratação tem de ser estudada! Leo Gago é muito melhor do q ele e não foi indicado por Silas?) SÃO RESERVAS! Jonas, ah Jonas! O velho e limitado Jonas! Com o contrato renovado (RBS PEDINDO AUMENTO NA PROPOSTA – Por que será???), a fase da “superação” foi-se!! E o Hugo? Pelo visto, HUGO CHEGOU E PERMANECE FEBRIL! E o Silas? O cara está iniciando, td bem! Mas Ferdinando de primeiro volante e Adilson de segundo? FERDINANDO TEM DE ESTAR FORA DO BANCO DE RESERVAS e Adilson de PRIMEIRO VOLANTE (Silas não viu q Adilson não pode ser segundo; que não tem bom passe; que não chuta? Sem Souza, Silas deixou o Mityuê fora do BANCO! Silas está equivocado! Pelo amor dos gremistas, Silas, isso tu podes enxergar! Mityuê, pelo menos, no banco e Adilson na primeira função. ADILSON É CINCO!!!!). INSISTO, meu caríssimo Presidente Duda: DOIS LATERAIS, DOIS ZAGUEIROS TITULARES (R. Marques e Maurício para a reserva), DOIS VOLANTES TITULARES (CASO MAGRÃO NÃO VOLTE). E MAIS: como o Jonas TEM DE SER RESERVA, o Grêmio necessita de um CENTROAVANTE DE ÁREA (BOLA AÉREA). Com relação ao COMANDO DE VESTIÁRIO e pelos gritos de ontem (FORA MEIRA), pergunto ao César Bimbi e aos demais que nos lêem: QUEM SE DISPÕE (SE SACRIFICARIA) A SER DIRETOR DE FUTEBOL? Qual o “grande gremista” que se doaria pela Instituição Grêmio? Que apareça um ÚNICO GREMISTA “HISTÓRICO” (COLECIONADOR DE TAÇAS OU NÃO)! Por isso, não mais critico MEIRA. Pelo menos ele não é COVARDE! Com equívocos e “alguns” acertos, MEIRA está trabalhando pelo Grêmio! Então que apareça um ÚNICO GREMISTA COMPROMETIDO COM O CLUBE PARA SUBSTITUÍ-LO! Duvido que apareca! O Grêmio TEM DE SER RENOVADO!! O GRÊMIO NECESSITA DE “GENTE NOVA” E QUE SE COMPROMETA COM A INSTITUIÇÃO! CHEGA DE “PESSOAS” QUE ESTÃO NO CLUBE, PARA QUE SUAS MARCAS E OU ESCRITÓRIOS TENHAM PUBLICIADE!! HÁ CONSELHEIROS QUE NEM RESIDEM NO RS ! CHEGA DE CLÁUSULA DE BARREIRA!!

  7. Alexandre,

    Cedo???
    Daqui alguns dias a CB bate a nossa porta e daí, será CEDO ainda, se em casa ja temos dois empates com times do nível das 1ªs fases da CB, como vou ficar tranqüilo e achar que ainda é CEDO.
    Sorte a nossa que estamos no GRUPO mais fraco do Gauchão, senão estaríamos lutando para ficar entre os 4 primeiros, então eu não acho nada cedo.

    To preocupado, pois com isso que estamos vendo como ganharemos de Atletico MG, Palmeiras, Santos, Vasco, Fluminense, Botafogo… se penamos com esses times do Gauchão….

    É isso q me preocupa….

    Tenho que comparar meu time com os outros grandes, se penamos com os pequenos daqui e perdemos sempre para nosso rival, o que será de nós com os outros…

    TEREMOS QUE NOS AGARRAR NA ALMA CASTELHANA
    TEREMOS QUE NOS AGARRAR NA RAÇA
    TEREMOS QUE NOS AGARRAR EM PAI DE SANTO…

    QUERO BOM FUTEBOL E BOAS VITÓRIAS…

    E QUERO TÍTULOS, POIS ESTOU CANSADO AMIGOS…

  8. Na minha avaliação precisamos urgentemente dois zagueiros ( Maurício e Rafael Marques = mas todos já sabíamos ),um lateral direito urgente, se não derem chance para o Fernando e Maylson contratem então um volante.
    Um erro grave da direção atual Jonas não renovou, ou seja, então não joga ( os macacos fazem isso com os jogadores deles, porra será que é difícil olhar para o exemplo do lado ).

    TROCA-SE O TÉCNICO OU O DIRETOR DE FUTEBOL
    Meira não tem perfil de dirigente de vestiário e não da respaldo ao treinador, ou seja,
    – precisamos de um técnico que faça este trabalho, ou seja, que fecha a porta e mande junto com os jogadores e dirigente bundinha nenhum se aproxima.
    ou
    – troca-se o diretor de futebol por algum que tenha este perfil.

    Saliento que o Silas está mal, mas não é o único culpado e somente trocar por trocar não adianta, depende de quem vem, pois na atual circunstãncia não vejo coisa muito melhor no mercado, somente na parte de liderança, motivacional e moral temos treinador desempregado para assumir.

  9. Pelo que tenho lido acho que alguns colaboradores estão desviando o foco da questão futebolística e partindo para a ofensa pessoal. Que se discorde da opinião alheia, mas daí partir para a chacota e a ofensa gratuita, realmente não fica bem. Somos todos gremistas e queremos o bem do clube, cada qual com a sua visão e entendimento e merecemos, todos, respeito antes de mais nada. Na pressa, muitas vêzes escorregamos na grafia de forma pueril e desavisada, mas que estes tropeços ortográficos sejam entendidos como “cavacos do ofício”, nada mais que isso. Por outro lado, ainda que polêmicas e exdrúxulas sejam nossas colocações, nada justifica a demasia que descamba para o ataque verbal. Me desculpem o desabafo. Agora, olhando o futebol praticado pelo conjunto gremista – que é conseqüência de um planejamento da atual direção de futebol – valho-me de um ditado popular para resumir meu sentimento: “pau que nasce torto, cresce torto”.

  10. Também esperava mais desse time e desse treinador , mas mantenho esperanças baseado no retorno do Leandro, na fixação do Maylson nesse time e na entrada do Douglas.

    Aí já ficaria melhor pro Lucio jogar e para a defesa se proteger.

    Mas que é cedo é cedo! em que condição estava o Flamengo janeiro do ano passado?

    qto ao Josias simplesmente foi um dos que pegou o barco podre e afundando em 2005 qdo fui testemunha que o pessoal tremia só de pensar nas dividas a pagar, nos jogadores ruins ficando, nos bons saindo de graça e sem nada de base. portanto, respeitar esse pessoal que deu sangue para o clube é necessario

    cbimbi

  11. Não vi o jogo (também, 17h é duro…). Mas acho que o Silas precisa de tempo! Trocar treinador agora seria injusto. Óbvio que tá jogando mal, que tem jogadores escalados no grito… Entendo tudo isso. Mas a política da terra arrasada não me serve!! Não vamos esquecer que a macacada arrasou no gauchão ano passado e depois se cagaram tudo! Agora, espero que estejam aprontando o time para a Copa do Brasil, que é o que nos interessa!!
    Guardadas as devidas proporções, não se esqueçam que o Felipão era vaiado…
    Abraçoss

  12. Respeito muito o Josias e os Demais…

    Só que se agarrar em barco podre 2 vezes é o que pode acontecer com ele.

    O que disse não foi em intuito de ofensa ou algo assim e sim para abrirem os olhos e não acharem que está tudo bem e que nós os críticos só sabemos meter o pau.
    É que é difícil achar algo bom, pois me baseio em resultado e futebol e resultado e canéco no armário e “não conto de fadas”.

  13. Só comentei o que penso em função da amostragem de seis partidas até o momento no post anterior por demora na abertura deste post específico sobre o jogo de ontem. Vou colar abaixo. Eis o repeteco:

    Também testemunhei o tenebroso cotejo da tarde de quarta-feira.

    Estou bastante preocupado com a conduta do técnico Silas. Liguem os pontos comigo, por favor. Depois, digam se há algo mais ou se estou errado e por que:

    1) A base unificou o 442. Logo, é inadmissível o técnico dos profissionais manter esse esquema: Duda e Meira deixaram nas entrelinhas das entrevistas após o jogo o descontentamento com esse esquema que usa laterais como alas, um zagueiro a mais que não sobe “na boa” e pelo menos três volantes. Isso é chama-derrota, gol sofrido sempre e municiamento ao ataque próximo de zero;

    2) O Grêmio envolve sem envolver e pressiona sem pressionar;

    3) Maylson + Fernando > Adílson + Ferdinando (ou Túlio, ou Gordo Roca). NUNCA usar três ou mais dessa lista juntos;

    4) Silas considera o Gordo Roca líder do grupo. Sim, senhores, eu ouvi isso!!! O líder rifa a bola de chapa sem conseguir passar com suavidade, se manda pra cima sem saber o que fazer com a bola, ainda não perdeu a pança após oito meses de clube. Cobrar o que e de quem?!

    5) Achei Adílson péssimo no Grenal. Hoje, Silas disse que o alemão havia ficado quatro dias sem treinar na semana do clássico. QUEIMOU O JOGADOR PERANTE A TORCIDA E A IMPRENSA. Hoje, o fato se repetiu com Hugo: nunca vi na vida alguém render 50% do que pode em estado febril. Fiquei p… com ele. POR QUE ESCALOU, ENTÃO?!

    Nem o calor de hoje, nem as lesões do momento e tampouco os cuidados do clássico justificam as atitudes acima.

    Jamais saberíamos o que Vagner Mancini seria capaz de produzir com um tempo de trabalho minimamente justo no clube. Pessoalmente, ainda acho justo que Silas siga sendo “prestigiado”.

    Com o nosso plantel, não tenho medo de cair. Também acho que, na hora do “pega pra capar”, dificilmente seremos humilhados. Mesmo com ele, também acho que é possível obter uma vaga na Libertadores. Todavia, independentemente da famigerada “janela do verão europeu”, um técnico mais experiente não nos faria passar pela cada vez mais provável montanha russa de emoções a qual estamos sendo submetidos desde muito cedo.

    Faço um apelo aos frequentadores deste blog que porventura sofram de depressão, stress, hipertensão e transtorno bipolar: por favor, cuidem muito bem da saúde. Não gostaria de me privar da convivência de nenhum dos amigos.

    []’s,
    Hélio

  14. Diogo Olivier, hj praticamente escreve tudo que penso. Ainda há tempo para mudarmos o “rumo” do vestiário do grupo de jogadores. DUDA, POR FAVOR, IGOR E RENATO SILVA, NÃO!! O time necessita, pelo menos, de um GRANDE VOLANTE (UM CINCO) e de um GRANDE ZAGUEIRO, estilo Xerifão (o q me dexa chateado é q sugeri o ANDRÉ LUIZ – disseram que era ex jogador. Aí realmente fica difíci contribuir).

    DIOGO OLIVIER
    03/02/2010 | 19h35min

    O problema não é Silas, mas a falta de qualidade

    Quando o Grêmio decidiu vender o zagueiro Réver, escrevi que tratava-se de um negócio perigoso, embora compreendesse as urgências financeiras do clube.

    Não apenas por conta da perda da principal referência defensiva, mas sobretudo por que era mais uma perda entre outras: Douglas Costa, Maxi López, agora Souza por lesão. Em um grupo carente, sem titulares para algumas posições, cada perda é um drama.

