Ainda a questão Giuliano

Estimados leitores, recipe não é com estranheza que recebo essa notícia de que o ex-presidente do Grêmio, thumb Luiz Carlos Silveira Martins (o Cacalo), tentara desestabilizar o atual presidente, Paulo Odone. A política gremista é muito dividida. Há tempos atrás, o que sobrevivia nos gabinetes do Estádio Olímpico Monumental era o amor pelo clube, a união em torno da entidade. Entretanto, de uns anos pra cá, a divisão política tornou-se notória.

É incrível como os cartolas tricolores vivem se debatendo. E tudo por pura mesquinharia, por interesses particulares, quando o que deveria estar em primeiro lugar era o sentimento gremista.

Escuto com certa frequência os programas de rádio esportivo e sempre observei um Cacalo defendendo as ideias do presidente Paulo Odone, mas com certa dose “enigmática”, como se algo estivesse por trás daquelas palavras. A Questão Giuliano já estava sepultada, porém ela foi ressuscitada por Cacalo neste exato instante, justamente no melhor momento da Gestão Odone em 2012: um grupo quase pronto para encarar as competições do ano, um treinador experiente e vencedor comandando o time e as vitórias conspirando a favor em campo – em que pesem alguns sustos.

Não vejo com bons olhos a atitude de Cacalo. Mesmo que ele tenha dito a verdade (que Giuliano será finalmente contratado no meio do ano pela Gestão Odone), deveria ter ficado em silêncio. Foi inoportuna a manifestação de Cacalo. Não foi salutar para as relações entre nossos cartolas. Em nada contribuiu para a “saúde da entidade Grêmio”. Tal fato só evidenciou (mais uma vez) a briga particular entre os dirigentes gremistas. De maneira alguma deveria existir “situação” e “oposição”, isso apenas diminui o tamanho do clube. Essas expressões deveriam ser banidas da política gremista em prol de um bem maior, uma meta muito maior: O ESTABELECIMENTO DO PRÓPRIO GRÊMIO COMO MAIOR CLUBE DA AMÉRICA.

Tchüss, fussballteigers!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.