Direto do Blog dos Mosqueteiros: Classificação e Clássico

Estamos classificados para as quartas-de-final da Copa do Brasil, help isso é o que de melhor podemos tirar da noite de ontem. Após um primeiro tempo muito abaixo da média, stomach conseguimos marcar os dois gols que garantiram a passagem de fase, cheap mesmo com a derrota e atuação preocupante do time em Florianópolis. Há muito o que corrigir e melhorar para os dois clássicos que se aproximam, pela final do Campeonato Gaúcho, principalmente, na minha opinião, no que diz respeito à marcação e posicionamento da defesa.

Assim como previsto na semana passada nesta coluna, a torcida Tricolor invadiu em peso o Estádio da Ressacada, ocupando todo seu espaço nas arquibancadas catarinenses e deu um verdadeiro show. Começando pela entrada do time em campo, com as bobinas e sinalizadores, até a cantoria incessante nos momentos em que estivemos em desvantagem no placar, os gremistas uma vez mais mostraram sua força e sua representatividade, fazendo a sua parte com sobras. Parabéns aos gremistas de Florianópolis e região que fizeram um grande esforço para que a festa acontecesse mais uma vez na ilha.

Agora o foco se volta para as finais do Gaúchão, com o primeiro jogo marcado para este domingo no estádio da Padre Cacique. Novamente invadiremos o estádio adversário, ocupando todo o espaço a nós destinado. E mesmo em minoria, incentivaremos o Tricolor durante os 90 minutos em meio ao silêncio habitual do estádio onde iremos jogar, como pode ser VISTO CLICANDO AQUI .

Alguns recados valem a pena serem destacados:

– Fiquem ligados nesta quinta-feira sobre as informações dos ingressos e local de venda. Sócios tem prioridade na compra, mas como a quantidade é reduzida, é bom se antecipar!
 
– Sábado de manhã haverá o clássico “alentaço”, onde a torcida do Grêmio invade o último treino antes do jogo, para passar a última mensagem de apoio aos jogadores. Imagens de outros alentaços podem ser vistas AQUI e AQUI.
 
– No dia do GRE-nal, a torcida Tricolor se reunirá no Olímpico e seguirá o deslocamento até o estádio adversário a pé, com a escolta policial no início da tarde (clique AQUI e AQUI para ver deslocamentos de anos anteriores).
 
VAMOS TRICOLOR! TODOS AO BEIRA-RIO!
Ducker 

Avai_x_Gremio_1_-_blog

Espetáculo da torcida gremista no estádio da Ressacada ontem de noite (foto: Paulo Sponchiado)

Fonte: http://blogdosmosqueteiros.gremio.net/2010/04/22/classificacao-e-classico/

Participe da discussão

63 comentários

  1. Pois então…
    Aqui no Olímpico não podemos usar as bobinas e os sinalizadores porque senão umas gazelas que andam por aí vão ficar nervosas…
    É só na nossa casa que não podemos fazer a festa como deve ser feita. Mas isso deve ser o certo, vai que alguem se mata enforcado com uma bobina.

  2. Falou tudo, Anderson.

    E muito boa chamada do Blog do Mosqueteiro.
    Vamos Tricolor!!

    Cláudio Medeiros

  3. Bobinas aqui pra torcida do Grêmio só entra se for cortada ao meio… é foda… galera foi até Novo Hamburgo comprou e passou um sábado inteiro em uma serralheria cortando elas ao meio. O lado bom é que compramos 800 e fizemos 1.600 :)))

    Sobre os “sinalizadores”, não é bem um sinalizador, e sim pisca, compramos 400. Sinalizadores (os grandes) são proibidos pra que os desavidados nao metam fogo (apesar que de nada adianta se existe isqueiro, né fliper).

    A merda é que na ressacada sempre tem vento, e desta vez estava contra nós (vento suli).

    Nossa meta agora para o jogo de setembro, é ter tudo dobrado.

    Só esperamos que o time jogue bola!

    Meu sonho até lá é não estarmos mais com Ferdinando, Hugo, Edilson, Joilson e Rochembolo… pena que é sonho mesmo!!!

  4. http://www.gremio.net/news/view.aspx?id=10473&language=0

    O Departamento Jurídico do Grêmio, sob o comando de Rui Costa e a equipe de Cláudio Batista, obteve uma vitória junto ao Tribunal de Justiça Desportiva na noite desta quinta-feira.
    O meia Douglas, expulso na partida contra o Pelotas pela Taça Fábio Koff, foi absolvido em julgamento realizado no TJD. Com este resultado, o atleta cumprirá a suspensão automática no clássico Gre-Nal do próximo domingo, no Beira-Rio, e estará à disposição do técnico Silas para a grande final no Olímpico.
    Dos quatro auditores que participaram do julgamento, dois votaram pela condenação de 180 dias e dois pela absolvição. O meia acabou inocentado pelo voto da presidente da 5ª Comissão Disciplinar, Teresinha Irigaray.
    O volante Gavião, do próprio Pelotas, testemunhou em defesa de Douglas.

    Parabéns ao competente departamento jurídico gremista.

    da-lhe, excelente noticia!!

  5. Repetindo ao Rafael.
    Auditor Relator do Processo: Juliano Ferrer.
    Procurador Gremista poderia ter oferecido transação e livrava o cara da automática … cagão, medroso da imprensa e repercussão, não fez isto. Em compensação os dois colorados votaram pela condenação máxima.
    Dr. Cacalo presente.
    SCI mandaram advogado para assistir e acompanhar denúncia.
    O respeito é bom, e eu gosto.

  6. Pela primeira vez estou escrevendo neste blog. E gostaria de ressaltar que é uma pouca vergonha o nosso time custar 3,8 milhões por mês e não conseguir jogar uma partida bem.
    Porque o Duda mantem o meira no futebol? Presidente tem que ter pulso e poder de decisão, o duda parece que não tem este perfil, isso me preocupa.

  7. Esqueci de estender minhas congratulações à TORCIDA MAIS BELA E ORIGINAL DO BRASIL: A GERAL! Parabéns, amigos gremistas, vocês realmente iluminaram a linda Ilha de SC. Não houve um único incidente. Vocês, com organização e educação, contagiaram a todos no Estádio da REssacada. Parabéns, GERAL!

  8. CONCURSO PARA MUSA DO GAUCHAO 2010: Esta é fantástica: a musa do colorado para o gauchao é a segunda colocada no concurso gremista!!!!!!!!!!!!!!
    esta no blog CLUBE DO BOLINHA>

    VEJAM NO BLOG CLUBE DO BOLINHA OU NO SITE DO GREMIO SEMPRE – http://WWW.GREMIOSEMPRE.COM.BR

  9. Pessoal, acabei de comparar as fotos (site do Grêmio x site do TA). As fotos são da MESMA linda menina. Isso é muito grave, caros amigos! A propósito: o MKT do TA equivocou-se ou faltou com a verdade? Será q o Pacheco não tinha razão em duvidar dos 103.000 sócios? Não duvido, pois ATÉ HOJE não dizem a verdade ao manterem na fachada do BL a expressão: A verdadeira maior torcida do RS! TEnho certeza que, na questão MAIOR TORCIDA, há mentira!!!Agora, além de “maior” dizem-s MELHOR. Aí é uma questão subjetiva: talvez explicada pela baixa auto-estima! SEM DÚVIDA ALGUMA QUE A MAIOR TORCIDA DO SUL DO BRASIL E DO RS É A DO GRÊMIO FOOT BALL PORTOALEGRENSE! E as meninas são as mesmas!! Da-lhe, Pacheco! Será que eles realmente contam com 103.000?

