O horário é de boate, site 22 horas.

O jogo é válido pela Copa do Brasil. O primeiro jogo foi na Paraíba e o Grêmio venceu por 2 a 1. Com a vantagem enfrenta em casa o Campinense, cialis mas a ideia é não se valer da vantagem e vencer a partida no campo.

Se tudo der certo, advice o próximo adversário da Copa do Brasil é o CRB e o primeiro jogo será em Maceió.

16942431577_6898e44afb_z

GRÊMIO X CAMPINENSE

ONDE?

Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

QUANDO?

15 de abril de 2015, 22h.

Arbitragem?

Wagner Reway (Asp. Fifa-MT) e os assistentes Danilo Manis (Asp. Fifa-SP) e Eduardo Cruz (MS).

Possível Grêmio

Marcelo Grohe; Matías Rodríguez, Geromel, Rhodolfo e Marcelo Oliveira; Fellipe Bastos, Maicon, Giuliano, Douglas e Luan; Braian Rodríguez. Técnico : Luiz Felipe Scolari

Possível Campinense

Gledson; Edy, Joécio, Jairo e Jefferson Recife; Negretti, Leandro Sobral, Leandro Santos e Luiz Fernando; Túlio Renan e Reginaldo Júnior. Técnico : Francisco Diá

Participe da discussão

36 comentários

  1. Vou lá. Também vou levar uma companhia para ajudar o clube a ter uma boa renda. Nessas horas é que o torcedor de fé faz a diferença. Se 10.000 comparecerem e cada um levar um acompanhante, teremos um público de 20.000 pessoas. Vai começar as 22 horas, sem trensurb e talvez com o tempo instável, mas, não posso deixar de ir. Vou de ônibus ou de lotação e volto de lotação. Aliás, gostaria de dizer que o acesso à Arena facilitou a vida da maioria dos gremistas. As engarrafamentos e alguma demora para sair das imediações do estádio após os grandes jogos são normais, dado o grande fluxo de pessoas, carros, lotações e ônibus nas proximidades. A acesso e a saída do estádio pela explanada e por corredores espaçosos são tranquilos e sem atropelos. Na saída, o transporte por ônibus e lotação estão à disposição do público em frente ao estádio e só o trem fica um pouco distante, mas hoje, estão em estado de greve, o que vai exigir dos torcedores das regiões mais distantes, um esforço extra para comparecer ao jogo. Mas, mesmo com todas estas dificuldades, acredito que um bom número se fará presente.
    Quero ver uma boa atuação do Grêmio. A mim não me importa se o adversário é fraco e sem qualidade. O que espero assistir, é um Grêmio senhor das ações e jogando com autoridade. Só vou me irritar se a equipe fizer um gol e se acomodar. Tá na hora de mudar esse filme e mostrar que o esforço do torcedor merece ser recompensado. Dá-lhe tricolor!!!

  2. Matheus!
    Acho que trocaste o nome do jogador. Te referias ao Wallace, não?. Os dois alternaram bons e maus momentos. Me parece que o Felipe Bastos é mais dinâmico, movediço e se aproxima mais dos meias. Em compensação o Wallace é de guardar posição e dar cobertura aos zagueiros. São características diferentes para serem utilizadas conforme o esquema adotado pelo adversário.
    Acredito que mais adiante, os dois vão jogar juntos, com o Wallace na primeira posição. Para o meu gosto e na ausência do Ramiro, meu time seria esse: Grohe, Mathias, Geromel, Rodolpho e Marcelo Oliveira (Júnior), Wallace, Maycon e Felipe Bastos, Juliano, Luan e Bryan (Mamute). A opção pelo Marcelo Oliveira, é porque pode ser utilizado em mais de uma posição defensiva, se preciso.
    Mamute deve entrar no segundo tempo e pegar um adversário já cansado. Daí, sua velocidade vai infernizar a zaga adversária.
    Lincoln seria a opção caso o 4-3-3 fosse mais ofensivo. Seria o “enganche” já que tem muita habilidade, é movediço e dá boas assistências.

