[ESPECIAL] Grêmio da Copa do Brasil – 1994, Bicampeão na era Felipão!

1994, vcialis 40mg ano da sexta Copa do Brasil, ailment ano em que os centro-avantes ainda usavam bigodes e acima de tudo, mais um ano em que o Grêmio ganharia a Copa do Brasil.
Com o time comandado por Luiz Felipe Scolari, em sua segunda passagem (tinha treinado o Grêmio em 87 e conquistado o Campeonato Gaúcho), Felipão já tinha ganho uma Copa do Brasil, quando treinou o Criciúma.
Coincidência do destino o primeiro adversário do Grêmio na copa de 94.

1° Fase da Copa do Brasil.

IDA: 11/02/1994 – Sexta-feira.
Criciúma-SC 2×2 Grêmio-RS – Heriberto Hulse. Gols de Carlinhos(GRE) 25/1T, Roger(CRI) 12/2T, Gílson(GRE) 33/2T, Vilmar(CRI) 36/2T.

VOLTA: 18/02/1994 – Sexta-feira.
Grêmio-RS 2×1 Criciúma-SC – Est.Santa Rosa. Gols de Carlinhos(GRE) 35/1T, Carlinhos(GRE) 14/2T, Giovani(CRI) 40/2T. Cartão Vermelho para Roger(CRI).

Na partida de volta o jogo foi no Estádio Santa Rosa fica em Novo Hamburgo, as partidas contra o Criciúma foram travadas como uma revanche pelo título de 1991, o Grêmio agora estava com o técnico campeão e acabou vendendo o duelo entre os times.

Oitavas de Final da Copa do Brasil.

IDA: 19/04/1994 – Terça-feira.
Grêmio-RS 2×0 Corinthians-SP – Olímpico. Gols de Gílson (GRE), 30 minutos; Fabinho (GRE), 44 minutos (2° tempo).

VOlTA: 28/05/1994 – Sábado.
Corinthians-SP 2×2 Grêmio-RS – Pacaembu. Gols de Henrique (COR), 50 segundos; Nildo (GRE), 19 minutos; Marcelinho Carioca (COR), 40 minutos (1° tempo); Fabinho (GRE), 11 minutos (2° tempo).

Com o primeiro jogo em casa, o Grêmio bateu o Corinthians por dois a zero. Na volta sofre um gol antes do primeiro minuto de jogo, mas conquistou o empat com Nildo ainda no primeiro tempo. O Corinthias naquela época tinha vários jogadores de qualidade como Rivaldo e Marcelinho Carioca, esse ultimo não deixou o primeiro tempo acabar sem marcar o seu. No segundo tempo o Grêmio buscou o empate definitivo com Fabinho, com o empate fora de casa o tricolor conseguiu o avanço para próxima fase.

Quartas de Final da Copa do Brasil.

IDA:04/06/1994 – Sábado.
Grêmio-RS 1×0 Vitória-BA – Olímpico. Gols de Agnaldo (GRE), 16 minutos (1° tempo). Cartões Vermelhos para Dedimar(VIT), Pichetti(VIT).

VOLTA: 07/06/1994 – Terça-feira.
Vitória-BA 0×1 Grêmio-RS – Barradão. Gol de Nildo, 16 minutos (1° tempo).

Duas vitórias magras deram ao tricolor a passada para a próxima fase da Copa do Brasil, mas o que concerteza facilitou bastante foi os dois cartões vermelhos que o time do Vitória arrecadou no jogo de ida no Olímpico. É claro que Nildo e Agnaldo, autores dos gols, fazer aos 16 minutos de cada jogo, ajudaram o time.

Semifinais da Copa do Brasil.

IDA: 24/7/1994 – Domingo.
Vasco da Gama 0×0 Grêmio – Estádio Maracanã.