  10. Eu comentei sobre esse fato da musa falsificada no tópico anterior, inclusive, fui eu que mandei o email para a repórter do clube da bolinha do clicrbs.

    SE INVENTAM ATÉ UMA MUSA DO GAUCHÃO, NÃO INVENTAM TAMBÉM SÓCIOS?

  11. Essa implicancia com a torcida Geral, de não deixar entrar com bobinas de papel é um atraso e reflexo da direção.
    No final das contas, beneficia o adversário, parece que não se dão conta.
    No portão de entrada do Conselho, se o cara tá de bermuda não pode entrar. se tú tá de calça, tá com teu nome em tudo que é escandalo com grana publica e leva uma turma prá entrar nas coxas, aí… ” não tem problema, doutor…”

    cbimbi

  12. Esse é ponto Cesar..
    Os caras implicam com a GERAL o que podem. E depois tem a cara de pau de dizer que é coisa da BM. A GERAL era muito mais “violenta” em 2005, 2006, 2007 e a BM nunca “puniu” a torcida… Engraçado isso né?
    Ta começando a ficar difícil de ver onde esta direção é tão boa que mereça algum apoio na eleição.

  13. Cesar e Anderson, é a direção ou a Brigada que não permitem o ingresso de bobinas???
    Cesar, é o Duda ou a presidência do Conselho que tem que cuidar de quem ingressa pelo espaço do elevador???

  14. É falta de habilidade, no mínimo – da direção e algo daquela lentidão e má vontade que corrói o clube.

    Além de uma possivel antipatia de alguns com a Torcida Geral. ou mesmo falta de visão ampla das coisas do clube, misturando o que é bom pro clube com a ” perda de espaço ” ou… ” vão tirar o meu queijinho “…

    Como se explica um Meira de Executivo-Geral do futebol?

    cbimbi

  15. Essa história com a Brigada Militar e a Geral é histórica. Não nasceu ontem. Em 2005 era exatamente a mesma coisa, uma nhaca. Certa vez levei aproximadamente 30 minutos batendo boca com 18, não não escrevi mal não eram 18, brigadianos que não permitiam a entrada da ´banda`: consideravam perigosos os instrumentos. Depois de muito stress, muito voz alterada e quase a minha prisão, conseguimos entrar todos no final do primeiro tempo. Este tema,
    Anderson,
    não é assim …. vai lá e pronto. Não é um moranguinho, como diz a minha filha.
    Dizer que em 2005 a Geral nunca foi punida é desinformação Anderson, foi sim e MUITAS VEZES, mas muitas vezes mesmo. Ou era trapo que não entrava ou era a banda, como acnteceu no episódio que eu narrei. Naquele dia a história começa no pátio com o Flávio Vaz Netto que tinha até desistido de tanto bate boca, quando eu cheguei a coisa já tava um pouquinho melhor, mas assi mesmo levei como disse quase todo o primeiro tempo.
    2006 e 2007 foram anos piores. Não sei da onde tu tirou, Anderson, que não teria havido punição nestes anos. Eu estava lá, chegamos a montar uma comissão em que particpava o Ruschel, o Ferrer entre outros, e toda a semana era reunião e reunião para liberar a banda, trapos e etc, e muitos jogos a banda não entrava e os trapos eram retidos.
    Negociar com a geral tb não é brincadeirinha.
    E olha que na époa do Odone ele encheu a Geral de benesses e alimentou demais o incentivo à rebeldia. Era onibus, era ingresso, era passagem de avião, era subsídio de tudo quanto era tipo, e deu de tudo tb, caras que recebiam os ingressos, vendiam, passagem negociada, um inferno. Por causa destes desmandos a geral rachou e foi o Paulão prum lado o Rodrigo para outro … Ai no dia da eleição o Odone e o Antonini posam numa foto da ZH com os dois e a banda aparece no pátio para chamar voto para a chapa Odone num total desvirtuamento da torcida que tem de apoiar time, não candidato. Sem falar que muitos integrantes da torcida trabalharam na candidatura Odone tb para a Assembléia, entrre eles o próprio Paulão, o Marçal – não o da Máfia. Graças a esta ´aliança` 2 integrantes da Geral estão no conselho. Aliás, 1, o outro, o Ortiz, para não ser expulso renunciou…..e todo mundo sabe o que ele aprontou neste tempo todo. O outro se elegeu e nunca mais subiu os degraus da geral. Misturaram a torcida com politica e semearam no ventre deles esta confusão toda e em determinado momento se sentiram dnos do clube. Alguém já se esqueceu que um dia a GERAL INVADIU UM TREINO PARA TIRAR SATISFAÇÃO DOS JOGADORES ???????????? QUANDO FOI ISTO ??????? E PERGUNTO, ISTO PODE ?????????? ISTO É UMA BARBARIDADE !!!!!!!! ESTE TIPO DE CONDUTA OU SE DOMA, SE CONTROLA, OU DAQUI HÁ POUCO VIRA A MAIOR ZONA E FICA INCONTROLÁVEL.
    Conheço os lideres da Geral da época e nunca foi molezinha. A direção de hoje ainda paga muito o pato pelas benesses que foram dadas no passado. Quando entrou e cortou algumas absolutamente necessárias, em que pese antipáticas – e por isto a medida foi corajosa – gerou, claro, um clima ruim. Natural. Mas tem que conhecer o processo todo que levou a isto.
    Atribuir a culpa agora à direção é absoluta desinformação ou sacanagem, prá não dizer mais, o que, claro, não é o caso do vcs mas de muita gente que fica largando isto nos corredores. A direção de hoje tem muita responsabilidade em muitas coisas, mas pera aí, não dá prá responsabilizar por tudo, se não qqer dia aparece um velho gordo barrigudo grávido vão dizer que foi o Meira ou o Duda ….
    Olha
    adoro a Geral, vi nascer e crescer, tenho dois fihos geraldinos de chorarem, um toca na banda, admiro esta torcida e me considero um pouco responsável por eles, e a torcida mais linda do país e fez escola, tenho ao longo do tempo sido o maior defensor deles, prá quem não se lembra fui o advogado do caso dos banheiros quimicos entre tantos incidentes havidos nodecorrer deste tempo todo,
    mas
    mas
    mas
    devagar, neste assunto tem que se ter conhecimento de causa, ele é espinhoso para ser tratado folgadamente. A geral é um bom filho, mas rebelde ao extremo que ganhou um monte de moleza, cresceu rápido demais e passou a se achar a dona do clube. Não, não é assim.
    O controle do comando desta torcida tem que ficar na administração do clube com mão e pulso fortes.
    Não tem nada de implicância nisto.
    Se tem alguma coisa que esta direção está fazendo de correto, entre tantos erros, é isto. E ppode melhorar, claro, como tudo. Mas tb pode piorar, afrouxa a rédea e vamos ver tudo de novo…. tiros, brigas, etc.

  16. AGORA É EX-MUSA DELES TAMBEM

    http://www.correiodopovo.com.br/Opiniao/?Blog=Hiltor%20Mombach

    Cara, que coisa ridícula esse episódio !!!

    E é desculpa furada que sonegou o nome, afinal o site “deles” publicou ficha com nome completíssimo !!!!

