De colaborador – Avaliação do GRÊMIO 3 x 1 Cruzeiro

Achamos por bem postar as excelentes considerações do colaborador Felipe Neri sobre o jogo.

A Gerência

Péssima atuação no primeiro tempo. Cruzeiro muito superior.

Pênalti defendido pelo Dida (finalmente!) deu moral e expulsão nos salvou.

Renato como tem sido rotina, buy escalou mal o time e demorou a substituir. Gui Biteco mudou a partida.

Maxi foi muito mal. Souza discreto. Pará o de sempre, order fez jogada de Pelé(ba), viagra 60mg lançou desviando no adversário… gol do Barcos. Bonito gol por sinal. Barcos e Kléber deram sinal de vida.

Ramiro foi o melhor e mais regular no meio. Souza, discreto e atrapalhado com a bola, como de costume. Não tentou sair pro jogo no segundo tempo, ficando mais e melhorou (não atrapalhou o time).

Alex Telles já atuou melhor. Rodholfo patrão. Werley perigo nas duas áreas, atuação regular. Bressan, inseguro novamente.

Paulinho sem tempo. Matheus Biteco entrou prendendo demais a bola.

Segundo tempo melhoramos com as modificações, mas sem os 3 zagueiros Cruzeiro mesmo com 1 a menos chegava com facilidade e perigo. Bolas áreas na nossa defesa, zagueiros deles quase marcaram (em cima de Werley e Souza).

Estamos sendo eficientes. Mas continuamos jogando pouco futebol.

Mesmo assim já beliscamos um G4, ah se essa direção acordasse e contratasse 3 ou 4 jogadores e Renato parasse de insistir em escalar
algumas nabas que só atrapalham como Pará, Souza, Adriano.

Ramiro e Gui Biteco merecem titularidade. Gostaria do Ramiro de ala.
Meu time pra próxima partida é Dida, Ramiro, Werley, Rodholfo, Gabriel, Alex Telles, Riveros, Matheus Biteco e Guilherme Biteco, Kléber e Barcos.

Acorda direção, ainda dá tempo de aspirar coisa melhor que sulamericana, logo campeonato vai afunilar e com esse futebol não vamos ser abençoados sempre. Contratem. E que Renato escolha as peças certas, que combinem, se complementem, fazendo time jogar e não ser só esforço e transpiração.

Grêmio tem sido aplicado. E tem sido recompensado por isso.

Mas falta jogar mais futebol e ser mais compacto. Ou então vai oscilar muito. Campeonato tá nivelado, tem de investir no algo mais!

Felipe Neri

Em tempo: eu sempre disse que o Dida era um goleiro do tamanho do GRÊMIO e que o Barcos era um craque, um matador, um gênio da camisa 9. hahahahahahahuahuahuahuahuahu

Acho que ambos jogaram bem, mas vamos com calma. Abraço

Anderson Kegler

Participe da discussão

29 comentários

  1. Sou fã do M. Biteco, acho q o Renato tem que arrumar uma vaga pra ele no time, nem que seja na ala direita no lugar do Pará.

    Sobre o Barcos, acho inclusive que foi tu, Anderson, quem falou pro Santana indicá-lo pro Grêmio hahaha.

  2. É óbvio que o Matheus prendeu demais a bola. Jogando contra o líder e ganhando, quer que ele fique rodando a bola pra perder? Lembra do que fez o Anderson depois do 1 x 0 na Batalha dos Aflitos? Quanto ao Souza, o Renato viu que ele não estava bem no ataque e mandou recuar,. Alex teles já jogou melhor, mas contra quem? Contra o líder?

    E se o Renato chega mudando todo o time de uma hora pra outra, vai ter boicote contra ele, o cara tem a mínima noção de sabe como funciona o futebol, não é um monte de ovelhinha que tu manda e eles fazem.Adriano se lesionando e entrando o Biteco, duvido que ele saia do time.

