Apartheid Tricolor

Amigos Gremistas, no rx

Gerou polêmica a “promoção” Jogue no Olímpico. Mais uma vez, medicine ficou provado que uma excelente ideia, se mal executada, torna-se um anti-marketing.

Antes de mais nada, é bom lembrar que, apesar dos valores cobrados, a promoção é um sucesso. Já estão esgotadas todas as vagas e estuda-se abrir mais um dia. Então, se é um sucesso de vendas, está tudo certo? Ao meu ver, não.

Vamos começar pelo começo, já diria o Capitão Óbvio. Há muito tempo, caiu por terra uma mentira que se contava por estes pagos: de que o Inter é o “clube do povo”. Ano após ano, as pesquisas têm demonstrado que a torcida do Grêmio é a maior em todas as classes sociais.

E aí? Adianta o Grêmio ser a maior torcida em todas as classes, credos, costumes, raças, etc.? Gestão após gestão do clube, apenas os mais abastados são lembrados. Já ouve a elitização do clube com a Arena (a discussão aqui não é se o Olímpico já estava obsoleto ou se o negócio do novo estádio é bom ou ruim). Ao mudarmos para o novo estádio, subiram os preços – de mensalidade e de ingresso. E não precisa ser nenhum gênio para entender que isso retira a chance dos menos abastados de comparecerem à cancha.

Penso que um clube de futebol deva atender os anseios de uma PAIXÃO. E se esta paixão está em todas as classes da sociedade, é preciso que as promoções, eventos, etc., atinjam a todos. E é aí que mora o problema.

Em que pese eu achar um exagero cobrar-se quase R$ 1000,00 pra alguém disputar uma partida de TRINTA MINUTOS no Monumental, sei que existe público para isto. Que bom, que o clube lucre. Porém, era preciso existir alternativas para os que não podem arcar com este valor, mas que também tem o sonho de pisar na Grama Santa.

Deixando de lado toda a sorte de bobagens proferidas de parte a parte, dos a favor e dos contra, fica claro pra mim que existe uma espécie de segregação e ela se dá pelo “filtro” da renda, ou seja, cobra-se um valor bem alto para que só a parcela dos Gremistas mais favorecidos tenham as oportunidades. É um Apartheid Tricolor: só rico pode.

Vamos precisar de um Mandela para mudar o rumo da história Tricolor?
Vamos precisar de um Mandela para mudar os rumos da história Tricolor?

Sabem o que é mais triste? Quando o clube tá naquela situação periclitante, de brigar pra não cair, aí lembram do torcedor de renda baixa. Fazem mil e uma promoções, como quem diz: AGORA, precisamos de vocês, pobres. Venham nos ajudar!

Sonho com o dia em que gestão e marketing do Grêmio pensem em TODOS os torcedores. Que tenhamos produtos, ingressos e promoções para todos os bolsos.

E que os mais abastados parem de pensar que, por terem mais dinheiro, são mais Gremistas. Acabem com este Apartheid Tricolor.

Claro que não tenho esperanças que isto aconteça a curto prazo, sou um pessimista de carteirinha.

Abraço de gol!

Rafael Pinto
@rafatpinto

Participe da discussão

26 comentários

  1. o que poderia ser feito é uma promoção alternativa, pois querendo ou não, não daria pra todos os interessados participar do “jogue no Olímpico”, simplesmente por uma questão de falta de tempo para todos.
    E aí o clube cobra valores altos pois a demanda é altíssima!

    Uma ideia alternativa como abrir o pátio do Olímpico para um churrasco coletivo, com atrações musicais ou algo do gênero, poderia ter maior apelo popular.
    Sempre terão críticas as ações, pois nem todos terão acesso a tudo. Eu, por exemplo, queria muito jogar no Olímpico, mas nunca vou pagar um valor desses! Mesmo assim terão outras atrações no final de ano, como a corrida na Arena e o amistoso dos ex do mundial.
    Acho que tá de bom tamanho apesar de tudo…

  2. Desde 2003, não lia nem ouvia a notícia de hoje:
    Salários atrasados no Grêmio. Direitos de imagem de jogadores e salários de funcionários. Preocupante, principalmente por um jogador, capitão do time, trazer isto a público.
    Em como sócio do clube, acho que o Barcos também está em atraso. Prometeu 28 gols e fez 13. Faltam 15.

  3. O clube de futebol sempre foi coisa de elite, nunca foi “do povo”. O próprio clube que se autodenomina assim, que sempre falou que foi o primeiro a aceitar negros no seu plantel (mas ao mesmo tempo vem com piadinhas nazi sobre a Coligay) não apresenta nenhum negro em sua diretoria.