  3. Meus amigos!
    Tenho que me render. O Felipe Bastos é banco do Wallace, sempre. O grande problema do Felipe é a indecisão, a dificuldade do raciocínio rápido e a demora em se desfazer da bola, prejudicando as jogadas rápidas de contra-ataque. Felipão tem que pegar o Juliano, o Brayan, O Luan e o Mamute e treinar chutes a gol. Na falta de uma melhor qualidade na conclusão das jogadas, quem sabe a repetição exaustiva desse fundamento nos treinos, não seja a solução para uma melhora na pontaria dos atacantes.
    Ontem a equipe jogou bem. O adversário era fraco? Sim, todo mundo já sabia. Mas, contra adversários do mesmo porte no “gauchão”, tivemos atuações irregulares e até sofríveis com a perda de pontos. A equipe está evoluindo no aspecto do conjunto. Cria inúmeras situações mas peca no acabamento. Isso, inevitavelmente, será fatal contra equipes mais qualificadas, pois quem não faz, leva!
    As entradas de Wallace e depois, Lincoln, deram solidez e uma nova dinâmica para a equipe do Grêmio, embora deva-se levar em conta o cansaço dos adversários nos 30 minutos finais.
    Mamute é o atacante que mais preocupa a defesa adversária. É notória a intranquilidade dos zagueiros quando ele pega a bola e parte para cima, trombando e levando tudo de roldão. Essa sua ação tira a zaga do lugar e proporciona aos demais atacantes generosos espaços para suas infiltrações. Acho que em pouco tempo Lincoln vai ter que entrar nesse time para ficar. Tal qual o Mamute, deve entrar no início do segundo tempo no lugar do Douglas para “pegar cancha”. Quem é o jogador que Felipão vai dar uma maior atenção, segundo suas próprias palavras na entrevista após o jogo? Fiquei curioso.
    Grohe, Geromel, Rodolpho, Matias e Marcelo fizeram o seu trabalho sem sobressaltos. Faltou criatividade e dinamismo para Douglas e Felipe Bastos no primeiro tempo. Maycon esteve bem. Luan e Juliano, no primeiro tempo, com muita movimentação e pouca inspiração. No segundo tempo melhoraram a movimentação e a criação, mas, desperdiçaram chances incríveis e nesse quesito tiveram a companhia solidária do Bryan que, ao contrário dos dois, sumiu do jogo após perder duas chances incríveis e, por isso, foi substituído no intervalo.
    Depois do jogo de ontem, estou alterando a minha escalação da equipe para sábado. Grohe, Matias, Geromel, Rodolpho, Marcelo Oliveira, Wallace, Maycon, Douglas(Lincoln), Luan, Juliano e Mamute(Bryan). No banco ficariam: Thiago, Galhardo, Erazo, Júnior, Felipe Bastos e Everton.
    Ontem, na Arena, encontrei o Arthur Ferreira. É um baita gremista, além de “pé quente”. Sempre que o vejo por lá, o Grêmio sai vencedor. Sábado, espero encontrá-lo para comemorarmos a classificação para a final do “gauchão”. Dá-lhe Grêmio!!!

  4. pra guri da base virar titular precisa passar por todos os testes possíveis e imagináveis, driblar o bruxismo de treinadores, driblar a impaciência da torcida que acha que todos da base serão um Messi e por ai vai.
    Walace é disparado o melhor marcador do nosso grupo de meio campistas, o único que sabe guardar a posição na frente da área, tem imposição física e velocidade, é da seleção da base, mas mesmo assim não é titular do Grêmio.
    Precisou da lesão do Ramiro pra conseguir jogar e ontem mostrou de novo todas as qualidades.

    Continuar com Felipe Bastos é mais um dos erros de escalação do Felipão, espero que agora isso mude de vez.
    Outros erros são as insistências com dois laterais que NUNCA cruzam e o camisa 9 fincado que não recebe bola. De novo Yuri fez a diferença pois sabe se movimentar e abre espaço pro Luan e Giuliano entrarem na área.
    Se não temos um lateral direito que apoia, então fixa o Matias recuado e libera o Junior na esquerda, pra abastecer o Braian, ou põe o Yuri se a ideia é seguir jogando com infiltração pelo meio.
    Mas Felipão não faz nenhuma uma coisa nem outra e o time segue com dificuldades de fazer gols, como foi em 2014.

  5. justiça seja feita, no gol do Douglas o Marcelo Oliveira tentou cruzar e acabou dando certo com a falha da defesa. Mas é muito pouco tendo um lateral melhor no banco

  6. Achei que o time do Grêmio ontem jogou uma partida ruim. Um futebol pobre contra um adversário fraco.

    Controlou a partida, mas tecnicamente o Grêmio não foi bem. Coletivamente, faltou mais jogadas pelos lados, faltou um jogador que partisse para o drible, faltou um centroavante ou atacante que colocasse para dentro.