VOLTA: 3/8/1994 – Quarta-feira.
Grêmio 2×1 Vasco da Gama – Olímpico. Gols de Nildo (GRE), 21 minutos (1° tempo); Nildo (GRE), 27 minutos (2ºtempo); Pimentel (VAS), 45 minutos (2° tempo).

Semifinal, com um empate no jogo de ida o Grêmio só precisava do empate, não se contentou e aos 21 minutos, Nildo e seu bigode, abrem o placar para o Grêmio. No segundo tempo, mais precisamente os 27 minutos, Nildo, de novo, marca para o ticolor. Pimentel diminui pro Vasco no finalzinho, aos 45 minutos. Grêmio na final da Copa do Brasil.

 

Final da Copa do Brasil.

IDA: 7/8/1994 – Domingo.
Ceará 0×0 Grêmio – Estádio Castelão.

VOLTA: 10/8/1994 – Quarta-feira.
Grêmio 1×0 Ceará – Olímpico. Gol de Nildo (GRE), 3 minutos (1º tempo). Cartões vermelhos para Sérgio Alves(CEA) e Vitor Hugo (CEA).

No primeiro jogo, no estádio Castelão o Ceará precionava bastante o Grêmio, usando bastante as jogadas pelas laterais, principalmente pela direita onde tinha o rápido lateral Ronaldo, o tricolor também tentava jogadas, mas poucas bolas do primeiro tempo iam com direção ao gol. No segundo tempo as duas equipes crescem, primeiro o Grêmio com uma falta distante bem batida por Paulão, mas com defesa do goleiro do Ceará, depois Roger fez cruzamento na cabeça do centro-avante Nildo que passa raspando a trave e da um susto na torcida alvinegra. O time da casa também cobra uma falta de longe que foi perigosa, Vitor Hugo deu uma bomba mas passou um pouco acima do travessão.

No jogo de volta, três minutos de pressão intensa. Não foi só manter a bola no campo adversário, foi pressão mesmo, chutes e cabeçadas a gol a todo momento. No terceiro minuto um escanteio que mudaria o placar e deixaria o Ceará em maus lençóis, Nildo, o centro-avante do bigode, cabeceia e o goleiro chico não busca, gol. GOL. Um a zero para o tricolor gaúcho e um olímpico gritando emocionado. Após isso, pressão do time de Fortaleza, Sérgio Alves logo após tenta o empate, mas o chute sai pelo lado. É um ataque lá e outro cá, os dois times querendo o gol ainda. O Grêmio não ficou só na defesa, mas Danrlei defendia bem as traves do tricolor e Chico bem o gol do Ceará. Os dois times atacavam muito pelas pontas e a principal arma tricolor era os cruzamentos para Nildo.

No segundo tempo, o time adversário queria o gol de empate, para levar a vitória para casa. Danrlei continuava defendendo muito, e a zaga afastava a bola com cabeçadas e chutes para longe do campo seguindo o ditado “bola pro mato que é final de campeonato”. O Grêmio construía boas jogadas no contra-ataque, mas a pressão do time nordestino era grande. A vantagem consolidou-se quando, em lance polêmico até hoje, Sérgio Alves afirma sofrer pênalti, o juiz Oscar Roberto de Godoy não acredita e ainda dá um cartão amarelo. Inconformado, Sérgio Alves peita Godoy e é expulso do jogo. Mais para o fim da partida Vitor Hugo é expulso também depois de muitas faltas, em uma delas Vitor Hugo acerta Nildo fora de lance com bola e recebe o vermelho, deixando o time gaúcho em boa vantagem.

Não tima mais para ninguém, era Grêmio Bicampeão da Copa do Brasil e o hino mais bonito do Brasil em alto e bom som nos alto falantes do Olímpico Monumental.

1994, campeão da Copa do Brasil e ainda tinha muito por vir nos próximos anos.

Publicado por Fane Webber

Minhas redes sociais. @faneinbox no Twitter. /faneinbox no Facebook. faneinbox@gmail.com é o e-mail de contato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.