    Sobre futebol, entortou o meu estômago enquanto almoçava e ouvi o Silas anunciando o meio-campo de domingo: Ferndinando, Magrão, Hugo e Leandro. Baita consistência defensiva, hein ???

  17. Definitivamente não posso falar dos bastidores de negociações, mas sim do que era o tumulto da arquibancada na época, pois acompanhei “in loco” tais “problemas antigos” entre Geral e BM. O repúdio partia de um brigadiano e dirigente à época Obino e, claro, hoje também, todavia agora responsável pelas categorias de base: Cel Élvio.
    Ele que proibia entrada de “perigosos” trapos e bumbos. Isso era evidente para todos que compareciam no setor (portão 18).
    O moralismo da imprensa caiu como uma luva para ele agir daquela forma. Lembro que ele desfilava dentro do campo com um rádio transmissor, em frente a Geral, e apontando “irregularidades” que deveriam ser sanadas conforme seu precioso arbítrio de brigadiano.
    Aliás, depois daquele episódio contra o Cruzeiro na Libertadores, se eu fosse presidente proibia a BM de atuar no Olímpico. Nem desculpas deram, pois um “bando não identificado de barderneiros provocou tudo”.
    Quem acreditou nisso (teoricamente toda direção do Grêmio) não passa de papagaio de pirata dos moralistas de plantão da imprensa, até porque não querem ser mal vistos como defensores desses “barderneiros invisíveis” que servem de bode expiatório sempre que a BM se excede.

    obs: quem acha que a Geral não recebe mais ingressos esta contaminado pela ingênua crença das publicações oficiais.

  18. Sobre a Geral, assim como o Luciano, acompanhei ‘in loco’ diversos episódios, desde 2001, quando do embrião, onde não se levava instrumentos, faixas, etc.

    Na época do Pres. Obino, foi uma luta para que permitissem as faixas e o bumbo.

    O Cel. Élvio Pires, em que pese dirigente do clube, em dias de jogos exercia a função de eminência parda junto ao comando da operação.

    Eu mesmo vi em certa ocasião o Cel. fazer um simples gesto para um brigadiano que desencadeou uma incursão de um grupo de capacetes brancos no meio da geral para tomarem um sinalizador, objeto também proibido à época.

    É óbvio que tal incursão gerou descontentamento, que foi prontamente repreendito com borrachadas à esmo e gás lacrimogêneo.

    A brigada é quem decide questões de segurança, mas não sejamos ingênuos de pensar que o Grêmio não tem o poder de influenciar numa decisão de liberação de bobinas, faixas e instrumentos.

    Aliás, foi este o exemplo protagonizado pelo Josias, que na condição de dirigente interviu no sentido de pleitear a liberação da banda.

    Aliás, penso como tu, Josias, quanto à necessidade de condução da relação com a Geral com pulso firme, sem demasiadas vantagens, vez que o objetivo comum a todos deve ser o GRÊMIO, não a geral, ou qualquer outro grupo político.

    Nada nem ninguém pode ser maior que o GRÊMIO!

  19. Sim, aconteceram punições naquele período de 2005/2008, porém, a relação era outra. E não me refiro tão somente aos subsídios. Me refiro ao que a direção procurava fazer em favor da torcida para poder realizar sua festa. A direção se empenhava mais naquele período.

    Isso é o resumo da ópera e ponto. Mudou sim essa relação. Antes havia um esforço maior por parte da direção. Também temos (Eu e o Anderson Kegler) contato com alguns dos líderes da Geral e isso é relatado por todos que lá estão.

    Sobre subsídios… por que no início de 2009 as organizadas TIM e TJ recebiam ingressos da direção para ir a jogos do interior e o NMG até ônibus recebeu para ir a Santa Cruz?? Naquele momento a Geral não estava recebendo. Provavelmente porque não havia relação nenhuma com as eleições do ano anterior.

    E a salinha que era utilizada pela Geral para guardar as barras, trapos e instrumentos?? Foi utilizada por quem em determinado momento em 2009??

    Mais…e o texto que circulou também nessa época, início de 2009, atribuído ao Paulão, sobre o capo, revolução, levante, traição, etc, etc, etc…Pois nada é por acaso não é mesmo. Se não me engano o texto até circulou aqui no blog, não sei se por publicação dos moderadores (não sei mesmo, a minha memória também falha). O interessante é que quando aconteceu a volta do Paulão, ninguém falou nada. Agora, que praticamente todos que estavam lá no P18 voltaram a Geral, ninguém fala nada.

    Realmente, há que se ter calma com algumas coisas…

    Cláudio Medeiros

  20. Não acho que a GERAL seja composta de mocinhos. Muito pelo contrário. Até porque Torcida não é lugar de donzela (vai a pé domingo para o aterro pra ver).
    Houve erros de ambas as partes, mas não me lembro de nós jogarmos Libertadores sem trapo, bandeira ou banda em 2007. Qual jogo que não teve banda em 2006 ou 2007?? Eu não falto nenhum jogo desde 2004. E essas frescuras começaram sim em 2009.
    Em 2005 e 2006 tinha muita briga no meio da Torcida sim, mas multidão até se organizar é assim mesmo.
    Torcida invadir treino para cobrar jogadores? PODE, DEVE!! Tem que cobrar sim! E é no treino. Vai cobrar onde? No jogo,quando não adianta mais? Vai deixar os conselheiros os dirigentes cobrarem? Jogador de futebol anda muito folgado no Olímpico de uns tempos pra cá. Veja o caso desse Leandro, quem vai dar uma chamada nele? Ninguém!
    Retiraram-se os privilégios da GERAL e se deu pra quem? O núcleo de mulheres Gremistas ganhou uma sala no Olímpico. Pergunto para que? Fazer chá? Puxar o saco do Duda?
    Olha Josias, eu não te conheço bem mas sei que tu é GREMISTA de fé, mas nessa questão da Torcida a atual gestão errou muito e não tem defesa. Aliás a gestão do Duda anda sem defesa para quase nada..
    Sei que a GERAL não deveria ter apoiado o candidato do Odone, mas hoje em dia o que tu espera que eles façam? Se o Odone vier para eleição ele não precisa nem fazer campanha. Ganha de goleada! Vai ser um massacre. Alguém duvida? Acham que o Koff convence mais alguém no pátio?
    O texo pode ter ficado um pouco confuso porque essa situação da GERAL no Olímpico e esse acadelamento da direção me irritam demais.
    Tu disse que se faziam reuniões e reuniões… e hoje? Quem defende a torcida? Ninguém.
    A GERAL é a maior conquista do Clube. É feita por quem realmente interessa, os torcedores.
    Não acho que o Rodrigo e o Paulão tenham feito certo em dividir, mas como não sei o motivo não opino. A verdade é que voltaram.
    A GERAL é sim grande e não precisa de administração forte do Clube. O Clube tem que ouvir a ajudar a sua torcida e administrar de forma “forte” os desmandos da BM, TV e jogadores que ficam de sacagem e dando conselho pra colorado.
    De boa

  21. quando vejo o jogo ali na social perto do portão 1, é de fuder ficar ouvindo a porra bumbo tocado pela dissidância da geral, o jogo todo

  22. http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Fluminense/0,,MUL1577682-9866,00-ALAN+E+OPERADO+E+ESTA+FORA+DAS+QUARTAS+DE+FINAL+DA+COPA+DO+BRASIL.html

    Alan está fora das quartas de final da Copa do Brasil. O atacante foi submetido a uma cirurgia na madrugada desta sexta-feira, em um hospital nos arredores do Maracanã, após apresentar quadro de apendicite aguda na vitória por 3 a 2 sobre a Portuguesa, quinta-feira, no Maracanã, pelas oitavas de final, e o tempo de recuperação previsto é de, no mínimo, duas semanas.

