De colaborador

A Gerência do Sempre Imortal achou por bem publicar em forma de post o comentário do nosso colaborador Flávio-POA. 

A Gerência

 

Como sempre, thumb perdemos jogando fora.

O treinador cometeu o erro de tirar nosso único jogador de velocidade. O ataque com Kleber e Barcos é um verdadeiro paredão.
O Vargas não vem sendo grande coisa, hospital mas tem que jogar.

E a bobagem de contratar  4 estrangeiros se fez sentir novamente. Não levou o uruguaio e ficou só com o Biteco como opção.
Ai nosso melhorzinho meia se machuca e entra o Biteco, drug que como quase sempre,não joga nada.

Aliás,a base do grêmio é especialista em formar jogadores medíocres .Dali não vem um único jogador do meio pra frente de grande qualidade que resolva no time principal. No máximo formamos um que outro volante de bom nivel.Só que volante joga lá atrás e, portanto, não é jogador decisivo.

Restou para o Renato colocar 2 volantes,mais o Elano e o uruguaio no GREnal. Aliás, o Elano, sem comentários. Já era para estar no banco faz tempo,mas como os dirigentes não sabem contratar meias de qualidade ele acaba sendo titular.

Não concordo em colocar 3 volantes no GREnal. Tem que ser um meio campo mais equilibrado para podermos agredir o inter. Jogar  só com um meia só se tu tem um Alex ou Dalessandro. Mas mesmo tendo um meia diferenciado como esses 2,acho um erro jogar só com um meia.

Se jogarmos assim, ficaremos encaixotados pelo inter cheio de jogador bom tocando a bola de um lado pro outro e rondando nossa área.
Se tivéssemos um ataque veloz daria para pensar em jogar com 3 volantes,mas não temos essa qualidade.

Com esse time e sem o nosso melhorzinho meia, contra um time cheio de bons jogadores e um extra-classe, um empate já será ótimo resultado.

Não vejo outro destino para nós do que ficarmos no meio da tabela.

E ouvindo as entrevistas do Rui Costa e do Chitolina e a ausência constante do presidente a gente entende o porque deste estado de coisas no grêmio.

Aliás, menção honrosa para o “gênio” lá do grêmio que resolveu contratar 4 estrangeiros,que na verdade representam 3,e para agravar a situação,um dos 4 é um meia ofensivo.

Abraço.

Flávio-POA

 

Participe da discussão

23 comentários

  1. E agora, o problema é treinador? O Gremio jogou domingo folgou na segunda e fez recreativo na terça. Luxemburgo deixou a cartilha no vestuário, continua mandando mesmo fora.

  2. Não aguento mais preparar um churras com amigos para ver o Grêmio jogar dessa maneira.

    Vou ter que arrumar outro motivo para reunião os gambá. Grêmio já não cola mais. Só derrota.

  3. Muitos não gostam do Souza, mas ele é infinitamente melhor que esse Adriano ( 1.48 m de altura ). Querendo ou não Souza faz falta.

    Elano, hora de sentar nos bancos de Kombi da casamata da Arena.

    Barcos, tomar um anti depressivo.

    Cléber, é isso ai.

    Pará, emprestar pro Cerâmica e pagar até o salário pra ficar lá.

    Vargas, vivendo de amor com a namorada de Casca.

    Turma do Juventude, pegar o Planalto e voltar para Caxias do Sul.

    Sobra alguma coisa ?

  4. O cara se apavora quando o melhor jogador de um time que custa 8 milhões por mês é o Alex Telles. Nada contra ele, mas é brabo tu pagar tudo isso e só ter esse resultado

  5. Temos sim bons jogadores, dá pra fazer melhor do que está sendo feito, há opções no plantel embora faltem 2 ou 3 contratações pontuais e não dá pra fazer terra arrasada, é preciso fazer testes, dar oportunidades a outros e parar de insistir em quem vem precisando ir pro banco.

    Renato insiste burramente sob olhar passivo da direção com os mesmos nomes do time de Luxa.

    Sobre o post do Flavio, concordo em partes e discordo que o time não possa jogar com três volantes, nesse momento, creio inclusive que o Grêmio precise jogar com 3 volantes, não obrigatoriamente, claro, mas seria recomendável, isso considerando quem seriam os 3 volantes, se fossem Souza, Ramiro e Adriano concordo que seríamos encaixotados no Grenal, mas se Matheus Biteco não for suspenso , então seria possível escalar Souza e Riveros e Matheus Biteco que tem boa chegada a frente, fazem as vezes de meia, de modo que não sõ não é nenhum absurdo utilizá-los, como penso ser o que melhor daria equilíbrio ao setor e liberdade ao Elano, já que ZR10 não poderá jogar talvez pela lesão, senão Elano seria o 12º jogador.