    Quanto aos 3 pontos, campeonato brasileiro é todo mundo muito ruim, não ganha quem joga futebol de alto nível, isso não existe por aqui, ganha quem faz resultado.

    De mais, futebol é xadrez: cada peça tem função e limitação, e que não se deve sair atacando de qualquer jeito pra não tomar um xeque mate. Além, é claro das diversas táticas de jogo (inclusive jogar retrancado).

  3. O Matheus Biteco prendeu a bola… e a perdeu duas ou três vezes, Hugo Santos. O menino é bom, acredito muito no seu potencial, apenas relatei o que vi dele na partida de ontem, não entrou bem desta vez, normal oscilar por ser guri, apenas isso.

    Ninguém está pedindo pro Renato mudar todo o time, se tu for ver a escalação que sugeri pra próxima partida há poucas alterações em relação aos jogadores que ele vem utilizando.

    Discordo completamente que uma equipe campeã precise só de resultados, qual o time foi campeão sem regularidade de atuações, ou seja, é preciso praticar ao menos o básico no futebol e isso o Grêmio
    não faz. Tanto que 11 contra 11 vinha tomando um rodião do Cruzeiro. Tem ser muito cego ou fanático pra ver ou admitir isso.

    É como digo se você não sabe porque ganha, não sabe porque perde, então está a deriva, longe de almejar títulos,

    O resultado foi ótimo mas é a atuação somada ao resultado quem determina as perspectivas, tendências e probabilidades do time no campeonato. É fácil ser comentarista de resultado. Tá cheio na imprensa fazendo isso inclusive.

    Concordo com quem sugeriu o Matheus Biteco de ala, tb pode ser uma boa opção, assim como o Ramiro, o Cristiano Ferreira falou no Tinga, mas ele vinha se recuperando de lesão, quando estiver a disposição, tb será boa alternativa, o que não dá é pra insistir com um jogador comum engana-bobo como o Pará que corre-corre e não produz nada, só é esforçado. Num 3x5x2 de ala é um atentado ao time escalá-lo, beira a estupidez.

    O Maxi teve atuação muito ruim, me parece que sentiu a responsabilidade, passou o jogo armando contra-ataques. Queri muito vê-lo atuando mais tempo pra poder avaliar e não vou fazer juízo apenas por ontem mas pra titular ainda não me parece pronto.

    Não acho que o Barcos seja craque mas tb não é o mal jogador que vem se apresentando, ontem com mais espaço e como o avanço do time pela expulsão do jogador do Cruzeiro, no segundo tempo, ele foi
    bem, Kléber tb melhorou sua movimentação, me parece com maior mobilidade, mas ambos não combinam muito juntos, são parecidos, jogam muito no corpo-a-corpo, há que se mantê-los por carencia no plantel, não temos um velocista de qualidade, Paulinho me parece verde e não muito promissor.

    Fazer o simples e o obvio muitas vezes no futebol é escalar quem está bem, pelo momento, então por isso sugeri a escalação do post.

    Não há nenhum mudança radical e creio que é importante buscar e experimentar como algumas peças podem se combinar a outras, retirando do time quem não vem dando resposta ou vive mal momento como Pará, Adriano, Souza, Bressan, Elano, etc, dando chance a outros. Maxi teve chance, foi mal, agora se espera. É hora do Gui Biteco. E assim vamos, até encaixar o time em busca de uma regularidade e certa consistência nas atuações.

    É melhor errar mudando em busca de soluções do que morrendo abraçado em que não vem dando certo há tempos.