    A operação foi considerada um sucesso pelo chefe do departamento médico tricolor, Michael Simoni, e o jogador terá alta na manhã de sábado. Sem Alan, o treinador que vier a comandar o Tricolor diante do Grêmio terá André Lima e Wellington Silva para escalar ao lado de Fred. Nesta temporada, o ídolo da equipe já tinha perdido seu outro companheiro, Maicon, negociado com o futebol russo.

    Além de Alan, o Flu não terá Conca, expulso contra a Lusa, na primeira partida das quartas de final, quinta-feira, às 21h30m (de Brasília), no Maracanã, contra o Grêmio.

    Excelente, sem Conca e Alan é meio caminho andado!!

    E vem ai Paulinho do Novo Hamburgo. Se confirmar poderemos ter finalmente um lateral esquerdo!!!

  23. Anderson e Cláudio,

    Na minha opinião, nenhuma torcida e nenhum movimento devem ser subsidiados por direção alguma. E não existe nenhuma justificativa para violência de parte alguma: seja da Geral, seja da Direção ou seja da Brigada.

    Nem no segundo pior desgoverno da história civil do RS, o desgoverno Britto, a polícia era tão belicosa, gratuitamente agressiva, violenta e nada assertiva. Hoje, no desgoverno cleptocrático de Yeda, a ação da polícia é deliberadamente ilegal do ponto-de-vista dos direitos humanos e da respeitabilidade do cidadão, a quem deveria proteger e com quem deveria manter uma relação respeitosa e assertiva.

    Parte da Geral aceitou, sim, em troca de sei lá o que, ser cabo eleitoral de Odone. Independentemente da ideologia de qualquer um, tal atitude significaria, inclusive para a campanha de um candidato qualquer a qualquer cargo (fosse ele do PT, do PDT, do PSB, do PC do B, do PTB, do PMDB, do PP, do DEM ou do PSDB), um claro conflito de interesses: “eu ajudo a quem me dá arrego”.

    Torcida alguma deveria ter sala no estádio e nem tampouco batucar para um candidato e não para o outro. Torcida precisa torcer, se divertir, puxar o bonde, mostrar à sociedade como se faz o que o clube poderia fazer de graça mas não o faz: campanhas cidadãs de doação de mantimentos, de visitas a hospitais, creches e asilos assistenciais…

    …Há um montão de equívocos (muitos deles nada pequenos, como o antipático e imperdoável MEDO DE SER DONO DA SUA PRÓPRIA CASA na semifinal da Libertadores de 2009 contra o Cruzeiro). Porém, nada justifica a ação agressiva e inconsequente de ameaçar jogadores, dirigentes e a comissão técnica em qualquer gestão e a qualquer tempo.

    NUNCA SE CORRIGE UM ERRO COM OUTRO ERRO.

    []’s,
    Hélio

  24. A GERAL tinha de ter uma sala sim. Aliás mais do isso. Fácil é criticar os caras. Quero ver ir lá amanha picar papel, ajeitar trapo, mandar fazer badeira, ir em jogo fora encarar as outras torcidas.
    Quanto aos ingresso eu digo que em casa não sou a favor, talvez uns 10 no máximo, agora fora pode sim liberar bem mais (não sendo no aterro que vai bastante gente) e os ingressos que eles venderam não é tanta sujeira quantos os ingressos de conselhereiro que vai parar na mão de cabista…

  25. Anderson,

    A contravenção vem de todos os lados: naturalmente, seja a Geral, seja certos conselheiros, seja cortesia para parceiros comerciais do clube ou seja lá quem for, ninguém pode receber ingressos de cortesia em grande quantidade. Ao mesmo tempo, ninguém pode acumular para si a distribuição de ingressos. Senão, vai parar nas mãos dos cambistas.

    Todo mundo tem culpa no cartório. Principalmente a direção, que é quem define quantos ingressos vão para quem.

    []’s,
    Hélio

  26. Hélio:
    num mundo virtual, a torcida não precisaria de nada mesmo. No mundo real porém, onde o pessoal vai estocar o material, preparar a recepção ao time?
    no cordão da calçada?

    Na verdade os depoimentos aí de cima, dissecam bem a raiz da questão. Eu mesmo, fui num jogo do gauchão com minha filha então de 10 anos, e fui tratado de modo truculento.

    Imagina um monte de gurizada o que eles não fazem

  27. então:
    isso é que nem namorar mulher muito boa.
    dá problema! mas tem que saber administrar, e se sentir agradecido aos céus. tem gente que prefere então trocar por um bagulho.

    tendo a Geral, essa dádiva que só Gremio tem a seu lado, é OBRIGAÇÃO DA DIREÇÃO RESOLVER DA MELHOR FORMA QUE NÃO É A FORMA MAIS FÁCIL, A FORMA TRUCULENTA.

    de novo, o Gremio não é de meia duzia de ” donos-do-queijinho ” que se sentem ameaçados quando algo que eles não entendem acontece.

    cbimbi
    cbimbi

  28. e aí é o seguinte:
    se não pode dar ingresso prá torcida organizada, então também não pode nenhum conselheiro entupir de gente prá dentro do estadio em dia de jogo importante.

    cbimbi

  29. Caros amigos, considerando que hoje a GERAL é um dos signos do Grêmio, que é a mais bela e original torcida do Brasil, penso que o clube tem de ofertar estrutura para que haja organização e logística, uma vez que a maioria é formada por sócios (se não estiver enganado) e se unem para a apresentação de um espetáculo exclusivamente para o Grêmio. Óbvio q a reunião tem de ser pacífica, educada e preservando o nome e o patrimõnio do clube. A questão dos ingressos realmente é complexa. Como o Bimbi comentou: se não há ingressos para a Geral, os CONSELHEIROS INADIMPLENTES não podem entrar no Estádio. Havendo oferecimento de ingressos, penso que um funcionário do clube tem de fazer a distribuição NOMINAL. A Geral é , por demais, especial. É nosso 12 jogador, aliás, um CRAQUE!

  30. Compactar time, com Ferdinando, Magrão e Adilson juntos, seria realista, pragmático. Parece que o Silas vai jogar franco, menos marcador. Torço pela ousadia do técnico.
    Complicado encontrar alternativa para lateral esquerda. Deslocar meio campista marcador pode ser acertado.
    Que o Gaciba não faça arbitragem política, medrosa…

  31. Alfredo,

    Acho que o Silas vai jogar cagado: três volantes (Ferdinando, Adilson e Willian Magrão) e Leandro naquela posição indefinida, pois ele não é atacante nem meia de ligação.

    Ele também supõe utilizar o zagueiro Neuton improvisado na lateral-esquerda, pois não confia em Bruno Collaço.

    Se for isso mesmo, iremos levar uma sumanta e teremos um ataque inoperante.

    Com qualquer resultado, oremos por sua demissão, junto com Meira.

    []’s,
    Hélio

  32. Vitor, Cesar, Anderson, Cláudio e Josias,

    Eu gosto demais da Geral. Nem seria insano de pensar o contrário. Porém, confesso que, durante um determinado tempo (que não foi muito), acreditei na criminalização do PIG (Partido da Imprensa Golpista – belíssima definição do Paulo Hemrique Amorim).