    Discordo tb daqueles que já querem queimar o Gui Biteco, não aprendem mesmo a separar o joio do trigo, depois só resta assistirem ao Leandro metendo gol no Plameiras e Victor sendo campeão da América no Galo. O menino tem potencial, é normal oscilar, fez boas partidas e ontem não foi bem mas há atenuantes pois o time coletivamente não foi bem, jã não estava bem quando ele entrou, com Zé ou sem Zé não chutamos uma bola em gol no primeiro tempo, a atuação era ridícula até então, o guri entrou numa ruim, não dá pra sacramentar que não jogue nada por essa partida, isso é não saber avaliar jogador.

    Tá na hora do Renato cair na real, essa direção passiva abrir a boca e se posicionar e escalarem um time mais consistente no Grenal pois senão, em continuando como está, estaremos sempre mais próximos da derrota. Será preciso aguardar os julgamentos pra escalar a equipe.

  6. Ontem, a derrota foi decepcionante. Já virou rotina derrota fora de casa.

    Ainda bem que, na Arena, o Grêmio vem conseguindo resultados mais positivos, caso contrário, estaríamos lutando contra o rebaixamento.

    O grupo do Grêmio foi mal formatado desde o início do ano.

    A direção teve competência para trazer determinados atletas de qualidade, mas as carências em determinados setores pesaram para acabar com nosso sonho de ganhar um título de vulto.

    O ex-treinador, Vanderlei Luxemburgo, trouxe inúmeros atletas que trabalharam com ele. Isso também desmotiva quem já está no grupo, pois a preferência para sair jogando é sempre do bruxo do treinador.

    O Grêmio do Renato ainda está mal formatado.

    O time não possui a organização sólida defensiva, criativa, nem ofensiva.

    Cabe a direção diagnosticar as razões do atual treinador não conseguir fazer o time jogar mais.

    Estamos jogando muito pouco.

    Ontem, por exemplo, vimos o sr. Pará chegar a linha de funda e errar um cruzamento. Eu fiquei constrangido, porque ele estava livre. Teve tempo para enquadrar o corpo e fazer o cruzamento sem possibilidade de interceptação do adversário.

    O Alex Telle vem fazendo bons cruzamentos. Até pode cometer erros, mas tem cruzado bem melhor do que o sr. Pará.

    O Renato cometeu um grande erro ontem.

    O Barcos não vem jogando bem. Primeiro, a bola não chega em condições para ele finalizar. Segundo, é um jogador mais lento do que o Kléber, por isso, precisa estar bem posicionado para receber.

    O treinador colocou em campo dois jogadores pesados para jogar um do lado do outro, embora o Kléber tenha mais velocidade do que o Barcos.

    O Vargas vinha sendo um jogador irregular. Estava marcando gols e em fazendo alguns bons jogos. Entrou ontem e parecia muito dispersivo.

    Acho que o Renato exagerou. Puniu o jogador e puniu o time. Ontem, o Grêmio precisava de velocidade.

    Se a ideia era jogar no contra-ataque, então, a melhor opção era o Vargas.

    E outra melhor opção era o Barcos ter ficado de fora e deixado o Maxi Rodrigues que é um lançador muito eficiente. É um meia armador que tem qualidade na distribuição do jogo.

    Em relação ao grupo ter 04 estrangeiros, não vejo como erro da direção. A diretoria pensou no clube a médio a longo prazo. O Vargas não é jogador do Grêmio e dificilmente será. por ser um jogador caro.

    E cada estrangeiro precisa de um tempo de adaptação na cidade e no clube para desenvolver todo o seu potencial. Alguns se adaptam bem rápido e outros não ou nem se adaptam e são descartados.

    Riveros demonstra ser um bom segundo volante. Chega bem a frente.

    Futebol tem esse dinamismo.

    Existem duas formas do Grêmio amenizar as carências no grupo: 1. contratando jogadores afirmados ou apostas; 2. apostando em jogadores da base.

    Renato terá que escolher os estrangeiros para o Grenal. Para ele, é mais fácil deixar de fora o Maxi Rodríguez, porque é um garoto.

    Na base, não temos a princípio nenhum talento diferenciado na base para a função de meia. Temos jogadores com bom potencial.

    O treinador precisa ter coragem de lançar um garoto.