    Não sei de onde tiraram que o grupo deste ano é melhor do que o do ano passado. Não concordo. Houve perda evidente de qualidade. Foi dito que era um Grêmio melhor antes de o time entrar em campo. Como saber se os reforços dariam certo ou não antes de vê-los em ação em conjunto?

    O empate com o São Luiz é reflexo disso. Qualidade: o Grêmio perdeu qualidade de lá para cá. Para além de questões táticas, é este o ponto.

    Imagine: saiu Réver, entrou Maurício. Saiu Douglas Costa, jovem promessa que terminou 2009 em bom nível, entrou Hugo, um jogador mediano de 29 anos. Mesmo a saída de Máxi López foi ruim.

    O argentino não era craque, claro que não, mas a ideia para 2010 era acrescentar, e não trocar um por outro. A torcida se identificava com ele. O argentino virou ruim depois que foi embora. Antes, era uma grande redescoberta festejada pela direção e ídolo da torcida.

    Celso Roth não deu certo, Paulo Autuori decepcionou, a revelação Silas agora é vaiado pela torcida. Se nenhum treinador parece estar certo, seria este o problema?

    Silas está se virando: tenta três zagueiros, volta ao 4-4-2, retorna ao trio. Ele está tentando suprir as carências, embora cometa seus erros — um deles é a insistência com Ferdinando, enquanto o garoto Fernando está pronto para entrar no time.

    O problema não é Silas. Na lateral-direita, o técnico do Grêmio tem Joílson ou Mário Fernandes. Se escalar Mário Fernandes, deixa a zaga com Rafael Marques e Maurício. Complicado. E na lateral-esquerda? Há Fábio Santos e Lúcio, ninguém mais. O Grêmio precisa buscar qualidade. Talvez melhore com Douglas. Pode ser.

    Mas esta é a questão principal neste Grêmio vacilante de começo de temporada. Qualidade. Ou a falta de.

    ZERO HORA

  15. Acho relevante ressaltar o que o Hélio Paz escreveu: DUDA deixou clara a insatisfação como atal esquema do Silas (3x5x2) e ainda, após o Grenal, deu um belopuxão de orelhas na comissão técnica por não terem constatado que o Souza ainda não havia sido substituído (parece-m q durante 7 minutos). Isso sim é amadorismo (Silas e o resto da comissão RECEBEM para trabalhar)!

  16. O que me assusta são as declarações do Silas. Esta do “empate foi consequência de uma não vitória”, citada pelo Raul, e que eu também escutei, foi de doer. Fora o “desabafo”, pedindo tempo pra mostrar serviço. Todos sabemos que ele precisa de tempo, mas ele tornar isto público é dar corda pra imprensa falar o que bem entender. Ele não sabia que a pressão seria maior do que no Avaí? Ah, e concordo com o que o Hélio disse. Queimou Adilson e Hugo com as declarações. Se não tinham condições, que não jogassem.

  17. Pablo,

    Isso é coisa de treinador sem experiência, pois no final do ano passado quando falaram que preferiram o Silas ao invés de efetivar o Rospide foi por experiência.
    Aí está demonstrado a todos a grande experiência de nosso treinador.

    Mas vamos lá… Diz Bernardon… AGORA VAI… E O SILAS TA QUASE INDO…

  18. Fui no jogo ontem e, no meio do segundo tempo, o repórter da Band veio pedir a minha opinião.

    Pedi que o Silas ligasse para o meu celular assim que ele acabasse de falar com a mãe dele (como ele não tira o celular da orelha, imagino que só estar tratando de questões de ordem pessoal), pois queria dar a dica que time grande que nem o Grêmio não pode jogar Gauchão no 3-5-2.

    A grande pergunta que fica depois do “jogo” de ontem é: se este BURRO não coloca a gurizada para jogar quando o Adílson tá com as costas doendo, quando o Hugo está doente e quando o Ferdinando está cansado pela sequencia de partidas, QUANDO ELE VAI COLOCÁ-LOS?

    VAI QUEIMAR A GURIZADA EM JOGOS IMPORTANTES SEU BURRO???

    A hora de testar ALTERNATIVAS é agora, no Gauchão!! Porque o Grêmio se classifica com um pé nas costas. Se vai fazer a melhor campanha ou não, é outro papo.

    Agora, GAUCHÃO SERVE PARA TESTAR A GURIZADA SEU BURRO!!

  19. E sobre a frase do nosso presidente depois do Grenal de Erechim, de que “perdemos o Grenal que podíamos perder”.

    Caro Duda, este GRENAL decide nada mais nada menos que o CAMPEÃO DO TURNO.

    Ou seja, por causa deste GRENAL que PODÍAMOS perder, vamos jogar o próximo GRENAL, ao qual nós NÃO PODEREMOS perder, na casa do tradicional adversário.

    O que vai acontecer? Bom, ano passado já temos uma base, não é?

    Portanto meu caro presidente, o PRIMEIRO GRENAL nós NÃO PODEMOS PERDER.

  20. Giuliano,

    Quando estava 2×0 para o Pelotas na estréia, me senti estranhamente tranquilo, quase convidto de que o Grêmio iria não apenas empatar mas, sim, virar o jogo. Não é porque o Grêmio fosse infinitamente superior, nem por causa do calor ou porque o Pelotas tenha se jogado com muita sede ao pote: confirmou-se, com o tempo, que o Pelotas é o time mais fraco contra quem jogamos até aqui.

    O ferrolho do Veranópolis no Olímpico não foi pior do que o de vários times médios que nos enfrentaram aqui pelo Brasileirão de 2009 e acabaram levando consigo sonoras sumantas. E o Veranópolis não é nenhum Vitória, Atlético-MG, Fluminense, Atlético-PR, etc.

    O São Luiz de ontem não justifica toda aquela badalação de dono da melhor campanha do Gauchão até a tarde (o T.A. os superou no decorrer da noite).

    Foram quatro pontos postos fora dentro de casa. Só isso teria sido suficiente para que terminássemos o turno na frente deles, com a chance de decidirmos em casa.

    O Grenal não foi o pior e nem a cereja do bolo.

    Como diria Cacalo, “queira Deus” que esta seja tão-somente um período (tão breve quanto possível) de ajustes. Afinal de contas, ainda não vi na musculatura “dura” da pré-temporada, do calor, da pressão fora de casa ou das lesões nenhuma justificativa suficientemente plausível para este desempenho BISONHO diante de clubes que não tem condições de sequer participarem da série D do Brasileirão.

    A cada dia que passa, me convenço cada vez mais de que os campeonatos estaduais não possuem nenhuma serventia nem mesmo para os clubes do interior, que não conseguem obter patrocínios e nem inteligências dispostas a fazer com que eles deem um salto de qualidade. Para os grandes, é apenas um torneio enganador, que nem de preparação ou aquecimento serve: amistosos nos moldes dos Torneos de Verano da Argentina entre o Clausura e o Apertura trariam resultados infinitamente melhores em termos de preparação para a temporada.

    []’s,
    Hélio

  21. – o que faz a nossa assessoria de mkt ou imprensa?
    do lado de lá existe um treinamento e assessoria pra diretoria falar na imprensa, com frases prontas etcetera ..
    tem quem ache besteira e existe exageros, mas é através do radio que o cara se comunica com a sua torcida.
    será q é tão dificil entender isso?

    cbimbi

  22. ANDRÉ.
    VOU TE REFRESCAR A MEMÓRIA.
    EU ENTREI DIRETOR NO GRÊMIO EM 1993 COM UM CLUBE QUEBRADO RECÉM SAÍDO DA SEGUNDA DIVISÃO E DAS MÃOS DO RAFAEL BANDEIRA, E DE LÁ FIQUEI ATÉ 1998. MODESTAMENTE, É VERDADE, MAS DEI A MINHA CONTRIBUIÇÃO. EU BRINCO QUE SOU TIPO RINGO STAR DOS BEATLES, BOM BATERISTA COM UMA SORTE INFINITA. TIVE MUITA SORTE MESMO, PORQUE NAQUELE PERÍODO O GRÊMIO FOI CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL EM 94, LIBERTADORES EM 95, VICE MUNDIAL, RECOPA, EM 96 CAMPEÃO BRASILEIRO E EM 97 CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL. SINCERAMENTE NÃO ME LEMBRO QTOS GAUCHÕES, GANHAMOS NA ÉPOCA DO CAFEZINHO, MAS ME LEMBRO QUE UM FOI COM O BANGUZINHO, TIME RESERVA DE PONTA A PONTA. EM 1998 SAI, VEIO A ERA GUERREIRO E OBINO. EM 2005 O GRÊMIO ESTAVA NA SEGUNDA DIVISÃO E EU, O RINGO STAR, O SORTUDO, VOLTEI NOVAMENTE. O GRÊMIO FOI CAMPEÃO DA SEGUNDONA COM AQUELE JOGO HISTÓRICO DOS AFLITOS, BI CAMPEÃO GAUCHO E VICE DA LIBERTADORES. AI SAI EM OUTUBRO DE 2007.
    AGORA PRESTA A ATENÇÃO: COINCIDENTEMENTE DA MINHA SAÍDA EM DIANTE O GRÊMIO NÃO GANHOU MAIS NADA….
    EU TENHO MUITA SORTE MESMO, INCLUSIVE DE NÃO SABER QUEM TÚ ÉS.
    O DIA QUE TU TIVER UM CURRICULO DESTES ME LIGA QUE TALVEU EU TE RECEBA PARA BATER UM PAPO.
    AH, ANTES QUE EU ME ESQUEÇA, VAI LAMBER SABÃO, E VÊ SE TU ENCONTRA UM DA DISNÊLÂNDHIA COM O SEU AL DISNE

  23. Cesar,

    Estás coberto de razão: a assessoria de Comunicação tem, como prioridade, promover e defender a instituição e seus funcionários e antecipar-se aos passos da mídia corporativa especializada em relação a polêmicas e críticas, a fim de corrigir informações equivocadas ou mal-intencionadas.

    A partir daí, ela também cria produtos de fidelização e de informação oficial que promovam sinergia entre consumidores, simpatizantes, associados e quadro funcional do clube.

    A segunda parte está bem melhor do que a primeira. De qualquer forma, a Assessoria de Imprensa não pode tomar para si a publicização de um discurso técnico que domina muito bem caso não seja do interesse nem condiga com a personalidade dos mandatários do clube.

    Se eu fosse o Duda ou o Meira, perguntaria a mim mesmo constantemente:

    – O que a torcida espera de mim quando tentam achincalhar o nome do Grêmio?

    – Como devo cobrar meus subordinados que ou se calam, ou falam alguma bobagem?

    []’s,
    Hélio

  24. SID.
    EU ACHO QUE ANDO FALANDO GREGO ( ALÔ ALÔ SEU RAUL … ), MAS OU NÃO ANDAM LENDO O QUE ESCREVO COM UM MÍNIMO DE ATENÇÃO. O TIME NÃO ESTÁ ME AGRADANDO NENHUM POUCO …. ISTO VCS NÃO DEVEM ESTAR LENDO. TENHO PROCURADO FAZER UM COMENTÁRIO MAIS CRITICO SOBRE A SITUAÇÃO EM GERAL E NÃO TÃO DERROTISTA. APENAS ISTO.

  25. Sei que o João Luiz não gosta do que eu escrevo. Muitos mais devem achar o mesmo e, sinceramente, não me importo: assim como basta mudar de canal, desligar a TV, folhear uma revista ou mudar de site, simplesmente, não leiam. Quem lê pode falar bem à vontade que eu não me melindro, assim como pode descer a lenha com total liberdade que eu não me mixo. Afinal de contas, é preciso aprender sem parar. E se aprende de todas as formas.

