Dida; Tinga, drugs Saimon, viagra 40mg Cris e Alex Telles; Fernando, drugs Marco Antonio, Elano e Zé Roberto; Marcelo Moreno e Willian José. Este foi o time escalado por Vanderlei Luxemburgo no jogo-treino contra o Canoas, primeira atividade com 11 ‘titulares’ em campo.

Me causou alívio ver Luxa colocar o time no 4-4-2 – embora eu ache que ele vai de 4-5-1 contra a LDU. O esquema com um no ataque nunca deu certo e não é agora que dará, por isso espero que a gente jogue com dois na frente na partida de Quito.

Defesa
Dida no lugar de Grohe. Penso que o jovem goleiro gremista deveria ser o titular, por outro lado, não vou secar Dida – e o pior é que tem gente que vai. Que o novo goleiro tricolor se saia bem, caso contrário, estaremos muito bem servidos no banco de reservas.

Pará no lugar de Tinga deve ser a única troca para a estreia na Libertadores. Alguns ventilam a possibilidade de Pará jogar na esquerda e Tony na direita. Sou contra improvisações, e penso que Alex Telles pode sim render muito mais do que Pará no lado esquerdo, até porque ele conhece a posição.

Foto: Lucas Uebel
Foto: Lucas Uebel

Meio-campo
Se tiver condições, Souza deve entrar no lugar de Marco Antonio. Pulmão do time é o mesmo do ano passado. Ótimo.

Ataque
Não gosto de dois jogadores de referência, porém, melhor jogar com dois centroavantes do que um só. Acredito que Moreno e Willian José vão se movimentar bastante para fazer com que a falta de um homem de velocidade seja mínima.

Para um primeiro momento é isso. Que Luxa mantenha o 4-4-2, ajuste a mecânica de jogo neste curto espaço de tempo e que o time chegue forte no jogo contra os equatorianos.

 

Abração hein?!
@alemaopizoni

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.