Participe da discussão

22 comentários

  1. Ano passado na cia do Herrera do Perea e do Maxi, o Jonas foi qualificado como diferenciado e se destacou; pois ontem com outra cia deu pra ver bem direitinho que ele pertence a outra turma (de baixo). Indeciso, lento, fraco e perdedor nato de gols.

  2. Importante foi a capacidade de reação da equipe, as alterações promovidas pelo Prof. Silas e sabermos que temos centroavante, o gol do Borges mostrou isso.

    AGORA VAI!!!

  3. Não serei tão crítico quanto o Marcos Almeida, mas penso que o Jonas não foi tudo que está escrito hj nos jornais. Gostei da movimentação que ele deu, mas continua errando gols “fáceis”. Não entendi porque ele foi designado a bater a penalidade, uma vez q não é titular. Muito estranho! Mais: como foi fácil a chegada do Pelotas no gol do Grêmio, especialmente no primeiro tempo. Não gostei dos nossos volantes! A defesa está batendo cabeça e sem proteção. Vazou pelos lados, pelo meio e tb por cima (aí não tem a ver com volantes. Réver e Rafael (muito fraco) estavam travados ou fixos no chão. Gostari que a Direção pensasse tb num volante (um nr. 5) de verdade. E o Souza? Se não mudar, tem de ir para o BANCO DE RESERVAS. Tem qualidade, mas como segura o jogo e PERDE bolas fáceis (contra-ataque).

  4. Estréia complicada, contra um dos poucos times do interior com torcida forte, estádio lotado, pressão, jogo pegado!
    Diante de tudo isso foi um ótimo resultado. Voltamos a ganhar fora de casa!
    Mas o time tem carências fortes ainda. Que o Meira e o Duda não achem que o grupo é suficiente pra Copa do Brasil.
    Ontem, as opções no banco eram Jonas e Maylson. Falta um meia, um atacante (o Willian não pode ser a solução) e os dois laterais direitos.
    Gostei do Souza, Borges e Ferdinando. Borges é matador, começou muito bem. Leandro e Hugo foram discretos.
    Henrique na direita não da, chega de improviso. O Mario vai ter que jogar na zaga, é melhor que o Rafa Marques.
    E o Jonas continua o mesmo, precisou errar 4 gols feitos pra fazer 1! hehehe

    O time melhorou, mas o grupo não. Continuamos sem opções qualificadas no banco. Além disso, falta entrosamento.
    Não vejo como cobrar um desempenho melhor agora no início do ano…foi um bom começo

  5. O time do 2º tempo mostrou garra e gana de vencer.
    Para o primeiro jogo mais pegado, a amostra foi muito boa.
    Acompanho o Bernardon: agora vai.

  6. A implicancia que o pessoal tem com o Souza é algo! tem que entender que ele é um bom complemento para o time, nunca foi, nem no Sao Paulo, um cara que joga o tempo todo. Mas é util pq no minimo tá preocupando a marcação o tempo todo.
    Implicancia-2 é com o Maylson, excelente jogador de movimentação o tempo todo. Não tem marketing. Se o nome fosse Maylson Lopez, aí seria idolo.
    A estreia mostrou o que é um time sem-tcheco ( q seja feliz! )e com jogadores com vontade! melhor em campo, Leandro, tem a cara do Gremio como diziam.

    cbimbi

  7. Méritos pra dupla Paixão e Silas.

    O que me preocupou um pouco foi o 1o tempo de Leandro. Participativo, porém muito recuado. Deixou o Borges sozinho no ataque. Bom que o Silas percebeu e colocou mais um encostado no nosso 9. Foi o Jonas (que fomeou horrores) mas poderia ter sido qualquer outro atacante.

  8. Fiquei preocupado no início com aquele isolamento do Borges, em um 4-5-1 com Hugo, Souza e Leandro na meia esquerda, articulação pelo meio e meia direita, repectivamente. Aos 3 minutos os jogadores do Pelotas pareciam que eram de pino-gol, pois as triangulações que inverteram o jogo da esquerda pra direita foram magistrais.

