“O burro nunca aprende, cialis o inteligente aprende com sua própria experiência e o sábio aprende com a sua e a experiência dos outros.” (Provérbio Chinês)

e

“Uma pessoa inteligente aprende com os seus erros, site uma pessoa sábia aprende com os erros dos outros.” (Augusto Cury)

Soccer formation tactics on a blackboard

As duas frases, uma um provérbio – que nada mais é que um ditado popular – Chinês e outra de Augusto Cury (segundo a internet, claro). A essência das frases é a mesma, aprendizado. As duas frases são em resumo quase iguais, talvez Cury tenha sido apenas sábio e adaptando-a para um viés mais direto e ocidental, nunca saberei. Mas a mensagem está ali, aprendizado e como aprender – ou não aprender.

A velocidade com que a tristeza pela não classificação do Grêmio ontem na internet e nas ruas só me deu mais uma certeza, o mundo só pode ser gremista, só esse o motivo para essa tristeza tão grande. Junto da tristeza, cabeça quente e procura de razão várias teorias de junta-tudo-e-põe-fora surgem.

Reforço, temos que aprender com os nossos erros e com os erros – e acertos – dos outros. Substituir tudo, trocar técnico e recomeçar 2014 do zero, coisa que já tivemos que fazer logo após a saída da Libertadores. Não podemos mudar o rumo do navio a tripulação do navio a cada problema que acontece. Futebol é o esporte onde 1 time ganha e 19 ficam chupando o dedo.

Vou trazer à tona o ano de 2007, uma final de libertadores com um time não muito bom no plantel e um técnico apenas competente na casamata. O que esse ano teve? 2006, a construção de uma equipe e um técnico que ficou tempo suficiente para se superar.

Essa troca semestral de técnico não adianta de nada para clube nenhum, muito menos um clube que está impaciente como o Grêmio. Temos problemas, mas o problema não é o time inteiro.

Eu já falei, em algum Podcast do MBG, por mim Renato fica no mínimo até julho de 2014 – na verdade eu falei “vitalício” o que nem discordo, mas não quero gerar polêmica disso.

Temos que trocar peças, sim devemos. Mas pontualmente. A “base” está aí. Reconstruir tudo é perder tempo.

quadro_tactico_futebol

Jogadores que eu acho que teriam que dizer adeus do Grêmio por um ou outro motivo.

Zé Roberto. Não é camisa 10, não é meia de ligação, não tem a característica de chamar a responsabilidade em jogos grandes… Zé é ainda um jogador de qualidade, mas temos peças que fazem a mesma função com mais vigor: Ramiro, Souza e Riveros, não por acaso volantes, função original de ZR.

Vargas. Chileno veio como uma aposta. Não rendeu o suficiente para justificar o esforço faraônico para mante-lo no próximo ano. Seu custo é muito alto e um novo empréstimo mais que improvável. Talvez a falta de meio tenho atrapalhado o jogador – talvez?

Barcos. Está anos luzes do jogador que fora. Se Barcos não tivesse sido um grande jogador no Palmeiras iria apenas dizer que ele é um jogador argentino ruim, mas ele já jogou muito bem. Algo se perdeu, não sei dizer o quê. Quem sabe a sombra do banco de reservas.

 

Mas afinal, o que precisamos?

Testar mais Maxi Rodrigues e a base tricolor. Procurar dois meias para dar ao Grêmio variedade tática, que não possuímos atualmente. Um jogador de área e um capitão.

Melhorar nossa bola parada. Escanteios, faltas etc. Seja com os pés do Elano ou com outros pés. Nós falta qualidade para essas jogadas.

 

 

Enfim, isso tudo é a minha impressão. Falo apenas por mim e por mais ninguém. Não sou dono da verdade e apenas prefiro apostar em algo diferente que o Grêmio não pratica faz tempo: continuidade.

 

Abraços

 

@faneinbox

 

Publicado por Fane Webber

Minhas redes sociais. @faneinbox no Twitter. /faneinbox no Facebook. faneinbox@gmail.com é o e-mail de contato.

Participe da discussão

4 comentários

  1. Muito bom teu texto ex conselheiro Fane!
    Concordo muito contigo, para mim Renato fica e ponto final. Quanto aos jogadores acho que a solução está em casa, a base é boa, estamos nas finais de um campeonato ai do mundo futebolístico Sub 19, que se não me engano, ganhou o mesmo no ano passado…

  2. Olá! Concordo quando a manutenção do nosso treinador. E manter ao menos uma base deste ano, com algumas reposições. Temos totais condições de em 2014 dar a sequencia melhor que este ano, e consequentemente maiores chances de titulos. Maxi está aí para ser mais usado ano que vem, quando teremos apenas 3 estrangeiros no grupo.

    Abraço

  3. Em certo jogo pela TV outro dia, ouvi que Renato estaria interessado na volta do Douglas. Pessoalmente não sou a favor, já que creio que o time precisa de mais força jovem.
    Quanto aos que devem sair, Zé, Vargas e Dida podem sair que pra mim não farão nenhuma falta. Zé Roberto não é ruim, mas não é bem o que o Grêmio está precisando. Dida idem. Grohe é um bom goleiro e pra mim é o goleiro do Grêmio por direito, pois já passou da hora. Odiaria vê-lo ir embora para outro time por falta de chances. Vargas não justificou e ponto final.
    Sou a favor da permanência do Barcos, não no time titular, não como capitão, mas pra ver se ano que vem ele começa o ano melhor com um esquema diferente. Muito foi investido na vinda dele e pior do que está agora não dá pra ficar. Seria boa a vinda de um reserva pra ele, nem que fosse o André Lima ou o Moreno. Quero crer que a paciência com Barcos não durará muito ano que vem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.