    Parto do pressuposto de que nenhuma forma de violência é justa ou digna, defendendo ou atacando a quem quer que seja. Sou como Mahatma Gandhi: pela não-violência. Porém, é preciso que a sociedade esteja em um estágio socioeconômico, político e cultural bastante elevado para compreender esse modus operandi contra a coerção desmedida.

    No frigir dos ovos, a solução mais hipócrita é sempre a mais covarde: mesmo sem violência, o ato de ou simplesmente cagar regras (é bem esse o termo para o exercício da autoridade sem saber como fazê-lo) é cômodo, ágil, barato e evita que o mandante dê a cara a tapa, isto é, que exponha publicamente a sua verdadeira posição e a sua incapacidade de dialogar.

    A opção pela não-solução transforma qualquer problema em uma bola de neve. Porém, como não se corrige um erro com outro erro: não é sendo cabo eleitoral do Odone nem vendendo os ingressos concedidos ou evitando coibir a violência de poucos (todos conhecidos por todos) na Geral que se chegará a um ponto de agrado para todos os lados.

    Aliás, era para a direção (qualquer uma – até mesmo Odone, que usou a Geral e a Geral ainda crê nele, mesmo tendo sido mais castrada naquela gestão do que agora, por Duda – como bem exposto pelo Josias) e a Geral estarem uma ao lado da outra. No entanto, o excesso de querer tudo para o seu grupo sem conceder nada demonstra intolerância e intransigência de ambas as partes.

    Quanto à sala no estádio, o problema é: se der para a Geral, precisa dar para a Jovem, para a Garra e assim por diante, como era antigamente. Ou, então, que elas compartilhem o espaço irmamente com maturidade.

    Se bem que, no momento, considero que a divisão na Geral, a Garra e a Jovem não fazem sentido…

    []’s,
    Hélio

  33. primeiro a Geral,
    deve sim receber subsídios, sejam de ingressos (para jogos fora do Olimpico) e transporte até esses estádios.
    Fecho com o Anderson, queria ver quantos de nós iríamos caminhando tranquilamente pro gre-nada se a Geral não estivesse ali junto. Quantos de nós iríamos em algum jogo fora do estado, correndo o risco de encarar uma mancha verde, a 12 do corinthians, uma independente do São Paulo, se a Geral não fosse junto.
    Tem que dar arrego sim, só não pode perder o controle, o erro do Odone.
    Não vai faltar ingresso pro resto da torcida, mas quem ta lá puxando o barco merece uma ajuda.

    do Gre-nada,
    o Kléber parece que ta fora, grande notícia. Já diminui a pressão pro lado do Edilson e acaba com uns 50% da criatividade deles.
    No meio vamos de Ferdinando, Magrão, Leandro e Hugo.
    Agora é orar pra que pelo menos um dos meias esteja inspirado.
    E nada de demitir o Silas, não se esqueçam que os técnicos no mercado são Roth e Cuca!

  34. Não adianta.
    Se não tirar o Meira, não adianta.
    Porque aí ele vai demitir o tecnico Silas, que ele proprio escolheu e contratar outro pela grana que o cara pedir. E eles sabem pedir!
    porisso: o primeiro a sair tem q ser o Meira!

    Vitor
    eu disse é que se o clube não pode dar ingresso prá torcida organizada,também não pode deixar seus conselheiros botarem gente de graça prá dentro do estadio em jogos importantes, os famigerados ” convidados ”

    E digo mais: convidados esses, só olhando já se ve que poderiam PAGAR INGRESSO. a gurizada da GERAL pode bem menos, muito menos, prá esses justificaria ingresso.

    cbimbi

  35. O Vitor Ruschel disse tudo. O único acréscimo que faço é que ninguém DEVE ter preferência para determinado benefício (ingresso p. ex.) por um simples “status” qualificador. Seja da Geral, seja de qualquer movimento, seja quem for, inclusive ex- presidentes. Duvido que algum ex-presidente que esteja vivo tenha pior condição financeira do que eu.
    O que deve ocorrer é oferecer a TODOS OS SÓCIOS, é claro beneficiando àqueles que comprovadamente dão mais suporte ao clube. Suporte, alías, financeiro, pois me parece a forma mais adequada para estabelecer um critério OBJETIVO para adquirir o benefício. Por tocerdor, é claro, entende-se OS QUE NÃO TRABALHAM NO CLUBE.
    Assim, não quero defender que sócio proprietário/patrimonial (meu caso), p. ex., tenha preferência para um benefício, em detrimento do sócio-torcedor. Não. Se este comprovar que junto com o custo da mensalidade contribuiu mais que aquele, pagando seu ingresso de meia entrada em mais de uma ocasião, terá ao menos o mesmo direito. Isso porque o patrimonial/proprietário contribui (teoricamente) a mais tempo. A partir dai se estabelece outro critério.
    O financeiro não afasta qualquer outro, desde que OBJETIVO.
    Tem que acabar com as regalias sem motivo justo, acabar com o conchavo por benefícios.
    É utópico, mas acredito por ser gremsita.

  36. 1. É lei, não pode iniciar uma partida de futebol sem a presença da BM. Se ela se retirar em meio ao jogo, o juiz tem que suspender o jogo. Logo, esta de não permitir ou proibir a BM no estádio é o mesmo que abdicar de jogar no seu campo. Não tem como.

    2. Sem dúvida a questão merece moderação.

    3. Lembro-me de que participei de uma reunião com a Geral, eu o Ruschel o Juliano Ferrer entre outros e pedi encarecidamente para baixarem a bola. Ouvi de muitos integrantes da Geral o seguinte: vcs estão ai prá que ? Se a gente faz isto ou aquilo, vcs tem que nos defender a causa é ganha….. não é bem assim.

    3.1. A torcida deve invadir o treino para pedir explicações ? Que que é isso companheiro, não inverte as coisas. Essa não ! Não dá nem prá debater este assunto.

    4. Abusos da BM são frequentes e cansei de denunciar. Esta de meter a cavaliria por cima de torcedor é uma barbaridade. Já presenciei a cavalaria no pátio meter bronca contra meia duzia de meninos e meninas indefesos e longe da arruaça, e foi no intervalo do jogo contra o cruzeiro, os BM insatisfeitos com a estocada anterior vingaram-se nos grupos menores. Fui pra tv e rádio no outro dia e denunciei….. Abuso de poder. Mas ai, pedalm o Fernando Carvalho no aeroporto sem mais nem menos. Quebram o relógio do beira rio, explodem o metrô ….

    5. Mas tb Anderson, o abuso de integrantes da Geral é bárbaro. Quer uma ? Então vou te contar uma que envolve dois amigos nossos,penso, o Ducker e o Bettiol. E tu os conhece bem. O Bettiol discutiu com o Ortiz no preliminar, bate boca comum de jogo. Terminou a história o Bettiol foi embora, pegar seu carro lá em cima perto do quartel quem sobe o morro. De repente se viu cercado pelo Ortiz e por um grupo de aproximadamente 20 moços subalternos. Cercaram o Bettiol, se ele não tem o tamanho que tem tinha morrido. Se engalfinhou com o bando e botou eles a correr mas, claro, saiu lanhado, e bastante. Foi na DP e registrou a ocorrência, está processando o Ortiz. No inicio do ano o Ducker foi assistir o Grenal em Erechim. Lá, num barzinho, tomando uma cervejinha, se viu cercado pelo Alemão Rodrigo, o mesmo que pedalou o Fernando Carvalho e teve que cumprir pena, e mais um bando, que o ameaçaram porque o Bettiol do site dele estaria processando o Ortiz.