    Esse jogue no Olímpico nada mais é que reflexo da sociedade brasileira, onde se paga muito mais do que se recebe e ainda acha bonito fazer papel de trouxa. O próprio preço dos ingressos nas arena já mostram isso, onde se tem um ambiente de cinema Imax mas apresentam a “Cinderela Baiana”.

  4. Ótimo texto, Rafa.

    E pode ter certeza que num curto prazo vai continuar assim, basta ver a opinião sobre o assunto de alguns conselheiros eleitos 3 meses atrás.

    Inclusive vi argumentos como: “Eu também não posso ter tudo oq quero”, insinuando que gostariam de ter um carro melhor, casa melhor, etc.

    Cara, que absurdo, não tem nada a ver uma comparação com a outra. É claro que eu gostaria de ter uma carro de R$100.000,00. Mas a empresa q vende visa somente o lucro e não tem nada q ver se eu não tenho esse dinheiro pra comprar, pois não temos ligação nenhuma. Ela vende um produto, se eu não posso comprar, azar o meu.

    Por outro lado, a relação com o Grêmio é diferente, somos o maior patrimônio do clube, a direção tem que pensar sempre na maioria e a grande maior não pode pagar esse valor. Óbvio que o Grêmio tem que lucrar, mas poderiam dar outras opções de menor valor.

    Ex: Valor menor joga sem ganhar uniforme e usa vestiário visitante.
    Valor maior ganha uniforme e usa vestiário do Grêmio.

    Mais ou menos como um estádio. Pior setor ingresso barato, pra quem pode pagar, se quiser, tem camarote, cadeiras em melhores lugares, etc. Isso é pensar em toda torcida.

  5. Sobre direitos de imagens atrasados.

    Está mais que na hora do Grêmio fazer o que o Barcelona faz. Paga um salário fixo, mais um plus aos jogadores por rendimento e participação em partidas.

    Que ganhar direito de imagem ?? Vai lutar por ele. O Grêmio te oferece toda estrutura para isso, mas pelo menos lute por isso.

    Que imagem o Barcos tem hoje ? Alguém compra uma camisa do Barcos ? Cara nem gol faz !!!

    Jogadores estão muito a vontade nos clubes, no sentido de cobrar o que quiser, como se fosse algo superior a história do clube.

    Engraçado que os jogadores falam no tal de Bom Senso..

    Eta categoria de trabalho que só quer privilégio…

  6. Só me falta dizer que os jogadores ganham direito de imagem enquanto estão de férias, em pré temporada etc

    Só me falta dizer que o direito de imagem por estar jogando o gauchão é o mesmo de uma LA.

    Como o futebol brasileiro está atrasado!!

    Por isso que muito jogadores vão para europa e querem voltar na outra semana.

  7. No show do AC/DC no Morumbi parei na meia-lua, olhei pra goleira e falei pra um amigo meu “O Baltazar bateu daqui e meteu na gaveta” , e me emocionei…claro que a quantidade industrial de cerveja consumida antes de entrar no show contribuiu.

    Imagino como deve ser jogar no Olímpico..mas acho que não vale esse dinheiro todo.

  8. Hugo Santos,
    perfeito!! Nada mais é do que reflexo da sociedade. Temos preços caros (as vezes por produtos/serviços duvidosos) pois tem gente que compra simplesmente pra se diferenciar daqueles que não podem comprar. O Playstation 4, por R$ 4.000, tem procura pois quem tem dinheiro vai pagar pela exclusividade do produto frente ao resto da sociedade.
    Acho correto o clube explorar isso, mas deve sim oferecer outros produtos/serviços mais acessíveis, de forma que a grande maioria possa “consumir” o Grêmio.

    Sobre o Barcos, não vejo problema algum de jogador (funcionário) dizer que está com salário atrasado. Já passei por isso tb e não desejo pra ninguém!! A culpa aqui é do empregador, Grêmio, que não consegue se estruturar e manter um orçamente equilibrado.
    Tá na hora de frear esse trem desgovernado, senão esse problema só vai aumentar em 2014.
    Quem aceita pagar 400 mil pro Barcos, 500 pro Moreno e 600 pro Kleber não pode reclamar de cobrança de salário atrasado.

  9. Discordo, ainda mais nessa fase que o clube está precisando de dinheiro.
    Veja bem: se o valor para jogar no Olímpico fosse 50 reais, teriam milhares de pessoas na fila querendo, e certamente não haveria tempo para atender todas elas. Certamente haveria muita frustração e irritação dos que não conseguirem jogar.

