Alheio ao futebol – Parte 2

Após um breve período de CORRERIA LOUCA antes do final de ano, view consegui voltar a escrever aqui no Mesa. E esse post vai ser o segundo de 3 partes sobre algumas coisas que acontecem fora dos 90? do jogo, tadalafil detalhes que eu acho que são fundamentais para manter o clube dentro de um padrão bonito e útil para o seu torcedor. Eis:

2 – Entrada em campo dos jogadores

Uma das coisas que foram se “aperfeiçoando” no Grêmio foi a entrada em campo dos jogadores. Me lembro quando era pequeno de ver os caras entrando correndo, nem havia crianças para levar junto, e indo direto ao centro do gramado saudar a torcida. Depois começaram a aparecer um filho de alguém ali, outro sobrinho acolá e assim as crianças foram tomando conta do acesso dos jogadores que neste último ano beirou o absurdo. Cerca de 50 crianças ficam ali amontoadas a espera daquela mão que vai lhe segurar e CAMINHANDO PACÍFICAMENTE vai acompanhar até o centro do gramado, isso quando o jogador não está carregando no colo um bebê de 3 dias +-.

Pô, acho massa a iniciativa das crianças ali, mas acho que o legal seria que nem acontece na Copa do Mundo, ou em jogos da FIFA, onde cada jogador é acompanhado de UMA criança apenas. Eu confesso que boa parte dos jogos nesse ano de 2011, mal dava pra ver os jogadores entrando tamanha era a quantidade de gente entrando com eles. E me desculpem, mas acho que boa parte das crianças que estão ali sequer são sócios, provável serem filhos de ciclano, sobrinho do beltrano e etc.

Fora isso, confesso que antigamente não me recordo com que som de fundo os jogadores entravam em campo. Lembro de uns 3, 4 anos atrás que começaram a colocar o hino do Grêmio bem de canto, mal dava pra ouvir devido a cantoria da Geral. Neste ano ficou bem notório que foram colocadas caixas de som mais potentes e por isso a música de BACKGROUND da entrada dos jogadores foi acentuada. Aí mora meu questionamento. Diversas vezes, a música escolhida como trilha para entrada dos jogadores foi ACDC ou algum rock parecido. Até aí legal, não sou fã deles mas também está longe de me desagradar. Mas e o resto da torcida? Será que só temos torcedores roqueiros? E jogadores? Gostam de ACDC?

Eu, particularmente, prefiro que SEMPRE se entre com o Hino do Grêmio em campo, nada de música de outras bandas, ritmos, afinal, é o Grêmio que está lá e não o ACDC ou o MOLEJO. E aí eu te pergunto: Se é para colocar uma música motivacional, no elenco do Grêmio 2011 não era melhor ter colocar um SERTANEJO UNIVERSITÁRIO, um GOSPEL ou um AXÉ?

No último jogo do Olímpico esse ano, o Hino Tricolor voltou a ser executado na entrada dos jogadores, o que para mim deve ser a tendência para SEMPRE, sem hesitar.

—–

Feito, essa segunda parte sobre a entrada dos jogadores, as crianças e afins tem como intuito AVACALHAR o que está lá hoje, porque É RUIM E FEIO demais. Precisa melhorar e óbvio, que é só a minha opinião. Se alguem tiver algo contra, ou quem sabe melhores sugestões, pô, seja bem vindo e comente aí, quem sabe até não possamos reunir ideias e levá-las ao Grêmio para que algo possa ser feito.

Na parte 3 falarei sobre a banalização dos Hinos do Rio Grande e Nacional, além da promoção do sócio aniversariante. Sigamos.

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.