    Pergunto. É bonito isto ?

    6. Então gurizada, há, claro, abuso de todos os lados, e a moderação é meio adequado para tentar conter esta onda de machismo, arrogância e prevalecimento dos dois lados. No episódio Bettiol e Ducker não houve ingerência da BM. Então tem que se ter cautela na análise do problema.

    7. Repito, conheço a maioria dos líderes da Geral, como o Bernardo, o Paulinho que é gente prá lá de boa e comanda a banda, hoje, com grande moderação. O Alemão Rodrigo tem que ser segurado, já disse isto pessoalmente prá ele com todo o risco que este tipo de enfrentamento propicia. E o Ortiz que fique longe do Olimpico.

    8. Enquanto de um lado houver agressão e arruaça, a BM vai agir com abuso de poder. Já falei que o Brigadiano não está preparado para mediar espetáculo, ele vai pro jogo como quem vai prá guerra, e abusa quando e sempre que pode. Já vi perto do Beira Rio brigadiano revistar meninos sem camisa mais de 3 x, tentando achar não sei o que, e já vi dar tiro para cima causando tumulto na multidão. No episódio dos banheiros a BM só apareceu depois que queimara o quinto ou sexto banheiro, e antes do confronto sequer havia cinturação de segurança entre as torcidas.

    9. Há, portanto, exageros dos dois lados, não se sabe aonde começa a provocação de um e aonde termina a do outro. No meio disto tudo fica a direção tendo que mediar abusos da torcida e da brigada. Então a direção tem que ter pulso forte com a torcida porque é a ela quem deve mais obrigação, sem se descuidar da tarefa de proteger o torcedor que vai ao estádio com a família e que não participa do abuso nem das organizadas nem da PM.

    Isto é fácil ? É muito cômodo atirar a responsabilidade de tudo isto na direção. Muito cômodo, quase covarde. A questão é um pesadelo. E o Ministério Público se apresenta sempre no dia seguinte à tragédia, aparece bastante na mídia, faz reuniões, estabelecem metas, e o que de prático acontece ? PORRA NENHUMA !

    Agora, eu não tenho dúvida alguma. Diminuiu em muito os abusos de lado a lado nos últimos anos comparado com 2005 e 2007, digo isto porque vivi cada drama daquela época. Fruto do que ? Também não tenho dúvida, do esforço das direções. Um dia pode ser que isto termine, ou entorte de vez. Pelo andar da carruagem acho que está melhorando e hoje não tem termos de comparação com ontem. Esta é que é a verdade. Neste sentido por mais erros que a direção atual cometa eu não posso deixar de dizer que faz um trabalho bom. Ainda falta muito, mas tá no caminho.

  37. Só prá concluir: tá errada a informação de que entre 2005 e 2007 não teria havido proibições de trapos e entrada de instrumentos, como já frisei e voltou aqui a ser dito. Houve inúmeras vezes, e muitas punições. Perdi as contas. Eu estava lá, vivi isto intensamente. Então corrija-se a informação que se dá por falta de lembrança.

  38. Não entendi porque este post remeteu tanta discussão sobre a GERAL em si!

    Vi que alguém comentou sobre a festa em Floripa relacionando a GERAL… mas antes que cause mal entendimento ou expeculações, não foi a GERAL que promoveu… absolutamente não.

    A GERAL veio com a BANDA, que alias, é A MELHOR BANDA DO BRASIL, ninguém tem uma sequer parecida. Não sei precisar quantas pessoas vieram, acho que umas 50, 100 talvez.

    Sobre ingressos, o que não pode é a Direção dizer que não fornece ingresso sendo que fornece, isso é de matar o véio.

    Quanto ao merecimento ou não, sou ferrenho defensor de que NINGUEM tem o direito de ver jogo de graça.

    Mas cada dia mais me convenço que é correto em alguns casos, pois como ja comentaram… vai tu encarar as outras torcidas Brasil a fora, apenas ressalvo o custo benefício disto, no mínimo tem que ser sócio, pagando mensalidade. A GERAL como torcida organizada merece nosso profundo respeito, pois falamos que somos a melhor torcida, e neste somos não nos incluimos, pois esta torcida que “somos” é a GERAL, e não sou eu, eu, vc, etc. Fui na GERAL aqui em Floripa e participei como sendo um dos membros da cantoria da GERAL, realmente é facinante.

    Se entrar na onda do “merecimento”, imagina o cidadão aqui de Floripa ou qualquer outra cidade que recebe jogo do Grêmio, que é sócio, e só consegue ir em jogo quando acontece aqui (ou na cidade dele), e ao tentar, além de ter que pagar 60 mangos, normalmente não consegue ingresso… e ai descobre-se que muitos vieram de POA com ingresso DOADO pelo Grêmio, o que vc faria? Cancelaria o título?

    Já sugeri várias vezes e continuarei sendo chato neste assunto, o GRÊMIO tem a obrigação de dar a oportunidade aos sócios de fora (GREMIOr) terem um raro benefício de ir a UMMMMM jogo quando o time vem na sua cidade, já que este sócio NUNCA (ou quase nunca) usufrui do direito de ir ao Olimpico.

    Domingo, vamos copar no remendão, bola no mato que o jogo é de campeonato, pois a decisão mesmo deve ser dia 2.

    Avante GREMIOOOOOOOOOOOO!

    Te associa ao Grêmio!

    Participe do site ARENDA DO GREMIO!

    E tenho dito!

  39. Boas as explicações do Josias, eu admiro a Geral e claro que sou contra o pessoal entrar com 6 ou 7 de arrasto para dentro do Olímpico em dia de jogo, mas somente quem vive tudo de perto para ter uma noção das coisas que acontecem no CD, futebol e torcida.
    Tudo isto é o Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, porém uma coisa é certa, debatemos e muitas vezes vamos de contra as opiniões uns dos outros, mas é o Grêmio entrar em campo e estamos todos do mesmo lado e amanhã do lado de lá só estarão os “amargos”, “vamo se junta nedrada”!!!!!!
    GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEMIOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!

  40. Caro Sponchiado, tens razão! O consulado de Fpolis e a Geral protagonizaram juntos um belíssimo espetáculo. Pena que o time não esteve à altura desse show. Mas tenho certeza que dará a volta POR CIMA e venceremos o GRENAL. Para encerrar o assunto GERAL: embora não saiba hj qual a relação do clube com a Geral, penso, pela reunião de janeiro de 2009, q as torcidas estejam recebendo atenção e algum incentivo para torcerem para o GrÊmio. Acho que dinheiro não. Isso estava sendo combinado. Certo JOSIAS? Penso tb que todas as organizadas devem receber a mesma atenção e estrutura, com certeza. É que a Geral é a mais conhecida e maior. Mas a retificação está feita. Admiro a todas as organizadas. Aliás, acho que deveriam UNIR-SE pelo bem do Grêmio. UMA ÚNICA, LINDA E GRANDE TORCIDA! Seria sonho? Eu tenho um vício: torço sempre pela união (não por conchavos) qdo minha relação com algo é por pura paixão. Então que unamos os grupos políticos com afinidades, as torcidas organizadas e a nós mesmos, sócios e torcedores, para que possamos ajudar a atual Direção (criticando, mas tb apoiando) a CONQUISTARMOS O GAUCHÃO, A COPA DO BRASIL E O BRASILEIRÃO. Ah, tb a SULAMERICANA!