    Isso posto, na falta de um post adequado, vou reproduzir abaixo o e-mail que acabo de mandar para a Ouvidoria. Ele já está rolando em uma lista de colaboradores do Exército Gremista que chega até o Marketing.

    O tema é relacionado à minha última colaboração com o blog.
    __________

    Caros conselheiros ouvidores Airton Ruschel e João de Deus,

    Gostaria de poder escrever pouco e de poder falar em assuntos agradáveis. Infelizmente, este não é o caso…

    Sábado passado, eu e minha esposa estivemos no Bourbon Country e vimos a réplica do Estádio Olímpico Monumental em plástico, made in China, por R$99.90, se não me engano.

    Achei bem bonitinha e possui um tamanho interessante (nem grande nem pequena demais). Até aí, tudo bem.

    Qual não foi a nossa triste surpresa ao abrirmos uma das caixas (e também ao observarmos mais de perto a única que estava em exposição) e percebermos que a parte externa do estádio estava invertida em relação à parte interna?!

    Explico: do lado externo da entrada principal da Social (portão 1), a arquitetura do estádio apresenta detalhes totalmente diferentes do outro lado, onde se sobressai o elevador que dá nos camarotes.

    Do lado interno, o posicionamento dos portões de uma das metades do estádio é bem diferente da outra: de um lado, temos as cadeiras cativas com as cabines de imprensa e, do outro, a Geral, as cadeiras especiais e os camarotes.

    Pois bem: a peça de plástico que representa a parte externa da réplica do estádio está INVERTIDA em relação à parte interna. É como se a social, as cabines de imprensa e as cadeiras tivessem acesso pelos elevadores e os camarotes pelos portões 1 a 6, por exemplo.

    Sou seguidor do Twitter @gremiooficial. Quando ele lançou o link promovendo a réplica do Olímpico, reclamei de todos os problemas acima. A resposta foi um lacônico “Esta é apenas uma mera representação do estádio”.

    Ora… Isso demonstra negligência do marketing em relação ao trabalho dos fornecedores a quem autoriza o desenvolvimento de produtos com a marca Grêmio. No mínimo, uma análise das amostras deveria ser feita e, comprovados os equívocos, mandar o fornecedor refazer o lote ou, então, indenizar o clube para que este último possa procurar um fornecedor mais comprometido.

    Já falei brevemente com a Michelle sobre padronizar o azul do Grêmio e sobre ter um cuidado maior com a forma com que todos os fabricantes licenciados desenham, ou reproduzem (seja por impressão offset, serigrafia, costura, no papel, em tecido, em plástico, em vidro, etc.) o nosso distintivo. Ela me disse que já estavam em estudo uma escala Pantone para garantir o tom de azul correto.

    Pois bem: sei que o clube está quase falido e que esse tipo de preocupação não é prioridade para Finanças e Jurídico (o que é um absurdo, diga-se de passagem). Sei também que a quantidade de pessoas que trabalham no marketing do Grêmio é muito pequena e que são todos muito capazes. Entendo, ainda, que deve haver uma série de projetos em andamento, que dependem de verba, de burocracia e requerem sigilo durante um certo período de tempo.

    Todavia, não se pode brincar mais com a nossa marca. Ela vale muito mais do que se possa imaginar e tem um potencial de mercado que pode crescer exponencialmente caso seja – finalmente – trabalhada com esmero e com um profissionalismo que somente especialistas em branding podem oferecer.

    Esse é o tipo de trabalho e de custo que, quando negligenciado, significa uma economia burra.

    Não é nada positivo ver produtos do Grêmio em azul royal, azul cobalto, azul calcinha ou azul petróleo. E também não é nada bom ver o distintivo do Grêmio ou esmaecido, ou saturado, ou borrado, ou com os raios internos em proporções erradas, ou com a fonte (tipo de letra) errada, ou, ainda, com estilos de bordado bastante grosseiros.

    Também falta uma consultoria de moda para determinar tendências atuais em estamparia e em cortes de tecidos, a fim de oferecer mais opções para os públicos que querem vestir o Grêmio sem necessariamente utilizar uniforme de jogo. Pode-se manter os mesmos fornecedores como parceiros. Todavia, o clube precisa impor-lhes diretrizes mínimas de qualidade e de atualização.

    Participo de fóruns de discussão compostos por conselheiros de diversos grupos do clube. Embora pessoalmente eu considere a maioria deles ignorante em Marketing e Comunicação e perceba que, em geral, são muito pouco participativos fora do Jurídico, Patrimônio, Finanças, Quadro Social, Departamento Consular e Categorias de Base (assim como, por outro lado, sou extremamente ignorante nas respectivas áreas de comhecimento deles), o descontentamento é muito grande em relação a todos esses fatos que relacionei acima.

    Pra mim, quando apresenta o aumento de vendas dos produtos da Gremiomania ano após anos como uma maneira de orgulho e de defesa do trabalho do marketing em relação ao gerenciamento da marca e à possibilidade de expandir contatos, esse recurso, embora louvável e digno de comemoração, de reconhecimento e de valorização, por outro lado também parece uma forma de se contentar com pouco.

    Se falta material humano para dar conta, que se reivindique então a necessidade de novas contratações ao Irany Sant’Anna Júnior.

    Finalmente, o novo site apenas ficou mais bonito do que o anterior. Contudo, não houve grande melhora nas possibilidades de interação com o torcedor, nem foram solucionados os problemas de preenchimento do cadastro de inscrição no Exército Gremista. Muitas pessoas desistem de se cadastrar por causa disso. E, até certo ponto, houve confusão na cobrança de mensalidades do Quadro Social em função de confusões entre os cadastros do Exército e dos sócios.

    O mais contraditório é que, ao passo em que ocorrem todas essas falhas (que considero bisonhas e enormes), o Marketing do Grêmio ainda assim está acima da média da maioria dos grandes clubes brasileiros.

    Novamente: essa constatação não pode ser suficiente para considerar o trabalho muito bom ou excelente.

    []’s,
    Hélio Sassen Paz
    Publicitário UFRGS
    Mestre em Ciências da Comunicação UNISINOS
    Sócio Proprietário nº 53374

  26. Hélio,
    A réplica do Olímpico é uma das coisas mais feias que já vi na vida! Se o cara compra só pela caixa se arrepende muito.
    Quanto ao jogo do ontem lamento dizer mas vi muito pouco de produtivo no time. Dá até uma certa pena do Mário e do Victor. Acho que a direção vem errando nas contratações e não é pela falta de dinheiro no caso. O que se gastou em Ferdinandos, Leandros e Hugos poderia ter sido melhor usado, eu acho. Falta zaga. Toda criança brinca e se diverte na zaga do GRÊMIO, sejam 2, 3 ou 4 zagueiros. GREnada até o índio resolveu driblar. Ontem nossas melhores jogadas de ataque vieram dos pés do Mário… Ah! Uma coisa melhorou um pouco. Os escanteios estão passando do primeiro pau e as faltas da barreira.
    Quanto aos ataques ao Hélio e ao Josias, com quem já tive algumas desavenças no terreno das idéias, acho que elas partem de pessoas que desconhecem tanto o trabalho feito quanto a pessoa deles. Então, por favor, bem menos.

  27. Hélio:

    De onde tirou que não gosto do que tu escreve!?!?

    Lê o que eu pus lá em cima quando me referia ao teu comentário no outro pos: “concordo com quase tudo que ele escreveu”. só não concordei com relação aos 3 volantes, só isso, nada a ver com o que tu escreve… por que achou isso???

    bah, essa foi forte, desculpa, mas não entendi…

  28. Até então me abstive de opiniar sobre a ação do marketing do Gremio por não dominar o assunto. Já o Hélio, sobre ele discorre com autoridade e o sintetiza de uma maneira clara e objetiva, indo ao encontro do que sinto e do que gostaría de dizer. Quanto ao novo site, cada vez que o acesso tenho que acender a luz pois a página inicial é muito escura, mesmo. Além do mais, e é opinião pessoal, a colocação de texto sobre as fotos que ilustram os vários tópicos, não colaboram para uma melhor visibilidade e conseqüente fruição das mesmas.

  29. O Grêmio não tem Marketing amigos, não sei para que tanta discussão de uma coisa que não existe. Quando tivermos marketing vcs notarão a diferença.

    O Grêmio não tem direção de futebol, marketing e se bobiar amigos nem presidente, só uns fantoches.

    Ta brabo mesmo.

  30. João Luiz,

    Mil perdões. Na verdade, me referia ao Sidnei (contra quem não tenho nada contra – só não entendi a “corneta” e respondi no mesmo tom).

    Aliás, diga-se de passagem: nesse ponto, sou como o Autuori (o técnico errado na hora errada e no lugar errado, mas uma pessoa admirável): discuto ideias e não pessoas. A crítica (muitas vezes pesada ou até mesmo desprovida de maiores informações sobre o dia a dia e, por isso, corro o risco de errar feio) refere-se ao que a criatura faz ou deixa de fazer dentro de campo ou em nome da instituição Grêmio.

    No mais, sou como Alfio Basile ou Carlos Billardo: se quiser jogar de tanga, brinco e batom mas for o melhor do time, beleza!

    []’s,
    Hélio

  31. Sorte do seu andré ser um fake ou não ter sobrenome, assim não torna publico o vexame. Quem não sabe escrever o nome do grande Walt Disney ou é muito burro, ou não teve infância ou os dois. Certamente o André viu os desenhos e leu os livros com os títulos de OS TRÊIS PÔRQUINHU, CINDI E RELA, A BRANCA EVA E OS SETE ANÃO e certamente o personagem favorido dele era o Ganssoo ( com dois ss mesmo três quem sabe ) Donaldo. Pateta. Quero dizer, patético.
    Aparece de tudo !

  32. Quero ver qual será a desculpa do Meira este ano, tirando o Mario Fernandes e o Borges que até lutou o resto do time do Grêmio chega a dar pena.
    Temos que abrir o olho ou caso contrário vamos ter que chamar o Josias novamente em 2011. Este time que está jogando vai levar sal no brasileirão este ano, ou muda o discurso da diretoria ou teremos que orar.
    Fiquei sabendo que o Meira não queria o Paixão no Olímpico… será que é verdade?????

  33. A última manifestação de política de futebol ecomando no vestiário, foi a demissão do Mancini; de lá pra cá o comando é terceirizado ao treinador seja quem e de que tipo for. Assim não pode haver sucesso. Esse ano vai para o mesmo caminho se não for tomada por parte do Presidente a medida correta, Meira não pode continuar no cargo. Helio foi brilhante ao comentar como os dirigentes se pronunciam mal perante a midia e como a assessoria de imprensa é ineficaz.

  34. Sei que alguns dos colaboradores deste blog tem como profissão a medicina. Gostaria de saber a opinião dos mesmos sobre os malefícios e os riscos a que estão sujeitos os atleta que atuam sob um calor de 40º ao sol. E mais, o assunto passou batido quando na verdade deveria ser objeto de um grande clamor, dada as condições desumanas a que foram submetidos os atletas. Não há dinheiro que possa justificar tamanho desrespeito com a saúde das pessoas. Com a palavra os médicos, os dirigentes e o sindicato dos atletas.