    O Felipão deu a desculpa pelo preciosismo. Ora, estamos perdendo gols porque falta qualidade. Estamos enfrentando adversários fracos.

    Contra times melhor armado e com melhor poder técnico, podemos ter problemas se jogarmos esse futebol medíocre de ontem.

    Matías Rodrigues é fraco. E o técnico não move um dedo para testar algum garoto da base.

    Na lateral esquerda, o critério é a experiência e o bruxismo. Marcelo Oliveira é muito esforçado, mas no banco há um jogador com potencial técnico muito maior.

    O Grêmio estaria buscando um goleiro experiente. Mais um erro da direção e de avaliação. Os jovens goleiros sempre são castigados pela “falta de experiência”. Então, tem que demitir o preparador de goleiros. Experiência só se adquire jogando.

    No reino do futebol, vale a máxima da vontade do técnico e dos empresários amigo do técnico e da direção.

    O Grêmio vai precisar se reforçar se quiser lutar pela vaga da Libertadores do Brasileiro, pois para um título faltará muito mais qualidade.

    O Grêmio tem um time que não convence. Um time de altos e baixos numa partida. Mais pontos baixos do que altos.

    Isso é preocupante para um clube que almeja conquistar títulos.

    Ontem, era para o Grêmio ter aplicado no mínimo 4 sem muito esforço. O jogo de ontem escancara a falta de qualidade individual de alguns atletas e coletiva.

    A entrevista do Felipão também foi estranha. Quer dar um recado a algum atleta. Mas quem? Por que não fala na frente do atleta?

  7. Respeito as opiniões em contrário, mas, acredito que Felipão está agindo com prudência na formação da equipe principal. Podemos notar que há reposições razoáveis para cadas setor. Todos sabemos que o grupo do Grêmio – com raras exceções – é mediano. Então, a única forma de encarar as competições, dignamente, só ajeitando o coletivo. Vejo que alguns aqui fariam diferente caso fossem treinadores. Pois eu fico com o Felipão. Está lá 24 horas por dia. Conhece os problemas dos jogadores dentro de campo e fora dele. Tem currículo e não vai ser o 7X1 e o 3X0 que irão deslustrar a sua carreira vitoriosa. Me desculpem, mas o parâmetro atual do Grêmio é o “gauchão” e a primeira fase da Copa Brasil. Seguimos adiante em um e vamos para a final no outro, depois de um início desanimador. Mérito do treinador que conseguiu dar uma “cara de time”, em três meses, para um grupo que na opinião da maioria é carente de qualidade em algumas posições. Eu acredito que as mudanças serão gradativas e no momento certo, como tem sido até agora. Vamos com calma. A assunção dos jogadores da base para o grupo principal é um trabalho que requer conhecimento e sabedoria e a fixação destes jogadores no time principal, é uma questão de tempo e tudo tem o seu tempo certo.

  8. Para variar o VARZEANO do Braian perdeu mais um gol ao seu estilo. Chutou nas canelas do goleiro. QUE JOGADOR BEM RUIM.

  9. No gol do Juventude, escancarou-se o maior defeito do Grohe, a dificuldade em sair na bola aérea … Falhou por omissão … Muriel e todo goleiro com tamanho de goleiro teria interceptado o cruzamento lento …

  10. Cabeceio próximo da área pequena, cruzamento sem força, em direção ao goleiro … Imperdoável omissão … É bola do goleiro …

  11. A nossa Arena com jogos a tarde fica maravilhosa… que clima que se cria dentro…

    O Brasil com todas essas arenas da copa deveria “forçar” ter jogos em horários que valorizem a atmosfera do jogo.

    No mais, bom jogo do Grêmio, mas para o brasileiro ainda precisamos de reforços.