    Dos novos, gostei do Henrique que mostrou muita vontade e apoiou bem. Me assustei com Réver, Rafael Marques e Adílson. Parecia que estavam apenas de corpo presente. A mexida do Silas foi boa e não ganhamos o jogo por causa do Jonas. Ganhamos por causa da mudança de esquema que deixou o time uns 200% mais ofensivo. Tanto que o segundo tempo foi praticamente do Grêmio.

    Borges matador, fato. Leandro vai adicionar horrores tanto no ataque quanto na meia. Hugo é o velho Hugo. Jogadas agudas, buscando sempre definir.

    O time ainda precisa de mais jogos pra se ajeitar, mas faço coro ao Bernardon. Agora vai, tem tudo pra dar certo. A qualidade do time aumentou sensivelmente.

    A única pergunta que não quer calar: cadê o lateral direito?

    Abs,
    -Brum

  9. Meu caro Bimbi, em relação ao Souza, registro que, de minha parte, não é implicância. Reconheço enorme talento nele, todavia seus erros de passe, em jogadas q poderiam ser simplórias, comprometem o time. Claro que ele é um grande jogador, todavia tem de diminuir esses erros de passe (invariavelmente o Grêmio sofre contra-ataques). Para isso, penso que ele tem de soltar a bola mais rapidamente. Pode até dar seus bons dribles, mas tem de ser mais objetivo. E/T: Gostei muito do Borges.

  10. Eu só não entendi essas manchetes todas para o Jonas, entrou, fez um gol de penalti, errou outro feito, pipocou, e no final, num erro de passe quase proporciona o empate ao Pelotas. Aliás, eu acho que entendo sim as manchetes, já tem cara da crônica dizendo que é Jonas e + 10! É dose!

  11. Acho que o Jonas é, para o atual baixo padrão do futebol brasileiro, um jogador útil que não pode ser desprezado. O Grêmio já teve muitos bem piores. Se lembrarmos de Herrera, Perea, Roberson e Alex Mineiro, podemos concluir que quase todos os outros grandes times da Série A não possuem reservas de qualidade melhor.

    Jonas é útil e precisa ficar. Longe de ser um grande jogador, mas é uma alternativa acima da média atual.

    O que eu mais gosto nele é que, por mais que erre, não se inibe, pois não deixa de tentar. E, no geral, garanto que ele é o mais barato dentre todos os jogadores que marcaram mais ou menos a mesma quantidade de gols (ou mais) no Brasileirão 2009.

    Normalmente, quem mais marca é quem mais erra porque é quem mais tenta. No entanto, quando o jogador é craque, quase todo mundo faz uso de sua memória seletiva e deleta os gols perdidos e os passes errados – muitas vezes, erros bisonhos ou, ainda, que entregam algum contra-ataque.

    Retomando o post do Minwer, considero inadmissível trocar um atacante que joga quase sempre e possui uma boa média de gols por partida por um lateral.

    []’s,
    Hélio

  12. Apesar de o adversário de ontem ter sido muito fraco, Souza comeu a bola. Mas não creio ter sido este apenas mais um exemplo de “grande contra os pequenos e pequeno contra os grandes”: ele mesmo disse que o time precisa jogar com dois atacantes movediços tendo ele e Hugo como armadores que chegam.

    Técnica e fisicamente falando, Souza sempre foi mais jogador do que Tcheco. Por que a comparação? Porque o papel que cabia a Tcheco até o ano passado hoje é aquilo que se espera que o alagoano desempenhe.

    Pra meu gosto, estou satisfeito. Só não quero mais que Souza apresente atuações apáticas como em vários momentos do ano passado.

    []’s,
    Hélio

  13. Hélio!
    Concordo plenamente com tuas avaliações sobre o Jonas e o Souza. Se jogassem um pouquinho mais do que jogam, já teriam sido vendidos há muito tempo. Além do mais, jogadores mais qualificados são muito caros e todos nós sabemos que as finanças do clube estão no limite. Levam vantagem por serem experientes e estarem entrosados com o grupo. Chega de falar no Tcheco. Ele é jogador do Corínthians, agora. Acho o Lúcio mais dinâmico e competitivo que o Fábio Santos, pois, procura mais os companheiros para o jogo e se posiciona melhor em campo, embora tenha suas limitações.

