De colaborador – São José x GRÊMIO

O Blog Sempre Imortal repudia de maneira absoluta a realização de um jogo nas condições de ontem. Jogador criar bolha no pé por culpa do calor do “gramado” é o fim do futebol.  

A corrupção está nos pequenos atos. Ninguém começa roubando milhões –  autor desconhecido, prescription então pode ser minha.

Segue uma análise do colaborador Felipe Neri

Complicado avaliar o sub-20 pelo jogo de hoje no calor, ambulance em grama sintética e um São José bem organizado que foi muito superior taticamente o jogo todo. Pra time do interior, este São José mostrou alguns bons jogadores como o velocista que fez o gol, se não me equivoco Jean, camisa 11.

Descontando essas questões acima, vou tentar resumir o que vi de cada jogador desse sub-20.

Follman – seguro em alguns lances chutados contra a sua meta, mas mal na saída de gol, quase entregou. Além disso, tomou um gol no mínimo defensavel pois a bola foi em cina dele. Nota 4

Tinga – se fosse pela partida de hoje, estaria queimado, péssima atuação, pouco apoiou e foi uma avenida na defesa. Nota 2.

Rafael Thierry – foi quem mais se impôs apesar de ser lento. Nota 6

Canavésio – Bem em alguns lances, falhou em outros. Falta chegar chegando, não se impôs em alguns lances e falhou feio em uma ou outra bola área . Nota 4.

Breno -foi razoável, articulou alguns lances, tentou jogar mas tb teve dificuldades de marcar, foi o menos pior da defesa. Nota 6,5

Moisés – Discreto, eficiente em alguns lances, bons passes, falta chegar mais a frente pra ser uma volante moderno. Nota 5

Matheus Biteco – Está virado num legítimo peladeiro, mal taticamente e nada fez, nem marcou, nem armou. Só correu. Quase Nulo. Nota 2

Luan – Prejudicado no esquema pois não vejo ele como um meia, tem dificuldades nessa função, não sabe armar, nem se posicionar e foi bem marcado. Mesmo assim em alguns lances mostrar saber jogar. Falta orientação de treinador. Nota 5

Mamute – Joga muito na força e é novo mas não sei se a segunda função do ataque é a sua. Pra jogar por ali hoje em dia, o se tem velocidade ou drible, Mamute não tem nem uma coisa nem a outra, precisaria desenvolver o drible, sua força física e arranque são bons. Foi substituído. Nota 5.

Everaldo – até foi razoável enquanto jogou. Teve um ou outro lance interessante, mas foi prejudicado pela postura defensiva do time, pouco acionado. Acabou substituído tb. Nota 5,5

Jéferson – Não o conhecia. Veio d Coritiba e já se tornou titular, teve alguns lampejos bons na partida, de drible, habilidade e velocidade mas parecia desencaixado do time, desaparecia por vezes, outro que pareceu ter bola mas foi prejudicado pelo esquema covarde do treinador. Nota 6,5

Entraram:

Ângelo (Mamute) – Leva mais jeito de armador, perdeu um gol feito e foi fominha no lance. Nota 4
Éverton (Everaldo) – Teve um bom chute, no mais se perdeu na falta de de ímpeto e organização do time. Nota 4
Guilherme Amorin (Biteco). Jogador bastante limitado mas que o Mabilia parece adorar. Não vejo bola nesse rapaz pra jogar no Grêmio. Há trocentos melhor que ele por aí. Nota 3

Mabília – Vem caindo cada vez mais no meu conceito. Pra mim já deveria ter sido demitido na queda do sub-20 pela postura de braços cruzados num contraste com o treinador do Palmeiras que deu um discurso de mobilização e confiança a seus jogadores nas penalidades. Pra mim, é defensivista demais pra se preservar, não mostra liderança, é morno e vem escalando mal as equipes que jogam um futebol pouco vistoso, sem triangulações e enfadonho.
além de não deixar nem no banco o Lucas Gabriel, que é um jogador inteligente taticamente e motorzinho. E pelo jogo de hoje: Nota 1.

Felipe Neri

Participe da discussão

14 comentários

  1. Que gramado ridículo esse! Consegue ser pior que gramados do interior. A bola simplesmente não parava de picar, impossível jogar assim.
    O jogo em si foi horroroso, realmente fica difícil de avaliar.
    Concordo com o Felipe que o time foi muito mal armado, não conseguiu se impor em momento algum. Até temos bons jogadores, mas nesse time desentrosado e desorganizado não tem como!
    Gostei da dupla de zaga, Breno, Jeferson e Luan. Todos mostraram boas qualidades e podem crescer junto aos profissionais.
    O Tinga sentiu demais o jogo, mas dele saiu a melhor jogada do Grêmio, pena que tenha passado quase todo o jogo sem fazer nada.