  35. Ao contrário de alguns amigos gremistas acima, eu não acho que os problemas do time atual do Grêmio esteja na zaga. A zaga me parece mal protegida. E, na minha opinião, a saída do Tcheco é o grande problema que o Grêmio está enfrentando esse ano. Não existe no futebol brasileiro um camisa 10 tão dedicado como ele. Ele pode ser visto arrematando bola da entrada da área do adversário e, logo em seguida, dando carrinho na defesa do seu time. Não é um jogador brilhante (longe disso), mas é um jogador tático. Não por acaso, o futebol do Adilson parece ter desaparecido esse ano. Ele sai para cobrir o lateral, e o meio fica aberto. Ele cobre o meio, e o lateral fica exposto. Vale o mesmo para o Ferdinando. Não há quem resista a isso.

    O Grêmio 2010 também não pega mais rebotes, sejam eles ofensivo ou defensivo. Na área do campo onde sobra a bola do rebote, nunca há alguém de camiseta azul. E isso é clássico no futebol: quando há uma grande distância entre a defesa e o ataque, o rebote é sempre do adversário. Não há quem preencha esse espaço hoje no Grêmio.

    Some-se a isso a falta de qualidade na bola parada (uma das principais virtudes do Tcheco) e temos hoje, na minha opinião, as três principais “involuções” do Grêmio 2010 em relação ao Grêmio 2009: 1) Meio campo frágil defensivamente; 2) Rebote sempre do adversário; 3) Falta de qualidade na bola aérea defensiva e ofensiva.

    O Tcheco então resolveria todos os nossos problemas? Claro que não, os problemas voltariam a ser os mesmos do ano passado: Um time irregular, como próprio Tcheco é. Mas pelo menos seria apenas um problema para resolver :-)

    O fato é que o Tcheco não é um jogador imprescindível, mas acho que o Grêmio não contratou o seu substituto. Na minha opinião, Hugo, Souza e Leandro jogam na mesma posição: a quarta função de meio campo (meia ofensivo). Nesse momento, nossas principais esperanças estão depositadas sobre o Douglas. Mas, o Douglas do Corinthians não lembra em nada o Tcheco. Bom armador, com cobrador de faltas, mas um marcador apenas regular, longe do perfil devotado do Tcheco.

    Talvez, e apenas talvez, Maylson seja o único jogador no Grêmio com esses características. Mas, sinceramente, acho ele muito irregular, ainda mais do que o Souza e o Tcheco. Ele erra passes em excesso, mesmo quando está em grande jornada. Talvez esse ano esteja um jogador mais amadurecido, mais regular. Talvez!

    Por fim, também acho que realmente está faltando comando de vestiário. Eu já achava isso desde o ano passado, quando o Autuori chegou, impôs suas idéias, e ninguém, absolutamente ninguém, chegou e disse para ele: “olha, aqui no Grêmio funciona assim…”. O Autuori agiu como como se tivesse vindo ensinar ao centenário Grêmio como funciona o futebol. E nossos dirigentes apenas assistiram a isso.

    Esse ano não me parece diferente. Acho que falta alguém com conhecimento suficiente para discutir futebol com o Silas. Alguém deveria explicar para ele o que deu errado ano passado e, principalmente, o que deu certo. O Silas parece que começou do zero. Teste em cima de teste, e repetindo muitas das coisas que deram errado ano passado (o 3-6-1 por exemplo). Mas como o Silas não começaria do zero se ele não estava aqui? Esse é o tal do “comando de vestiário” que eu estou falando. Alguém capaz de discutir futebol com o treinador, de ter um bom diagnóstico sobre o que está acontecendo, e capaz de propor soluções (e estar comprometido com elas). Acho que o Meira fez grandes contratações, muitas delas que eu julgava impossíveis, mas ele não me parece ter esse perfil.

    Apenas espero que o Grêmio resolva os seus problemas o mais breve possível pois eu não aguento mais perder Grenais…

  36. Leandro, por favor: esqueça o Tcheco!!! Já era!! Tava na hora!! Agora ele tá tomando vaia lá no Parque São Jorge…
    Concordo contigo com relação a falta de proteção a zaga. Isso acontece pq não temos um guarda a frente dela! Talvez seja o guri Fernando! O melhor deles seria o Rafael Carioca. Além de bom marcador sabe sair jogando, tem bom passe e não é afobado (não dá balão). Tanto que o R. Caetano deve ter feito das tripas coração para levá-lo ao Vasco (não é bobo…).
    Mas, aguardemos…
    Abraçoss

  37. A discussão em torno do nome do Meira escancara uma crise sem precedentes no Grêmio, no que se refere a formação de dirigentes de futebol.

    Nos últimos anos o quadro político gremista tem sido fértil no surgimento de grupos, facções, movimentos, confrarias etc.

    Como se não bastassem todos esses grupos, surgem as pencas novos aspones e “dirigentes” que estão mais preocupados com suas vaidades pessoais e ficam enlouquecidos quando deparam-se com a “latinha” ou uma câmera.

    A velha escola gremista de dirigentes de vestiário que forjou pessoas como Dr. Petry, Nelson Olmedo, Raul Regis de Freitas Lima, Rafael Bandeira, Cacalo e outros, está em franca decadência.

    Enquanto isso o nosso vestiário está a merce dos Meiras, Pelaipes e Krebs da vida.

  38. JOSIAS, teu comentário de nov/2009, sintetiza absolutamente tudo que penso. Permita-me, para informação, reproduzir algumas passagens.
    “….
    Mas tem desafio maior: peço que todos os grupos indiquem um dos seus, ligados ao grupo, para o cargo. Apontem. Não, não estou dizendo com isto que não tem solução nem ninguém capaz para isto – aliás não basta capacidade, tem que ter disponibilidade e querer. Vou mais longe: Penso no clube a longo prazo. Não é a troca de um ou outro nome quando o futebol vai mal que pode alterar o rumo e trocar os ventos.

    Trbalho a longo prazo. Quero dentro do clube, lá dentro, um espaço para formação de dirigente de futebol. Um local reservado para quem de qualquer grupo politico ( o G está acima deles ) que queia frequentar, aprender e se formar ali, nem que pague para isto, como aluno, para evitar mordomia e benesses.
    Quando desafio que os grupos politicos apresentem seus homnes de futebol é porque em regra neles só vejo que já passou por ali e não deu certo, quem poderia em tese mas não quer ou não tem tempo e quem quer e não tem condições. Vamos lá, quem do MGN poderia assumir ? O MGN é um grupo novo, ninguém lá tem experiência de vestiário e nunca se viu alguem deles com vocação – ou seria o boleiro noviço do de Canela ? do MGI, quem ? Talvez o Belini, e ele quer ? O Cacaio já passou por lá, não foi exitoso, o Vicente idem. NO G Imortal, quem ? O Cacalo não vale, o Evandro idem Vicente e Cacaio. O REnato Moreira não quis nem para Presidente e até do grupo está fora. No G Unido ? No G Sempre quem ? O Preis, tá fora, a vocação do restante do grupo não está para o futebol, aparentemente, eles cobrem e bem outras áreas. No G Acima de Tudo ? No núcleo das mulheres ? NO G Sem Fronteiras quem ? Pois bem me digam ?

    Vamos me digam, me indiquem, ajudem o Duda não basta apenas meter o pau, tem que mostrar a cobra morta !

    Nós paramos de formar dirigentes porque paramos na ISL e estamos 10 anos atrasados, perceberam ? Porque vcs acham que o ultimo titulo importante do clube foi em 2001. O Grêmio parou no ano 2000, queiram ou não, gostem ou não é isto que os fatos demonstram, e contra fatos não há argumentos.”

    JOSIAS, é exatemente esse o problema! O Grêmio necessita de renovação para o bem de sua vida enquanto instituição.

    Critiquei o Meira durante 2009, com destaque para o período da LIBERTADORES. Tenho comigo que perdemos o título por faltar um jogador como Marcelinho Paraíba. Essa falha é imperdoável. Mas a LIBERTADORES se foi.

    HOJE, 2010, penso: o Meira está bem? Creio que sim, relativamente bem. Contratou nomes com aprovação quase plena. Uns darão certo, outros não. NORMAL!

    Comando de vestiário: Meira não está bem? Sim, não está indo bem. Pode melhorar! Mas e o Paixão, contratado para estar presente no vestiário? Acho q Paixão tb está devendo. Tenho informação de que ele foi chamado para participar MAIS do vestiário. Td bem que seu filho mereça uma oportunidade num clube do tamanho do Grêmio, mas Paixão, tens que trabalhar pelo Grêmio, parceiro!!

    Resumindo: quem poderia substituir MEIRA? As respostas estarão com cada um dos 10 (11?) grupos políticos formados. Gostaria de ler UM ÚNICO NOME DE UM GREMISTA QUE SE COMPROMETA COM O CLUBE E QUE, POR ELE, SACRIFIQUE-SE.

    Enquanto isso, NÃO CRITICAREI MEIRA! COMO DISSE: pelo menos está está trabalhando, de forma dedicada e comprometida pelo clube. É no que acredito!

    Aquele abraço, JOSIAS e demais parceiros de blog.

  39. Leando,

    Bem lembrado, ruim com TCHECO, ta sendo PIOR SEM o TCHECO.
    Sei que foi embora e está sendo vaiado no corinthians, mas sempre gostei do Tcheco, sei que não estava numa fase boa no Grêmio e que estava devendo muito na questão do futebol. Mas eu penso que a decadência do Tcheco começou com a chegada do “Peladeiro” SOUZA, esse sim que estragou o time do Grêmio na minha opinião.
    Mas é passado mesmo como refere o André, mas sempre gostei desse jogador.

    Voltando ao assunto direção, realmente não temos nada amigos, nada mesmo. Sempre falei que quem ganhou a eleição foi o KOFF e quem assumiu despreparado e encantado foi seu DUDA, um homem cheio de boas intenções, mas boas intenções não levam a nada.
    Junto com DUDA veio os “aspones” citados acima, esses, encantados com tudo e sem preparo nenhum.

    Hoje não temos

    Direção de futebol – um exemplo é, como pode o Vasco (vindo da 2ª) contratar o Rafael Carioca, e o Grêmio, clube de 60.000 sócio, com um imagem reconhecida mundialmente e de uma torcida extremamente apaixonada contratar “Ferdinando”. É um exemplo de vários que podíamos citar, mas isso mais cedo ou mais tarde pode ser o fracasso do nosso Clube.

    Marketing – isso não da para comentar porque isso realmente não existe. Esse cargo sim só pode ser ocupado por alguém que acredita em papai noel. Lembram do caso da Estrela no céu…. isso ja diz tudo. Precisamos de especialistas, e que essas pessoas sejam Gremistas e remuneradas para tal função.

    Presidência – Temos um presidente, mas ao mesmo tempo parece que não temos, acho que falta postura de presidente ao DUDA, parece que está perdido. Suas entrevistas são catastróficas. Isso tudo porque é rodeado de aspones que não lhe dão uma boa base. É como eu disse, o Koff ganhou a eleição e passou o caneco para o DUDA que parece estar encantado até hoje.

    Assessoria de Imprensa – pelo que os dirigentes falam, ja podemos imaginar o nível da assessoria. Lembram do ultimo jogo nosso presidente ” O Rochemback entrou bem” será que ele viu o mesmo jogo que nós. E do Grenal “Esse dava para perder”. Pois é, daí é F…

    Mas a vida segue e a fila anda.

    Mas temos muito que aprender, espero tomar logo a frente do futebol do RS, to cansado de escutar piada, de perder Grenal e amigos de botar um caneco no armário.

    Abraço

    obs.: Hélio, nunca leva nada para o pessoal, mas sim como cornetas e as vezes espero que entenda minha revolta. Grande Abraço.

