De Colaborador: Nosso Marketing, 1º de Abril E O Nosso Número 5

(com um grande e fraterno abraço no Paulo Ferrer, advice meu defensor sem procuração, troche e no amigo Artur Ferreira, unhealthy testemunha da nossa, e de muitos próximos, história que não começou ontem, começou participativamente, atenção para o termo, em 1993, e foi construída por trabalhos efetivamente prestados ao clube)

Hoje me acordei inquieto. Quem me conhece sabe que tenho imensas dificuldades com a data do dia. O Juliano Ferrer, meu sócio, cuja sala ´gemina` com a minha, me escuta o dia inteiro – incomodado –  indagar, sem usar, não consegui me habituar a ele, o fone interno, da secretária, Madalena: que dia hoje ?  É, Madalena, como a do Ivan Lins, uma negra grande, forte, decidida, eficiente, talentosa, Gremista.

Filho temporão de português, e espanhola de ventre com raízes judáicas marrana, herdei poucas virtudes de ambos, e milhões de defeitos que o ´DNA`  não explica – ainda.  Entre algumas ´heranças`, a facilidade de colocar apelidos que ´colam`, estes diretos da minha querida genitora, muitas vezes foco e mira de alguns desafetos.  Enfiado nesta herança, algum bom humor de pregar ´troças´ em amigos pessoais, cuja intimidade me orgulham, e a eles reservo estas brincadeiras, saudáveis entre as tantas nem tanto assim que cultivo ao longo de 54 anos muito bem vividos, com intensidade sanguínea, paixão exarcebada, e o grude agradável de quatro filhos apaixonados.

Nestas, por tradição, o dia da mentira sempre foi alvo de peças que aprontei e venho pregando ao longo de muitas primaveras, verões, invernos ….epa, são apenas quatro estações. Pois ano após ano, há anos, venho sistematicamente aplicando peças aqui e ali sempre no aniversário do engôdo, e um inváriavel pato (que longe de ser o abon …água benta com estrela de david …. que não tem braços, tem asas, mas não voa … ) que vem, anualmente, ao menos nos últimos, digamos, 7 anos, conta de mentiroso e número da camisa do nosso maior ídolo, pagando pela ave: o Juliano. Então, como diria um paulista, hoje de manhã quando lhe liguei e disse, “não vou trabalhar”, ressabiado, ele pensou: mentira. Não era. Acordei com alguma coisa me inquietando. Algo que me cutucava por dentro e dizia, fica em casa. E fiquei. Ele foi para o escritório, alguém tem que trabalhar cacete …Estava sendo sincero até porque, distraído, nem me apercebi do aniversário da lorota.

Aliás, para quem não sabe, o dia da mentira nasceu da troca da data do presente natalício que, muito antigamente, era esta. Como trocou, o dia que era e deixou de ser passou a se denominar: o dia do engano. Isto eu li numa das tantas memoráveis crônicas do LFV, mas como ele é o que é, até hoje não sei se ele contou a verdade ou, se também, caçoava com uma inverdade – só de sacanagem.

O fato é que a manhã que acordou com a tez que o Djavam lhe poetizou, passava tranquila quando recebi o telefonema de um grande amigo que me perguntava: lesses a crônica do Wianey? Não, lhe respondi, completando: não costumo ler este jornal, ao que ele retrucou, pois compra, lê e me liga.

Insistente, lhe convenci a me dizer o que tinha de tão especial. Ele, quase ofegante, resumiu: eu li e num primeiro momento tive vontade de chorar, num segundo, gargalhei. Meu Deus, curiosidade a mil, mas que raio de comentário ele fez ? Ele abreviou e largou: elogiou o MKT do Grêmio e disse que o abnegado que lá está É CRIATIVO.

Um minuto de silêncio. Bandeira a meia pau. Pensei comigo, o Aiquel, meu fraterno amigo, está ´me tirando`, termo corrente no nosso bom interior do Estado. Quase tropecei na pilha de laticinios do corredor do supermercado. Retomei o fôlego, caminhei lentamente, fui até o caixa pagar o tira manchas que tinha comprado, e rapidamente percorri as páginas daquele ´vibrante vespertino`.

Li. Fechei. Paguei. Fui até o carro, silenciosamente. Desliguei o radinho de pilhas que me encantava o ouvido, afinal sou um encantado, como disse o Al Disney André. Duas horas depois me cai a ficha. Pego o celular, disco o número do ´talibã` e lhe digo: cara, tu é muito ingênuo. Por que ? Indagação espantada me retumba do outro lado da linha.

Cara, hoje é PRIMEIRO DE ABRIL, VELHO !