    E esse Jean do SJ, se jogar sempre assim, seria um bom reforço.

  2. falar o que mais da FGF?
    Pelo 5º ano seguido vamos jogar contra o Juventude em Caxias.
    E em 2014 conseguiram a proeza de marcar tb pra Caxias o jogo contra o Caxias. Ou seja, o Inter joga em POA as duas contra a dupla CAJU e nós jogamos as duas fora!!!
    E ainda por cima vamos pra Pelotas contra o Brasil-PEL.
    Os 3 times mais fortes de torcida jogarão em casa contra o Grêmio.

    E nossos dirigentes não falam nada?

  3. Não concordo com o Felipe Neri, foi o 1º jogo, e o gramado não ajudou muito, pois o calor era demais, e para quem não esta acostumado tudo pode acontecer. O time não é de todo tão ruim assim, tem alguns valores que vão aparecer, temos que ter paciência Vamos ver na quarta feira jogando em casa e em gramado natural. Mas torcedor é torcedor, uma ora esta tudo maravilha e na outra esta tudo péssimo.

  4. Acho precipitada qualquer tipo de avaliação definitiva de jogadores do Grêmio, no jogo de ontem.
    O time do Grêmio era a equipe “C”, sub-20, treinando desde 4 de janeiro, contra um São José “A”, treinando desde dezembro, acostumado com gramado sintético, com temperatura de 60º C.
    Jogadores jovens, devem ser testados entre os profissionais, onde a qualidade do conjunto é superior, podendo as individualidades serem reveladas. Mesmo assim a equipe foi razoável, considerando todos estes condicionantes. Há jogadores com bom potencial, que poderiam ser testados na equipe principal: Jefferson, Canavésio, Breno( ótimo cobrador de escanteio) e Everton. Os já conhecidos Tinga, Mamute e Matheus Biteco não foram bem.

  5. A pergunta que fica: são os jogadores que jogam pouco ou é o treinador que não treina nada. Ou as duas coisas.
    Para mim, tudo se resume em um comando frouxo, enredado em convicções defensivas e com dificuldade para fazer a leitura do jogo.
    Quem assistiu a partida, viu a dificuldade da equipe do Grêmio em elaborar jogadas de ataque. Muitos cuidados defensivos e pouca lucidez no momento de atacar. Ficou escancarada a falta de sintonia entre a defesa e o ataque, ficando um vazio no meio de campo que o treinador adversário soube aproveitar com inteligência.
    Em alguns momentos me pareceu estar vendo o grupo principal do ano passado jogando.
    Tirando a marcação do “Zequinha” que foi intensa, nossa equipe não encontrou soluções para contragolpear de maneira eficiente. Limitou-se ao toque-toque improdutivo entre a sua defesa e a intermediária adversária. Qualifico o esquema do Mabília como o “chegar não chegando”.
    Vou aguardar a próxima partida na Arena. A mudança terá que ser da “água para o vinho”, ou será que alguém aqui acredita que o que vimos ontem foi apenas um acidente de percurso. Quem acompanha a base do clube sabe do que estou falando. É apenas o início, dirão alguns, como sempre. No meu modo de ver, o que começa mal – salvo uma drástica reviravolta nos conceitos – tende a acabar pior.
    Há algum tempo muitos colaboradores do blog discordam da filosofia que norteia as ações da base do clube.
    Pelo jeito, os que apostam suas fichas somente na formação de atletas, deixando em segundo plano os resultados de campo, logo, logo, vão ter que rever seus conceitos sob pena de serem sumariamente demitidos.

  6. Quero ver o time jogar 3,45, partidas…
    Vamos deixar essa gurizada se criar, baixar a adrenalina.

    jogo de domingo foi desumano sim para os 2 lados. Eles fizeram o gol e foi isso. Foi uma pelada braba numa temperatura de 40 graus num campo a 60 graus.

