Este é o Roth

Quando vi o time que Roth iria colocar em campo contra o Coritiba me surpreendi. Finalmente nosso treinador iria para cima do adversário fora casa.

Pensei que Clementino jogaria ao lado de Brandão e Celso mudaria do 4-2-3-1 para o 4-4-2 clássico, patient entretanto, ele manteve o primeiro esquema com Clementino jogando de meia – coisa que ele nunca foi nem será.

Mesmo assim jogávamos bem e tomamos um gol acidental. A reação parecia certa até que Brandão se lesionou. Aí, meus amigos, Roth voltou a ser Roth.

A troca era clara: Mamute no lugar de Brandão. O esquema ficaria igual e a postura seria a mesma. Inexplicavelmente nosso treinador coloca Adilson e o escala de meia, adiantando Clementino. Aí foi o fim.

Para piorar, no intervalo Mamute substitui Clementino. Aí Roth desisitiu do jogo. Foram muitos os erros do treinador e ele é o grande culpado pela derrota.

Todo mundo sabe que o grupo do Grêmio é limitado, mas Roth poderia ter feito coisa melhor.

Tiro curto
Ainda no vestiário do Beira-Rio, ao final da última rodada do Brasileirão, Roth deve ser demitido. Caso contrário, 2012 já começa errado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.