Efeito Celso Roth?

Sim, senhores. Celso Juares Roth está de volta e com ele todos os seus prós e contras. E logo na sua primeira partida na casamata do tricolor, o Palmeiras de Felipão na sua frente. E para iniciar bem ele já inventa Adílson na LATERAL DIREITA. E não é que deu certo?Não temos como saber o que passa na cabeça de cada jogador, mas o primeiro tempo do Grêmio foi muito bom na parte defensiva. Marcação forte, pegada, em cima e na saída de bola do Palmeiras. Adílson foi impecável na função defensiva e o 0x0 foi justo inicialmente. Porém, no segundo tempo o Grêmio afrouxou um pouco e o Palmeiras pressionou mais e criou boas chances de gol. Victor voltou a ser o velho Victor e fez defesas importantes e Vilson foi fundamental salvando as cagadas do Rafael Marques.

Se a defesa foi corrigida, o meio e o ataque falham ainda. Como não tinhamos um lateral direito de ofício, as jogadas do Grêmio quase sempre foram pela esquerda, até Leandro, escalado no lado direito do 4-5-1 caiu muitas vezes pelo centro e pelo lado do Lúcio. No segundo tempo, Douglas e o mesmo Lúcio desapareceram de campo e a entrada de Marquinhos e Escudero não alterou muito a eficiência. André Lima continua fora de ritmo e não contribui em nada para o time, mas aos 40′ do segundo tempo conseguiu lançar Escudero num contra-ataque e este serviu a Leandro na entrada da área que tentou encobrir o goleiro Marcos, mas aí a experiência do campeão mundial fez a diferença e o Grêmio acabou perdendo a única boa chance de gol.

O 0x0 não foi um péssimo resultado, mas também não foi bom. É válido analisar a evolução defensiva do time e um pouco da pegada do bom e velho Grêmio de sempre. Que o Celso Roth faça o que ele faz de melhor e organize esse time para que possamos nos ver livre da degola, ao menos.

Sigamos.

2 respostas em “Efeito Celso Roth?”

  1. Pingback: Entediante |

Os comentários estão desativados.