A melhor contribuição de Francisco Noveletto, case presidente da Federação Gaúcha de Futebol, see ao esporte é a famosa frase: “um dia ainda mato um treinador”. Não sei quando e nem onde ele proferiu tais palavras, mas concordo plenamente. Treinadores de futebol são seres estranhos. Por vezes eles são vítimas de “apagões” generalizados e fazem coisas que até deus duvida.

Foto: Ricardo Rímoli

Vanderlei Luxemburgo vem muito bem no comando do Grêmio desde que chegou. Com um grupo carente em algumas posições, ele tem mantido o tricolor entre os três primeiros no Brasileirão e tem uma chance real de título na Copa Sul-Americana. Mas Luxa não é infalível e, por vezes, apronta das suas. Contra o Cruzeiro ele errou feio ao deixar Marcelo Moreno e Fernando no banco de reservas para escalar André Lima e Marco Antonio. Mesmo que o atacante estivesse debilitado, ele tem que jogar.

Foto: Lucas Uebel

O técnico já havia feito algumas lambanças que prejudicaram o time. No Grenal da Taça Farroupilha a confusão com um gandula desmobilizou o time logo após o zagueiro Werley empatar o jogo. Contra o Palmeiras, no Olímpico, ele colocou André Lima e Moreno juntos no ataque contra uma defesa com três zagueiros. Além dos quatro atacantes e nenhum articulador contra o Santos.

Foto: Lucas Uebel

Por sorte, ele é um sujeito inteligente e na partida contra o time de Celso Roth, corrigiu o erro. Moreno entrou e mudou o destino do jogo. Não pode em hipótese nenhuma ser reserva de André Lima. A mobilidade e intensidade de Fernando fez falta no meio de campo, que foi plenamente dominado no primeiro tempo pelo Cruzeiro. Por fim, mais uma vitória tricolor. Mas poderia ter sido mais tranquilo.

SAUDAÇÕES TRICOLORES!!

@ottohnetto

Participe da discussão

3 comentários

  1. Divirjo deste último parágrafo, na parte que diz: “A mobilidade e intensidade de Fernando fez falta no meio de campo, que foi plenamente dominado no primeiro tempo pelo Cruzeiro.”
    O Cruzeiro teve apenas o chute do gol, no primeiro tempo. Quanto a falta do Fernando. Não acho M. Antônio uma maravilha de articulador, muito menos segundo homem, acho que sobre-carregou o Souza,. Mas será que ele, Fernando, teria a visão e o passe qualificado, no primeiro gol? Fica a dúvida.
    Saudações Tricolores!

    1. Será que o Moreno aguentaria jogar desde o começo?Não foi melhor ele entrar com a zaga do cruzeiro mais cansada?
      E o Marco Antônio foi que fez o passe maravilhoso para o Moreno fazer o gol.E apesar de não marcar tanto quanto o Fernando ele tem um passe melhor e deixa o meio mais criativo…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.