    Então a solução é aumentar o preço, diminuindo a fila e ganhando mais dinheiro. É simples, lei da oferta e da procura.
    E convenhamos, 950 reais (pra não sócios), com uniforme completo incluso e toda uma organização por trás pra jogar no estádio do teu time, não é tão caro.

  10. cawink, o direito de imagem é o artifício legal de pagar menos imposto. Se colocar tudo no salário, a carga tributária é muito maior do que se dividir entre salário e direito de imagem.

  11. Guilherme:

    Com certeza todos não poderiam jogar, mas faz o seguinte, os primeiros a se inscreverem jogam, ou então um sorteio entre os inscritos, seria até mais justo pois assim ninguém estaria sendo excluído.

    Pra alguns 950 pode não ser tão caro, mas pra grande maioria acho que é, ou então eu to muito fora da realidade.

    Além disso, não é algo inédito torcedores jogarem no olimpico, inclusive eu já tive o prazer de jogar 2 vezes, muitas outras pessoas e conselheiros já jogaram tbém, quanto será que pagaram?? Se nunca tivesse acontecido e o Grêmio só tivesse a opção de liberar para jogos durante 1 dia antes da demolição acho q eu até entenderia a facada, mas tem várias datas que poderiam ser usadas.

    Enfim, essa é minha opinião, quando algo é feito deveria ser pensando em toda torcida, não somente jogar o preço lá no alto e o torcedor “comum” que se dane.

    Mas infelizmente essa não é a primeira vez que acontece, como já escreveram aqui, a arena foi a mesma coisa, no final de 2011 veio a pancada de surpresa no aumento da mensalidade, mais pra frente o valor dos ingressos e somente 10% de desconto pra sócio torcedor em setores que não eram a geral… depois melhoraram colocando 50% tbém no quarto anel, agora espero que em 2014, com esse contrato finalmente assinado, tenhamos mais melhoras.

  12. Tinham que perguntar para o Barcos se o Grêmio tivesse avançado na Libertadores, ganho a Copa do Brasil e não perdido tantos pontos e partidas bobas no campeonato brasileiro que pudessem brigar pelo título efetivamente, demonstrado um futebol melhor, teria o clube hoje com os direitos de imagens atrasados.

    O Grêmio morreu em todas as competições. Não vi nenhum dirigente reclamar publicamente do futebol do jogador A, B e C.

    Capitão e líder mesmo era Adilson e tantos outros que ergueram as taças das maiores conquistas do clube.

  13. Não basta fazer das noticias do Grêmio uma tempestade, o eu barcos me abre a boca.

    Enquanto isso, o Neto detona o tal de Chumbinho com um calote de mala branca qdo aquele era dirigente do Guarani em 2002, e pra variar nenhum pio na aldeia.

  14. Estão fazendo de tudo pra criar uma crise no Grêmio e preparem-se pra temporada de boatos, que começa na próxima segunda.
    Essa semana já renovaram o contrato do Zé Roberto, já mandaram embora o Dida, já “quebraram” o Grêmio e já liberaram o Elano.
    Enquanto isso brigas de vestiário viram motivação nos coloridos

  15. Se alguem está criando crise no grêmio é a propria diretoria. Quem primeiro abriu a boca para falar de atraso nos salarios foi o Chitolina. Dias depois foi a vez do Rui Costa confirmar. Ambos no programa do Rech. Seria obvio que depois de receber essa munição a imprensa perguntaria aos jogadores sobre esse fato gerando essa suposta crise.

  16. “Hugo Santos, em 05/12/2013 às 16:10 disse:

    cawink, o direito de imagem é o artifício legal de pagar menos imposto. Se colocar tudo no salário, a carga tributária é muito maior do que se dividir entre salário e direito de imagem.”

    Concordo Hugo, mas o que eu não quis dizer para acabar com o direito de imagem, mas fazer jus ao nome desse direito.

    Quer cobrar por sua imagem ?? Então faça por merecer, pois Grêmio dará todos os recursos para isso.

    Ficando: salário fixo + imagem flexível

    O Barcos está fazendo por merecer ?? E o Kléber ?? E o Elano ?? etc

    É muito fácil cobrar direitos e achar ruim quando foi cobrado por deveres..

  17. Sobre o atraso: Segundo a diretoria, o atraso é pequeno e com a premiação do vice-campeonato, vai ser pago, então não tem sentido já sair falando pra todo mundo que o clube está atrasando.

    E se eles se dizem profissionais, em que empresa o funcionário sai queimando a empresa desse jeito? Com essa do Bom Senso falar problemas de economia interna em público, acho que seria interessante o clube começar a falar dos jogadores problemático em público também.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.