  4. Grêmio ganhou, meia dúzia de comentários…

    eu não quero o ramiro na ala, não tem velocidade nem físico pra isso. se jogar por ali, vai ser um pará com movimentação pior e passe melhor.

    e muito menos o biteco 2 tem que jogar ali. esse guri é o nosso volante pro ano que vem, tem um baita futuro, não vamos estragar enfiando ele onde nunca jogou. a chance dele afundar é grande e daí a torcida não vai parar de encher até ele ser trocado por um pacote de bolacha.

    concordo que o Grêmio não está jogando bem, mas agora o importante é ganhar, até pra dar confiança. atuação boa vem depois, caso o time continue ganhando.

    infelizmente, tudo isso era pra ter acontecido antes, e não só agora em agosto. mas como o Grêmio muda o time a cada seis meses, é isso que acontece…

  5. anderson:

    se o Grêmio continuar ganhando até lá não vai ter muita briga.

    então, pra evitar isso (o Grêmio continuar ganhando) eu prevejo muita fofoca e notícia de coxeira para a IVI (by corneta do rw) até a eleição, pra que alguns possam assim voltar/entrar no conselho. e tudo se reiniciar no ano que vem, na eleição pra presidente.

    aliás, já temos 6 chapas inscritas pra eleição. que coisa boa, tomara que apareçam mais umas 20, quanto mais chapa se degladiando, melhor (ironia mode on).

  6. pelo que mostrou, hj o Ramiro é titular. Riveros volta e Werley ta fora.
    No 3-5-2, deveria ter 1 só volante, dois meias e os alas jogando a partir do meio campo. Como o Pará não acrescenta nada, poderia tranquilamente improvisar Riveros, Matheus, Ramiro ou até o Elano, pois qualquer um deles joga melhor naquela área e tem melhor cruzamento que o Pará.
    No 4-4-2 é difícil improvisar lateral, pois o cara tem que recompor e atacar e aí só conhecendo a posição e tendo físico pra isso.
    Aí não tem muito como fugir do Pará, Moisés ou o Tinga, se tiver condições.
    No 4-4-2, poderia jogar com Ramiro e Riveros, mais dois meias Maxi e Guilherme, ou com o Matheus um pouco mais liberado.

    Ao menos algumas peças que não rendem estão saindo, por convicção ou não. Adriano e Elano já foram, os próximos são Pará e Souza. Bressan caiu bastante de rendimento, já jogou melhor na Libertadores. Vamos ver agora se o Renato confia no Gabriel ou no Saimon pra manter o esquema…

  7. Concordo contigo Targa quanto a ala direita, qualquer um desses jogadores pode ir bem no lugar do Pará simplesmente porque o Pará é um enganador, é um poço de ineficiência, o Renato tá demorando muito pra perceber isso.

    No 3x5x2 o ala acaba tendo de fazer as vezes de um meia de armação pelos lados ou até infiltrando-se, por isso, Matheus (que já jogou sim de lateral pela seleção sub20!!!) ou Ramiro (que é mais segundo volante e já costuma apoiar muito o time pelo flanco direito!) do mesmo modo o Riveros, podem ser experimentados ali tranquilamente, a movimentação de ala é muito adaptável a volantes que já estão acostumados a cobrir as laterais e apoiar por ali.

    O argumento de que o Ramiro tem bom passe deveria ser utilizado para colocá-lo de ala e não o contrário, caro João Luiz, simplesmente porque o cruzamento é no funfo um passe e o Pará não acerta nenhum. Ou pra ser justo 1 ou 2 por ano, as vezes com ajuda de desvio dos adversários… é muita ineficiência, na série B tem jogador com estatísticas e desempenhos bem melhores

    Pará de titular é atestado de incompetência da direção e de quem escala. Na maior boa das vontades pode ser no máximo um reserva.

    Não deveria existir dúvida entre Gabriel e Saimon. Se Saimon jogar, Bressan fará muita falta pois teremos o Cris versão rejuvenescida na nossa zaga, que perigo e alegria pros adversários. Medo.

    Por isso que já afirmei que além de um primeiro volante (William do Coxa me serve), de uma atacante de velocidade e um meia de mais intensidade, rápido, ainda precisamos de outro zagueiro pra titular.

