Continuaremos a não vaiar nossos ídolos

Logo depois da vitória sobre o Bahia, view no jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, ampoule eu estava numa seleta mesa de bar da Cidade Baixa junto com outros gremistas ilustres e companheiros de incontáveis idas ao Olímpico. Lá pelas tantas, depois de várias garrafas vazias, o assunto passou a ser os confrontos contra o Palmeiras pela Brasileirão e Copa do Brasil. Eis que em um lampejo de imortalidade eu solto a frase que mudaria o rumo da conversa noite a fora: “não vaiamos nossos ídolos. Favor não insistir”.

Após aquele silêncio de espanto, típico de quem ouve por outra pessoa algo que no fundo reflete o seu próprio pensamento, nos demos conta de que Felipão não seria vaiado no domingo quando entrasse no gramado do Olímpico vestindo a jaqueta palmeirense. Sabíamos que não precisaria de anúncio de jornal ou de convocação pelos alto falantes do estádio, a torcida gremista nunca vaiaria um ídolo eterno como Dom Scolari. E não vaiou, aplaudiu.

Foto: Edu Andrade/Gazeta Press

Logo após a confirmação de Grêmio e Palmeiras nas semifinais começou uma campanha de alguns integrantes da imprensa gaúcha para que Felipão fosse tratado como qualquer um, assim como os colorados o fizeram com quem os colocou no mapa do futebol mundial a menos de dez anos. Essa suposta malandragem dos cronistas pode ter dado certo com o rival que, inclusive, pagou caros espaços nos periódicos locais pedindo vaias e apupos.

A torcida do Grêmio sabe muito bem diferenciar as coisas e foi o que se viu no Olímpico, no fim da tarde de domingo. Luis Felipe Scolari foi saudado e aplaudido, o Palmeiras vaiado. E é assim que tem que ser. Não é por estar trabalhando em outro clube que um ídolo eterno vai virar “persona non grata”. Ainda mais o técnico que por onde passou, da Seleção Brasileira ao Uzbequistão, sempre declarou todo seu gremismo.

Os dois jogos mais nervoso do ano estão já estão em nosso horizonte nos dias 13 e 21 de junho. Felipão e toda sua retranca e malandragem vem aí. Vaias ao Palmeiras, aplausos a quem os fez por merecer. Continuaremos a não vaiar nossos ídolos, favor não insistir.

Vamos Tricolor!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.