Chego em casa, resumo meu drama ao colunista via email. Ele responde: ADIVINHÃO ! Tá no post anterior, colei lá, colo aqui de novo:

———————————————————————————————————-

De: “Wianey Carlet” Enviado: Qui 01/04/10 14:20

Para: Prioridade: Normal

Assunto: RES: pacheco criatividade e primeiro de abril

Alerta: O endereço de e-mail foi adicionado a Lista de Contatos

Adivinhão!

________________________________

De: cajosias@xxxxxx

Enviada: qui 1/4/2010 14:08
Para: Wianey Carlet
Assunto: pacheco criatividade e primeiro de abril

custei a entender a tua coluna de hoje/; tachar o Pacheco de criativo foi demais….ai me caiu a ficha: hoje é PRIMEIRO DE ABRIL
ah, agora tá

 

————————————————————————————————————-

Mas não se desesperem. Dia desses, convidado que fui, estive numa janta de confraternização de um querido grupo politico. Lá pelas tantas, a pretexto de sustentar um desagravo a um amigo, recém chegado paraquedista ergue a voz e inflamado discursa:

– Sei ser Intimidatório …
– Sei atacar também …
– Sei defender ….
– Sei gritar
– Sei isto, sei aquilo, sei aquilo outro, sei não sei o que mais….

De físico franzino, é verdade, do tipo que fica vermelho quando se atucana ( cor que não aconselha muito a um gremista … ), também é verdade, mas puxa vida, pensei empolgado: esta aí o nosso tão procurado número 5.  Chamem o Presidente, chamem o MEIRA porra !

Mas, e como todos sabem sempre há um ´mas`  em tudo: não era bem o dia, mas era outro primeiro de abril !

Feliz páscoa a todos. Com toda a sinceridade, sem mentira nenhuma.

CARLOS JOSIAS MENNA DE OLIVEIRA

Participe da discussão

21 comentários

  1. Meu caro Josias

    Sem contar a qualidade de sempre dos teus textos, e descontado o bom humor da tua crônica, o caso em tela demonstra claramente que está em andamento na imprensa gaúcha uma campanha que se destina a valorizar o marketing do marketing do Grêmio.

    Ou, em outras e objetivas palavras: o CESAR PACHECO resolveu se autopromover (ainda não decorei se com hífen ou sem hífen, depois das mudanças), vide a sequencia (esta sim, agora sem trema e acento) de notícias que dão conta das suas – até então – desconhecidas qualidades.

    Será que o motivo é a eleição que se avizinha? Será que o cara tem a pretensão de se candidatar ao cargo máximo da hierarquia tricolor?

    Se isto acontecer e, por um cataclismo (é com “o” no final sim, pois se trata de um substantivo masculino) destes que arrasam um continente, ele chegar à presidência, eu ficarei em dúvida se me mudo com mala e cuia, filhos, cachorros e papagaio, para o Iraque ou para o Irã, com alguma possibilidade do destino final ser ainda o Afeganistão.

    Porque aí, não há primeiro ou segundo de abril que nos salve.

    Deus nos livre!

  2. IRONIA ON
    Mas ele tem relevantes serviços prestados ao clube, está um setor em amplo cresimento, é vencedor no futebol, além de ser um legítomo abnegado que dispõe de tempo para dedicar ao clube”
    IRONIA OFF

    Como disse o Corvo: “Esse homem não pode se candidatar, se se candidatar não poderá ser eleito, se for eleito não poderá tomar posse, se tomar posse não poderá governar”

  3. Leio o Wianey Carlet com o mesmo interesse que dedico aos demais cronistas que escrevem sobre futebol. Procuro saber o que pensam do Gremio e sua opinião sobre os acontecimentos do nosso dia-a-dia esportivo. Tenho notado que o Wianey estranhamente concede muito pouco espaço aos assuntos do tricolor e generosos parágrafos para o co-irmão. Ora, o Gremio ultimamente tem sido assíduo freqüentador do noticiário esportivo nacional por suas campanhas no “Gauchão” e na Taça Brasil e em matérias sobre a Arena, mas é relegado a um segundo plano na preferência dos assuntos de sua coluna, a não ser a matéria é explosiva. Porque será? Na sua condição de “isento”, defendeu ardorosamente a autoria de um gol contra, creditando-o a um “genial” jogador que nada mais fez durante 90 minutos do que centrar uma desprentensiosa bola para dentro da área adversária, que seria defendida com tranquilidade pelo goleiro não fosse a infelicidade do zagueiro em desviá-la para dentro do gol. O referido cronista sabe muito bem o que escreve, o quanto escreve e para quem escreve. Vive num permanente e ardiloso 1º de abril e dessa forma consegue iludir aos seus leitores menos avisados. Josias e Marcelo! Me diverti muito com os textos acima. Um 1º de abril genérico, talvez seja apenas um engodo e nada mais.