  40. Cesar

    Me referi ao Rafael Bandeira como dirigente de vestiário. Se tu conheces a história do Grêmio sabes que ele foi um grande homem de vestiário. Em contrapartida, foi um fracasso como presidente, muito parecido com a tragetória do Cacalo.

    Agora, quanto ao Guerreiro quem falou no nome dele foi tu, pois eu não escrevi nada a respeito. Vai ver a tua simpatia pelo homem dos cheques está muito presente no teu subconsciente.

  41. SIDNEI: tudo tranquilo. Sem problemas!

    Mudando de saco pra mala, trago um assunto que – sem presunção nenhuma – interessa a todos.

    Hoje, li que o Diogo Olivier postou em seu blog sobre a brilhante e relativamente rápida redução da dívida com o condomínio de credores a partir do trabalho do Irany Sant’Anna Jr. O condomínio de credores que, diga-se de passagem, não foi ideia de ninguém diretamente envolvido com a gestão Odone mas, sim, um trabalho jurídico e de convencimento ao qual gerações de gremistas serão eternamente gratas. Agradeçam ao eterno presidente Fábio Koff e ao gremistão que é advogado do Clube dos 13.

    Lamento ter esquecido do seu nome. Alguém do Movimento Grêmio Acima de Tudo (MGAT) poderá completar a informação.

    Pois esse senhor também faz parte do grupo que ofereceu um excelente plano de marketing ao clube. De alguma forma, o tal “plano de capitalização guardado a sete chaves pela direção” citado pelo repórter é um dentre muitos projetos oferecidos por esse mesmo grupo.

    Particularmente, levanto a bandeira de que TUDO o que eles propuseram seja aceito de bom grado e executado tão rápido quanto a burocracia técnica, jurídica e financeira assim o permita.

    E essa notícia me deixou muito contente. Se formos pensar nesse sentido, a gestão Duda, mesmo marcada por erros crassos nas declarações do Meira e na falta de um discurso taxativo de nosso presidente na maioria das vezes em que a mídia polemista tenta deixá-lo embaraçado, poderá ser um divisor de águas em termos de AUTONOMIA na história do clube.

    Sob um outro viés, diria que Duda está aqui para pagar títulos de uma maneira mais competente e ágil do que o fez Fernando Miranda no T.A.

    Mas o que queremos é futebol. E cada um tem um nível de tolerância ao fracasso e de ânsia por sucesso diferente do outro. Como já disse, estou temeroso pela forma com que Silas tem demonstrado ainda não ter convicção nenhuma. Mas creio que seu prazo de validade ainda não foi vencido e que TALVEZ haja fatores extracampo que a gente desconheça.

    []’s,
    Hélio

  42. Marcos. O Rafael Bandeira dos Santos talvez tenha sido o maior vice de futebol do clube,comparado, neste cargo, também talvez, somente ao Cacalo. A propósito o Cacalo aponta ele como o melhor vice de futebol. E quem conhece a história do clube sabe que, efetivamente, neste cargo ele foi impecável, tanto como o Cacalo no mesmo setor. Como Presidente ele foi um desastre. Particularmente não acho que o Cacalo como Presidente se compare a ele, enquanto o Rafael parou o G na segunda divisão e entregou o clube financeiramene quebrado, o Cacalo faturou a copa do Brasil em 1997, e entregou ao Guerrero em 98 o G entre os 8 melhores do país, posição apenas modesta no brasileirão daquele ano, mas o Guerrero recebeu o clube com Ronaldinho Gaucho entre outros, lembram ? A divida tb estava num patamar mais do que admnistrável, 24 milhões, só o Ronaldinho valia mais. Quando o Guerrero saiu a divida já estava em mais de 100 milhões mesmo com os 70 que a ISL botou lá. Aonde foram parar ? Mais em cima … Por isto não penso que o Governo Cacalo tenha sido desastroso e tampouco possível de ser comparado ao Governo Rafael.
    Mas ao que interessa, como Vice de Futebol o Rafael foi impecável e dá prá sentir saudades sim.

  43. Eu leio e opino aqui a algum tempo já. Não sou envolvido com os grupos políticos que a maioria daqui está comprometida. Tenho o meu próprio, estamos começando, juntando pessoas interassadas e tal mas não vem ao caso.
    O que eu acho interessante é que quando acusam este ou aquele por aqui, sito o Guerreiro e Obino, parece que eles fizeram tudo sozinhos. Que na época não havia Conselho, Diretores, Vice-presidentes… O caso da ISL parece que não foi aprovado por ninguém. Foi mágica! O Josias foi contra, ele mesmo faz questão de lembrar isso o tempo todo. Agora tenho uma pergunta: E hoje em dia quando uma voz solitária se levanta contra a Arena por que ela não ouvida com mais cuidado?? Pode ser inoportuno o comentário, mas e se essa voz solitária estiver tão certa quanto o Josias estava em 2000 não haverá como consertar.

  44. Anderson, a voz solitária (que não é tão solitária assim) não só é ouvida como o Dr. Preis esteve (e está) sempre a disposição para explicar, orientar, com toda a paciência (eu não teria a mesma) para qualquer pessoa que quiser!! O meu ranço vai contra aqueles que, antes de “tentar” uma conversa com o mandatário, vão em rádio e tv falar aos 4 ventos sobre o que não tem conhecimento. Bastava que fossem conversar com o Preis!! Mas eu entendi o que tu quis dizer!!
    Abraçoss

  45. O gauchão não vale nada! Estamos cometendo os mesmos erros de 2009, Duda e Meira definitivamente não aprendem com seus erros!
    Estamos fritando jogadores e técnico com 6 jogos no ano, tudo pela falta de convicção da direção. O melhor que o Grêmio teria a fazer é colocar os juniores pra jogar o gauchão e deixar os profissionais trabalhando para formar um time de verdade pro resto do ano. No máximo deveriam jogar algumas poucas partidas pra pegar ritmo e alguns outros amistosos. Até aproveitaria para viajar na america latina e jogar torneios por ai.
    Jogar o gauchão com um time totalmente remontado é pedir pra tomar pressão.
    Não há como comparar Grêmio e os macacos pois eles fazem contratos longos e matém o mesma base há uns 3 ou 4 anos. O Grêmio ainda não aprendeu a fazer contratos longos e sofre a cada virada de ano. Vejam o exemplo do Jonas, tirando o mérito da sua necessidade pro grupo, o Grêmio deveria renovar por uns 3 anos, mas não, quer por 1 ano só. Assim, no fim de 2010 terá que renovar novamente pra não perde-lo de graça!

    Parece que eu estou vendo, o Grêmio chegando capenga nas finais do gauchão tendo que decidir no aterro. Vamos tomar pau de novo! E a cobrança virá muito forte peo Silas, comprometendo de novo o resto do ano!
    Em 2009 tinhamos um grupo bastante renovado no gauchão e o Roth, apesar da ótima campanha na Libertadores, pagou o preço pela falta de convicção da direção, que não sabia se botava titulares ou não no gauchão.

    O foco está perdido no Olimpico!! A nossa competição do ano é a Copa do Brasil, que começa semana que vem. Até agora, pela falta de preparação adequada, não temos esquema de jogo e nem titulares definidos.
    E o menos culpado dessa história toda é o Silas!!!
    Assim como foi com Roth e Autuori!
    Sem um grupo homogêneo não vamos a lugar nenhum em 2010, um replay de 2009.
    Duda e Meira não aprenderam suas lições. Em um momento parecia que teríamos uma sequencia no grupo de 2009, mas não, remontamos todo o time. Perdemos toda a base de sustentação daquele grupo: Rever, Tcheco, e Maxi, além do Doulgas. Com a exceção de Victor, perdemos nossa coluna vertebral e não repomos em qualidade e quantidade. Não temos mais que 3 opções pra zaga. Não temos opções de 1o volante a não ser um guri da base. Um completo erro de avaliação. Não temos lateral direito titular e reserva. Não temos lateral esquerdo reserva. Não temos atacante reserva.

    Onde está a culpa do Silas?
    Pode estar errando nas primeiras avaliações e na montagem do time, mas é pra isso que serve o inicio de temporada. Porém, cobrar a demissão do técnico é repetir 2009 e esconder os verdadeiros erros dessa direção patética!!!!

    O Grêmio se transformou em uma instituição financeira. O único departamento que dá resultado está sob comando do Irany Santana. A base também está bem, mas ós guris mal jogam no profissional e quando jogam são vendidos por migalhas….

    O marketing e acessoria de imprensa não existem mesmo!
    Há uma promoção da Polar em andamento vinculada ao Grêmio e sua torcida. Nada foi divulgado, eles nem sabem disso!!
    Mandei um email pra MKT e repassaram pra Michele. Nenhuma resposta, tão no mundo da lua!!!!

    Posso estar sendo bastante negativista, mas essa direção passou dos meus limites. Com raras exceções, estamos nas mãos de despreparados, infelizmente. Fala alguém que tinha admiração pelo Duda e confiou nele.

    Desejo muita sorte ao Duda em 2010…

  46. RAFAEL TARGANSKI: amigo, concordo em 100% com o que disseste. Parabéns por conseguir explicar tanta coisa de uma maneira bem mais sucinta do que a minha e de outros aqui. E, se fosse mais curto o teu texto, certamente teria faltado algo.

    ANDERSON KEGLER: com toda a sinceridade, não tenho absolutamente nada contra a tua pessoa (seria leviandade e desonestidade, pois ainda não nos conhecemos; emitir juízo de valor a partir de uma visão superficial) e tampouco contra o Grêmio do Prata. Contudo, minha única objeção sobre o discurso do movimento é que ele parece segregacionista. Como a cabecinha de muitos integrantes das torcidas organizadas carece de uma voz forte, de ídolos DE VERDADE e ainda é bastante imatura, considero verdadeiramente perigoso e até irresponsável suscitar essa faceta do que representaria uma visão de “gauchismo” ou de “cisplatino”.

    Além disso, embora a maioria das pessoas que já passaram pelo Grêmio tenham deixado uma série de pontos culturais em comum, tudo o que li no site de vocês e tudo o que li aqui no blog a partir das tuas opiniões me pareceu pouco flexível, demonstrando um conservadorismo que não condiz com a obrigação de seguir tendências das quais (feliz ou infelizmente, dependendo da situação) a sobrevivência de um clube como o Grêmio não pode escapar.

    Por outro lado, já troquei e-mails com o Cláudio e tive uma visão bastante diferente daquilo que o site oficial do grupo apresenta. O cara é um excelente economista!

    Jamais diria que a intenção de vocês é descabida ou ilegítima, mas o discurso oficial não ajuda. Em princípio, essa é a tarefa menos difícil: dar uma polida no discurso, a fim de torná-lo mais universal e mais assertivo.

    Acho que foi necessário dizer isso porque minha intenção é a de construir pontes e de ajudar a fazer com que a voz normalmente contrária à maioria tenha valor. Salvo muitos dos conselheiros (recentes ou antigos, conservadores ou não) que tive o prazer de conhecer a partir deste blog ou em algumas reuniões informais no Copacabana e no Costela no Rolete, a impressão que tenho sobre a “maioria silenciosa” é a de que seria mais fácil manter o broche da sua comenda limando pensamentos como os do Grêmio do Prata de dentro davida política do clube.