  41. Dr. Carlos Josias:

    O senhor não tem como imaginar o serviço que está prestando ao Grêmio com esse seu relato e esses seus esclarecimentos.

    É que aparecem por todo lado uns “sem noção” que induzem outros “sem noção” e se cria uma versão totalmente fictícia.

    Eu próprio tinha algumas idéias erradas. Suas explicações claras e corajosas (sim porque alguns pegam no pé, conforme os relatos) me esclareceram e me convenceram.

    Parabéns e continue sempre!

    Sugestão: Fazer uma compilação dos seus comentários (só excluindo as repetições) e publicar uma postagem, com todos os relatos e exemplos e episódios) pra que fique fácil pesquisar quando necessário.

    Aqui nos comentários fica perdido no tempo. Seria uma lástima.

    Tem nada não. Admiro os “Jurássicos” que conhecem e têm visão.

  42. Adendo: Me refiro a esse assunto da Geral.
    É a melhor forma de preservação dessa torcida maravilhosa. Porque evitará que caia em mãos irresponsáveis e inconsequentes.

  43. de novo discordo e levanto a tese do cara que namora mulher boa. Tem que saber administrar. Me admiraria se num grupo de milhares de componentes não houvesse os “patológicos” entre aspas.

    Aí tem que saber separar, o que é TORCIDA GERAL – com o beneficio que traz pro clube – e o que é meia duzia de bagunceiros.

    Pelo que se expos, generalizou-se todos como bagunceiros, esquecendo que a GERAL é hoje talvez o motivo maior de exposição da paixão gremista e consequentemente de atração da gurizada prá torcer pro clube.

    Porque se fosse pelos dirigentes que temos e pelos resultados de campo…

    A generalização explica a forma grosseira e estúpida com que esse pessoal é tratado pelo clube. Na epocado Saul-Evandro e depois tbém com o Odone, havia integração.

    Agora, com essa meia duzia de manda-chuva que tá lá de dono do clube mais popular do sul do país, fazendo e acontecendo, demitindo quem ousa, contratando e gastando o dinheiro dos outros, seria dificial acreditar numa boa solução.

    cbimbi

  44. exatamente por existir a geral que torcedores comuns deixaram de ir ao Beira-rio em grenal ou tu te mete na boiada que vai escoltada para ser protegida e para que se proteja os demais ou fica em casa. Quantos país vão amanha com filhos ao grenal?

  45. MARCOS ALMEIDA, menos, caro amigo! A violência entre as torcidas não começou com a criação da GERAL. Como referiu o BIMBI: os baderneiros tem de ser excluídos de qq relação social, não só do Grêmio. Modestamente penso que a “baderna” não é característica apenas do futebol. É gerada por um sentimento talvez até de impotência ou irresignação com o “sistema”. Ou então vem de cabeças doentes. Infelizmente os exemplos, os maus exemplos, vem de pessoas públicas (política, esporte, economia,…). Então temos de incentivar e promover o que é belo e o que é feito por pura paixão e com boas intenções. Creio sim q é possível organizarmos as torcidas. Com responsabilidade, sem preconceitos, sem rotulagem e com critérios objetivos. Por exemplo: havendo doação de ingressos, q seja feita individualmente e somente a gremistas CADASTRADOS NO EXÉRCITO GREMISTA. E acompanhar sempre o q está ocorrendo. Qq falha, suspende-se o incentivo e voltamos a nos reunir com os representantes….Falou, meu caro parceiro MARCOS ALMEIDA!

  46. Impressionante como tem gremista que é CONTRA a geral.

    Por que a Geral não pode apoiar um candidato? Não é um grupo de sócios como os demais?

    o Nucleo das mulheres gremista não apoiou também? Não teve consul apoiando candidato?

    Essa “proibiçao” nao deveria se estender a estes grupos também?

    A questão dos subsidios, como onibus, sala, ingressos, nao deveria valer para o NMG e as torcidas organizadas?

    e eu acho estranho que alguns bachareis ignorem o princípio da presunção de inocência.

  47. André.

    Quem são os bacharéis que ignoram o principio da presunção da inocência, poderias ser explicito e apontá-los ?

    Quem seriam os Gremistas – falo daqui do blog – que seriam contra a Geral ?

    Este blog é de pessoas que já se estão relacionando como amigas, alguns até já eram antes do blog iniciar, então me parece que a utiização de sujeitos ocultos aqui é inadequada. Eu tenho procurado dar sempre nome as bois e tenho insistido que todos façam isto. A generalização é no mínimo covarde, para não dizer mais, porque se atira uma pecha num momte de gente chamada ninguém. Não estou dizendo que fizessesses isto propositadamente, mas penso que deves corrigir este jeito e dar os nomes.

    No mais:

    1) A tua opinião equivoco grave: os grupos, como o das mulheres, são essencialmente politicos, eles nasceram para disputar politica e poder, fazer dirigentes, conselheiros, etc, primeiro eles são gremistas, depois entes politicos; já os cônsules eu entendo que não deveriam se ligar na politica como acabam se ligando, acho que eles deveriam se ater em estar vinculado à entidade independentemente do governo e deixarem de fazer campanha para este ou aquele, mas infelizmente sou voto vencido nisto, há tradição dos cônsules, no clube, terem lado politico, hoje eles não são braços do clube e sim da politica clubistica; agora, torcida é torcida, torcida tem que apoiar a entidade e não se filiar a este ou aquele grupo politico diretamente, tampouco participar de campanha deste ou daquele candidato…ai perde, como ocorreu, E COMO É QUE FICA ? aI a geral perde a eleição e depois quer carinho ? é dificil, adversário politico depois da eleição, gostem ou não é assim, que funciona, vira opositor, e torcida não tm que ser oposição ou situação, tem que torcer, simples como um aperto de mão !

    2) Prá que fique claro. Citei dois nomes que de inocentes nada tem. Com todoo respeito e até porque um deles tenho contato pessoal e falo com ele seguido de homem prá homem e ele sabe o que penso e como ajo. Um foi condenado pela justiça e cumpriu pena, logo a presunção da inocência funcionou até que a sentença lhe alcançasse, após ela não mais. O outro, processado administrativamente foi condenado e o parecer foi de expulsão: a fim de evitar que isto se tornasse público renunciou ! Então meu caro André, no que me diz respeito, falei de dois nomes que foram processados, julgados, e superado o principio da inocência eis que culpados.

    Se a mira da primeira indagação acima foi o que eu disse, ta pelada a coruja, manda outra.

    Na segunda indagação, esta nem de longe passa por algum sentimento meu ! Mas seria bom que fosse dito os nomes claramente.

    José Dias. Grato, mesmo, mas acho que não faço mais do q a minha obrigação. As histórias que eu conto aqui delas sei porque passei muito tempo lá e, evidente, depois de tanto tempo dirigindo se tem muitas histórias para contar e se presencia muita coisa, por isto relato, principalmente quando leio algo que me parece não corresponder ao que foi ou ao que se passou. Todos os ex dirigentes passaram por histórias como esta, o Evandro, por exemplo, teria tanto ou mais para contar, o Artur também, e assim por diante. Não sou nenhum um pouco mais sabedor ou conhecedor do que qualquer outro, talvez a única diferença que eu tenho mais tempo que eles para contá-las. Mas me agrada poder relatar estes fatos porque gosto que as pessoas saibam deles a fim de melhor poder avaliar – ou bem – algumas coisas com menos riscos de erro e ocm mais possibilidades de justiça. Grato.