  4. A crônica da lorota e do garganta. A última coisa que precisamos no Grêmio é de um garganta, isso já temos bastante. Precisamos de um sábio, não de um sabiá. O texto do Aiquel poderia estar junto como do Carlos Josias, se completam na medida.

  5. O nome do Pacheco ser aventado para concorrer à presidência significa que temos uma crise de lideranças e de renovação. Enviei aos moderadores uma sugestão de post sobre isso e sobre os grupos políticos que ainda não foi ao ar.

  6. Querido amigo Josias,

    Apesar do pouquíssimo tempo desde que começamos a conviver, acho que posso, sim, dizer isso com confiança. Foi uma crônica sensacional pra começar o feriadão. Aliás, tenho o estranho hábito de gostar de ficar em POA até mesmo quando a maior parte da família viaja, quando não tenho trabalho ou quando o orçamento ajuda – acho POA mais bonita, mais tranquila e os passeios pelos parques e a ida ao cinema é mais poética.

    Enfim… Uma feliz páscoa pra ti e pra todos os amigos do blog. Sim, amigos: afinal de contas, o inimigo está em um estádio cedido pelo gov. Brizola sobre um aterro. E – dizem – um de seus lados afunda alguns milímetros por ano.

    Em uma cidade sem ruínas, talvez não vejamos por aqui um arremedo de coliseu. Porém, nossos filhos contarão para nossos netos. E nossos netos para os nossos bisnetos.

    Pessoalmente, não apenas por eu ser verde na política tricolor como também por não possuir contato frequente, é justo e honesto dizer que não tenho nada pessoal contra o Cesar Pacheco. Por outro lado, sempre me senti seguro ao dizer que, apesar de ele ter trabalhos prestados ao clube em quantidade e em qualidade inestimável no futebol e na segurança, infelizmente, o marketing requer especialização inclusive no cargo político que existe para dirigir a equipe técnica profissionalizada.

    E isso não significa – de maneira alguma – antipatia, intolerância, “golpe” ou pretensão. Inclusive já cansei de dizer que, apesar de ter um certo conhecimento, não sou da área. O que é cansativo (e até mesmo doloroso para alguns – o que é respeitável) é o fato de que há uma quantidade enorme de gremistas em listas de discussões por e-mail, integrantes ou não do Exército Gremista e do Quadro Social, membros ou não da Geral, pessoas em comunidades do Orkut que discutem o marleting do Grêmio (que contam com profissionais da área)…

    …Enfim, é um contingente considerável de gremistas sem pretensões políticas que manda suas sugestões para o clube e não recebe um mínimo retorno. E que, nas raríssimas vezes em que suas ideias foram acolhidas, não receberam um creditozinho sequer.

    No mais, vamos seguir o feriado torcendo, secando e esperando uma boa semana na qual alguns de nós poderão se encontrar pessoalmente!

    []’s,
    Hélio

  7. Colo abaixo e-mail do Talis Ramon, da comunidade do Grêmio no Orkut:

    “A principal comunidade do Grêmio no Orkut, em conjunto com os diversos blogs e comunidades parceiros, lança a partir de hoje a campanha Fica Victor!

    Peço para os moderadores e blogueiros que repassem essa campanha nos seus meios de comunicação aqui na internet e que, se possível, façam a expansão do mesmo. Quanto mais gente aderir e se interessar melhor. As chances dele sair depois da Copa são reais e grandes, não podemos perder nosso melhor goleiro nos últimos anos por um preço ridículo. Aliás, não podemos perdê-lo por dinheiro algum. É necessário um projeto de permanência que atraia o jogador e o faça ficar.

    Eis o tópico oficial na comunidade: http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=22731&tid=5455907397291880139

    Os demais meios de comunicação que serão utilizados, a princípio, são os seguintes:

    PARTICIPE:

    http://www.ficavictor.wordpress.com

    http://www.twitter.com/ficavictor e http://www.twitter.com/ficavictor1

    • Perfil: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=5924926023493784009
    • Comunidade: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=91706130

    ficavictor@hotmail.com

    Vamos lá, gurizada! A hora é agora!


    Talis Ramon
    E-mail: talissramon@gmail.com
    MSN: talisramon@hotmail.com

  8. Procurei nos próprios sites dos grupos políticos do GRÊMIO, o que eles
    informam: qual sua composição, quem os dirige, quem os apoia, quantos
    membros possuem , quantos conselheiros etc.
    Como torcedor peço aos movimentos através de seus representantes que
    se manifestem neste blog que tem sido tão aberto, que esclareçam a nós
    sócios que não vivemos o dia a dia do clube, as perguntas acima. As
    eleições estão vindo aí precisamos de transparência.