  7. Quando o time todo vai mal é culpa do treinador.
    O time simplesmente não funcionou, não consegui ver nenhuma jogada trabalhada, troca de passes.
    As únicas jogadas de perigo foram em lances individuais ou falhas do SJ, como nos chutes que o Breno arriscou de fora da área, em que a bola surgiu livre por erros da zaga do SJ.
    O mais incrível é que essa base de time está jogando junto há bastante tempo e mesmo assim vemos um time sem organização.

  8. O Targa captou bem minha avaliação. Responsabilizo o treinador quando o time todo vai mal. A maior crítica é ao Mabília. O Darcílio tb foi crítico no mesmo sentido.

    Fiz a ressalva do calor e da grama sintética e deixo claro que a avaliação é para essa partida.

    Tanto que um dos jogadores que mais cobro chance no time de cima é pro Tinga e avaliação dele ontem foi uma das piores. Faz parte.

    Mas ninguém está queimando ninguém, nem dizendo que nada presta. Isso é a interpretação de alguns, não necessariamente o que foi dito.

    Já cansei de dizer aqui que não julgo jogador só por uma partida.

  9. Porque o Grêmio, nos últimos anos, não consegue engrenar no Gauchão com o pé direito?
    Terá sido o acaso ou uma das surpresas que só no futebol acontecem ou ainda, a opção pela gurizada?
    O TA tentou uma repentina “juvenilização” no ano passado e se deu mal.
    Será que este exemplo foi desconsiderado pelo Grêmio?
    Que tipo de planejamento é esse em que jogadores franzinos e inexperientes são jogados aos leões?
    Uma preparação de duas semanas seria suficiente para o enfrentamento técnico e físico com jogadores “rodados” e habituados a participar de campeonatos regionais, onde a força e a virilidade são as principais características dos que ainda buscam um lugar ao sol?
    Perder por 1X0 é o mesmo que tomar goleada. São três pontos perdidos. Ficamos um tempo inteiro e mais 15 minutos sem notar qualquer tipo de reação por parte da equipe do Grêmio.
    Foi um jogo desigual mais por inoperância de nossa parte do que pelas qualidades do adversário que se mostrou também limitado.
    Nem vou falar no calor, na grama sintética, etc. Ainda bem que esta equipe não vai jogar no inverno. Já pensou o Mabília – se ainda estiver lá – dizendo que a derrota foi por culpa do frio?
    O pior de tudo é que não foi só ele que culpou o calor e o “gramado sintético pelo tropeço. Tem mais gente lá dentro do clube que na falta de uma explicação convincente, carrega sempre na ponta da língua a resposta: é apenas o início, os jovens sentiram a responsabilidade e na próxima será diferente. Assim não dá para ser feliz.
    Me engana que eu gosto!

  10. Realmente, as condições foram ruins, mas não servem pra desculpa.
    O time, como conjunto, está mal preparado. Como individualidades não, tem gente boa ali no meio.
    O Luan mostra que tem muita intimidade com a bola, esse precisa ir pro profissional e ter chances em um time afirmado.
    Por falta de opções na lateral esquerda, o Breno tb.
    A zaga acho que vai esperar, pois temos muitos zagueiros agora. O Tinga precisa mostrar mais nos próximos jogos. Decepções mesmo foram Yuri e Matheus, esses já deveriam estar em outro patamar.

  11. O futebol apresentado ontem, pelo Grêmio (-) 20, expõe como ficou a “base” do Grêmio! Melhor “parâmetro” para explicar a má qualidade dos jogadores da “base”: Yuri Mamute. Só há uma única variável para justificar a “insistência” desse rapaz em acreditar que poderá ser um jogador de bola: Jorge Machado. Boa semana!

  12. com relação ao mamute, eu concordo.

    nunca vi essa peça jogar bem, é sempre a mesma bolinha fraca.

    e sempre tem um pra defender ele, dizendo que agora ele vai jogar enfiado, agora no lado do campo, agora recuado…

    pra mim, ele tinha que jogar era no banco…

  13. pois é, o Yuri tá com 18 anos, está passando da hora de começar a se afirmar.
    Como comparativo, até o mal amado Leandro subiu com 17 anos e não desceu mais. O Yuri fica rodando entre pro e base e nunca consegue sequência.
    Tem a seu favor as boas atuações na seleção.

  14. E os Bitecos? Cheguei a me enganar com o Matheus, mas hoje vejo que também são “jogadores” de empresários! Bolinhas muito, mas muito pequenas! Então qual é o real problema de uma base tão fraca? Talvez eu saiba: dirigentes sem “aptidão” (escolhas erradas, como no profi)!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.