    Assim como não acho nada positivo taxar o MGN pelo “De Canela” ou por articulações consideradas antiéticas que alguns conselheiros experientes que vivem os bastidores do clube já citaram e também o MGI por seja lá o que for, também não acho ruim que haja alguns conselheiros da Geral. A qualificação do debate e a razão maior ou menor de um indivíduo ou de um grupo se dará a partir de atitudes. Então, a não-participação e as barreiras de entrada são, pra mim, muit piores do que aprender a conviver com ideias opostas.

    []’s,
    Hélio

    []’s,
    Hélio

  47. Caro Hélio.
    Desconheço quem és, li tuas opiniões e textos somente aqui no blog. Não emitirei juizo quanto a elas muito menos quanto a ti.
    Quanto ao nosso movimento cabe dizer que estamos começando, achando nosso caminho, nosso rumo. Mas garanto a ti e a quem possa interessar que ele difere em muito do que tem sido o norte dos últimos tempos no GRÊMIO.
    Nosso site em si, será modificado em breve. Mas nossas idéias não mudarão muito não. Precisamos de atitude dentro do nosso GRÊMIO, seguir as tendências tem nos levado cada vez mais para caminhos errados e tortuosos. Não defendo estagnações e exageros mas sim a busca ou, quem sabe, a retomada de uma identidade.
    Quanto a maioria silenciosa dos Conselheiros, bom sobre isso a minha opinião é bem conhecida até sobre os nem tão silenciosos assim. No mais, pedo para moderação meu e-mail (podem liberar para o Hélio) e entre em contato.
    Um abraço.
    FORÇA E HONRA!

  48. 1.Anderson. SOBRE O TEU PRIMEIRO COMENTÁRIO. IMPOSSÍVEL COMPARAR CASO ISL COM CASO ARENA.JÁ FALEI MINUDENTEMENTE SOBRE ISTO AQUI. A TRANSPARÊNCIA HAVIDA NO CASO ARENA É INFINITAMENTE MAIOR DO QUE AQUELA DO CASO ISL QUE FOI UM FRAUDE A TRANSPARÊNCIA QUE SE DIZIA HAVER, TANTO QUE JÁ CONTEI QUE O CD NÃO CONHECIA AS CLÁUSULAS DO CONTRATO E ESTE FOI ASSINADO COM UMA CONDIÇÃO DE QUE ATESTAVA O CONHECIMENTO DELE PELO CD E QUEM SUBSCREVIA O CONTRATO COMO TESTEMUNHA ENTRE OUTROS FOI O PRESIDENTE DO CD DA ÉPOCA. PRECISO DIZER MAIS ? AFORA ISTO, TEM OUTRA COISA IMPORTANTISSIMA DE SER RESSALTADA: QUEM NÃO GOSTARIA DE RECEBER OS MILHÕES DA ISL ? QUALQUER CLUBE DO MUNDO GOSTARIA. A QUESTÃO É: AONDE FORAM PARAR ? O QUE FOI FEITO COM ELES ? MEU MAIOR BERRO, MUITO MAIOR DO QUE O CONTRA O CONTRATO, FOI CONTRA A GESTÃO 2000 QUE NÃO TEM QUALIFICAÇÃO PARA DEFINIR O QUE FOI FEITO AQUELE ANO DE ASTRADA, AMATO, PAULO NUNES … OU TEM ? BEM A DEFINIÇÃO DADA JUDICIALMENTE PODE SER A MAIS PRÓXIMA.

    2. RAFAEL. SOBRE O TEU ULTIMO COMENTÁRIO. CONCORDO COM ELE EM QUASE TUDO.O CAMPEONATO GAUCHO CADA VEZ ME IRRITA MAIS. SE É GANHO NÃO REPRESENTA NADA, E SE NELE SE VAI MAL, É UM INFERNO. ESTE CAMPEONATO JÁ ERA HÁ TEMPOS E NÃO TEM MAIS O PORQUÊ SE GASTAR TEMPO COM ELE. AZAR DE QUEM ACHA O CONTRÁRIO, DISPUTA COM RESERVAS TODO ELE, TIME B, C, OU JUNIORES, DE DEIXEM AS HIENAS BERRAREM. A COPA DO BRASIL É HOJE O FOCO, ALIÁS, QUALQUER CAMPEONATO É O FOCO DESDE QUE NÃO O GAUCHAO. POR SINAL REPITO, A COPA DO BRASIL E A SULAMERICANA SÃO OS FOCOS E O DUDA PISOU NA BOLA QUANDO DISSE NÃO TER INTERESSE NESTE ULTIMO, DEVE REVER A POSIÇÃO E MUDAR O DISCURSO. O MKT É VERGONHOSO, AQUELA ENTREVISTA AQUI TRAZIDA, DO TAL DE CACO E DA MICHELE, MOSTRA BEM A FALTA DE PROFISSIONALISMO DOS DOIS, E MOSTRA QUE QUEM ESTÁ RESPONSÁVEL DO CA PELO SETOR NÃO TEM A MENOR IDÉIA A MENOR NOÇÃO DO QUE FAZ, É UM PEIXE FORA D´ÁGUA NESTE CALOR, SEQUER SABE ESCOLHER PESSOAL PARA O SETOR, UM DESASTRE QUE BEIRA AO HILÁRIO. ESTAMOS FRITANDO, SIM, JOGADORES E TÉCNICOS POR FALTA DE UM PREPARO MELHOR, TENS TODA A RAZÃO.
    MAS POR FAVOR, NÃO ME FALA NO ROTH, ESTE NÃO FOI SÓ NO GRÊMIO QUE ELE ERROU, ELE ERROU EM TODOS OS LUGARES QUE ANDOU E NUNCA GANHOU ABSOLUTAMENTE NADA.
    ALIÁS TENHO UMA CONSTATAÇÃO QUE QUERO FAZER A HORAS:

    O ESPORTE É O ÚNICO SETOR DA ATIVIDADE HUMANA QUE PODE FAZER FRACASSADOS EXITOSOS E MEDIOCRES QUE NÃO GANHAM NADA E FICAREM RICOS E MILIONÁRIOS. ROTH, RUBINHO BARRICHELO, POR EXEMPLO, OUTROS MEDIANOS COMO O BECKHAM, NO MUNDO DO TÊNIS ÀS PENCAS, O RIOS QUE NÃO TINHA ESTATURA PARA SER PEGADOR DE BOLA CHEGOU A PRIMEIRO DO MUNDO SEM NUNCA TER GANHO UM GRAND SLAN, E POR AI VAI. E TAMBÉM TRABALHANDO NELE,Ç SE SERVINDO DELE, ESPORTE, SEM PRATICÁ-LO, É QUE SE PODE VER UM NÚMERO INCRÍVEL DE MEDIOCRES ALCANÇAREM NOTORIEDADE, COMO UMA QUANTIDADE ESPETACULAR DE JORNALISTAS SE TORNAREM ALTAMENTE POPULARES – ALGUNS ATÉ VIRAM ESCRITORES, COMO O DAVID COIMBRA, MEU DEUS DO CÉU … NÃO CONHEÇO NINGUÉM QUE TENHA LIDO UM LIVRO DELE E ELE ESCREVE UM POR SEMANA … – MILTON NEVES, CAJURU, PARA NÃO FALAR MAIS.
    ME DIGAM QUE OUTRO SETOR PROPICIA ISTO EM TAMANHA ESTENSÃO. NA MEDICINA ? NA ADVOCACIA ? NA ENGENHARIA ? VOCÊS CONHECEM UM ADVOGADO QUE PERDE TODAS AS CAUSAS E TENHA FICADO RICO ? SE TIVER É A EXCEÇÃO QUE CONFIRMA A REGRA, E SERVE PARA OS DEMAIS, VCS CONHECEM UM MÉDICO CIRURGIÃO QUE ERROU E CAUSOU A MORTE DE VÁRIOS PACIENTES TER FICADO MILIONÁRIO OU GANHAR POPULARIDADE E NOTORIEDADE COM BOA FAMA ? VCS CONHECEM UM ENGENHEIRO QUE CONSTRUIU UM PRÉDIO QUE DESABOU DEPOIS DISTO GANHAR DINHEIRO COM CONSTRUÇÃO ??? UMA PONTE QUE CAIU ? POIS NO ESPORTE O CARA PODE PASSAR A VIDA TODA SEM GANHAR NADA E PODE SE TORNAR RICO, MILIONÁRIO, FAMOSO, COMO UM RUBINHO BARICHELO. NO ESPORTE O CARA PODE PASSAR A VIDA TODA FAZENDO O MESMO SERVICINHO MEDIOCRE DE TODOS OS DIAS COM UM SALÁRIO MISERÁVEL OU NÃO E SE TORNAR CONHECIDISSIMO, POPULARÍSSIMO, MESMO QUE SEUS CONHECIMENTOS SEJA CURTOS.

    INCRÍVEL.

  49. Josias Este curriculum respeitado que tu considera ter a tia do cafe, o seguranca, a cozinheira tbm tem pois estao la no Olimpico a uns 20 anos. Quem tu contratou, quem tu dispensou de 1993 a 1998, pois e ninguem ne, pois tu era somente carguista, ainda bem se não estariamos mal, se perguntar para qualquer jogador da epoca ninguem lembra quem foi Josias. Me desculpe Josias, pois vi que tu acusou o golpe, não te ofendi somente falei que tu vive no Mundo encantado, pois o time nesta decada ( exceto 2001 ) so leva porrada e acha que ” agora vai”. Sobre 95 o banguzinho não era de reserva de ponta a ponta, ou o C.Miguel, Paulo Nunes, Rivarola, Roger, Arilson eram reservas (jogaram a final).

  50. Andre.
    André.

    A considerar a grafia que emprestasses ao nome do homem que modernamente reinventou a literatura infantil e deu novo encamentamento à ela, devo reconhecer que tu deves viver num mundo efetivamente ´real`…

    Depois daquela do Al Disney, se tu tivesse só um pouquinho de vergonha, mas só um tiquitinho mesmo, na cara, tu sumia por uns tempos e parava de dizer besteira.

    Não vou responder item por item mas tu te lembras quantos minutos de jogo tinha e que placar estava o Grenal quando, por exemplo, o C Miguel entrou ? Te lembra a formação do time naquele dia e que time jogava o inter ? A tua cultura de Grêmio é pobre ou mal intencionada, ignorância eu aguento, mau caratismo não.

    Eu não vou ficar aqui enumerando o que fiz pelo clube no tempo em que fui diretor e vice presidente ainda mais prá ti que não sei quem é, o que faz – se é que fazes alguma coisa – e como já disse, o dia que tu tiveres um pedacinho do meu curriculum talvez, se me ligares, eu te receba e até te convide para jantar lá em casa = no canil, com o meu cachorro. Do contrário, fica latindo ai de fora !

    Eu nunca fui ´carguista`, e, modestamente, é verdade, meu nome consta da história do clube pelo que já contribui e tenho isto com muito orgulho em que pese ter havido muito sacrificio da minha família, em especial meus filhos, em momentos cruciais da relação de um pai que só hoje, eles gremistas e crescidos, aprenderam a entender: te enganas redondamente se pensas do jeito como me relacionasses aos jogadores dos períodos em que participei do clube, mas a tua opinião é absolutamente desimportante e quem viveu a história do clube a conhece – talvez os jogadores que passaram pelo clube no período que fui dirigente tenham grande lembrança de TI. Quem discorre sobre mim como tu discorreu acima só pode levar de mim uma resposta: tú és um idiota, e vcs, idiotas, como referiu o Millor Fernandes, numa coisa são insuperáveis … na quantidade. Neste ponto, não temos mais o que ir adiante e, com licença, mas repensando, esquece o convite para jantar com meu cachorro mesmo que tu arranjes teu curriculum.