    GRÊMIO SEMPRE
    http://www.gremiosempre.com.br/?on=institucional&in=posicionamento
    Informa é o mais detalhado

    GRÊMIO IMORTAL
    http://www.gremioimortal.net/ggi/
    não informa

    GRÊMIO ACIMA DE TUDO
    http://gremioacimadetudo.blogspot.com/
    não informa

    GRÊMIO UNIDO
    http://gremiounido.blogspot.com/
    não informa

    GRÊMIO INDEPENDENTE
    http://www.gremioindependente.com.br/quem-somos
    informa no link acima

    GRÊMIO NOVO
    http://www.gremionovo.com.br/
    informa via link conselho

    GRÊMIO SEM FRONTEIRAS
    http://www.gremiosemfronteiras.com.br/
    informa via link conselheiros/diretoria

    NÚCLEO DE MULHERES GREMISTAS
    http://www.mulheresgremistas.com.br/
    não informa

    GRÊMIO MENINO DEUS
    http://www.gremiomeninodeus.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=45&Itemid=40
    informa no link estatuto

    GRÊMIO DEMOCRÁTICO
    http://www.gremiodemocratico.com/pages/quemSomos.html
    não informa

    GRÊMIO DO PRATA
    http://www.gremiodoprata.com.br/
    informa na página de abertura

  9. Caro parceiro MARCOS ALMEIDA, como membro do Grêmio Democrático,informo-lhe que, por ter sido criado em setembro de 2009, não temos conselheiros, nosso coordenador é Nilton Cabistani, somos formados por torcedores anônimos com vontade de trabalhar pelo Grêmio. Estamos ao lado dos bons projetos, independente da política. HÉLIO: acho q não foi o Brizola que doou o terreno ao TA, mas o Gov Ildo Meneghetti.

  10. Marcos, sobre a frase do corvo Lacerda, a mesma foi quando da candidatura de JK à sucessão de Getúlio em 1954?

  11. Amigo Josias, obrigado pela referência. Acho que uma história se constrói com o tempo, humildade e coerência.
    Em diversas oportunidades discordei de tuas opiniões. Mas sou um crítico e as vezes penso. Ou como diria o velho Borges de Medeiros a um líder do PRR, partido de Borges : ” Você pensa que pensa, porém quem pensa sou eu”.
    Meu pensador Josias, um abraço e feliz páscoa.

  12. Excelente a contribuição Marcos. Afinal, o corvo foi o maior reacionário civil nas décadas de 50 e 60, e o maior crítico de Vargas.
    Um grande abraço e uma feliz páscoa.

  13. Esse número 5 me serve, se sabe intimidar, úm Dinho ou ou um Sandro Goiano, faz falta, só não pode avermelhar.

  14. Vitor,

    Enfim… Brizola ou Ildo Meneghetti, não estudei diretamente o assunto. Não sei se aquela área é municipal ou estadual. De qualquer forma, a época é a mesma.

    Caso tenha errado, agradeço pela correção e peço desculpas pela falta de precisão. Caso tenha acertado, também não significa grande coisa. O importante é contextualizar.

    Aliás, a bem da verdade, ao contrário do que muitos disseram quando o Beto Albuquerque propôs ajudar as obras no estádio do T.A., acho que, mesmo a partir de uma argumentação e de um desconhecimento atroz da hierarquia dos passos jurídicos e institucionais que tornaram a sua iniciativa risível, como colorado, como político influente e como assessor do clube, ele está em seu papel.

    Por que relembrei essa discussão? Porque se, na década de 1960, tanto fez como tanto faz se foi iniciativa pessoal ou não de Ildo Meneghetti ou de Brizola, a bem da verdade, o Grêmio tem quase todo o poder político a seu favor em relação à Arena.

    Daí a ser justo, legal, ético ou sustentável qualquer um desses movimentos, fica na ideologia e na consciência de cada um. Quem souber se relacionar melhor e tiver maior conhecimento de causa, ganha.

    Por isso, não costumo crer em favorecimento ou desfavorecimento frequente a favor de um ou de outro.

    []’s,
    Hélio

  15. Sensacional. A do primeiro de abril é demais. A do 5 faltou o nome, sem dar o nome não tem graça nenhuma, até porque de garganta o Grêmio tá cheio, em geral desconhecidos. Na verdade é bom nem dar o nome mesmo, não dá prá da ibope para quem busca, que deve ser o caso.

  16. Esta promoção que o marketing vem fazendo para seu próprio umbigo é constrangedora.Mais constrangedor, ainda, é o Wianey abraçar isto. A troco de que ele abraça esta causa ? Não senhores, nada hoje em dia é de graça, a mais para um jornalista que se diz bem informado. Tem mais do que a nossa vã filosofia possa alcançar nesta repentina simpatia do cronista quando estamos nos aproximando de mais um pleito. Ai tem podem escrever isto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.