  12. O Grêmio ganhou com naturalidade. Somente o escore foi enganador. A equipe jogou com seriedade e praticamente não deu chances ao adversário. Nossas carências continuam as mesmas e Felipe Bastos, sinceramente, é um limitado meio campista e nada mais que um “carimbador de bola” da vida. Geromel está jogando muito. O que está me intrigando é que, ao mesmo tempo em que o Grêmio não faz gol em bolas alçadas para a área, os adversários, por sua vez, tem uma chance apenas, vão lá e pimba! Achei a equipe muito tranquila e as alterações bem pensadas. Aliás, o Bryan, mais uma vez não correspondeu. Acredito que dele não podemos esperar muita coisa. Assim como eu, quem viu o Vídeo dos golos do Bryan quando foi contratado, se deixou levar por uma “enganação”.
    A movimentação intensa de Juliano e a inteligência de Luan são os fatores que possibilitam a criação de inúmeras chances de gol que esbarram em finalizações imprecisas, o que tem comprometido uma melhor eficiência da equipe. Ainda espero ver o Lincoln na meia cancha no lugar do Douglas e ao lado do Wallace e do Maycon. Mas, sei que as coisas se acomodarão com o tempo e que essa possibilidade não está tão distante. Se tivéssemos um centroavante “matador” a nossa sorte outra, tenho certeza disso. Mas, temos o Mamute para “quebrar o galho”. Serão dois jogos. As chances serão iguais. Acho que o mando de campo é apenas um detalhe. É o primeiro teste de verdade que teremos para avaliar nosso potencial. Acho que a nossa equipe está mais madura e apta a enfrentar o adversário de igual para igual. Espero que o próximo Grenal confirme a supremacia do Grêmio, plasmada nos últimos embates entre as duas equipes.

  13. Lucas Pratto foi contratado pelo Atlético-MG. Quando o time precisou dele, ele guardou. Diferença do Brian Rodrigues. É pior do que Barcos.

    O centroavante Luís Felipe da base com todos os defeitos é melhor do que o Brian. O Nicolas Careca quando é colocado como centroavante na base é melhor do que Brian Rodrigues.

    O Grêmio segue sem centroavante confiável.

  14. O Grêmio segue sem ataque, Cristiano, é pior. Não temos uma atacante de velocidade titular. Mamute é lento e na hora de concluir é o que se viu ontem, chega a se lesionar na hora da finalização… E o Éverton não conta com a confiança de Felipão (aliás o gringo odeia jogadores de velocidade! Não aprendeu nada tomando um banho de bola da Alemanha!)

    Tanto que Luan e Giuliano vem sendo nossos goleadores.

    Agora não adianta a gente falar em Lucas Pratto pois não teria como vir na politica de austeridade da direção, era um jogador muito valorizado… agora e o Ricardo Oliveira? Que mais de uma vez foi indicado aqui e estava livre no começo da temporada? É aí que digo que é preciso mesmo é entender de futebol pois dinheiro para gestão ruim é dinheiro posto fora, vide a gestão Koff-Luxa-Rui Costa.

    O time do Grêmio segue jogando um futebolzinho medíocre, penou pra ganhar de um Juventude bastante limitado e sem poderio ofensivo que jogou sem ambição alguma. Tenho assistido as finais dos estaduais e o Grêmio vem jogando menos que vários times grandes, isso é preocupante. Continuamos lentos, sem ataque e sem jogadas pelas laterais e o treinador acredita que encaixou o time.

    Matias, Marcelo Oliveira e Douglas são jogadores aceitáveis pra Gauchão mas não para quem tenha mais ambição. E o nosso ataque é carente de fazedores de gol. Braian tem limitações e o time não joga tanto pra ele, só recebe bolas enfiadas do meias onde precisa mais categoria para tirar o goleiro e não de jogadas apenas para concluir vindas da linha de fundo, nisso os laterais também tem responsabilidade pois não são bons apoiadores. Se botasse o Luis Felippe da base teria a mesma dificuldade, melhor seria jogar com uma atacante flutuando, Éverton ou Mamute nesse esquema tosco cheio de meio campistas do Felipão.

    Não acho que Felipe Bastos seja problema, tanto ele quanto Wallace são nossos melhores marcadores. Bastos é um jogador de personalidade, que se impõe e pode ser importante nos Grenais. Acho o Inter favorito pois tem mais plantel e poderio ofensivo, mas decisão é diferente de campeonato brasileiro que exige regularidade, então acho que temo chance de surpreender ele sim, pois Felipão sabe mobilizar bem a equipe nessas horas e temos boa consistência defensiva, agora ganhando ou perdendo precisamos de reforços pois Gauchão até o Silas e o Meira já ganharam… nessa nhaca que estamos e e em cima deles, óbvio que título sempre vem bem…

    Gostei das especulações do goleiro Bruno Grassi, do atacante Matheus e do meia Wágner do Cruzeiro, acho que merecem chance em time grande, claro que são jogadores pra grupo, mas apostas sempre são válidas. Não gostei do desempenho do nosso goleiro reserva, vai muito mal nas bolas altas. Também gostei do zagueiro Fred (bom zagueiro) do Nóia e do lateral Helder (bastante força física e explosão) e do meia Wallacer (bom organizador) do Juventude.