  8. felipe:

    eu não quero o pará na direita. mas nem por isso quero queimar um guri só pra tirar o pará.

    o matheus não é um juvenil qualquer, é uma baita promessa. pra que estragar colocando de ala? pra ele não evoluir direito e depois ficarmos reclamando disso?

    e o ramiro tem um grave problema, que aliás o pará também tem: é nanico. e mesmo o ala vai ter que fazer a lateral alguma vez, e daí a naniquice vai pagar seu preço.

    ademais, o ramiro vem jogando bem no meio, pra que enfiar na lateral? não é melhor testar ali algum juvenil ou algum jogador que esteja escanteado em outra posição, não rendendo bem?

    minha ideia pra lateral seria o demente saimon. já jogou ali e não comprometeu.

    para ala, que requer mais cacoete ofensivo, não vejo nenhuma peça interessante, porque ou são lentos (elano), ou não sabem atacar (pará, saimon, bressan, rodolpho, adriano).

    o ideal, pra mim, seria colocar alguém como meia direita, e não ala, tendo mais obrigações ofensivas mas ajudando no primeiro combate, até que se consiga alguém para ser ala (quando o tinga voltar da lesão pode jogar ali).

    então, pra essa meia direita, eu colocaria o gringo riveros, que ataca bem e marca bem. não é muito rápido mas compensa com movimentação intensa.

    e liberaria mais o telles, que sempre acaba voltando muito, jogando como lateral e não ala, para que ele assumisse a posição de ala de uma vez.

    agora… colocar uma promessa do tamanho do matheus na ala é um sacrilégio. isso é coisa de time que não pensa no futuro, e prefere torrar os guris colocando eles onde não jogam, pra depois dizer “contratamos porque o guri não rendeu o esperado”.

    em certa monta, é o que aconteceu com o jogador preferido do cbimbi, o mailson, que sempre jogou de segundo volante no juvenil, onde era dono do time, mas no profissional foi lançado como meia avançado num 4-5-1 (pelo juarez em 2008) e depois de meia direita pelo silas. nunca jogou na posição dele e saiu daqui queimado.

    não queria que isso se repetisse mais.

  9. Concordo com o João Luiz em quase tudo.

    – Ramiro não seria uma boa alternativa pra ala por ser nanico. OK.
    – Para ala é preciso velocidade e cacoete ofensivo e a maioria das opções são lentos.. Elano, Adriano, Souza, Saimon, Bressan. OK.
    – Exemplo do Mailson. Perfeito. Ok.

    Porém, temos tbém exemplos que deram certo, caso do Mário Fujão. E como o M. Biteco é o único, na minha opinião, que reúne todas as qualidades para ser ala, poderia ser testado e dar certo. Por outro lado, tbém sou de acordo que poderíamos queimar o piá, já que a torcida do Grêmio é muito chaaaata e uma fábrica de queimar a gurizada da base.

  10. cuia:

    o mário fujão é diferente. ele achou sua posição depois de ir pra lateral. como zagueiro tinha uma falha que iria matar ele: a bola aérea.

    como lateral essa falha não aparecia tanto, ou nem aparecia. e como ele marcava muito bem, e mostrou ter competência ofensiva, se viu que na verdade ele era um lateral erroneamente jogando de zagueiro.

    já o biteco é claramente jogador de meio, tem todas as características de segundo volante de qualidade: velocidade, marcação, passe e chegada na frente. e a movimentação dele é típica de jogador dessa função. e ele não tem drible em velocidade, que qualquer ala deveria ter.

  11. Não disse que ele seria melhor na ala, também acho q a real posição dele é ali no meio, se não tivesse sido expulso em SC provavelmente hoje estaria ocupando a vaga do Ramiro. Mas, pelo grande talento do guri, mesmo fora de posição poderia render mais que o Pará vem rendendo, porém, repito, concordo que isso poderia queimar ele já que grande parte da nossa torcida são uns mala.