  48. Vítor para o grenal e vale para os dos clubes , o fato de a torcida visitante ser mínima privilegia que os grupos organizados sejam os que por paixão, loucura e coragem se prontifiquem a ir ao estadio. E onde se infiltram os barreiros? Entre os grupos organizados foi isso que eu disse não acusei ninguém

  49. LEIAM PENSANDO DUAS VEZES
    Em primeiro lugar a Geral não é original é uma adaptação, a primeira no Brasil, das torcidas Argentinas.
    A Geral, já cumpriu seu ciclo ao remobilizar o clube em 2005 e levá-lo a uma final de Libertadores, fez escola, gerou mais uma imitação do co-irmão e quem sabe os tenha ajudado um pouco em 2006 como Koff?
    A Geral não existe! Dividida continua como modo de torcer , o seu nome aliás é de uma parte do estádio não de uma organização ela foi engolida pela massa, no estádio não há mais geral ela se alastrou pelo olímpico e fora dele ou toda aquela em massa em floripa era de porto alegrenses?
    A Geral não inventou a torcida do grêmio ela é a torcida do Grêmio a mesma do até a pé nós iremos … E melhorou-nos ainda mais.

  50. Internacional marca muito, com tres zagueiros mais dois volantes, com violência muitas vezes. Usa muito a saída rápida ataque defesa. Articuladores eficientes. Folha salarial entre as primeiras do país.
    GRÊMIO marcando forte, sem permitir o contra ataque, na superação, realista, compactado, pode levar decisão para o Olímpico.

  51. Partilho das opiniões do Cesar Bimbi, do Josias, do Vitor Ruschel e também do Marcos Almeida: elas se complementam, não se excluem.

    Para os mais novos, o Grêmio possui várias torcidas organizadas (ou uniformizadas, como se diz em São Paulo) há bastante tempo. Farei 37 anos e elas são beeem mais antigas do que eu. Acho que a primeira delas foi criada pelo (ou, então, dela fazia parte) Salim Nigri na décad de 1940, se não me engano.

    Eu acho que se deve tratar cordialmente a todas as torcidas e atender as suas reivindicações que não impliquem em custo nem possam incentivar involuntariamente a violência. Porém, elas não podem simplesmente parar de ir aos jogos principalmente por não ir com a cara do presidente ou do Meira só porque eles não deram uns trocos pra alguns de de seus integrantes serem cabos eleitorais em campanha político-partidária.

    Mais do que a majoração dos ingressos ou a falta de bons resultados dentro de campo, o que mais pega é, sim, a questão política, pois, se a Geral quer um braço e a gestão Duda só dá a mão, então o Duda não serve?!

    Outra coisa: será que é sinal de caráter, de compromisso ou de hombridade gritar e fazer falsas promessas (= bravata)? Então, se não tiver atitude populista é frouxo?!

    Deixo bem claro que apoiei o Duda e que não sou a favor do modelo odonista, apesar de grande parte do G6 ser pouco democrática, porque não concordo em terceirizar o Grêmio pagando caro por um modelo de administração dinheirista e sem identidade com o clube. Acho que o que se conquistou com o Duda, embora muito pouco, ainda signifique que a perda para o clube teria sido severa caso o resultado fosse diferente.

    De qualquer forma, eu jamais torceria pelo insucesso de uma gestão na qual não votei e tentaria conversar para poder ajudá-los de uma maneira ou de outra, caso sua postura fosse conciliadora, plural, transparente e ética.

    Volto ao que o Marcos Almeida levantou: as maiores organizadas afastam a família dos estádios SIM, embora não seja contra elas e a violência seja a prática de uma minoria. Porém, é uma minoria que chama muito mais a atenção do que a maioria “do bem”.

    Aliás, sugiro que façam uma busca no blogo do Mauro Cezar Pereira, chefe de reportagem e um dos principais comentaristas dos canais ESPN, por uma série de documentários sobre a violência das torcidas organizadas brasileiras produzido por um jornalista inglês. Ele esteve no que de mais boca braba pode existir no país. E sabem qual a única torcida cujos integrantes esconderam o rosto no programa? Geral do Grêmio.

    Por que será? Então, pergunto: falta coragem e interesse em separar o joio do trigo? Afinal de contas, milhares pagam o pato por poucas dúzias.

    []’s,
    Hélio

  52. Josias!
    Meus parabéns pelas tuas consistentes e esclarecedoras intervenções.. Também não vislumbrei nenhum comentário contra a Geral. Pelo contrário, todos reconhecendo sua importância no incentivo aos atletas e na divulgação do clube, à exemplo do que fazia a saudosa e inesquecível “Eurico Lara”, sua predecessora, em anos passados. Há sim, pertinentes restrições ao comportamento de alguns de seus integrantes, que ali se homiziam e dela se servem para praticar delitos de toda sorte, que comprometem a imagem da torcida e que são um “prato-cheio” para a imprensa sedenta de sensacionalismo. Quanto aos subsídios: ou se dá a todos ou não se dá a ninguém. Não tem sentido facilitar o acesso gratuito de parentes e/ou amigos de pessoas influentes ao estádio, quando se nega auxílio para as “organizadas” que são formadas em sua maioria por jovens torcedores de pouco poder aquisitivo. Também acho que é “forçar demais a barra” colocar a direção do clube, a BM e a Geral tudo no mesmo saco e sair por ai acusando aleatóriamente um ou outro por isto ou por aquilo, e se deixando levar por comentários desprovidos de qualquer fundamento. Sabemos que há equívocos e exageros de todas as partes, mas seria muito bom que a exemplo do Josias, procurássemos, antes de mais nada, saber o porque das coisas, para não cometer injustiças.

  53. Tenho uma pergunta. Que familias?? Eu ia ao EStádio nos anos 80 e não entrava nem mulher no Estádio sem ser chamda de puta, falo da arquibancada, que dirá criança. Eu ia porque meu pai devia ter uns dois Bettiol de tamanho. Era punk ir aos GREnadas… Mas enfim.
    Quanto ao Rodrigo Alemão. Tchês, com todo o respeito. O cara é ídolo! Eu comi um churrasco com ele. Batemos um papo e tals. Tem defeitos? Todos temos, mas o cara é foda!! Ele emboca todas e até algumas que ele não fez são nomeadas como dele. Ontem mesmo no GREnada o cara foi lá e tirou um reporterzinho que tava no meio da torcida tirando onda de GREMISTA. E aí? Quem mais iria lá?? Eu digo: NINGUÉM!!! Ficar aqui na internet dando de galo contra a imprensa é fácil (não to falando de ninguém)mas ali na hora era ele. Só para citar um exemplo.
    Quem é que vai lá e segura a onda como cara?? Ninguém. Ir pra GREnada de onibus da direção é barbada, vai a pé, pega Trem… Emboca essa junto comigo que eu quero ver.
    O Ortiz eu falei uma vez só também mas nunca mais vi o cara no Olímpico, não tenho o que dizer dele.
    O lance do Rodrigo com o Ducker eu ainda não sei o que houve. Mas assim que souber tomo posição. Até acho que o Rodrigo deve ter exagerado ou feito algo errado, ele se excede as vezes.
    Mas é só minha opinião, a opinião de quem vai em jogo fora, e de quem fica cantando o jogo todo na GERAL.
    Devo, como sempre, estar errado…

Deixe um comentário

Deixe uma resposta para Eduardo Bernardon Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.