    Agora precisamos mesmo é um centroavante e um atacante de velocidade para Brasileiro. E ou põe o Raul e o Júnior pra jogar ou precisamos ao menos um lateral direito. Matias Rodrigues é ruim de doer.

    Que venham os morangos!

    Dá-lhe Grêmio! (E não ficarei bravo se Felipão nos der esse título e rumar pra China… Mano Menezes, Rogério Zimmerman são boas opções…)

  15. A direcao do gremio que nao banque o bocoió. Vamos dar 5 mil ingressos na arena (10%) e no beir lona 2.800???? Tem coisa errada ai ou faltaram aula de matemática.

  16. a direção JÁ abriu as perninhas pra direção do inter, vão aceitar metade, tudo em nome de uma suposta “honra” ou sei lá o que.

    o Grêmio acha que com bom mocismo se vai a algum lugar no futebol. Ô time burro dos infernos!

  17. É o que eu sempre digo. Para o inter todas as direções que saem e entram sao umas mães.

    JÁ DENTRO DO CD SÃO UNS LEÕES.

  18. Vsf direcao moloide bunda mole do caralho.

    Nao me venha mais reclamar de . arbitragem, fgf, de favorecimento aos morangos SE ABREM AS PERNAS E ACEITAM DE MODO ACADELAR receber 2500 ingressos, inclusos 1000 paa torcida mista.

    E por isso que nao ganha nada ha anos. Dirigentes filhos de.uma puta….cagalhoes…sem vergonha na cara.

    E pensar que nos anos 90 tinhamos dirigentes.malandros que davam curva nos dirigentez deles.

  19. impressionante a bundamolice eterna dentro do Grêmio!
    Há anos a FGF só nos prejudica e não fazem nada, agora aceitam essa dos 5 mil ingressos pra visitante enquanto receberemos 2,5 mil!
    Ainda por cima deixam chegar ônibus de visitantes dentro da Arena enquanto os gremistas passam pelos bretes e pelo lodo do marinha pra chegar no aterro.
    É o eterno clube dos bons moços, sempre aceitando tudo!

  20. O Grêmio sempre tem que fazer o certo. É o único clube do país que se preocupa em pagar as dívidas, enquanto os outros vão pedalando e ganham refinanciamentos do governo.
    É o único clube que quer bancar 10% do estádio pro adversário, enquanto do outro lado ninguém se importa com isso e tb não serão cobrados.
    O inter vai alegar que a BM não deixa (o que é um completo absurdo) e vai ficar por isso mesmo, visto como é formada a nossa imprensa.
    Tudo bem querer fazer o certo, desde que haja reciprocidade, o que não é o caso do RS.
    A torcida tá cansada de só apanhar de adversário, FGF, imprensa e polícia!

    Na prática vamos ter 1,5 mil vozes no aterro e eles 4 mil na Arena, com direito a instrumentos e todas as benesses da logística especial.
    É provável que façam mais barulho que a torcida do Grêmio no lado sul da Arena.
    Mas torcida não ganha jogo em final né…

  21. Eu larguei de mão. Tomara que perca o.campeonato…mas tomara.mesmo…
    essa direcao cu cagado nao merece que eu torça para uma direcao bunda mole.

    Ahhhh vsf que o gremio acata a lei e o caralho….eu nao vou trouxa….vao.pqp.

    Ja que aceitaram ser trouxa solicita que o arbitro seja Chico Colorado é mais justo.

  22. o inter não garante a reciprocidade, então não é certo isso não. a única coisa certa é na arena, na pocilga eles vão tentar diminuir ao máximo os ingressos pra nossa torcida.

  23. Isso mesmo joao luiz…..a ladaia de um tal de alexandre limeira: mesmo nao estando na reuniao da tarde vão acatar e pegar os 3500 para eles. Jaaaa na volta, pois nao terem participado na reuniao nao garante os mesmo ingressos. Vem trapaça ai.

    esse clube é. Muito chinelo

  24. dirigentes coloridos largando letrinha e zoando con o Gremio, pra variar. La eles pensam somente na torcida deles, SEMPRE querem nos prejudicar. Ta mais que na hora do Gremio fazer o mesmo, ja que nao da pra lidar com a chinelagem do aterro. Gremio nao pode ceder 3,5 mil ingressos se eles nao garantem mesmo numero na volta, era so o que faltava! Que sejam dados somente os 2,5mil.