  12. Não é pra fixar nenhum deles na ala, portanto, nada haver isso de queimar o jogador por jogar fora de posição; acredito que o Tinga
    futuramente possa ser testado.

    No entanto, discordo quanto a não necessidade de contratar, Renato já está lançando os garotos, não dá pra esperar que todos sejam solução ao mesmo tempo e há carências no plantel de certas características de jogadores que mesmo na base não temos como um velocista mais pronto e um zagueiro de mais imposição. Talvez o lateral até possa ser o Tinga, o meia de intensidade o Lucas Gabriel, mas é complicado lançar muitos ao mesmo tempo e o time precisa de jogadores diferentes pois está engessado em algumas posições, por isso o rendimento baixo.

    Em 2010 Renato indicou jogadores desconhecidos que num conjunto colaboraram com a campanha de recuperação do time como Paulão, Viçosa, Clementino, Gilson, que nem eram de grande qualidade mas deram opções de características tática e coletivas diferentes que os tornaram úteis.

    É que tenho dito sobre combinar acertadamente os perfis tanto técnicos, quanto táticos, quanto físicos e de personalidade.

    Renato ainda não conseguiu acertar isso daí não encaixar o time, talvez nem vá encaixar com as opções que tem, faltam peças, se quiser almejar algo mais e não se contentar só com sulamericana.

    A gente avisa desde as gestões passadas sobre as carências de plantel, perdem e não aprendem. Essa gestão vem sendo avisada desde o inicio do ano e não enxerga os problemas.

    É melhor ter excesso do que falta de opções, é só olhar por exemplo o co-irmão na gestão Carvalho onde sempre tinham gente de sobra no grupo, vendiam e já tinha outro a altura pra reposição, quanto mais opções de qualidade, mais difícil é dos treinadores errarem na escalação, ficam entre o bom, o muito bom e o excelente jogador. Assim se faz time campeão no futebol atual de campeonatos longos e excesso de competições.

    .

  13. Anderson, a minha opinião sobre o Dida nada tem a ver com o jogo de ontem. O considero um grande goleiro há muito tempo. Inclusive está escrito nesse espaço. Alfredo Carlet também fez vários elogios ao Dida.
    Barcos é qualificado, mas alterna boas e más partidas.
    Não sou de analisar um atleta por um jogo. Por exemplo, Rhodolfo eu considero um ótimo zagueiro, mas era reserva no SPFC. Porém o considero melhor que os titulares.
    Penso que Renato começa a ter boas opções no plantel. Méritos dele e da direção.
    Valorizar a base é importante , desde que se tenha jogadores experientes em nível de Zé Roberto, Dida, Rhodolfo, Riveros, Barcos, etc.
    Colocar um time só de garotos é temerário. Esse é o momento da gurizada ir entrando e se afirmando.
    O próprio Renato no início da carreira como atleta, ficou muitas vezes na reserva do Tarciso.

  14. Mudando de saco pra mala, e, por favor, não é político o lance, mas acho que tem que resolver.

    Me lembro como se fosse hoje, o Odone falando que o aditivo do contrato com a OAS seria importante ser aprovado no conselho, porque entre os itens estava a porra duma subestação de energia para evitar as quedas de luz iguais as que aconteciam com frequência no Engenhão.

    Acho que foi a terceira que já aconteceu na Arena, pelo menos.

  15. Deixem o Pará na direita, todo o time que tem que ter um jogador limitado no time titular que joga só na vontade.

    M.Biteco e Ramiro são volantes. Podem, no máximo, quebrar um galho na direita, uma ou outra vez.

  16. e verdade que o gremio ” colocou ” sua marca como garantia . a oas ????????? no caso olimpico ? . ( olhem o fabricante de CRISES / SEGUNDO FONTES espirituais !