  14. SOUZA COMEU A BOLA? Quanto exagero! Não arma jogadas, não entra na área, cobra escanteios de duas formas: na altura da cintura ou tenta o gol olímpico. Ontem enrolou o meio e para piorar tivemos uma demostração que o Hugo NÃO é meia e pode ser no máximo um quarto homem pela esquerda…ajudando as subidas e dando chutes da meia (esquerda) e não ir lá na direita do campo passar dificuldades pela falta de mobilidade.

  15. Vou em boa parte com o Hélio: quando o goleiro adversário faz grande defesa, nosso atacante é que errou (caso do Jonas), mas quando o nosso goleiro defende uma grande jogada (Sando Sotili) é uma muralha (e não foi o atacante quem a perdeu). Não entendo essa diferença de observação.
    Outro ponto: houve mudança no modo de jogar, com as alterações, mas não se esqueça que eles acabaram o jogo com 9, e cedo, antes da virada, ficaram com 10.
    Assim, quero mesmo ver nossa equipe jogar contra outra boa equipe, 11 contra 11. Antes, tudo parece ser fortuito, a amostragem é insuficiente para qualquer comentário.

  16. Raul!
    o Gremio ainda está mal das pernas. Jogou com muita gente “nova” e ainda não está entrosado. Deu para notar que alguns jogadores tem bola no corpo e que crescerão muito durante o campeonato. Já o Pelotas, manteve o grupo, começou a treinar em dezembro e cansou bem antes. Embora a diferença técnica entre os plantéis, acho que foi uma boa estréia. O Gremio mostrou indignação e vergonha na cara. E mais, o juiz expulsou os jogadores com justiça. Faz parte do jogo e o Gremio aproveitou. Se tivesse perdido, imagina o que não estariam falando por aí. Vamos aguardar as próximas rodadas. Acho que logo, logo, estaremos em vantagem.

  17. Raul,

    Isso posto (a questão das expulsões, o desentrosamento e a musculatura pouco flexível), é bom lembrar que até bem pouco tempo atrás, tínhamos imensas dificuldades contra adversários com um homem a menos.

    Tudo bem: ontem foram dois, e foi contra o Pelotas. Mas valeu. Quinta e domingo, minha Lu e eu estaremos no Olímpico pra matar a saudade!

    []’s,
    Hélio

  18. Tirando a ansiedade da estreia, particularmente eu esperava mais. Acho que ainda temos carencias tanto no time titular quanto no banco. Acho a zaga do Gremio lenta, tem que trazer urgente laterais ou mudar o esquema de jogo para o 3-5-2. Ontem eu gostei da atuacao Borges, Leandro, Souza e Vitor. Hugo e bom mas não e armador. Meu time Vitor, Mario, Rafael Marques, Rever, Rochemback, Leandro, Fabio Santos, Souza e Douglas, Hugo e Borges.

  19. Não vi o jogo!! Tava num aniversário de criança me empanturrando de negrinho e cachorro quente!
    Independente do que aconteceu, só de ver o centroavante marcando na estréia já me deixa aliviado!! Agora, renovar com o Jonas?? Aumento salarial prá essa uva?? Volto ao apelo: renovem por tempo indeterminado com o Victor!! Que se aposente no Grêmio…
    Abraçoss

  20. A análise do Hélio Paz sobre o Jonas é imparcial e de muita sabedoria. Talvez eu não consiga a mesma imparcialidade, pois sou admirador do seu futebol.
    Jonas fez dois gols legítimos em Erechim no ano passado. Apenas um foi validado. Qual foi o nosso atacante que marcou dois gols em grenais noos últimos anos? Ele era o goleador do brasileiro, juntamente com Adriano, antes de sua lesão.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta para Rafael Targanski Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.