  25. mas eu soh queria saber por que o Gremio queria dar 5,5 mil ingressos e isso soh nao aconteceu por causa da BM. Iamos cair igual patinhos na jogada do inter

  26. A boa vizinhança tem que ser recíproca. O grande erro dessa direção foi, no início da gestão, promover, equivocadamente, um desmanche/renovação do plantel, sem critério e sem planejamento. Felipão salvou a pátria ao pedir reforços quando a “vaca parecia ir pro brejo”, no que foi atendido pela direção. Hoje, embora ainda estejamos em formação, podemos dizer que temos um esboço razoável de time. O que falta, todo mundo sabe e não vai ser de uma hora para outra que as carências serão resolvidas.
    Embora reconheça que o adversário tem mais opções para um enfrentamento de dois jogos, acredito que uma vitória na Arena pode abalar a confiança colorada. Minha única preocupação é com o emocional da nossa equipe que ainda não enfrentou um grande adversário este ano. Tampouco o co-irmão teve esse enfretamento. O jogo contra a LAU foi atípico e o escore mais ainda. Contra os pelotenses, o resultado já era esperado, assim como no jogo do Grêmio contra os caxienses. Vão respeitar o Grêmio sim, mas vão procurar marcar a nossa saída de bola e aproveitar algum descuido para marcar, pois pretendem que o segundo jogo seja por “bananas” e um prato cheio para a utilização – no segundo jogo – de uma equipe mesclada com reservas. Estou com um palpite de que teremos novidade na equip do Grêmioe no domingo. Uma surpresa de última hora vai desequilibrar o jogo a nosso favor. Na Arena, eles irão de time misto num primeiro momento, com a possibilidade de entrada de titulares caso o resultado não lhes seja favorável.
    Domingo é a chance do Grêmio. Uma vitória sem contestação, vai pôr lenha na fogueira e isso é o que “eles” não querem.
    O “eles’ a que me refiro, são os cronistas colorados que vão “secar” o Grêmio para que o Inter jogue com vantagem no Beira Rio. Tudo isso para não desgastar demais os jogadores e tornar a caminhada na Libertadores menos complicada.
    Agora, não tem mais volta. O “gauchão” termina daqui a dois domingos e o próximo é vital para as aspirações tricolores.
    Vamos dar uma pausa nas críticas, unir as mãos, fazer uma corrente positiva e empurrar os nossos jogadores para a vitória, Afinal, clássico é clássico e o fator local faz a diferença. Se não acreditam nisso, perguntem aos nossos adversários se eles se sentem á vontade quando o jogo é na Arena. Lá ainda não perdemos e o Felipão, com um time reconhecidamente inferior, “lascou” na turma do “aterro”, no ano passado, uma sonora goleada. “O primeiro beijo, a primeira ‘pincelada” e a primeira goleada na Arena, a gente nunca esquece”. E tenho dito! Dá-lhe Grêmio e rumo à vitória!!!

  27. Já eu acho que o elenco tinha que se renovar. Mesmo times vencedores que jogam muito tempo juntos precisam de renovação para que os ânimos mudem e venha gente menos acomodada. Nós nem mesmo conseguimos vencer algo, e a base era a mesma há anos. Não estávamos sendo eficientes mesmo com nossas limitações, o ânimo não mudava, havia gente acomodada na posição. Renovar era preciso. E nos termos com que foi feita, até saímos lucrando.
    Não vejo a melhora do time como resultado da chegada dos reforços. De novo entrou só o Braian, o resto que mudou foi com a volta dos veteranos. Estamos ainda precisando de mais reforços.
    Ah, e quem falou em Mano Menezes espero sinceramente que esteja brincando, hahaha…

  28. Felipão não mudou o time até agora, sinal que irá repetir novamente o mesmo time na 1ª final.
    Braian segue titular, ainda mais com a lesão do Mamute, que deve ser só opção e olhe lá.
    Bastos e Maicon são a dupla de volantes, M. Oliveira é titularíssimo e Matias ganhou a posição.
    Acho que o inter vem pra especular um gol e deve ficar mais esperando o Grêmio, o que pode ajudar o Braian.
    Já no jogo da volta teremos que torcer pela volta do Cebolla e do Yuri, pois precisaremos de velocidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.