    Cuca tem coragem de lançar jogadores promissores. Lançou o Anderson, o Bernardes e outros jogadores.

    Jogador bom joga em qualquer idade. Tem que colocar no grupo e dar chance.

    Estou cansado de ver os mesmos jogadores terem chances e não dar resultado algum.

  7. Concordo com o Felipe Neri que não podemos fazer terra arrasada.

    Mas olhar o Pará cruzando a bola pra fora do estádio e/ou quando da um carrinho sair vibrando por ter acertado, eu fico arrasado.

    Oremos por tempos melhores.

  8. não existe nada mais broxante que campanha de 50%!!!

    É a repetição do Autuori em 2009.

    Só sei que no Gre-nal tem um jogador que não pode jogar de maneira alguma, o Adriano. Com ele o Dalessandro vai fazer o que quiser, ta sempre perdido na marcação, é um Guinazu piorado, corre por todo o campo mas não marca ninguém.

  9. em 2010 o time do Renato começou a reagir na 17ª rodada e não ficou longe dos campeões no final.
    A questão é que aquele time vencia em qualquer estádio, não tinha medo de atacar.
    Renato ainda tem tempo pra reagir, mas vai ter que mudar esse time.

    Agora é a hora de ver se ele tem bala na agulha pra ser treinador.

    Nem que seja pra fazer um time fechado e buscar a Copa do Brasil

  10. Anderson,

    O problema é que quem não está no Grêmio será sempre o salvador da pátria.

    Na próxima eleição oposição ganha, quem aposta? e assim seguimos nossa mediocridade.

  11. cawink, isso é outro fator que ainda não consegui diagnosticar, pq bons jogadores em outros times, chagam aqui, sucumbem, desaprendem ou perdem a motivação. É pq não tem um cara que cobre?! não sei…

    O Barcos naquele time pereba de fedorento do Palmeiras jogava solito. Pegava a bola driblava e chuta no gol. Aqui ele nem força para ganhar do zagueiro ele consegue. Desaprendeu? Ou o que o cara vê (que nos mostrais aqui não vemos) o desamina?!

    saudações imortais

  12. Não concordo com a parte do Guilherme Biteco. Ele tem talento, só precisa de sequência. E o que adianta reclamar da nossa base? Os poucos que realmente tem talento, a direção vende aos 18 anos por um preço ridículo.

    Barcos foi a pior contratação do ano, tirou uma vaga de estrangeiro e não joga nada. Deviamos ter ficado com o Moreno, mas agora que o estrago ta feito, pro Grenal eu montaria o time com: Grohe, Pará, Rodolpho, Bressan, Alex Telles, Ramiro, Riveros, Matheus Biteco, Maxi, Vargas e Lucas Coelho.

  13. Foi só falar que a defesa do Grêmio era uma das menos vazadas do campeonato que a “merda” subiu pra cabeça dos zagueiros. De lá pra cá a coisa degringolou. Nunca vi, desde que me conheço por gente e acompanho o Grêmio, a bola ficar pipocando dentro da nossa área e não aparecer um pé salvador. O rebote é sempre do adversário. Afoitos, me admira que ainda não fizeram gol contra, pois é só o que falta. É muita “rosca” pro meu gosto. Ah! que saudades do Airton e do Mauro Galvão que, com classe e muita categoria, saiam jogando com a bola no pé até entregar a bola para os meio campistas ou faziam lançamentos precisos para os atacantes. Mas, fazer o que? Tem gente que acha que a defesa tem futuro. Eu não. Não gosto de zagueiro sem imposição, frouxo. É isso que vejo e me apavoro.
    Ainda assim, acredito numa vitória no Grenal, mesmo com o time desfalcado, é o que parece. Se o Náutico pôde, nós, com um pouquinho mais de empenho e vontade, podemos vencer também. Está provado que “eles” não estão com essa bola toda e que só a imprensa “colorida” vê coisas que ninguém consegue ver.
    Não podemos deixar nossos jogadores se acomodarem.
    Dá-le Grêmio! Todos à Arena!

  14. Eu Penso que o Barcos pode ser titular, desde que o time saiba jogar com os atacantes. Hoje, o time do Grêmio tem dificuldades em se defender, armar e em atacar com consistência.

    Não dá para queimar nenhum dos garotos.

    Biteco nem sequência teve. No Júnior, jogava no ataque.

    O Guilherme Biteco sempre jogou como meia atacante.E era mais atacante do que meia. Fazia todo lado esquerdo.

    Ontem, ele jogou mais recuado. E o talento dele funciona mais perto da área. O time tem que ajudar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.