  51. Galera…
    Aqui considero um espaço saudavel para discussão. Esse negócio pessoal não levará há nada.

    Vamos falar do Grêmio de hoje, esse sim vai mal. Ficar falando da vida pessoal, grafia e trocar farpas só empobrece nosso espaço.

    Eu ja discuti com Josias, Almeida, Hélio… mas considero e respeito todos…

    O que não aturo é a situação do Grêmio…

    Grande abraço e vamos nos unir para tirar o Meira e no final do ano o DUDA.

    Abração Galera

    Agora Vai…

  52. ANDERSON: será um imenso prazer trocar idéias contigo. Até o Cláudio já me convidou para ir ao Copacabana num final de tarde mas, infelizmente, naquela época, não foi possível.

    JOSIAS: um grande amigo meu, Luciano Nunes Rolla, sobrinho-neto do saudoso Foguinho (nota: ele não tem absolutamente nada a ver com o homônimo que volta e meia é citado nas rádios), um dia, no Olímpico, lançou uma observação pra mim e pro Rogério Rombaldi, outro gremistão amigo de infância:

    – A todo guri que sobre para o profissional de um grande clube basta ter um ano bom que estará com o resto da carreira resolvido.

    É assim que os clubes criam os monstrinhos que o mercado nacional alimenta: pega um Thiego da vida, paga 30 paus de salário no 2º ano dele como profissional que, mesmo indo para um Náutico da vida, nunca mais irá ganhar menos de 15.

    Amigo, 30 paus é quase o salário do vice-presidente jurídico de uma empresa do porte da RBS pra um pouco maior aqui no RS. 30 paus é cerca de 20% a 25% a mais do que um procurador da república recém concursado.

    15 paus é 45% a mais do que eu possa vir a ganhar como professor com dedicação exclusiva em uma universidade federal (ou em uma particular de grande porte e reconhecida qualidade como PUCRS ou UNISINOS) com doutorado + chefia de departamento ou coordenação de curso. E é mais de 300% sobre o inicial de um professor concursado com mestrado (coisa rara hoje em dia).

    Tudo bem: a enormidade do ecossistema formado por patrocinadores, fornecedores e a TV que banca não apenas o esporte de alto rendimento como também a indústria do entretenimento em geral é um mundo extremamente pequeno e que não poderia – em tese – ser comparado de maneira tão simplista com atividades ditas mundanas. Com ou sem estudo, o esforço e a diferenciação que eles possuem são diferentes das nossas. Eu, mesmo, dificilmente seria titular do Cerâmica de Gravataí. Nesse caso, ganharia muito mais como cobrador da Carris. Isso é sinal de que eles aguentam coisas que nós não teríamos condições de aguentar e vice-versa.

    O Rubinho me parece aquele cara que não briga com ninguém dentro da empresa, levanta a bandeira do negócio, ensina um montão de subalternos… Mas não dá nem pra demiti-lo (custaria muito caro), nem pra dar uma vice-presidência para o sujeito (porque lhe falta aquilo que os judeus chamam de “chutzpah” – me parece que é uma mistura de tesão com eureka).

    Tá cheio de gente enganando no futebol: Zetti, Bonamigo, Hélio dos Anjos, Celso Roth…

    A lista não tem fim. O que eu não acredito? No ruim ou no burro com sorte. pra mim, a sorte persegue o empenho técnico, a coerência entre discurso e prática e – acima de tudo – a capacidade de acertar três elementos-chave ao mesmo tempo: hora certa, lugar certo e pessoas certas.

    Infelizmente, confesso que ainda não cheguei lá. Mas não invejo quem tenha conseguido: se puder aprender com estes, beleza!

    []’s,
    Hélio

  53. O André erra.
    Josias e Renato Moreira começaram juntos em 1993. Pelaipe participou daquele tempo. Por tudo que se sabe e até no site se encontra, daquele período de 1993 a 1998 somente dois começaram com o Odone em 2005, o Josias, como Vice e o Pelaipe como assessor da Presidência. O Presidente Odone em 2005 puxou para si o futebol e contratou o Mário Sergio. Quando o futebol estava indo pro saco, Josias foi cogitado para o futebol por indicação de Renato Moreira e Francisco Santos, para ir com o Pelaipe mas recusou e prensou Renato Moreira para ele topar a parada, no que foi acompanhado por Francisco. Renato topou e acabou sendo o grande nome do futebol campeão da segundona, não deixou o time sair de campo, e gauchão. Renato Moreira depois saiu e ficou Pelaipe sozinho no futebol. Moreira enquanto esta no comando cansou de dizer que o Vice que lhe dava sustentação e apoio era Josias, era a rara a entrevista que não referisse isto quando o assunto se encaminhava para o cnselho, ambos eram do mesmo grupo. Josias acomapnhava o time em quase todos os jogos gauchao e brasileiro, aqui e fora. Estes fatos são publicos. Talvez a tia do cafezinho tenha o mesmo curriculum, mas qualquer um dos citados, inclusive o porteiro do olimpico, conhece mais o Grêmio que o Andre. Quando a gente não sabe, calar é o melhor caminho. Salvo se há intenção outra por de trás disto.

  54. Só prá deixar bem claro: do tempo de 93 a 98 somente 3, Josias, Moreira e Renato, participaram em parte do Governo Odone, o que mais durou foi Pelaipe que saiu e veio a entrada de Krieger. Odone só não ganhou algo em 2008. Josias e Moreira não estavam em 2008 e Pelaipe não concluiu aquele ano.

  55. Josias,

    Até nas discussões mais inflamadas e menos polidas dá pra gente captar detalhes positivos.

    Te candidata a presidente que eu garanto que tu terás apoio de MUITA gente. Hoje, mais crescidos, tenho certeza absoluta de que os teus filhos vão adorar a ideia.

    Se o problema do Grêmio é faltar alguém que dialogue numa boa com todos os movimentos e, principalmente, um discurso forte, por enquanto, faria campanha pra ti.

    []’s,
    Hélio

  56. Um pouco de humor……

    MAURÍCIO SARAIVA – “O Batista teve um mal súbito. O que é um mal súbito? É um mal que dá subitamente, a qualquer momento”.

    PAULO BRITO – “Mas que baita porre, heinhoooo Batista?”

    PRESIDENTE DO GREMIO – “O Batista desmaiou na hora certa, no momento que dá pra desmaiar, nessa fase do gauchão, além do mais o Gremio era melhor quando o Batista desmaiou, faltava só o gol.”

    FRANCISCO GARCIA – “Repare que na hora do desmaio há um toque do narrador no Batista, só resta saber se esse toque foi quem causou a queda ou se ele se jogou”

    LULA – “Nunca antes na história desse país, um comentarista desmaiou ao vivo”

    PAULO SANTANNA – “O Batista não é fumante”

    LASIER – “Perderei meu posto no youtube”

    PEDRO BIAL – “Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d’água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.
    Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente: O Amor.” Com 56% vem desmaiar aqui fora, Batista.

    ZAGALO – “Aí, sim. Fomos surpreendidos novamente”

    TITE – Para o Batista, faltou o E-QUI-LÍ-BRI-O!!!

    CORNETEIRO – “Batista sempre foi cai cai”

    LEANDRO VUADEN – “levanta que nao foi nada….vai joga!!!”

    CLEBER MACHADO – “O Batista teve um mal súbito? Não sei. Sempre foi um jogador cai cai ? talvez. Isso manchou sua imagem como comentarista? Pode ser que sim,… ou não.

    ROMÁRIO – “O Batista desmaiado é um poeta”

    Abraço a todos..

  57. Minha tese é que esse desmaio não teve a ver com agente fisico calor mas sim com o fator psiquico: esse cara se sente mal sempre que ve qualquer coisa ligada a Gremio.

    Ele consegue ver uns 4 a 5 penalties por jogo contra o Gremio em cada jogo do Gremio

    É o momento da direção da RBS e SPORTV fazerem um grande favor ao publico gremista e ao Batista, escalando o Ancheta ou o China para os comentarios dos jogos do Gremio.

    cbimbi

  58. Sidnei, o Duda vai colocar faixa no peito, tenho certeza. Quero que me digas quem é o teu candidado. Cornetear é fácil, quero ver assumir. Sei tbém que futebol se vive de resultados, mas gostaria de saber quem é o teu candidato? Qual o currículo dele? O que ele fez pelo Grêmio? Aparece.

  59. Muito boa essa do Batista, heinhooo Sidnei!!

    Josias, também não gosto de falar muito do Juarez, um dos piores personagens que já passaram pelo Grêmio, mas, querendo ou não, nos levou a Libertadores e foi tirado dela invicto…

    grande abraço!

  60. bah, Rafael, assino em baixo!!!

    time com sotaque gaucho!

    mas acho que Hugo, Lucio e Fernando tem que ser titular mas tua escalação é muito interessante!

    cbimbi

  61. A credibilidade está intimamente ligada ao fundamento. O sujeito pode ter um fundamento bom ou ruim, mas isto só é passível de avaliação se ele exibir o fundamento. E é dele que se pode examinar a conclusão e sobre ela refletir. O Marcos Almeida, de quem gosto muito de ler, tem uma conclusão semelhante a do André, a diferença é que enquanto o Marcos tem fundamento para chegar à ela, e se é bom ou não cada um que examine e ofereça contraponto se for o caso, o André não apresenta nenhum, sequer dá prá saber se seria bom ou não porque não tem. Então ele perde em credibilidade. O ataque feito ao Josias foi tão gracioso que dá prá desconfiar que tem algo por trás dele além de uma suposta divergência. O modo de escrever do André é muito parecido com alguns comentaristas do site do MGN. O Josias não é um oficialista, até porque nem está na direção hoje, e tem feito censuras cerradas aqui, basta ler os comentários que faz, e dá prá ver que não está contente com o time, mas é polido ao comentar. O ataque do André ficou sem sentido. De qualquer maneira o Josias exagerou na história do cachorro. Eu por exemplo tenho um box que se chama Pluto. Se o André se dirigisse a mim como grosseiramente fez ao Josias eu talvez convidasse ele para jantr com o pluto, mas no fundo seria uma sacanagem com bchinho, afinal chamar o criador do personagem de AL DISNEY é mais que uma grosseria. Meu cão não merece isto.

  62. A titularidade num grupo de jogadores medianos como no plantel do GREMIO, deve ser, a meu ver, resultado da conjunção dos momentos: técnico e atlético por que passam os jogadores. Já que o futebol é momento, me parece que quaisquer outros critérios de avaliação soam como despropositados. Temos assistido neste início de temporada, a repetição das experiências realizadas no ano que passou com jogadores que, ainda no plantel, nada tem para acrescentar quando chamados. Outros, embora a inconstância do início de temporada, vem evoluindo à medida que adquirem o condicionamento físico que de sustentação à sua melhor técnica. Portanto, a estes deve ser dada uma maior seqüência de jogos para que rapidamente assumam a titularidade.
    Que as experiências sejam feitas com as “caras novas” da equipe de base. Temos que ter elementos concretos para aquilatar seu comportamento no meio de profissionais experientes, num campeonato viril e “pegado” como o Gauchão. Ao mesmo tempo, poder fazer uma avaliação qualitativa de seu desempenho em relação aos chamados “rodados”, alguns ocontratados a peso de ouro e que passados meses, continuam devendo. Creio que há uma certa cumplicidade entre a direção de futebol e o treinador quanto à escalação dos “medalhões” em detrimento aos jovens da base. Todos sabemos que é difícil para o treinador deixar num segundo plano jogadores com currículo, o que desprestigia quem os contratou (direção) e o deixa em “maus lençõis” pois estará ferindo vaidades. Mas, ele foi contratado para botar em campo o que tem de melhor no momento. Com os jogadores que o treinador tem na mão a campanha é medíocre. Pergunto: que time do interior tem melhores jogadores que o Gremio? Não dá pra engolir a fragilidade do esquema. Sabemos que a equipe está em construção, mas dai achar que as coisas estão dando certo é ser otimista demais. Na minha modesta opinião, poderia ser bem melhor.