  17. Ninguém que jogar na direita, mesmo improvisado, será queimado. Simplesmente porque é quase impossível jogar pior que o Pará (com exceção do Moisés).
    Justamente por todas as qualidades que falaram do Matheus é que ele poderia se sair bem de ala. Já jogou como lateral, o que é mais difícil. Hoje dificilmente teria lugar no meio, pois Riveros é titular e Ramiro não merece sair do time. Então é na direita o seu espaço, HOJE.
    Com um time afirmado, não tenho dúvida que o Matheus jogaria no meio campo, o problema é a fase do Ramiro, conquistou o lugar.

  18. A subestação não custou R$ 200 milhões. Teria custado em torno de 32 R$ milhões.

    Como não é a primeira vez que ocorre um apagão na Arena, o Grêmio deveria notificar a Arena Portoalegrense para dar explicações. E deveria contratar uma empresa especializada para fazer a análise técnica da qualidade dessa subestação, bem como uma revisão de toda parte elétrica do Estádio. Depois enviar a conta para a OAS pagar pelo custo financeiro.

  19. Algumas pessoas discutem a qualidade do Barcos.

    Quando o Grêmio o contratou, afirmei que ele era um jogador que sabia fazer gols, embora fosse um pouco lento. É matador.

    Agora, a bola não chega com qualidade nele com frequência necessária para ele poder fazer gols. Sendo assim, não tem como ele se destacar.

    O ataque sempre é alvo de críticas. Mas não adianta ter atacantes bons se a bola não chega com a qualidade.

    Se o meio campo não é criativo, as coisas são mais difíceis. O Grêmio tem dificuldades na transição do meio para o ataque.

    Parece que ninguém percebe que o Grêmio costuma levar contra-ataques quando perde a bola na faixa de transição do meio para o ataque.

    Temos dificuldades de articular jogadas pela direita. O volantes não costumam se lançar, nem para tentar ajudar os meias e os laterais na articulação. E quando tentam, dão passes errados.

    Falta um melhor controle de bola ao time e uma maior qualidade na troca de passes e lançamentos para os atacantes.

  20. Sobre o Dida, eu achei desnecessária sua contratação, já que o Marcelo estava bem e poderia crescer mais como goleiro.

    Entretanto, aos 39 anos, Dida demonstra que é um goleiro diferenciado. No auge da juventude, era melhor que o Marcelo. Dida era melhor que o Danrlei, isso que o Danrlei era um extraordinário goleiro. O Dida era mais completo como goleiro, embora o Danrlei tivesse operacionado muitos milagres.

    Alguns falam que o Danrlei foi campeão porque teve um grande time na frente dele.

    ERRADO!!

    Peguem a escalação do time de 1994, campeão da Copa do Brasil.

    O time de 1995 foi montado naquele ano. Ninguém daria um tostão por aquele time. Ninguém apostaria que seria um grupo multicampeão.

    Depois que o Danrlei colocou as faixas, é fácil dizer que ele não era um grande goleiro.

    Praticamente, saiu do Grêmio numa fase já decadente com 31 anos de idade para um atleta que não costumava se cuidar com o Dida. E aí é fácil dizer que ele não deu certo em outros clubes.

    O Dida e Zé Roberto são exemplos de Atletas. Mauro Galvão outro exemplo. O altleta que age com extremo profissionalismo tem uma longevidade no futebol.

    O Palmeiras/Parmalat era um time selecionável. Jogadores de alto nível técnico, do goleiro ao centroavante.

    Um time campeão começa por um grande goleiro. E o Danrlei era extraordinário com toda a maluquice dele.

  21. Acho que a OAS e o Gremio deveriam vir a público explicar a causa do “apagão” de quarta-feira. Senão, fica difícil entender o gasto milionário com uma sub-estação dentro da Arena. Deixar passar batido um “mico” desses, justamente num jogo de grande repercussão nacional, é um desrespeito para com os torcedores que estão pagando a conta. Há certas coisas que precisam ser questionadas com veemência e esclarecidas prontamente, por quem de direito, para que não se repitam.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.