Grêmio, price 18 anos de Recopa Sudamericana!

A conquista do bicampeonato Copa Libertadores da América em 1995 deu ao Grêmio a possibilidade de participar pela primeira vez da Recopa Sudamericana

recopa01

Embalado com o baita ano anterior, drugs o Grêmio chegava a 1996 como favorito nas mais diversas competições que disputaria. Com grande parte do elenco mantido, os japoneses teriam o prazer de assistir o Tricolor mais uma vez com Paulo Nunes, Jardel, Arce, Rivarola, Roger, Carlos Miguel, Adilson e Danrlei, aquele time que havia encantado uma geração mesmo perdendo o Mundial para o poderoso Ajax.
Do outro lado, “Los Rojos” do Independiente de Avellaneda, sete vezes campeões da Libertadores, sabiam bem como derrotar um adversário em competições sul-americanas. Os rivais eram velhos conhecidos, já que em 1984 derrotaram a equipe tricolor na final da Libertadores, adiando o tão sonhado bicampeonato da competição.

recopa02

Então, no dia 7 de abril, em Kobe, Japão, o Grêmio enfrentava mais um rival na busca pelo terceiro título continental de sua história. O jogo iniciou truncado, mas com superioridade dos gaúchos, aos 19 minutos do primeiro tempo, o goleador Jardel marcava o primeiro de cabeça, mas os argentinos não deixaram barato, respondendo três minutos depois com gol de Burruchaga, de pênalti. Antes do intervalo, aos 51 minutos, Carlos Miguel colocou o Tricolor na frente novamente.

recopa03

No segundo tempo mais Grêmio que começou esperando o adversário e saindo em contra-ataques. Aos 13 minutos o árbitro Epifanio González marcou penalidade máxima pela falta de Rotchen contra Carlos Miguel dentro da área, na cobrança o Adilson faz o terceiro. Paulo Nunes, EL DIABLO LÔRO não ficou de fora, fazendo o quarto gol aos 35 minutos. O Grêmio era campeão da Recopa-Sul Americana!

@eifrodo

Participe da discussão

3 comentários

  1. Sei que não podemos nem devemos escolher adversário, mas também podemos usufruir um pouco do regulamento e da boa campanha.

    Então dei olhada nos possiveis cruzamentos de jogos para oitavas, quartas etc..

    Se tudo “certo”, é provavel ue o Gremio pegue o São Lorenzo nas oitavas depois poderá cruzar com o Cruzeiro. Na minha humilde opinião, será uma caminho tumultuado, com quebra de tabú e tudo mais, pois não me lembro de termos tirado o Cruzeiro em uma LA.

    Caso o Grêmio jogue com o regulamento e empate o próximo jogo, caimos para quarto lugar e vamos pegar um provavel The Strongest e depois um Cerro ou Arsenal de Sarandi.

    Não sei se é certo pensarmos assim, mas será que não seria interessante usar um pouco da gordura para “fugir” de cruzamentos complicados ?

  2. talvez o único título fácil da história do Grêmio, foi um passeio!

    Sobre a classificação, concordo com o Cawink, tem que usar a malandragem tb. Não tem sentido vencer pra pegar San Lorenzo e depois nossa touca Cruzeiro.
    O Grêmio vai saber do seu caminho quando entrar em campo.
    A vitória só serve se o Arsenal de Sarandi não vencer o Santos Laguna, aí teríamos um caminho mais tranquilo. Caso contrário o empate na quinta é melhor.

    E decidir em casa não é vantagem alguma! Decidimos contra o Atlético-PR na Arena e não vencemos, faltou time.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta para Targa Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.