  63. Saimon também é zagueiro, Collaço – maduro e tranquilo – é mais jogador do que Lúcio e Fábio Santos. Fernando e Maylson entram VOANDO no time do Grêmio.

    Desde Anderson Lima não temos um lateral direito.

    Lá vou eu defender o trabalho da base novamente: R$7,2 milhões/ano. Todos os mais de 100 meninos que moram ao lado do Olímpico custam R$5 mil/mês. São duas categorias bem infantis de recreação e seis competitivas, em um planejamento físico, técnico e tático crescente. A assimilação de MUITAS VARIAÇÕES do 442 por parte dos meninos tem sido um sucesso. Na base, nenhum técnico escala três zagueiros, três laterais, três volantes, três meias de ligação faceiros ou três atacantes. Quando um guri é polivalente, a posição que não é a sua privilegia a mesma perna boa e as características físicas mais aproximadas da sua especialidade.

    A política de contratações e a falta de utilização da gurizada que sobe são erros crassos do Departamento Profissional.

    Falta critério e falta pulso. Ao mesmo tempo, qualquer conselheiro de qualquer movimento tem medo de assumir a barca com PAVOR de errar.

    Eu daria uma SUPERINTENDÊNCIA ou VICE-PRESIDÊNCIA de futebol que englobe todas as categorias a algum conselheiro ou especialista com formação adequada treinado pelo Paulo Deitos, pelo Mauro Rocha e pelo Edson Aguiar.

    Se isso não for feito logo e surgir alguém no mínimo do mesmo nível do Mário Fernandes, do Maylson ou do Douglas Costa nos próximos seis meses, essa criatura não vai jogar mesmo estando apta exatamente no ápice do Brasileirão – que é quando tudo se decide.

    Ferdinando, Igor, Rafael Marques, Fábio Santos… É mais do que certo de que se tira da base jogadores MELHORES.

    Sem ser simplista e sem comparar a diferença financeira, o Arsenal só contrata pirralhos e promove um monte de gente da base. Nunca fica abaixo da 4ª colocação no campeonato inglês e sempre passa das duas primeiras fases da Liga dos Campeões. Quando cai, cai por falta de experiência e não por ruindade.

    No Brasil, onde quase todos são “japoneses”, quem desenvolver uma filosofia semelhante primeiro, vai dar de relho em Cruzeiro, São Paulo e T.A.

    Pra mim, o tempo de conversa mole da direção já acabou.

    []’s,
    Hélio

  64. Alexandre…

    Pode ficar abraçado com o DUDA, não voto nele e nem gosto do trabalho que ele está fazendo.

    Colocar faixa é um obrigação, pois ele fala muito e em campo o resultado está aí, mas ja que tu está gostando, te agarra nele e segue firme.

    Agora, com relação a candidato, eu não tenho ainda porque não sem quem vai concorrer, mas pode apostar, o DUDA não terá meu voto assim como ja não teve na última eleição.

    E outra, não fique sentido por eu não gostar do trabalho do DUDA, vários não estão gostando, eu só tenho coragem de falar. Respeito que tu goste dele, mas amigo, espero que tu esteja certo e eu errado e que ele coloque a faixa no peito, pois estou cansado.

  65. Alexandre,

    Só mais uma, presidente que diz “Esse GRENAL dava para perder”, não pode ser presidente do GRÊMIO, não existe Grenal que se possa perder.

  66. Josias
    Posso te garantir que sei mais de Grêmio do que tu e principalmente a respeito dos títulos, pois lembro muito bem que em 1995 o Gre-Nal estava complicado estava 1 x 1 e o gol do título foi do Carlos Miguel ( meu amigo ) que disse desconhecer quem ser Josias, fala-me muito bem do Cacalo e Koff, mas tudo bem vamos deixar assim, pois para nós gremistas é interessante divulgarmos que ganhamos o gauchão com reservas, diga-se de passagem foi um golaço no Goico ( goleiro argentino ).

  67. Time da final Grêmio: Sílvio; Marco Antônio (Alexandre), Luciano, Rivarola e Roger; Dinho, Gélson e Mancini; Paulo Nunes (Arce), Nildo e Carlos Miguel.
    Começamos com 5 titulares.
    E agora Josias contra fatos não a argumentos. Realmente constatou o que me referi no início o teu mundo é um mundo encantado e está desinformado.

  68. Mais uma sobre o desmaio do Batista: “o Batista dobra os joelhos antes de cair, portanto, tentou cavar um desmaio e deveria receber o cartão amarelo”.

  69. Gostaria de destacar que o Anderson (Andershow) está no time B do Manchester. Acredito que, havendo interesse do Grêmio e uma certa composição em termos financeiros (o clube inglês arcando com o salário), o retorno desse belíssimo jogador (gremista de coração e com grande caráter) é possível. Acho que a Copa do Brasil recuperaria o futebol do grande Anderson. Então, caros Duda, Irany, Pacheco, Meira e Guerra, “mãos à obra”. Sonhando, penso que faremos além do que é possível! Grande abraço e sorte para nosso amado Grêmio!

  70. Al André. Tu és um idiota persistente. E curto de grafia, depois do AL DISNEY de ti não espero mais nada….só AL BOBRINHAS como referiu o Marcos. Talvez tu saibas mais da história do Grêmio do que eu – duvido, basta ler o que tu escreves para ver que tu tangencia apenas, mas dou de barbada esta – muitos devem saber, nunca pretendi saber mais do que todos ou do que ninguém, mas na história do Grêmio tu deves fazer parte bem menos que a Terezinha Morango. A escalação da final, que deves ter ido buscar no site para só agora vir aqui discorrer…, não reflete a escalação do Grêmio em todos os jogos. O Grêmio jogou aquele campeonato, que é o único regional que me lembro bem daquele período ( fez história ) porque o gauchão era cafezinho e não se dava mesmo muita importância a ele e ainda assim ganhamos vários, com o banguzinho e chegou a final com este banguzinho reforçado, isto é público e notório. Aliás, se eram 5 titulares e o time é composto por 11… tu é ruim de inglês e matemática …. Tu deves ser amigo do C Miguel do Posto do Sadi: aliás, se não fosse aquele posto o C. Miguel certamente teria tido uma vida útil como jogador muito, mas muito mesmo, mais longa do que teve. Ali naquele posto ele se perdeu com bola e tudo pela linha de fundo e deixou de ser reconhecido com um dos maiores jogadores de futebol do Grêmio e quem sabe do País. Muita ceva …. deves saber disto, já que conheces tanto …. e se és amigo dele deves ter tomado muitas com ele por ali …Devias investigar, já que sabes tanta a história do Grêmio, mais sobre a minha relação com os atletas que passaram pelo clube no tempo em que estive lá, quem sabes indagas do Danrlei por exemplo, ou mais recentemente, do Galato – herói dos Aflitos, quem sabe do Felipão e do Mano ….. A propósito o C Miguel talvez tenha sido tecnicamente nosso melhor jogador naquele tempo, mas estava longe de ser um Atleta, ainda mais exemplar, sempre gordo ( ainda assim, reconheço, jogava demais, fosse um atleta jogaria muito mas muito mais ) ao contrário dele o Danrlei com mais de 500 jogos pelo Clube foi o maior levantador de taças que tivemos em toda a história, POR ISTO HOJE O TORCEDOR ADMIRA E TEM O DANRLEI COMO ÍDOLO eternizado, e o C Miguel ficou como uma boa lembrança, nada mais do que isto, mas, enfim, já estou te dando muita importãncia, e na verdade é o dirigente quem tem de saber dos Atletas e não o contrário, e te dou a ficha de todos eles, até porque a grande maioria deles acomapanhei em tribunais esportivos e muitos deles atendendo questões pessoais, o Grêmio sempre foi paternalista neste sentido, em especial naqueles tempos, qualquer dificuldade fora do campo ´se chegava junto e resolvia ou se buscava resolver`, fora do campo no terreno jurídico, bem entendido. Nunca me tornei amigo pessoalíssimo de nenhum porque sempre mantive com eles uma relação de dirigente, profissional, respeito, muito respeito, e distância. Nunca fui daqueles dirigentes que participava do dia a dia, frequentar casa, de churrascada com jogador e ou dava tapinhas nas costas e recebia, salvo nas ocasiões festivas de vitórias e comemorações ( que por sinal foram muitas ). O tratamento comigo, repito, era de Empregador para Empregado, que é o que eles são e foram, tratamento profissional, era seu Fulano seu Beltrano e o cumprimento era aperto de mão meu caro, salvo, como disse, em ocasiões especiais. CAra, tu não leu Walt Disney e ainda estás na éra da infância. Cresce. Se crescer, talvez dé para te enchergar.

  71. Josias
    Te respeito, mas desta vez acho que você pisou na bola, tentar forjar uma escalação de reservas de 1995 e comparar Carlos Miguel com Galatto é um tremendo deslize.

  72. O Carlos Miguel pode não se lembrar do Josias, mas o Josias conheceu ele bem, é só ver no que diz. Bem registrado, talvez tivesse o Miguelito, como era chamado, andando em boas companhias, tivesse tido uma vida útil muito maior e hoje fosse mais que uma boa lembrança. Eu era pequeno na época e dele pouco guardo de recordação, já o Danrlei está eternamente na minha memória, como o Dinho, eles faziam a diferença e tiveram carreira longa no nosso time, aliás o Danrlei até hoje é fininho, e o Carlos Miguel ainda moço lembra um dono de boteco. Uma pena. E é isto que se exige de quem dirige, que conheça bem quem tem a dirigir. Acho que a Roberta viajou na maionese, em nenhum momento o Josias comparou o C Miguel ao Galato, apenas se referiu a dois momentos distintos do clube por dois atletas que passaram por ele como dirigente em dois períodos distantes, o grande Danrlei, daquela era, e o Galato, da retomada. Como aparecem sábios de Grêmio por aqui, na bastasse o seu André Burrinho, agora vem um tal de Alessandro que parece querer iniciar lecionar sobre conselheiros. Este pessoal está no blog errado, André, Alessandro, aqui ninguém é bobo, o lugar de vocês é outro. É lá no sitezinho do AL TONINHO.

  73. Roberta. Por favor, lê de novo o que eu escrevi.
    Al Essandro. Vou apoiar e votar contigo, no MOVIMENTO GRÊMIO NOVO.

  74. Roberta. Confessa, tu matou a aula de interpretação ded texto. E olha que aqui nem precisava.

    Josias. Não perde o teu tempo com essa ratatulhada. A intenção desses caras é exatamente ganhar espaço em cima de quem tem história porque eles não existem. Hilário, o cara é amigo do C Miguel, e dá prá notar, aliás o Miguelito confessou para ele que conhecia o Fabio Koff e o Cacalo: ah tá, que revelação espantosa, até agora nunca isto tinha vindo à tona. Ah por favor não amolem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.